SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução e Ecologia de Anfíbios
Acadêmica: Katlin Camila Fernandes
Origem dos Anfíbios
Tetrápodes e a conquista do ambiente terrestre
Principais adaptações ao ambiente
terrestre
• Alterações na caixa craniana e maxila – fusão
dos arcos branquiais;
• Pulmões – característica ancestral (bexiga
natatória);
• Membros modificados;
• Apêndices fortes com cintura;
Outras adaptações
• Perda das brânquias;
• Perda das nadadeiras dorsais;
• Pescoço para permitir os movimentos da
cabeça;
• Opérculo formando o tímpano;
• Pálpebras e membranas nictitantes;
• Glândulas orais para facilitar a digestão;
• Membranas embrionárias
Quais os problemas evolutivos que
os anfíbios não conseguiram
resolver no ambiente terrestre?
Tudo resolvido, temos pulmões, temos um
esqueleto que sustenta o corpo, temos
membros posteriores e inferiores, não temos
mais nadadeiras, sistemas circulatório, digestivo,
respiratório evoluíram...
Mas ainda não somos totalmente terrestres,
então o que nós somos?
Origem dos Anfíbios
Origem e Evolução dos Anfíbios
Batrachia ou Lissamphibia
Salientia ou Anura
Origem Monofilética
Vários Caracteres derivados
compartilhados
De todos os caracteres o principal é o
tegumento úmido
Diversidade das ordens atuais
Ordem Urodela ou Caudata
• Salamandras;
• Corpo alongado com patas;
• Locomoção por
movimentos ondulares;
• Terrestres e aquáticas:
adulto terrestre com larva
aquática, só terrestre ou só
aquática e cavernícola;
• Tamanhos variados,
habitam principalmente o
hemisfério norte;
• Pedomorfose
Ordem Urodela ou Caudata
• Reprodução:
espermatóforo;
• Corte: feromônios
Ordem Urodela ou Caudata
• Salamandra mexicana;
• Regeneração;
• Capacidade de recriar
várias partes do corpo,
várias vezes;
Ordem Gymnophiona (Cecílias)
• Ápoda – sem pés;
• Hábitos aquático,
escavadores e
terrestres;
• Locomoção por
movimentos
serpentiformes;
• Olhos;
• Um par de tentáculos
protáteis;
Ordem Gymnophiona
• Habitam regiões
tropicais;
• Possuem anéis que se
sobrepõe às vértebras,
e aos septos
miotomiais;
• Reprodução por
fecundação interna,
algumas espécies põe
ovos;
• Cuidado parental;
Ordem anura
Vamos começar com a pergunta mais ouvida
ultimamente...
Qual a diferença entre sapo, rã e perereca?
Ordem Anura
• É a ordem mais diversa de anfíbios;
• Variedade de tamanhos, cores, hábitos;
• Mecanismos de defesa;
• Importância ecológica e econômica;
Ordem Anura
• Anura – sem cauda;
• Sapos, rãs e pererecas;
• Alimentação: carnívoros;
• Hábitos: terrestres,
arborícolas, aquáticos,
cavador, bromelícola;
• Locomoção: adaptados
ao salto;
Ordem Anura
• Adaptação ao ambiente
terrestre: tegumento;
• Lissamphibia = pele lisa;
• Glândulas no
tegumento;
• Respiração cutãnea;
• Toxicidade;
Ordem Anura
• Alimentação;
• Digestão: tubo digestivo
completo e glândulas
anexas;
• Respiração;
• Circulação;
Ordem Anura
• Corte: vocalização
• Canto de corte;
• Canto territorial;
• Canto de reciprocidade;
• Canto de soltura;
• Canto de angustia
Ordem Anura
• Mais de 29 estratégias
reprodutivas!
• A maioria com fertilização
externa e desenvolvimento
indireto;
• Regiões Tropicais é
contínua;
• Ovos – podem ser postos
diretamente na água, em
plantas ou em ninhos
• Dimorfismo sexual;
• Cuidado parental;
Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
Bio
 
V.1 Plantas
V.1 PlantasV.1 Plantas
V.1 Plantas
Rebeca Vale
 
IV.4 aves
IV.4 avesIV.4 aves
IV.4 aves
Rebeca Vale
 
Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1
Henrique Zini
 
II.3 Reino Protoctista
II.3 Reino ProtoctistaII.3 Reino Protoctista
II.3 Reino Protoctista
Rebeca Vale
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
Rebeca Vale
 
Os Vertebrados
Os VertebradosOs Vertebrados
Os Vertebrados
empaul_harris
 
Répteis
RépteisRépteis
Répteis
Killer Max
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
Rebeca Vale
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animal
Professora Raquel
 
V.2 Briófitas e Pteridófitas
V.2 Briófitas e PteridófitasV.2 Briófitas e Pteridófitas
V.2 Briófitas e Pteridófitas
Rebeca Vale
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas
crisbassanimedeiros
 
Animais Invertebrados
Animais InvertebradosAnimais Invertebrados
Animais Invertebrados
Andrea Barreto
 
Classificação dos reinos
Classificação dos reinosClassificação dos reinos
Classificação dos reinos
emanuel
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
dibugiu
 
Introdução ao estudo da anatomia animal
Introdução ao estudo da anatomia animalIntrodução ao estudo da anatomia animal
Introdução ao estudo da anatomia animal
Caio Maximino
 
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
Professô Kyoshi
 
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e sementeV.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
Rebeca Vale
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
Killer Max
 

Mais procurados (20)

Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
 
V.1 Plantas
V.1 PlantasV.1 Plantas
V.1 Plantas
 
IV.4 aves
IV.4 avesIV.4 aves
IV.4 aves
 
Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1
 
II.3 Reino Protoctista
II.3 Reino ProtoctistaII.3 Reino Protoctista
II.3 Reino Protoctista
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
Os Vertebrados
Os VertebradosOs Vertebrados
Os Vertebrados
 
Répteis
RépteisRépteis
Répteis
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animal
 
V.2 Briófitas e Pteridófitas
V.2 Briófitas e PteridófitasV.2 Briófitas e Pteridófitas
V.2 Briófitas e Pteridófitas
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas
 
Animais Invertebrados
Animais InvertebradosAnimais Invertebrados
Animais Invertebrados
 
Classificação dos reinos
Classificação dos reinosClassificação dos reinos
Classificação dos reinos
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022Plano de aula 1º bimestre   biologia - 2º ano matutino - 2022
Plano de aula 1º bimestre biologia - 2º ano matutino - 2022
 
Introdução ao estudo da anatomia animal
Introdução ao estudo da anatomia animalIntrodução ao estudo da anatomia animal
Introdução ao estudo da anatomia animal
 
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
2EM #15 Tetrápodes: Anfíbios
 
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e sementeV.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 

Semelhante a Evolução e ecologia de anfíbios

Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
AleSclearuc
 
Tetrápodes
TetrápodesTetrápodes
Tetrápodes
Antonio Carlos
 
24376.pptx
24376.pptx24376.pptx
24376.pptx
REGIANNE3
 
Aula cordados
Aula cordadosAula cordados
Aula cordados
denilsonbio
 
Capítulo 09 - vertebrados II
Capítulo 09 - vertebrados IICapítulo 09 - vertebrados II
Capítulo 09 - vertebrados II
Igor Brant
 
3 cordados
3 cordados3 cordados
Apresentação mamíferos.pptx
Apresentação mamíferos.pptxApresentação mamíferos.pptx
Apresentação mamíferos.pptx
AnnaKellyNogueira1
 
Aves
AvesAves
Aves
Claudson
 
Classe das Aves
Classe das AvesClasse das Aves
Classe das Aves
Giulia Soares
 
Molusco
MoluscoMolusco
Molusco
Lua Veras
 
Mamiferos
MamiferosMamiferos
Mamiferos
DANY VIEIRA
 
Poríferos e cnidários
Poríferos e cnidáriosPoríferos e cnidários
Poríferos e cnidários
Professora Raquel
 
Aula 11 mamíferos evolução e caracteristicas gerais
Aula 11   mamíferos evolução e caracteristicas geraisAula 11   mamíferos evolução e caracteristicas gerais
Aula 11 mamíferos evolução e caracteristicas gerais
Hélio Dos Santos
 
Artropodes E.M.
Artropodes E.M.Artropodes E.M.
Artropodes E.M.
Carlos A Tristtao
 
Zoo introdução
Zoo introduçãoZoo introdução
Zoo introdução
Marcos Albuquerque
 
Zoo introdução
Zoo introduçãoZoo introdução
Zoo introdução
Marcos Albuquerque
 
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermosAnelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
amollaop
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
deisebdias
 
Aula cristiane filo molusco
Aula cristiane filo moluscoAula cristiane filo molusco
Aula cristiane filo molusco
Cristianer
 
Reotiles y Anfibios
Reotiles y AnfibiosReotiles y Anfibios
Reotiles y Anfibios
Wendel Emanuel
 

Semelhante a Evolução e ecologia de anfíbios (20)

Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Tetrápodes
TetrápodesTetrápodes
Tetrápodes
 
24376.pptx
24376.pptx24376.pptx
24376.pptx
 
Aula cordados
Aula cordadosAula cordados
Aula cordados
 
Capítulo 09 - vertebrados II
Capítulo 09 - vertebrados IICapítulo 09 - vertebrados II
Capítulo 09 - vertebrados II
 
3 cordados
3 cordados3 cordados
3 cordados
 
Apresentação mamíferos.pptx
Apresentação mamíferos.pptxApresentação mamíferos.pptx
Apresentação mamíferos.pptx
 
Aves
AvesAves
Aves
 
Classe das Aves
Classe das AvesClasse das Aves
Classe das Aves
 
Molusco
MoluscoMolusco
Molusco
 
Mamiferos
MamiferosMamiferos
Mamiferos
 
Poríferos e cnidários
Poríferos e cnidáriosPoríferos e cnidários
Poríferos e cnidários
 
Aula 11 mamíferos evolução e caracteristicas gerais
Aula 11   mamíferos evolução e caracteristicas geraisAula 11   mamíferos evolução e caracteristicas gerais
Aula 11 mamíferos evolução e caracteristicas gerais
 
Artropodes E.M.
Artropodes E.M.Artropodes E.M.
Artropodes E.M.
 
Zoo introdução
Zoo introduçãoZoo introdução
Zoo introdução
 
Zoo introdução
Zoo introduçãoZoo introdução
Zoo introdução
 
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermosAnelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermos
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Aula cristiane filo molusco
Aula cristiane filo moluscoAula cristiane filo molusco
Aula cristiane filo molusco
 
Reotiles y Anfibios
Reotiles y AnfibiosReotiles y Anfibios
Reotiles y Anfibios
 

Mais de Katlin Camila Fernandes

Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e ModaEstatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Katlin Camila Fernandes
 
Inventários Biológicos
Inventários BiológicosInventários Biológicos
Inventários Biológicos
Katlin Camila Fernandes
 
Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
Katlin Camila Fernandes
 
Evolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyesEvolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyes
Katlin Camila Fernandes
 
Mimetismo em anuros
Mimetismo em anurosMimetismo em anuros
Mimetismo em anuros
Katlin Camila Fernandes
 
A cultura do slowdown
A cultura do slowdownA cultura do slowdown
A cultura do slowdown
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário bivalves
Seminário bivalvesSeminário bivalves
Seminário bivalves
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário malária
Seminário maláriaSeminário malária
Seminário malária
Katlin Camila Fernandes
 
Seminário platelmintos
Seminário platelmintosSeminário platelmintos
Seminário platelmintos
Katlin Camila Fernandes
 

Mais de Katlin Camila Fernandes (9)

Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e ModaEstatística Básica: Média, Mediana e Moda
Estatística Básica: Média, Mediana e Moda
 
Inventários Biológicos
Inventários BiológicosInventários Biológicos
Inventários Biológicos
 
Familia hylidae
Familia hylidaeFamilia hylidae
Familia hylidae
 
Evolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyesEvolução dos osteichthyes
Evolução dos osteichthyes
 
Mimetismo em anuros
Mimetismo em anurosMimetismo em anuros
Mimetismo em anuros
 
A cultura do slowdown
A cultura do slowdownA cultura do slowdown
A cultura do slowdown
 
Seminário bivalves
Seminário bivalvesSeminário bivalves
Seminário bivalves
 
Seminário malária
Seminário maláriaSeminário malária
Seminário malária
 
Seminário platelmintos
Seminário platelmintosSeminário platelmintos
Seminário platelmintos
 

Evolução e ecologia de anfíbios

  • 1. Evolução e Ecologia de Anfíbios Acadêmica: Katlin Camila Fernandes
  • 2. Origem dos Anfíbios Tetrápodes e a conquista do ambiente terrestre
  • 3. Principais adaptações ao ambiente terrestre • Alterações na caixa craniana e maxila – fusão dos arcos branquiais; • Pulmões – característica ancestral (bexiga natatória); • Membros modificados; • Apêndices fortes com cintura;
  • 4. Outras adaptações • Perda das brânquias; • Perda das nadadeiras dorsais; • Pescoço para permitir os movimentos da cabeça; • Opérculo formando o tímpano; • Pálpebras e membranas nictitantes; • Glândulas orais para facilitar a digestão; • Membranas embrionárias
  • 5. Quais os problemas evolutivos que os anfíbios não conseguiram resolver no ambiente terrestre? Tudo resolvido, temos pulmões, temos um esqueleto que sustenta o corpo, temos membros posteriores e inferiores, não temos mais nadadeiras, sistemas circulatório, digestivo, respiratório evoluíram... Mas ainda não somos totalmente terrestres, então o que nós somos?
  • 6.
  • 8. Origem e Evolução dos Anfíbios Batrachia ou Lissamphibia Salientia ou Anura Origem Monofilética Vários Caracteres derivados compartilhados De todos os caracteres o principal é o tegumento úmido
  • 10. Ordem Urodela ou Caudata • Salamandras; • Corpo alongado com patas; • Locomoção por movimentos ondulares; • Terrestres e aquáticas: adulto terrestre com larva aquática, só terrestre ou só aquática e cavernícola; • Tamanhos variados, habitam principalmente o hemisfério norte; • Pedomorfose
  • 11. Ordem Urodela ou Caudata • Reprodução: espermatóforo; • Corte: feromônios
  • 12. Ordem Urodela ou Caudata • Salamandra mexicana; • Regeneração; • Capacidade de recriar várias partes do corpo, várias vezes;
  • 13. Ordem Gymnophiona (Cecílias) • Ápoda – sem pés; • Hábitos aquático, escavadores e terrestres; • Locomoção por movimentos serpentiformes; • Olhos; • Um par de tentáculos protáteis;
  • 14. Ordem Gymnophiona • Habitam regiões tropicais; • Possuem anéis que se sobrepõe às vértebras, e aos septos miotomiais; • Reprodução por fecundação interna, algumas espécies põe ovos; • Cuidado parental;
  • 15. Ordem anura Vamos começar com a pergunta mais ouvida ultimamente... Qual a diferença entre sapo, rã e perereca?
  • 16. Ordem Anura • É a ordem mais diversa de anfíbios; • Variedade de tamanhos, cores, hábitos; • Mecanismos de defesa; • Importância ecológica e econômica;
  • 17. Ordem Anura • Anura – sem cauda; • Sapos, rãs e pererecas; • Alimentação: carnívoros; • Hábitos: terrestres, arborícolas, aquáticos, cavador, bromelícola; • Locomoção: adaptados ao salto;
  • 18. Ordem Anura • Adaptação ao ambiente terrestre: tegumento; • Lissamphibia = pele lisa; • Glândulas no tegumento; • Respiração cutãnea; • Toxicidade;
  • 19. Ordem Anura • Alimentação; • Digestão: tubo digestivo completo e glândulas anexas; • Respiração; • Circulação;
  • 20. Ordem Anura • Corte: vocalização • Canto de corte; • Canto territorial; • Canto de reciprocidade; • Canto de soltura; • Canto de angustia
  • 21. Ordem Anura • Mais de 29 estratégias reprodutivas! • A maioria com fertilização externa e desenvolvimento indireto; • Regiões Tropicais é contínua; • Ovos – podem ser postos diretamente na água, em plantas ou em ninhos • Dimorfismo sexual; • Cuidado parental;