SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Na Clínica Psiquiátrica de S. José existem
vários serviços aos quais pode recorrer:

                                                                                                      Clínica Psiquiátrica de S. José
 Serviço Social e Gabinete do Cidadão;



 Grupos Psico-Educativos de Famílias;



 ASAP - Associação de Familiares e
                                                                                                 Derrubar Barreiras
  Amigos dos utentes         da   Clínica
  Psiquiátrica de S. José;




                                             Este folheto é apenas de carácter
                                             informativo, pelo que não dispensa
                                             a consulta de qualquer profissional
                                             de saúde.




                                             Para qualquer dúvida ou informação
                                             contacte:

                                                                                                  Onde posso recorrer?
                                             Serviço Social e Gabinete do Cidadão da Clínica
                                             Psiquiátrica de S. José

                                             Pode também fazê-lo através          do   e-mail
                                             derrubar.barreiras@gmail.com
                                                                                                Um guia para Familiares e Amigos
A indiferença e apatia são características comuns nas   Existem também várias associações espalhadas
                                                  pessoas com doença mental. Motivar o seu familiar a     pelo país que se dedicam a apoiar pessoas com
                                                  manter-se ocupado pode revelar-se um passo no           Doença Mental, seus familiares e amigos. São
                                                  processo de recuperação.                                alguns exemplos:


                                                  Dependendo do diagnóstico e da idade existem vários
                                                  recursos disponíveis na comunidade, entre os quais:      Rede Nacional de Pessoas com Experiência de
Aceitar e enfrentar a Doença Mental de um                                                                  Doença Mental;
familiar é uma tarefa difícil, mas ao mesmo        Centros de Dia;
tempo vital para iniciar o mais cedo possível o                                                            Associação de Familiares e Amigos das Pessoas
                                                   Centros de Convívio;
processo de reabilitação.                                                                                  com Doença Mental;
                                                   Ateliers;

                                                   Universidades Seniores;                                Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e
                                                                                                           Bipolares;
                                                   Associações onde pode fazer voluntariado;
Partilhar este processo com outras famílias
poderá ser saudável, permitindo-lhe ter um
                                                                                                           Associação de Educação e Apoio na Esquizofre-
apoio emocional.
                                                                                                           nia;
                                                  Especificamente para Pessoas com Doença Mental
                                                  existem:                                                 Associação  dos Familiares    e Amigos dos
                                                                                                           Anorécticos e Bulímicos;
Esta partilha é um dos trabalhos de várias         Residências;
associações de familiares de pessoas com
                                                   Foruns Sócio-ocupacionais;                             Associação Portuguesa dos Familiares e Amigos
doença mental.
                                                                                                           de Doentes de Alzheimer;

                                                  A equipa terapêutica poderá aconselhá-lo sobre as
                                                  alternativas de encaminhamento mais pertinentes          Associação ENCONTRAR+SE;

                                                  para o seu diagnóstico. É a ela que poderá recorrer
                                                  sempre que lhe surja alguma dúvida.                      Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar;


                                                                                                           Núcleo de Prevenção do Suicídio;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula saúde mental I e II
Aula   saúde mental I e II Aula   saúde mental I e II
Aula saúde mental I e II
DaianeCampos19
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidador
pastorlinaldo
 
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMERCUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
Márcio Borges
 
Saúde mental folder
Saúde mental folderSaúde mental folder
Saúde mental folder
Tatiane
 
O papel da família ou outros cuidadores informais
O papel da família ou outros cuidadores informaisO papel da família ou outros cuidadores informais
O papel da família ou outros cuidadores informais
Daniela
 
Liga Cuidador De Idosos
Liga   Cuidador De IdososLiga   Cuidador De Idosos
Liga Cuidador De Idosos
Amanda Thomé
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
Alinebrauna Brauna
 

Mais procurados (18)

Aula saúde mental I e II
Aula   saúde mental I e II Aula   saúde mental I e II
Aula saúde mental I e II
 
Saude mental
Saude mentalSaude mental
Saude mental
 
Escola Secundária da Sertã, "Nós Propomos! Saúde Mental"
Escola Secundária da Sertã, "Nós Propomos! Saúde Mental"Escola Secundária da Sertã, "Nós Propomos! Saúde Mental"
Escola Secundária da Sertã, "Nós Propomos! Saúde Mental"
 
Cuidando do cuidador
Cuidando do cuidadorCuidando do cuidador
Cuidando do cuidador
 
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMERCUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
CUIDAR DA FAMÍLIA AFETADA PELA DOENÇA DE ALZHEIMER
 
Saúde mental folder
Saúde mental folderSaúde mental folder
Saúde mental folder
 
O cuidador familiar de paciente psiquiátrico suas dores
O cuidador familiar de paciente psiquiátrico suas doresO cuidador familiar de paciente psiquiátrico suas dores
O cuidador familiar de paciente psiquiátrico suas dores
 
Caderno 2 introdução à patologia do idoso
Caderno 2   introdução à patologia do idosoCaderno 2   introdução à patologia do idoso
Caderno 2 introdução à patologia do idoso
 
Vamos falar-de-cuidados-paliativos-vers--o-online
Vamos falar-de-cuidados-paliativos-vers--o-onlineVamos falar-de-cuidados-paliativos-vers--o-online
Vamos falar-de-cuidados-paliativos-vers--o-online
 
O papel da família ou outros cuidadores informais
O papel da família ou outros cuidadores informaisO papel da família ou outros cuidadores informais
O papel da família ou outros cuidadores informais
 
Liga Cuidador De Idosos
Liga   Cuidador De IdososLiga   Cuidador De Idosos
Liga Cuidador De Idosos
 
Idoso: relações familiares
Idoso: relações familiaresIdoso: relações familiares
Idoso: relações familiares
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociaisO papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
O papel do cuidador e seus aspectos psicossociais
 
Comunicação com o idosos
Comunicação com o idosos Comunicação com o idosos
Comunicação com o idosos
 
Saude mental 021
Saude mental 021Saude mental 021
Saude mental 021
 
O cuidador
O cuidadorO cuidador
O cuidador
 

Semelhante a Folheto 2

JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mentalJaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
LedianeDias
 
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptxenfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
FabianeSousa11
 
Folheto 1
Folheto 1Folheto 1
Folheto 1
Daniela
 
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante VieiraAnáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
Thiago Neves
 

Semelhante a Folheto 2 (20)

Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicoses
 
JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mentalJaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental
 
Quais são os serviços oferecidos para pessoas com doenças sé
Quais são os serviços oferecidos para pessoas com doenças séQuais são os serviços oferecidos para pessoas com doenças sé
Quais são os serviços oferecidos para pessoas com doenças sé
 
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptxenfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
enfermagem em saúde mental 1º aula pendencias.pptx
 
Guia pratico psicoses
Guia pratico psicosesGuia pratico psicoses
Guia pratico psicoses
 
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnósticoSchiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
 
5174 15405-1-pb
5174 15405-1-pb5174 15405-1-pb
5174 15405-1-pb
 
Qualidade de vida dos portadores de esquizofrenia e seus familiares no municí...
Qualidade de vida dos portadores de esquizofrenia e seus familiares no municí...Qualidade de vida dos portadores de esquizofrenia e seus familiares no municí...
Qualidade de vida dos portadores de esquizofrenia e seus familiares no municí...
 
Folheto 1
Folheto 1Folheto 1
Folheto 1
 
saude mental Trabalho 01,02,2023.pptx
saude mental Trabalho 01,02,2023.pptxsaude mental Trabalho 01,02,2023.pptx
saude mental Trabalho 01,02,2023.pptx
 
Depressao para acs
Depressao para acsDepressao para acs
Depressao para acs
 
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25 04
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25  04C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25  04
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25 04
 
Mal de Alzheimer: Doença Física ou Espiritual (ATUALIZADA FEV/16)
Mal de Alzheimer: Doença Física ou Espiritual (ATUALIZADA FEV/16)Mal de Alzheimer: Doença Física ou Espiritual (ATUALIZADA FEV/16)
Mal de Alzheimer: Doença Física ou Espiritual (ATUALIZADA FEV/16)
 
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 5 - O convívio familiar
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 5 - O convívio familiarSchiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 5 - O convívio familiar
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 5 - O convívio familiar
 
saúde mental e CAPS sua epistemologia e funcionamento
saúde mental e CAPS sua epistemologia e funcionamentosaúde mental e CAPS sua epistemologia e funcionamento
saúde mental e CAPS sua epistemologia e funcionamento
 
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
 
Material de apoio do livro paradidático "E se eu não existisse?" (reponsáveis...
Material de apoio do livro paradidático "E se eu não existisse?" (reponsáveis...Material de apoio do livro paradidático "E se eu não existisse?" (reponsáveis...
Material de apoio do livro paradidático "E se eu não existisse?" (reponsáveis...
 
Conhecendo a psicoterapia
Conhecendo a psicoterapiaConhecendo a psicoterapia
Conhecendo a psicoterapia
 
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante VieiraAnáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
Anáclise e Dependência Afetiva - Ana Carolina Barcelos Cavalcante Vieira
 
AULA 1 SAUDE MENTAL.pptx
AULA 1 SAUDE MENTAL.pptxAULA 1 SAUDE MENTAL.pptx
AULA 1 SAUDE MENTAL.pptx
 

Folheto 2

  • 1. Na Clínica Psiquiátrica de S. José existem vários serviços aos quais pode recorrer: Clínica Psiquiátrica de S. José  Serviço Social e Gabinete do Cidadão;  Grupos Psico-Educativos de Famílias;  ASAP - Associação de Familiares e Derrubar Barreiras Amigos dos utentes da Clínica Psiquiátrica de S. José; Este folheto é apenas de carácter informativo, pelo que não dispensa a consulta de qualquer profissional de saúde. Para qualquer dúvida ou informação contacte: Onde posso recorrer? Serviço Social e Gabinete do Cidadão da Clínica Psiquiátrica de S. José Pode também fazê-lo através do e-mail derrubar.barreiras@gmail.com Um guia para Familiares e Amigos
  • 2. A indiferença e apatia são características comuns nas Existem também várias associações espalhadas pessoas com doença mental. Motivar o seu familiar a pelo país que se dedicam a apoiar pessoas com manter-se ocupado pode revelar-se um passo no Doença Mental, seus familiares e amigos. São processo de recuperação. alguns exemplos: Dependendo do diagnóstico e da idade existem vários recursos disponíveis na comunidade, entre os quais:  Rede Nacional de Pessoas com Experiência de Aceitar e enfrentar a Doença Mental de um Doença Mental; familiar é uma tarefa difícil, mas ao mesmo  Centros de Dia; tempo vital para iniciar o mais cedo possível o  Associação de Familiares e Amigos das Pessoas  Centros de Convívio; processo de reabilitação. com Doença Mental;  Ateliers;  Universidades Seniores;  Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares;  Associações onde pode fazer voluntariado; Partilhar este processo com outras famílias poderá ser saudável, permitindo-lhe ter um  Associação de Educação e Apoio na Esquizofre- apoio emocional. nia; Especificamente para Pessoas com Doença Mental existem:  Associação dos Familiares e Amigos dos Anorécticos e Bulímicos; Esta partilha é um dos trabalhos de várias  Residências; associações de familiares de pessoas com  Foruns Sócio-ocupacionais;  Associação Portuguesa dos Familiares e Amigos doença mental. de Doentes de Alzheimer; A equipa terapêutica poderá aconselhá-lo sobre as alternativas de encaminhamento mais pertinentes  Associação ENCONTRAR+SE; para o seu diagnóstico. É a ela que poderá recorrer sempre que lhe surja alguma dúvida.  Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar;  Núcleo de Prevenção do Suicídio;