SlideShare uma empresa Scribd logo
FLORESTAN FERNANDES
BIOGRAFIA
• Nascido em 1920 no estado de São Paulo
• Foi um dos mais importantes sociólogos brasileiros
• Filho de uma mãe solteira, imigrante portuguesa que exercia o ofício de
empregada doméstica na capital paulista
• Começou a trabalhar aos seis anos de idade. Trabalhou como
engraxate, ajudante de barbearia, carregador entre outras atividades.
•Florestan Fernandes foi obrigado a abandonar os estudos aos nove anos
de idade, dedicando seu tempo para o sustento da casa. Porém, os
professores com quem Florestan estudou cumpriram seu ofício,
ensinando-o ideais de vida e destacando o gosto pela leitura.
• 1940 na Universidade de São Paulo (USP), onde se formou em Ciências
Sociais.
•Alguns anos depois, é nessa mesma instituição que obtém o título de
doutor, após ter cursado seu mestrado na Escola Livre de Sociologia e
Política.
•Em ambas etapas acadêmicas, Florestan pesquisou a sociedade indígena dos
Tupinambás, gerando um estudo clássico para a etnologia brasileira.
•Nos anos seguintes se efetivou como professor da USP, onde trabalhou até o
período da ditadura militar, quando teve de permanecer um tempo
lecionando no exterior.
•Após a reabertura democrática, Florestan foi eleito deputado federal e, até
seu falecimento, em 1995, dedicou sua atuação política à defesa da
educação pública para todos.
Tinha um constante esforço para entender a
sociedade brasileira como um todo, sua formação
marcada por conflitos, seu desenvolvimento único e
suas perspectivas futuras, foi caracterizado por uma
perspectiva única que questionava não só a forma de
ser da realidade social, como o pensamento
sociológico em si. É por esse motivo que Florestan é
considerado o fundador da Sociologia crítica
brasileira.
Ele se permite reler criticamente algumas teses de
Silvio Romero, Oliveira Vianna, Sérgio Buarque de
Holanda, Gilberto Freire entre alguns outros.
Simultaneamente, retoma e desenvolve teses
esboçadas por Euclides da Cunha, Manoel Bonfim,
Caio Prado Júnior, entre outros. A partir desse diálogo
com uns e outros, a Sociologia de Florestan Fernandes
inaugura uma nova interpretação do Brasil, um novo
estilo de pensar o passado e o presente.
Em uma formulação muito breve,
pode-se afirmar que a interpretação
do Brasil formulada por Florestan
Fernandes revela a formação, os
desenvolvimentos, as lutas e as
perspectivas do povo brasileiro. Um
povo formado por populações
indígenas, conquistadores
portugueses, africanos trazidos como
escravos, imigrantes europeus, árabes
e asiáticos incorporados como
trabalhadores livres.
Uma parte importante da sociologia de Florestan Fernandes
concentra-se na pesquisa e interpretação das condições e
possibilidades das transformações sociais. A revolução social é
um dos seus temas mais freqüentes.
PRINCIPAIS IDEIAS
• A maior parte da obra de Florestan Fernandes tem como objetivo
entender a situação do negro na sociedade brasileira.
• A partir da teoria marxista, Fernandes analisa a inserção do negro
quando este passou de ser propriedade para um ser dotado de
liberdade.
• Do ponto de vista de Fernandes, o negro não teria sido integrado
dentro da sociedade capitalista, pois este grupo era o mais
desfavorecido se comparado aos brancos.
“O negro vai ser sempre, enquanto não houver
democracia no Brasil, o nosso melhor ponto de
referência para determinar que o Brasil não é uma
sociedade democrática. (...) Uma democracia deve
ser um regime político, econômico, cultural, social
que permite estabelecer igualdade entre todas as
raças.” (Entrevista para o programa Vox Popolli,
1984).
EDUCAÇÃO
Para Florestan Fernandes, a educação deveria ser laica, gratuita e
libertadora. Questionava a autoridade/autoritarismo do professor em
sala de aula, sua postura como reprodutor do conhecimento e seu
papel na construção de uma sociedade igualitária.
OBRAS
•Organização social dos
Tupinambá, 1949;
•A função social da guerra na sociedade
Tupinambá,1952;
•A etnologia e a sociologia no
Brasil,1958;
•Fundamentos empíricos da explicação
sociológica,1959;
•Mudanças sociais no Brasil,1960;
•A integração do negro na sociedade de
classes,1964;
•Corpo e Alma do Brasil,1964;
•Sociedade de classes e
subdesenvolvimento,1968;
•Capitalismo dependente e Classes Sociais na
América Latina,1973;
•A investigação etnológica no Brasil e outros
ensaios,1975;
•A revolução burguesa no Brasil: Ensaio de
Interpretação Sociológica,1975;
•Da Guerrilha ao Socialismo: A Revolução
Cubana,1979;
•O que é Revolução,1981;
•Poder e Contrapoder na América Latina,1981;
•Significado do Protesto Negro, 1989.
•Folclore e mudança social na cidade de São
Paulo,1961;
É importante destacar que Florestan Fernandes não
deixou um roteiro, um passo a passo de como fazer
para que o cenário educacional atenda às demandas
sociais, mas deixou um pensamento para a
construção de uma sociedade justa, que priorize
ações para as camadas populares, ações estas, que se
iniciam com educação pública, gratuita e de
qualidade para os mais necessitados. Assim, esta
educação, feita na escola, promove a revolução que o
povo a fará nas ruas.
Florestan Fernandes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho e sociedade
Trabalho e sociedadeTrabalho e sociedade
Trabalho e sociedade
rblfilos
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Sociologia da educação
Sociologia da educação Sociologia da educação
Sociologia da educação
Prof Bernardo Camblor
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
Flávia De Mattos Motta
 
Apresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquidaApresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquida
Rosaalicianc
 
Educaçao e Trabalho
Educaçao e TrabalhoEducaçao e Trabalho
Educaçao e Trabalho
Adriana Sales Zardini
 
Sociologia - Segregação
Sociologia - SegregaçãoSociologia - Segregação
Sociologia - Segregação
Anderson Silva
 
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollandaGilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
José Araujo
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
ESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURTESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURT
Marcioveras
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Turma Olímpica
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
sociofilo2012
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
Marcioveras
 
Aula 1 o que é antropologia
Aula 1   o que é antropologiaAula 1   o que é antropologia
Aula 1 o que é antropologia
Fábio Nogueira, PhD
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
Victor Claudio
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
progerio81
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
Victor Said
 
Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1
Fernando Pimentel
 

Mais procurados (20)

Trabalho e sociedade
Trabalho e sociedadeTrabalho e sociedade
Trabalho e sociedade
 
Etnocentrismo
EtnocentrismoEtnocentrismo
Etnocentrismo
 
Sociologia da educação
Sociologia da educação Sociologia da educação
Sociologia da educação
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Antropologia: conceitos basicos
 Antropologia: conceitos basicos Antropologia: conceitos basicos
Antropologia: conceitos basicos
 
Apresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquidaApresentação modernidade líquida
Apresentação modernidade líquida
 
Educaçao e Trabalho
Educaçao e TrabalhoEducaçao e Trabalho
Educaçao e Trabalho
 
Sociologia - Segregação
Sociologia - SegregaçãoSociologia - Segregação
Sociologia - Segregação
 
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollandaGilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de hollanda
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
ESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURTESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURT
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Raça e etnia
 
Pierre bourdieu
Pierre bourdieuPierre bourdieu
Pierre bourdieu
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Aula 1 o que é antropologia
Aula 1   o que é antropologiaAula 1   o que é antropologia
Aula 1 o que é antropologia
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 
Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1
 

Semelhante a Florestan Fernandes

Florestan fernandes
Florestan fernandesFlorestan fernandes
Florestan fernandes
Aline Santana da Silva
 
Carla geanfrancisco pesquisa biografia - florestan fernandes
Carla geanfrancisco   pesquisa biografia - florestan fernandesCarla geanfrancisco   pesquisa biografia - florestan fernandes
Carla geanfrancisco pesquisa biografia - florestan fernandes
Carla Geanfrancisco Falasca
 
Aula7 florestan
Aula7   florestanAula7   florestan
Aula7 florestan
4444444444ada
 
Florestan Fernades
Florestan FernadesFlorestan Fernades
Florestan Fernades
Donizete Soares
 
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasilFlorestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
UFPB
 
A.R Tes
A.R TesA.R Tes
A.R Tes
guest4adf9
 
Florestan fernandes historia e historias entrevista
Florestan fernandes historia e historias entrevistaFlorestan fernandes historia e historias entrevista
Florestan fernandes historia e historias entrevista
Daylson Lima
 
Florestan fernandes a integração do negro na sociedade de classes
Florestan fernandes  a integração do negro na sociedade de classesFlorestan fernandes  a integração do negro na sociedade de classes
Florestan fernandes a integração do negro na sociedade de classes
Jorge Miklos
 
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptxAPRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
Mariana Brito
 
Sociologia no brasil e seus principais representantes
Sociologia no brasil e seus principais representantesSociologia no brasil e seus principais representantes
Sociologia no brasil e seus principais representantes
edsonfgodoy
 
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempoPaulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
barbosaslides
 
Sociologia unidade 3
Sociologia unidade 3Sociologia unidade 3
Sociologia unidade 3
joao paulo
 
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
AyllinLivia
 
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandesCapitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
Milton Fabiano Silva
 
Resumo do livre educação pratica com liberdade
Resumo do livre educação pratica com liberdadeResumo do livre educação pratica com liberdade
Resumo do livre educação pratica com liberdade
Adail Silva
 
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptx
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptxVida e obra de Paulo freire luiza.pptx
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptx
LuzaOliveira15
 
Fhc
FhcFhc
Fhc
NESUERJ
 
Trabalho gilberto freyre ebepe
Trabalho gilberto freyre ebepeTrabalho gilberto freyre ebepe
Trabalho gilberto freyre ebepe
shirley cantinho
 
Principais sociólogos
Principais sociólogosPrincipais sociólogos
Principais sociólogos
sociofilo2012
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
GluciaGarciaDaSilva
 

Semelhante a Florestan Fernandes (20)

Florestan fernandes
Florestan fernandesFlorestan fernandes
Florestan fernandes
 
Carla geanfrancisco pesquisa biografia - florestan fernandes
Carla geanfrancisco   pesquisa biografia - florestan fernandesCarla geanfrancisco   pesquisa biografia - florestan fernandes
Carla geanfrancisco pesquisa biografia - florestan fernandes
 
Aula7 florestan
Aula7   florestanAula7   florestan
Aula7 florestan
 
Florestan Fernades
Florestan FernadesFlorestan Fernades
Florestan Fernades
 
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasilFlorestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
Florestan fernandes após 19 anos e o pensar sobre o brasil
 
A.R Tes
A.R TesA.R Tes
A.R Tes
 
Florestan fernandes historia e historias entrevista
Florestan fernandes historia e historias entrevistaFlorestan fernandes historia e historias entrevista
Florestan fernandes historia e historias entrevista
 
Florestan fernandes a integração do negro na sociedade de classes
Florestan fernandes  a integração do negro na sociedade de classesFlorestan fernandes  a integração do negro na sociedade de classes
Florestan fernandes a integração do negro na sociedade de classes
 
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptxAPRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
APRESENTAÇÃO PARA O ENconro nacional de didática DIFRE 2021.pptx
 
Sociologia no brasil e seus principais representantes
Sociologia no brasil e seus principais representantesSociologia no brasil e seus principais representantes
Sociologia no brasil e seus principais representantes
 
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempoPaulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
Paulo Freire: Um homem síntese do seu tempo
 
Sociologia unidade 3
Sociologia unidade 3Sociologia unidade 3
Sociologia unidade 3
 
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
Mapa Mental Gráfico Desenvolvimento de Aplicativos Profissional Gradiente Ama...
 
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandesCapitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
Capitulo 4 a sociologia de florestan fernandes
 
Resumo do livre educação pratica com liberdade
Resumo do livre educação pratica com liberdadeResumo do livre educação pratica com liberdade
Resumo do livre educação pratica com liberdade
 
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptx
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptxVida e obra de Paulo freire luiza.pptx
Vida e obra de Paulo freire luiza.pptx
 
Fhc
FhcFhc
Fhc
 
Trabalho gilberto freyre ebepe
Trabalho gilberto freyre ebepeTrabalho gilberto freyre ebepe
Trabalho gilberto freyre ebepe
 
Principais sociólogos
Principais sociólogosPrincipais sociólogos
Principais sociólogos
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 

Florestan Fernandes

  • 2. BIOGRAFIA • Nascido em 1920 no estado de São Paulo • Foi um dos mais importantes sociólogos brasileiros • Filho de uma mãe solteira, imigrante portuguesa que exercia o ofício de empregada doméstica na capital paulista • Começou a trabalhar aos seis anos de idade. Trabalhou como engraxate, ajudante de barbearia, carregador entre outras atividades. •Florestan Fernandes foi obrigado a abandonar os estudos aos nove anos de idade, dedicando seu tempo para o sustento da casa. Porém, os professores com quem Florestan estudou cumpriram seu ofício, ensinando-o ideais de vida e destacando o gosto pela leitura. • 1940 na Universidade de São Paulo (USP), onde se formou em Ciências Sociais.
  • 3. •Alguns anos depois, é nessa mesma instituição que obtém o título de doutor, após ter cursado seu mestrado na Escola Livre de Sociologia e Política. •Em ambas etapas acadêmicas, Florestan pesquisou a sociedade indígena dos Tupinambás, gerando um estudo clássico para a etnologia brasileira. •Nos anos seguintes se efetivou como professor da USP, onde trabalhou até o período da ditadura militar, quando teve de permanecer um tempo lecionando no exterior. •Após a reabertura democrática, Florestan foi eleito deputado federal e, até seu falecimento, em 1995, dedicou sua atuação política à defesa da educação pública para todos.
  • 4. Tinha um constante esforço para entender a sociedade brasileira como um todo, sua formação marcada por conflitos, seu desenvolvimento único e suas perspectivas futuras, foi caracterizado por uma perspectiva única que questionava não só a forma de ser da realidade social, como o pensamento sociológico em si. É por esse motivo que Florestan é considerado o fundador da Sociologia crítica brasileira.
  • 5. Ele se permite reler criticamente algumas teses de Silvio Romero, Oliveira Vianna, Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freire entre alguns outros. Simultaneamente, retoma e desenvolve teses esboçadas por Euclides da Cunha, Manoel Bonfim, Caio Prado Júnior, entre outros. A partir desse diálogo com uns e outros, a Sociologia de Florestan Fernandes inaugura uma nova interpretação do Brasil, um novo estilo de pensar o passado e o presente.
  • 6. Em uma formulação muito breve, pode-se afirmar que a interpretação do Brasil formulada por Florestan Fernandes revela a formação, os desenvolvimentos, as lutas e as perspectivas do povo brasileiro. Um povo formado por populações indígenas, conquistadores portugueses, africanos trazidos como escravos, imigrantes europeus, árabes e asiáticos incorporados como trabalhadores livres.
  • 7. Uma parte importante da sociologia de Florestan Fernandes concentra-se na pesquisa e interpretação das condições e possibilidades das transformações sociais. A revolução social é um dos seus temas mais freqüentes.
  • 8. PRINCIPAIS IDEIAS • A maior parte da obra de Florestan Fernandes tem como objetivo entender a situação do negro na sociedade brasileira. • A partir da teoria marxista, Fernandes analisa a inserção do negro quando este passou de ser propriedade para um ser dotado de liberdade. • Do ponto de vista de Fernandes, o negro não teria sido integrado dentro da sociedade capitalista, pois este grupo era o mais desfavorecido se comparado aos brancos.
  • 9. “O negro vai ser sempre, enquanto não houver democracia no Brasil, o nosso melhor ponto de referência para determinar que o Brasil não é uma sociedade democrática. (...) Uma democracia deve ser um regime político, econômico, cultural, social que permite estabelecer igualdade entre todas as raças.” (Entrevista para o programa Vox Popolli, 1984).
  • 10. EDUCAÇÃO Para Florestan Fernandes, a educação deveria ser laica, gratuita e libertadora. Questionava a autoridade/autoritarismo do professor em sala de aula, sua postura como reprodutor do conhecimento e seu papel na construção de uma sociedade igualitária.
  • 11. OBRAS •Organização social dos Tupinambá, 1949; •A função social da guerra na sociedade Tupinambá,1952; •A etnologia e a sociologia no Brasil,1958; •Fundamentos empíricos da explicação sociológica,1959; •Mudanças sociais no Brasil,1960; •A integração do negro na sociedade de classes,1964; •Corpo e Alma do Brasil,1964; •Sociedade de classes e subdesenvolvimento,1968; •Capitalismo dependente e Classes Sociais na América Latina,1973; •A investigação etnológica no Brasil e outros ensaios,1975; •A revolução burguesa no Brasil: Ensaio de Interpretação Sociológica,1975; •Da Guerrilha ao Socialismo: A Revolução Cubana,1979; •O que é Revolução,1981; •Poder e Contrapoder na América Latina,1981; •Significado do Protesto Negro, 1989. •Folclore e mudança social na cidade de São Paulo,1961;
  • 12. É importante destacar que Florestan Fernandes não deixou um roteiro, um passo a passo de como fazer para que o cenário educacional atenda às demandas sociais, mas deixou um pensamento para a construção de uma sociedade justa, que priorize ações para as camadas populares, ações estas, que se iniciam com educação pública, gratuita e de qualidade para os mais necessitados. Assim, esta educação, feita na escola, promove a revolução que o povo a fará nas ruas.