SlideShare uma empresa Scribd logo
Gêneros Textuais Definição e Funcionalidade Luiz Antônio Marcuschi
Gêneros Textuais Os gêneros cooperam para classificar e consolidar as atividades comunicativas. Têm em sua característica eventos textuais altamente “maleáveis, dinâmicos e plásticos.” Surge da necessidade e interação sócio-culturais. Percorre fases históricas da língua.
Tipo Textual  x  Gênero Textual Sequência teórica definida pela linguística. Ex: Categorias -narração, argumentação, exposição, descrição, injunção. Referência dada ao textos materializados. Ex: Telefone, sermão, carta, bilhete, reportagem, horóscopo, receita culinária, bula de remédio, etc.
*Domínio Discursivo Uma expressão que assinala uma esfera ou veemência de produção discursiva ou de atividade humana.  Não são textos nem discursos, mas consentem o aparecimento de discursos particulares. Ex: Discurso jurídico, jornalístico, religioso.
Compreendendo melhor: Tipo textual –  “Identificação de sequências linguística típicas como norteadoras”(p.24) Gênero Textual – “Predominam os critérios de ação prática (...) sendo que os domínios discursivos são as grandes esferas da atividade humana em que os textos circulam” (p.25)
Intertextualidade intergêneros  um gênero com função de outro. Heterogeneidade tipológica  um gênero com a presença de vários tipos. Nos gêneros temos:
Gêneros textuais e ensino O trabalho com o texto deve ser feito na base dos gêneros, sejam eles orais ou escritos. Mostrar como analisar e tratar alguns dos gêneros mais praticados nos diversos meios de comunicação. Há 3 critérios de interlocução: *canal/meio de comunicação: telefonema, carta, telegrama. *critérios formais: conto, discussão, debate, contrato, ata, poema. *natureza do conteúdo:piada, prefácio de livro, etc.
Os gêneros são uma questão de uso e não de forma. Se dividem em critérios externos (sócio-comunicativos e discursivos), já os tipos textuais fundam-se em critérios internos (linguísticos e formais. Para identificar os gêneros, se leva em conta: *natureza da informação ou do conteúdo veiculado;  *nível de linguagem (formal, informal, dialetal, culta etc.);  *tipo de situação em que o gênero se situa; *relação entre os participantes; *natureza dos objetivos das atividades desenvolvidas.
Considerações finais O trabalho com gêneros textuais é uma extraordinária oportunidade de se lidar com a língua em seus mais diversos usos autênticos no dia-a-dia.  O objetivo deste ensino é levar os alunos à produção da variedade dos gêneros tanto escritos como orais e identificar as características de gênero em cada um.
Criado por: Ana Letícia Lima Bruno Miranda Larissa Lacerda Mariana Thaísa Costa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da língua
Hilda Cordeiro
 
Simone marcuschi
Simone marcuschiSimone marcuschi
Simone marcuschi
FALE - UFMG
 
Gênero textual
Gênero textualGênero textual
Gênero textual
thiagokrek
 
Erika marcuschi
Erika marcuschiErika marcuschi
Erika marcuschi
FALE - UFMG
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Mauro Toniolo Silva
 
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussãoAtos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
Grupo de Pesquisa em Texto, Gênero e discurso Cataphora
 
Generos textuais (1)
Generos textuais (1)Generos textuais (1)
Generos textuais (1)
vinivs
 
Gêneros e suportes textuais
Gêneros e suportes textuaisGêneros e suportes textuais
Gêneros e suportes textuais
Helia Coelho Mello
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
Vera Pinho
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
nunesmaril
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gabriela Pileggi
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
Wil Bil
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Mande Bem no ENEM
 
2 generos textuais esferas sociais
2 generos textuais   esferas sociais2 generos textuais   esferas sociais
2 generos textuais esferas sociais
Maria Aparecida F. Morais
 
Sm03ss16 09
Sm03ss16 09Sm03ss16 09
Sm03ss16 09
Shirlei Wagner
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
Éric Santos
 
Gêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensinoGêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensino
Olivaldo Ferreira
 
Gêneros textuais
Gêneros textuais Gêneros textuais
Gêneros textuais
EDERSON Bezerra
 
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushiGeneros e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
ofpedagogica
 
Gêneros textuais – caderno 4 matemática
Gêneros textuais – caderno 4 matemáticaGêneros textuais – caderno 4 matemática
Gêneros textuais – caderno 4 matemática
Osinéia Brunelli
 

Mais procurados (20)

Gêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da línguaGêneros textuais e o ensino da língua
Gêneros textuais e o ensino da língua
 
Simone marcuschi
Simone marcuschiSimone marcuschi
Simone marcuschi
 
Gênero textual
Gênero textualGênero textual
Gênero textual
 
Erika marcuschi
Erika marcuschiErika marcuschi
Erika marcuschi
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
 
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussãoAtos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
Atos de fala e Gêneros textuais/discursivos: Uma breve discussão
 
Generos textuais (1)
Generos textuais (1)Generos textuais (1)
Generos textuais (1)
 
Gêneros e suportes textuais
Gêneros e suportes textuaisGêneros e suportes textuais
Gêneros e suportes textuais
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
2 generos textuais esferas sociais
2 generos textuais   esferas sociais2 generos textuais   esferas sociais
2 generos textuais esferas sociais
 
Sm03ss16 09
Sm03ss16 09Sm03ss16 09
Sm03ss16 09
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
 
Gêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensinoGêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensino
 
Gêneros textuais
Gêneros textuais Gêneros textuais
Gêneros textuais
 
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushiGeneros e tipos textuais considerações necessárias marcushi
Generos e tipos textuais considerações necessárias marcushi
 
Gêneros textuais – caderno 4 matemática
Gêneros textuais – caderno 4 matemáticaGêneros textuais – caderno 4 matemática
Gêneros textuais – caderno 4 matemática
 

Semelhante a Gt tae

Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
silvia-9616
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
Sonia Nudelman
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Ana Camila
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
FALE - UFMG
 
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.comwww.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
silvania-dias
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
silvania-dias
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
silvania-dias
 
raios de sabedoria
raios de sabedoriaraios de sabedoria
raios de sabedoria
silvania-dias
 
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.comhttp://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
silvania-dias
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
silvania-dias
 
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.comwww.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
silvania-dias
 
Slides
SlidesSlides
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual
Junior Paixão
 
Slides
SlidesSlides
Slides
SlidesSlides
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Karina Fernandes
 
Intertextualidade genérica
Intertextualidade genéricaIntertextualidade genérica
Intertextualidade genérica
Edilson A. Souza
 
B praticas deleitura
B praticas deleituraB praticas deleitura
B praticas deleitura
Eliezer Ferreira da Silva
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
PsiclogaNlidaBez
 
255 4
255 4255 4

Semelhante a Gt tae (20)

Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
 
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.comwww.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
 
raios de sabedoria
raios de sabedoriaraios de sabedoria
raios de sabedoria
 
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.comhttp://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
 
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.comwww.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Intertextualidade genérica
Intertextualidade genéricaIntertextualidade genérica
Intertextualidade genérica
 
B praticas deleitura
B praticas deleituraB praticas deleitura
B praticas deleitura
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
 
255 4
255 4255 4
255 4
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 

Gt tae

  • 1. Gêneros Textuais Definição e Funcionalidade Luiz Antônio Marcuschi
  • 2. Gêneros Textuais Os gêneros cooperam para classificar e consolidar as atividades comunicativas. Têm em sua característica eventos textuais altamente “maleáveis, dinâmicos e plásticos.” Surge da necessidade e interação sócio-culturais. Percorre fases históricas da língua.
  • 3. Tipo Textual x Gênero Textual Sequência teórica definida pela linguística. Ex: Categorias -narração, argumentação, exposição, descrição, injunção. Referência dada ao textos materializados. Ex: Telefone, sermão, carta, bilhete, reportagem, horóscopo, receita culinária, bula de remédio, etc.
  • 4. *Domínio Discursivo Uma expressão que assinala uma esfera ou veemência de produção discursiva ou de atividade humana. Não são textos nem discursos, mas consentem o aparecimento de discursos particulares. Ex: Discurso jurídico, jornalístico, religioso.
  • 5. Compreendendo melhor: Tipo textual – “Identificação de sequências linguística típicas como norteadoras”(p.24) Gênero Textual – “Predominam os critérios de ação prática (...) sendo que os domínios discursivos são as grandes esferas da atividade humana em que os textos circulam” (p.25)
  • 6. Intertextualidade intergêneros um gênero com função de outro. Heterogeneidade tipológica um gênero com a presença de vários tipos. Nos gêneros temos:
  • 7. Gêneros textuais e ensino O trabalho com o texto deve ser feito na base dos gêneros, sejam eles orais ou escritos. Mostrar como analisar e tratar alguns dos gêneros mais praticados nos diversos meios de comunicação. Há 3 critérios de interlocução: *canal/meio de comunicação: telefonema, carta, telegrama. *critérios formais: conto, discussão, debate, contrato, ata, poema. *natureza do conteúdo:piada, prefácio de livro, etc.
  • 8. Os gêneros são uma questão de uso e não de forma. Se dividem em critérios externos (sócio-comunicativos e discursivos), já os tipos textuais fundam-se em critérios internos (linguísticos e formais. Para identificar os gêneros, se leva em conta: *natureza da informação ou do conteúdo veiculado; *nível de linguagem (formal, informal, dialetal, culta etc.); *tipo de situação em que o gênero se situa; *relação entre os participantes; *natureza dos objetivos das atividades desenvolvidas.
  • 9. Considerações finais O trabalho com gêneros textuais é uma extraordinária oportunidade de se lidar com a língua em seus mais diversos usos autênticos no dia-a-dia. O objetivo deste ensino é levar os alunos à produção da variedade dos gêneros tanto escritos como orais e identificar as características de gênero em cada um.
  • 10. Criado por: Ana Letícia Lima Bruno Miranda Larissa Lacerda Mariana Thaísa Costa