SlideShare uma empresa Scribd logo
SECRETARIA DE ESTADO DE 
EDUCAÇÃO 
DIRETORIA DE ENSINO 
REGIÃO DE AVARÉ
CRONOGRAMA E ESTRUTURA 
Carga horária – 40 horas, sendo 20 presenciais e 20 à distância 
Datas dos encontros presenciais: 
Sexta-feira – 14/03 e 28/03, 25/04, 23/05 e 06/06 
Horário – 19h00 às 23h00 
Sábados – 15/03 e 29/03, 26/04, 24/05 e 07/06 
Horário – 08h00 às 12h00 
Local: Sala de Informática – Rede do Saber.
SOCIEDADE DIGITAL
Retorno as atividades do I Encontro 
Dúvidas ambiente e-proinfo/ problemas senhas. 
E-mail – está recebendo?!!!! 
Atividade 1.1 - A imagem da escola 
Momento 2: Distância 
Agora sugerimos que você tire fotos dos vários espaços da sua escola em um dia 
qualquer. Em que medida as cenas colhidas são similares às que você obteve nas suas 
pesquisas na web? 
Sintetize suas reflexões (no formato que desejar) em um documento ou apresentação e 
compartilhe no ambiente e-ProInfo - Portifólio. Caso tenha dúvidas no uso dessa 
ferramenta, seu formador poderá lhe auxiliar.
Retorno as atividades do I Encontro 
Atividade 1.3 - Momento 2: Distância 
Além dos vídeos, que tal buscar exemplos práticos na sua história que lhe ajude a observar 
essa problemática? 
Sugerimos um foco especial aos processos de inteligência e aprendizagem. Busque 
identificar exemplos de comparação de tecnologias na realização de ações/trabalhos 
cotidianos e compare as influências/mudanças. Tente analisar diferentes estratégias e 
formas de raciocínio e a relação com as tecnologias de suporte. 
Situação-problema 1: Cálculos Matemáticos 
Situação -problema 2: Analise a realização de tarefas escolares, comparando diferentes 
gerações. 
Situação-problema 3: Analise a realização das pesquisas escolares hoje em dia e nos seus 
tempos de escola.
Unidade I: Cultura midiática e escola 
Atividade 1.5- Registros autoavaliativos 
Postar no Diário 
Questões para reflexão: 
Qual a sua postura frente ao erro? 
Como você age frente aos erros e equívocos dos seus alunos? Você concorda 
que errar seja parte integrante e importante do processo de aprendizagem? 
E perante aos seus equívocos e incompletudes? Como você reage quando 
desconhece determinado assunto que os alunos questionam? Ou quando os 
alunos trazem informações que descortinam aspectos conflitantes com o que 
você trabalhou com a turma?
Unidade I: Cultura midiática e escola 
Caso você e seus colegas desejem dar um caráter mais interativo a essa 
atividade, podem ficar à vontade para compartilhar entre si as reflexões 
pessoais. Podem, ainda, buscar algum vídeo ou material potencializador de 
aprofundamentos nas reflexões e partilhar a referência em nossa 
Comunidade Virtual.
Unidade I: Cultura midiática e escola 
Atividade 1.6 - Lidando com os erros e com a diversidade 
Presencial 
Para finalizar os estudos da Unidade, propomos brincar com as imperfeições e 
adversidades típicas do ser humano, utilizando a música Ciranda da bailarina, de Chico 
Buarque. 
Por ser uma atividade de exercício da criatividade, é uma boa oportunidade para 
deixar fluir livremente uma atividade prazerosa com a música. Aproveite!
Identificar características gerais da cultura contemporânea altamente tecnificada, 
também reconhecida como cibercultura ou cultura das redes. 
Reconhecer e aprender a valorizar as aprendizagens que os jovens realizam nos 
ambientes de mídia social. 
Avançar na exploração das possibilidades educativas das mídias sociais.
Diversas questões nos inquietam e mobilizam para a escrita destes estudos: 
• Quem são esses sujeitos que estão nascendo e crescendo em uma cultura 
altamente tecnificada? 
• De que forma as tecnologias estruturam seus modos de agir, de se relacionar, 
de aprender? 
• Quais diferenças são mais perceptíveis, se comparadas com as gerações 
anteriores? 
• Quais prejuízos são observados? De que forma a família e a escola estão 
lidando com essas questões? 
• Quais qualidades e comportamentos benéficos lhes são característicos? Os 
benefícios estão sendo reconhecidos e valorizados?
Superando preconceitos, aceitando a diversidade
Superando preconceitos, aceitando a diversidade
Atividade 2.1. (FÓRUM) 
Mapeamentos Iniciais 
Quais suas experiências e reflexões acerca da problemática apresentada? Nas 
experiências e diálogos com outros educadores e pais, quais comentários são 
comuns acerca da cultura jovem, permeada por tecnologias? Vocês também 
percebem preconceitos e estereótipos depreciativos? Em contraste, quais virtudes 
das novas gerações também aparecem nos diálogos? 
A proposta para essa atividade é um debate no ambiente e-ProInfo (FÓRUM), que 
será direcionado pelo seu(sua) formador(a). Sugerimos que complementem os 
estudos com novas referências. Para isso, realizem uma pesquisa de matérias da 
mídia impressa, televisiva e/ou manifestações na Internet acerca da cultura jovem.
Atividade 2.2. (BLOG) 
Diálogos sobre as gerações 
Sugerimos ampliar seu olhar dialogando com seus alunos sobre suas 
experiências cotidianas e questões relativas às diferentes gerações e 
características dos jovens da cibercultura. 
Para mobilizar a turma e criar um ambiente de estímulo à livre expressão, 
selecionamos um vídeo que apresenta de forma instigante as qualidades das 
novas gerações, altamente tecnológicas: We all want to be Young.
Busque dialogar com a turma sobre as ideias que surgiram a partir do vídeo: 
Como percebem as diferenças socioculturais entre gerações? Quais benefícios e 
problemas vislumbram na sociedade contemporânea? Quais aspectos lhes 
inquietam? Como eles compreendem a cibercultura? Eles se sentem integrantes 
desse movimento?
Como resultado dessa exploração imagética, a turma pode organizar uma exposição de 
fotos na escola (uma oportunidade para integrar a comunidade escolar) e também online 
(pode ser criado um vídeo para postar no YouTube, onde há um canal específico do 
Portal do Professor. Que tal enviar sua produção para publicação nesse canal?). Ao final do 
encontro, cada cursista deve ter um planejamento de ações a serem realizadas com seus 
estudantes. Salientamos que o trabalho pode ser realizado de forma coletiva, envolvendo 
outros colegas professores e várias turmas. Lembre-se de registrar o trabalho realizado e, 
como de costume, publicá-lo em seu blog e demais instrumentos de partilha. O empenho 
nessa contribuição é essencial para potencializar suas aprendizagens e partilhar saberes.
Definição de rede social: 
De forma ampla, Boyd e Ellison (2007) definem os sites de redes sociais como serviços 
baseados na web que possibilitam a uma pessoa: 1) criar no sistema, de forma pública ou 
com algumas restrições de acesso, um conjunto de informações que a descrevem (perfil); 
2) articular uma lista de usuários com quem deseja estar conectada; e 3) ver e explorar as 
listas de relações de outras pessoas do sistema. 
No Portal do Professor, você pode conferir uma listagem de redes sociais no espaço 
“Interação e Colaboração”, disponível no link “Redes Sociais”. 
Rivalidade das redes sociais 
As dez maiores redes sociais do mundo 
Saiba mais sobre o Whatsapp 
O que são gadgets?
WhatsApp Messenger é uma aplicação multi-plataforma de 
mensagens instantâneas para smartphones. Além de mensagens de texto, os 
usuários podem enviar imagens, vídeos e mensagens de áudio de mídia. O 
software cliente está disponível para Android, BlackBerry OS, iOS, Symbian, 
Windows Phone, e Nokia.1 A empresa com o mesmo nome foi fundada em 2009 por 
Brian Acton e Jan Koum, ambos veteranos do Yahoo! e está sediada em 
Santa Clara, Califórnia. 
Competindo com uma série de serviços com base na Ásia, WhatsApp cresceu de 2 
bilhões de mensagens por dia em abril de 2012 para 10 bilhões em agosto do 
mesmo ano. De acordo com o Financial Times , WhatsApp "tem feito para SMS em 
celulares o que o Skype fez para chamadas internacionais em telefones fixos ".2 
Em Junho de 2013, o aplicativo alcançou a marca dos 250 milhões de usuários 
ativos e 25 bilhões de mensagens enviadas e recebidas diariamente.3 
No dia 19 de fevereiro de 2014, o Facebook adquiriu a empresa pelo montante de 
16 bilhões de dólares, sendo 4 bilhões em dinheiro e 12 bilhões em ações do 
Facebook, além de 3 bilhões de ações no prazo de quatro anos caso permaneçam 
na companhia. Seus fundadores serão incorporados no conselho administrativo do 
Facebook.
Atividade 2.3 (REALIZADA NO ENCONTRO PRESENCIAL) 
Utilizando redes sociais de forma crítica e produtiva 
Compartilhando experiências de uso de redes sociais 
Visitar as seguintes redes sociais, anotando as principais características: Facebook, Twitter, 
Google+, Blogger, Orkut, Linkedin, MySpace. 
1. Propomos um diálogo entre os cursistas sobre os processos que envolveram o ingresso 
nas redes sociais, bem como as atividades que cada um realiza nesses espaços. 
2. Busquem identificar as especificidades socioculturais desse contexto: de que forma cada 
participante conheceu e ingressou em determinada rede social? Alguém já auxiliou outros 
colegas em suas primeiras experiências? Quais as principais atividades que realizam? Quais 
as atividades preferidas? De que forma pode ser usada para facilitar ações educativas? 
Alguma crítica? Existe o cuidado com questões de segurança e privacidade de informações? 
Quais diferenças percebem nos recursos, em comparação com a Comunidade Virtual que 
estamos utilizando no Ambiente e-ProInfo?
2. Busquem identificar as especificidades socioculturais desse contexto: de que forma 
cada participante conheceu e ingressou em determinada rede social? Alguém já auxiliou 
outros colegas em suas primeiras experiências? Quais as principais atividades que 
realizam? Quais as atividades preferidas? De que forma pode ser usada para facilitar 
ações educativas? Alguma crítica? Existe o cuidado com questões de segurança e 
privacidade de informações? Quais diferenças percebem nos recursos, em comparação 
com a Comunidade Virtual que estamos utilizando no Ambiente e-ProInfo? 
3. Por fim, elaborem uma síntese dessa experiência do grupo para compartilhar nos blogs 
pessoais. Vocês podem, também, divulgar o link para a postagem em todas as redes que 
participam.
Atividade 2.4 (FÓRUM) 
Reflexões sobre a participação em redes 
Após toda essa trajetória de reflexões acerca de qualidades de 
redes/comunidades de aprendizagem e prática, sugerimos que você realize uma 
reflexão pessoal, avaliando sua participação em uma ou mais redes, nas quais 
você participa, e debata com colegas estratégias para aprimorar o uso desses 
recursos. 
Orientações para a atividade: 
1. Reflita acerca dos aspectos apresentados sobre a importância da colaboração 
e reciprocidade em uma rede virtual: 
a. Você participa ativamente buscando cultivar suas relações sociais e/ou 
contribuir para o progresso coletivo, no caso de redes com objetivos específicos?
b. Você costuma comentar/avaliar os trabalhos compartilhados por seus pares? 
Por exemplo: mensagens nos Fóruns, postagens nos Blogs dos colegas, mensagens na 
Comunidade Redes de Aprendizagem, no e-ProInfo. 
c. Como se sente quando recebe comentários? Você verifica e responde, quando for o 
caso, às mensagens que recebe em seu Blog e nos Fóruns? 
2. Analise também as especificidades nos propósitos de cada rede que participa: 
a.Entre as redes que você participa, quais se enquadram na definição de “comunidade 
de prática” apresentada por Wenger (2006)? 
O conceito de Comunidade de Prática (CoP) foi “cunhado” pelo teórico organizacional 
Wenger como comunidades que reuniam pessoas unidas informalmente – com responsabilidades no 
processo – por interesses comuns no aprendizado e principalmente na aplicação prática do 
aprendido.
b. Você considera que a(s) comunidade(s) poderia(m) evoluir em algum dos requisitos: 
domínio, comunidade, prática? Quais estratégias poderiam contribuir nesse sentido? 
c. Caso você considere que nenhuma das redes contempla a definição de “comunidade de 
prática”, tente identificar obstáculos. E quais estratégias podem ser adotadas para 
potencializar o surgimento desse tipo de comunidade. 
Ao final do processo de autoavaliação, sugerimos um debate entre os cursistas NO 
FÓRUM, a fim de compartilhar as descobertas individuais e realizar no coletivo uma 
“tempestade de ideias” para a proposta de estratégias de aprimoramento das redes.
Figura: FFiigguurraa:: SSSiiittteee DDDeeevvviiiaaannntttAAArrrttt 
Em comunidades de artistas, exemplificadas aqui pela DeviantART, os participantes 
podem exercitar sua liberdade de criação 
Site DevianArt
Figura: FFiigguurraa:: SSSiiittteee DDDeeevvviiiaaannntttAAArrrttt 
“Ti aMu PuRmTa KoiZa ii NauM VaI KaBe aKii...MaSS Tu SaB Ki P uu Ki Tu PiXiZa euu To 
aKii CeRTu?? bJooooKaaZ” (GUSTSACK; SANTOS, 2005, p.1). 
Te amo por muita coisa que não vai caber aqui...Mas tu sabes que para o que precisar eu 
estou aqui. Beijocas. 
Figura - Jovem e inúmeras mídias

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes sociais virtuais e ava apresentação
Redes sociais virtuais e ava  apresentaçãoRedes sociais virtuais e ava  apresentação
Redes sociais virtuais e ava apresentação
luizaselis
 
Uso do orkut para formação de comunidade virtual
Uso do orkut para formação de comunidade virtualUso do orkut para formação de comunidade virtual
Uso do orkut para formação de comunidade virtual
Luciana Viter
 
Redes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração YRedes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração Y
Sabrina S
 
Artigo ciclo de palestras
Artigo ciclo de palestrasArtigo ciclo de palestras
Artigo ciclo de palestras
Gueti Greif
 
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Jocelma Rios
 

Mais procurados (16)

Redes sociais virtuais e ava apresentação
Redes sociais virtuais e ava  apresentaçãoRedes sociais virtuais e ava  apresentação
Redes sociais virtuais e ava apresentação
 
Uso do orkut para formação de comunidade virtual
Uso do orkut para formação de comunidade virtualUso do orkut para formação de comunidade virtual
Uso do orkut para formação de comunidade virtual
 
Ambientes virtuais
Ambientes virtuaisAmbientes virtuais
Ambientes virtuais
 
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - ProinfoO uso das TIC's na Educação - Proinfo
O uso das TIC's na Educação - Proinfo
 
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacaoCVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
 
Quadros Apresentação 2010
Quadros Apresentação 2010Quadros Apresentação 2010
Quadros Apresentação 2010
 
CVAs
CVAsCVAs
CVAs
 
Redes sociais na educaçao enped
Redes sociais na educaçao   enpedRedes sociais na educaçao   enped
Redes sociais na educaçao enped
 
Redes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração YRedes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração Y
 
Oficina de planejamento
Oficina de planejamentoOficina de planejamento
Oficina de planejamento
 
Artigo ciclo de palestras
Artigo ciclo de palestrasArtigo ciclo de palestras
Artigo ciclo de palestras
 
Introdução à informática 4. perído - 1 sem 2012
Introdução à informática 4. perído - 1 sem 2012Introdução à informática 4. perído - 1 sem 2012
Introdução à informática 4. perído - 1 sem 2012
 
Curso de Introdução à computação e web 2.0 - 2p 2012
Curso de Introdução à computação e web 2.0 - 2p 2012Curso de Introdução à computação e web 2.0 - 2p 2012
Curso de Introdução à computação e web 2.0 - 2p 2012
 
AS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTAS NA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA: UMA ANÁL...
AS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTAS NA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA: UMA ANÁL...AS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTAS NA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA: UMA ANÁL...
AS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTAS NA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA: UMA ANÁL...
 
Trabalho grupo roxo (act 3)
Trabalho grupo roxo (act 3)Trabalho grupo roxo (act 3)
Trabalho grupo roxo (act 3)
 
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
 

Destaque

Cuando el fotografo era el pintor
Cuando el fotografo era el pintorCuando el fotografo era el pintor
Cuando el fotografo era el pintor
BRIAN MOORE
 
Monitoramento na internet-resultados_digitais
Monitoramento na internet-resultados_digitaisMonitoramento na internet-resultados_digitais
Monitoramento na internet-resultados_digitais
Bárbara Paiva
 
Etrc advisory board
Etrc advisory boardEtrc advisory board
Etrc advisory board
Irina K
 
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
Gabriela de Lima
 
CARNAVAL DE VENECIA
CARNAVAL DE VENECIACARNAVAL DE VENECIA
CARNAVAL DE VENECIA
BRIAN MOORE
 

Destaque (20)

Portafolio de ingenieria de sistemas
Portafolio de ingenieria de sistemas Portafolio de ingenieria de sistemas
Portafolio de ingenieria de sistemas
 
Quins elements. Cristina Lisalde
Quins elements. Cristina LisaldeQuins elements. Cristina Lisalde
Quins elements. Cristina Lisalde
 
Mustang2015
Mustang2015Mustang2015
Mustang2015
 
Aparato digestivo
Aparato digestivoAparato digestivo
Aparato digestivo
 
Introd logica mat
Introd logica matIntrod logica mat
Introd logica mat
 
Procedimiento de reclamo
Procedimiento de reclamoProcedimiento de reclamo
Procedimiento de reclamo
 
Cuando el fotografo era el pintor
Cuando el fotografo era el pintorCuando el fotografo era el pintor
Cuando el fotografo era el pintor
 
Intro teoria dos numerros cap3
Intro teoria dos numerros cap3Intro teoria dos numerros cap3
Intro teoria dos numerros cap3
 
Wikio ebuzzing
Wikio   ebuzzingWikio   ebuzzing
Wikio ebuzzing
 
Cactus Beauty In Bloom
Cactus Beauty In BloomCactus Beauty In Bloom
Cactus Beauty In Bloom
 
Terra9 202234
Terra9   202234Terra9   202234
Terra9 202234
 
Monitoramento na internet-resultados_digitais
Monitoramento na internet-resultados_digitaisMonitoramento na internet-resultados_digitais
Monitoramento na internet-resultados_digitais
 
Trabajo en clase maria paula
Trabajo en clase maria paulaTrabajo en clase maria paula
Trabajo en clase maria paula
 
NAMIBIE
NAMIBIENAMIBIE
NAMIBIE
 
Etrc advisory board
Etrc advisory boardEtrc advisory board
Etrc advisory board
 
Atelier "Pimenter vos sites eCommerce avec Microsoft" aux journées Oxygène av...
Atelier "Pimenter vos sites eCommerce avec Microsoft" aux journées Oxygène av...Atelier "Pimenter vos sites eCommerce avec Microsoft" aux journées Oxygène av...
Atelier "Pimenter vos sites eCommerce avec Microsoft" aux journées Oxygène av...
 
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
Lista de exercicios_3-casos_particulares_estequiometria_1o_ano[1]
 
Quins elements. Carolina Nuñez
Quins elements. Carolina NuñezQuins elements. Carolina Nuñez
Quins elements. Carolina Nuñez
 
Paysages d'Afrique
Paysages d'AfriquePaysages d'Afrique
Paysages d'Afrique
 
CARNAVAL DE VENECIA
CARNAVAL DE VENECIACARNAVAL DE VENECIA
CARNAVAL DE VENECIA
 

Semelhante a Ii encontro ra

Transcrição da entrevista daniela santos
Transcrição da entrevista daniela santosTranscrição da entrevista daniela santos
Transcrição da entrevista daniela santos
profdanielasantos
 
Redes sociais e educação
Redes sociais e educaçãoRedes sociais e educação
Redes sociais e educação
Nilfa
 
Projeto de integração 2012 a
Projeto de integração 2012 aProjeto de integração 2012 a
Projeto de integração 2012 a
Cleide Marina
 
Projeto ProInfo
Projeto ProInfoProjeto ProInfo
Projeto ProInfo
Nilfa
 
O Uso de tecnolgias na sala de aula
O Uso de tecnolgias na sala de aulaO Uso de tecnolgias na sala de aula
O Uso de tecnolgias na sala de aula
Mila Gonçalves
 
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
analuciakiv
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
betzandonadi
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
betzandonadi
 
Informática na educação - 5
Informática na educação - 5Informática na educação - 5
Informática na educação - 5
rafael_neves
 

Semelhante a Ii encontro ra (20)

CURSO REDE DE APRENDIZAGEM PROINFO
CURSO REDE DE APRENDIZAGEM PROINFOCURSO REDE DE APRENDIZAGEM PROINFO
CURSO REDE DE APRENDIZAGEM PROINFO
 
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTASMídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
Mídias sociais e educação PERSPECTIVAS CAPACITAÇÃO E FERRAMENTAS
 
Atividades no módulo Redes de Aprendizagem
Atividades no módulo Redes de AprendizagemAtividades no módulo Redes de Aprendizagem
Atividades no módulo Redes de Aprendizagem
 
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
 
Transcrição da entrevista daniela santos
Transcrição da entrevista daniela santosTranscrição da entrevista daniela santos
Transcrição da entrevista daniela santos
 
EJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão DigitalEJA- Inclusão Digital
EJA- Inclusão Digital
 
redes_sociais.pptx
redes_sociais.pptxredes_sociais.pptx
redes_sociais.pptx
 
Redes sociais e educação
Redes sociais e educaçãoRedes sociais e educação
Redes sociais e educação
 
Projeto de integração 2012 a
Projeto de integração 2012 aProjeto de integração 2012 a
Projeto de integração 2012 a
 
Projeto ProInfo
Projeto ProInfoProjeto ProInfo
Projeto ProInfo
 
O Uso de tecnolgias na sala de aula
O Uso de tecnolgias na sala de aulaO Uso de tecnolgias na sala de aula
O Uso de tecnolgias na sala de aula
 
Redes sociais na educação
Redes sociais na educaçãoRedes sociais na educação
Redes sociais na educação
 
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
 
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem  design de red...
[2014 11] concepção de ambientes colaborativos de aprendizagem design de red...
 
O relacionamento através da comunicação digital em instituições educacionais
O relacionamento através da comunicação digital em instituições educacionaisO relacionamento através da comunicação digital em instituições educacionais
O relacionamento através da comunicação digital em instituições educacionais
 
Coisas Boas 2007
Coisas Boas 2007Coisas Boas 2007
Coisas Boas 2007
 
Informática na educação - 5
Informática na educação - 5Informática na educação - 5
Informática na educação - 5
 
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço SocialTarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
Tarefa 16 - Introdução ao Serviço Social
 

Mais de Sandra Guarnier (20)

Tecnologia Currículo + Língua Portuguesa
Tecnologia Currículo +  Língua PortuguesaTecnologia Currículo +  Língua Portuguesa
Tecnologia Currículo + Língua Portuguesa
 
Tecnologia curriculos 2015
Tecnologia curriculos 2015Tecnologia curriculos 2015
Tecnologia curriculos 2015
 
Trabalho água
Trabalho águaTrabalho água
Trabalho água
 
Ppt modulo vii
Ppt modulo viiPpt modulo vii
Ppt modulo vii
 
Ppt modulo vii
Ppt modulo viiPpt modulo vii
Ppt modulo vii
 
Ii encontro ra
Ii encontro raIi encontro ra
Ii encontro ra
 
Jornal teste
Jornal testeJornal teste
Jornal teste
 
Jornal teste
Jornal testeJornal teste
Jornal teste
 
Jornal teste
Jornal testeJornal teste
Jornal teste
 
Jornal teste
Jornal testeJornal teste
Jornal teste
 
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-12014 04 04   plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
2014 04 04 plano de formação pcnp-versão final_sandraguarnier1-1
 
Ed compromisso de sao paulo
Ed compromisso de sao pauloEd compromisso de sao paulo
Ed compromisso de sao paulo
 
Natureza
NaturezaNatureza
Natureza
 
Contando outra vez
Contando outra vezContando outra vez
Contando outra vez
 
Slide de apresentação do seminário de ciências professora patrícia fc
Slide de apresentação do seminário de ciências   professora patrícia fcSlide de apresentação do seminário de ciências   professora patrícia fc
Slide de apresentação do seminário de ciências professora patrícia fc
 
Unidade iv proinfo2013 sandra
Unidade iv proinfo2013 sandraUnidade iv proinfo2013 sandra
Unidade iv proinfo2013 sandra
 
teste Macdonald
teste Macdonaldteste Macdonald
teste Macdonald
 
Unidade 6 7 8_apresentação
Unidade 6 7 8_apresentaçãoUnidade 6 7 8_apresentação
Unidade 6 7 8_apresentação
 
O desabrochar de uma flor
O desabrochar de uma florO desabrochar de uma flor
O desabrochar de uma flor
 
V encontro módulo_ii
V encontro módulo_iiV encontro módulo_ii
V encontro módulo_ii
 

Ii encontro ra

  • 1. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE AVARÉ
  • 2.
  • 3. CRONOGRAMA E ESTRUTURA Carga horária – 40 horas, sendo 20 presenciais e 20 à distância Datas dos encontros presenciais: Sexta-feira – 14/03 e 28/03, 25/04, 23/05 e 06/06 Horário – 19h00 às 23h00 Sábados – 15/03 e 29/03, 26/04, 24/05 e 07/06 Horário – 08h00 às 12h00 Local: Sala de Informática – Rede do Saber.
  • 5. Retorno as atividades do I Encontro Dúvidas ambiente e-proinfo/ problemas senhas. E-mail – está recebendo?!!!! Atividade 1.1 - A imagem da escola Momento 2: Distância Agora sugerimos que você tire fotos dos vários espaços da sua escola em um dia qualquer. Em que medida as cenas colhidas são similares às que você obteve nas suas pesquisas na web? Sintetize suas reflexões (no formato que desejar) em um documento ou apresentação e compartilhe no ambiente e-ProInfo - Portifólio. Caso tenha dúvidas no uso dessa ferramenta, seu formador poderá lhe auxiliar.
  • 6. Retorno as atividades do I Encontro Atividade 1.3 - Momento 2: Distância Além dos vídeos, que tal buscar exemplos práticos na sua história que lhe ajude a observar essa problemática? Sugerimos um foco especial aos processos de inteligência e aprendizagem. Busque identificar exemplos de comparação de tecnologias na realização de ações/trabalhos cotidianos e compare as influências/mudanças. Tente analisar diferentes estratégias e formas de raciocínio e a relação com as tecnologias de suporte. Situação-problema 1: Cálculos Matemáticos Situação -problema 2: Analise a realização de tarefas escolares, comparando diferentes gerações. Situação-problema 3: Analise a realização das pesquisas escolares hoje em dia e nos seus tempos de escola.
  • 7. Unidade I: Cultura midiática e escola Atividade 1.5- Registros autoavaliativos Postar no Diário Questões para reflexão: Qual a sua postura frente ao erro? Como você age frente aos erros e equívocos dos seus alunos? Você concorda que errar seja parte integrante e importante do processo de aprendizagem? E perante aos seus equívocos e incompletudes? Como você reage quando desconhece determinado assunto que os alunos questionam? Ou quando os alunos trazem informações que descortinam aspectos conflitantes com o que você trabalhou com a turma?
  • 8. Unidade I: Cultura midiática e escola Caso você e seus colegas desejem dar um caráter mais interativo a essa atividade, podem ficar à vontade para compartilhar entre si as reflexões pessoais. Podem, ainda, buscar algum vídeo ou material potencializador de aprofundamentos nas reflexões e partilhar a referência em nossa Comunidade Virtual.
  • 9. Unidade I: Cultura midiática e escola Atividade 1.6 - Lidando com os erros e com a diversidade Presencial Para finalizar os estudos da Unidade, propomos brincar com as imperfeições e adversidades típicas do ser humano, utilizando a música Ciranda da bailarina, de Chico Buarque. Por ser uma atividade de exercício da criatividade, é uma boa oportunidade para deixar fluir livremente uma atividade prazerosa com a música. Aproveite!
  • 10. Identificar características gerais da cultura contemporânea altamente tecnificada, também reconhecida como cibercultura ou cultura das redes. Reconhecer e aprender a valorizar as aprendizagens que os jovens realizam nos ambientes de mídia social. Avançar na exploração das possibilidades educativas das mídias sociais.
  • 11. Diversas questões nos inquietam e mobilizam para a escrita destes estudos: • Quem são esses sujeitos que estão nascendo e crescendo em uma cultura altamente tecnificada? • De que forma as tecnologias estruturam seus modos de agir, de se relacionar, de aprender? • Quais diferenças são mais perceptíveis, se comparadas com as gerações anteriores? • Quais prejuízos são observados? De que forma a família e a escola estão lidando com essas questões? • Quais qualidades e comportamentos benéficos lhes são característicos? Os benefícios estão sendo reconhecidos e valorizados?
  • 14. Atividade 2.1. (FÓRUM) Mapeamentos Iniciais Quais suas experiências e reflexões acerca da problemática apresentada? Nas experiências e diálogos com outros educadores e pais, quais comentários são comuns acerca da cultura jovem, permeada por tecnologias? Vocês também percebem preconceitos e estereótipos depreciativos? Em contraste, quais virtudes das novas gerações também aparecem nos diálogos? A proposta para essa atividade é um debate no ambiente e-ProInfo (FÓRUM), que será direcionado pelo seu(sua) formador(a). Sugerimos que complementem os estudos com novas referências. Para isso, realizem uma pesquisa de matérias da mídia impressa, televisiva e/ou manifestações na Internet acerca da cultura jovem.
  • 15. Atividade 2.2. (BLOG) Diálogos sobre as gerações Sugerimos ampliar seu olhar dialogando com seus alunos sobre suas experiências cotidianas e questões relativas às diferentes gerações e características dos jovens da cibercultura. Para mobilizar a turma e criar um ambiente de estímulo à livre expressão, selecionamos um vídeo que apresenta de forma instigante as qualidades das novas gerações, altamente tecnológicas: We all want to be Young.
  • 16. Busque dialogar com a turma sobre as ideias que surgiram a partir do vídeo: Como percebem as diferenças socioculturais entre gerações? Quais benefícios e problemas vislumbram na sociedade contemporânea? Quais aspectos lhes inquietam? Como eles compreendem a cibercultura? Eles se sentem integrantes desse movimento?
  • 17. Como resultado dessa exploração imagética, a turma pode organizar uma exposição de fotos na escola (uma oportunidade para integrar a comunidade escolar) e também online (pode ser criado um vídeo para postar no YouTube, onde há um canal específico do Portal do Professor. Que tal enviar sua produção para publicação nesse canal?). Ao final do encontro, cada cursista deve ter um planejamento de ações a serem realizadas com seus estudantes. Salientamos que o trabalho pode ser realizado de forma coletiva, envolvendo outros colegas professores e várias turmas. Lembre-se de registrar o trabalho realizado e, como de costume, publicá-lo em seu blog e demais instrumentos de partilha. O empenho nessa contribuição é essencial para potencializar suas aprendizagens e partilhar saberes.
  • 18. Definição de rede social: De forma ampla, Boyd e Ellison (2007) definem os sites de redes sociais como serviços baseados na web que possibilitam a uma pessoa: 1) criar no sistema, de forma pública ou com algumas restrições de acesso, um conjunto de informações que a descrevem (perfil); 2) articular uma lista de usuários com quem deseja estar conectada; e 3) ver e explorar as listas de relações de outras pessoas do sistema. No Portal do Professor, você pode conferir uma listagem de redes sociais no espaço “Interação e Colaboração”, disponível no link “Redes Sociais”. Rivalidade das redes sociais As dez maiores redes sociais do mundo Saiba mais sobre o Whatsapp O que são gadgets?
  • 19. WhatsApp Messenger é uma aplicação multi-plataforma de mensagens instantâneas para smartphones. Além de mensagens de texto, os usuários podem enviar imagens, vídeos e mensagens de áudio de mídia. O software cliente está disponível para Android, BlackBerry OS, iOS, Symbian, Windows Phone, e Nokia.1 A empresa com o mesmo nome foi fundada em 2009 por Brian Acton e Jan Koum, ambos veteranos do Yahoo! e está sediada em Santa Clara, Califórnia. Competindo com uma série de serviços com base na Ásia, WhatsApp cresceu de 2 bilhões de mensagens por dia em abril de 2012 para 10 bilhões em agosto do mesmo ano. De acordo com o Financial Times , WhatsApp "tem feito para SMS em celulares o que o Skype fez para chamadas internacionais em telefones fixos ".2 Em Junho de 2013, o aplicativo alcançou a marca dos 250 milhões de usuários ativos e 25 bilhões de mensagens enviadas e recebidas diariamente.3 No dia 19 de fevereiro de 2014, o Facebook adquiriu a empresa pelo montante de 16 bilhões de dólares, sendo 4 bilhões em dinheiro e 12 bilhões em ações do Facebook, além de 3 bilhões de ações no prazo de quatro anos caso permaneçam na companhia. Seus fundadores serão incorporados no conselho administrativo do Facebook.
  • 20. Atividade 2.3 (REALIZADA NO ENCONTRO PRESENCIAL) Utilizando redes sociais de forma crítica e produtiva Compartilhando experiências de uso de redes sociais Visitar as seguintes redes sociais, anotando as principais características: Facebook, Twitter, Google+, Blogger, Orkut, Linkedin, MySpace. 1. Propomos um diálogo entre os cursistas sobre os processos que envolveram o ingresso nas redes sociais, bem como as atividades que cada um realiza nesses espaços. 2. Busquem identificar as especificidades socioculturais desse contexto: de que forma cada participante conheceu e ingressou em determinada rede social? Alguém já auxiliou outros colegas em suas primeiras experiências? Quais as principais atividades que realizam? Quais as atividades preferidas? De que forma pode ser usada para facilitar ações educativas? Alguma crítica? Existe o cuidado com questões de segurança e privacidade de informações? Quais diferenças percebem nos recursos, em comparação com a Comunidade Virtual que estamos utilizando no Ambiente e-ProInfo?
  • 21. 2. Busquem identificar as especificidades socioculturais desse contexto: de que forma cada participante conheceu e ingressou em determinada rede social? Alguém já auxiliou outros colegas em suas primeiras experiências? Quais as principais atividades que realizam? Quais as atividades preferidas? De que forma pode ser usada para facilitar ações educativas? Alguma crítica? Existe o cuidado com questões de segurança e privacidade de informações? Quais diferenças percebem nos recursos, em comparação com a Comunidade Virtual que estamos utilizando no Ambiente e-ProInfo? 3. Por fim, elaborem uma síntese dessa experiência do grupo para compartilhar nos blogs pessoais. Vocês podem, também, divulgar o link para a postagem em todas as redes que participam.
  • 22. Atividade 2.4 (FÓRUM) Reflexões sobre a participação em redes Após toda essa trajetória de reflexões acerca de qualidades de redes/comunidades de aprendizagem e prática, sugerimos que você realize uma reflexão pessoal, avaliando sua participação em uma ou mais redes, nas quais você participa, e debata com colegas estratégias para aprimorar o uso desses recursos. Orientações para a atividade: 1. Reflita acerca dos aspectos apresentados sobre a importância da colaboração e reciprocidade em uma rede virtual: a. Você participa ativamente buscando cultivar suas relações sociais e/ou contribuir para o progresso coletivo, no caso de redes com objetivos específicos?
  • 23. b. Você costuma comentar/avaliar os trabalhos compartilhados por seus pares? Por exemplo: mensagens nos Fóruns, postagens nos Blogs dos colegas, mensagens na Comunidade Redes de Aprendizagem, no e-ProInfo. c. Como se sente quando recebe comentários? Você verifica e responde, quando for o caso, às mensagens que recebe em seu Blog e nos Fóruns? 2. Analise também as especificidades nos propósitos de cada rede que participa: a.Entre as redes que você participa, quais se enquadram na definição de “comunidade de prática” apresentada por Wenger (2006)? O conceito de Comunidade de Prática (CoP) foi “cunhado” pelo teórico organizacional Wenger como comunidades que reuniam pessoas unidas informalmente – com responsabilidades no processo – por interesses comuns no aprendizado e principalmente na aplicação prática do aprendido.
  • 24. b. Você considera que a(s) comunidade(s) poderia(m) evoluir em algum dos requisitos: domínio, comunidade, prática? Quais estratégias poderiam contribuir nesse sentido? c. Caso você considere que nenhuma das redes contempla a definição de “comunidade de prática”, tente identificar obstáculos. E quais estratégias podem ser adotadas para potencializar o surgimento desse tipo de comunidade. Ao final do processo de autoavaliação, sugerimos um debate entre os cursistas NO FÓRUM, a fim de compartilhar as descobertas individuais e realizar no coletivo uma “tempestade de ideias” para a proposta de estratégias de aprimoramento das redes.
  • 25. Figura: FFiigguurraa:: SSSiiittteee DDDeeevvviiiaaannntttAAArrrttt Em comunidades de artistas, exemplificadas aqui pela DeviantART, os participantes podem exercitar sua liberdade de criação Site DevianArt
  • 26. Figura: FFiigguurraa:: SSSiiittteee DDDeeevvviiiaaannntttAAArrrttt “Ti aMu PuRmTa KoiZa ii NauM VaI KaBe aKii...MaSS Tu SaB Ki P uu Ki Tu PiXiZa euu To aKii CeRTu?? bJooooKaaZ” (GUSTSACK; SANTOS, 2005, p.1). Te amo por muita coisa que não vai caber aqui...Mas tu sabes que para o que precisar eu estou aqui. Beijocas. Figura - Jovem e inúmeras mídias