SlideShare uma empresa Scribd logo
ADJUNTO
ADVERBIAL
Toda palavra (ou expressão) que
pertence à classe gramatical dos advérbios
tem, na oração, a função sintática de
adjunto adverbial.
 
Ex:
As sugestões foram recolhidas rapidamente.
classe gramatical: advérbio de modo
Rapidamente
função sintática: adj. adv. de modo
Classificação
• Afirmação: Estou realmente preocupado.
• Assunto: Falaram sobre futebol.
• Causa: Os homens morrem de fome.
• Companhia: Fui ao cinema com meu amigo.
• Dúvida: Talvez ela volte para mim.
• Efeito: Sua atitude redundou em prejuízos.
• Finalidade: Saí a passeio.
• Instrumento: Cortou-se com a faca.
• Intensidade: Comeu muito.
• Lugar: Estive na praia.
• Meio: Vou viajar de carro.
• Modo: Correu desesperadamente.
• Negação: Não trouxe o livro de português
• Oposição: Voltou-se contra o próprio pai.
• Tempo: Você chegou agora? 
Adjunto Adverbial
É o termo da oração que indica uma circunstância (dando
idéia de tempo, lugar, modo, causa, finalidade, etc.). O adjunto adverbial é o
termo que modifica o sentido de um verbo, de um adjetivo ou de um
advérbio. Observe as frases abaixo:
• Eles se respeitam muito.
• Seu projeto é muito interessante.
• O time jogou muito mal.
Nessas três orações, muito é adjunto adverbial de intensidade. No
primeiro caso, intensifica a forma verbal respeitam, que é núcleo do
predicado verbal. No segundo, intensifica o adjetivo interessante, que é o
núcleo do predicativo do sujeito. Na terceira oração, muito intensifica o
advérbio mal, que é o núcleo do adjunto adverbial de modo.
Veja o exemplo abaixo:
“ Amanhã voltarei de bicicleta àquela velha praça. ”
Os termos em destaque estão indicando as seguintes circunstâncias:
• amanhã indica tempo;
• de bicicleta indica meio;
• àquela velha praça indica lugar.

Recomendado para você

Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual

O documento discute os conceitos de coerência e coesão textual. A coerência refere-se à manutenção do mesmo tema e sentido ao longo do texto, enquanto a coesão refere-se às conexões gramaticais entre as partes do texto. Um texto precisa de coerência e coesão para fazer sentido de forma clara e lógica.

 
por ISJ
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação

1) Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas independentes. 2) Existem orações coordenadas sindéticas, que possuem conjunções, e assindéticas, que não possuem. 3) As orações coordenadas sindéticas são classificadas em aditiva, adversativa, alternativa, conclusiva e explicativa.

Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide

O documento discute as principais classificações dos substantivos em português, incluindo: substantivo comum vs próprio, concreto vs abstrato, primitivo vs derivado, simples vs composto e coletivo. Exemplos são fornecidos para cada classificação de substantivo. O documento também lista exercícios relacionados ao tema.

Mãe
(Sérgio Caparelli)
De patins, de bicicleta
de carro, moto, avi oã
nas asas da borboleta
e nos olhos do gavi oã
de barco,de veloc pedesí
a cavalo num trov oã
nas cores do arco- risí
no rugido de um le oã
na gra a de um golfinhoç
no germinar do gr oã
teu nome eu trago, m e,ã
na palma da minha m o.ã
Mãe
(Sérgio Caparelli)
De patins, de bicicleta
de carro, moto, avi oã
nas asas da borboleta
e nos olhos do gavi oã
de barco,de veloc pedesí
a cavalo num trov oã
nas cores do arco- risí
no rugido de um le oã
na gra a de um golfinhoç
no germinar do gr oã
teu nome eu trago, m e,ã
na palma da minha m o.ã

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
PaolaLins
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
Jaciara Mota
 
Objeto direto e indireto
Objeto direto e indiretoObjeto direto e indireto
Objeto direto e indireto
Edgar Filho
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Carolina Loçasso Pereira
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
Andreia Berto
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
Mara dalto
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
Andriane Cursino
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
Flávio Ferreira
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
iamraphael
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
Keu Oliveira
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
Rebeca Kaus
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
Julianne Rodrigues Pita
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
Jorge Henrique
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
Flávio Ferreira
 
Crase
CraseCrase

Mais procurados (20)

Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Objeto direto e indireto
Objeto direto e indiretoObjeto direto e indireto
Objeto direto e indireto
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Destaque

Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
Karla Costa
 
Genero resenha
Genero resenhaGenero resenha
Genero resenha
Maxwel Lima
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
Lilian Hodgson
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
Vivian gusm?
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Cynthia Funchal
 
Modificador restritivo e apositivo do nome
Modificador restritivo e apositivo do nomeModificador restritivo e apositivo do nome
Modificador restritivo e apositivo do nome
António Fernandes
 
Funções sintáticas e modificadores
Funções sintáticas e modificadoresFunções sintáticas e modificadores
Funções sintáticas e modificadores
Margarida Tomaz
 
Funções sintáticas da frase
Funções sintáticas da fraseFunções sintáticas da frase
Funções sintáticas da frase
Vanda Marques
 

Destaque (8)

Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
 
Genero resenha
Genero resenhaGenero resenha
Genero resenha
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
 
Modificador restritivo e apositivo do nome
Modificador restritivo e apositivo do nomeModificador restritivo e apositivo do nome
Modificador restritivo e apositivo do nome
 
Funções sintáticas e modificadores
Funções sintáticas e modificadoresFunções sintáticas e modificadores
Funções sintáticas e modificadores
 
Funções sintáticas da frase
Funções sintáticas da fraseFunções sintáticas da frase
Funções sintáticas da frase
 

Semelhante a Adjunto adverbial

Advérbios PPT.ppt
Advérbios PPT.pptAdvérbios PPT.ppt
Advérbios PPT.ppt
SANDRACARVALHODOSSAN
 
Aula de Preposição
Aula de PreposiçãoAula de Preposição
Aula de Preposição
Deivid Nardin
 
Adjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbialAdjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbial
M. Cristina Torres Felippin
 
VERBO.pptx
VERBO.pptxVERBO.pptx
advérbio.pdf
advérbio.pdfadvérbio.pdf
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagemwww.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
Vídeo Aulas Apoio
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
Nivea Neves
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
Nivea Neves
 
Aula adverbios.ppt
Aula adverbios.pptAula adverbios.ppt
Aula adverbios.ppt
NossavidanocampoStio
 
7 caderno-novembro
7 caderno-novembro7 caderno-novembro
7 caderno-novembro
katia barroso
 
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
Universidade das Quebradas
 
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docxADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
janete52
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
guest7174ad
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
guest7174ad
 

Semelhante a Adjunto adverbial (14)

Advérbios PPT.ppt
Advérbios PPT.pptAdvérbios PPT.ppt
Advérbios PPT.ppt
 
Aula de Preposição
Aula de PreposiçãoAula de Preposição
Aula de Preposição
 
Adjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbialAdjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbial
 
VERBO.pptx
VERBO.pptxVERBO.pptx
VERBO.pptx
 
advérbio.pdf
advérbio.pdfadvérbio.pdf
advérbio.pdf
 
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagemwww.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
www.CentroApoio.com - Português - Vícios de Linguagem
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
 
Atividades do advérbio
Atividades do advérbioAtividades do advérbio
Atividades do advérbio
 
Aula adverbios.ppt
Aula adverbios.pptAula adverbios.ppt
Aula adverbios.ppt
 
7 caderno-novembro
7 caderno-novembro7 caderno-novembro
7 caderno-novembro
 
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
Universidade das quebradas (aula 18 de setembro)
 
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docxADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
ADVÉRBIO - Conceito para imprimir.docx
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
 

Mais de Flávio Ferreira

Aulas 21 22
Aulas 21 22Aulas 21 22
Aulas 21 22
Flávio Ferreira
 
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
Flávio Ferreira
 
Or278200918405
Or278200918405Or278200918405
Or278200918405
Flávio Ferreira
 
Perc3adodo composto-41
Perc3adodo composto-41Perc3adodo composto-41
Perc3adodo composto-41
Flávio Ferreira
 
A mo ca tecela pdf
A mo ca tecela pdfA mo ca tecela pdf
A mo ca tecela pdf
Flávio Ferreira
 
06 periodo composto_2
06 periodo composto_206 periodo composto_2
06 periodo composto_2
Flávio Ferreira
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Flávio Ferreira
 
Oracoes
OracoesOracoes
Oracoessubstantivas
OracoessubstantivasOracoessubstantivas
Oracoessubstantivas
Flávio Ferreira
 
Regulamento concurso de_redacao_2016_bau
Regulamento concurso de_redacao_2016_bauRegulamento concurso de_redacao_2016_bau
Regulamento concurso de_redacao_2016_bau
Flávio Ferreira
 
4
44
3
33
1
11
Reformaortografica
ReformaortograficaReformaortografica
Reformaortografica
Flávio Ferreira
 
Acordo20ortografico20me1rcia
Acordo20ortografico20me1rciaAcordo20ortografico20me1rcia
Acordo20ortografico20me1rcia
Flávio Ferreira
 
2
22
1
11
1
11
Vozes verbais 7a_serie
Vozes verbais 7a_serieVozes verbais 7a_serie
Vozes verbais 7a_serie
Flávio Ferreira
 

Mais de Flávio Ferreira (20)

Aulas 21 22
Aulas 21 22Aulas 21 22
Aulas 21 22
 
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
Figuras de linguagem e efeitos de sentido.
 
Or278200918405
Or278200918405Or278200918405
Or278200918405
 
Perc3adodo composto-41
Perc3adodo composto-41Perc3adodo composto-41
Perc3adodo composto-41
 
A mo ca tecela pdf
A mo ca tecela pdfA mo ca tecela pdf
A mo ca tecela pdf
 
06 periodo composto_2
06 periodo composto_206 periodo composto_2
06 periodo composto_2
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
 
Oracoes
OracoesOracoes
Oracoes
 
Oracoessubstantivas
OracoessubstantivasOracoessubstantivas
Oracoessubstantivas
 
O pequeno-principe
O pequeno-principeO pequeno-principe
O pequeno-principe
 
Regulamento concurso de_redacao_2016_bau
Regulamento concurso de_redacao_2016_bauRegulamento concurso de_redacao_2016_bau
Regulamento concurso de_redacao_2016_bau
 
4
44
4
 
3
33
3
 
1
11
1
 
Reformaortografica
ReformaortograficaReformaortografica
Reformaortografica
 
Acordo20ortografico20me1rcia
Acordo20ortografico20me1rciaAcordo20ortografico20me1rcia
Acordo20ortografico20me1rcia
 
2
22
2
 
1
11
1
 
1
11
1
 
Vozes verbais 7a_serie
Vozes verbais 7a_serieVozes verbais 7a_serie
Vozes verbais 7a_serie
 

Último

Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdfApostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
cbttreinamentos
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
IedaGoethe
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdfTécnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
psidremartins
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALARApostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
cbttreinamentos
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 

Último (20)

Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
Slides Lição 1, Betel, A relevância da Palavra de DEUS, para edificação doutr...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdfApostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
Apostila Legislação - Gerenciamento- Requalificação.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
433026214-Alessandra-G-Seabra-Fernando-Capovilla-Afabetizacao-fonica-Livro-do...
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdfTécnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
Técnicas Básicas da TCC – RPD e Questionamento Socrático.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALARApostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
Apostila APH.- ATENDIMENTO PRE HOSPITALAR
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 

Adjunto adverbial

  • 2. Toda palavra (ou expressão) que pertence à classe gramatical dos advérbios tem, na oração, a função sintática de adjunto adverbial.   Ex: As sugestões foram recolhidas rapidamente. classe gramatical: advérbio de modo Rapidamente função sintática: adj. adv. de modo
  • 3. Classificação • Afirmação: Estou realmente preocupado. • Assunto: Falaram sobre futebol. • Causa: Os homens morrem de fome. • Companhia: Fui ao cinema com meu amigo. • Dúvida: Talvez ela volte para mim. • Efeito: Sua atitude redundou em prejuízos. • Finalidade: Saí a passeio. • Instrumento: Cortou-se com a faca. • Intensidade: Comeu muito. • Lugar: Estive na praia. • Meio: Vou viajar de carro. • Modo: Correu desesperadamente. • Negação: Não trouxe o livro de português • Oposição: Voltou-se contra o próprio pai. • Tempo: Você chegou agora? 
  • 4. Adjunto Adverbial É o termo da oração que indica uma circunstância (dando idéia de tempo, lugar, modo, causa, finalidade, etc.). O adjunto adverbial é o termo que modifica o sentido de um verbo, de um adjetivo ou de um advérbio. Observe as frases abaixo: • Eles se respeitam muito. • Seu projeto é muito interessante. • O time jogou muito mal. Nessas três orações, muito é adjunto adverbial de intensidade. No primeiro caso, intensifica a forma verbal respeitam, que é núcleo do predicado verbal. No segundo, intensifica o adjetivo interessante, que é o núcleo do predicativo do sujeito. Na terceira oração, muito intensifica o advérbio mal, que é o núcleo do adjunto adverbial de modo. Veja o exemplo abaixo: “ Amanhã voltarei de bicicleta àquela velha praça. ” Os termos em destaque estão indicando as seguintes circunstâncias: • amanhã indica tempo; • de bicicleta indica meio; • àquela velha praça indica lugar.
  • 5. Mãe (Sérgio Caparelli) De patins, de bicicleta de carro, moto, avi oã nas asas da borboleta e nos olhos do gavi oã de barco,de veloc pedesí a cavalo num trov oã nas cores do arco- risí no rugido de um le oã na gra a de um golfinhoç no germinar do gr oã teu nome eu trago, m e,ã na palma da minha m o.ã
  • 6. Mãe (Sérgio Caparelli) De patins, de bicicleta de carro, moto, avi oã nas asas da borboleta e nos olhos do gavi oã de barco,de veloc pedesí a cavalo num trov oã nas cores do arco- risí no rugido de um le oã na gra a de um golfinhoç no germinar do gr oã teu nome eu trago, m e,ã na palma da minha m o.ã