SlideShare uma empresa Scribd logo
TEXTO AÚREO
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la
dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso
coração, nem se atemorize.“ (Jo 14.27)
VERDADE PRÁTICA
A paz, como fruto do Espírito, não promove
inimizades e dissensões.
LEITURA BÍBLICA
Efésios 2.11-17
11 - Portanto, lembrai-vos de que vós, noutro tempo, éreis gentios
na carne e chamados incircuncisão pelos que, na carne, se chamam
circuncisão feita pela mão dos homens;
12 - que, naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da
comunidade de Israel e estranhos aos concertos da promessa, não
tendo esperança e sem Deus no mundo.
13 - Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já
pelo sangue de Cristo chegastes perto.
14 - Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e,
derribando a parede de separação que estava no meio,
15 - na sua carne, desfez a inimizade, isto é, a lei dos
mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si
mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,
16 - e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo,
matando com ela as inimizades.
17 - E, vindo, ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe e aos
que estavam perto;
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• Na lição de hoje, estudaremos a paz como fruto do
Espírito e a inimizade como obra da carne.
• Da mesma forma que a alegria, estudada na lição
passada, a paz que vem de cristo não depende de
situações e circunstâncias.
• Mesmo vivendo em uma sociedade violenta e injusta
podemos ter a paz interna que somente Cristo pode dar.
PONTO CENTRAL
A paz que Jesus oferece não depende de
situações e circunstâncias.
I - A PAZ QUE EXCEDE TODO
ENTENDIMENTO
1. Paz
• Podemos definir paz como um estado de tranquilidade e
quietude interior que não depende de circunstâncias
externas.
• Eeirene (grego) = unidade e harmonia.
• Sociedade atual = violência + doenças emocionais +
medo = falta de paz.
• A comunhão e intimidade com Deus é a solução para a
falta de paz.
AP – Você está em paz?
Você está em paz com Deus e com as pessoas?
2. Paz com Deus
• Como podemos estar em paz com Deus? Mediante a
nossa justificação (Rm 5.1).
• A inimizade que havia entre nós e Deus é desfeita, somos
reconciliados (2 Co 5.18-20) por meio da obra de Cristo
(Is 53.5; Ef 2.13-17).
• Quando me perguntam se estou tranquilo (E aí, tudo
tranquilo?) eu respondo: “tranquilo não, mas em paz”.
• A tranquilidade nem sempre depende de mim, mas a paz
sim!
AP – Conserve a paz com Deus? SE não tem, buque-a!
3. Promotor da paz
• Que já tem essa paz com Deus precisa compartilhá-la(2
Co 5.20).
• A paz que recebemos Espírito servirá também para o
bem estar do próximo. Amor ao próximo (Mt 22.39).
• Quem já experimentou a justificação e a reconciliação
com Deus deve ser um pacificador (Mt 5.9).
• Exemplo de Isaque(Gn 26.19-25).
• No que depender de nós tenhamos paz com todos(Rm
12.18).
AP – Você tem sido um promotor da paz?
SÍNTESE DO TÓPICO
O crente deve buscar a verdadeira paz mediante
a justificação, em Cristo, pela fé.
II - INIMIZADES E CONTENDAS,
AUSÊNCIA DE PAZ
1. Três tipos de inimizades
• Echthra (grego):
1. inimizade para com Deus (Rm 8.7);
2. inimizade entre as pessoas (Lc 23.12); e
3. hostilidade entre grupos e pessoas (Ef 2.14-16).
• Paulo apresenta a inimizade, as contendas e as disputas
como obras da carne (Gl 5.20).
• A pessoa que tem inimizades só tem a perder, em todos
os sentidos. Nós dependemos um dos outros.
AP – Você tem cultivado as amizades ou contribuído para
inimizades?
2. Inimizade e soberba
• A inimizade, em geral é resultado da soberba e
arrogância. Deus abomina o coração altivo (Pv 6.16,17).
• Quando a pessoa começa acreditar que é superior aos
outros, ele torna-se um "semeador" de inimizades e
contendas.
• Em Cristo somos todos iguais: "Nisto não há judeu nem
grego; [...] porque todos vós sois um em Cristo Jesus" (Gl
3.28).
• As pessoas que promovem a inimizade não podem
agradar a Deus (At 10.34; Tg 2.8,9).
• O soberbo precisa buscar perdão e mudar de
comportamento (1 Co 3.3).
AP – Você tem sido humilde ou soberbo?
3. Inimizade e facção
• As inimizades, muitas vezes, acabam gerando na igreja as
facções e divisões.
• Algumas pessoas não se relacionam bem com as pessoas
e, além disso, também promove dissensões.
• Na igreja de Corinto, os irmãos estavam divididos em
busca de atender interesses próprios ou de grupos (1 Co
1.12).
• Paulo adverte: "Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado
por vós?" (1 Co 1.13).
• O que deve prevalecer na igreja é o amor e respeito (Cl
3.13,14). Seja um exemplo! (Cl 3.12).
AP – Existe divisões na igreja que você congrega? Qual a
sua contribuição?
SÍNTESE DO TÓPICO
O objetivo da inimizade é destruir a unidade da
igreja.
III - VIVAMOS EM PAZ
1. O favor divino
• Paulo exorta a sermos sempre gratos a Deus, pois em
tudo somos dependente dele (Rm 11.17).
• Todos fomos alcançados pela graça de Deus e devemos
tratar as demais pessoas também com misericórdia e
manter um bom relacionamento.
• O favor divino (perdão sem merecimento) deve nos
conduzir ao amor o próximo e a vida de paz e união (Sl
133.1).
AP – Você tem demonstrado sua gratidão pela graça de
Deus em seus relacionamentos?
2. A cruz de Cristo
• A cruz é um dos símbolos mais conhecidos do
cristianismo, pois, mediante a fé no sacrifício de Jesus,
somos reconciliados com Deus.
• Jesus em sua morte tão cruel, não abriu a sua boca para
reclamar ou dizer palavras ofensivas aos seus algozes (Is
53.7; Jo 3.16).
• Ele demonstrou ter paz e equilíbrio emocional mesmo
vivendo uma situação tão terrível.
• Ele sabia o porquê de sua missão.
AP – O que podemos aprender com Cristo?
3. A nossa missão
• Jesus veio ao mundo com uma missão, morrer na cruz
pelos nossos pecados.
• Ele também nos deu uma missão (Mt 28.19,20).
• Para darmos cumprimento a essa missão, precisamos
viver em paz com todos.
• Anunciemos ao mundo que somente Jesus pode nos dar
a verdadeira paz.
AP – Você pode cumprir sua missão por meio de seu
testemunho pessoal?
SÍNTESE DO TÓPICO I
Viver a alegria do Espírito em sua plenitude é
uma dádiva da vida do crente.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição nós aprendemos que:
1. Podemos não ter uma vida tranquila, mas podemos
interferir para termos uma vida em paz, independente
das circunstâncias.
2. As inimizades e dissensões não contribuem para uma
vida feliz e prospera, pelo contrário.
3. A graça de Deus para conosco por meio da cruz de Cristo
deve ser nosso referencial para termos paz com todas as
pessoas.
REFERÊNCIAS
COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Gálatas a Filemom. Rio de Janeiro:
CPAD, 2006.
DICIONÁRIO VINE: O significado exegético e expositivo das palavras do
Antigo e do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
DICIONÁRIO BÍBLICO WYCLIFFE. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
GOMES, Osiel. As obras da carne e o fruto do Espírito. Rio de Janeiro:
CPAD, 2016.
HORTON, Stanley H. Teologia Sistemática: Uma perspectiva
pentecostal. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996.
LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS - PROFESSOR. As obras da carne e o fruto
do Espírito. Comentarista Pr. Osiel Gomes. 1º Trim. Rio de Janeiro:
CPAD, 2017.
MANUAL DA BÍBLIA DE APLICAÇÃO PESSOAL. Rio de Janeiro: CPAD,
2013.
REFERÊNCIAS
NEVES, Natalino das. Educação Cristã Libertadora. São Paulo: Fonte
Editorial, 2013
NEVES, Natalino das. Justiça e Graça: um estudo da doutrina da
Salvação em Romanos. Rio de Janeiro: CPAD, 2015.
PALMER, Michael D. Panorama do Pensamento Cristão. Rio de
Janeiro: CPAD, 2001.
RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo
Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.
RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de
Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro:
CPAD, 2012.
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Facebook: www.facebook.com/natalino.neves
Contatos:
natalino6612@gmail.com
(41) 98409 8094 (TIM)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as PorfiasBenegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Márcio Martins
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito SantoLição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Estudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humanaEstudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humana
Manaus Anúncios
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
Eduardo Sousa Gomes
 
Obras da carne e o Fruto do Espírito
Obras da carne e o Fruto do EspíritoObras da carne e o Fruto do Espírito
Obras da carne e o Fruto do Espírito
Luciana Evangelista
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Márcio Martins
 
Estudo sobre o fruto do espírito
Estudo sobre o fruto do espíritoEstudo sobre o fruto do espírito
Estudo sobre o fruto do espírito
Reginaldo Pacheco
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Márcio Martins
 
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espíritoLição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Erberson Pinheiro
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
Natalino das Neves Neves
 
As obras da carne e os frutos do espírito santo
As obras da carne e os frutos do espírito santoAs obras da carne e os frutos do espírito santo
As obras da carne e os frutos do espírito santo
antonio ferreira
 
O fruto do espírito 02 - amor, aleria. paz
O fruto do espírito   02 - amor, aleria. pazO fruto do espírito   02 - amor, aleria. paz
O fruto do espírito 02 - amor, aleria. paz
Cleudson Corrêa
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificação
Ailton da Silva
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
Quenia Damata
 
O Fruto do Espírito
O Fruto do EspíritoO Fruto do Espírito
O Fruto do Espírito
fsouza40
 

Mais procurados (20)

Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as PorfiasBenegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito SantoLição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
 
Estudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humanaEstudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humana
 
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristãoO fruto do espírito a essencia do carater cristão
O fruto do espírito a essencia do carater cristão
 
Obras da carne e o Fruto do Espírito
Obras da carne e o Fruto do EspíritoObras da carne e o Fruto do Espírito
Obras da carne e o Fruto do Espírito
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
 
Estudo sobre o fruto do espírito
Estudo sobre o fruto do espíritoEstudo sobre o fruto do espírito
Estudo sobre o fruto do espírito
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
 
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
 
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espíritoLição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
Lição 1- As obras da carne e o fruto do espírito
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
 
As obras da carne e os frutos do espírito santo
As obras da carne e os frutos do espírito santoAs obras da carne e os frutos do espírito santo
As obras da carne e os frutos do espírito santo
 
O fruto do espírito 02 - amor, aleria. paz
O fruto do espírito   02 - amor, aleria. pazO fruto do espírito   02 - amor, aleria. paz
O fruto do espírito 02 - amor, aleria. paz
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificação
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
 
O Fruto do Espírito
O Fruto do EspíritoO Fruto do Espírito
O Fruto do Espírito
 

Destaque

LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
Natalino das Neves Neves
 
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vidaLBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZALIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na féLBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIASLIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divinaLBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
Natalino das Neves Neves
 
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificaçãoLBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
Natalino das Neves Neves
 
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_CompletoInterpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha NaturezaLição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
Erberson Pinheiro
 
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINALIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉLIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderdaLBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
Natalino das Neves Neves
 
Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.
Márcio Martins
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 

Destaque (20)

LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
 
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vidaLBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
 
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZALIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
LIÇÃO 04 - ALEGRIA, FRUTO DO ESPÍRITO; INVEJA, HÁBITO DA VELHA NATUREZA
 
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na féLBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
LBA Lição 9 - Fidelidade, firmes na fé
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
 
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIASLIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
 
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divinaLBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
 
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificaçãoLBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
LBA Lição 13 - Uma vida de frutificação
 
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_CompletoInterpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
Interpretação teológica de israel a partir do exílio_Completo
 
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
 
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
 
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha NaturezaLição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
Lição 4 - Alegria, Fruto do Espírito, Inveja, hábito da Velha Natureza
 
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINALIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉLIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
 
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderdaLBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
 
Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 

Semelhante a LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades

Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017 Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
manoel v. junior vasconcelos
 
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as InimizadesLição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Daniel Felipe Kroth
 
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizadesLição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Ailton da Silva
 
Lição 04 - Pela fé temos paz com Deus
Lição 04 - Pela fé temos paz com DeusLição 04 - Pela fé temos paz com Deus
Lição 04 - Pela fé temos paz com Deus
Márcio Pereira
 
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvaçãoLição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Regio Davis
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-cura
tadslideshare
 
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
Natalino das Neves Neves
 
00 escola 1º encontro querigma
00   escola 1º encontro  querigma00   escola 1º encontro  querigma
00 escola 1º encontro querigma
WALTERJOSEMOREIRA
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ministraçao pastor.pptx
ministraçao pastor.pptxministraçao pastor.pptx
ministraçao pastor.pptx
RFVl1
 
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céu
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céuCoisas boas que deixam as pessoas fora do céu
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céu
Jesivaldo Rodrigues
 
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa EsperançaLição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Éder Tomé
 
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
Joel Silva
 
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Joel Oliveira
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 083º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
Joel Silva
 
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
UEPB
 
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola DominicalAS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
yosseph2013
 
Lição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vidaLição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vida
Márcio Pereira
 
O fruto do espirito santo
O fruto do espirito santoO fruto do espirito santo
O fruto do espirito santo
Minerva Souza
 

Semelhante a LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades (20)

Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017 Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
Lição 05 Adulto 1 trimestre 2017
 
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as InimizadesLição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
 
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizadesLição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
Lição 5 - Paz de Deus: antídoto contras as inimizades
 
Lição 04 - Pela fé temos paz com Deus
Lição 04 - Pela fé temos paz com DeusLição 04 - Pela fé temos paz com Deus
Lição 04 - Pela fé temos paz com Deus
 
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvaçãoLição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-cura
 
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
2013 3 tri lição 10 - a alegria do salvo em cristo
 
00 escola 1º encontro querigma
00   escola 1º encontro  querigma00   escola 1º encontro  querigma
00 escola 1º encontro querigma
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
ministraçao pastor.pptx
ministraçao pastor.pptxministraçao pastor.pptx
ministraçao pastor.pptx
 
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céu
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céuCoisas boas que deixam as pessoas fora do céu
Coisas boas que deixam as pessoas fora do céu
 
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa EsperançaLição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
 
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 1º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
 
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 083º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
 
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
 
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola DominicalAS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO – Lição 05 – Escola Dominical
 
Lição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vidaLição 09-Nova vida
Lição 09-Nova vida
 
O fruto do espirito santo
O fruto do espirito santoO fruto do espirito santo
O fruto do espirito santo
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
Natalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
Natalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
Natalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Natalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Natalino das Neves Neves
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
Natalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 

LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades

  • 1.
  • 2.
  • 3. TEXTO AÚREO "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.“ (Jo 14.27)
  • 4. VERDADE PRÁTICA A paz, como fruto do Espírito, não promove inimizades e dissensões.
  • 6. 11 - Portanto, lembrai-vos de que vós, noutro tempo, éreis gentios na carne e chamados incircuncisão pelos que, na carne, se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; 12 - que, naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos aos concertos da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo. 13 - Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. 14 - Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio, 15 - na sua carne, desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, 16 - e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. 17 - E, vindo, ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe e aos que estavam perto;
  • 8. INTRODUÇÃO • Na lição de hoje, estudaremos a paz como fruto do Espírito e a inimizade como obra da carne. • Da mesma forma que a alegria, estudada na lição passada, a paz que vem de cristo não depende de situações e circunstâncias. • Mesmo vivendo em uma sociedade violenta e injusta podemos ter a paz interna que somente Cristo pode dar.
  • 9. PONTO CENTRAL A paz que Jesus oferece não depende de situações e circunstâncias.
  • 10. I - A PAZ QUE EXCEDE TODO ENTENDIMENTO
  • 11. 1. Paz • Podemos definir paz como um estado de tranquilidade e quietude interior que não depende de circunstâncias externas. • Eeirene (grego) = unidade e harmonia. • Sociedade atual = violência + doenças emocionais + medo = falta de paz. • A comunhão e intimidade com Deus é a solução para a falta de paz. AP – Você está em paz? Você está em paz com Deus e com as pessoas?
  • 12. 2. Paz com Deus • Como podemos estar em paz com Deus? Mediante a nossa justificação (Rm 5.1). • A inimizade que havia entre nós e Deus é desfeita, somos reconciliados (2 Co 5.18-20) por meio da obra de Cristo (Is 53.5; Ef 2.13-17). • Quando me perguntam se estou tranquilo (E aí, tudo tranquilo?) eu respondo: “tranquilo não, mas em paz”. • A tranquilidade nem sempre depende de mim, mas a paz sim! AP – Conserve a paz com Deus? SE não tem, buque-a!
  • 13. 3. Promotor da paz • Que já tem essa paz com Deus precisa compartilhá-la(2 Co 5.20). • A paz que recebemos Espírito servirá também para o bem estar do próximo. Amor ao próximo (Mt 22.39). • Quem já experimentou a justificação e a reconciliação com Deus deve ser um pacificador (Mt 5.9). • Exemplo de Isaque(Gn 26.19-25). • No que depender de nós tenhamos paz com todos(Rm 12.18). AP – Você tem sido um promotor da paz?
  • 14. SÍNTESE DO TÓPICO O crente deve buscar a verdadeira paz mediante a justificação, em Cristo, pela fé.
  • 15. II - INIMIZADES E CONTENDAS, AUSÊNCIA DE PAZ
  • 16. 1. Três tipos de inimizades • Echthra (grego): 1. inimizade para com Deus (Rm 8.7); 2. inimizade entre as pessoas (Lc 23.12); e 3. hostilidade entre grupos e pessoas (Ef 2.14-16). • Paulo apresenta a inimizade, as contendas e as disputas como obras da carne (Gl 5.20). • A pessoa que tem inimizades só tem a perder, em todos os sentidos. Nós dependemos um dos outros. AP – Você tem cultivado as amizades ou contribuído para inimizades?
  • 17. 2. Inimizade e soberba • A inimizade, em geral é resultado da soberba e arrogância. Deus abomina o coração altivo (Pv 6.16,17). • Quando a pessoa começa acreditar que é superior aos outros, ele torna-se um "semeador" de inimizades e contendas. • Em Cristo somos todos iguais: "Nisto não há judeu nem grego; [...] porque todos vós sois um em Cristo Jesus" (Gl 3.28). • As pessoas que promovem a inimizade não podem agradar a Deus (At 10.34; Tg 2.8,9). • O soberbo precisa buscar perdão e mudar de comportamento (1 Co 3.3). AP – Você tem sido humilde ou soberbo?
  • 18. 3. Inimizade e facção • As inimizades, muitas vezes, acabam gerando na igreja as facções e divisões. • Algumas pessoas não se relacionam bem com as pessoas e, além disso, também promove dissensões. • Na igreja de Corinto, os irmãos estavam divididos em busca de atender interesses próprios ou de grupos (1 Co 1.12). • Paulo adverte: "Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós?" (1 Co 1.13). • O que deve prevalecer na igreja é o amor e respeito (Cl 3.13,14). Seja um exemplo! (Cl 3.12). AP – Existe divisões na igreja que você congrega? Qual a sua contribuição?
  • 19. SÍNTESE DO TÓPICO O objetivo da inimizade é destruir a unidade da igreja.
  • 20. III - VIVAMOS EM PAZ
  • 21. 1. O favor divino • Paulo exorta a sermos sempre gratos a Deus, pois em tudo somos dependente dele (Rm 11.17). • Todos fomos alcançados pela graça de Deus e devemos tratar as demais pessoas também com misericórdia e manter um bom relacionamento. • O favor divino (perdão sem merecimento) deve nos conduzir ao amor o próximo e a vida de paz e união (Sl 133.1). AP – Você tem demonstrado sua gratidão pela graça de Deus em seus relacionamentos?
  • 22. 2. A cruz de Cristo • A cruz é um dos símbolos mais conhecidos do cristianismo, pois, mediante a fé no sacrifício de Jesus, somos reconciliados com Deus. • Jesus em sua morte tão cruel, não abriu a sua boca para reclamar ou dizer palavras ofensivas aos seus algozes (Is 53.7; Jo 3.16). • Ele demonstrou ter paz e equilíbrio emocional mesmo vivendo uma situação tão terrível. • Ele sabia o porquê de sua missão. AP – O que podemos aprender com Cristo?
  • 23. 3. A nossa missão • Jesus veio ao mundo com uma missão, morrer na cruz pelos nossos pecados. • Ele também nos deu uma missão (Mt 28.19,20). • Para darmos cumprimento a essa missão, precisamos viver em paz com todos. • Anunciemos ao mundo que somente Jesus pode nos dar a verdadeira paz. AP – Você pode cumprir sua missão por meio de seu testemunho pessoal?
  • 24. SÍNTESE DO TÓPICO I Viver a alegria do Espírito em sua plenitude é uma dádiva da vida do crente.
  • 26. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição nós aprendemos que: 1. Podemos não ter uma vida tranquila, mas podemos interferir para termos uma vida em paz, independente das circunstâncias. 2. As inimizades e dissensões não contribuem para uma vida feliz e prospera, pelo contrário. 3. A graça de Deus para conosco por meio da cruz de Cristo deve ser nosso referencial para termos paz com todas as pessoas.
  • 27. REFERÊNCIAS COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Gálatas a Filemom. Rio de Janeiro: CPAD, 2006. DICIONÁRIO VINE: O significado exegético e expositivo das palavras do Antigo e do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. DICIONÁRIO BÍBLICO WYCLIFFE. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. GOMES, Osiel. As obras da carne e o fruto do Espírito. Rio de Janeiro: CPAD, 2016. HORTON, Stanley H. Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS - PROFESSOR. As obras da carne e o fruto do Espírito. Comentarista Pr. Osiel Gomes. 1º Trim. Rio de Janeiro: CPAD, 2017. MANUAL DA BÍBLIA DE APLICAÇÃO PESSOAL. Rio de Janeiro: CPAD, 2013.
  • 28. REFERÊNCIAS NEVES, Natalino das. Educação Cristã Libertadora. São Paulo: Fonte Editorial, 2013 NEVES, Natalino das. Justiça e Graça: um estudo da doutrina da Salvação em Romanos. Rio de Janeiro: CPAD, 2015. PALMER, Michael D. Panorama do Pensamento Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 2001. RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
  • 29. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 98409 8094 (TIM)