SlideShare uma empresa Scribd logo
Conjunção
Componentes:
LIVRO E GRAMÁTICA
ANALISADOS:
INTRODUÇÃO:
Livro: é a palavra que liga dois elementos da mesma
natureza ou liga orações.
Gramática: as conjunções são palavras invariáveis que
Possuem uma função gramatical, utilizadas para o
estabelecimento da relação entre duas orações , ou ainda ,
na relação que se assemelham , gramaticalmente , dentro
da mesma oração.
As conjunções são divididas em:
Coordenativas
As conjunções Coordenativas são
Conhecidas por:
→ Aditivas
→ Adversativas
→ Alternativas
→ Explicativas
→ Conclusivas
Subordinativas
As conjunções subordinativas são
Conhecidas por:
→ Integrantes
→ Casual
→ Comparativa
→ Concessiva
→ Condicional
→ Conformativa
→ Consecutiva
→ Final
→ Proporcional
→ Temporal
CONJUÇÕES
COORDENATIVAS:
Conjunções Coordenativas são os vocábulos
gramaticais que estabelecem relações entre si, que
possuem as mesmas funções gramaticas.
Aditivas:
Expressam ideia de adição soma ou acréscimo, ligando
dois termos ou duas orações.
São elas: e, nem , mas também , mais ainda , como
também etc.
Exemplo:
Adversativa:
Estabelecem uma relação de oposição, contraste ou
sentido adverso entre dois termos e duas orações.
São elas: mas , contudo , no entanto , porém , todavia ,
entretanto e etc.
Obs: Antes dos nexos adversativos a vírgula é
obrigatória.
Exemplo:
Alternativas:
Ligam palavras ou orações, estabelecendo entre elas
uma relação de alternância ou exclusão.
São elas: ou (repetida ou não), ora...ora, já...já,
quer...quer, seja...seja etc.
Exemplo:
Conclusivas
Indicam relação de conclusão ou consequência. São
elas: pois (após o verbo), assim, então. Logo, portanto,
por isso etc.
Exemplo:
Explicativas
Expressam a relação de explicação, razão ou motivo.
São elas: que, porque, pois ( antes do verbo), portanto.
Exemplo:
Conjunções subordinativas
As conjunções subordinativas possuem função de
estabelecer uma relação entre duas orações, relação
esta que se caracteriza pela dependência do sentido de
uma oração com relação a outra.
Condicionais:
Exprime uma condição ou hipótese para que o fato da
oração principal aconteça.
São elas: se, caso, contanto que, salvo se, a menos que
a não ser que, desde que, dado que e etc.
EXEMPLO:
CAUSAIS:
Indicam a causa, o motivo ou a razão do fato expresso
na oração principal.
São elas: porque, como (porque), pois, que (porque),
porquanto, já que, visto que, desde que, uma vez que
etc.
Exemplo:
Comparativas:
Apresentam uma relação de comparação ou de
confronto de ideias de uma oração com a outra.
São elas: como, que, do que( depois de mais, menos,
maior, menor, melhor e pior ), qual ( depois de tal ),
quanto ( depois de tão ou tanto ), bem como, assim
como e etc.
Exemplo:
Conformativas:
Expressa uma ideia de conformidade ou acordo em
relação a um fato expresso na oração principal.
São elas: conforme, como ( conforme ), consoante,
segundo.
Exemplo:
Segundo os Profetas,
jesus ressuscitou ao
terceiro dia !!
CONSECUTIVAS:
Exprimem uma consequência ou um efeito do fato
expresso na oração principal.
São elas: que ( depois de tal, tanto, tão ou tamanho ), de
modo que , de forma que, de sorte que etc.
Exemplo:
Concessivas:
Indicam uma concessão ou permissão, ou seja, exprime
um fato q contraria a ação principal, mas não é capaz de
impedi-la.
São elas: embora, conquanto, ainda que, mesmo que,
posto que, se bem que, por mais que, nem que etc.
Exemplo:
ANO ELEITORAL: O SEU VOTO É OBRIGATÓRIO, EMBORA OS
CANDIDATOS NÃO SEJAM CONFIÁVEIS.
FINAIS:
Indicam uma finalidade em relação ao fato expressado
na oração principal.
São elas: para que, a fim de que, porque ( para que ) que
etc.
Exemplo:
A professora explicou todo o
conteúdo, a fim de que os alunos
obtivessem boas notas na prova
de Matemática.
Temporais:
Indicam tempo ou momento que o determinado fato
ocorreu.
São elas: quando, enquanto, depois que, logo que, assim
que etc.
Exemplo:
Proporcionais:
Expressa proporção simultaneidade em relação a outro
fato.
São elas: a proporção que, a medida que, quanto mais...
Mais, quanto menos... Mais etc.
EXEMPLO:
Á medida que as horas passavam, mais sono ele tinha
INTEGRANTES:
Integram ou completam o sentido do que foi expresso na
oração principal.
São elas: que e se.
Exemplo:
Entendi que
devia esperá-lo
na Canoa.
COMPARAÇÃO:
GRAMÁTICA
PONTOS NEGATIVOS:
→Em determinadas
conjunções, o conceito é citado
de maneira muito formal
dificultando o entendimento
dos alunos.
→Falta da introdução da
conjunção Consecutiva no
conteúdo.
→Apresenta o Conteúdo de
Forma Resumida.
LIVRO DIDÁTICO:
PONTOS NEGATIVOS:
→Apesenta o conteúdo de forma
resumida e superficial.
→Exemplos limitados, dificultando
assim o entendimento do aluno.
→O conceito de conjunção é
introduzido de forma direta e
incompleta.
→Exercício com grau de dificuldade
elevado.
Comparação:
GRAMÁTICA:
PONTOS POSITIVOS:
→Introduz o conceito de conjunção
de maneira clara, apresentando
assim, a ideia central bem definida.
→Apresenta maior número de
exemplos, facilitando a
aprendizagem e a absorção do
conteúdo.
→ Apresenta o cáp, com um texto
introdutório, não restringindo-se
somente á parte gramatical.
LIVRO DIDÁTICO:
PONTOS POSITIVOS:
→Apresenta texto
interpretativo, não
restringindo-se somente
na parte gramatical.
Considerações finais:
Com base na análise comparativa entre a gramática
Nossa Língua, e o livro didático de português 2° ano
médio, foi possível identificar pontos negativos e
positivos em ambos, pois os mesmos não suprem de
forma qualitativa a necessidade de absorção de
conteúdos do alunos.
Com isso, é necessário que nós, como futuros
educadores, venhamos introduzir em nosso âmbito
escolar, práticas de ensino que não se limitem somente
ás gramáticas e livros didáticos, utilizando-se então de
fontes diversificadas que contribuam para o bom
entendimento do aluno.
Referências:
LOPES, Karolina. Nossa Língua: Linguagens, códigos e suas
tecnologias. In: LOPES, Karolina. Nossa Língua. São Pulo:
Dcl, 2010. p. 176-179.
http://otaldoportugues.wordpress.com/2012/10/27/dicas-de-
leitura/
SARMENTO, Leila Lauar; TUFANO, Douglas. Português:
Literatura,Gramática e Produção Textual. In: SARMENTO,
Leila Lauar; TUFANO,
Douglas. Português:Literatura,Gramática e Produção
Textual. São Paulo: Moderna, 2010. p. 367-375.
Conjunção

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
Lidiane Rodrigues
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicado
guest7174ad
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
Flávio Ferreira
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
Cassandra Cruz
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
Blog Estudo
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
Jirede Abisai
 
Predicados e predicativos
Predicados e predicativosPredicados e predicativos
Predicados e predicativos
Edson Alves
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
nixsonmachado
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Aula 13 vozes verbais
Aula 13   vozes verbaisAula 13   vozes verbais
Aula 13 vozes verbais
Flávio Ferreira
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Modificadores de substantivo
Modificadores de substantivoModificadores de substantivo
Modificadores de substantivo
cassiousp46
 
Texto de divulgação científica
Texto de divulgação científicaTexto de divulgação científica
Texto de divulgação científica
Josiele Dognani
 
Polissemia e ambiguidade
Polissemia e ambiguidadePolissemia e ambiguidade
Polissemia e ambiguidade
Lilian Hodgson
 
Coesão Referencial
Coesão ReferencialCoesão Referencial
Coesão Referencial
Plantão da Redação
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
Texto normativo
Texto normativoTexto normativo
Texto normativo
Júnior Agostinho
 
FATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptxFATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptx
IaneSousaBrandao
 

Mais procurados (20)

AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
 
Sujeito E Predicado
Sujeito E PredicadoSujeito E Predicado
Sujeito E Predicado
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
 
Predicados e predicativos
Predicados e predicativosPredicados e predicativos
Predicados e predicativos
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Aula 13 vozes verbais
Aula 13   vozes verbaisAula 13   vozes verbais
Aula 13 vozes verbais
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Modificadores de substantivo
Modificadores de substantivoModificadores de substantivo
Modificadores de substantivo
 
Texto de divulgação científica
Texto de divulgação científicaTexto de divulgação científica
Texto de divulgação científica
 
Polissemia e ambiguidade
Polissemia e ambiguidadePolissemia e ambiguidade
Polissemia e ambiguidade
 
Coesão Referencial
Coesão ReferencialCoesão Referencial
Coesão Referencial
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
Texto normativo
Texto normativoTexto normativo
Texto normativo
 
FATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptxFATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptx
 

Semelhante a Conjunção

Classes de palavras - Conjunção
Classes de palavras - ConjunçãoClasses de palavras - Conjunção
Classes de palavras - Conjunção
Arthur Wenderson
 
8 ano
8 ano8 ano
Produção textual ii
Produção textual iiProdução textual ii
Produção textual ii
NaraSomerhalder
 
Classe de palavras
Classe de palavrasClasse de palavras
Classe de palavras
Ana Paula
 
Quadro dos pronomes
Quadro dos pronomesQuadro dos pronomes
Quadro dos pronomes
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Paralelismo artigo
Paralelismo artigoParalelismo artigo
Paralelismo artigo
Felipe Luccas Rosas
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
gsbq
 
Elementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencialElementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencial
CrisBiagio
 
Frase complexa1
Frase complexa1Frase complexa1
Frase complexa1
Aida Fonseca
 
Gramática
GramáticaGramática
Conjunção
ConjunçãoConjunção
Conjunção
Andriane Cursino
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
nixsonmachado
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
Fábio Guimarães
 
Frases complexas
Frases complexasFrases complexas
Frases complexas
Universidade Pedagogica
 
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptxOracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
MARIAMARIJANACASTROD
 
Conetores
ConetoresConetores
Conetores
Sandrina Azoia
 
Regência Verbal e nominal
Regência Verbal e nominal Regência Verbal e nominal
Regência Verbal e nominal
Jeiel Francis
 
Conjuncao
ConjuncaoConjuncao
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
Sarah Guimarães Portela
 
Portugues pmpe
Portugues pmpePortugues pmpe
Portugues pmpe
Raiff Oliveira
 

Semelhante a Conjunção (20)

Classes de palavras - Conjunção
Classes de palavras - ConjunçãoClasses de palavras - Conjunção
Classes de palavras - Conjunção
 
8 ano
8 ano8 ano
8 ano
 
Produção textual ii
Produção textual iiProdução textual ii
Produção textual ii
 
Classe de palavras
Classe de palavrasClasse de palavras
Classe de palavras
 
Quadro dos pronomes
Quadro dos pronomesQuadro dos pronomes
Quadro dos pronomes
 
Paralelismo artigo
Paralelismo artigoParalelismo artigo
Paralelismo artigo
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
 
Elementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencialElementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencial
 
Frase complexa1
Frase complexa1Frase complexa1
Frase complexa1
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
 
Conjunção
ConjunçãoConjunção
Conjunção
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
 
Frases complexas
Frases complexasFrases complexas
Frases complexas
 
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptxOracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
 
Conetores
ConetoresConetores
Conetores
 
Regência Verbal e nominal
Regência Verbal e nominal Regência Verbal e nominal
Regência Verbal e nominal
 
Conjuncao
ConjuncaoConjuncao
Conjuncao
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Portugues pmpe
Portugues pmpePortugues pmpe
Portugues pmpe
 

Último

FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 

Conjunção

  • 4. INTRODUÇÃO: Livro: é a palavra que liga dois elementos da mesma natureza ou liga orações. Gramática: as conjunções são palavras invariáveis que Possuem uma função gramatical, utilizadas para o estabelecimento da relação entre duas orações , ou ainda , na relação que se assemelham , gramaticalmente , dentro da mesma oração.
  • 5. As conjunções são divididas em: Coordenativas As conjunções Coordenativas são Conhecidas por: → Aditivas → Adversativas → Alternativas → Explicativas → Conclusivas Subordinativas As conjunções subordinativas são Conhecidas por: → Integrantes → Casual → Comparativa → Concessiva → Condicional → Conformativa → Consecutiva → Final → Proporcional → Temporal
  • 6. CONJUÇÕES COORDENATIVAS: Conjunções Coordenativas são os vocábulos gramaticais que estabelecem relações entre si, que possuem as mesmas funções gramaticas.
  • 7. Aditivas: Expressam ideia de adição soma ou acréscimo, ligando dois termos ou duas orações. São elas: e, nem , mas também , mais ainda , como também etc.
  • 9. Adversativa: Estabelecem uma relação de oposição, contraste ou sentido adverso entre dois termos e duas orações. São elas: mas , contudo , no entanto , porém , todavia , entretanto e etc. Obs: Antes dos nexos adversativos a vírgula é obrigatória.
  • 11. Alternativas: Ligam palavras ou orações, estabelecendo entre elas uma relação de alternância ou exclusão. São elas: ou (repetida ou não), ora...ora, já...já, quer...quer, seja...seja etc.
  • 13. Conclusivas Indicam relação de conclusão ou consequência. São elas: pois (após o verbo), assim, então. Logo, portanto, por isso etc.
  • 15. Explicativas Expressam a relação de explicação, razão ou motivo. São elas: que, porque, pois ( antes do verbo), portanto.
  • 17. Conjunções subordinativas As conjunções subordinativas possuem função de estabelecer uma relação entre duas orações, relação esta que se caracteriza pela dependência do sentido de uma oração com relação a outra.
  • 18. Condicionais: Exprime uma condição ou hipótese para que o fato da oração principal aconteça. São elas: se, caso, contanto que, salvo se, a menos que a não ser que, desde que, dado que e etc.
  • 20. CAUSAIS: Indicam a causa, o motivo ou a razão do fato expresso na oração principal. São elas: porque, como (porque), pois, que (porque), porquanto, já que, visto que, desde que, uma vez que etc.
  • 22. Comparativas: Apresentam uma relação de comparação ou de confronto de ideias de uma oração com a outra. São elas: como, que, do que( depois de mais, menos, maior, menor, melhor e pior ), qual ( depois de tal ), quanto ( depois de tão ou tanto ), bem como, assim como e etc.
  • 24. Conformativas: Expressa uma ideia de conformidade ou acordo em relação a um fato expresso na oração principal. São elas: conforme, como ( conforme ), consoante, segundo.
  • 25. Exemplo: Segundo os Profetas, jesus ressuscitou ao terceiro dia !!
  • 26. CONSECUTIVAS: Exprimem uma consequência ou um efeito do fato expresso na oração principal. São elas: que ( depois de tal, tanto, tão ou tamanho ), de modo que , de forma que, de sorte que etc.
  • 28. Concessivas: Indicam uma concessão ou permissão, ou seja, exprime um fato q contraria a ação principal, mas não é capaz de impedi-la. São elas: embora, conquanto, ainda que, mesmo que, posto que, se bem que, por mais que, nem que etc.
  • 29. Exemplo: ANO ELEITORAL: O SEU VOTO É OBRIGATÓRIO, EMBORA OS CANDIDATOS NÃO SEJAM CONFIÁVEIS.
  • 30. FINAIS: Indicam uma finalidade em relação ao fato expressado na oração principal. São elas: para que, a fim de que, porque ( para que ) que etc.
  • 31. Exemplo: A professora explicou todo o conteúdo, a fim de que os alunos obtivessem boas notas na prova de Matemática.
  • 32. Temporais: Indicam tempo ou momento que o determinado fato ocorreu. São elas: quando, enquanto, depois que, logo que, assim que etc.
  • 34. Proporcionais: Expressa proporção simultaneidade em relação a outro fato. São elas: a proporção que, a medida que, quanto mais... Mais, quanto menos... Mais etc.
  • 35. EXEMPLO: Á medida que as horas passavam, mais sono ele tinha
  • 36. INTEGRANTES: Integram ou completam o sentido do que foi expresso na oração principal. São elas: que e se.
  • 38. COMPARAÇÃO: GRAMÁTICA PONTOS NEGATIVOS: →Em determinadas conjunções, o conceito é citado de maneira muito formal dificultando o entendimento dos alunos. →Falta da introdução da conjunção Consecutiva no conteúdo. →Apresenta o Conteúdo de Forma Resumida. LIVRO DIDÁTICO: PONTOS NEGATIVOS: →Apesenta o conteúdo de forma resumida e superficial. →Exemplos limitados, dificultando assim o entendimento do aluno. →O conceito de conjunção é introduzido de forma direta e incompleta. →Exercício com grau de dificuldade elevado.
  • 39. Comparação: GRAMÁTICA: PONTOS POSITIVOS: →Introduz o conceito de conjunção de maneira clara, apresentando assim, a ideia central bem definida. →Apresenta maior número de exemplos, facilitando a aprendizagem e a absorção do conteúdo. → Apresenta o cáp, com um texto introdutório, não restringindo-se somente á parte gramatical. LIVRO DIDÁTICO: PONTOS POSITIVOS: →Apresenta texto interpretativo, não restringindo-se somente na parte gramatical.
  • 40. Considerações finais: Com base na análise comparativa entre a gramática Nossa Língua, e o livro didático de português 2° ano médio, foi possível identificar pontos negativos e positivos em ambos, pois os mesmos não suprem de forma qualitativa a necessidade de absorção de conteúdos do alunos. Com isso, é necessário que nós, como futuros educadores, venhamos introduzir em nosso âmbito escolar, práticas de ensino que não se limitem somente ás gramáticas e livros didáticos, utilizando-se então de fontes diversificadas que contribuam para o bom entendimento do aluno.
  • 41. Referências: LOPES, Karolina. Nossa Língua: Linguagens, códigos e suas tecnologias. In: LOPES, Karolina. Nossa Língua. São Pulo: Dcl, 2010. p. 176-179. http://otaldoportugues.wordpress.com/2012/10/27/dicas-de- leitura/ SARMENTO, Leila Lauar; TUFANO, Douglas. Português: Literatura,Gramática e Produção Textual. In: SARMENTO, Leila Lauar; TUFANO, Douglas. Português:Literatura,Gramática e Produção Textual. São Paulo: Moderna, 2010. p. 367-375.