SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução dos Osteichthyes
Prof.: Joaquim Buchaim
Acadêmicos: Katlin Fernandes
Samara Jung
Evolução dos Osteichthyes
• Origens e relações filogenéticas;
• Divisão dos osteichthyes;
• Evolução dos peixes ósseos;
• Divertículo esofágico: pulmões e bexiga
natatória;
• Evolução para o meio terrestre.
Evolução dos Osteichthyes
Evolução dos Osteichthyes
Acanthodii: Provável grupo irmão dos
peixes ósseos modernos
Justificado por
três
sinapomorfias:
estruturas
branquiais livres
do septo
interbranquial;
presença de
opérculo ósseo e
de raios
branquiostegais
Osteichthyes
Actinopterygii: peixes com nadadeiras raiadas
Sacopterygii: peixes com nadadeiras lobadas
Evolução dos osteichthyes
Osteichthyes: origens e relações
filogenéticas
• Actinopterygii: elementos basais das nadadeiras
peitorais alargados, raios medianos das nadadeiras
articulam-se com elementos esqueléticos que não
penetram na nadadeira, o maior grupo de vertebrados
viventes, os Teleósteos origina-se dos Actinopterygii;
• Sarcopterygii: elementos únicos para suporte das
nadadeiras no esqueleto da cintura pélvica e escapular,
nadadeiras lobadas com músculos a partir dos quais
derivou o membro dos tetrapodas;
• Origem dos tetrapodas: quatro patas caracterizadas
por um único osso na porção proximal e dois ossos na
porção distal.
Evolução dos peixes ósseos
Características comuns
Possuem ossos dérmicos e divertículo esofágico.
A presença de osso não é uma característica
exclusiva dos Osteichthyes, pois os Agnata, os
Placodermi e Acanthodi possuem.
A ausência de ossos em Chondricththyes é uma
condição derivada (esqueleto ósseo substituído
por cartilaginoso)
Evolução dos peixes ósseos
• Chave da evolução: especialização dos
mecanismos de alimentação;
• Aumento da mobilidade dos ossos do crânio;
• Aumento da mobilidade dos ossos da maxila;
Evolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyes
Especialização dos mecanismos de
alimentação
• Especializações na locomoção;
• Habitats
• Comportamentos
• Hábitos de vida
Evolução dos peixes ósseos
• Divertículo esofágico: evaginação do trato
digestivo embrionário, impermeável à difusão de
gases que dá origem ao pulmão ou bexiga
natatória;
• O divertículo esofágico é capaz de regular a
flutuabilidade ou de funcionar como um pulmão
– inovação evolutiva que possibilitou a
colonização do ambiente terrestre;
• Pulmões são um caráter ancestral dos peixes
ósseos e seus descendentes tetrápodes.
Divertículo esofágico
• O desenvolvimento do divertículo reflete as
mudanças que ocorreram durante a evolução
dos peixes ósseos:
Pulmão primitivo: divertículo ventral, com
ligação ventral, divertículo ainda presente em
peixes pulmonados da América do Sul e África
e nos tetrapodes.
Problema para os peixes que nadavam
ativamente: mais pesado na parte superior
Pulmão primitivo
• Solução para o problema de instabilidade:
pulmão dorsal com ligação ventral. Divertículo
ainda presente no peixe pulmonado
australiano
• Pulmão dorsal com ligação dorsal em
Teleosteos primitivos (pirarucu, enguias,
manjubas, salmões, carpas) ainda mantém a
conexão (ducto pneumático)
Fisóstomos (physa: vesícula; stoma:boca)
Fisóclisto (physa: vesícula; clystere: fechado)
Funcionamento da bexiga natatória
Funcionamento da bexiga natatória
O peixe ajusta sua densidade em
diferentes profundidades
Nadando para a superfície: tendência a submergir
(densidade do peixe > que densidade da água)
O peixe ajusta sua densidade em
diferentes profundidades
Flutuabilidade neutra
(densidade do peixe = densidade da água)
O peixe ajusta sua densidade em
diferentes profundidades
Nadando para o fundo
(densidade do peixe > que densidade da água)
O peixe ajusta sua densidade em
diferentes profundidades
Flutuabilidade neutra
Densidade do peixe = densidade da água
A evolução para o meio terrestre
As nadadeiras
lobadas têm
grande
homologia
com as patas dos
primeiros
tetrápodes.
Provavelmente
no passado,
peixes primitivos
utilizaram as
nadadeiras
lobadas para
transitar do meio
aquático para o
meio terrestre.
Referências
Evolução dos Osteichthyes: Zoologia. Disponível em
<http://www.ibb.unesp.br/Home/Departamentos/Zoologia/VirginiaSanchesUieda/4_t
eoria.pdf> acessado em 30 de março de 2014
Osteicties: Planeta Bio. Disponível em <http://planetabio.com/cordadosI.html>
acessado em 30 de março de 2014
Sistema esquelético: Animallia III. Disponível em
<http://www.ufpa.br/lobio/AulasAnimaliaIIeIIIpdf/AnimaliaIII/Sistema%20Esqueletico.
pdf> acessado em 30 de março de 2014
Filogenia e chordata: Aula de zoologia. Disponível em
<http://www.uff.br/biodiversidade/images/stories/Zoologia/Aula_1._Revisao_-
_Sist_Filogenetica_e_Chordata.pdf> acessado em 30 de março de 2014
Vertebrados. Disponível em
<http://midia.atp.usp.br/impressos/lic/modulo03/vertebrados_PLC0024/Vertebrados
_top03.pdf> acessado em 30 de março de 2014
Vertebrados. Disponível em
<http://portal.virtual.ufpb.br/biologia/novo_site/Biblioteca/Livro_4/4-
Vetebrados.pdf> acessado em 30 de março de 2014

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filo dos cordados
Filo dos cordadosFilo dos cordados
Filo dos cordados
Iuri Fretta Wiggers
 
Apresentação slides sobre os peixes
Apresentação slides sobre os peixes Apresentação slides sobre os peixes
Apresentação slides sobre os peixes
Michelle2789
 
Filo Mollusca
Filo MolluscaFilo Mollusca
Filo Mollusca
Lucas Castro
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
Teresa Cristina
 
Moluscos - Biologia
Moluscos - BiologiaMoluscos - Biologia
Moluscos - Biologia
Bruna M
 
Anelídios
AnelídiosAnelídios
Anelídios
Robson Oliveira
 
2EM #16 Amniotas: répteis
2EM #16 Amniotas: répteis2EM #16 Amniotas: répteis
2EM #16 Amniotas: répteis
Professô Kyoshi
 
Osteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: ActinopterygiiOsteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: Actinopterygii
Guellity Marcel
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Trabalho biologia peixes ósseos
Trabalho biologia   peixes ósseosTrabalho biologia   peixes ósseos
Trabalho biologia peixes ósseos
Salada Frutas
 
IV.3 Répteis
IV.3 RépteisIV.3 Répteis
IV.3 Répteis
Rebeca Vale
 
Cnidários
CnidáriosCnidários
Cnidários
Jocimar Araujo
 
Slide dos artrópodes
Slide dos artrópodesSlide dos artrópodes
Slide dos artrópodes
Seleste Mendes Pereira
 
Evolução dos peixes
Evolução dos peixesEvolução dos peixes
Evolução dos peixes
Filho João Evangelista
 
Equinodermos
EquinodermosEquinodermos
Equinodermos
Diana Rocha Monteiro
 
Mamíferos
Mamíferos  Mamíferos
Mamíferos
Clézio Nunes
 
Reino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferosReino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferos
Carolina Suisso
 
Biologia - Equinodermos
Biologia - EquinodermosBiologia - Equinodermos
Biologia - Equinodermos
Killer Max
 
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. RosaliaAula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Rosalia Azambuja
 
Aves
AvesAves
Aves
DeaaSouza
 

Mais procurados (20)

Filo dos cordados
Filo dos cordadosFilo dos cordados
Filo dos cordados
 
Apresentação slides sobre os peixes
Apresentação slides sobre os peixes Apresentação slides sobre os peixes
Apresentação slides sobre os peixes
 
Filo Mollusca
Filo MolluscaFilo Mollusca
Filo Mollusca
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Moluscos - Biologia
Moluscos - BiologiaMoluscos - Biologia
Moluscos - Biologia
 
Anelídios
AnelídiosAnelídios
Anelídios
 
2EM #16 Amniotas: répteis
2EM #16 Amniotas: répteis2EM #16 Amniotas: répteis
2EM #16 Amniotas: répteis
 
Osteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: ActinopterygiiOsteichthyes: Actinopterygii
Osteichthyes: Actinopterygii
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Trabalho biologia peixes ósseos
Trabalho biologia   peixes ósseosTrabalho biologia   peixes ósseos
Trabalho biologia peixes ósseos
 
IV.3 Répteis
IV.3 RépteisIV.3 Répteis
IV.3 Répteis
 
Cnidários
CnidáriosCnidários
Cnidários
 
Slide dos artrópodes
Slide dos artrópodesSlide dos artrópodes
Slide dos artrópodes
 
Evolução dos peixes
Evolução dos peixesEvolução dos peixes
Evolução dos peixes
 
Equinodermos
EquinodermosEquinodermos
Equinodermos
 
Mamíferos
Mamíferos  Mamíferos
Mamíferos
 
Reino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferosReino animal 1 poriferos
Reino animal 1 poriferos
 
Biologia - Equinodermos
Biologia - EquinodermosBiologia - Equinodermos
Biologia - Equinodermos
 
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. RosaliaAula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
 
Aves
AvesAves
Aves
 

Destaque

Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Peixes osteíctes (osteichthyes)   completoPeixes osteíctes (osteichthyes)   completo
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Sid Siqueira
 
Peixes
PeixesPeixes
Trabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia peixesTrabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia peixes
Ajudar Pessoas
 
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
Ana Maciel
 
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
Professô Kyoshi
 
Clase actinopterygii
Clase actinopterygiiClase actinopterygii
O peixe e a peixinha
O peixe e a peixinhaO peixe e a peixinha
O peixe e a peixinha
Mensagens Virtuais
 
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
ivanildofelix
 
Pesqueiros 2010
Pesqueiros 2010Pesqueiros 2010
Pesqueiros 2010
nilson1605
 
Ao ouvirmos a história
Ao ouvirmos a históriaAo ouvirmos a história
Ao ouvirmos a história
maria leite
 
17000262723001
1700026272300117000262723001
17000262723001
souzaer1327
 
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - finalCbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Sistema Ambiental Paulista
 
Poster Ideas
Poster IdeasPoster Ideas
Poster Ideas
lauraandamy
 
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticasIV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
Sistema Ambiental Paulista
 
Chondrichthyes e osteichthyes
Chondrichthyes e osteichthyesChondrichthyes e osteichthyes
Chondrichthyes e osteichthyes
paulogrillo
 
2EM #14 Evolução dos peixes
2EM #14 Evolução dos peixes2EM #14 Evolução dos peixes
2EM #14 Evolução dos peixes
Professô Kyoshi
 
EIA - IGAPO - UFOPA
EIA - IGAPO - UFOPAEIA - IGAPO - UFOPA
EIA - IGAPO - UFOPA
Marcelo Feitosa
 
Chondrichthyes
ChondrichthyesChondrichthyes
Chondrichthyes
edu_bessa
 
Recomenda es jos augusto senhorini ictiofauna
Recomenda es jos augusto senhorini   ictiofaunaRecomenda es jos augusto senhorini   ictiofauna
Recomenda es jos augusto senhorini ictiofauna
AMCanastra
 
Peixes
PeixesPeixes

Destaque (20)

Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
Peixes osteíctes (osteichthyes)   completoPeixes osteíctes (osteichthyes)   completo
Peixes osteíctes (osteichthyes) completo
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Trabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia peixesTrabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia peixes
 
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
BIOLOGIA: Os peixes (COMPLETO)
 
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
2EM #21 Anfíbios: tetrapoda (2016)
 
Clase actinopterygii
Clase actinopterygiiClase actinopterygii
Clase actinopterygii
 
O peixe e a peixinha
O peixe e a peixinhaO peixe e a peixinha
O peixe e a peixinha
 
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
Caracterização da comercialização de pescado em feira livre no município de t...
 
Pesqueiros 2010
Pesqueiros 2010Pesqueiros 2010
Pesqueiros 2010
 
Ao ouvirmos a história
Ao ouvirmos a históriaAo ouvirmos a história
Ao ouvirmos a história
 
17000262723001
1700026272300117000262723001
17000262723001
 
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - finalCbm alves   gestão de bacias  velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
Cbm alves gestão de bacias velhas & sf (são paulo - nov-2012) - final
 
Poster Ideas
Poster IdeasPoster Ideas
Poster Ideas
 
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticasIV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
IV EPBio - Efeitos da simplificação dos habitats sobre as comunidades aquáticas
 
Chondrichthyes e osteichthyes
Chondrichthyes e osteichthyesChondrichthyes e osteichthyes
Chondrichthyes e osteichthyes
 
2EM #14 Evolução dos peixes
2EM #14 Evolução dos peixes2EM #14 Evolução dos peixes
2EM #14 Evolução dos peixes
 
EIA - IGAPO - UFOPA
EIA - IGAPO - UFOPAEIA - IGAPO - UFOPA
EIA - IGAPO - UFOPA
 
Chondrichthyes
ChondrichthyesChondrichthyes
Chondrichthyes
 
Recomenda es jos augusto senhorini ictiofauna
Recomenda es jos augusto senhorini   ictiofaunaRecomenda es jos augusto senhorini   ictiofauna
Recomenda es jos augusto senhorini ictiofauna
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 

Semelhante a Evolução dos osteichthyes

Peixes
PeixesPeixes
Peixes
Aline Melo
 
Trabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia   peixesTrabalho de biologia   peixes
Trabalho de biologia peixes
Ajudar Pessoas
 
Filo cordado
Filo cordadoFilo cordado
Filo cordado
Danie Gongui
 
Vertebrados peixes
Vertebrados peixesVertebrados peixes
Vertebrados peixes
Colégio Cardeal Arcoverde
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
FERNANDACAROLINEPONT
 
Peixes
PeixesPeixes
Vertebrados
VertebradosVertebrados
Vertebrados
mayra
 
Peixe
PeixePeixe
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
URCA
 
Peixes
PeixesPeixes
Sustentação e locomoção nos vertebrados
Sustentação e locomoção nos vertebrados  Sustentação e locomoção nos vertebrados
Sustentação e locomoção nos vertebrados
Luís Filipe Marinho
 
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.pptslides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
Nuno Melo
 
Filo chordata
Filo chordataFilo chordata
Filo chordata
Igor Vasconcelos
 
Biologia peixes
Biologia   peixesBiologia   peixes
Biologia peixes
Sarah Fernandes Mendonça
 
Apostila dos cordados
Apostila dos cordadosApostila dos cordados
Apostila dos cordados
Sheila Vieira
 
Evolução e filogenia do sistema digestivo
Evolução e filogenia do sistema digestivoEvolução e filogenia do sistema digestivo
Evolução e filogenia do sistema digestivo
Francisco Andrade
 
Vertebrados
VertebradosVertebrados
Nadadeiras hidrodinamica
Nadadeiras hidrodinamicaNadadeiras hidrodinamica
Nadadeiras hidrodinamica
Claudio Neri
 
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).pptPEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
Daniela Cristina
 

Semelhante a Evolução dos osteichthyes (20)

Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Trabalho de biologia peixes
Trabalho de biologia   peixesTrabalho de biologia   peixes
Trabalho de biologia peixes
 
Filo cordado
Filo cordadoFilo cordado
Filo cordado
 
Vertebrados peixes
Vertebrados peixesVertebrados peixes
Vertebrados peixes
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Vertebrados
VertebradosVertebrados
Vertebrados
 
Peixe
PeixePeixe
Peixe
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
Sustentação e locomoção nos vertebrados
Sustentação e locomoção nos vertebrados  Sustentação e locomoção nos vertebrados
Sustentação e locomoção nos vertebrados
 
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.pptslides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
slides da ufra - zoologia Ctenophora.ppt
 
Filo chordata
Filo chordataFilo chordata
Filo chordata
 
Biologia peixes
Biologia   peixesBiologia   peixes
Biologia peixes
 
Apostila dos cordados
Apostila dos cordadosApostila dos cordados
Apostila dos cordados
 
Evolução e filogenia do sistema digestivo
Evolução e filogenia do sistema digestivoEvolução e filogenia do sistema digestivo
Evolução e filogenia do sistema digestivo
 
Vertebrados
VertebradosVertebrados
Vertebrados
 
Nadadeiras hidrodinamica
Nadadeiras hidrodinamicaNadadeiras hidrodinamica
Nadadeiras hidrodinamica
 
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).pptPEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
PEIXES CARTILAGINOSOS (2).ppt
 

Mais de Katlin Camila Fernandes

Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e ModaEstatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Katlin Camila Fernandes
 
Evolução e ecologia de anfíbios
Evolução e ecologia de anfíbiosEvolução e ecologia de anfíbios
Evolução e ecologia de anfíbios
Katlin Camila Fernandes
 
Inventários Biológicos
Inventários BiológicosInventários Biológicos
Inventários Biológicos
Katlin Camila Fernandes
 
Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
Katlin Camila Fernandes
 
Mimetismo em anuros
Mimetismo em anurosMimetismo em anuros
Mimetismo em anuros
Katlin Camila Fernandes
 
A cultura do slowdown
A cultura do slowdownA cultura do slowdown
A cultura do slowdown
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário bivalves
Seminário bivalvesSeminário bivalves
Seminário bivalves
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário malária
Seminário maláriaSeminário malária
Seminário malária
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário platelmintos
Seminário platelmintosSeminário platelmintos
Seminário platelmintos
Katlin Camila Fernandes
 

Mais de Katlin Camila Fernandes (9)

Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e ModaEstatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
 
Evolução e ecologia de anfíbios
Evolução e ecologia de anfíbiosEvolução e ecologia de anfíbios
Evolução e ecologia de anfíbios
 
Inventários Biológicos
Inventários BiológicosInventários Biológicos
Inventários Biológicos
 
Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
 
Mimetismo em anuros
Mimetismo em anurosMimetismo em anuros
Mimetismo em anuros
 
A cultura do slowdown
A cultura do slowdownA cultura do slowdown
A cultura do slowdown
 
Seminário bivalves
Seminário bivalvesSeminário bivalves
Seminário bivalves
 
Seminário malária
Seminário maláriaSeminário malária
Seminário malária
 
Seminário platelmintos
Seminário platelmintosSeminário platelmintos
Seminário platelmintos
 

Evolução dos osteichthyes

  • 1. Evolução dos Osteichthyes Prof.: Joaquim Buchaim Acadêmicos: Katlin Fernandes Samara Jung
  • 2. Evolução dos Osteichthyes • Origens e relações filogenéticas; • Divisão dos osteichthyes; • Evolução dos peixes ósseos; • Divertículo esofágico: pulmões e bexiga natatória; • Evolução para o meio terrestre.
  • 5. Acanthodii: Provável grupo irmão dos peixes ósseos modernos Justificado por três sinapomorfias: estruturas branquiais livres do septo interbranquial; presença de opérculo ósseo e de raios branquiostegais
  • 6. Osteichthyes Actinopterygii: peixes com nadadeiras raiadas Sacopterygii: peixes com nadadeiras lobadas
  • 8. Osteichthyes: origens e relações filogenéticas • Actinopterygii: elementos basais das nadadeiras peitorais alargados, raios medianos das nadadeiras articulam-se com elementos esqueléticos que não penetram na nadadeira, o maior grupo de vertebrados viventes, os Teleósteos origina-se dos Actinopterygii; • Sarcopterygii: elementos únicos para suporte das nadadeiras no esqueleto da cintura pélvica e escapular, nadadeiras lobadas com músculos a partir dos quais derivou o membro dos tetrapodas; • Origem dos tetrapodas: quatro patas caracterizadas por um único osso na porção proximal e dois ossos na porção distal.
  • 9. Evolução dos peixes ósseos Características comuns Possuem ossos dérmicos e divertículo esofágico. A presença de osso não é uma característica exclusiva dos Osteichthyes, pois os Agnata, os Placodermi e Acanthodi possuem. A ausência de ossos em Chondricththyes é uma condição derivada (esqueleto ósseo substituído por cartilaginoso)
  • 10. Evolução dos peixes ósseos • Chave da evolução: especialização dos mecanismos de alimentação; • Aumento da mobilidade dos ossos do crânio; • Aumento da mobilidade dos ossos da maxila;
  • 14. Especialização dos mecanismos de alimentação • Especializações na locomoção; • Habitats • Comportamentos • Hábitos de vida
  • 15. Evolução dos peixes ósseos • Divertículo esofágico: evaginação do trato digestivo embrionário, impermeável à difusão de gases que dá origem ao pulmão ou bexiga natatória; • O divertículo esofágico é capaz de regular a flutuabilidade ou de funcionar como um pulmão – inovação evolutiva que possibilitou a colonização do ambiente terrestre; • Pulmões são um caráter ancestral dos peixes ósseos e seus descendentes tetrápodes.
  • 16. Divertículo esofágico • O desenvolvimento do divertículo reflete as mudanças que ocorreram durante a evolução dos peixes ósseos: Pulmão primitivo: divertículo ventral, com ligação ventral, divertículo ainda presente em peixes pulmonados da América do Sul e África e nos tetrapodes. Problema para os peixes que nadavam ativamente: mais pesado na parte superior
  • 17. Pulmão primitivo • Solução para o problema de instabilidade: pulmão dorsal com ligação ventral. Divertículo ainda presente no peixe pulmonado australiano • Pulmão dorsal com ligação dorsal em Teleosteos primitivos (pirarucu, enguias, manjubas, salmões, carpas) ainda mantém a conexão (ducto pneumático)
  • 18. Fisóstomos (physa: vesícula; stoma:boca) Fisóclisto (physa: vesícula; clystere: fechado)
  • 21. O peixe ajusta sua densidade em diferentes profundidades Nadando para a superfície: tendência a submergir (densidade do peixe > que densidade da água)
  • 22. O peixe ajusta sua densidade em diferentes profundidades Flutuabilidade neutra (densidade do peixe = densidade da água)
  • 23. O peixe ajusta sua densidade em diferentes profundidades Nadando para o fundo (densidade do peixe > que densidade da água)
  • 24. O peixe ajusta sua densidade em diferentes profundidades Flutuabilidade neutra Densidade do peixe = densidade da água
  • 25. A evolução para o meio terrestre
  • 26. As nadadeiras lobadas têm grande homologia com as patas dos primeiros tetrápodes. Provavelmente no passado, peixes primitivos utilizaram as nadadeiras lobadas para transitar do meio aquático para o meio terrestre.
  • 27. Referências Evolução dos Osteichthyes: Zoologia. Disponível em <http://www.ibb.unesp.br/Home/Departamentos/Zoologia/VirginiaSanchesUieda/4_t eoria.pdf> acessado em 30 de março de 2014 Osteicties: Planeta Bio. Disponível em <http://planetabio.com/cordadosI.html> acessado em 30 de março de 2014 Sistema esquelético: Animallia III. Disponível em <http://www.ufpa.br/lobio/AulasAnimaliaIIeIIIpdf/AnimaliaIII/Sistema%20Esqueletico. pdf> acessado em 30 de março de 2014 Filogenia e chordata: Aula de zoologia. Disponível em <http://www.uff.br/biodiversidade/images/stories/Zoologia/Aula_1._Revisao_- _Sist_Filogenetica_e_Chordata.pdf> acessado em 30 de março de 2014 Vertebrados. Disponível em <http://midia.atp.usp.br/impressos/lic/modulo03/vertebrados_PLC0024/Vertebrados _top03.pdf> acessado em 30 de março de 2014 Vertebrados. Disponível em <http://portal.virtual.ufpb.br/biologia/novo_site/Biblioteca/Livro_4/4- Vetebrados.pdf> acessado em 30 de março de 2014