SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
ANO LETIVO 2017/2018
CURSO CEF TURMA: CEF
2º ano Técncias de Distribuição
Ficha de trabalho nº2-
Utilização do empilhador
Aluno: Nº
Prof: Classificação:
UFCD-6213 - Condução e manobra de equipamentos de carga e descarga
A fazer: Elaborar um trabalho de grupo : mínimo 2 pessoas máximo 4 e elaborar uma
apresentação para mostrar, posteriormente á turma. Poderão utilizar as tecnologias digitais que
preferirem e não é aceitável um projecto em papel.
Utilização do Empilhador
Perigos/Riscos:
 Queda e choque com objectos e Queda de
objectos sobre os pés;
 Quedas dos operadores ao mesmo nível;
 Atropelamento e/ou Esmagamento;
 Desrespeito pelos princípios ergonómicos;
 Entalamento;
 Reviramento (capotamento);
 Incêndio ou explosão.
Medidas de Prevenção Aconselhadas:
Para apanhar uma carga
 Aproxime-se perpendicularmente ao centro da carga e desloque o empilhador de um modo
rectilíneo, com os garfos nivelados em posição paralela ao chão;
 Avance para a frente, devagar, até que a carga esteja apoiada na grade de protecção da porta
garfos;
 Levante a carga a uma altura de cerca de 15 cm do chão, de modo a passar por cima do que
estiver por baixo dela;
 Olhe por cima dos dois ombros e verifique se pode recuar com a carga. Recue com a carga
cerca de 30 cm e incline o mastro o máximo possível para trás, de modo a estabilizar a carga;
 Transporte a carga com o mastro inclinado para trás e mantendo os garfos baixos, a cerca
de 15 cm do chão. Nunca eleve a carga mais do que o necessário.
Para baixar uma carga
 Posicione o empilhador em frente do local previsto para a descarga;
 Eleve a carga até à altura necessária, mantendo o empilhador travado e o mastro inclinado
para trás. Nunca elevar a carga com o mastro inclinado para a frente;
 Avance com o empilhador até que a carga se posicione sobre o local de descarga;
Prof: Leonor Alves 1
 Incline o mastro até que os garfos se encontrem em posição horizontal e colocar a carga no
local, baixando os garfos. Quando recuar, incline levemente os garfos para a frente, de modo a
que estes não fiquem enganchados na carga;
 Olhe por cima dos ombros e recuar o empilhador, até que os garfos fiquem
livres da carga;
 Caso pretenda retirar uma carga de uma posição elevada para uma
posição baixa, efectue as mesmas operações, considerando agora a ordem inversa .
No posto de condução
 Os condutores, devem manter o seu corpo dentro dos limites de segurança do posto de
condução e nunca devem deslocar para fora desses limites as mãos, os pés ou outras partes do
corpo;
 O cinto de segurança, deve ser utilizado em qualquer situação;
 Manter os pés e as mãos afastados do conjunto do mastro.
Na imobilização do empilhador
 Estacione o empilhador em locais com piso horizontal e com os garfos apoiados no chão;
 Aplique o travão de mão e os comandos em ponto neutro;
 A chave de ignição deve ser desligada e retirada do canhão, para evitar o uso não autorizado
do empilhador.
Posição das cargas nas plataformas de apoio ou nas paletes
 Utilize sempre plataformas de apoio ou paletes de dimensões adequadas às cargas a
movimentar;
 Verifique o estado e a capacidade de carga das plataformas de apoio da carga e das paletes;
 As cargas devem ser dispostas sobre as plataformas de apoio ou sobre as paletes, de modo a
permitirem um manuseamento estável e em segurança. Essas cargas nunca devem ser
colocadas de forma solta, nas plataformas de apoio nem nas paletes;
 As cargas devem ser posicionadas de um modo uniforme sobre as plataformas de apoio ou
sobre as paletes, de modo a conseguir-se um equilí-brio adequado ao empilhador durante a
sua movimentação;
 Antes de manusear uma carga, verifique se o afastamento dos garfos é o maior que a
plataforma de carga ou a palete admitem. A estabilidade da carga é tanto maior quanto maior
for o espaçamento entre garfos;
 Quando se elevar cargas em altura, deve certificar-se que não existem elementos soltos da
carga, e que possam cair. Utilizar sempre a grade de protecção do porta garfos.
Regras essenciais a cumprir no transporte de cargas
 Mantenha sempre o empilhador sob controlo completo;
 Verifique se não existe ninguém à sua volta, antes de colocar o empilhador em
funcionamento;
 Não abuse da velocidade e não efectue manobras excessivas, tais como mudanças bruscas
de direcção e viragens de raio apertado;
 Arranque e pare o empilhador de um modo lento e gradual;
 Diminua a velocidade em pisos escorregadios. Evite passar com o empilhador por cima de
pisos com água ou com óleo;
Prof: Leonor Alves 2
 Diminua a velocidade e previna a sua passagem através da buzina, em locais de pouca
visibilidade, nos cruzamentos e locais de movimentação conjunta de peões;
 Quando houver necessidade de circular com os garfos mais levantados, deve assegurar-se,
previamente, que não existem obstruções à passagem da carga;
 Não passe por cima de objectos soltos;
 Deve dar-se uma atenção especial às distâncias com as paredes laterais, principalmente
quando se transporta uma carga larga, superior à largura útil de carga do empilhador;
 Preste especial atenção ao movimento da parte traseira do empilhador, nas passagens
estreitas e nos locais estreitos, bem como ao dobrar as esquinas, já que, sendo as rodas
traseiras a dirigir o empilhador, o extremo posterior descreve um círculo mais largo ao fazer
uma curva;
 Quando a carga for demasiado volumosa e impedir a normal visibilidade para a frente do
empilhador, deve conduzir-se em marcha atrás;  Quando se circular juntamente com outros
veículos, no mesmo circuito de movimentação, deve manter-se sempre uma distância segura
aos veículos que circularem à frente;
No transporte e elevação de pessoas
 Não devem ser transportadas outras pessoas no empilhador, já que não existem lugares
seguros para o transporte de outras pessoas neste equipamento, para além do posto de
condução do condutor;
 Não use o empilhador para elevar pessoas nos garfos ou em paletes. Sempre que for
necessário elevar pessoas com o empilhador, devem ser usadas plataformas especiais de
elevação, devidamente certificadas para o efeito.
Medidas de segurança no carregamento de baterias ou abastecimento
 Não fume, ou faça fogo, na proximidade das baterias ou do depósito de
combustível;
 Desligue sempre o motor;
 Em caso de derrame de combustível, proceder à limpeza.
Fonte : http://www.b2b.com.pt/img/manual-de-prevencao.pdf
Prof: Leonor Alves 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Operação transpaleteira
Operação transpaleteiraOperação transpaleteira
Operação transpaleteiraerickthadeu
 
Porta Paletes Manual - ACT
Porta Paletes Manual - ACTPorta Paletes Manual - ACT
Porta Paletes Manual - ACTHelena Lamy
 
Apostila máquinas tratores
Apostila máquinas tratoresApostila máquinas tratores
Apostila máquinas tratoresJoão Junior
 
Ast s-it0021 - it porta paletes manual
Ast s-it0021 - it porta paletes manualAst s-it0021 - it porta paletes manual
Ast s-it0021 - it porta paletes manualBorsalin
 
Utilização do empilhador
Utilização do empilhadorUtilização do empilhador
Utilização do empilhadorTurmacef201617
 
Movimentação Manual e Mecânica de Cargas
Movimentação Manual e Mecânica de CargasMovimentação Manual e Mecânica de Cargas
Movimentação Manual e Mecânica de CargasAndré Silva
 
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.pptMOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.pptRobertoFailache1
 
Transporte mecanico de_cargas
Transporte mecanico de_cargasTransporte mecanico de_cargas
Transporte mecanico de_cargasJupira Silva
 
128329315 porta paletes--_enviar
128329315 porta paletes--_enviar128329315 porta paletes--_enviar
128329315 porta paletes--_enviarJosé Gomes
 
Power+point+nr+11
Power+point+nr+11Power+point+nr+11
Power+point+nr+11Gil Mendes
 
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeira
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeiraTs 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeira
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeiraBiela_123456
 
Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)Jupira Silva
 
Movimentação e içamento de cargas
 Movimentação e içamento de cargas Movimentação e içamento de cargas
Movimentação e içamento de cargasKarol Oliveira
 
Palestra movimenta+º+úo manual de cargas
Palestra movimenta+º+úo manual de cargasPalestra movimenta+º+úo manual de cargas
Palestra movimenta+º+úo manual de cargasAbna Brito
 

Mais procurados (20)

Operação transpaleteira
Operação transpaleteiraOperação transpaleteira
Operação transpaleteira
 
Porta Paletes Manual - ACT
Porta Paletes Manual - ACTPorta Paletes Manual - ACT
Porta Paletes Manual - ACT
 
Apostila máquinas tratores
Apostila máquinas tratoresApostila máquinas tratores
Apostila máquinas tratores
 
Pta
PtaPta
Pta
 
Ast s-it0021 - it porta paletes manual
Ast s-it0021 - it porta paletes manualAst s-it0021 - it porta paletes manual
Ast s-it0021 - it porta paletes manual
 
Utilização do empilhador
Utilização do empilhadorUtilização do empilhador
Utilização do empilhador
 
Movimentação Manual e Mecânica de Cargas
Movimentação Manual e Mecânica de CargasMovimentação Manual e Mecânica de Cargas
Movimentação Manual e Mecânica de Cargas
 
EMPILHADORES.ppt
EMPILHADORES.pptEMPILHADORES.ppt
EMPILHADORES.ppt
 
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.pptMOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS.ppt
 
NR 11
NR 11 NR 11
NR 11
 
Treinamento de pta
Treinamento de ptaTreinamento de pta
Treinamento de pta
 
Transporte mecanico de_cargas
Transporte mecanico de_cargasTransporte mecanico de_cargas
Transporte mecanico de_cargas
 
128329315 porta paletes--_enviar
128329315 porta paletes--_enviar128329315 porta paletes--_enviar
128329315 porta paletes--_enviar
 
Power+point+nr+11
Power+point+nr+11Power+point+nr+11
Power+point+nr+11
 
CURSO DE RIGGER
CURSO DE RIGGERCURSO DE RIGGER
CURSO DE RIGGER
 
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeira
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeiraTs 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeira
Ts 1148-007-treinamento para operadores de retro escavadeira
 
Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)Transporte manual de cargas(2)
Transporte manual de cargas(2)
 
Movimentação e içamento de cargas
 Movimentação e içamento de cargas Movimentação e içamento de cargas
Movimentação e içamento de cargas
 
Palestra movimenta+º+úo manual de cargas
Palestra movimenta+º+úo manual de cargasPalestra movimenta+º+úo manual de cargas
Palestra movimenta+º+úo manual de cargas
 
Treinamento NR 12
Treinamento NR 12Treinamento NR 12
Treinamento NR 12
 

Destaque

Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentos
Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentosFicha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentos
Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentosLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurança
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurançaFicha de trabalho nº 6(17 18)-segurança
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurançaLeonor Alves
 
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)Turmacef201617
 
Ficha de trabalho filmes e documentários
Ficha de trabalho filmes e documentáriosFicha de trabalho filmes e documentários
Ficha de trabalho filmes e documentáriosLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº34 spv- o ciclo pdca
Ficha de trabalho nº34  spv-  o ciclo pdcaFicha de trabalho nº34  spv-  o ciclo pdca
Ficha de trabalho nº34 spv- o ciclo pdcaLeonor Alves
 
Ficha de trabalho + resolução
Ficha de trabalho + resoluçãoFicha de trabalho + resolução
Ficha de trabalho + resoluçãoLurdes Augusto
 
Grelha de reclamações
Grelha de reclamaçõesGrelha de reclamações
Grelha de reclamaçõesLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº32 spv- os 12 principios da melhoria continua
Ficha de trabalho nº32  spv-  os 12 principios da melhoria continuaFicha de trabalho nº32  spv-  os 12 principios da melhoria continua
Ficha de trabalho nº32 spv- os 12 principios da melhoria continuaLeonor Alves
 
Teste de avaliação módulo 1
Teste de avaliação módulo 1Teste de avaliação módulo 1
Teste de avaliação módulo 1Leonor Alves
 
Ficha de trabalho nº22 média aritemetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22   média aritemetica simples e ponderada.Ficha de trabalho nº22   média aritemetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22 média aritemetica simples e ponderada.Leonor Alves
 
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientes
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientesFicha de trabalho nº 15 satisfação clientes
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientesLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº22 média aritmetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22   média aritmetica simples e ponderada.Ficha de trabalho nº22   média aritmetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22 média aritmetica simples e ponderada.Leonor Alves
 
Teste modulo 4 economia- 12-13
Teste modulo 4   economia- 12-13Teste modulo 4   economia- 12-13
Teste modulo 4 economia- 12-13Leonor Alves
 
Ficha de avaliação b2 unidade b
Ficha de avaliação b2  unidade bFicha de avaliação b2  unidade b
Ficha de avaliação b2 unidade bhelena frança
 
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentar
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentarFicha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentar
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentarLeonor Alves
 

Destaque (17)

Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentos
Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentosFicha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentos
Ficha de trabalho nº 5(17 18)- contaminação dos alimentos
 
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurança
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurançaFicha de trabalho nº 6(17 18)-segurança
Ficha de trabalho nº 6(17 18)-segurança
 
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)
Empilhadores(trab. diana cleyde faustino e isaac)
 
Ficha de trabalho filmes e documentários
Ficha de trabalho filmes e documentáriosFicha de trabalho filmes e documentários
Ficha de trabalho filmes e documentários
 
Projeto snider
Projeto sniderProjeto snider
Projeto snider
 
Croácia (diana)
Croácia (diana)Croácia (diana)
Croácia (diana)
 
Ficha de trabalho nº34 spv- o ciclo pdca
Ficha de trabalho nº34  spv-  o ciclo pdcaFicha de trabalho nº34  spv-  o ciclo pdca
Ficha de trabalho nº34 spv- o ciclo pdca
 
Ficha de trabalho + resolução
Ficha de trabalho + resoluçãoFicha de trabalho + resolução
Ficha de trabalho + resolução
 
Grelha de reclamações
Grelha de reclamaçõesGrelha de reclamações
Grelha de reclamações
 
Ficha de trabalho nº32 spv- os 12 principios da melhoria continua
Ficha de trabalho nº32  spv-  os 12 principios da melhoria continuaFicha de trabalho nº32  spv-  os 12 principios da melhoria continua
Ficha de trabalho nº32 spv- os 12 principios da melhoria continua
 
Teste de avaliação módulo 1
Teste de avaliação módulo 1Teste de avaliação módulo 1
Teste de avaliação módulo 1
 
Ficha de trabalho nº22 média aritemetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22   média aritemetica simples e ponderada.Ficha de trabalho nº22   média aritemetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22 média aritemetica simples e ponderada.
 
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientes
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientesFicha de trabalho nº 15 satisfação clientes
Ficha de trabalho nº 15 satisfação clientes
 
Ficha de trabalho nº22 média aritmetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22   média aritmetica simples e ponderada.Ficha de trabalho nº22   média aritmetica simples e ponderada.
Ficha de trabalho nº22 média aritmetica simples e ponderada.
 
Teste modulo 4 economia- 12-13
Teste modulo 4   economia- 12-13Teste modulo 4   economia- 12-13
Teste modulo 4 economia- 12-13
 
Ficha de avaliação b2 unidade b
Ficha de avaliação b2  unidade bFicha de avaliação b2  unidade b
Ficha de avaliação b2 unidade b
 
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentar
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentarFicha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentar
Ficha de trabalho nº 4(17 18)- higiene alimentar
 

Semelhante a Empilhador segurança

TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.ppt
TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.pptTREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.ppt
TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.pptHelitonCosta2
 
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRA
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRAFORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRA
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRARenatoMartins493423
 
Transparencia operador empilhadeira
Transparencia operador empilhadeiraTransparencia operador empilhadeira
Transparencia operador empilhadeiraMrcioSouto3
 
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptx
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptxSegurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptx
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptxsesmtkapazi
 
Treinamento Paleteira.pptx................
Treinamento Paleteira.pptx................Treinamento Paleteira.pptx................
Treinamento Paleteira.pptx................AndersonChristianEuf
 
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.ppt
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.pptTREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.ppt
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.pptAndrLuiz939494
 
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargasPelo Siro
 
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargasPelo Siro
 
Cuidados Oper Grua -59
Cuidados Oper Grua -59Cuidados Oper Grua -59
Cuidados Oper Grua -59slideadg
 
Cuidados Oper Grua -58
Cuidados Oper Grua -58Cuidados Oper Grua -58
Cuidados Oper Grua -58slideadg
 
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdf
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdfTREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdf
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdfssuser22319e
 
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdf
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdfTreinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdf
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdfJoseRicardoSimieli
 
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdf
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdfnr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdf
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdfAndrerlRabelodeSique
 
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.ppt
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.pptPá carregadeira slide treinamento e apresentação.ppt
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.pptCristianodoCarmodeOl
 
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).ppt
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).pptnr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).ppt
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).pptFernandoAndradeDePau1
 

Semelhante a Empilhador segurança (20)

TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.ppt
TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.pptTREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.ppt
TREINAMENTO SEGURANÇA EMPILHADEIRA JP ENGENHARIA.ppt
 
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRA
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRAFORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRA
FORMAÇÃO PARA OPERADORES DE EMPILHADEIRA, TRANSPALETEIRA
 
Sbm empilhadeiras
Sbm empilhadeirasSbm empilhadeiras
Sbm empilhadeiras
 
Transparencia operador empilhadeira
Transparencia operador empilhadeiraTransparencia operador empilhadeira
Transparencia operador empilhadeira
 
IS Stacker.pdf
IS Stacker.pdfIS Stacker.pdf
IS Stacker.pdf
 
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptx
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptxSegurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptx
Segurança do Trabalho NR 11 Empilhadeira.pptx123.pptx
 
Treinamento Paleteira.pptx................
Treinamento Paleteira.pptx................Treinamento Paleteira.pptx................
Treinamento Paleteira.pptx................
 
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.ppt
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.pptTREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.ppt
TREINAMENTO EMPILHADEIRA MA - OK.ppt
 
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
 
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
1188861283 seguranca no_trabalho-movimentacao_de_cargas
 
Cuidados Oper Grua -59
Cuidados Oper Grua -59Cuidados Oper Grua -59
Cuidados Oper Grua -59
 
Cuidados Oper Grua -58
Cuidados Oper Grua -58Cuidados Oper Grua -58
Cuidados Oper Grua -58
 
MOD 04).pptx
 MOD 04).pptx MOD 04).pptx
MOD 04).pptx
 
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdf
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdfTREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdf
TREINAMENTO-DE-EMPILHADEIRA-TWE.pdf
 
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdf
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdfTreinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdf
Treinamento para Atividade com Paleteira Manual.pdf.pdf
 
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdf
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdfnr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdf
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores.pdf
 
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.ppt
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.pptPá carregadeira slide treinamento e apresentação.ppt
Pá carregadeira slide treinamento e apresentação.ppt
 
Pá carregadeira slide.ppt
Pá carregadeira slide.pptPá carregadeira slide.ppt
Pá carregadeira slide.ppt
 
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).ppt
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).pptnr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).ppt
nr12_trein_pa-carregadeira-e-tratores (1).ppt
 
06 operaodeempilhadeira
06  operaodeempilhadeira06  operaodeempilhadeira
06 operaodeempilhadeira
 

Mais de Leonor Alves

Ficha de trabalho cpv- m7
Ficha de trabalho   cpv- m7Ficha de trabalho   cpv- m7
Ficha de trabalho cpv- m7Leonor Alves
 
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principal
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principalAulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principal
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principalLeonor Alves
 
Ficha de trabalho m8- cv - atendimento
Ficha de trabalho m8- cv  -  atendimentoFicha de trabalho m8- cv  -  atendimento
Ficha de trabalho m8- cv - atendimentoLeonor Alves
 
As 7 etapas do processo de vendas
As 7 etapas do processo de vendasAs 7 etapas do processo de vendas
As 7 etapas do processo de vendasLeonor Alves
 
Comida tipica portuguesa
Comida tipica portuguesaComida tipica portuguesa
Comida tipica portuguesaLeonor Alves
 
Dia da europa 2018
Dia da europa 2018Dia da europa 2018
Dia da europa 2018Leonor Alves
 
20 perguntas de sociologia
20 perguntas de sociologia20 perguntas de sociologia
20 perguntas de sociologiaLeonor Alves
 
Manual de primeiros socorros
Manual de primeiros socorrosManual de primeiros socorros
Manual de primeiros socorrosLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº 1 técnicas de distribuição -Equipamentos
Ficha de trabalho nº 1   técnicas de distribuição -EquipamentosFicha de trabalho nº 1   técnicas de distribuição -Equipamentos
Ficha de trabalho nº 1 técnicas de distribuição -EquipamentosLeonor Alves
 
Artefacto 2 aprendizagem cooperativa e colaborativa
Artefacto 2  aprendizagem cooperativa e colaborativaArtefacto 2  aprendizagem cooperativa e colaborativa
Artefacto 2 aprendizagem cooperativa e colaborativaLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsu
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsuFicha de trabalho nº46 spv-destino dos rsu
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsuLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambiente
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambienteFicha de trabalho nº46 spv-agencia do ambiente
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambienteLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuos
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuosFicha de trabalho nº44 spv-gestão de residuos
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuosLeonor Alves
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoLeonor Alves
 
Como colocar postagens no blog
Como colocar postagens no blogComo colocar postagens no blog
Como colocar postagens no blogLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº40 spv-grelha de reclamação
Ficha de trabalho nº40  spv-grelha de reclamaçãoFicha de trabalho nº40  spv-grelha de reclamação
Ficha de trabalho nº40 spv-grelha de reclamaçãoLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº39 spv-gestão de reclamações
Ficha de trabalho nº39  spv-gestão de reclamaçõesFicha de trabalho nº39  spv-gestão de reclamações
Ficha de trabalho nº39 spv-gestão de reclamaçõesLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº38 spv-elementos do serviço ao cliente
Ficha de trabalho nº38  spv-elementos do serviço ao clienteFicha de trabalho nº38  spv-elementos do serviço ao cliente
Ficha de trabalho nº38 spv-elementos do serviço ao clienteLeonor Alves
 

Mais de Leonor Alves (20)

Ficha de trabalho cpv- m7
Ficha de trabalho   cpv- m7Ficha de trabalho   cpv- m7
Ficha de trabalho cpv- m7
 
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principal
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principalAulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principal
Aulas previstas totais ano letivo 18 19 (2) - principal
 
Ficha de trabalho m8- cv - atendimento
Ficha de trabalho m8- cv  -  atendimentoFicha de trabalho m8- cv  -  atendimento
Ficha de trabalho m8- cv - atendimento
 
As 7 etapas do processo de vendas
As 7 etapas do processo de vendasAs 7 etapas do processo de vendas
As 7 etapas do processo de vendas
 
Soc
SocSoc
Soc
 
Comida tipica portuguesa
Comida tipica portuguesaComida tipica portuguesa
Comida tipica portuguesa
 
Dia da europa 2018
Dia da europa 2018Dia da europa 2018
Dia da europa 2018
 
20 perguntas de sociologia
20 perguntas de sociologia20 perguntas de sociologia
20 perguntas de sociologia
 
Manual de primeiros socorros
Manual de primeiros socorrosManual de primeiros socorros
Manual de primeiros socorros
 
Ficha de trabalho nº 1 técnicas de distribuição -Equipamentos
Ficha de trabalho nº 1   técnicas de distribuição -EquipamentosFicha de trabalho nº 1   técnicas de distribuição -Equipamentos
Ficha de trabalho nº 1 técnicas de distribuição -Equipamentos
 
Artefacto 2 aprendizagem cooperativa e colaborativa
Artefacto 2  aprendizagem cooperativa e colaborativaArtefacto 2  aprendizagem cooperativa e colaborativa
Artefacto 2 aprendizagem cooperativa e colaborativa
 
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsu
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsuFicha de trabalho nº46 spv-destino dos rsu
Ficha de trabalho nº46 spv-destino dos rsu
 
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambiente
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambienteFicha de trabalho nº46 spv-agencia do ambiente
Ficha de trabalho nº46 spv-agencia do ambiente
 
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuos
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuosFicha de trabalho nº44 spv-gestão de residuos
Ficha de trabalho nº44 spv-gestão de residuos
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escrito
 
Como colocar postagens no blog
Como colocar postagens no blogComo colocar postagens no blog
Como colocar postagens no blog
 
Workshop convite
Workshop conviteWorkshop convite
Workshop convite
 
Ficha de trabalho nº40 spv-grelha de reclamação
Ficha de trabalho nº40  spv-grelha de reclamaçãoFicha de trabalho nº40  spv-grelha de reclamação
Ficha de trabalho nº40 spv-grelha de reclamação
 
Ficha de trabalho nº39 spv-gestão de reclamações
Ficha de trabalho nº39  spv-gestão de reclamaçõesFicha de trabalho nº39  spv-gestão de reclamações
Ficha de trabalho nº39 spv-gestão de reclamações
 
Ficha de trabalho nº38 spv-elementos do serviço ao cliente
Ficha de trabalho nº38  spv-elementos do serviço ao clienteFicha de trabalho nº38  spv-elementos do serviço ao cliente
Ficha de trabalho nº38 spv-elementos do serviço ao cliente
 

Último

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 

Último (20)

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 

Empilhador segurança

  • 1. ANO LETIVO 2017/2018 CURSO CEF TURMA: CEF 2º ano Técncias de Distribuição Ficha de trabalho nº2- Utilização do empilhador Aluno: Nº Prof: Classificação: UFCD-6213 - Condução e manobra de equipamentos de carga e descarga A fazer: Elaborar um trabalho de grupo : mínimo 2 pessoas máximo 4 e elaborar uma apresentação para mostrar, posteriormente á turma. Poderão utilizar as tecnologias digitais que preferirem e não é aceitável um projecto em papel. Utilização do Empilhador Perigos/Riscos:  Queda e choque com objectos e Queda de objectos sobre os pés;  Quedas dos operadores ao mesmo nível;  Atropelamento e/ou Esmagamento;  Desrespeito pelos princípios ergonómicos;  Entalamento;  Reviramento (capotamento);  Incêndio ou explosão. Medidas de Prevenção Aconselhadas: Para apanhar uma carga  Aproxime-se perpendicularmente ao centro da carga e desloque o empilhador de um modo rectilíneo, com os garfos nivelados em posição paralela ao chão;  Avance para a frente, devagar, até que a carga esteja apoiada na grade de protecção da porta garfos;  Levante a carga a uma altura de cerca de 15 cm do chão, de modo a passar por cima do que estiver por baixo dela;  Olhe por cima dos dois ombros e verifique se pode recuar com a carga. Recue com a carga cerca de 30 cm e incline o mastro o máximo possível para trás, de modo a estabilizar a carga;  Transporte a carga com o mastro inclinado para trás e mantendo os garfos baixos, a cerca de 15 cm do chão. Nunca eleve a carga mais do que o necessário. Para baixar uma carga  Posicione o empilhador em frente do local previsto para a descarga;  Eleve a carga até à altura necessária, mantendo o empilhador travado e o mastro inclinado para trás. Nunca elevar a carga com o mastro inclinado para a frente;  Avance com o empilhador até que a carga se posicione sobre o local de descarga; Prof: Leonor Alves 1
  • 2.  Incline o mastro até que os garfos se encontrem em posição horizontal e colocar a carga no local, baixando os garfos. Quando recuar, incline levemente os garfos para a frente, de modo a que estes não fiquem enganchados na carga;  Olhe por cima dos ombros e recuar o empilhador, até que os garfos fiquem livres da carga;  Caso pretenda retirar uma carga de uma posição elevada para uma posição baixa, efectue as mesmas operações, considerando agora a ordem inversa . No posto de condução  Os condutores, devem manter o seu corpo dentro dos limites de segurança do posto de condução e nunca devem deslocar para fora desses limites as mãos, os pés ou outras partes do corpo;  O cinto de segurança, deve ser utilizado em qualquer situação;  Manter os pés e as mãos afastados do conjunto do mastro. Na imobilização do empilhador  Estacione o empilhador em locais com piso horizontal e com os garfos apoiados no chão;  Aplique o travão de mão e os comandos em ponto neutro;  A chave de ignição deve ser desligada e retirada do canhão, para evitar o uso não autorizado do empilhador. Posição das cargas nas plataformas de apoio ou nas paletes  Utilize sempre plataformas de apoio ou paletes de dimensões adequadas às cargas a movimentar;  Verifique o estado e a capacidade de carga das plataformas de apoio da carga e das paletes;  As cargas devem ser dispostas sobre as plataformas de apoio ou sobre as paletes, de modo a permitirem um manuseamento estável e em segurança. Essas cargas nunca devem ser colocadas de forma solta, nas plataformas de apoio nem nas paletes;  As cargas devem ser posicionadas de um modo uniforme sobre as plataformas de apoio ou sobre as paletes, de modo a conseguir-se um equilí-brio adequado ao empilhador durante a sua movimentação;  Antes de manusear uma carga, verifique se o afastamento dos garfos é o maior que a plataforma de carga ou a palete admitem. A estabilidade da carga é tanto maior quanto maior for o espaçamento entre garfos;  Quando se elevar cargas em altura, deve certificar-se que não existem elementos soltos da carga, e que possam cair. Utilizar sempre a grade de protecção do porta garfos. Regras essenciais a cumprir no transporte de cargas  Mantenha sempre o empilhador sob controlo completo;  Verifique se não existe ninguém à sua volta, antes de colocar o empilhador em funcionamento;  Não abuse da velocidade e não efectue manobras excessivas, tais como mudanças bruscas de direcção e viragens de raio apertado;  Arranque e pare o empilhador de um modo lento e gradual;  Diminua a velocidade em pisos escorregadios. Evite passar com o empilhador por cima de pisos com água ou com óleo; Prof: Leonor Alves 2
  • 3.  Diminua a velocidade e previna a sua passagem através da buzina, em locais de pouca visibilidade, nos cruzamentos e locais de movimentação conjunta de peões;  Quando houver necessidade de circular com os garfos mais levantados, deve assegurar-se, previamente, que não existem obstruções à passagem da carga;  Não passe por cima de objectos soltos;  Deve dar-se uma atenção especial às distâncias com as paredes laterais, principalmente quando se transporta uma carga larga, superior à largura útil de carga do empilhador;  Preste especial atenção ao movimento da parte traseira do empilhador, nas passagens estreitas e nos locais estreitos, bem como ao dobrar as esquinas, já que, sendo as rodas traseiras a dirigir o empilhador, o extremo posterior descreve um círculo mais largo ao fazer uma curva;  Quando a carga for demasiado volumosa e impedir a normal visibilidade para a frente do empilhador, deve conduzir-se em marcha atrás;  Quando se circular juntamente com outros veículos, no mesmo circuito de movimentação, deve manter-se sempre uma distância segura aos veículos que circularem à frente; No transporte e elevação de pessoas  Não devem ser transportadas outras pessoas no empilhador, já que não existem lugares seguros para o transporte de outras pessoas neste equipamento, para além do posto de condução do condutor;  Não use o empilhador para elevar pessoas nos garfos ou em paletes. Sempre que for necessário elevar pessoas com o empilhador, devem ser usadas plataformas especiais de elevação, devidamente certificadas para o efeito. Medidas de segurança no carregamento de baterias ou abastecimento  Não fume, ou faça fogo, na proximidade das baterias ou do depósito de combustível;  Desligue sempre o motor;  Em caso de derrame de combustível, proceder à limpeza. Fonte : http://www.b2b.com.pt/img/manual-de-prevencao.pdf Prof: Leonor Alves 3