SlideShare uma empresa Scribd logo
Design Estratégico e Marcas


       Se antes as empresas competiam baseadas em qualidade, custo e tempo,
hoje esses atributos não são mais suficientes. Mais do que nunca, os produtos
precisam emocionar as pessoas, uma vez que elas querem fugir da monotonia, ter
seus sentidos ultra estimulados e vivenciar novas experiências. E o designer é
personagem estratégico dessa história, fazendo a ponte entre produto e usuário,
concretizando necessidades e emoções relacionadas às marcas.

       O americano Michael Porter é, desde a década de 80, um dos principais
nomes em estratégia empresarial. Para ele quando se trata de diferenciar um
produto no mercado, o design é um poderoso agregador de valor. Dentre as
diversas terminologias existentes no design atualmente, o design estratégico é que
vem sendo mais valorizada no mundo corporativo, pois ele tem a função de manter
na empresa uma visão ampla, evitando que ela tenda apenas para um foco, dando
um significado maior a marca.

       O designer estratégico trabalha analisando a situação do mercado e da
empresa, criando um diagnóstico funcional, cujo objetivo é detectar, na empresa ou
produto, dados conceituais e estruturas simbólicas que podem representar a marca.
Ele ainda avalia os objetivos dos envolvidos, empresa ou consumidor, a fim de
encontrar todas as informações que podem ser usadas na gestão das estratégias da
empresa, procurando integrar as várias áreas diante do objetivo global.

        Esse designer atua quase como um “psicólogo”, entendendo e atuando sobre
os pensamentos, sentimentos e desejos tanto do seu cliente quanto do público.
Ele vai lidar com questões subjetivas ligadas a conceitos pessoais, como identidade,
gostos e hábitos de cada pessoa, mas também com os valores da própria empresa.
Por isso, antes tudo, é preciso que o designer compreenda e assimile a identidade
dessa organização para, aí sim, ter condições de criar ações ligando o design às
suas estratégias.

        Não é uma tarefa fácil. O profissional precisa estar sempre muito bem
informado e deve manter a mente aberta para muitos caminhos possíveis, pois não
existem fórmulas prontas. Nesse sentido, o convívio com as diferenças privilegia o
profissional do design, dando-lhe acesso a referências, pensamentos, ideologias,
objetivos e comportamentos que enriquecem seu ferramental cultural e,
consequentemente, suas respostas aos problemas.

       Não somos mais envolvidos apenas pela estética, valor ou necessidade.
Como usuários, queremos mais. Queremos que o produto tenha uma relação
simbólica, um significado especial para nós.

       Esse “significar” é muito forte na vida das pessoas. É o que traz recordações
de momentos e nos dá um sentimento de “pertencimento” no mundo, pois
representam a nossa história. Os objetos estão impregnados dessas sensações e
sentimentos e são capazes de traduzir costumes e valores da geração a que
pertencem.

       A evolução do mundo redirecionou os processos industriais, acirrando ainda
mais a concorrência entre as empresas e, consequentemente, entre os produtos.
Por isso, hoje, a produção de objetos diferenciados enfatiza a forma inteligente
sobre a função, empregando inclusive critérios estéticos retirados de segmentos
correlatos, como a moda, a música, as artes entre outros.
Utilizar essa concepção, evidenciando o valor emocional e simbólico, pode
ser um grande diferencial estratégico que o designer dispõe para gerar produtos
que correspondam aos anseios do consumidor contemporâneo.

                                                              Camilo Belchior

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Branding
BrandingBranding
Branding
Paulinha Paz
 
Catalejos.cc
Catalejos.ccCatalejos.cc
Catalejos.cc
Catalejos
 
A importância da imagem empresarial
A importância da imagem empresarialA importância da imagem empresarial
A importância da imagem empresarial
Joyce Kelly Campos
 
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
Catalejos
 
Pesquisa - Fino Criativo
Pesquisa - Fino CriativoPesquisa - Fino Criativo
Pesquisa - Fino Criativo
Henry Koeke
 
Naturologia info branding_2
Naturologia info branding_2Naturologia info branding_2
Naturologia info branding_2
Marcia Auriani
 
Apresentação Agência Horta
Apresentação Agência HortaApresentação Agência Horta
Apresentação Agência Horta
Chico Villas-Bôas
 
Marketing para o 3º Setor
Marketing para o 3º SetorMarketing para o 3º Setor
Marketing para o 3º Setor
Edson Carvalho
 
O Significado Do Endomarketing
O Significado Do EndomarketingO Significado Do Endomarketing
O Significado Do Endomarketing
Andrea Costa
 
E branding 01 - Da Marca ao Branding
E branding 01 - Da Marca ao BrandingE branding 01 - Da Marca ao Branding
E branding 01 - Da Marca ao Branding
Niva Silva
 
Ap Marcas
Ap MarcasAp Marcas
Ap Marcas
graziellacarrara
 
Planejamento Integrado 360º
Planejamento Integrado 360ºPlanejamento Integrado 360º
Planejamento Integrado 360º
Paulinha Paz
 
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho GentePlano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
Monica Sakamoto
 
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
AgroTalento
 
Composto Criativo - Manual de Identidade Visual
Composto Criativo - Manual de Identidade VisualComposto Criativo - Manual de Identidade Visual
Composto Criativo - Manual de Identidade Visual
Will Fernandes
 
Aula 1 - Direção de Arte
Aula 1 - Direção de ArteAula 1 - Direção de Arte
Aula 1 - Direção de Arte
Cíntia Dal Bello
 
Identidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputaçãoIdentidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputação
Silvia Pahins
 
Estudio bergamota
Estudio bergamotaEstudio bergamota
Estudio bergamota
Catalejos
 
Processo de Criação - Daniel e Hugo
Processo de Criação - Daniel e HugoProcesso de Criação - Daniel e Hugo
Processo de Criação - Daniel e Hugo
Hugo Franco
 
Comunicação Empresarial | Aula 02
Comunicação Empresarial | Aula 02Comunicação Empresarial | Aula 02
Comunicação Empresarial | Aula 02
Pablo Caldas
 

Mais procurados (20)

Branding
BrandingBranding
Branding
 
Catalejos.cc
Catalejos.ccCatalejos.cc
Catalejos.cc
 
A importância da imagem empresarial
A importância da imagem empresarialA importância da imagem empresarial
A importância da imagem empresarial
 
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
Think Caxias | 26 e 27 de junho 2015
 
Pesquisa - Fino Criativo
Pesquisa - Fino CriativoPesquisa - Fino Criativo
Pesquisa - Fino Criativo
 
Naturologia info branding_2
Naturologia info branding_2Naturologia info branding_2
Naturologia info branding_2
 
Apresentação Agência Horta
Apresentação Agência HortaApresentação Agência Horta
Apresentação Agência Horta
 
Marketing para o 3º Setor
Marketing para o 3º SetorMarketing para o 3º Setor
Marketing para o 3º Setor
 
O Significado Do Endomarketing
O Significado Do EndomarketingO Significado Do Endomarketing
O Significado Do Endomarketing
 
E branding 01 - Da Marca ao Branding
E branding 01 - Da Marca ao BrandingE branding 01 - Da Marca ao Branding
E branding 01 - Da Marca ao Branding
 
Ap Marcas
Ap MarcasAp Marcas
Ap Marcas
 
Planejamento Integrado 360º
Planejamento Integrado 360ºPlanejamento Integrado 360º
Planejamento Integrado 360º
 
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho GentePlano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
Plano de Comunicação e Marketing - ONG -Exemplo Planta Bicho Gente
 
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
121122 10-wbeef-marcas-lincoln-seragini
 
Composto Criativo - Manual de Identidade Visual
Composto Criativo - Manual de Identidade VisualComposto Criativo - Manual de Identidade Visual
Composto Criativo - Manual de Identidade Visual
 
Aula 1 - Direção de Arte
Aula 1 - Direção de ArteAula 1 - Direção de Arte
Aula 1 - Direção de Arte
 
Identidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputaçãoIdentidade, imagem e reputação
Identidade, imagem e reputação
 
Estudio bergamota
Estudio bergamotaEstudio bergamota
Estudio bergamota
 
Processo de Criação - Daniel e Hugo
Processo de Criação - Daniel e HugoProcesso de Criação - Daniel e Hugo
Processo de Criação - Daniel e Hugo
 
Comunicação Empresarial | Aula 02
Comunicação Empresarial | Aula 02Comunicação Empresarial | Aula 02
Comunicação Empresarial | Aula 02
 

Semelhante a Design estratégico e marcas

Chocobranding
ChocobrandingChocobranding
Chocobranding
goocha!
 
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto WaltrickArtigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
Humberto Waltrick
 
Branding
BrandingBranding
Palestrante Gustavo Greco
Palestrante Gustavo GrecoPalestrante Gustavo Greco
Palestrante Gustavo Greco
DMT Palestras
 
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVAREPLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
CURSO DE PP NA ZUMBI DOS PALMARES
 
A influência branding em projetos de comerciais.
A influência branding em projetos de comerciais.A influência branding em projetos de comerciais.
A influência branding em projetos de comerciais.
Diane Oliveira
 
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o ConsumidorGestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
Leandro Araujo
 
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
Iago Moura
 
InPulso Comunicação Colaborativa
InPulso Comunicação ColaborativaInPulso Comunicação Colaborativa
InPulso Comunicação Colaborativa
GPA
 
Apresentação branding
Apresentação brandingApresentação branding
Apresentação branding
FatineOliveira
 
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptxMetadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
Faculdades Integradas de Bauru
 
[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais
Leo Almeida
 
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
Fabio Luz
 
Artigo - Spot Comunicação - O design nas relações humanas
Artigo - Spot Comunicação -  O design nas relações humanasArtigo - Spot Comunicação -  O design nas relações humanas
Artigo - Spot Comunicação - O design nas relações humanas
Guilherme Lisboa
 
Recomendações para comunicação de marcas de moda.
Recomendações para comunicação de marcas de moda.Recomendações para comunicação de marcas de moda.
Recomendações para comunicação de marcas de moda.
Design Archiv UP
 
Artc 1
Artc 1Artc 1
Artc 1
guttenberga
 
Construcao De Marcas
Construcao De MarcasConstrucao De Marcas
Construcao De Marcas
elidiadesign
 
Branding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo PiresBranding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Construção de Lovemarks
Construção de LovemarksConstrução de Lovemarks
Construção de Lovemarks
Márcio Coutinho
 
Sobre Gestão do Design
Sobre Gestão do DesignSobre Gestão do Design
Sobre Gestão do Design
Jenneffer Keffer
 

Semelhante a Design estratégico e marcas (20)

Chocobranding
ChocobrandingChocobranding
Chocobranding
 
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto WaltrickArtigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
Artigo Final - Branding - Posicionamento de Marca - Humberto Waltrick
 
Branding
BrandingBranding
Branding
 
Palestrante Gustavo Greco
Palestrante Gustavo GrecoPalestrante Gustavo Greco
Palestrante Gustavo Greco
 
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVAREPLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
PLANO DE MKT DA EMPRESA TAPE - AGÊNCIA INNOVARE
 
A influência branding em projetos de comerciais.
A influência branding em projetos de comerciais.A influência branding em projetos de comerciais.
A influência branding em projetos de comerciais.
 
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o ConsumidorGestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
Gestão de Marcas nos Pontos de Contato com o Consumidor
 
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
A influência do comportamento do consumidor no processo de planejamento de um...
 
InPulso Comunicação Colaborativa
InPulso Comunicação ColaborativaInPulso Comunicação Colaborativa
InPulso Comunicação Colaborativa
 
Apresentação branding
Apresentação brandingApresentação branding
Apresentação branding
 
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptxMetadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
Metadesign para Projeto de Identidade Visual_argentina_Palermo.pptx
 
[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais[eBook] Etapas Empresariais
[eBook] Etapas Empresariais
 
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
A Gestão de Marcas no Marketing 3.0
 
Artigo - Spot Comunicação - O design nas relações humanas
Artigo - Spot Comunicação -  O design nas relações humanasArtigo - Spot Comunicação -  O design nas relações humanas
Artigo - Spot Comunicação - O design nas relações humanas
 
Recomendações para comunicação de marcas de moda.
Recomendações para comunicação de marcas de moda.Recomendações para comunicação de marcas de moda.
Recomendações para comunicação de marcas de moda.
 
Artc 1
Artc 1Artc 1
Artc 1
 
Construcao De Marcas
Construcao De MarcasConstrucao De Marcas
Construcao De Marcas
 
Branding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo PiresBranding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo Pires
 
Construção de Lovemarks
Construção de LovemarksConstrução de Lovemarks
Construção de Lovemarks
 
Sobre Gestão do Design
Sobre Gestão do DesignSobre Gestão do Design
Sobre Gestão do Design
 

Mais de PlexuDesign Estratégico

Camilo Belchior Dissertação de Mestrado
Camilo Belchior  Dissertação de MestradoCamilo Belchior  Dissertação de Mestrado
Camilo Belchior Dissertação de Mestrado
PlexuDesign Estratégico
 
Entrevista i deia john thackara
Entrevista i deia john thackaraEntrevista i deia john thackara
Entrevista i deia john thackara
PlexuDesign Estratégico
 
Lógica, cultura, memória e significados
Lógica, cultura, memória e significadosLógica, cultura, memória e significados
Lógica, cultura, memória e significados
PlexuDesign Estratégico
 
Ressignificação
RessignificaçãoRessignificação
Ressignificação
PlexuDesign Estratégico
 
Case Templuz
Case TempluzCase Templuz
Case Office Brasil
Case Office BrasilCase Office Brasil
Case Office Brasil
PlexuDesign Estratégico
 
Case Grupo kódice
Case Grupo kódiceCase Grupo kódice
Case Grupo kódice
PlexuDesign Estratégico
 
Case Café Fino Grão
Case Café Fino GrãoCase Café Fino Grão
Case Café Fino Grão
PlexuDesign Estratégico
 
Design e luz
Design e luzDesign e luz
Palestra design em evolução
Palestra design em evoluçãoPalestra design em evolução
Palestra design em evolução
PlexuDesign Estratégico
 

Mais de PlexuDesign Estratégico (10)

Camilo Belchior Dissertação de Mestrado
Camilo Belchior  Dissertação de MestradoCamilo Belchior  Dissertação de Mestrado
Camilo Belchior Dissertação de Mestrado
 
Entrevista i deia john thackara
Entrevista i deia john thackaraEntrevista i deia john thackara
Entrevista i deia john thackara
 
Lógica, cultura, memória e significados
Lógica, cultura, memória e significadosLógica, cultura, memória e significados
Lógica, cultura, memória e significados
 
Ressignificação
RessignificaçãoRessignificação
Ressignificação
 
Case Templuz
Case TempluzCase Templuz
Case Templuz
 
Case Office Brasil
Case Office BrasilCase Office Brasil
Case Office Brasil
 
Case Grupo kódice
Case Grupo kódiceCase Grupo kódice
Case Grupo kódice
 
Case Café Fino Grão
Case Café Fino GrãoCase Café Fino Grão
Case Café Fino Grão
 
Design e luz
Design e luzDesign e luz
Design e luz
 
Palestra design em evolução
Palestra design em evoluçãoPalestra design em evolução
Palestra design em evolução
 

Design estratégico e marcas

  • 1. Design Estratégico e Marcas Se antes as empresas competiam baseadas em qualidade, custo e tempo, hoje esses atributos não são mais suficientes. Mais do que nunca, os produtos precisam emocionar as pessoas, uma vez que elas querem fugir da monotonia, ter seus sentidos ultra estimulados e vivenciar novas experiências. E o designer é personagem estratégico dessa história, fazendo a ponte entre produto e usuário, concretizando necessidades e emoções relacionadas às marcas. O americano Michael Porter é, desde a década de 80, um dos principais nomes em estratégia empresarial. Para ele quando se trata de diferenciar um produto no mercado, o design é um poderoso agregador de valor. Dentre as diversas terminologias existentes no design atualmente, o design estratégico é que vem sendo mais valorizada no mundo corporativo, pois ele tem a função de manter na empresa uma visão ampla, evitando que ela tenda apenas para um foco, dando um significado maior a marca. O designer estratégico trabalha analisando a situação do mercado e da empresa, criando um diagnóstico funcional, cujo objetivo é detectar, na empresa ou produto, dados conceituais e estruturas simbólicas que podem representar a marca. Ele ainda avalia os objetivos dos envolvidos, empresa ou consumidor, a fim de encontrar todas as informações que podem ser usadas na gestão das estratégias da empresa, procurando integrar as várias áreas diante do objetivo global. Esse designer atua quase como um “psicólogo”, entendendo e atuando sobre os pensamentos, sentimentos e desejos tanto do seu cliente quanto do público. Ele vai lidar com questões subjetivas ligadas a conceitos pessoais, como identidade, gostos e hábitos de cada pessoa, mas também com os valores da própria empresa. Por isso, antes tudo, é preciso que o designer compreenda e assimile a identidade dessa organização para, aí sim, ter condições de criar ações ligando o design às suas estratégias. Não é uma tarefa fácil. O profissional precisa estar sempre muito bem informado e deve manter a mente aberta para muitos caminhos possíveis, pois não existem fórmulas prontas. Nesse sentido, o convívio com as diferenças privilegia o profissional do design, dando-lhe acesso a referências, pensamentos, ideologias, objetivos e comportamentos que enriquecem seu ferramental cultural e, consequentemente, suas respostas aos problemas. Não somos mais envolvidos apenas pela estética, valor ou necessidade. Como usuários, queremos mais. Queremos que o produto tenha uma relação simbólica, um significado especial para nós. Esse “significar” é muito forte na vida das pessoas. É o que traz recordações de momentos e nos dá um sentimento de “pertencimento” no mundo, pois representam a nossa história. Os objetos estão impregnados dessas sensações e sentimentos e são capazes de traduzir costumes e valores da geração a que pertencem. A evolução do mundo redirecionou os processos industriais, acirrando ainda mais a concorrência entre as empresas e, consequentemente, entre os produtos. Por isso, hoje, a produção de objetos diferenciados enfatiza a forma inteligente sobre a função, empregando inclusive critérios estéticos retirados de segmentos correlatos, como a moda, a música, as artes entre outros.
  • 2. Utilizar essa concepção, evidenciando o valor emocional e simbólico, pode ser um grande diferencial estratégico que o designer dispõe para gerar produtos que correspondam aos anseios do consumidor contemporâneo. Camilo Belchior