SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
6 ª Conferência para Grandes Consumidores de Energia
ALTERNATIVAS PARA REDUZIR CUSTOS POR MEIO DA
IMPLANTAÇÃO E EXECUÇÃO DE
PROGRAMAS DE EFICIÊNCIA
ENERGÉTICA
CONHEÇA OS GANHOS OBTIDOS E AS ESTRATÉGIAS
ADOTADAS PELAS GRANDES INDÚSTRIAS
10 Estudos de Caso:
Conheça a
Experiência de
25 e 26 de agosto de 2009 - Hotel Pergamon - São Paulo
Terça-feira, 25 de agosto de 2009
08h30- Recepção dos Participantes e Entrega das Credenciais
08h50- Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa
Gerson Sampaio
Diretor
Teknergia
09h00 Posicionamento do Governo sobre os Programas de Eficiência Energética e o
Direcionamento para os Consumidores Industriais
• A visão da EPE quanto ao Plano Decenal de Expansão de Energia - PDEE 2008/2017
• Discussão do Plano Nacional de Energia - PNE/2030 e sua repercussão
• Tendências e comportamento dos consumidores industriais para os próximos
anos
• O papel da ANEEL e sua contribuição para os programas de Eficiência
Energética
Amilcar Guerreiro
Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais
EPE – Empresa de Pesquisa Energética
Workshops Pós-Conferência - 26 de agosto de 2009
 Amplie seu Conhecimento Sobre Medição e Verificação (M&V) e
Proporcione uma Coleta de Dados Confiável
 Reutilização de Energia Através do Ar-Condicionado, Refrigeração e
Máximo Luiz Pompermayer
Superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica
10h30 - Coffee Break e Relacionamento
Painel de Discussão
11h00 - O Papel das Distribuidoras no Incentivo a Programas de Eficiência
Energética
• O posicionamento das distribuidoras quanto ao planejamento energético dos
consumidores
• Previsões e detalhamento sobre as medidas sugeridas pelos distribuidores para
uma relevante redução nos custos
• Cenários e projeções para o aperfeiçoamento nos programas de incentivo à
economia de energia
Wagner Silvestre
Consultor em Eficiência Energética
EDP - Energias do Brasil
Claudinei Rodrigues Domingos
Gerente de Relacionamento Personalizado de Clientes
Elektro - Eletricidade e Serviços
José Lucio dos Reis Neto
Diretor Presidente
ANACE
Ricardo Lima
Presidente Executivo
ABRACE
12h30 - Almoço de Integração entre os Participantes
1º Estudo de Caso: Projeto Proesco
14h00 - Avalie as Oportunidades de Financiamento Disponíveis através de uma
ESCO (Energy Service Company)
ESCOs: Saiba como atuam, o que podem fazer e como contratá-las.
Recorrer a uma Esco é uma das armas mais fortes de uma empresa interessada na redução de
seus custos através da eficientização do consumo energético e de água. O objetivo de uma Esco
é o estabelecimento de uma parceria, partilhando os resultados obtidos através da redução de
consumo e gastos com energia. Neste painel você entenderá o crescimento deste segmento e
sua lucratividade
• Procedimentos para um financiamento seguro de projetos de eficiência energética
• Indústria de Grande Porte: Eficiência Energética na busca da competitividade na era da
globalização
• 1ª Estudo de caso: projeto em edificação já aprovado pelo Proesco e
apresentando resultados
•
Marco Antonio Donatelli
Superintendente de Negócios de Energia
Light Esco e Vice-presidente da Abesco
2ª Estudo de Caso: Projeto de Financiamento Realizado na Indústria
3ª Estudo de Caso: Programa Sinergia
14h30 Conheça o 1º Programa Privado de Eficiência Energética: “Programa
Sinergia”
Informe-se sobre este programa totalmente independente e que promete atender a todas às
necessidades do público industrial desde a identificação de oportunidades, aport de recursos,
implementação das ações, indo até as garantias de sucesso mensuradas pelas metodologias de
medição e verificação dos resultados
Alexandre Behrens
Gerente de Relacionamento com o Mercado
APS ENGENHARIA DE ENERGIA
4º Estudo de Caso: Cogeração
15h00 - O Uso da Cogeração no Grupo Votorantim
• Mensure a cogeração existente e seu potencial de crescimento
• A eficiência energética da cogeração como diferencial competitivo
• Cogeração – o melhor uso para o gás natural
Otávio Carneiro de Rezende
Diretor
Votorantim Energia
5º Estudo de caso: Soluções Encontradas pela GE Fanuc: Automação em Plantas
de Cogeração
15h30 - Mensure os Benefícios Obtidos Através da Automação em Plantas de
Cogeração
• Dimensione a eficiência da planta de cogeração e tenha um comparativo de dados
• Beneficie-se da monitoração em tempo real
• Conheça as vantagens da alta disponibilidade do controle
Antonio Cardoso Jr
Gerente de Vendas
GE Fanuc
Paulo Pironti
Gerente de Vendas
GE Fanuc
16h00 - Coffee Break e Relacionamento
6º Estudo de Caso: Gás Natural
16h30- O Gás Natural na Matriz Energética das Indústrias
• Características do Gás natural - propriedades físicas e operacionais
• Aspectos econômicos e ambientais da utilização do gás natural
• Potenciais aplicações e viabilidade técnica - transferência de calor, geração de potencia e
outros usos
• Gestão energética de uma matriz diversificada - flexibilidade e custo da energia
• Aspectos regulatórios do gás natural
Carlos Augusto Arentz Pereira
Gerente de Desempenho Energético
Petrobras
17h30 - Encerramento do 1º dia
Quarta-feira, 26 de agosto de 2009
08h30- Recepção dos Participantes
08h50- Abertura do Segundo Dia da Conferência pelo Presidente de Mesa
Gerson Sampaio
Diretor
Teknergia
7º Estudo de Caso: Otimização de Motores Elétricos
09h00 - Avaliação e Otimização de Motores Elétricos de Indução Trifásicos Visando
a Conservação de Energia em Aplicações Industriais
Esta palestra engloba um grande projeto realizado na indústria brasileira, apresentando um
estudo de caso, bem como metodologias para medição e verificação de performance para
motores elétricos baseadas no protocolo internacional.
Mário Cesar do Espírito Santo Ramos
Pesquisador.
Instituto de Eletrotécnica e Energia - USP
8º Estudo de Caso: Tecnologia
09h40 - O Uso da Tecnologia nas Indústrias: Equipamentos e Softwares para um
Planejamento Energético Seguro
Encontre soluções para a conservação de energia e eficiência energética através do Software
WEA System utilizado pelas empresas Telefônica, Unibanco, Santander, Coomex e
Enerbrax
José Carlos de Abreu
Sócio Diretor
NPE Nova Perspectiva Energética Consultoria em Energia
10h30 - Coffee Break e Relacionamento
9º Estudo de Caso: Troca da Fonte de Energia
11h00- Acompanhe a Apresentação de um Estudo de Caso de Modificação de Fonte
de Energia e Obtenha Redução nos Custos
Compartilhe da experiência da empresa 3M do Brasil que otimizou seus custos de energia
através da mudança da fonte e avalie essa possibilidade para sua empresa
Djebel Antonio Nogueira
Plant Engineering Manager
3M do BRASIL
10º Estudo de Caso: Iluminação
11h30 - Iluminação Eficiente - Tecnologia e Aplicação
• Conheça novidades tecnológicas em Iluminação
• Novos conceitos e produtos
• Mensure os benefícios obtidos com o adequado equipamento de iluminação de acordo
com sua demanda
Lamaro Parreira
Gerente de MKT e Produto
Philips do Brasil
12h30 Encerramento da Conferência
Workshops pós-conferência - 26 de agosto de 2009
Workshop 1
Amplie seu Conhecimento sobre Medição e Verificação (M&V) e Proporcione uma
Coleta de Dados Confiável
• O significado e a importância da Medição e da Verificação [M&V]
• A relação entre a M&V e os trabalhos de eficientização energética de uma dada
instalação.
• A função da M&V em complemento ao trabalho de uma ESCO que opere segundo um
Contrato de Performance
• Uma ESCO, a M&V e o planejamento energético de sua empresa em longo prazo
• Conhecimento da economia que foi gerada com a metodologia aplicada
• Saiba o que é o IPMVP - International Performance Measurement and Verification
Protocol
Osório de Brito
Diretor do INEE
Instituto Nacional de Eficiência Energética - INEE
Fernando Castro Santos Milanez
Superintendente da COGEN RIO; Consultor do INEE
Instituto Nacional de Eficiência Energética - INEE
Workshop 2
Reutilização de Energia Através do Ar-Condicionado, Refrigeração e Aquecimento
Industrial.
Cenário:
Embora possa parecer paradoxal a integração entre os processos de refrigeração e de
aquecimento na indústria, é possível o reaproveitamento de energia através da transformação do
calor rejeitado pelo processo frigorífico em insumo do processo de aquecimento. Assim, temos
uma maximização na eficiência do uso dos recursos energéticos e por conseqüência uma
minimização nos impactos ambientais decorrentes.
Objetivo:
Conheça o estudo de caso do sistema de climatização e de arrefecimento de processo implantado
na Simas Industrial e informe-se sobre as ferramentas disponíveis para uma redução nos custos
energéticos.
• A importância do processo de refrigeração e aquecimento industrial e sua contribuição
para maximizar a eficiência energética
• Apresentação do estudo de caso: Simas Industrial
• Mensure os custos energéticos e compare a relação “custo x benefício”
Francisco Dantas
Diretor
Interplan
Agenda:
13h45 – Recepção dos Participantes
14h00 – Início dos Workshops
17h30 – Término dos Workshops
Haverá Intervalo para Café e Networking

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
17 Nov08 CM Rangel/RA Silva17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
h2portugal
 
Agua quente solar parte 4
Agua quente solar   parte 4Agua quente solar   parte 4
Agua quente solar parte 4
Jupira Silva
 
Eficiência energética uma necessidade econômica e ambiental
Eficiência energética   uma necessidade econômica e ambientalEficiência energética   uma necessidade econômica e ambiental
Eficiência energética uma necessidade econômica e ambiental
Antonio Carlos Cardoso
 

Mais procurados (20)

Eficiência Energética em Plantas Industriais
Eficiência Energética em Plantas IndustriaisEficiência Energética em Plantas Industriais
Eficiência Energética em Plantas Industriais
 
Painel 2 – Aliança Empresarial pela Eficiência Energética
Painel 2 – Aliança Empresarial pela Eficiência EnergéticaPainel 2 – Aliança Empresarial pela Eficiência Energética
Painel 2 – Aliança Empresarial pela Eficiência Energética
 
Painel 3 – Desempenho Energético Operacional em Edificações
Painel 3 – Desempenho Energético Operacional em EdificaçõesPainel 3 – Desempenho Energético Operacional em Edificações
Painel 3 – Desempenho Energético Operacional em Edificações
 
Soluções de Energia em Eficiência Energética para Shoppings e Indústrias
Soluções de Energia em Eficiência Energética para Shoppings e IndústriasSoluções de Energia em Eficiência Energética para Shoppings e Indústrias
Soluções de Energia em Eficiência Energética para Shoppings e Indústrias
 
Iniciativas Européias para Fomento da Eficiência Energética
Iniciativas Européias para Fomento da Eficiência EnergéticaIniciativas Européias para Fomento da Eficiência Energética
Iniciativas Européias para Fomento da Eficiência Energética
 
Solenidade de Abertura do 13º COBEE
Solenidade de Abertura do 13º COBEESolenidade de Abertura do 13º COBEE
Solenidade de Abertura do 13º COBEE
 
Sistemas Iluminação Eficiente de Interiores
Sistemas Iluminação Eficiente de InterioresSistemas Iluminação Eficiente de Interiores
Sistemas Iluminação Eficiente de Interiores
 
Programa de Armazenamento de Energia CPFL
Programa de Armazenamento de Energia CPFLPrograma de Armazenamento de Energia CPFL
Programa de Armazenamento de Energia CPFL
 
Chillers e Sistemas de Água Gelada - Ainda a Solução mais efeiciente para HVAC
Chillers e Sistemas de Água Gelada - Ainda a Solução mais efeiciente para HVACChillers e Sistemas de Água Gelada - Ainda a Solução mais efeiciente para HVAC
Chillers e Sistemas de Água Gelada - Ainda a Solução mais efeiciente para HVAC
 
ALEXANDRE HERINGER - SUSTENTAR_ALEXANDRE
ALEXANDRE HERINGER  - SUSTENTAR_ALEXANDREALEXANDRE HERINGER  - SUSTENTAR_ALEXANDRE
ALEXANDRE HERINGER - SUSTENTAR_ALEXANDRE
 
Benchmarking de Consumo Energético: Ferramenta para gestão energética e monit...
Benchmarking de Consumo Energético: Ferramenta para gestão energética e monit...Benchmarking de Consumo Energético: Ferramenta para gestão energética e monit...
Benchmarking de Consumo Energético: Ferramenta para gestão energética e monit...
 
Projeto 3E - Transformação do mercado de eficiência energética em edifícios p...
Projeto 3E - Transformação do mercado de eficiência energética em edifícios p...Projeto 3E - Transformação do mercado de eficiência energética em edifícios p...
Projeto 3E - Transformação do mercado de eficiência energética em edifícios p...
 
Comercialização De Energia 2009
Comercialização De Energia 2009Comercialização De Energia 2009
Comercialização De Energia 2009
 
ISO 50.001: Requisitos para Implementação do Sistema de Gestão
ISO 50.001: Requisitos para Implementação do Sistema de GestãoISO 50.001: Requisitos para Implementação do Sistema de Gestão
ISO 50.001: Requisitos para Implementação do Sistema de Gestão
 
Portfólio empresa verde e parceiros
Portfólio empresa verde e parceirosPortfólio empresa verde e parceiros
Portfólio empresa verde e parceiros
 
Salvador Carvalho - YUNIT
Salvador Carvalho - YUNITSalvador Carvalho - YUNIT
Salvador Carvalho - YUNIT
 
17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
17 Nov08 CM Rangel/RA Silva17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
17 Nov08 CM Rangel/RA Silva
 
Energy Summit 2009
Energy Summit 2009Energy Summit 2009
Energy Summit 2009
 
Agua quente solar parte 4
Agua quente solar   parte 4Agua quente solar   parte 4
Agua quente solar parte 4
 
Eficiência energética uma necessidade econômica e ambiental
Eficiência energética   uma necessidade econômica e ambientalEficiência energética   uma necessidade econômica e ambiental
Eficiência energética uma necessidade econômica e ambiental
 

Semelhante a Programa Eficiência Energética

17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
itgfiles
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
itgfiles
 
comercialização de energia
comercialização de energiacomercialização de energia
comercialização de energia
InformaGroup
 
+10 análise económica de investimento
+10 análise económica de investimento+10 análise económica de investimento
+10 análise económica de investimento
jcjaneiro
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
itgfiles
 
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
itgfiles
 

Semelhante a Programa Eficiência Energética (20)

Livro bombeamento
Livro bombeamentoLivro bombeamento
Livro bombeamento
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
 
Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e Eletrobrás
Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e EletrobrásProcel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e Eletrobrás
Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e Eletrobrás
 
Energy Summit 2013
Energy Summit 2013Energy Summit 2013
Energy Summit 2013
 
Guia gestao energetica
Guia gestao energeticaGuia gestao energetica
Guia gestao energetica
 
SGS Energia
SGS EnergiaSGS Energia
SGS Energia
 
000971103.pdf
000971103.pdf000971103.pdf
000971103.pdf
 
Jania akamatsu eficiencia
Jania akamatsu eficienciaJania akamatsu eficiencia
Jania akamatsu eficiencia
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
17.ago ruby 14.00_painel m&v_reynaldo sigilião
 
comercialização de energia
comercialização de energiacomercialização de energia
comercialização de energia
 
+07 energia elétrica qualidade
+07 energia elétrica qualidade+07 energia elétrica qualidade
+07 energia elétrica qualidade
 
Energy Performance Contracts in Portuguese Public Administration
Energy Performance Contracts in Portuguese Public AdministrationEnergy Performance Contracts in Portuguese Public Administration
Energy Performance Contracts in Portuguese Public Administration
 
Manual boas practicas
Manual boas practicasManual boas practicas
Manual boas practicas
 
+10 análise económica de investimento
+10 análise económica de investimento+10 análise económica de investimento
+10 análise económica de investimento
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
17.ago ruby 14.00_painel m&v_tst soluções
 
Parceria Gabinetes de Contabilidade - Contas Certas
Parceria Gabinetes de Contabilidade - Contas CertasParceria Gabinetes de Contabilidade - Contas Certas
Parceria Gabinetes de Contabilidade - Contas Certas
 
Termeletricas
TermeletricasTermeletricas
Termeletricas
 
Programa de Gestão energética PGE
Programa de Gestão energética PGEPrograma de Gestão energética PGE
Programa de Gestão energética PGE
 
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
18.ago ouro i 17.00_456_copel-d
 
Abordagem global do SESEC
Abordagem global do SESECAbordagem global do SESEC
Abordagem global do SESEC
 

Mais de InformaGroup

Mais de InformaGroup (20)

Marketing imobiliario
Marketing imobiliarioMarketing imobiliario
Marketing imobiliario
 
Congressos fispaltecnologia
Congressos fispaltecnologiaCongressos fispaltecnologia
Congressos fispaltecnologia
 
Portos
PortosPortos
Portos
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Managed services
Managed servicesManaged services
Managed services
 
Portos
PortosPortos
Portos
 
Escritorios adv
Escritorios advEscritorios adv
Escritorios adv
 
Depto juridico
Depto juridicoDepto juridico
Depto juridico
 
Comunicação interna
Comunicação internaComunicação interna
Comunicação interna
 
Codigo civil
Codigo civilCodigo civil
Codigo civil
 
Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saude
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
 
Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saude
 
II Congresso ANDAV
II Congresso ANDAVII Congresso ANDAV
II Congresso ANDAV
 
Biogas brazil congress
Biogas brazil congressBiogas brazil congress
Biogas brazil congress
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
 
S&OP
S&OPS&OP
S&OP
 
Comunicação interna
Comunicação internaComunicação interna
Comunicação interna
 
Congresso Fispal Hotel
Congresso Fispal HotelCongresso Fispal Hotel
Congresso Fispal Hotel
 

Último

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Dirceu Resende
 

Último (9)

Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORD
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulasO futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 

Programa Eficiência Energética

  • 1. 6 ª Conferência para Grandes Consumidores de Energia ALTERNATIVAS PARA REDUZIR CUSTOS POR MEIO DA IMPLANTAÇÃO E EXECUÇÃO DE PROGRAMAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CONHEÇA OS GANHOS OBTIDOS E AS ESTRATÉGIAS ADOTADAS PELAS GRANDES INDÚSTRIAS 10 Estudos de Caso: Conheça a Experiência de 25 e 26 de agosto de 2009 - Hotel Pergamon - São Paulo
  • 2. Terça-feira, 25 de agosto de 2009 08h30- Recepção dos Participantes e Entrega das Credenciais 08h50- Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa Gerson Sampaio Diretor Teknergia 09h00 Posicionamento do Governo sobre os Programas de Eficiência Energética e o Direcionamento para os Consumidores Industriais • A visão da EPE quanto ao Plano Decenal de Expansão de Energia - PDEE 2008/2017 • Discussão do Plano Nacional de Energia - PNE/2030 e sua repercussão • Tendências e comportamento dos consumidores industriais para os próximos anos • O papel da ANEEL e sua contribuição para os programas de Eficiência Energética Amilcar Guerreiro Diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais EPE – Empresa de Pesquisa Energética Workshops Pós-Conferência - 26 de agosto de 2009  Amplie seu Conhecimento Sobre Medição e Verificação (M&V) e Proporcione uma Coleta de Dados Confiável  Reutilização de Energia Através do Ar-Condicionado, Refrigeração e
  • 3. Máximo Luiz Pompermayer Superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica 10h30 - Coffee Break e Relacionamento Painel de Discussão 11h00 - O Papel das Distribuidoras no Incentivo a Programas de Eficiência Energética • O posicionamento das distribuidoras quanto ao planejamento energético dos consumidores • Previsões e detalhamento sobre as medidas sugeridas pelos distribuidores para uma relevante redução nos custos • Cenários e projeções para o aperfeiçoamento nos programas de incentivo à economia de energia Wagner Silvestre Consultor em Eficiência Energética EDP - Energias do Brasil Claudinei Rodrigues Domingos Gerente de Relacionamento Personalizado de Clientes Elektro - Eletricidade e Serviços José Lucio dos Reis Neto Diretor Presidente ANACE Ricardo Lima Presidente Executivo
  • 4. ABRACE 12h30 - Almoço de Integração entre os Participantes 1º Estudo de Caso: Projeto Proesco 14h00 - Avalie as Oportunidades de Financiamento Disponíveis através de uma ESCO (Energy Service Company) ESCOs: Saiba como atuam, o que podem fazer e como contratá-las. Recorrer a uma Esco é uma das armas mais fortes de uma empresa interessada na redução de seus custos através da eficientização do consumo energético e de água. O objetivo de uma Esco é o estabelecimento de uma parceria, partilhando os resultados obtidos através da redução de consumo e gastos com energia. Neste painel você entenderá o crescimento deste segmento e sua lucratividade • Procedimentos para um financiamento seguro de projetos de eficiência energética • Indústria de Grande Porte: Eficiência Energética na busca da competitividade na era da globalização • 1ª Estudo de caso: projeto em edificação já aprovado pelo Proesco e apresentando resultados • Marco Antonio Donatelli Superintendente de Negócios de Energia Light Esco e Vice-presidente da Abesco 2ª Estudo de Caso: Projeto de Financiamento Realizado na Indústria 3ª Estudo de Caso: Programa Sinergia 14h30 Conheça o 1º Programa Privado de Eficiência Energética: “Programa Sinergia”
  • 5. Informe-se sobre este programa totalmente independente e que promete atender a todas às necessidades do público industrial desde a identificação de oportunidades, aport de recursos, implementação das ações, indo até as garantias de sucesso mensuradas pelas metodologias de medição e verificação dos resultados Alexandre Behrens Gerente de Relacionamento com o Mercado APS ENGENHARIA DE ENERGIA 4º Estudo de Caso: Cogeração 15h00 - O Uso da Cogeração no Grupo Votorantim • Mensure a cogeração existente e seu potencial de crescimento • A eficiência energética da cogeração como diferencial competitivo • Cogeração – o melhor uso para o gás natural Otávio Carneiro de Rezende Diretor Votorantim Energia 5º Estudo de caso: Soluções Encontradas pela GE Fanuc: Automação em Plantas de Cogeração 15h30 - Mensure os Benefícios Obtidos Através da Automação em Plantas de Cogeração • Dimensione a eficiência da planta de cogeração e tenha um comparativo de dados
  • 6. • Beneficie-se da monitoração em tempo real • Conheça as vantagens da alta disponibilidade do controle Antonio Cardoso Jr Gerente de Vendas GE Fanuc Paulo Pironti Gerente de Vendas GE Fanuc 16h00 - Coffee Break e Relacionamento 6º Estudo de Caso: Gás Natural 16h30- O Gás Natural na Matriz Energética das Indústrias • Características do Gás natural - propriedades físicas e operacionais • Aspectos econômicos e ambientais da utilização do gás natural • Potenciais aplicações e viabilidade técnica - transferência de calor, geração de potencia e outros usos • Gestão energética de uma matriz diversificada - flexibilidade e custo da energia • Aspectos regulatórios do gás natural Carlos Augusto Arentz Pereira Gerente de Desempenho Energético Petrobras 17h30 - Encerramento do 1º dia Quarta-feira, 26 de agosto de 2009 08h30- Recepção dos Participantes
  • 7. 08h50- Abertura do Segundo Dia da Conferência pelo Presidente de Mesa Gerson Sampaio Diretor Teknergia 7º Estudo de Caso: Otimização de Motores Elétricos 09h00 - Avaliação e Otimização de Motores Elétricos de Indução Trifásicos Visando a Conservação de Energia em Aplicações Industriais Esta palestra engloba um grande projeto realizado na indústria brasileira, apresentando um estudo de caso, bem como metodologias para medição e verificação de performance para motores elétricos baseadas no protocolo internacional. Mário Cesar do Espírito Santo Ramos Pesquisador. Instituto de Eletrotécnica e Energia - USP 8º Estudo de Caso: Tecnologia 09h40 - O Uso da Tecnologia nas Indústrias: Equipamentos e Softwares para um Planejamento Energético Seguro Encontre soluções para a conservação de energia e eficiência energética através do Software WEA System utilizado pelas empresas Telefônica, Unibanco, Santander, Coomex e Enerbrax José Carlos de Abreu Sócio Diretor NPE Nova Perspectiva Energética Consultoria em Energia 10h30 - Coffee Break e Relacionamento
  • 8. 9º Estudo de Caso: Troca da Fonte de Energia 11h00- Acompanhe a Apresentação de um Estudo de Caso de Modificação de Fonte de Energia e Obtenha Redução nos Custos Compartilhe da experiência da empresa 3M do Brasil que otimizou seus custos de energia através da mudança da fonte e avalie essa possibilidade para sua empresa Djebel Antonio Nogueira Plant Engineering Manager 3M do BRASIL 10º Estudo de Caso: Iluminação 11h30 - Iluminação Eficiente - Tecnologia e Aplicação • Conheça novidades tecnológicas em Iluminação • Novos conceitos e produtos • Mensure os benefícios obtidos com o adequado equipamento de iluminação de acordo com sua demanda Lamaro Parreira Gerente de MKT e Produto Philips do Brasil 12h30 Encerramento da Conferência Workshops pós-conferência - 26 de agosto de 2009 Workshop 1 Amplie seu Conhecimento sobre Medição e Verificação (M&V) e Proporcione uma Coleta de Dados Confiável
  • 9. • O significado e a importância da Medição e da Verificação [M&V] • A relação entre a M&V e os trabalhos de eficientização energética de uma dada instalação. • A função da M&V em complemento ao trabalho de uma ESCO que opere segundo um Contrato de Performance • Uma ESCO, a M&V e o planejamento energético de sua empresa em longo prazo • Conhecimento da economia que foi gerada com a metodologia aplicada • Saiba o que é o IPMVP - International Performance Measurement and Verification Protocol Osório de Brito Diretor do INEE Instituto Nacional de Eficiência Energética - INEE Fernando Castro Santos Milanez Superintendente da COGEN RIO; Consultor do INEE Instituto Nacional de Eficiência Energética - INEE Workshop 2 Reutilização de Energia Através do Ar-Condicionado, Refrigeração e Aquecimento Industrial. Cenário: Embora possa parecer paradoxal a integração entre os processos de refrigeração e de aquecimento na indústria, é possível o reaproveitamento de energia através da transformação do calor rejeitado pelo processo frigorífico em insumo do processo de aquecimento. Assim, temos uma maximização na eficiência do uso dos recursos energéticos e por conseqüência uma minimização nos impactos ambientais decorrentes. Objetivo: Conheça o estudo de caso do sistema de climatização e de arrefecimento de processo implantado na Simas Industrial e informe-se sobre as ferramentas disponíveis para uma redução nos custos energéticos. • A importância do processo de refrigeração e aquecimento industrial e sua contribuição para maximizar a eficiência energética
  • 10. • Apresentação do estudo de caso: Simas Industrial • Mensure os custos energéticos e compare a relação “custo x benefício” Francisco Dantas Diretor Interplan Agenda: 13h45 – Recepção dos Participantes 14h00 – Início dos Workshops 17h30 – Término dos Workshops Haverá Intervalo para Café e Networking