SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Revisão Gramatical Conjunções Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Prof. Robson Santos UFPE / CAA
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Conjunções Vocábulos utilizados para o estabelecimento da relação entre duas orações, ou ainda a relação dois termos que se assemelham gramaticalmente dentro da mesma oração.  As conjunções podem ser de dois tipos principais:  Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss conjunções coordenativas conjunções subordinativas.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss conjunções coordenativas estabelecem relações entre dois termos ou duas orações independentes entre si, que possuem as mesmas funções gramaticais.   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Coordenativas Aditivas   possuem a função de adicionar um termo a outro de mesma função gramatical, ou ainda adicionar uma oração à outra de mesma função gramatical.  ,[object Object],[object Object],Todos aqui estão contentes  e  despreocupados  O acontecimento não foi bom  nem  ruim.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Coordenativas Adversativas   possuem a função de estabelecer uma relação de contraste entre os sentidos de dois termos ou duas orações de mesma função gramatical.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Não negou nada,  mas  também não afirmou coisa nenhuma.  O curso de Engenharia exige muitos cálculos,  porém  alguns tipos de  cálculos não são usados na vida profissional.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Coordenativas Alternativas   unem orações independentes, indicando sucessão de fatos que se negam entre si ou ainda indicando que, com a ocorrência de um dos fatos de uma oração, a exclusão do fato da outra oração.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Tudo para ele era vencer  ou  perder.  Ou  namoro a garota  ou  me vou para longe.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Coordenativas Conclusivas   são utilizadas para unir, a uma oração anterior, outra oração que exprime conclusão o conseqüência.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estudou muito,  portanto  irá bem no exame.  O rapaz é bastante inteligente,  assim , será um privilegiado na entrevista. 
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Coordenativas Explicativas   são aquelas que unem duas orações, das quais a segunda explica o conteúdo da primeira.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Não entrou no teatro  porque  esqueceu os bilhetes  Conseguiu a  aprovação, pois  estudou como nunca fizera antes.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS   possuem a função de estabelecer uma relação entre duas orações, relação esta que se caracteriza pela dependência do sentido de uma oração com relação a outra.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Causais   são as conjunções que subordinam uma oração a outra, iniciando uma oração que exprime causa de outra oração, a qual se subordina.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os balões sobem  porque  são mais leves que o ar.  Saímos rapidamente,  visto que  estava armando um tremendo temporal.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Comparativas   são as conjunções que, iniciando uma oração, subordinam-na a outra por meio da comparação ou confronto de idéias de uma oração com relação a outra.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Aquilo é  pior que  isso.  Juvenildo é tão esforçado  como  o irmão.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Concessivas   são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada, se referem a uma ocorrência oposta à ocorrência da oração principal, não implicando essa oposição em impedimento de uma das ocorrências (expressão das oposições coexistentes).  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Todos se retiraram,  apesar de  não terem terminado a prova.  Acompanhou a multidão,  embora  o tenha feito contra sua vontade
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Condicionais   são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, exprimem uma condição sem a qual o fato da oração principal se realiza (ou exprimem hipótese com a qual o fato principal não se realiza).  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Se  você não vier, a reunião não se realizará.  Você terá um futuro brilhante,  desde que  se esforce.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Conformativas   são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, expressam sua conformidade em relação ao fato da oração principal.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],O debate se desenrolou  conforme  foi planejado.  Construímos nossa casa,  segundo  as especificações dadas pela Prefeitura.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Finais   são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, expressam a finalidade dos atos contidos na oração principal.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Tudo foi planejado  para que  não houvesse falhas. Fez sinal  que  todos se aproximassem em silêncio. 
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Integrantes     são as conjunções que, iniciando orações subordinadas, introduzem essas orações como termos da oração principal (sujeitos, objetos diretos ou indiretos, complementos nominais, predicativos ou apostos).  ,[object Object],[object Object],A criança perguntou ao pai  se  Deus existia de verdade  João disse  que  não havia o que temer.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Proporcionais    são as conjunções que expressam a simultaneidade e a proporcionalidade da evolução dos fatos contidos na oração subordinada com relação aos fatos da oração principal.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Seu espírito se elevava  à medida que  compunha o poema. Quanto menos  as pessoas nos incomodam,  tanto mais  realizamos nossas tarefas.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Conjunções Subordinativas Temporais   são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada, tornam essa oração um índice da circunstância do tempo em que o fato da oração principal ocorre.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Quando  chegar de viagem, me avise  Enquanto  todos estavam fora, nada fez de útil.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Preposição   A preposição também é palavra invariável que relaciona dois termos, só que, nessa relação, um termo completa ou explica o sentido do outro.  A preposição não liga orações.   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os amigos  de  João estranharam o seu modo de vestir.  Ele foi caminhando até se cansar.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Locução Prepositiva   As locuções prepositivas, em geral, são formadas de adv (ou locução adverbial) + preposição - abaixo de, acerca de, a fim de, além de, defronte a, ao lado de, apesar de, através de, de acordo com, em vez de, junto de, perto de, até a, a par de, devido a etc.  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Conseguimos vencer  graças a  Deus.  Os alunos resolveram o problema  depois de  muito esforço.
Português Instrumental  e  Metodologia Científica Prof. Robson Santos  -  Email :robssantoss@yahoo.com.br  -  Blog : http://robssantos.blogspot.com -  Twitter : http://twitter.com/robssantoss Tanto a preposição quanto a conjunção são conectivos, isto é, são classes que desempenham função de ligação; ambas essas classes ligam, mas entre elas há esta diferença:  A  preposição  liga palavras (substantivo a substantivo, substantivo a adjetivo, substantivo a verbo, adjetivo a verbo etc.), ao passo que a  conjunção  liga orações”.  Diferença entre preposição e conjunção Isso significa que a preposição é o termo que liga  substantivo  a substantivo,  verbo  a substantivo, substantivo a verbo,  adjetivo  a substantivo,  advérbio  a substantivo, etc.  Só não pode ligar verbo a verbo: o termo que liga dois verbos (e suas  orações ) é a  conjunção .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadasAline Castro
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalMiguel Neto
 
Adjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominalAdjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominalNeily Alves
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavrasKaren Olivan
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavrascolveromachado
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasLidiane Rodrigues
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosLeisiane Jesus
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosKarin Cristine
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbalSadrak Silva
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadasEdson Alves
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavras Estrutura das palavras
Estrutura das palavras colveromachado
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasBlog Estudo
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal Luciene Gomes
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominalguest0cbfe
 

Mais procurados (20)

Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia Verbal
 
Adjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominalAdjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominal
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavras
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativos
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavras Estrutura das palavras
Estrutura das palavras
 
Tempos e modos do verbo
Tempos e modos do verboTempos e modos do verbo
Tempos e modos do verbo
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 

Semelhante a Conjunções Gramáticas

Conjunções língua portuguesa - info escola
Conjunções   língua portuguesa - info escolaConjunções   língua portuguesa - info escola
Conjunções língua portuguesa - info escolaJooPauloMendesFerrei
 
Elementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencialElementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencialCrisBiagio
 
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptx
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptxAs conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptx
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptxrelampianoeditora
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12gsbq
 
A conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..pptA conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..pptProfessorGabrielSoar
 
Razão Lógica e Metafísica
Razão Lógica e MetafísicaRazão Lógica e Metafísica
Razão Lógica e MetafísicaRobson Santos
 
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacaoAduanyLima
 
Linking words 9 ano - conectivos em inglês
Linking words 9 ano - conectivos em inglêsLinking words 9 ano - conectivos em inglês
Linking words 9 ano - conectivos em inglêsJhany2
 
Texto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunçãoTexto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunçãoValeria Nunes
 
Lingua Portuguesa - Coesão textual interpretação de texto
Lingua Portuguesa - Coesão textual  interpretação de textoLingua Portuguesa - Coesão textual  interpretação de texto
Lingua Portuguesa - Coesão textual interpretação de textoVanessaMMiranda1
 

Semelhante a Conjunções Gramáticas (20)

Conjuncao
ConjuncaoConjuncao
Conjuncao
 
Conjuncao
ConjuncaoConjuncao
Conjuncao
 
Conjunções língua portuguesa - info escola
Conjunções   língua portuguesa - info escolaConjunções   língua portuguesa - info escola
Conjunções língua portuguesa - info escola
 
Elementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencialElementos de coesão sequencial
Elementos de coesão sequencial
 
Conjunção subordinativa
Conjunção subordinativaConjunção subordinativa
Conjunção subordinativa
 
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptx
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptxAs conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptx
As conjunções subordinativas na construção do texto (1).pptx
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
 
Conjuncoes
ConjuncoesConjuncoes
Conjuncoes
 
Conjuncoes
ConjuncoesConjuncoes
Conjuncoes
 
A conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..pptA conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..ppt
 
Razão Lógica e Metafísica
Razão Lógica e MetafísicaRazão Lógica e Metafísica
Razão Lógica e Metafísica
 
Conjunção
ConjunçãoConjunção
Conjunção
 
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao
36415530 concordancia-regencia-colocacao-crase-e-pontuacao
 
Quadro dos pronomes
Quadro dos pronomesQuadro dos pronomes
Quadro dos pronomes
 
581
581581
581
 
Linking words 9 ano - conectivos em inglês
Linking words 9 ano - conectivos em inglêsLinking words 9 ano - conectivos em inglês
Linking words 9 ano - conectivos em inglês
 
Texto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunçãoTexto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunção
 
Lingua Portuguesa - Coesão textual interpretação de texto
Lingua Portuguesa - Coesão textual  interpretação de textoLingua Portuguesa - Coesão textual  interpretação de texto
Lingua Portuguesa - Coesão textual interpretação de texto
 
Conjunção coordenativa
Conjunção coordenativaConjunção coordenativa
Conjunção coordenativa
 
8 ano
8 ano8 ano
8 ano
 

Mais de Robson Santos

Redes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRedes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRobson Santos
 
Revisitando teoricos Comenius e Rousseau
Revisitando teoricos Comenius e RousseauRevisitando teoricos Comenius e Rousseau
Revisitando teoricos Comenius e RousseauRobson Santos
 
Redes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRedes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRobson Santos
 
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar   Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar Robson Santos
 
Formação do professor em tecnologias educacionais
Formação do professor em tecnologias educacionaisFormação do professor em tecnologias educacionais
Formação do professor em tecnologias educacionaisRobson Santos
 
Dados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoDados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoRobson Santos
 
Percepção e pensamento
Percepção e pensamentoPercepção e pensamento
Percepção e pensamentoRobson Santos
 
Formas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoFormas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoRobson Santos
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaRobson Santos
 
Softwares E Aplicativos Robs
Softwares E Aplicativos RobsSoftwares E Aplicativos Robs
Softwares E Aplicativos RobsRobson Santos
 
Softwares e Aplicativos Windows
Softwares e Aplicativos WindowsSoftwares e Aplicativos Windows
Softwares e Aplicativos WindowsRobson Santos
 
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010Robson Santos
 
EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010Robson Santos
 
2 Sistema Informação na Empresa Cap02
2 Sistema Informação na Empresa Cap022 Sistema Informação na Empresa Cap02
2 Sistema Informação na Empresa Cap02Robson Santos
 
Tipos de Sistemas de Informação Resumo
Tipos de Sistemas de Informação ResumoTipos de Sistemas de Informação Resumo
Tipos de Sistemas de Informação ResumoRobson Santos
 

Mais de Robson Santos (20)

Redes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRedes sociais virtuais
Redes sociais virtuais
 
Revisitando teoricos Comenius e Rousseau
Revisitando teoricos Comenius e RousseauRevisitando teoricos Comenius e Rousseau
Revisitando teoricos Comenius e Rousseau
 
Redes sociais virtuais
Redes sociais virtuaisRedes sociais virtuais
Redes sociais virtuais
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar   Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar
Rabindranath Tagore(Espírito): Olhando o mar
 
Formação do professor em tecnologias educacionais
Formação do professor em tecnologias educacionaisFormação do professor em tecnologias educacionais
Formação do professor em tecnologias educacionais
 
Etica
EticaEtica
Etica
 
6 ética
6 ética6 ética
6 ética
 
Dados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoDados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e Conhecimento
 
Percepção e pensamento
Percepção e pensamentoPercepção e pensamento
Percepção e pensamento
 
Formas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoFormas de Conhecimento
Formas de Conhecimento
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 
Softwares E Aplicativos Robs
Softwares E Aplicativos RobsSoftwares E Aplicativos Robs
Softwares E Aplicativos Robs
 
Hardwarerobs
HardwarerobsHardwarerobs
Hardwarerobs
 
Origem Da Filosofia
Origem Da FilosofiaOrigem Da Filosofia
Origem Da Filosofia
 
Softwares e Aplicativos Windows
Softwares e Aplicativos WindowsSoftwares e Aplicativos Windows
Softwares e Aplicativos Windows
 
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010
EMENTA TI - Ciências Contábeis 2010
 
EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010EMENTA TI - Administração 2010
EMENTA TI - Administração 2010
 
2 Sistema Informação na Empresa Cap02
2 Sistema Informação na Empresa Cap022 Sistema Informação na Empresa Cap02
2 Sistema Informação na Empresa Cap02
 
Tipos de Sistemas de Informação Resumo
Tipos de Sistemas de Informação ResumoTipos de Sistemas de Informação Resumo
Tipos de Sistemas de Informação Resumo
 

Último

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Conjunções Gramáticas

  • 1. Português Instrumental e Metodologia Científica Revisão Gramatical Conjunções Prof. Robson Santos - Email :robssantoss@yahoo.com.br - Blog : http://robssantos.blogspot.com - Twitter : http://twitter.com/robssantoss Prof. Robson Santos UFPE / CAA
  • 2. Português Instrumental e Metodologia Científica Conjunções Vocábulos utilizados para o estabelecimento da relação entre duas orações, ou ainda a relação dois termos que se assemelham gramaticalmente dentro da mesma oração. As conjunções podem ser de dois tipos principais: Prof. Robson Santos - Email :robssantoss@yahoo.com.br - Blog : http://robssantos.blogspot.com - Twitter : http://twitter.com/robssantoss conjunções coordenativas conjunções subordinativas.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Português Instrumental e Metodologia Científica Prof. Robson Santos - Email :robssantoss@yahoo.com.br - Blog : http://robssantos.blogspot.com - Twitter : http://twitter.com/robssantoss Tanto a preposição quanto a conjunção são conectivos, isto é, são classes que desempenham função de ligação; ambas essas classes ligam, mas entre elas há esta diferença: A preposição liga palavras (substantivo a substantivo, substantivo a adjetivo, substantivo a verbo, adjetivo a verbo etc.), ao passo que a conjunção liga orações”. Diferença entre preposição e conjunção Isso significa que a preposição é o termo que liga substantivo a substantivo, verbo a substantivo, substantivo a verbo, adjetivo a substantivo, advérbio a substantivo, etc. Só não pode ligar verbo a verbo: o termo que liga dois verbos (e suas orações ) é a conjunção .