SlideShare uma empresa Scribd logo
Disciplina- Farmacologia
Creatina & Insulina
Felipe Costa - Lucas Gonçalves - Lucas Viana - Lucas Vinicius
CREATINA
INSULINA
Creatina
[NH₂-C - NCH₂-CH₃]
01
A creatina é uma substância composta por três tipos de aminoácidos: metionina,
arginina e glicina. Produzida naturalmente pelo corpo em pequenas quantidades e
armazenada nos músculos, é um composto de aminoácidos responsável por trazer
diversos benefícios para o corpo humano. Concentrada e em forma de suplemento, ela
serve para aumentar a capacidade e o tônus muscular.
O produto é muito popular em academias por potencializar os resultados dos treinos,
mas, na Medicina, é usado para frear a perda muscular (ou a sarcopenia), principalmente
em idosos e indivíduos na UTI.
Creatina
Creatina e suas funções
Produzida naturalmente pelo corpo em
pequenas quantidades e armazenada nos
músculos, sua principal função é servir
como fonte de energia para a produção de
ATP (trifosfato de adenosina) – que nada
mais é do que o “combustível” usado para
produzir a contração muscular.
Entre os principais
benefícios da
creatina, podemos
destacar:
• Aumento da energia
durante os
exercícios físicos.
• Melhora da força
muscular.
• Eleva a resistência
física.
• Auxilia no ganho de
massa magra.
• Acelera a
recuperação dos
músculos
Tipos de Creatina
Monohidratada
A creatina monohidratada é a
versão mais popular do
suplemento – e também a mais
econômica (barata). Composta
por 88% de creatina e 12% de
água, ela pode ser encontrada
no formato de pó solúvel em
água.
A creatina micronizada passa
por um processo que “quebra”
os seus cristais em partículas
até 10x menores do que a versão
monohidratada.
A sua principal característica é
um pH mais elevado, que a torna
mais estável por um período
maior de tempo em solução
líquida – fazendo com que a sua
absorção também aumente.
Micronizada Alcalina
Como pode ser
consumida?
Ela pode ser consumida antes ou depois
dos treinos. No entanto, se você for
consumi-la após o exercício físico, ela se
torna mais eficaz quando acompanhada de
uma fonte de carboidrato. O suplemento
também pode ser ingerido junto com a
principal refeição do dia, auxiliando, assim,
na absorção da substância.
CONTRAINDICAÇÃO
PERGUNTAS E
DUVIDAS
CREATINA
Contraindicação
• Todo suplemento ergo
gênico, é contraindicada
para gestantes, lactantes,
crianças e adolescentes
que só devem consumi-los
com acompanhamento
médico.
10 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE
CREATINA:
Que tipo de pessoa pode
tomar creatina?
O que acontece se eu
tomar creatina e não
malhar?
Tem que tomar a creatina
todos os dias?
Quem tem diabetes e
pressão alta pode tomar
creatina?
Qual é o melhor horário
para tomar creatina?
Quantas gramas de
creatina por dia?
Quando creatina começa
fazer efeito?
É possível ganhar massa
muscular só com creatina?
Quantos ml de água para
tomar a creatina?
Qual é o efeito colateral da
creatina?
Insulina
02
Ela atua como uma "chave", abrindo as
"fechaduras" das células do corpo
Insulina
A insulina é um hormônio
produzido pelo pâncreas, e
tem como função metabolizar
a glicose para produção de
energia. Esta é também
essencial no metabolismo de
sacáridos, na síntese de
proteínas e no
armazenamento de lípidos.
TIPOS DE INSULINAS SINTÉTICAS
Os principais tipos de insulina
utilizados pelas pessoas que têm
diabetes são:
Insulina de ação ultrarrápida
Insulina de ação rápida.
Insulina de ação intermediária.
Insulina de ação lenta.
Algumas definições rápidas para
melhor compreensão são:
Início da ação: Velocidade com que
a insulina começa a trabalhar após a
injeção .
Pico: É o período de atividade ótima
da Insulina.
Duração: O tempo em que a insulina
age no organismo.
Por qual via a insulina pode ser injetada?
Intramuscular
Intravenosa
Subcutânea
Depositam a medicação
profundamente no tecido
muscular.
É a administração de uma
solução estéril na veia,
diretamente na circulação
sanguínea
Aquela que permite a
injeção de um medicamento
diretamente no tecido
subcutâneo
BOMBA DE INSULINA
A bomba de insulina, ou bomba de infusão
de insulina, é um pequeno aparelho
computadorizado que libera insulina de
forma contínua durante 24 horas e em
doses muito precisas de acordo com as
necessidades da pessoa, sendo indicado
nos casos de diabetes tipo 1 ou tipo 2, pois
funciona imitando o funcionamento do
pâncreas.
APLICAÇÃO DA INSULINA
o rodizio nos pontos
de aplicação da
insulina é muito
importante para o
tratamento seguro e
eficaz do diabetes
Braço: face posterior, três
a quatro dedos abaixo da
axila e acima do cotovelo
Nádegas: Quadrante
superior lateral externo.
Abdome: Regiões laterais
direita e esquerda, distante
três a quatro dedos da
cicatriz umbilical.
Coxas: Faces anterior e
lateral externa superior,
quatro dedos abaixo da
virilha e acima do joelho.
Obrigado!
Felipe Costa - Lucas Gonçalves
Lucas Viana - Lucas Vinicius

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a CREATINA & INSULINA - FINALIZADA.pptx

Palestra Emagrecimento Produtivo
 Palestra Emagrecimento Produtivo Palestra Emagrecimento Produtivo
Palestra Emagrecimento Produtivo
Wellington Guirado Paviani
 
AULA Diabetes.pptx
AULA Diabetes.pptxAULA Diabetes.pptx
AULA Diabetes.pptx
gengelaOliveira
 
Quais são os melhores suplementos pré-treino?
Quais são os melhores suplementos pré-treino?Quais são os melhores suplementos pré-treino?
Quais são os melhores suplementos pré-treino?
Meu Minoxidil
 
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptxfdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
Ashe Sampaio
 
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdfMelhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
Jonathas Maycon Fernandes Carvalho
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
washington carlos vieira
 
Quitoplan funciona?
Quitoplan funciona?Quitoplan funciona?
Quitoplan funciona?
Kris Kardoso
 
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports NutritionNutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Milton Marcelo
 
Apresentação atividade física
Apresentação atividade físicaApresentação atividade física
Apresentação atividade física
Rachel V.
 
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
Vanessa Werbicky
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
Claudio Pereira
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
Matheus Dutra
 
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscularRevista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
frogstation
 
UltraBody - Forever Living - Cód 901
UltraBody - Forever Living - Cód 901UltraBody - Forever Living - Cód 901
UltraBody - Forever Living - Cód 901
ANTONIO CORREA
 
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
Mulheres Fitness
 
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdfO Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
IsadoraAxhcar
 
Anabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementosAnabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementos
Prof. Saulo Bezerra
 
248261328 suplementacao
248261328 suplementacao248261328 suplementacao
248261328 suplementacao
Ana Cristina Souza
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Arícia Motta Nutrição
 

Semelhante a CREATINA & INSULINA - FINALIZADA.pptx (20)

Palestra Emagrecimento Produtivo
 Palestra Emagrecimento Produtivo Palestra Emagrecimento Produtivo
Palestra Emagrecimento Produtivo
 
AULA Diabetes.pptx
AULA Diabetes.pptxAULA Diabetes.pptx
AULA Diabetes.pptx
 
Quais são os melhores suplementos pré-treino?
Quais são os melhores suplementos pré-treino?Quais são os melhores suplementos pré-treino?
Quais são os melhores suplementos pré-treino?
 
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptxfdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
fdocumentos.tips_suplementos-alimentares-ppt.pptx
 
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdfMelhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
Melhores Dicas para Hipertrofia Muscular.pdf
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
 
Quitoplan funciona?
Quitoplan funciona?Quitoplan funciona?
Quitoplan funciona?
 
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports NutritionNutrição Esportiva / Sports Nutrition
Nutrição Esportiva / Sports Nutrition
 
Apresentação atividade física
Apresentação atividade físicaApresentação atividade física
Apresentação atividade física
 
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
farmacologia-para-intradermoterapia-prescric-a-o-biome-dica-e-farmace-utica-m...
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Nutricao esportiva
Nutricao esportivaNutricao esportiva
Nutricao esportiva
 
Nutrição esportiva
Nutrição esportivaNutrição esportiva
Nutrição esportiva
 
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscularRevista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
Revista - Melhores dicas para hipertrofia muscular
 
UltraBody - Forever Living - Cód 901
UltraBody - Forever Living - Cód 901UltraBody - Forever Living - Cód 901
UltraBody - Forever Living - Cód 901
 
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
4 melhores suplementos para melhorar seus resultados na academia
 
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdfO Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
O Desafio de 24 Horas_ Queime Calorias e Supere Seus Limites.pdf
 
Anabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementosAnabolizantes e suplementos
Anabolizantes e suplementos
 
248261328 suplementacao
248261328 suplementacao248261328 suplementacao
248261328 suplementacao
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
 

Mais de Fernando Naize

slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdfslides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
Fernando Naize
 
aula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptxaula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptx
Fernando Naize
 
aula-atendente-de-farmacia.pdf
aula-atendente-de-farmacia.pdfaula-atendente-de-farmacia.pdf
aula-atendente-de-farmacia.pdf
Fernando Naize
 
Sinais Vitais.pdf
Sinais Vitais.pdfSinais Vitais.pdf
Sinais Vitais.pdf
Fernando Naize
 
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdfGestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
Fernando Naize
 
Metodologias da Educação Infantil.pdf
Metodologias da Educação Infantil.pdfMetodologias da Educação Infantil.pdf
Metodologias da Educação Infantil.pdf
Fernando Naize
 
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptxAula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Fernando Naize
 
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptxSA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
Fernando Naize
 
Princípios de Contagem.pptx
Princípios de Contagem.pptxPrincípios de Contagem.pptx
Princípios de Contagem.pptx
Fernando Naize
 
Prof. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptxProf. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptx
Fernando Naize
 
Geografia.pptx
Geografia.pptxGeografia.pptx
Geografia.pptx
Fernando Naize
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
Fernando Naize
 
slide-farmacologia.pptx
slide-farmacologia.pptxslide-farmacologia.pptx
slide-farmacologia.pptx
Fernando Naize
 
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptxAula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
Fernando Naize
 
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptxSLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
Fernando Naize
 
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptxSLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
Fernando Naize
 
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdfABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
Fernando Naize
 
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdfTecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
Fernando Naize
 

Mais de Fernando Naize (18)

slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdfslides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
slides de para apresentação nutricao-e-dietetica.pdf
 
aula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptxaula-atendente-de-farmacia.pptx
aula-atendente-de-farmacia.pptx
 
aula-atendente-de-farmacia.pdf
aula-atendente-de-farmacia.pdfaula-atendente-de-farmacia.pdf
aula-atendente-de-farmacia.pdf
 
Sinais Vitais.pdf
Sinais Vitais.pdfSinais Vitais.pdf
Sinais Vitais.pdf
 
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdfGestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
Gestão e Organização de Sistemas Educacionais II.pdf
 
Metodologias da Educação Infantil.pdf
Metodologias da Educação Infantil.pdfMetodologias da Educação Infantil.pdf
Metodologias da Educação Infantil.pdf
 
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptxAula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
Aula 01 de At.Far. 17.06.23.pptx
 
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptxSA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
SA_QUI_QUS_V03_U00_C00_04_APR.pptx
 
Princípios de Contagem.pptx
Princípios de Contagem.pptxPrincípios de Contagem.pptx
Princípios de Contagem.pptx
 
Prof. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptxProf. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptx
 
Geografia.pptx
Geografia.pptxGeografia.pptx
Geografia.pptx
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 
slide-farmacologia.pptx
slide-farmacologia.pptxslide-farmacologia.pptx
slide-farmacologia.pptx
 
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptxAula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
Aula 02_As Tendências Pedagógicas na prática escolar.pptx
 
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptxSLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
SLIDE PESQUISA EDUCACIONAL-1.pptx
 
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptxSLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
SLIDE ENCONTRO METODOLOGIA DA PESQUISA (1).pptx
 
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdfABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
ABORDAGENS DA PESQUISA_Unidade 2_PARTE 2.pdf
 
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdfTecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
Tecnologias_Digitais_na_Educacao.pdf
 

Último

Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdfTeoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
jhordana1
 
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptxBioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
BeatrizLittig1
 
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptxAULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
DiegoFernandes857616
 
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptxdoenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
ccursog
 
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na EnfermagemMICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
sidneyjmg
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
jhordana1
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagemHistoria de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
sidneyjmg
 
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed FísicaPrincipios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
AllanNovais4
 
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdfCartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
Camila Lorranna
 
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
SusanaMatos22
 
Pompoarismo - uma abordagem para a saúde
Pompoarismo - uma abordagem para a saúdePompoarismo - uma abordagem para a saúde
Pompoarismo - uma abordagem para a saúde
FernandaCastro768379
 

Último (12)

Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdfTeoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
 
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptxBioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
 
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptxAULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
 
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptxdoenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
 
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na EnfermagemMICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagemHistoria de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
 
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed FísicaPrincipios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
 
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdfCartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
Cartilha Digital exercícios para OMBRO.pdf
 
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
 
Pompoarismo - uma abordagem para a saúde
Pompoarismo - uma abordagem para a saúdePompoarismo - uma abordagem para a saúde
Pompoarismo - uma abordagem para a saúde
 

CREATINA & INSULINA - FINALIZADA.pptx

  • 1. Disciplina- Farmacologia Creatina & Insulina Felipe Costa - Lucas Gonçalves - Lucas Viana - Lucas Vinicius CREATINA INSULINA
  • 3. A creatina é uma substância composta por três tipos de aminoácidos: metionina, arginina e glicina. Produzida naturalmente pelo corpo em pequenas quantidades e armazenada nos músculos, é um composto de aminoácidos responsável por trazer diversos benefícios para o corpo humano. Concentrada e em forma de suplemento, ela serve para aumentar a capacidade e o tônus muscular. O produto é muito popular em academias por potencializar os resultados dos treinos, mas, na Medicina, é usado para frear a perda muscular (ou a sarcopenia), principalmente em idosos e indivíduos na UTI. Creatina
  • 4. Creatina e suas funções Produzida naturalmente pelo corpo em pequenas quantidades e armazenada nos músculos, sua principal função é servir como fonte de energia para a produção de ATP (trifosfato de adenosina) – que nada mais é do que o “combustível” usado para produzir a contração muscular. Entre os principais benefícios da creatina, podemos destacar: • Aumento da energia durante os exercícios físicos. • Melhora da força muscular. • Eleva a resistência física. • Auxilia no ganho de massa magra. • Acelera a recuperação dos músculos
  • 5. Tipos de Creatina Monohidratada A creatina monohidratada é a versão mais popular do suplemento – e também a mais econômica (barata). Composta por 88% de creatina e 12% de água, ela pode ser encontrada no formato de pó solúvel em água. A creatina micronizada passa por um processo que “quebra” os seus cristais em partículas até 10x menores do que a versão monohidratada. A sua principal característica é um pH mais elevado, que a torna mais estável por um período maior de tempo em solução líquida – fazendo com que a sua absorção também aumente. Micronizada Alcalina
  • 6. Como pode ser consumida? Ela pode ser consumida antes ou depois dos treinos. No entanto, se você for consumi-la após o exercício físico, ela se torna mais eficaz quando acompanhada de uma fonte de carboidrato. O suplemento também pode ser ingerido junto com a principal refeição do dia, auxiliando, assim, na absorção da substância.
  • 7. CONTRAINDICAÇÃO PERGUNTAS E DUVIDAS CREATINA Contraindicação • Todo suplemento ergo gênico, é contraindicada para gestantes, lactantes, crianças e adolescentes que só devem consumi-los com acompanhamento médico.
  • 8. 10 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE CREATINA: Que tipo de pessoa pode tomar creatina? O que acontece se eu tomar creatina e não malhar? Tem que tomar a creatina todos os dias? Quem tem diabetes e pressão alta pode tomar creatina? Qual é o melhor horário para tomar creatina? Quantas gramas de creatina por dia? Quando creatina começa fazer efeito? É possível ganhar massa muscular só com creatina? Quantos ml de água para tomar a creatina? Qual é o efeito colateral da creatina?
  • 9. Insulina 02 Ela atua como uma "chave", abrindo as "fechaduras" das células do corpo
  • 10. Insulina A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, e tem como função metabolizar a glicose para produção de energia. Esta é também essencial no metabolismo de sacáridos, na síntese de proteínas e no armazenamento de lípidos.
  • 11. TIPOS DE INSULINAS SINTÉTICAS Os principais tipos de insulina utilizados pelas pessoas que têm diabetes são: Insulina de ação ultrarrápida Insulina de ação rápida. Insulina de ação intermediária. Insulina de ação lenta. Algumas definições rápidas para melhor compreensão são: Início da ação: Velocidade com que a insulina começa a trabalhar após a injeção . Pico: É o período de atividade ótima da Insulina. Duração: O tempo em que a insulina age no organismo.
  • 12. Por qual via a insulina pode ser injetada? Intramuscular Intravenosa Subcutânea Depositam a medicação profundamente no tecido muscular. É a administração de uma solução estéril na veia, diretamente na circulação sanguínea Aquela que permite a injeção de um medicamento diretamente no tecido subcutâneo
  • 13. BOMBA DE INSULINA A bomba de insulina, ou bomba de infusão de insulina, é um pequeno aparelho computadorizado que libera insulina de forma contínua durante 24 horas e em doses muito precisas de acordo com as necessidades da pessoa, sendo indicado nos casos de diabetes tipo 1 ou tipo 2, pois funciona imitando o funcionamento do pâncreas.
  • 14. APLICAÇÃO DA INSULINA o rodizio nos pontos de aplicação da insulina é muito importante para o tratamento seguro e eficaz do diabetes Braço: face posterior, três a quatro dedos abaixo da axila e acima do cotovelo Nádegas: Quadrante superior lateral externo. Abdome: Regiões laterais direita e esquerda, distante três a quatro dedos da cicatriz umbilical. Coxas: Faces anterior e lateral externa superior, quatro dedos abaixo da virilha e acima do joelho.
  • 15. Obrigado! Felipe Costa - Lucas Gonçalves Lucas Viana - Lucas Vinicius