SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL
.
Janeiro é o mês dedicado à saúde mental.
A Campanha Janeiro Branco, criada em
2014, tem como objetivo chamar a
atenção da sociedade sobre o tema,
buscando estratégias políticas e sociais
para que o adoecimento emocional seja
conhecido, prevenido e combatido.
MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL
O mês de janeiro foi escolhido por ser símbolo de
recomeços, um período quando normalmente as
pessoas param e refletem sobre suas vidas e fazem
planosparaoano.
A cor branca também foi escolhida por simbolizar o
recomeço, pois em uma tela em branco podemos
pintar,desenhareescreveroquequisermos.
Por que Janeiro?
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde mental é o completo
estado de bem-estar físico, mental e social, onde o indivíduo reconhece suas
próprias habilidades, consegue lidar com os estresses do dia a dia e pode
trabalhar de forma produtivaefrutifera,contribuindoparaasociedade.
O que é Saúde Mental?
 Não é conhecido apenas como uma doença, mas sim como um processo de mudanças
no funcionamento da mente, considerando que estas alterações podem trazer diversos
prejuízos à pessoa.
 Trabalhar na saúde mental não é apenas trabalhar com transtornos mentais, mas sim
trabalhar com a pessoa como um todo, envolvendo-a como um ser biopsicossocial.
 A depressão, ansiedade, dependência química, esquizofrenia e outros são sofrimentos
mentais podem surgir em qualquer pessoa. Na maiorias das vezes gera maior sofrimento e
incapacidades do que outras doenças.
O que é Sofrimento Mental?
Quando a mente não está
bem, nada vai bem!
SegundoaOMS,cerca12milhõesdebrasileirossofrem
dedepressão,oqueequivalea5,8%dapopulação.
Quanto ao Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG),
oBrasiléopaíscomomaiornúmerodecasosnomundo.
HISTÓRIA DA SAÚDE MENTAL
A psiquiatria atuava no controle do comportamento de pessoas quando acometidas de um grave
sofrimento mental.
Internação em manicômios, sanatórios ou hospitais psiquiátricos = produtora de doença
“Lei da Reforma Psiquiátrica” em 2001: transformar, melhorar e humanizar o cuidado dessas
pessoas.
Desativados milhares de leitos: reabilitação e reintegração social dos pacientes que eram
confinados em condições sub-humanas.
CAPS = lógica manicomial desaparece.
Em vez de “ajudar” às famílias retirando seus membros mais “problemáticos” do núcleo familiar,
propõe-se, agora, ajudar a família para que esta ajude seus membros mais necessitados.
ATENÇÃO!!!
 Ninguém tem uma saúde mental excelente o tempo todo!!! Mas algumas pessoas têm muita
dificuldade para manter, sozinhas, seu bem-estar. Essas pessoas precisam da ajuda de familiares,
amigos e profissionais.
 A família pode perceber quando algo não vai bem com algum familiar, pois várias situações
aparecem e persistem por algumas semanas, como:
• Ter dificuldade para dormir, trocar o dia pela noite ou ter períodos de insônia;
• Não ter vontade de fazer nada, querer ficar sozinho, afastar-se de amigos, do trabalho, etc.
• Ficar agitado, parado ou variar entre esses dois estados;
• Preocupar-se de forma exagerada com religião ou assuntos místicos;
• Ficar agressivo, irritado ou mal-humorado;
• Ter medos e suspeitas sem motivos;
• Descuidar-se da higiene pessoal;
• Usar palavras ou frases estranhas;
• Ter comportamento como arrancar fios de cabelo ou pelos do corpo, machucar-se por vontade
própria, mudar a forma de vestir-se, etc.
ATENÇÃO: ESSA PESSOA PRECISA DE CUIDADO E AJUDA DE PROFISSIONAIS!!!
QUEM PODE TER PROBLEMAS?
 QUALQUER PESSOA EM ALGUMA FASE DA VIDA!
 Crianças e adolescentes merecem atenção especial por ser um grupo que está desenvolvendo
sua estrutura emocional (irritabilidade, choro frequente, recusa em ir a escola, medos
acentuados, agressividade, roubo e mentiras).
 Idosos também merecem atenção especial para obter apoio e orientação adequada, pois muitas
vezes o que a família considera comportamentos próprios da idade, podem ser sinais de
transtorno mental.
ONDE BUSCAR AJUDA?
Nos serviços de saúde.
É importante saber que o primeiro atendimento não vai resolver o problema nem responder a
todas as suas perguntas. Dependendo da doença mental, o tratamento pode ser longo e, às
vezes, durar a vida toda.
Mas se não tratar, pode evoluir a uma crise.
TRATAMENTO
 Para cada usuário deve-se ter uma proposta de tratamento conforme o seu
caso.
 É fundamental que em qualquer tipo de tratamento, a pessoa se sinta apoiada
pelos familiares.
 Algumas pessoas precisam usar medicação de forma contínua ou por um longo
período.
 A família deve estimular a pessoa portadora de transtorno mental a ser
responsável e a assumir seu tratamento.
O paciente piora nas seguintes situações:
 Falta de medicação ou dosagem insuficiente;
 Falta de apoio da família;
 Uso de álcool e outras drogas;
 Descontinuidade do tratamento e não acompanhamento clínico e psicológico.
O QUE FAZER NO CASO DA CRISE?
Algumas doenças mentais provocam surtos com delírios, alucinações ou alterações na fala e no
comportamento. Nesses momentos, é necessário atendimento urgente!!
O QUE FAZER: Manter-se calmo ao abordar a pessoa; falar devagar; seja firme, mas educado e
compreensivo.
O QUE NÃO FAZER: não grite; evite postura autoritária e controladora; não critique; não minta e
nunca desafie o comportamento dele; não expor o mesmo a aglomeração de outras pessoas; se
falar em suicídio, não o deixe sozinho;
A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA
 A família é um elo fundamental entre o serviço de saúde e a pessoa.
 Ela deve ajuda-lo a sentir-se responsável pelo seu tratamento;
 Familiares e profissionais devem agir em conjunto procurando sempre melhorar a
qualidade de vida do portador de transtorno mental, participando ativamente do
seu tratamento;
 A experiência, conhecimento e os recursos da família devem ser valorizados.
 Os sentimentos dos familiares devem ser enfrentados e superados para garantir o
bem-estar da pessoa com transtorno mental e da família como um todo.
MITOS E VERDADES SOBRE OS SOFRIMENTOS MENTAIS?
Os transtornos mentais são somente frutos da imaginação?
Não.!!!! São transtornos verdadeiros que causam muito sofrimento, podendo inclusive levar o usuário à morte.
Os transtornos mentais são pura “frescura, fraqueza de caráter, doença de rico”?
Não. Os transtornos mentais são causadas por fatores biológicos, psicológicos e sociais, e atingem todas as classes
com a mesma intensidade.
Pessoas com transtornos mentais são perigosas e devem ser excluídas da família, da comunidade e da sociedade?
Não. Pessoas com sofrimento mental não representam perigo para a família, comunidade ou sociedade. Por esse
motivo, devem ser tratadas adequadamente e inseridas na comunidade, sem medo ou exclusão. Assim, poderão levar
uma vida normal, feliz e produtiva, como todo mundo.
Já existe tratamento e cura para doenças mentais?
Não existe cura. Mas há tratamentos efetivos e sem sofrimento, ao alcance de todos.
Você sabe o que é loucura?
Loucura é preconceito, é humilhar e excluir pessoas que sofrem com algum transtorno mental. Os mitos em
relação aos problemas de saúde mental são responsáveis por enorme medo e vergonha e com isso contribuem para
que muitas pessoas que necessitam de ajuda, não busquem tratamento por falta de conhecimento.
Durante muito tempo, a saúde mental não esteve em pauta.
Não fomos ensinados a cuidar da mente, tão pouco
preparados para lidar com as frustrações e com o excesso
deinformaçõestrazidopelaevoluçãotecnológica.
É necessário prestar atenção ao que a mente está precisando
ecuidardelaassimcomocuidamosdonossocorpo!
É necessário que haja um
equilíbrio entre mente e corpo!
Pratique o autocuidado e trate a si mesmo com mais
carinhoeamor.Vocêéresponsávelpelasuafelicidade!
Se observe, conheça e estabeleça seus limites.
Tireumtempoparadescansaramente.
Conversesobreoquepensaesente
compessoasquevocêconfia.
DICAS PARA SAÚDE MENTAL
Aproveite a simbologia do ano novo para pensar a
respeito da sua vida, dos seus relacionamentos e o
queandafazendoparaserverdadeiramentefeliz;
Adote um ritual de autocuidado diário ou semanal,
comoyoga,meditação,mindfulnessoupsicoterapia;
Adoteumhobbyquetefaçabem;
Como uma folha em branco, pra você poder escrever, pintar,
apagar, escrever de novo, encher de cor. Que a cada virada
simbólicadeano,possamospensar:eusouoautordaminhavida!
Janeiro Branco:
Quem cuida da mentecuida da vida.
Proteja a sua mente ea sua mente o protegerá!
MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental

Cartilha de orientação em saúde mental
Cartilha de orientação em saúde mentalCartilha de orientação em saúde mental
Cartilha de orientação em saúde mental
Pedro Henrique
 
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdfenfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
GlendaRegoSoares1
 

Semelhante a JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental (20)

Ansiedade e Transtorno Depressivo pptx..
Ansiedade e Transtorno Depressivo pptx..Ansiedade e Transtorno Depressivo pptx..
Ansiedade e Transtorno Depressivo pptx..
 
Cartilha de orientação em saúde mental
Cartilha de orientação em saúde mentalCartilha de orientação em saúde mental
Cartilha de orientação em saúde mental
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
 
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdfenfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
 
Enfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatricaEnfermagem psiquiatrica
Enfermagem psiquiatrica
 
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25 04
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25  04C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25  04
C4916edb248964f8c9888b9b35b61d25 04
 
Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicoses
 
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
 
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
6579-_cuidados_de_saude_mental.pptx
 
Humanizar o Cuidado
Humanizar o CuidadoHumanizar o Cuidado
Humanizar o Cuidado
 
A arte de não adoecer!
A arte de não adoecer!A arte de não adoecer!
A arte de não adoecer!
 
Cartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escolaCartilha saudementalna escola
Cartilha saudementalna escola
 
cartilhasaudementalnaescola.pdf
cartilhasaudementalnaescola.pdfcartilhasaudementalnaescola.pdf
cartilhasaudementalnaescola.pdf
 
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@sSaúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
Saúde Mental na Escola - Cartilha orienta professor@s e alun@s
 
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira). A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
 
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
1_Guia_Saude mental_adolescentes_11_14anos_.pdf
 
DEPRESSÃO E ESPIRITUALIDADE
DEPRESSÃO E ESPIRITUALIDADEDEPRESSÃO E ESPIRITUALIDADE
DEPRESSÃO E ESPIRITUALIDADE
 
EMOÇÃO HIPNÓTICA.pdf
EMOÇÃO HIPNÓTICA.pdfEMOÇÃO HIPNÓTICA.pdf
EMOÇÃO HIPNÓTICA.pdf
 
Apoio Emocional
Apoio EmocionalApoio Emocional
Apoio Emocional
 
Folheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremiaFolheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremia
 

JaneiroBranco.pptx cuidados com a saude mental

  • 1. MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL
  • 2. . Janeiro é o mês dedicado à saúde mental. A Campanha Janeiro Branco, criada em 2014, tem como objetivo chamar a atenção da sociedade sobre o tema, buscando estratégias políticas e sociais para que o adoecimento emocional seja conhecido, prevenido e combatido. MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL
  • 3. O mês de janeiro foi escolhido por ser símbolo de recomeços, um período quando normalmente as pessoas param e refletem sobre suas vidas e fazem planosparaoano. A cor branca também foi escolhida por simbolizar o recomeço, pois em uma tela em branco podemos pintar,desenhareescreveroquequisermos. Por que Janeiro?
  • 4. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde mental é o completo estado de bem-estar físico, mental e social, onde o indivíduo reconhece suas próprias habilidades, consegue lidar com os estresses do dia a dia e pode trabalhar de forma produtivaefrutifera,contribuindoparaasociedade. O que é Saúde Mental?  Não é conhecido apenas como uma doença, mas sim como um processo de mudanças no funcionamento da mente, considerando que estas alterações podem trazer diversos prejuízos à pessoa.  Trabalhar na saúde mental não é apenas trabalhar com transtornos mentais, mas sim trabalhar com a pessoa como um todo, envolvendo-a como um ser biopsicossocial.  A depressão, ansiedade, dependência química, esquizofrenia e outros são sofrimentos mentais podem surgir em qualquer pessoa. Na maiorias das vezes gera maior sofrimento e incapacidades do que outras doenças. O que é Sofrimento Mental?
  • 5. Quando a mente não está bem, nada vai bem! SegundoaOMS,cerca12milhõesdebrasileirossofrem dedepressão,oqueequivalea5,8%dapopulação. Quanto ao Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), oBrasiléopaíscomomaiornúmerodecasosnomundo.
  • 6. HISTÓRIA DA SAÚDE MENTAL A psiquiatria atuava no controle do comportamento de pessoas quando acometidas de um grave sofrimento mental. Internação em manicômios, sanatórios ou hospitais psiquiátricos = produtora de doença “Lei da Reforma Psiquiátrica” em 2001: transformar, melhorar e humanizar o cuidado dessas pessoas. Desativados milhares de leitos: reabilitação e reintegração social dos pacientes que eram confinados em condições sub-humanas. CAPS = lógica manicomial desaparece. Em vez de “ajudar” às famílias retirando seus membros mais “problemáticos” do núcleo familiar, propõe-se, agora, ajudar a família para que esta ajude seus membros mais necessitados.
  • 7. ATENÇÃO!!!  Ninguém tem uma saúde mental excelente o tempo todo!!! Mas algumas pessoas têm muita dificuldade para manter, sozinhas, seu bem-estar. Essas pessoas precisam da ajuda de familiares, amigos e profissionais.  A família pode perceber quando algo não vai bem com algum familiar, pois várias situações aparecem e persistem por algumas semanas, como: • Ter dificuldade para dormir, trocar o dia pela noite ou ter períodos de insônia; • Não ter vontade de fazer nada, querer ficar sozinho, afastar-se de amigos, do trabalho, etc. • Ficar agitado, parado ou variar entre esses dois estados; • Preocupar-se de forma exagerada com religião ou assuntos místicos; • Ficar agressivo, irritado ou mal-humorado; • Ter medos e suspeitas sem motivos; • Descuidar-se da higiene pessoal; • Usar palavras ou frases estranhas; • Ter comportamento como arrancar fios de cabelo ou pelos do corpo, machucar-se por vontade própria, mudar a forma de vestir-se, etc. ATENÇÃO: ESSA PESSOA PRECISA DE CUIDADO E AJUDA DE PROFISSIONAIS!!!
  • 8. QUEM PODE TER PROBLEMAS?  QUALQUER PESSOA EM ALGUMA FASE DA VIDA!  Crianças e adolescentes merecem atenção especial por ser um grupo que está desenvolvendo sua estrutura emocional (irritabilidade, choro frequente, recusa em ir a escola, medos acentuados, agressividade, roubo e mentiras).  Idosos também merecem atenção especial para obter apoio e orientação adequada, pois muitas vezes o que a família considera comportamentos próprios da idade, podem ser sinais de transtorno mental. ONDE BUSCAR AJUDA? Nos serviços de saúde. É importante saber que o primeiro atendimento não vai resolver o problema nem responder a todas as suas perguntas. Dependendo da doença mental, o tratamento pode ser longo e, às vezes, durar a vida toda. Mas se não tratar, pode evoluir a uma crise.
  • 9. TRATAMENTO  Para cada usuário deve-se ter uma proposta de tratamento conforme o seu caso.  É fundamental que em qualquer tipo de tratamento, a pessoa se sinta apoiada pelos familiares.  Algumas pessoas precisam usar medicação de forma contínua ou por um longo período.  A família deve estimular a pessoa portadora de transtorno mental a ser responsável e a assumir seu tratamento.
  • 10. O paciente piora nas seguintes situações:  Falta de medicação ou dosagem insuficiente;  Falta de apoio da família;  Uso de álcool e outras drogas;  Descontinuidade do tratamento e não acompanhamento clínico e psicológico. O QUE FAZER NO CASO DA CRISE? Algumas doenças mentais provocam surtos com delírios, alucinações ou alterações na fala e no comportamento. Nesses momentos, é necessário atendimento urgente!! O QUE FAZER: Manter-se calmo ao abordar a pessoa; falar devagar; seja firme, mas educado e compreensivo. O QUE NÃO FAZER: não grite; evite postura autoritária e controladora; não critique; não minta e nunca desafie o comportamento dele; não expor o mesmo a aglomeração de outras pessoas; se falar em suicídio, não o deixe sozinho;
  • 11. A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA  A família é um elo fundamental entre o serviço de saúde e a pessoa.  Ela deve ajuda-lo a sentir-se responsável pelo seu tratamento;  Familiares e profissionais devem agir em conjunto procurando sempre melhorar a qualidade de vida do portador de transtorno mental, participando ativamente do seu tratamento;  A experiência, conhecimento e os recursos da família devem ser valorizados.  Os sentimentos dos familiares devem ser enfrentados e superados para garantir o bem-estar da pessoa com transtorno mental e da família como um todo.
  • 12. MITOS E VERDADES SOBRE OS SOFRIMENTOS MENTAIS? Os transtornos mentais são somente frutos da imaginação? Não.!!!! São transtornos verdadeiros que causam muito sofrimento, podendo inclusive levar o usuário à morte. Os transtornos mentais são pura “frescura, fraqueza de caráter, doença de rico”? Não. Os transtornos mentais são causadas por fatores biológicos, psicológicos e sociais, e atingem todas as classes com a mesma intensidade. Pessoas com transtornos mentais são perigosas e devem ser excluídas da família, da comunidade e da sociedade? Não. Pessoas com sofrimento mental não representam perigo para a família, comunidade ou sociedade. Por esse motivo, devem ser tratadas adequadamente e inseridas na comunidade, sem medo ou exclusão. Assim, poderão levar uma vida normal, feliz e produtiva, como todo mundo. Já existe tratamento e cura para doenças mentais? Não existe cura. Mas há tratamentos efetivos e sem sofrimento, ao alcance de todos. Você sabe o que é loucura? Loucura é preconceito, é humilhar e excluir pessoas que sofrem com algum transtorno mental. Os mitos em relação aos problemas de saúde mental são responsáveis por enorme medo e vergonha e com isso contribuem para que muitas pessoas que necessitam de ajuda, não busquem tratamento por falta de conhecimento.
  • 13. Durante muito tempo, a saúde mental não esteve em pauta. Não fomos ensinados a cuidar da mente, tão pouco preparados para lidar com as frustrações e com o excesso deinformaçõestrazidopelaevoluçãotecnológica. É necessário prestar atenção ao que a mente está precisando ecuidardelaassimcomocuidamosdonossocorpo! É necessário que haja um equilíbrio entre mente e corpo!
  • 14. Pratique o autocuidado e trate a si mesmo com mais carinhoeamor.Vocêéresponsávelpelasuafelicidade! Se observe, conheça e estabeleça seus limites. Tireumtempoparadescansaramente. Conversesobreoquepensaesente compessoasquevocêconfia. DICAS PARA SAÚDE MENTAL
  • 15. Aproveite a simbologia do ano novo para pensar a respeito da sua vida, dos seus relacionamentos e o queandafazendoparaserverdadeiramentefeliz; Adote um ritual de autocuidado diário ou semanal, comoyoga,meditação,mindfulnessoupsicoterapia; Adoteumhobbyquetefaçabem;
  • 16. Como uma folha em branco, pra você poder escrever, pintar, apagar, escrever de novo, encher de cor. Que a cada virada simbólicadeano,possamospensar:eusouoautordaminhavida! Janeiro Branco:
  • 17. Quem cuida da mentecuida da vida. Proteja a sua mente ea sua mente o protegerá! MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE SAÚDE MENTAL

Notas do Editor

  1. Saude mental: Está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, ideais e emoções. Sofrimento mental: prejudicar seus relacionamentos, sejam eles familiares, sociais, no trabalho, nos estudos, inclusive na compreensão de si próprio, assim como influencia diretamente na capacidade da pessoa em sentir prazer de forma geral em sua vida.
  2. Os familiares optavam pela Internação: alguns desses estabelecimentos privavam as visitas familiares e acabavam acontecendo injustiças, pois na condição de doentes, essas pessoas ficavam privadas do convívio social, sem poder administrar seus bens e sem exercer nenhum direito. Tal maneira de tratar as pessoas portadoras de transtornos mentais mostrou-se produtora de doença e não de saúde (perdiam habilidade da vida em sociedade). Assim, o espaço dedicado à saúde mental era centrado nos hospitais psiquiátricos e o sofrimento mental era visto como algo que deveria ser isolado da sociedade. “Lei da Reforma Psiquiátrica” em 2001, que ocorreu por meio do Movimento Social da Luta Antimanicomial e de um projeto coletivamente produzido de mudança do modelo de atenção e de gestão do cuidado! Tem o objetivo Então foram desativados milhares de leitos e feito um trabalho de reabilitação e reintegração social dos pacientes que eram confinados em condições sub-humanas. No Brasil instalou-se os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS) que atendem as pessoas com sofrimento mental Nessa nova forma de cuidado, a lógica manicomial desaparece. Em vez de “ajudar” às famílias retirando seus membros mais “problemáticos” do núcleo familiar, propõe-se, agora, ajudar a família para que esta ajude seus membros mais necessitados.