SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE ALUNAS: DANIELLE TRINDADE, MÁRCIA GERVÁSIO, ROSANGELA REIS E SILVANIA DIAS GÊNEROS TEXTUAIS: DEFINIÇÃO E FUNCIONALIDADE (Luiz Antônio Marcuschi)
1. GÊNEROS TEXTUAIS COMO PRÁTICAS SÓCIO-HISTÓRICAS “ Os gêneros textuais são fenômenos históricos, profundamente vinculados à vida cultural e social, surgem, situam-se e integram-se funcionalmente nas culturas que se desenvolvem”  ( páginas 21 e 22)
HISTÓRIA DO SURGIMENTO DOS GÊNEROS *Povos de cultura essencialmente oral desenvolveram um conjunto limitado de gêneros; *Após a invenção da escrita alfabética, multiplicam-se os gêneros, surgindo os típicos da escrita; *A partir do século XV, os gêneros expandem-se com o florescimento da cultura impressa, tendo uma grande ampliação no século XVIII; *Hoje, em plena fase denominada cultura eletrônica presenciamos uma explosão de novos gêneros e novos gêneros  e novas formas de comunicação;
2. NOVOS GÊNEROS E VELHAS BASES As novas tecnologias, em especial as ligadas à área da comunicação, que propiciaram o surgimento de novos gêneros textuais. ( página 20) Esses gêneros que emergiram no último século no contexto das mais diversas mídias criam formas comunicativas próprias com um certo hibridismo que desafia as relações entre oralidade e inviabiliza de forma definitiva a velha visão dicotômica ainda presente muitos manuais de ensino da língua. Esses gêneros também permitem observar a maior integração entre os vários tipos de semioses: signos verbais, sons, imagens e formas em movimento. ( página 21)
Capítulo 3 ,[object Object],[object Object],[object Object]
Gêneros Textuais ,[object Object],[object Object],[object Object]
Algumas definições ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Capítulo 4 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Exemplos e definições de alguns tipos textuais ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
“ Os gêneros textuais não se caracterizam como formamas estruturais definidas” ,[object Object]
Os gêneros textuais são artefatos culturais  “  A variação cultural deve trazer conseqüência significativas para a variação de gêneros ,[object Object]
Heterogeneidade tipológica e Intertextualidade intergêneros “ A publicidade se caracteriza por operar de maneira particularmente  produtiva”
6- GÊNEROS TEXTUAIS E ENSINO Os textos são manifestações de diferentes gêneros textuais. Os gêneros se dividem em duas modalidades contínuas entre oralidade e escrita de maneira formal e informal nos contextos e situações da vida cotidiana. Mesmos produzidos originalmente na forma escrita, alguns gêneros só são recebidos na forma oral. Exemplo: notícias no rádio  e rezas.
TRÊS CRITÉRIOS QUE DESIGNAM OS TEXTOS ELISABETH GÜLICH (1986) a) Canal/ meio de comunicação b) Critérios formais c) Natureza do conteúdo
Os gêneros textuais fundam-se em critérios externos (sócio-comunicativos e discursivos), enquanto os tipos textuais fundam-se em critérios internos (lingüísticos e formais). Não basta produzir de forma adequada um gênero textual, necessário é saber usá-lo na hora e local certo.  Exemplo: não é próprio em uma reunião de negócio piadas para descontração do ambiente.
7- OBSERVAÇÕES FINAIS “ O trabalho com gêneros textuais é uma oportunidade extraordinária de se lidar com a língua em seus mais diversos usos autênticos no dia-a- dia.”  (página 35) A mídia virtual tem sido uma aliada na produção e uso dos gêneros textuais através de novos recursos, como orkut, blog, e-mail, facebook, etc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide ivan generos2
Slide ivan generos2Slide ivan generos2
Slide ivan generos2
Conceicao Daumas
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Marilia gêneros textuais marcuschi
Marilia gêneros textuais marcuschiMarilia gêneros textuais marcuschi
Marilia gêneros textuais marcuschi
Marília Nessralla
 
Discurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuaisDiscurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuais
SimoneHelenDrumond
 
Simone marcuschi
Simone marcuschiSimone marcuschi
Simone marcuschi
FALE - UFMG
 
A teoria dos gêneros
A teoria dos gênerosA teoria dos gêneros
A teoria dos gêneros
Taís Ferreira
 
Gt tae
Gt taeGt tae
Generos textuais (1)
Generos textuais (1)Generos textuais (1)
Generos textuais (1)
vinivs
 
Bronckart - os gêneros e tipos de discurso
Bronckart - os gêneros e tipos de discursoBronckart - os gêneros e tipos de discurso
Bronckart - os gêneros e tipos de discurso
Raquel Salcedo Gomes
 
Gêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensinoGêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensino
Olivaldo Ferreira
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Mauro Toniolo Silva
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
Wil Bil
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
cvt de beberibe
 
Nivelamento aula 2 (gêneros e tipologia textual)
Nivelamento   aula 2 (gêneros e tipologia textual)Nivelamento   aula 2 (gêneros e tipologia textual)
Nivelamento aula 2 (gêneros e tipologia textual)
Éric Santos
 
Os gêneros do discurso
Os gêneros do discursoOs gêneros do discurso
Os gêneros do discurso
Nicolas Pelicioni
 

Mais procurados (15)

Slide ivan generos2
Slide ivan generos2Slide ivan generos2
Slide ivan generos2
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Marilia gêneros textuais marcuschi
Marilia gêneros textuais marcuschiMarilia gêneros textuais marcuschi
Marilia gêneros textuais marcuschi
 
Discurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuaisDiscurso e gêneros textuais
Discurso e gêneros textuais
 
Simone marcuschi
Simone marcuschiSimone marcuschi
Simone marcuschi
 
A teoria dos gêneros
A teoria dos gênerosA teoria dos gêneros
A teoria dos gêneros
 
Gt tae
Gt taeGt tae
Gt tae
 
Generos textuais (1)
Generos textuais (1)Generos textuais (1)
Generos textuais (1)
 
Bronckart - os gêneros e tipos de discurso
Bronckart - os gêneros e tipos de discursoBronckart - os gêneros e tipos de discurso
Bronckart - os gêneros e tipos de discurso
 
Gêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensinoGêneros textuais e ensino
Gêneros textuais e ensino
 
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas   MarcuschiGêneros no ensino de línguas   Marcuschi
Gêneros no ensino de línguas Marcuschi
 
Marcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuaisMarcuschi gêneros textuais
Marcuschi gêneros textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Nivelamento aula 2 (gêneros e tipologia textual)
Nivelamento   aula 2 (gêneros e tipologia textual)Nivelamento   aula 2 (gêneros e tipologia textual)
Nivelamento aula 2 (gêneros e tipologia textual)
 
Os gêneros do discurso
Os gêneros do discursoOs gêneros do discurso
Os gêneros do discurso
 

Semelhante a Slides de taelp 2

Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Bete Feliciano
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
Éric Santos
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
silvia-9616
 
Slide ivan generos
Slide ivan generosSlide ivan generos
Slide ivan generos
Conceicao Daumas
 
Slide ivan generos
Slide ivan generosSlide ivan generos
Slide ivan generos
Conceicao Daumas
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
PsiclogaNlidaBez
 
Intertextualidade genérica
Intertextualidade genéricaIntertextualidade genérica
Intertextualidade genérica
Edilson A. Souza
 
aula_1_Generos.pptx
aula_1_Generos.pptxaula_1_Generos.pptx
aula_1_Generos.pptx
DboraCaroline16
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
FALE - UFMG
 
Slides
SlidesSlides
Slides
SlidesSlides
Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2
Bete Feliciano
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
Sonia Nudelman
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
Adauto Martins
 
Ltt faramacia - Genero textuais
Ltt   faramacia - Genero textuaisLtt   faramacia - Genero textuais
Ltt faramacia - Genero textuais
nenhuma
 
Gêneros presencial 1 dia
Gêneros presencial 1 diaGêneros presencial 1 dia
Gêneros presencial 1 dia
mgmegrupodois
 
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptxAULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
RuanM1
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
Natália Moura
 
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual
Junior Paixão
 
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaPNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
ElieneDias
 

Semelhante a Slides de taelp 2 (20)

Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
 
Slide ivan generos
Slide ivan generosSlide ivan generos
Slide ivan generos
 
Slide ivan generos
Slide ivan generosSlide ivan generos
Slide ivan generos
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
 
Intertextualidade genérica
Intertextualidade genéricaIntertextualidade genérica
Intertextualidade genérica
 
aula_1_Generos.pptx
aula_1_Generos.pptxaula_1_Generos.pptx
aula_1_Generos.pptx
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
 
Ltt faramacia - Genero textuais
Ltt   faramacia - Genero textuaisLtt   faramacia - Genero textuais
Ltt faramacia - Genero textuais
 
Gêneros presencial 1 dia
Gêneros presencial 1 diaGêneros presencial 1 dia
Gêneros presencial 1 dia
 
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptxAULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
AULA - 2 - GÊNEROS TEXTUAIS.pptx
 
Gêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.pptGêneros Textuais.ppt
Gêneros Textuais.ppt
 
5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual5º gênero e tipologia textual
5º gênero e tipologia textual
 
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaPNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
 

Mais de silvania-dias

www.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.comwww.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
silvania-dias
 
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.comwww.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
silvania-dias
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
silvania-dias
 
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.comhttp://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
silvania-dias
 
raios de sabedoria
raios de sabedoriaraios de sabedoria
raios de sabedoria
silvania-dias
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
silvania-dias
 

Mais de silvania-dias (6)

www.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.comwww.raiosdesabedoria.blogpot.com
www.raiosdesabedoria.blogpot.com
 
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.comwww.raiosdesabedoria.blogspot.com
www.raiosdesabedoria.blogspot.com
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
 
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.comhttp://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
http://www.raiosdesabedoria.blogspot.com
 
raios de sabedoria
raios de sabedoriaraios de sabedoria
raios de sabedoria
 
Slides de taelp 2
Slides de taelp 2Slides de taelp 2
Slides de taelp 2
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 

Slides de taelp 2

  • 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE ALUNAS: DANIELLE TRINDADE, MÁRCIA GERVÁSIO, ROSANGELA REIS E SILVANIA DIAS GÊNEROS TEXTUAIS: DEFINIÇÃO E FUNCIONALIDADE (Luiz Antônio Marcuschi)
  • 2. 1. GÊNEROS TEXTUAIS COMO PRÁTICAS SÓCIO-HISTÓRICAS “ Os gêneros textuais são fenômenos históricos, profundamente vinculados à vida cultural e social, surgem, situam-se e integram-se funcionalmente nas culturas que se desenvolvem” ( páginas 21 e 22)
  • 3. HISTÓRIA DO SURGIMENTO DOS GÊNEROS *Povos de cultura essencialmente oral desenvolveram um conjunto limitado de gêneros; *Após a invenção da escrita alfabética, multiplicam-se os gêneros, surgindo os típicos da escrita; *A partir do século XV, os gêneros expandem-se com o florescimento da cultura impressa, tendo uma grande ampliação no século XVIII; *Hoje, em plena fase denominada cultura eletrônica presenciamos uma explosão de novos gêneros e novos gêneros e novas formas de comunicação;
  • 4. 2. NOVOS GÊNEROS E VELHAS BASES As novas tecnologias, em especial as ligadas à área da comunicação, que propiciaram o surgimento de novos gêneros textuais. ( página 20) Esses gêneros que emergiram no último século no contexto das mais diversas mídias criam formas comunicativas próprias com um certo hibridismo que desafia as relações entre oralidade e inviabiliza de forma definitiva a velha visão dicotômica ainda presente muitos manuais de ensino da língua. Esses gêneros também permitem observar a maior integração entre os vários tipos de semioses: signos verbais, sons, imagens e formas em movimento. ( página 21)
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Heterogeneidade tipológica e Intertextualidade intergêneros “ A publicidade se caracteriza por operar de maneira particularmente produtiva”
  • 13. 6- GÊNEROS TEXTUAIS E ENSINO Os textos são manifestações de diferentes gêneros textuais. Os gêneros se dividem em duas modalidades contínuas entre oralidade e escrita de maneira formal e informal nos contextos e situações da vida cotidiana. Mesmos produzidos originalmente na forma escrita, alguns gêneros só são recebidos na forma oral. Exemplo: notícias no rádio e rezas.
  • 14. TRÊS CRITÉRIOS QUE DESIGNAM OS TEXTOS ELISABETH GÜLICH (1986) a) Canal/ meio de comunicação b) Critérios formais c) Natureza do conteúdo
  • 15. Os gêneros textuais fundam-se em critérios externos (sócio-comunicativos e discursivos), enquanto os tipos textuais fundam-se em critérios internos (lingüísticos e formais). Não basta produzir de forma adequada um gênero textual, necessário é saber usá-lo na hora e local certo. Exemplo: não é próprio em uma reunião de negócio piadas para descontração do ambiente.
  • 16. 7- OBSERVAÇÕES FINAIS “ O trabalho com gêneros textuais é uma oportunidade extraordinária de se lidar com a língua em seus mais diversos usos autênticos no dia-a- dia.” (página 35) A mídia virtual tem sido uma aliada na produção e uso dos gêneros textuais através de novos recursos, como orkut, blog, e-mail, facebook, etc.

Notas do Editor

  1. 1