SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
O Iluminismo

Contextualização histórica
Contextualização Social
• Hegemonia económica Britânica
   –   Progressos agrícolas
   –   Crescimento demográfico e urbanização
   –   Criação de um mercado Nacional
   –   Alargamento do mercado externo                                    Igualdade
   –   Sistema financeiro – Bolsa de Valores                             Liberdade
   –   Factor Industrial
   –   Sistema democrático (parlamentarismo)
• Monarquia absoluta no resto da Europa
         Nova busca pelo conhecimento financiada pelos grandes
         senhores (Rei) através da criação de Bibliotecas, Academias e
         Mecenato das artes
• Revoluções Industrial e Agrícola
• Evolução do sistema de transportes e comunicação
Revolução Científica
• As grandes Descobertas tinham inundado a Europa de
  descrições de terras e civilizações longínquas e dado a
  conhecer novas espécies de fauna e de flora.
         – Interesse pelo mundo natural e pelas realizações humanas.
         – Criação de “Gabinetes de Curiosidades”; “Associações Científicas”.
   – Construção do Método experimental
   – O Conhecimento do Homem
   – Os Segredos do Universo
Revolução científica
                              Boyle
         Galileu Galilei




                     Kepler



Newton




                                      Francis Bacon
A Filosofia das Luzes
                                Corrente filosófica que se caracterizou pela crítica à
• Iluminismo                    autoridade política e religiosa, pela afirmação da
                                liberdade e pela confiança na razão e no progresso da
                                ciência, como meios de atingir a felicidade humana


                                        Vai romper com o modelo anterior

Apesar da mentalidade dominante, um pequeno
grupo de eruditos herdara do Renascimento uma
mentalidade crítica e o desejo de aprender


Saída das trevas e substituição de Deus pelo
Homem
A Filosofia das Luzes

                                  • Igualdade - Todos os
• Valor da Razão humana
                                    homens são dotados
  como      motor    de             de Razão,
  progresso                         independentemente
                                    da sua condição
• Conjunto básico dos               social, todos os
  direitos inerentes à              individuos possuem
  natureza Humana                   determinados direitos
                                    e deveres.
• Valor     próprio   do
                                  • Direito natural –
  individuo
                                    Moral natural e
                                    racional.
A Filosofia das Luzes

“As Luzes representam a saída do Homem do estado de
tutela que impôs a si próprio. O estado de tutela é a
incapacidade de se servir do seu próprio entendimento
sem orientação de outrem. Autoimposta é a tutela que
não resulta da falta de Razão mas da falta de
determinação ou coragem para a usar sem a orientação
de outro homem. Tem a coragem para usar a tua própria
Razão! Essa é a divisa do Iluminismo.” - Kant
A Filosofia das Luzes

           René Descartes                     Jan- Jacques
                                              Rousseau



              Denis Diderot




Voltaire




                              Immanuel Kant

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp biancaFilosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp bianca
Alexandre Misturini
 
As origens do pensamento moderno
As origens do pensamento modernoAs origens do pensamento moderno
As origens do pensamento moderno
marcinhaguapos
 
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
3 filosofia moderna e iluminista   filosofia3 filosofia moderna e iluminista   filosofia
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
Daniele Rubim
 
Filosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas característicasFilosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas características
Alexandre Misturini
 

Mais procurados (20)

Filosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp biancaFilosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp bianca
 
Filosofia moderna original
Filosofia moderna originalFilosofia moderna original
Filosofia moderna original
 
Nietzsche e Foucault
Nietzsche e FoucaultNietzsche e Foucault
Nietzsche e Foucault
 
As origens do pensamento moderno
As origens do pensamento modernoAs origens do pensamento moderno
As origens do pensamento moderno
 
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
3 filosofia moderna e iluminista   filosofia3 filosofia moderna e iluminista   filosofia
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
 
Filosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas característicasFilosofia moderna e suas características
Filosofia moderna e suas características
 
Filosofia Moderna (2)
Filosofia Moderna (2) Filosofia Moderna (2)
Filosofia Moderna (2)
 
Filosofia moderna 22 2 2
Filosofia moderna 22 2   2Filosofia moderna 22 2   2
Filosofia moderna 22 2 2
 
O que é ideologia
O que é ideologiaO que é ideologia
O que é ideologia
 
Aula 14 Liberdade e política - Karl Marx
Aula 14   Liberdade e política - Karl MarxAula 14   Liberdade e política - Karl Marx
Aula 14 Liberdade e política - Karl Marx
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
 
Filosofia moderna 21m 1
Filosofia moderna 21m 1Filosofia moderna 21m 1
Filosofia moderna 21m 1
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Os Utopistas
Os UtopistasOs Utopistas
Os Utopistas
 
Filosofia moderna 22 1
Filosofia moderna 22 1Filosofia moderna 22 1
Filosofia moderna 22 1
 
O iiLUMINISMO
O iiLUMINISMOO iiLUMINISMO
O iiLUMINISMO
 
Introdução à Filosofia Moderna
Introdução à Filosofia ModernaIntrodução à Filosofia Moderna
Introdução à Filosofia Moderna
 
O que é ideologia
O que é ideologiaO que é ideologia
O que é ideologia
 
Filosofiamoderna
FilosofiamodernaFilosofiamoderna
Filosofiamoderna
 

Semelhante a O Iluminismo - Contextualização Histórica

FILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZESFILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZES
cattonia
 
Roteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - IluminismoRoteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - Iluminismo
josafaslima
 
Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia
faculdade11
 
Aulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaAulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologia
Gerson Coppes
 
Filosofia - do Idealismo Alemão a Marx
Filosofia - do Idealismo Alemão a MarxFilosofia - do Idealismo Alemão a Marx
Filosofia - do Idealismo Alemão a Marx
Rodrigo Moysés
 

Semelhante a O Iluminismo - Contextualização Histórica (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Filosofia clássica 2
Filosofia clássica 2Filosofia clássica 2
Filosofia clássica 2
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
FILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZESFILOSOFIA DAS LUZES
FILOSOFIA DAS LUZES
 
Roteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - IluminismoRoteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - Iluminismo
 
Cap 04 sociologia
Cap 04   sociologiaCap 04   sociologia
Cap 04 sociologia
 
Iluminismo2
Iluminismo2Iluminismo2
Iluminismo2
 
Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia
 
História Geral: iluminismo
História Geral: iluminismoHistória Geral: iluminismo
História Geral: iluminismo
 
Iluminismo!
Iluminismo!Iluminismo!
Iluminismo!
 
Aulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologiaAulão ENEM filosofia e sociologia
Aulão ENEM filosofia e sociologia
 
Iluminismo.melissa
Iluminismo.melissaIluminismo.melissa
Iluminismo.melissa
 
Aula 2 fls em
Aula 2 fls emAula 2 fls em
Aula 2 fls em
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Rev científica sec xvii e iluminismo
Rev científica sec xvii e iluminismoRev científica sec xvii e iluminismo
Rev científica sec xvii e iluminismo
 
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
Apresentação A Filosofia das Luzes 1415
 
Kant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do DeverKant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do Dever
 
Filosofia - do Idealismo Alemão a Marx
Filosofia - do Idealismo Alemão a MarxFilosofia - do Idealismo Alemão a Marx
Filosofia - do Idealismo Alemão a Marx
 
Cap 15 O Iluminismo
Cap 15   O IluminismoCap 15   O Iluminismo
Cap 15 O Iluminismo
 

Mais de Maria Rebelo

Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exameResumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Maria Rebelo
 
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºanoResumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Maria Rebelo
 
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, PlatãoTerceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Maria Rebelo
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentaçãoViajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Maria Rebelo
 
O Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - WordO Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - Word
Maria Rebelo
 
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura PortuguesaO Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
Maria Rebelo
 
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Maria Rebelo
 

Mais de Maria Rebelo (20)

Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVIResumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
Resumo da I Parte, Encíclica Deus caritas est do Papa Bento XVI
 
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exameResumos de História 12ºano - Preparação para exame
Resumos de História 12ºano - Preparação para exame
 
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºanoResumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºano
 
Resumos de História - 4ºteste 12ºano
Resumos de História - 4ºteste 12ºanoResumos de História - 4ºteste 12ºano
Resumos de História - 4ºteste 12ºano
 
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºanoResumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
 
História guerra fria - conceitos
História   guerra fria - conceitosHistória   guerra fria - conceitos
História guerra fria - conceitos
 
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃOFundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
Fundamentação da Metafísica dos Costumes - Immanuel Kant 2ª SECÇÃO
 
Terceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, PlatãoTerceiro diálogo de górgias, Platão
Terceiro diálogo de górgias, Platão
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentaçãoViajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa ortónimo, apresentação
 
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando PessoaViajar! Perder Países! Fernando Pessoa
Viajar! Perder Países! Fernando Pessoa
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
O Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - WordO Realismo em Portugal - Word
O Realismo em Portugal - Word
 
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura PortuguesaO Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
O Realismo em Portugal - Literatura Portuguesa
 
Marcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de fariaMarcadores guilherme de faria
Marcadores guilherme de faria
 
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
Cântigo Negro de José Régio (apresentação + biografia)
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel Torga
 
Guia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de fariaGuia de apresentação guilherme de faria
Guia de apresentação guilherme de faria
 
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de FariaPoetas do modernismo Guilherme de Faria
Poetas do modernismo Guilherme de Faria
 
O Realismo em Portugal
O Realismo em PortugalO Realismo em Portugal
O Realismo em Portugal
 
Montesquieu
MontesquieuMontesquieu
Montesquieu
 

O Iluminismo - Contextualização Histórica

  • 2. Contextualização Social • Hegemonia económica Britânica – Progressos agrícolas – Crescimento demográfico e urbanização – Criação de um mercado Nacional – Alargamento do mercado externo Igualdade – Sistema financeiro – Bolsa de Valores Liberdade – Factor Industrial – Sistema democrático (parlamentarismo) • Monarquia absoluta no resto da Europa Nova busca pelo conhecimento financiada pelos grandes senhores (Rei) através da criação de Bibliotecas, Academias e Mecenato das artes • Revoluções Industrial e Agrícola • Evolução do sistema de transportes e comunicação
  • 3. Revolução Científica • As grandes Descobertas tinham inundado a Europa de descrições de terras e civilizações longínquas e dado a conhecer novas espécies de fauna e de flora. – Interesse pelo mundo natural e pelas realizações humanas. – Criação de “Gabinetes de Curiosidades”; “Associações Científicas”. – Construção do Método experimental – O Conhecimento do Homem – Os Segredos do Universo
  • 4. Revolução científica Boyle Galileu Galilei Kepler Newton Francis Bacon
  • 5. A Filosofia das Luzes Corrente filosófica que se caracterizou pela crítica à • Iluminismo autoridade política e religiosa, pela afirmação da liberdade e pela confiança na razão e no progresso da ciência, como meios de atingir a felicidade humana Vai romper com o modelo anterior Apesar da mentalidade dominante, um pequeno grupo de eruditos herdara do Renascimento uma mentalidade crítica e o desejo de aprender Saída das trevas e substituição de Deus pelo Homem
  • 6. A Filosofia das Luzes • Igualdade - Todos os • Valor da Razão humana homens são dotados como motor de de Razão, progresso independentemente da sua condição • Conjunto básico dos social, todos os direitos inerentes à individuos possuem natureza Humana determinados direitos e deveres. • Valor próprio do • Direito natural – individuo Moral natural e racional.
  • 7. A Filosofia das Luzes “As Luzes representam a saída do Homem do estado de tutela que impôs a si próprio. O estado de tutela é a incapacidade de se servir do seu próprio entendimento sem orientação de outrem. Autoimposta é a tutela que não resulta da falta de Razão mas da falta de determinação ou coragem para a usar sem a orientação de outro homem. Tem a coragem para usar a tua própria Razão! Essa é a divisa do Iluminismo.” - Kant
  • 8. A Filosofia das Luzes René Descartes Jan- Jacques Rousseau Denis Diderot Voltaire Immanuel Kant