SlideShare uma empresa Scribd logo
MUNDO BIPOLAR – INICIO DA GUERRA FRIA

            Bloqueio de Berlim – Kominform – Doutrina Truman – Plano Marshall – Plano Molotov

       Após a derrota alemã na II Guerra Mundial, e tendo em conta o sucedido anos antes, na
I Guerra Mundial, os países vencedores sentiram a necessidade de criar medidas capazes de
impedir que uma nova guerra voltasse, jamais, a despontar.

        Deste modo, a Alemanha foi dividida em quatro partes essenciais e cada
uma dessas era administrada por uma das grandes potências vencedoras
(Inglaterra, França, URSS e EUA). O país divide-se, assim, em dois núcleos
centrais: os liberais e capitalistas e os comunistas russos. Tendo em conta os
meios administrativos de ambos, a Rússia sentiu-se ameaçada.

        Enquanto isto sucedia, os países de leste eram também conquistados
(sovietizados) pela URSS, dando força ao conceito de “cortina de ferro”
preconizada por Churchill, que evidenciava o clima de tensão que se vivia entre o
comunismo e os liberais. Deste modo, Estaline cria o Kominform (Secretariado de
Informação comunista), em 1947, que vinha substituir o antigo Komintern. Era
um organismo que visava o controlo e a propagação do comunismo pelo mundo.

        Entretanto, a 12 de Março do mesmo ano (1947), o presidente norte-americano Harry
Truman põe em evidência a necessidade de resistir às tentativas de dominação russa. O que este
pretendia era combater o comunismo soviético através da contenção e ajudar a Europa a
reerguer-se do caos da guerra – é então lançada a doutrina Truman. Entretanto, o clima político
permanecia instável e propício à propagação dos ideais soviéticos. Deste modo, o secretário de
Estado norte americano George Marshall propõe um plano de ajuda económica à Europa que
fica conhecido como o Plano Marshall e irá complementar-se na doutrina Truman. Este projecto
concebia fundos monetários aos vários países da Europa, incluindo aqueles que se encontravam
sob o domínio soviético. A Rússia vê esta ajuda dos EUA como um meio de divulgação dos
seus ideais liberais e capitalistas e recusa-a em todos os países sob o seu domínio.

        Neste sentido, a Rússia responde em janeiro de 1949 com a criação do Plano Molotov,
que visava estabelecer uma cooperação entre os países de domínio soviético e estipulavam a
longo prazo a ajuda técnica e financeira, assim como o fomento das trocas comerciais entre
nações. Deste modo, cria-se o COMECON (Conselho de Assistência Económica Mútua), uma
organização de cooperação económica destinada a promover o desenvolvimento financeiro e as
atividades comerciais e industriais destes países.

        Além disso, na Alemanha, Berlim era administrado pelas três potências liberais e era o
local onde se encontravam as suas forças militares. Com isto, e devido aos meios
administrativos que estes exerciam, que propagou o medo da democracia liberal, em Junho de
1948 inicia-se o Bloqueio de Berlim.

         Inicialmente, Estaline bloqueia todos os acessos terrestres à cidade de Berlim,
impedindo qualquer contacto desta com o exterior. Para isto, a União Soviética bloqueia as
linhas ferroviárias e rodoviárias e tenta comandar os portos, tendo com isto em vista o bloqueio
da produção industrial, para que, deste modo, estes necessitassem da ajuda soviética e se
retirassem da cidade para assim alargar o seu território para a capital.

        Assim, a 24 de Junho de 1948, Estaline decreta o Bloqueio de Berlim. As potências
liberais são forçadas a abastecer a cidade através de uma ponte aérea durante 321 dias
(Operação Vittle), até que, a 12 de Maio de 1949, Estaline suspende o bloqueio.

                                                                                   Maria Rebelo, 12ºB

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
sansao123
 
História 12ºano - Resumos
História 12ºano - ResumosHistória 12ºano - Resumos
História 12ºano - Resumos
Maria Rebelo
 
11 a guerra_fria
11 a guerra_fria11 a guerra_fria
11 a guerra_fria
Vítor Santos
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
Teresa Maia
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
Vítor Santos
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
Rafael Marques
 
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
Alice Barros
 
A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.
J R Messias
 
Aspectos geopolíticos do pós guerra
Aspectos geopolíticos do pós guerraAspectos geopolíticos do pós guerra
Aspectos geopolíticos do pós guerra
Ana Paula Alves
 
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
CludiaBelluschiCosta
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
Joana Ferreira
 
O mundo comunista
O mundo comunistaO mundo comunista
O mundo comunista
maria40
 
Ordem mundial após a segunda guerra
Ordem  mundial  após a segunda guerraOrdem  mundial  após a segunda guerra
Ordem mundial após a segunda guerra
Mylenadiasgata
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
borgesnuria
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
Carlos Vieira
 
O pós guerra (anos 80
O pós guerra (anos 80O pós guerra (anos 80
O pós guerra (anos 80
Eliphas Rodrigues
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Chromus Master
 
Mundo bipolar
Mundo bipolarMundo bipolar
Mundo bipolar
Carla Teixeira
 
Resumoexamehistoriaa (1)
Resumoexamehistoriaa (1)Resumoexamehistoriaa (1)
Resumoexamehistoriaa (1)
SARA MARTINS
 
Resumo global-exame-historia-a
Resumo global-exame-historia-aResumo global-exame-historia-a
Resumo global-exame-historia-a
SARA MARTINS
 

Mais procurados (20)

Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
História 12ºano - Resumos
História 12ºano - ResumosHistória 12ºano - Resumos
História 12ºano - Resumos
 
11 a guerra_fria
11 a guerra_fria11 a guerra_fria
11 a guerra_fria
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
 
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
 
A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.
 
Aspectos geopolíticos do pós guerra
Aspectos geopolíticos do pós guerraAspectos geopolíticos do pós guerra
Aspectos geopolíticos do pós guerra
 
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
 
O mundo comunista
O mundo comunistaO mundo comunista
O mundo comunista
 
Ordem mundial após a segunda guerra
Ordem  mundial  após a segunda guerraOrdem  mundial  após a segunda guerra
Ordem mundial após a segunda guerra
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
 
O pós guerra (anos 80
O pós guerra (anos 80O pós guerra (anos 80
O pós guerra (anos 80
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Mundo bipolar
Mundo bipolarMundo bipolar
Mundo bipolar
 
Resumoexamehistoriaa (1)
Resumoexamehistoriaa (1)Resumoexamehistoriaa (1)
Resumoexamehistoriaa (1)
 
Resumo global-exame-historia-a
Resumo global-exame-historia-aResumo global-exame-historia-a
Resumo global-exame-historia-a
 

Destaque

Dadaísmo
 Dadaísmo Dadaísmo
Dadaísmo
Maria Rebelo
 
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºanoO Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
Maria Rebelo
 
Curriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
Curriculum vitae Adolfo Casais MonteiroCurriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
Curriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
Maria Rebelo
 
Montesquieu
MontesquieuMontesquieu
Montesquieu
Maria Rebelo
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando PessoaViajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Maria Rebelo
 
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, PlatãoTerceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Maria Rebelo
 
Guia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de fariaGuia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de faria
Maria Rebelo
 
O Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - WordO Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - Word
Maria Rebelo
 
Marcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de fariaMarcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de faria
Maria Rebelo
 
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVIResumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Maria Rebelo
 
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesaOs principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Maria Rebelo
 
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exameResumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Maria Rebelo
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas rurais
Ilda Bicacro
 
Capacidades motoras - Educação Física 11ºano
Capacidades motoras - Educação Física 11ºanoCapacidades motoras - Educação Física 11ºano
Capacidades motoras - Educação Física 11ºano
Maria Rebelo
 

Destaque (14)

Dadaísmo
 Dadaísmo Dadaísmo
Dadaísmo
 
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºanoO Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
O Turismo - As novas oportunidades para o espaço rural Geografia 11ºano
 
Curriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
Curriculum vitae Adolfo Casais MonteiroCurriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
Curriculum vitae Adolfo Casais Monteiro
 
Montesquieu
MontesquieuMontesquieu
Montesquieu
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando PessoaViajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
 
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, PlatãoTerceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, Platão
 
Guia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de fariaGuia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de faria
 
O Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - WordO Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - Word
 
Marcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de fariaMarcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de faria
 
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVIResumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
 
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesaOs principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
 
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exameResumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas rurais
 
Capacidades motoras - Educação Física 11ºano
Capacidades motoras - Educação Física 11ºanoCapacidades motoras - Educação Física 11ºano
Capacidades motoras - Educação Física 11ºano
 

Semelhante a História guerra fria - conceitos

As ordens mundiais
As ordens mundiaisAs ordens mundiais
As ordens mundiais
Colégio Nova Geração COC
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
echechurry
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
echechurry
 
Dinâmica esic
Dinâmica esicDinâmica esic
Dinâmica esic
Raíssa Botelho
 
O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
Beatriz Noronha
 
O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
Beatriz Noronha
 
Historia volume-6
Historia volume-6Historia volume-6
Historia volume-6
Josil Setenta
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
alex01166
 
A queda do muro de berlim
A queda do muro de berlimA queda do muro de berlim
A queda do muro de berlim
Antonio Justino
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
recoba27
 
A organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerraA organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerra
Paulo Fabricio Peixoto Jaquet
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
eiprofessor
 
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIACAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
Conceição Fontolan
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Daniel IX
 
Inicio da guerra fria na europa .pdf
Inicio da guerra fria na europa .pdfInicio da guerra fria na europa .pdf
Inicio da guerra fria na europa .pdf
felipescherner
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Elaine Bogo Pavani
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
Vitor Pereira Rodrigues
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
gabrielrjn
 
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
nevesnivea13
 
Texto fragmentado
Texto fragmentadoTexto fragmentado
Texto fragmentado
diretoriabraganca
 

Semelhante a História guerra fria - conceitos (20)

As ordens mundiais
As ordens mundiaisAs ordens mundiais
As ordens mundiais
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
 
Texto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafriaTexto escolar3anoguerrafria
Texto escolar3anoguerrafria
 
Dinâmica esic
Dinâmica esicDinâmica esic
Dinâmica esic
 
O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
 
O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
 
Historia volume-6
Historia volume-6Historia volume-6
Historia volume-6
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
A queda do muro de berlim
A queda do muro de berlimA queda do muro de berlim
A queda do muro de berlim
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerraA organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerra
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIACAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Inicio da guerra fria na europa .pdf
Inicio da guerra fria na europa .pdfInicio da guerra fria na europa .pdf
Inicio da guerra fria na europa .pdf
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
9oano_atividade_historia_18_a_29out2021.docx_ (1).pdf
 
Texto fragmentado
Texto fragmentadoTexto fragmentado
Texto fragmentado
 

Mais de Maria Rebelo

O Iluminismo - Contextualização Histórica
O Iluminismo - Contextualização HistóricaO Iluminismo - Contextualização Histórica
O Iluminismo - Contextualização Histórica
Maria Rebelo
 
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃOFundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Maria Rebelo
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentaçãoViajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Maria Rebelo
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
Maria Rebelo
 
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura PortuguesaO Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
Maria Rebelo
 
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Maria Rebelo
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel Torga
Maria Rebelo
 
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de FariaPoetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
Maria Rebelo
 
O Realismo em Portugal
O Realismo em PortugalO Realismo em Portugal
O Realismo em Portugal
Maria Rebelo
 
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + BiografiaCharles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
Maria Rebelo
 
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
Maria Rebelo
 
Contos, vergilio ferreira
Contos, vergilio ferreiraContos, vergilio ferreira
Contos, vergilio ferreira
Maria Rebelo
 

Mais de Maria Rebelo (12)

O Iluminismo - Contextualização Histórica
O Iluminismo - Contextualização HistóricaO Iluminismo - Contextualização Histórica
O Iluminismo - Contextualização Histórica
 
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃOFundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentaçãoViajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura PortuguesaO Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
 
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel Torga
 
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de FariaPoetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
 
O Realismo em Portugal
O Realismo em PortugalO Realismo em Portugal
O Realismo em Portugal
 
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + BiografiaCharles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
Charles de Montesquieu - O Espírito das Leis + Biografia
 
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
Trabalho Geografia 11ºano - Termas (Turismo)
 
Contos, vergilio ferreira
Contos, vergilio ferreiraContos, vergilio ferreira
Contos, vergilio ferreira
 

História guerra fria - conceitos

  • 1. MUNDO BIPOLAR – INICIO DA GUERRA FRIA Bloqueio de Berlim – Kominform – Doutrina Truman – Plano Marshall – Plano Molotov Após a derrota alemã na II Guerra Mundial, e tendo em conta o sucedido anos antes, na I Guerra Mundial, os países vencedores sentiram a necessidade de criar medidas capazes de impedir que uma nova guerra voltasse, jamais, a despontar. Deste modo, a Alemanha foi dividida em quatro partes essenciais e cada uma dessas era administrada por uma das grandes potências vencedoras (Inglaterra, França, URSS e EUA). O país divide-se, assim, em dois núcleos centrais: os liberais e capitalistas e os comunistas russos. Tendo em conta os meios administrativos de ambos, a Rússia sentiu-se ameaçada. Enquanto isto sucedia, os países de leste eram também conquistados (sovietizados) pela URSS, dando força ao conceito de “cortina de ferro” preconizada por Churchill, que evidenciava o clima de tensão que se vivia entre o comunismo e os liberais. Deste modo, Estaline cria o Kominform (Secretariado de Informação comunista), em 1947, que vinha substituir o antigo Komintern. Era um organismo que visava o controlo e a propagação do comunismo pelo mundo. Entretanto, a 12 de Março do mesmo ano (1947), o presidente norte-americano Harry Truman põe em evidência a necessidade de resistir às tentativas de dominação russa. O que este pretendia era combater o comunismo soviético através da contenção e ajudar a Europa a reerguer-se do caos da guerra – é então lançada a doutrina Truman. Entretanto, o clima político permanecia instável e propício à propagação dos ideais soviéticos. Deste modo, o secretário de Estado norte americano George Marshall propõe um plano de ajuda económica à Europa que fica conhecido como o Plano Marshall e irá complementar-se na doutrina Truman. Este projecto concebia fundos monetários aos vários países da Europa, incluindo aqueles que se encontravam sob o domínio soviético. A Rússia vê esta ajuda dos EUA como um meio de divulgação dos seus ideais liberais e capitalistas e recusa-a em todos os países sob o seu domínio. Neste sentido, a Rússia responde em janeiro de 1949 com a criação do Plano Molotov, que visava estabelecer uma cooperação entre os países de domínio soviético e estipulavam a longo prazo a ajuda técnica e financeira, assim como o fomento das trocas comerciais entre nações. Deste modo, cria-se o COMECON (Conselho de Assistência Económica Mútua), uma organização de cooperação económica destinada a promover o desenvolvimento financeiro e as atividades comerciais e industriais destes países. Além disso, na Alemanha, Berlim era administrado pelas três potências liberais e era o local onde se encontravam as suas forças militares. Com isto, e devido aos meios administrativos que estes exerciam, que propagou o medo da democracia liberal, em Junho de 1948 inicia-se o Bloqueio de Berlim. Inicialmente, Estaline bloqueia todos os acessos terrestres à cidade de Berlim, impedindo qualquer contacto desta com o exterior. Para isto, a União Soviética bloqueia as linhas ferroviárias e rodoviárias e tenta comandar os portos, tendo com isto em vista o bloqueio da produção industrial, para que, deste modo, estes necessitassem da ajuda soviética e se retirassem da cidade para assim alargar o seu território para a capital. Assim, a 24 de Junho de 1948, Estaline decreta o Bloqueio de Berlim. As potências liberais são forçadas a abastecer a cidade através de uma ponte aérea durante 321 dias (Operação Vittle), até que, a 12 de Maio de 1949, Estaline suspende o bloqueio. Maria Rebelo, 12ºB