SlideShare uma empresa Scribd logo
O Brasil tem a maior população de
                             origem africana fora da África e, por isso, a cultura
           No início do
                             desse continente exerce grande influência,
século XIX, as
                             principalmente na região nordeste do Brasil. Hoje,
manifestações, rituais e
                             a cultura afro-brasileira é resultado também das
costumes africanos eram
                             influências dos portugueses e indígenas, que se
proibidos, pois não faziam
                             manifestam na música, religião e culinária.
parte do universo cultural
europeu e não
representavam sua
prosperidade. Eram vistas
como retrato de uma
cultura atrasada. Mas, a
partir do século XX,
começaram a ser aceitos
e celebrados como
expressões artísticas
genuinamente nacionais e
hoje fazem parte do
calendário nacional com
muitas influências no dia
a dia de todos os
brasileiros.
A principal influência da música africana no Brasil é, sem dúvidas, o samba. O
 estilo hoje é o cartão-postal musical do país e está envolvido na maioria das ações
 culturais da atualidade. Gerou também diversos subgêneros e dita o ritmo da maior festa
 popular brasileira, o Carnaval.
            Mas os tambores de África trouxeram também outros cantos e danças. Além do
 samba, a influência negra na cultura musical brasileira vai do Maracatu à Congada,
 Cavalhada e Moçambique. Sons e ritmos que percorrem e conquistam o Brasil de ponta a
 ponta.



          A capoeira inicialmente desenvolvida para ser uma defesa, era ensinada aos negros
cativos por escravos que eram capturados e voltavam aos engenhos. Os movimentos de luta
foram adaptados às cantorias africanas e ficaram mais parecidos com uma dança, permitindo
assim que treinassem nos engenhos sem levantar suspeitas dos capatazes.
          Durante décadas, a capoeira foi proibida no Brasil. A liberação da prática aconteceu
apenas na década de 1930,
A arte africana
é um reflexo fiel das ricas
histórias, mitos, crenças e
filosofia dos habitantes
deste enorme
continente. A história da
arte africana remonta o
período pré-histórico,
exemplos da arte
primitiva africana são as
esculturas modeladas em
argila dos artistas da
cultura Nok. Eles faziam
esculturas de marfim,
máscaras entalhadas em
madeira e ornamentos
em ouro e bronze. Os
temas retratados nas
obras de arte remetem
ao cotidiano, a religião e
aos aspectos naturais da
região.
A culinária brasileira nada              Hoje em dia, os pratos e os
mais é do que uma mistura de             temperos da cozinha negra fazem parte
tradições, e entre essas, a mais         da nossa alimentação. São servidos no
presente é a africana.                   dia-a-dia e também nas festas populares.
As maiores influências e hábitos         Os caldos, extraídos dos alimentos
alimentares africanos foram trazidos     assados, misturados com farinha de
até nós pelos escravos, se os            mandioca (o pirão) ou com farinha de
comerciantes de escravos traziam as      milho (o angu), são uma herança dos
especiarias, os escravos traziam na      africanos. O azeite de dendê também foi
memória os usos e os gostos de sua       um dos ingredientes mais importantes da
terra. Era aí que estava o segredo.      culinária negra.
Os escravos não tinham uma               Outro prato muito conhecido que é
alimentação farta. Comiam os restos      herança afrodescendente é a feijoada.
que os seus senhores lhes destinavam.    Enquanto as melhores carnes iam para a
Os ingredientes nobres, o preparo        mesa dos senhores, os escravos ficavam
requintado e as maneiras europeias à     com as sobras: pés e orelhas de porco,
mesa aconteciam na casa grande.          linguiça, carne-seca, eram misturados
Enquanto isso, a cozinha negra se        com feijão e cozidos num grande
desenvolvia na senzala, em tachos de     caldeirão.
Trajes pinturas corporais, tecidos e adornos são marcas da identidade de
cada povo do continente africano. Geralmente as pinturas são usadas em
cerimônias, para enfeitar o corpo ou para exibir o estilo de sua tribo, todas as
pinturas tem um significado diferente.
          A vestimenta africana tradicional é o traje usado pelos povos nativos do
continente, por vezes substituída por roupas ocidentais introduzidas pelos
colonizadores europeus. Na época de hoje as mulheres vestem-se em panos ou
cangas que enrolam no corpo como vestidos, cangas, capulanas, etc.
São belos tecidos cuja padronização e acabamento é reconhecida mundialmente.
GRUPO : Eduardo Oppermann,
Marcela Chisté, Marjorie Collazzo,
Martim Flores, Pedro Surreaux e
Valentina Queiroz
TURMA: 221
DISCIPLINAS: Sociologia e História

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonialA Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonial
Alex Ferreira dos Santos
 
Escravidão no Brasil
Escravidão no BrasilEscravidão no Brasil
Escravidão no Brasil
bastianbe
 
Danças afro brasileiras
Danças afro brasileirasDanças afro brasileiras
Danças afro brasileiras
Mireli Figueiredo
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileira
brendazarza
 
A cultura brasileira
A cultura brasileiraA cultura brasileira
A cultura brasileira
Edvilson Itb
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
Andrea Dressler
 
Contribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasilContribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasil
Sandra Maria Sousa Ferreia
 
Consciencia negra
Consciencia negraConsciencia negra
Consciencia negra
Estado do RS
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
Sandro Bottene
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
Karoline Rodrigues de Melo
 
Cultura nordestina
Cultura nordestinaCultura nordestina
Cultura nordestina
Tonho02
 
Cultura africana 3° ano
Cultura africana 3° anoCultura africana 3° ano
Cultura africana 3° ano
ProfEricaVit
 
Cultura brasileira
Cultura brasileiraCultura brasileira
Cultura brasileira
Cris Chaves
 
Diaspora Africana
Diaspora AfricanaDiaspora Africana
Diaspora Africana
Alexandre Protásio
 
Aula patrimônio cultural
Aula patrimônio culturalAula patrimônio cultural
Aula patrimônio cultural
Curso Letrados
 
Cultura e manifestações artísticas
Cultura e manifestações artísticasCultura e manifestações artísticas
Cultura e manifestações artísticas
Bia Mattar
 
História da África e escravidão africana
História da África e escravidão africanaHistória da África e escravidão africana
História da África e escravidão africana
Paulo Alexandre
 
Cultura espanhola
Cultura espanholaCultura espanhola
Cultura espanhola
Elaine Chiullo
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Historia cultural dos povos africanos e indígenas
Historia cultural dos povos africanos e indígenas Historia cultural dos povos africanos e indígenas
Historia cultural dos povos africanos e indígenas
Isaquel Silva
 

Mais procurados (20)

A Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonialA Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonial
 
Escravidão no Brasil
Escravidão no BrasilEscravidão no Brasil
Escravidão no Brasil
 
Danças afro brasileiras
Danças afro brasileirasDanças afro brasileiras
Danças afro brasileiras
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileira
 
A cultura brasileira
A cultura brasileiraA cultura brasileira
A cultura brasileira
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
 
Contribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasilContribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasil
 
Consciencia negra
Consciencia negraConsciencia negra
Consciencia negra
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
 
Cultura nordestina
Cultura nordestinaCultura nordestina
Cultura nordestina
 
Cultura africana 3° ano
Cultura africana 3° anoCultura africana 3° ano
Cultura africana 3° ano
 
Cultura brasileira
Cultura brasileiraCultura brasileira
Cultura brasileira
 
Diaspora Africana
Diaspora AfricanaDiaspora Africana
Diaspora Africana
 
Aula patrimônio cultural
Aula patrimônio culturalAula patrimônio cultural
Aula patrimônio cultural
 
Cultura e manifestações artísticas
Cultura e manifestações artísticasCultura e manifestações artísticas
Cultura e manifestações artísticas
 
História da África e escravidão africana
História da África e escravidão africanaHistória da África e escravidão africana
História da África e escravidão africana
 
Cultura espanhola
Cultura espanholaCultura espanhola
Cultura espanhola
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Historia cultural dos povos africanos e indígenas
Historia cultural dos povos africanos e indígenas Historia cultural dos povos africanos e indígenas
Historia cultural dos povos africanos e indígenas
 

Destaque

Trabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileiraTrabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileira
Gabriel Mayer
 
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Arte africana
Arte africanaArte africana
A diversidade e a cultura afrobrasileira
A diversidade e a cultura afrobrasileiraA diversidade e a cultura afrobrasileira
A diversidade e a cultura afrobrasileira
prof_roseli_barbosa
 
Artes visuais afro brasileira (síntese)
Artes visuais afro brasileira (síntese)Artes visuais afro brasileira (síntese)
Artes visuais afro brasileira (síntese)
Nancihorta
 
Projeto cultura afro-brasileira
Projeto cultura afro-brasileiraProjeto cultura afro-brasileira
Projeto cultura afro-brasileira
emsaodomingos
 
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRACONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
Valéria Vanessa
 
Projeto afrodescendente
Projeto afrodescendenteProjeto afrodescendente
Projeto afrodescendente
nogcaritas
 
Reconstruindo a áfrica
Reconstruindo a áfricaReconstruindo a áfrica
Reconstruindo a áfrica
Jana Bento
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Jana Bento
 
Colonização portuguesa na américa
Colonização portuguesa na américaColonização portuguesa na américa
Colonização portuguesa na américa
Carolina Medeiros
 

Destaque (11)

Trabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileiraTrabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileira
 
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
ARTES: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA - ENSINO FUNDAME...
 
Arte africana
Arte africanaArte africana
Arte africana
 
A diversidade e a cultura afrobrasileira
A diversidade e a cultura afrobrasileiraA diversidade e a cultura afrobrasileira
A diversidade e a cultura afrobrasileira
 
Artes visuais afro brasileira (síntese)
Artes visuais afro brasileira (síntese)Artes visuais afro brasileira (síntese)
Artes visuais afro brasileira (síntese)
 
Projeto cultura afro-brasileira
Projeto cultura afro-brasileiraProjeto cultura afro-brasileira
Projeto cultura afro-brasileira
 
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRACONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
CONTRIBUIÇÃO DOS AFRICANOS PARA A CULTURA BRASILEIRA
 
Projeto afrodescendente
Projeto afrodescendenteProjeto afrodescendente
Projeto afrodescendente
 
Reconstruindo a áfrica
Reconstruindo a áfricaReconstruindo a áfrica
Reconstruindo a áfrica
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Colonização portuguesa na américa
Colonização portuguesa na américaColonização portuguesa na américa
Colonização portuguesa na américa
 

Semelhante a Cultura afro descendente

Cultura africana
Cultura africanaCultura africana
Cultura africana
José Emílio
 
A influê (1).pdf
A influê (1).pdfA influê (1).pdf
A influê (1).pdf
abnermaday
 
Identidade do negro no brasil
Identidade do negro no brasil Identidade do negro no brasil
Identidade do negro no brasil
CmteAlyne
 
Os africanos
Os africanosOs africanos
Os africanos
grupo102017
 
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiroTrabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
Hudson Giovanni
 
Salvador, cidade mais negra do Brasil
Salvador, cidade mais negra do BrasilSalvador, cidade mais negra do Brasil
Salvador, cidade mais negra do Brasil
grupo102017
 
Cultura Africana e suas influências no Brasil
Cultura Africana e suas influências no BrasilCultura Africana e suas influências no Brasil
Cultura Africana e suas influências no Brasil
Bruna Medeiros
 
Cultura afro-brasileira----religiões.pptx
Cultura afro-brasileira----religiões.pptxCultura afro-brasileira----religiões.pptx
Cultura afro-brasileira----religiões.pptx
BrendaBosi2
 
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdfRaizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
Maria Claudia F.Graca
 
Maria Clara Nasser e Amanda Leal
Maria Clara Nasser  e Amanda Leal Maria Clara Nasser  e Amanda Leal
Maria Clara Nasser e Amanda Leal
leopalasjh
 
Continete Africano
Continete AfricanoContinete Africano
Continete Africano
pratesclaudio
 
A importância do negro na sociedade brasileira
A importância do negro na sociedade brasileiraA importância do negro na sociedade brasileira
A importância do negro na sociedade brasileira
Luana Reverti
 
_África.ppt
_África.ppt_África.ppt
_África.ppt
dayanasouza53
 
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair AguilarDiversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Resam
ResamResam
Grupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºAGrupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºA
João Víctor
 
A influência africana
A influência africanaA influência africana
A influência africana
Ana Roberta Souza
 
Influência Africana
Influência AfricanaInfluência Africana
Influência Africana
grupo102017
 
A cultura africana
A cultura africanaA cultura africana
A cultura africana
joseane souza
 
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
Servidor Público Estadual
 

Semelhante a Cultura afro descendente (20)

Cultura africana
Cultura africanaCultura africana
Cultura africana
 
A influê (1).pdf
A influê (1).pdfA influê (1).pdf
A influê (1).pdf
 
Identidade do negro no brasil
Identidade do negro no brasil Identidade do negro no brasil
Identidade do negro no brasil
 
Os africanos
Os africanosOs africanos
Os africanos
 
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiroTrabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
Trabalho sobre influencia da africa no espaço brasileiro
 
Salvador, cidade mais negra do Brasil
Salvador, cidade mais negra do BrasilSalvador, cidade mais negra do Brasil
Salvador, cidade mais negra do Brasil
 
Cultura Africana e suas influências no Brasil
Cultura Africana e suas influências no BrasilCultura Africana e suas influências no Brasil
Cultura Africana e suas influências no Brasil
 
Cultura afro-brasileira----religiões.pptx
Cultura afro-brasileira----religiões.pptxCultura afro-brasileira----religiões.pptx
Cultura afro-brasileira----religiões.pptx
 
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdfRaizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
Raizes_Culturais_Brasileiras__Africanos__ensino_basico.pdf
 
Maria Clara Nasser e Amanda Leal
Maria Clara Nasser  e Amanda Leal Maria Clara Nasser  e Amanda Leal
Maria Clara Nasser e Amanda Leal
 
Continete Africano
Continete AfricanoContinete Africano
Continete Africano
 
A importância do negro na sociedade brasileira
A importância do negro na sociedade brasileiraA importância do negro na sociedade brasileira
A importância do negro na sociedade brasileira
 
_África.ppt
_África.ppt_África.ppt
_África.ppt
 
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair AguilarDiversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
Diversidade Cultural na África - Prof. Altair Aguilar
 
Resam
ResamResam
Resam
 
Grupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºAGrupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºA
 
A influência africana
A influência africanaA influência africana
A influência africana
 
Influência Africana
Influência AfricanaInfluência Africana
Influência Africana
 
A cultura africana
A cultura africanaA cultura africana
A cultura africana
 
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
Contribuiesdosafrodescendentesculturabrasileira 140102044750-phpapp02
 

Mais de Valentina Queiroz

Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
Valentina Queiroz
 
Poríferos
PoríferosPoríferos
Poríferos
Valentina Queiroz
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
Valentina Queiroz
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
Valentina Queiroz
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
Valentina Queiroz
 
Vírus
VírusVírus
Caleidoscópio e Optica
Caleidoscópio e OpticaCaleidoscópio e Optica
Caleidoscópio e Optica
Valentina Queiroz
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Conflitos geograficos III
Conflitos geograficos IIIConflitos geograficos III
Conflitos geograficos III
Valentina Queiroz
 

Mais de Valentina Queiroz (9)

Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Poríferos
PoríferosPoríferos
Poríferos
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Caleidoscópio e Optica
Caleidoscópio e OpticaCaleidoscópio e Optica
Caleidoscópio e Optica
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
Conflitos geograficos III
Conflitos geograficos IIIConflitos geograficos III
Conflitos geograficos III
 

Último

AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 

Último (20)

AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 

Cultura afro descendente

  • 1.
  • 2. O Brasil tem a maior população de origem africana fora da África e, por isso, a cultura No início do desse continente exerce grande influência, século XIX, as principalmente na região nordeste do Brasil. Hoje, manifestações, rituais e a cultura afro-brasileira é resultado também das costumes africanos eram influências dos portugueses e indígenas, que se proibidos, pois não faziam manifestam na música, religião e culinária. parte do universo cultural europeu e não representavam sua prosperidade. Eram vistas como retrato de uma cultura atrasada. Mas, a partir do século XX, começaram a ser aceitos e celebrados como expressões artísticas genuinamente nacionais e hoje fazem parte do calendário nacional com muitas influências no dia a dia de todos os brasileiros.
  • 3. A principal influência da música africana no Brasil é, sem dúvidas, o samba. O estilo hoje é o cartão-postal musical do país e está envolvido na maioria das ações culturais da atualidade. Gerou também diversos subgêneros e dita o ritmo da maior festa popular brasileira, o Carnaval. Mas os tambores de África trouxeram também outros cantos e danças. Além do samba, a influência negra na cultura musical brasileira vai do Maracatu à Congada, Cavalhada e Moçambique. Sons e ritmos que percorrem e conquistam o Brasil de ponta a ponta. A capoeira inicialmente desenvolvida para ser uma defesa, era ensinada aos negros cativos por escravos que eram capturados e voltavam aos engenhos. Os movimentos de luta foram adaptados às cantorias africanas e ficaram mais parecidos com uma dança, permitindo assim que treinassem nos engenhos sem levantar suspeitas dos capatazes. Durante décadas, a capoeira foi proibida no Brasil. A liberação da prática aconteceu apenas na década de 1930,
  • 4. A arte africana é um reflexo fiel das ricas histórias, mitos, crenças e filosofia dos habitantes deste enorme continente. A história da arte africana remonta o período pré-histórico, exemplos da arte primitiva africana são as esculturas modeladas em argila dos artistas da cultura Nok. Eles faziam esculturas de marfim, máscaras entalhadas em madeira e ornamentos em ouro e bronze. Os temas retratados nas obras de arte remetem ao cotidiano, a religião e aos aspectos naturais da região.
  • 5. A culinária brasileira nada Hoje em dia, os pratos e os mais é do que uma mistura de temperos da cozinha negra fazem parte tradições, e entre essas, a mais da nossa alimentação. São servidos no presente é a africana. dia-a-dia e também nas festas populares. As maiores influências e hábitos Os caldos, extraídos dos alimentos alimentares africanos foram trazidos assados, misturados com farinha de até nós pelos escravos, se os mandioca (o pirão) ou com farinha de comerciantes de escravos traziam as milho (o angu), são uma herança dos especiarias, os escravos traziam na africanos. O azeite de dendê também foi memória os usos e os gostos de sua um dos ingredientes mais importantes da terra. Era aí que estava o segredo. culinária negra. Os escravos não tinham uma Outro prato muito conhecido que é alimentação farta. Comiam os restos herança afrodescendente é a feijoada. que os seus senhores lhes destinavam. Enquanto as melhores carnes iam para a Os ingredientes nobres, o preparo mesa dos senhores, os escravos ficavam requintado e as maneiras europeias à com as sobras: pés e orelhas de porco, mesa aconteciam na casa grande. linguiça, carne-seca, eram misturados Enquanto isso, a cozinha negra se com feijão e cozidos num grande desenvolvia na senzala, em tachos de caldeirão.
  • 6. Trajes pinturas corporais, tecidos e adornos são marcas da identidade de cada povo do continente africano. Geralmente as pinturas são usadas em cerimônias, para enfeitar o corpo ou para exibir o estilo de sua tribo, todas as pinturas tem um significado diferente. A vestimenta africana tradicional é o traje usado pelos povos nativos do continente, por vezes substituída por roupas ocidentais introduzidas pelos colonizadores europeus. Na época de hoje as mulheres vestem-se em panos ou cangas que enrolam no corpo como vestidos, cangas, capulanas, etc. São belos tecidos cuja padronização e acabamento é reconhecida mundialmente.
  • 7. GRUPO : Eduardo Oppermann, Marcela Chisté, Marjorie Collazzo, Martim Flores, Pedro Surreaux e Valentina Queiroz TURMA: 221 DISCIPLINAS: Sociologia e História