SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 156
Tiago Magalhães
• MBA EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS - UNIFACS
• PÓS-GRADUADO EM ATVIDADE FÍSICA PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS - UVA
• PÓS-GRADUADO EM MUSCULAÇÃO E TREINAMENTO DE FORÇA – UGF

• Diretor Executivo da Fit Trainer – Consultoria Esportiva Ltda.
• Diretor de Marketing Esportivo Gatorade (Nordeste)
• Fundador da Rede de CTs Move – Treinamento Funcional
• Treinador do Core 360° - Treinamento Funcional (2010 a 2011)
• Autor da Linha de Softwares Biomechanics – Fitness Colections
• Consultor Técnico na Implantação e Reestruturação Operacional de mais de 30
  Academias de Ginástica e Centros de Fitness
• Gestor Multidisciplinar de diversas Academias
• Consultor Técnico da Polisystem – Soluções Tecnológicas (Fitness)
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO




“Excelência é uma arte conquistada pelo
 treinamento e pelo hábito. Somos o que
           fazemos sempre.”
                                 Aristótoles
O sedentarismo tem criado pessoas não-funcionais, incapazes de
     realizar movimentos básicos e inatos do ser humano, com
encurtamentos e desequilíbrios musculares crônicos, levando, assim,
 a adaptações estruturais físicas em todo corpo. Com este perfil, a
sociedade atual precisa de novos treinamentos e visando a carência
 de movimentos surgiu uma adaptação do treinamento funcional.




                                                     Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
O Treinamento Funcional surgiu da reabilitação, onde movimentos
    eram usados para recuperar lesões e posturas inapropriadas,
 principalmente de atletas. Posteriormente foi incorporado as suas
  rotinas de treino, melhorando a eficiência no esporte e como um
preventivo a novas lesões. A partir disto, adaptou-se este método a
           sociedade atual com todas as suas deficiências




                                                      Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Tem como princípio preparar o organismo de maneira
íntegra, segura e eficiente através do centro corporal,
          chamado nesse método por CORE.




                                           Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
$
  Dados da International Health, Racquet & Sportsclub
 Association (IHRSA), entidade internacional do setor de
esporte e saúde, mostram que, de 2007 a 2010, o número
  de academias no Brasil dobrou, chegando a 15.551,
   deixando o país atrás apenas dos Estados Unidos.

                                          Fonte: Exame




                                                           Prof. Esp. Tiago Magalhães
$
  Com faturamento de US$ 1,1 bilhão no último ano, a
perspectiva da associação é de que o setor continue em
crescimento no Brasil, impulsionado pela ascensão das
              classes econômicas C e D.


   A previsão é que haja mais de 30.000 centros de
             atividades físicas até 2014.

                                                                   Fonte: Exame




                                                         Prof. Esp. Tiago Magalhães
Se você está pensando em entrar na área de Fitness, a hora é
esta. O mercado se encontra aquecido e, cada vez mais, o treino
  funcional é considerado pelos especialistas “a malhação do
   futuro” e, por isso, um dos mercados que mais tende a se
                          desenvolver.

 Investidores que sempre pensaram em montar uma academia, também podem
celebrar a popularização do treino funcional e a chegada ao mercado brasileiro
         de diversas redes de Estúdios especializados em T. Funcional.




                                                               Prof. Esp. Tiago Magalhães
Números de Centros no Brasil
Fonte: ACAD, CREFs                        2001
                                        1 Academia


                                          2006
                                     17 Centros de TF


                                          2008
                                     45 Centros de TF
                                 25 Academias com aula TF

                                          2010
                                   78 Centros de TF
                               56 Academias com aula TF

                                          2011
                               Aprox. 200 Centros de TF
                             + 100 Academias com aula TF

                                         2012
                                   350 Centros de TF
                     Grande parte das academias do país já tem Aula
Números de Centros na Bahia          2004
Fonte: Fit Trainer - Consultoria     1 Centro de TF

                                     2007
                                     3 Centros de TF
                                     2010
                                     5 Centros de TF
                                     3 Academias com
                                     aula TF
                                    2011
                                    25 Centros de TF
                                    + 15 Academias com aula TF


                                   2012
                                   Aprox. 70 Centros de TF
                                   + 50 Academias com Aula de TF
Com o mercado aquecido para esse novo negócio que é o
Treinamento Funcional, aquelas pessoas que estavam buscando
  iniciar uma atividade física prazerosa, dinâmica e que desse
resultados, acabaram sendo o nicho de clientes a ser procurado.

     70% dos clientes dos Estúdios e Centros de Treinamento
              Funcional não vieram da academia.




                                                    Prof. Esp. Tiago Magalhães
O perfil do público de quem procura o treinamento funcional
   é composto por pessoas com faixa etária entre 25 e 40
                  anos, e das classes A e B.




  PRINCIPAIS
  OBJETIVOS



                                                    Fonte: ACAD

                                                Prof. Esp. Tiago Magalhães
12 BOAS RAZÕES PARA PRATICAR O TREINAMENTO FUNCIONAL
1. Melhoria da postura;
2. Melhoria do equilíbrio muscular
3. Diminuição da incidência de lesão
4. Melhora do desempenho atlético;
5. Otimização de resultados;
6. Melhora da lateralidade corporal;
7. Melhora da flexibilidade e propriocepçao;
8. Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral;
9. Aumento da eficiência dos movimentos;
10. Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
11. Melhora da força, coordenação motora;
12. Melhora da resistência central ( cardiovascular ) e periférica ( muscular );

                                                                        Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
VANTAGENS PARA QUE DESEJA MONTAR UM ESTÚDIO
• Menor investimento do que de uma academia tradicional;
• Atrai diversos tipos de alunos, praticantes de outras modalidades esportivas,
  além daqueles que têm restrições quanto ao treino convencional de musculação;
• Nicho de mercado em ascensão;
• Mais vantagem competitiva e diferencial ante as demais;
• Não precisa ser da área de Fitness;
• Atrai alunos de outras faixas etárias, praticantes de outras modalidades
  esportivas, além daqueles que têm restrições quanto ao treino convencional de
  musculação;
• Produto de alto valor agregado;
• Maior rentabilidade;
• Os resultados garantem a fidelização;

                                                                Prof. Esp. Tiago Magalhães
Quais atividades eu posso agregar no meu Board de serviços:


Treinamento Funcional
Atividades holísticas (Yoga, Relaxamento, Liang Gong, Tai Chi ...)
Atividades de Lutas (Jiu-Jitsu, Muay Thai, Judô, Boxe, MMA ...)
Pilates
Corrida Externa
Terapias Manuais (Massoterapia, RPG ...)
Avaliações Multiciplinares (Nutrição, Física, Fisioterapêutica...)

                                                                  Prof. Esp. Tiago Magalhães
Quais produtos eu posso agregar como receita:


Loja de confecções e produtos da marca
Lanchonete
Publicidade Interna
Taxa de uso para o serviço de Personal Training externo




                                                          Prof. Esp. Tiago Magalhães
Aulas Individuais ou pequenos grupos parecem ser a melhor
      opção para o sucesso do Serviço Treinamento Funcional


         Pontos Positivos                                       Pontos Negativos

Ticket médio maior                               Número mais reduzido de clientes / hora

Mais individualizado = resultados mais rápidos   No caso de uma evasão ou rotatividade maior,
                                                 é sentido no faturamento mensal.
Atenção exclusiva = retenção
                                                 No caso de pequenos grupos (até 6 clientes/
Requer mais planejamento, atenção do             hora), não há necessidade de mais de 2
professor                                        professores por hora (isso vai depender da
                                                 capacidade de atendimento dos profissionais)
Muitas academias já encaixaram na sua grade de aulas o
 Treinamento Funcional, muito chamado de Ginástica Funcional
                    ou Circuito Funcional.

         Pontos Positivos                                     Pontos Negativos

Aula bem diversificada, dinâmica e com         O Treinamento funcional tem características
excelente aceitação                            individualizadas, nesse caso um contra-senso
                                               em relação a atividade coletiva
Maior possibilidade de atendimento por hora
                                               O valor real do produto, pode ser confundido
Criação de um grupo por perfil de resultados   ao de uma aula de ginástica convencional e
ou mesmo por aptidão física                    isso não ser atrativo num segundo momento

                                               Demanda de muita atenção e cuidado pelas
                                               tarefas de movimentos às vezes complexas, o
                                               que faz necessário a presença de mais de 1
                                               professor na sala
                                                                              Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Já temos disponíveis no mercado equipamentos que foram
desenhados exclusivamente para atender a demanda do TF.
Vantagens
                                            CUSTO MÉDIO DE CADA MAQUINA:
1.   Maior liberdade de movimentos          R$ 11.000,00
2.   Ergonomia mais ajustável ao cliente
3.   Multi-exercícios                       CUSTO MÉDIO DE UM KIT:
4.   Um kit de 6 Máquinas já é suficiente   R$ 66.000,00
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Prof. Esp. Tiago Magalhães
SE O MERCADO ESTA EM
   EXPANSÃO, ESTÃO TODOS
 PROCURANDO O TREINAMENTO
FUNCIONAL, ENTÃO VOU MONTAR
  HOJE MESMO O MEU STUDIO.




                       Prof. Esp. Tiago Magalhães
COMO PODEREI ME DESTACAR SE O
                        NÚMERO DE ESTÚDIOS NÃO PARA DE
                                  CRESCER?
MAS COMO COMEÇO ISSO?




                               VOU PRECISAR DE QUANTOS
                                    PROFISSIONAIS
                                TRABALHANDO COMIGO ?




                              SERÁ QUE ISSO VAI DAR
                                     CERTO?
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Método pelo qual a empresa define a mobilização de seus recursos para
 alcançar os objetivos propostos. É um planejamento global a curto, médio e
                                longo prazo.


O planejamento estratégico procura responder a questões básicas, como:

1. Por que a organização existe?
2. O que e como ela faz?
3. Onde ela quer chegar?



               Planejar o que fazer, como fazer e quando fazer.
 É uma ferramenta de apoio à gestão com vista ao desenvolvimento futuro da
         empresa, especificando a forma e os timings de execução.
No decorrer deste processo, é realizada uma análise sistemática dos pontos
 fortes e fracos da empresa, e das oportunidades do meio ambiente com o
 intuito de estabelecer os objetivos, as estratégias, assim como ações que
                possibilitem um aumento da competitividade.




                                                          Prof. Esp. Tiago Magalhães
O estabelecimento de um planejamento estratégico de
                  marketing envolve cinco atividades.

                Definição da                                Análise da
             missão corporativa.                          situação atual




 Implementação,
Feedback e controle

                                                                      Formulação de
                                                                        objetivos.




                             Formulação de estratégias.
A missão corporativa está relacionada com o direcionamento da empresa
                   mediante seus funcionários e colaboradores.
    É a finalidade pela qual todos os esforços da empresa estão direcionados.

• Qual é o nosso negócio?
• Quem é o cliente?
• O que tem valor para o cliente?
• O que se pretende proporcionar de benefícios aos nossos clientes ?

    A Missão corporativa deve responder a estas perguntas aparentemente
 simples, que fazem a diferença nas decisões gerenciais mediante um ambiente
                             competitivo acirrado.

                      Exemplo : A Missão da Sadia S/A é:
        "Alimentar consumidores e clientes com soluções diferenciadas".
Como a empresa quer ser vista no mercado?
EMPRESA:             ESTÚDIO DE TREINAMENTO FUNCIONAL


1. DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO:

 Empresa que promove saúde e qualidade de vida através de uma
 atividade física especializada, baseada nos principios do Treinamento
 Funcional.



2. MISSÃO E VISÃO:

 Missão: Modificar e influenciar positivamente a vida das pessoas,
 através da prática de atividades físicas.
 Visão: A .... quer ser vista como uma das mais sérias empresas no
 segmento e também e como referência de qualidade.
ANÁLISE INTERNA

1.0 - OBJETIVOS DA EMPRESA (CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO)

Treinamento em grupo

Curto prazo:       aumentar de -- para -- número de clientes   12/2009
Médio prazo:       aumentar de -- para -- o número de clientes 06/2010
Longo prazo:       aumentar de -- para -- o número de clientes 12/2010
                                                                                   Empresas
Treinamento Corporativo                                                  Grupo



                                                                                 Alunos
Curto prazo:       aumentar de -- para -- o número de clientes 12/2009
Médio prazo:       aumentar de -- para -- o número de clientes 06/2010

Total de alunos
                                                                          Resultados
Curto prazo:       grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 12/2009
Médio prazo:       grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 06/2010
Longo prazo:       grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 12/2010
1.1- ECONÔMICOS

Treinamento em grupo

Curto prazo:    aumentar de R$    -.--,00 para R$ -.---,00 - 06/2009
                                                                                         Empresas
Médio prazo:    aumentar de R$    -.--,00 para R$ -.---,00 - 12/2009           Grupo
Longo prazo:    aumentar de R$    -- -,00 para R$ -.---,00 - 06/2010
                                                                                       Alunos

Treinamento Corporativo

Curto prazo:    aumentar de R$ -------,00 para R$ --- ,00 - 12/2009
Médio prazo:    aumentar de R$ -------,00 para R$ -- ,00 - 06/2010                $$$
1.2 - SOCIAIS

Curto prazo:      Registro de todos os treinadores em carteira
Médio prazo:      Auxílio aos estudos dos funcionários (ex: faculdade, pós- graduação)
Longo prazo:      Plano de saúde
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Gestor




Vendas e                                 Assessoria de Comunicação            Financeiro
Recepção     Coordenador Técnico                                            (Contabilidade)   Equipe Multidisciplinar
                                                  e Criação




           Professor     Estágio   Marketing      Imprensa           Site            Médico   Fisioterapeuta   Nutricion
ESTÚDIO



                      Professor

Coordenador Técnico

                        Staff
DIRETOR

1. Planejar todas as estratégias de negócio da empresa
2. Criar elo de relacionamentos com alunos, parceiros, patrocinadores
3. Responsável pela prospecção , captação de novos parceiros
4. Montar planos de marketing e divulgação junto às empresas
   responsáveis em desenvolver os materiais
5. Interage com toda equipe multidisciplinar
6. Criar um cenário favorável para as atividades da empresa (logísitica,
   materiais, local de treino, uniformes etc.)
7. Criar produtos e ações que projetem a empresa fazendo-a se destacar
   no mercado
Coordenador Técnico

1. Planejar e Administrar equipe Técnica de Professores e Staff
2. Está presente nos treinamentos (relacionamentos com os alunos)
3. Monta e gerencia planilhas de treino
4. Responsável pela logística de atendimento e estrutura
5. Delega funções aos profissionais e cumpre metas planejadas
6. Tem espírito de liderança e cria ambiente harmônico entre a equipe
Professor




1. É o responsável direto pelos treinamentos
2. Criar um feedback diário com os alunos
3. Monta as planilhas de treino
Assessoria de Imprensa

1. Cuida para que a empresa esteja em evidência na mídia
2. Realiza matérias jornalísticas com os alunos e os atletas
3. Responsável pelo suporte de textos e materiais técnicos veiculados
   no site e nos materiais gráficos da empresa




               Assessoria de Design e Criação

1. Responsável por criar todas as peças de marketing (Panfletos,
   cartazes, flyers, mail mkt)
2. Responsável pelo design do site da empresa
PÚBLICO:
Classe A e B, adultos, profissionais liberais, executivos e empresários.


LOCAIS DE TREINO:
Studio Move – Unidade Canela (SSA)


SISTEMAS DE INFORMAÇÃO:
Comunicação via e-mail, reunião, telefone, site, menseger, skype, twiter,
Facebook
- Tecnologia :
Computadores, Impressora, Fax, Telefone , Celular, Balança, Software,
Adipômetro, Balança, Fita Métrica


- Suprimentos:
água, copos, frutas, papel, álcool, tinta para impressora.


-RH:
reuniões técnicas, reciclagem, capacitação.
Prof. Esp. Tiago Magalhães
RECEITAS:
Mensalidades –Patrocínios – Apoios


ANÁLISE EXTERNA (1. MICRO-AMBIENTE)
1.1 Consumidor
Classe média e alta com idade de 18 a 70 anos sendo média de 35 anos ( Engenheiros,
advogados, médicos, fisioterapeutas, pequenos empresários, estudantes e donas de casa.)


1.2 Concorrentes Diretos
...


1.3 Concorrentes Indiretos
Academias e Clubes Esportivos
Prof. Esp. Tiago Magalhães
Uma das principais ferramentas que funciona como base para a análise da
situação estratégica atual de uma organização ou pessoa, a análise de
cruzamento de variáveis importantes, conhecida como SWOT, cruza pontos
fortes e fracos com as oportunidades e ameaças proporcionadas pelo
ambiente. Deste cruzamento de variáveis podem surgir diversos pontos
estratégicos a serem utilizados pela organização visando sua sobrevivência e
expansão.


O termo SWOT é uma sigla oriunda do idioma inglês, e é um acrônimo de
Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e
Ameaças (Threats).
S   W

O   T
Os passos para sua execução iniciam com a formação de 04 listas:
1) Faça uma lista com os pontos fortes da organização
2) Faça uma lista dos pontos que precisam ser melhorados
3) Faça uma lista das oportunidades que podem ser aproveitadas no mercado
(independente da empresa ter condição de aproveitá-las ou não)
4) Faça uma lista das ameaças existentes no mercado (independente de
    causarem impacto na empresa ou não)

Em seguida cruze as listas focando nas estratégias descritas no quadro:
a) Use seus pontos fortes para aproveitar oportunidades
b) Use seus pontos fortes para evitar ameaças
c) Modifique seus pontos fracos aproveitando oportunidades
d) Minimize pontos fracos e evite as ameaças
Quais são os pontos fortes da empresa?
1. Treinamento mais individualizado/ Alongamento individualizado
2. Menor proporção professor X aluno
3. Professores com pós-graduação/ especializados/ processo de reciclagem constante
4. Localização
5. Eventos Externos e relacionamentos
6. Equipamentos e Materiais Exclusivos
7. Ortopedista (avaliação postural e ortopédica) via convênio
8. Custo / Benefício
9. Atendimento e pós-venda eficiente
10. Site de Acesso para retirada das planilhas, fotos e vídeos
Em que a empresa precisa melhorar atualmente?
1. Estacionamento
2. Compra de mais materiais
3. Promoções devem ser constantes
4. Apresentação de relatórios com resultados mensais
5. Não tem planos de fidelização
6. Marketing fraco
7. Não é oferecido o ganho de uniformes
8. Falta de freqüência nos treinos de alguns alunos
9. Professores mal humorados
10. Ponto comercial para recepção dos alunos
Quais as principais ameaças à empresa existentes no mercado?
1. Super lotação dos locais de treinos
2. Falta de estacionamento
3. Alterações climáticas
4. Mudança da gestão da prefeitura
5. Surgimento de novas Assessorias
6.
7.
8.
9.
10.
Quais as principais oportunidades que podem ser aproveitadas
pela empresa no mercado?
1. Crescimento do segmento de Estúdios
2. Parcerias e Patrocínio esportivo de empresas de material esportivo
3. Produtos são criados para o público específico
4. Visibilidade maior da empresa
5. Vinculação da marca à uma empresa de nível nacional
6. Vendas de Planos de Fidelização mais longos
7.
8.
9.
10.
PRAZOS, CUSTOS E RESPONSÁVEIS

As atividades propostas serão de responsabilidade do proprietário da empresa.




                                                * Realização de comemorações dos
      Investir em infra-estrutura
                                                     aniversários dos clientes




                                                 * Obtenção de patrocinador de
   com anúncios em revistas e sites
                                               material esportivo, sendo 2 camisetas
          especializados.
                                                            por aluno
Pesquisa sobre a qualidade do uniforme.




Questionário bimestral sob a qualidade dos serviços prestados.




          Levantamento de ganho e perda de alunos




                   Reconquista de alunos
 Para que o planejamento estratégico de sucesso seja uma realidade na
  empresa, será necessário cumprir determinados pressupostos.

 Todos deverão estar envolvidos e ser detentores de uma visão global do
  planejamento estratégico.

 Todos deverão estar motivados e entender o seu papel no planejamento
  estratégico.


 Cada um deverá entender o seu papel no planejamento estratégico.


 Todos deverão entender os conceitos envolvidos no planejamento
  estratégico.
1. Elementos de criação- pessoas(s) criativa(s) , capaz(es) de gerar uma idéia que sai
   do nada, a solução em que ninguém pensou antes, o estalo.

2. Acreditar na idéia- O grupo tem de acreditar que a idéia vai dar certo, que deve ser
   levada a frente. Tem de chegar o momento que a equipe diga: “Vamos fazer isso, é
   hoje”.

3. Aprimorar a idéia – É a etapa de duvidar, de achar defeitos, de burilar a idéia, até
   que se prove na prática que ela pode dar certo.

4. Executar- Alguém tem de fazer. A idéia tem que ser transformada em realidade.

5. Ordenar- É o que permite que tudo funcione. É o que permite que os quatro
   pontos anteriores interajam. Trata-se do mediador,
Uma das ferramentas mais
 importantes no processo de
   gestão de marketing é o
desenvolvimento de um Plano
        de Marketing.


     Inúmeras empresas, de
  diversos tamanhos e setores,
ficam literalmente perdidas por
   não possuírem um guia que
     oriente sua atuação no
            mercado.
1. Missão da Organização
   2. Análise de Mercado
 3. Histórico de Desempenho
   4. Objetivos de Mercado
 5. Estratégias de Marketing
  6. Composto de Marketing
7. Controle e Acompanhamento
          8. Anexos
Qual o nosso verdadeiro desafio?
“O Desafio não é estabelecer uma parceria, mas sim ter a
              sabedoria de perpetuá-la.”
Projeção de Faturamento do Estúdio
Análise de Mercado e Retorno de Investimentos
Informações do Mercado de Franquias
Ver o mundo de outro ângulo
Encarar desafios, ganhar autonomia e força para
          alcançar os próprios sonhos
ONDE ENCONTRAR A
ÁRVORE DO DINHEIRO?
O MAIOR DESAFIO
DE QUALQUER NEGÓCIO

 RETENÇÃO
CICLO VIDA CLIENTES
      30% dos clientes que se
    inscrevem em programas de
     atividades físicas desistem
          após 3 semanas.


•   fonte IHRSA (International Health, Racquet and Sportsclub
                           Association)
CICLO VIDA CLIENTES
$                 retenção




       relacionamento        perda
                                     tempo


    conquista
CICLO VIDA CLIENTES

• 1ª fase (0/3 meses)
  – os clientes são novos no Estúdio e estão
    motivados por terem iniciado um programa de
    treinamento
  – por serem novos estes clientes se sentem um
    pouco "fora de lugar"

• Estes clientes necessitam grande acompanhamento
  para sentirem-se confortáveis em seu treinamento.
CICLO VIDA CLIENTES
 2ª fase (4/6 meses)
  ◦ os clientes aprenderam as técnicas adequadas dos
    exercícios
  ◦ o progresso rápido que eles obtiveram na fase 1
    tornou-se agora mais lento
  ◦ neste momento seus objetivos parecem ser inatingíveis

 Estes clientes precisam continuar a ter resultados a curto
  prazo para sentirem-se motivados demandando ajustes
  em seus programas para continuarem a progredir.
CICLO VIDA CLIENTES
3ª fase (+7 meses)
  – esses clientes mudaram seu estilo de vida e são
    mais fáceis de serem retidos
  – seus interesses necessitam ser estimulados
    através de novas atividades e desafios

   Seu progresso contínuo deve ser monitorado e
                      relatado.
Uma simples hora é a oportunidade
única para que seu Estúdio e você sejam
      avaliados por seus clientes.
     Você está preparado para ela?


ESSE É SEU MELHOR
   DIFERENCIAL!
POR QUE PREOCUPAR-SE
        COM A QUALIDADE?



Para evitar

     clientes descontentes
     perda de competitividade
     perda de mercado (market share)
     eliminação de ativos e pessoal
     queda no moral
     prejuízo financeiro
     desaparecimento
SATISFAÇÃO DO CLIENTE
básica
atende apenas as necessidades básicas


esperada
satisfaz as expectativas da média

possível
satisfaz as expectativas e desejos que o cliente
não verbalizou produzindo encantamento

inesperada
encanta de maneira única superando o
que se considerava impossível
Cada vez que um cliente entra
       no estúdio, tudo deve
        acontecer como um
       SHOW DE UMA HORA,
dirigido e produzido especialmente
              para ele.



     É HORA DO SHOW !
Pense diferente. Mude.
CT MOVE
OPORTUNIDADES



                                                                                                                                                    ÁREA TÉRREA



                                                                                                                     1,40
                                                                                                                 Parede de Plug                                                                       Pra n ch a s d e Mo la s
                                                                                                                                                1,27




                                                                                                                                  3,00




                                                                                                                                                                                                                                                              2,00
                                                                                                                                                                      17,06
                                         9,00
                                                                                                   2,01                                                                                                                                                        Esca d a




                                                           Parede de Escalada
                Pare d e de Esca la da




                                                                                         3,00
                                                                                                                1                        2             3                                  4                     5                       6




                                                                                2,80
                                                                                       10,32




                                                                                                                                                                                                                                                                            13,02
                                                Es cad a




                                                                                                          E sc ada
                                                                                                                                                                                                                                                   Gra ma Sin té tica




                                                                                                                                                                                                                                                          2 3
                                                                                                3,80
                                                                                       2,70




                                                                                                                                             0,90




                                                                                                                                                                                                                                                          1
                                                                                                                                                                                                                                 Piso Pin ta d o




                                                                                                                                                                                                                                                            Ve stiá rio s
                                                                                                                                                                                                                                                               Po rta




                                                                                                                                                           FU N C I O N A L   T R E I N A M E N T O
CT MOVE / GATORADE
Laboratório de fisiologia do exercício
Memorial gatorade
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional
Como montar e administrar um studio de treinamento funcional

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação físicaAna Lucia Costa
 
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaConceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaAlliance Fitness
 
Atividade física X exercício físico
Atividade física X exercício físicoAtividade física X exercício físico
Atividade física X exercício físicoMarcoAmaro6
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteDavid Henrique
 
Aula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academiaAula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academiaJunior Oliveira
 
Metodologia da musculação teste de força
Metodologia da musculação   teste de forçaMetodologia da musculação   teste de força
Metodologia da musculação teste de forçawashington carlos vieira
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteMundus Esportivus
 
História da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no BrasilHistória da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no Brasilwaldeck
 
Historia da educação física no brasil
Historia da educação física no brasilHistoria da educação física no brasil
Historia da educação física no brasilMaryanne Guimarães
 
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...inclusao.eficiente
 
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdf
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdfMkt e gestão da carreira para personal trainer pdf
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdfThiago Villaça
 

Mais procurados (20)

Aula 1 - Introdução a fisiologia do exercício e controle interno
Aula 1 - Introdução a fisiologia do exercício e controle internoAula 1 - Introdução a fisiologia do exercício e controle interno
Aula 1 - Introdução a fisiologia do exercício e controle interno
 
A atividade física como ferramenta para a inclusão
A atividade física como ferramenta para a inclusãoA atividade física como ferramenta para a inclusão
A atividade física como ferramenta para a inclusão
 
Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação física
 
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaConceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
 
Atividade física X exercício físico
Atividade física X exercício físicoAtividade física X exercício físico
Atividade física X exercício físico
 
Periodização
PeriodizaçãoPeriodização
Periodização
 
Planejamento da sessão de treinamento
Planejamento da sessão de treinamentoPlanejamento da sessão de treinamento
Planejamento da sessão de treinamento
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de Esporte
 
Treinamento desportivo 2004
Treinamento desportivo   2004Treinamento desportivo   2004
Treinamento desportivo 2004
 
Aula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academiaAula ginásticas de academia
Aula ginásticas de academia
 
Ginastica
GinasticaGinastica
Ginastica
 
Metodologia da musculação teste de força
Metodologia da musculação   teste de forçaMetodologia da musculação   teste de força
Metodologia da musculação teste de força
 
Conceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamentoConceitos básicos de treinamento
Conceitos básicos de treinamento
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
História da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no BrasilHistória da Educação Física no Brasil
História da Educação Física no Brasil
 
Ginastica Laboral
Ginastica Laboral Ginastica Laboral
Ginastica Laboral
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Historia da educação física no brasil
Historia da educação física no brasilHistoria da educação física no brasil
Historia da educação física no brasil
 
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
 
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdf
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdfMkt e gestão da carreira para personal trainer pdf
Mkt e gestão da carreira para personal trainer pdf
 

Semelhante a Como montar e administrar um studio de treinamento funcional

CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...marcelosilveirazero1
 
Mba gp t01 academia de ginática stylus gym
Mba gp t01 academia de ginática stylus gymMba gp t01 academia de ginática stylus gym
Mba gp t01 academia de ginática stylus gymAngelo Peres
 
Tribes company - Quem Somos Nos
Tribes company - Quem Somos NosTribes company - Quem Somos Nos
Tribes company - Quem Somos NosJunior Crocco
 
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdf
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdfperiodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdf
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdfshwlf21
 
Precor indoor cycling-ebook PTI
Precor indoor cycling-ebook PTIPrecor indoor cycling-ebook PTI
Precor indoor cycling-ebook PTIPrecor
 
ginastica labora
ginastica laboraginastica labora
ginastica laboraleodias98
 
Precor indoor cycling-ebook PTB
Precor indoor cycling-ebook PTBPrecor indoor cycling-ebook PTB
Precor indoor cycling-ebook PTBPrecor
 
Apostila Sebrae para Personal trainer
Apostila Sebrae para Personal trainerApostila Sebrae para Personal trainer
Apostila Sebrae para Personal trainermarcelosilveirazero1
 
Diferença entre musculação e exercícios funcionais quais
Diferença entre musculação e exercícios funcionais  quaisDiferença entre musculação e exercícios funcionais  quais
Diferença entre musculação e exercícios funcionais quaisJoe Pinheiro
 
Apresentação Unofício
Apresentação UnofícioApresentação Unofício
Apresentação Unofícioguestcb40fa
 
Apresentação Unofício
Apresentação UnofícioApresentação Unofício
Apresentação Unofícioguestcb40fa
 
Ginástica laboral.pptx
Ginástica laboral.pptxGinástica laboral.pptx
Ginástica laboral.pptxBiancaOlanda1
 

Semelhante a Como montar e administrar um studio de treinamento funcional (20)

Guia de carreira
Guia de carreiraGuia de carreira
Guia de carreira
 
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
CREF4 SP - Guia de orientação técnica e profissional aplicada a ginastica lab...
 
Mba gp t01 academia de ginática stylus gym
Mba gp t01 academia de ginática stylus gymMba gp t01 academia de ginática stylus gym
Mba gp t01 academia de ginática stylus gym
 
Tribes company - Quem Somos Nos
Tribes company - Quem Somos NosTribes company - Quem Somos Nos
Tribes company - Quem Somos Nos
 
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
Aula 11   texto gina¦üstica laboralAula 11   texto gina¦üstica laboral
Aula 11 texto gina¦üstica laboral
 
02 ginastica labora
02 ginastica labora02 ginastica labora
02 ginastica labora
 
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdf
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdfperiodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdf
periodizacao-e-tecnicas-avancadas (1).pdf
 
Precor indoor cycling-ebook PTI
Precor indoor cycling-ebook PTIPrecor indoor cycling-ebook PTI
Precor indoor cycling-ebook PTI
 
ginastica labora
ginastica laboraginastica labora
ginastica labora
 
Precor indoor cycling-ebook PTB
Precor indoor cycling-ebook PTBPrecor indoor cycling-ebook PTB
Precor indoor cycling-ebook PTB
 
Apostila Sebrae para Personal trainer
Apostila Sebrae para Personal trainerApostila Sebrae para Personal trainer
Apostila Sebrae para Personal trainer
 
Consultoria a empresa gymex pdf
Consultoria a empresa gymex pdfConsultoria a empresa gymex pdf
Consultoria a empresa gymex pdf
 
Diferença entre musculação e exercícios funcionais quais
Diferença entre musculação e exercícios funcionais  quaisDiferença entre musculação e exercícios funcionais  quais
Diferença entre musculação e exercícios funcionais quais
 
Plano de Négócios - Pilates
Plano de Négócios - PilatesPlano de Négócios - Pilates
Plano de Négócios - Pilates
 
Introdução ao core 360
Introdução ao core 360Introdução ao core 360
Introdução ao core 360
 
Tribes company
Tribes companyTribes company
Tribes company
 
Apresentação Unofício
Apresentação UnofícioApresentação Unofício
Apresentação Unofício
 
Apresentação Unofício
Apresentação UnofícioApresentação Unofício
Apresentação Unofício
 
Ginástica Laboral.pptx
Ginástica Laboral.pptxGinástica Laboral.pptx
Ginástica Laboral.pptx
 
Ginástica laboral.pptx
Ginástica laboral.pptxGinástica laboral.pptx
Ginástica laboral.pptx
 

Como montar e administrar um studio de treinamento funcional

  • 1.
  • 3. • MBA EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS - UNIFACS • PÓS-GRADUADO EM ATVIDADE FÍSICA PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS - UVA • PÓS-GRADUADO EM MUSCULAÇÃO E TREINAMENTO DE FORÇA – UGF • Diretor Executivo da Fit Trainer – Consultoria Esportiva Ltda. • Diretor de Marketing Esportivo Gatorade (Nordeste) • Fundador da Rede de CTs Move – Treinamento Funcional • Treinador do Core 360° - Treinamento Funcional (2010 a 2011) • Autor da Linha de Softwares Biomechanics – Fitness Colections • Consultor Técnico na Implantação e Reestruturação Operacional de mais de 30 Academias de Ginástica e Centros de Fitness • Gestor Multidisciplinar de diversas Academias • Consultor Técnico da Polisystem – Soluções Tecnológicas (Fitness)
  • 4. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO “Excelência é uma arte conquistada pelo treinamento e pelo hábito. Somos o que fazemos sempre.” Aristótoles
  • 5. O sedentarismo tem criado pessoas não-funcionais, incapazes de realizar movimentos básicos e inatos do ser humano, com encurtamentos e desequilíbrios musculares crônicos, levando, assim, a adaptações estruturais físicas em todo corpo. Com este perfil, a sociedade atual precisa de novos treinamentos e visando a carência de movimentos surgiu uma adaptação do treinamento funcional. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 6. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 7. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 8. O Treinamento Funcional surgiu da reabilitação, onde movimentos eram usados para recuperar lesões e posturas inapropriadas, principalmente de atletas. Posteriormente foi incorporado as suas rotinas de treino, melhorando a eficiência no esporte e como um preventivo a novas lesões. A partir disto, adaptou-se este método a sociedade atual com todas as suas deficiências Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 9. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 10. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 11. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 12. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 13.
  • 14. Tem como princípio preparar o organismo de maneira íntegra, segura e eficiente através do centro corporal, chamado nesse método por CORE. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 15. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 16. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 17. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 18. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 19. $ Dados da International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), entidade internacional do setor de esporte e saúde, mostram que, de 2007 a 2010, o número de academias no Brasil dobrou, chegando a 15.551, deixando o país atrás apenas dos Estados Unidos. Fonte: Exame Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 20. $ Com faturamento de US$ 1,1 bilhão no último ano, a perspectiva da associação é de que o setor continue em crescimento no Brasil, impulsionado pela ascensão das classes econômicas C e D. A previsão é que haja mais de 30.000 centros de atividades físicas até 2014. Fonte: Exame Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 21. Se você está pensando em entrar na área de Fitness, a hora é esta. O mercado se encontra aquecido e, cada vez mais, o treino funcional é considerado pelos especialistas “a malhação do futuro” e, por isso, um dos mercados que mais tende a se desenvolver. Investidores que sempre pensaram em montar uma academia, também podem celebrar a popularização do treino funcional e a chegada ao mercado brasileiro de diversas redes de Estúdios especializados em T. Funcional. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 22. Números de Centros no Brasil Fonte: ACAD, CREFs 2001 1 Academia 2006 17 Centros de TF 2008 45 Centros de TF 25 Academias com aula TF 2010 78 Centros de TF 56 Academias com aula TF 2011 Aprox. 200 Centros de TF + 100 Academias com aula TF 2012 350 Centros de TF Grande parte das academias do país já tem Aula
  • 23. Números de Centros na Bahia 2004 Fonte: Fit Trainer - Consultoria 1 Centro de TF 2007 3 Centros de TF 2010 5 Centros de TF 3 Academias com aula TF 2011 25 Centros de TF + 15 Academias com aula TF 2012 Aprox. 70 Centros de TF + 50 Academias com Aula de TF
  • 24. Com o mercado aquecido para esse novo negócio que é o Treinamento Funcional, aquelas pessoas que estavam buscando iniciar uma atividade física prazerosa, dinâmica e que desse resultados, acabaram sendo o nicho de clientes a ser procurado. 70% dos clientes dos Estúdios e Centros de Treinamento Funcional não vieram da academia. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 25. O perfil do público de quem procura o treinamento funcional é composto por pessoas com faixa etária entre 25 e 40 anos, e das classes A e B. PRINCIPAIS OBJETIVOS Fonte: ACAD Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 26.
  • 27.
  • 28. 12 BOAS RAZÕES PARA PRATICAR O TREINAMENTO FUNCIONAL 1. Melhoria da postura; 2. Melhoria do equilíbrio muscular 3. Diminuição da incidência de lesão 4. Melhora do desempenho atlético; 5. Otimização de resultados; 6. Melhora da lateralidade corporal; 7. Melhora da flexibilidade e propriocepçao; 8. Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral; 9. Aumento da eficiência dos movimentos; 10. Melhora do equilíbrio estático e dinâmico; 11. Melhora da força, coordenação motora; 12. Melhora da resistência central ( cardiovascular ) e periférica ( muscular ); Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 29. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 30. VANTAGENS PARA QUE DESEJA MONTAR UM ESTÚDIO • Menor investimento do que de uma academia tradicional; • Atrai diversos tipos de alunos, praticantes de outras modalidades esportivas, além daqueles que têm restrições quanto ao treino convencional de musculação; • Nicho de mercado em ascensão; • Mais vantagem competitiva e diferencial ante as demais; • Não precisa ser da área de Fitness; • Atrai alunos de outras faixas etárias, praticantes de outras modalidades esportivas, além daqueles que têm restrições quanto ao treino convencional de musculação; • Produto de alto valor agregado; • Maior rentabilidade; • Os resultados garantem a fidelização; Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 31. Quais atividades eu posso agregar no meu Board de serviços: Treinamento Funcional Atividades holísticas (Yoga, Relaxamento, Liang Gong, Tai Chi ...) Atividades de Lutas (Jiu-Jitsu, Muay Thai, Judô, Boxe, MMA ...) Pilates Corrida Externa Terapias Manuais (Massoterapia, RPG ...) Avaliações Multiciplinares (Nutrição, Física, Fisioterapêutica...) Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 32. Quais produtos eu posso agregar como receita: Loja de confecções e produtos da marca Lanchonete Publicidade Interna Taxa de uso para o serviço de Personal Training externo Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 33. Aulas Individuais ou pequenos grupos parecem ser a melhor opção para o sucesso do Serviço Treinamento Funcional Pontos Positivos Pontos Negativos Ticket médio maior Número mais reduzido de clientes / hora Mais individualizado = resultados mais rápidos No caso de uma evasão ou rotatividade maior, é sentido no faturamento mensal. Atenção exclusiva = retenção No caso de pequenos grupos (até 6 clientes/ Requer mais planejamento, atenção do hora), não há necessidade de mais de 2 professor professores por hora (isso vai depender da capacidade de atendimento dos profissionais)
  • 34.
  • 35. Muitas academias já encaixaram na sua grade de aulas o Treinamento Funcional, muito chamado de Ginástica Funcional ou Circuito Funcional. Pontos Positivos Pontos Negativos Aula bem diversificada, dinâmica e com O Treinamento funcional tem características excelente aceitação individualizadas, nesse caso um contra-senso em relação a atividade coletiva Maior possibilidade de atendimento por hora O valor real do produto, pode ser confundido Criação de um grupo por perfil de resultados ao de uma aula de ginástica convencional e ou mesmo por aptidão física isso não ser atrativo num segundo momento Demanda de muita atenção e cuidado pelas tarefas de movimentos às vezes complexas, o que faz necessário a presença de mais de 1 professor na sala Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 36. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 37. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 38. Já temos disponíveis no mercado equipamentos que foram desenhados exclusivamente para atender a demanda do TF.
  • 39. Vantagens CUSTO MÉDIO DE CADA MAQUINA: 1. Maior liberdade de movimentos R$ 11.000,00 2. Ergonomia mais ajustável ao cliente 3. Multi-exercícios CUSTO MÉDIO DE UM KIT: 4. Um kit de 6 Máquinas já é suficiente R$ 66.000,00
  • 40.
  • 41.
  • 42. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 43. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 44. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 45. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 46. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 47. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 48. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 49. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 50. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 51. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 52. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 53. SE O MERCADO ESTA EM EXPANSÃO, ESTÃO TODOS PROCURANDO O TREINAMENTO FUNCIONAL, ENTÃO VOU MONTAR HOJE MESMO O MEU STUDIO. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 54. COMO PODEREI ME DESTACAR SE O NÚMERO DE ESTÚDIOS NÃO PARA DE CRESCER? MAS COMO COMEÇO ISSO? VOU PRECISAR DE QUANTOS PROFISSIONAIS TRABALHANDO COMIGO ? SERÁ QUE ISSO VAI DAR CERTO?
  • 55. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 56. Método pelo qual a empresa define a mobilização de seus recursos para alcançar os objetivos propostos. É um planejamento global a curto, médio e longo prazo. O planejamento estratégico procura responder a questões básicas, como: 1. Por que a organização existe? 2. O que e como ela faz? 3. Onde ela quer chegar? Planejar o que fazer, como fazer e quando fazer. É uma ferramenta de apoio à gestão com vista ao desenvolvimento futuro da empresa, especificando a forma e os timings de execução.
  • 57. No decorrer deste processo, é realizada uma análise sistemática dos pontos fortes e fracos da empresa, e das oportunidades do meio ambiente com o intuito de estabelecer os objetivos, as estratégias, assim como ações que possibilitem um aumento da competitividade. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 58. O estabelecimento de um planejamento estratégico de marketing envolve cinco atividades. Definição da Análise da missão corporativa. situação atual Implementação, Feedback e controle Formulação de objetivos. Formulação de estratégias.
  • 59. A missão corporativa está relacionada com o direcionamento da empresa mediante seus funcionários e colaboradores. É a finalidade pela qual todos os esforços da empresa estão direcionados. • Qual é o nosso negócio? • Quem é o cliente? • O que tem valor para o cliente? • O que se pretende proporcionar de benefícios aos nossos clientes ? A Missão corporativa deve responder a estas perguntas aparentemente simples, que fazem a diferença nas decisões gerenciais mediante um ambiente competitivo acirrado. Exemplo : A Missão da Sadia S/A é: "Alimentar consumidores e clientes com soluções diferenciadas".
  • 60. Como a empresa quer ser vista no mercado?
  • 61. EMPRESA: ESTÚDIO DE TREINAMENTO FUNCIONAL 1. DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO: Empresa que promove saúde e qualidade de vida através de uma atividade física especializada, baseada nos principios do Treinamento Funcional. 2. MISSÃO E VISÃO: Missão: Modificar e influenciar positivamente a vida das pessoas, através da prática de atividades físicas. Visão: A .... quer ser vista como uma das mais sérias empresas no segmento e também e como referência de qualidade.
  • 62. ANÁLISE INTERNA 1.0 - OBJETIVOS DA EMPRESA (CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO) Treinamento em grupo Curto prazo: aumentar de -- para -- número de clientes 12/2009 Médio prazo: aumentar de -- para -- o número de clientes 06/2010 Longo prazo: aumentar de -- para -- o número de clientes 12/2010 Empresas Treinamento Corporativo Grupo Alunos Curto prazo: aumentar de -- para -- o número de clientes 12/2009 Médio prazo: aumentar de -- para -- o número de clientes 06/2010 Total de alunos Resultados Curto prazo: grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 12/2009 Médio prazo: grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 06/2010 Longo prazo: grupo = -- + -- corporativo = -- alunos 12/2010
  • 63. 1.1- ECONÔMICOS Treinamento em grupo Curto prazo: aumentar de R$ -.--,00 para R$ -.---,00 - 06/2009 Empresas Médio prazo: aumentar de R$ -.--,00 para R$ -.---,00 - 12/2009 Grupo Longo prazo: aumentar de R$ -- -,00 para R$ -.---,00 - 06/2010 Alunos Treinamento Corporativo Curto prazo: aumentar de R$ -------,00 para R$ --- ,00 - 12/2009 Médio prazo: aumentar de R$ -------,00 para R$ -- ,00 - 06/2010 $$$ 1.2 - SOCIAIS Curto prazo: Registro de todos os treinadores em carteira Médio prazo: Auxílio aos estudos dos funcionários (ex: faculdade, pós- graduação) Longo prazo: Plano de saúde
  • 64. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 65. Gestor Vendas e Assessoria de Comunicação Financeiro Recepção Coordenador Técnico (Contabilidade) Equipe Multidisciplinar e Criação Professor Estágio Marketing Imprensa Site Médico Fisioterapeuta Nutricion
  • 66. ESTÚDIO Professor Coordenador Técnico Staff
  • 67. DIRETOR 1. Planejar todas as estratégias de negócio da empresa 2. Criar elo de relacionamentos com alunos, parceiros, patrocinadores 3. Responsável pela prospecção , captação de novos parceiros 4. Montar planos de marketing e divulgação junto às empresas responsáveis em desenvolver os materiais 5. Interage com toda equipe multidisciplinar 6. Criar um cenário favorável para as atividades da empresa (logísitica, materiais, local de treino, uniformes etc.) 7. Criar produtos e ações que projetem a empresa fazendo-a se destacar no mercado
  • 68. Coordenador Técnico 1. Planejar e Administrar equipe Técnica de Professores e Staff 2. Está presente nos treinamentos (relacionamentos com os alunos) 3. Monta e gerencia planilhas de treino 4. Responsável pela logística de atendimento e estrutura 5. Delega funções aos profissionais e cumpre metas planejadas 6. Tem espírito de liderança e cria ambiente harmônico entre a equipe
  • 69. Professor 1. É o responsável direto pelos treinamentos 2. Criar um feedback diário com os alunos 3. Monta as planilhas de treino
  • 70. Assessoria de Imprensa 1. Cuida para que a empresa esteja em evidência na mídia 2. Realiza matérias jornalísticas com os alunos e os atletas 3. Responsável pelo suporte de textos e materiais técnicos veiculados no site e nos materiais gráficos da empresa Assessoria de Design e Criação 1. Responsável por criar todas as peças de marketing (Panfletos, cartazes, flyers, mail mkt) 2. Responsável pelo design do site da empresa
  • 71. PÚBLICO: Classe A e B, adultos, profissionais liberais, executivos e empresários. LOCAIS DE TREINO: Studio Move – Unidade Canela (SSA) SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: Comunicação via e-mail, reunião, telefone, site, menseger, skype, twiter, Facebook
  • 72. - Tecnologia : Computadores, Impressora, Fax, Telefone , Celular, Balança, Software, Adipômetro, Balança, Fita Métrica - Suprimentos: água, copos, frutas, papel, álcool, tinta para impressora. -RH: reuniões técnicas, reciclagem, capacitação.
  • 73. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 74.
  • 75.
  • 76. RECEITAS: Mensalidades –Patrocínios – Apoios ANÁLISE EXTERNA (1. MICRO-AMBIENTE) 1.1 Consumidor Classe média e alta com idade de 18 a 70 anos sendo média de 35 anos ( Engenheiros, advogados, médicos, fisioterapeutas, pequenos empresários, estudantes e donas de casa.) 1.2 Concorrentes Diretos ... 1.3 Concorrentes Indiretos Academias e Clubes Esportivos
  • 77. Prof. Esp. Tiago Magalhães
  • 78. Uma das principais ferramentas que funciona como base para a análise da situação estratégica atual de uma organização ou pessoa, a análise de cruzamento de variáveis importantes, conhecida como SWOT, cruza pontos fortes e fracos com as oportunidades e ameaças proporcionadas pelo ambiente. Deste cruzamento de variáveis podem surgir diversos pontos estratégicos a serem utilizados pela organização visando sua sobrevivência e expansão. O termo SWOT é uma sigla oriunda do idioma inglês, e é um acrônimo de Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).
  • 79. S W O T
  • 80. Os passos para sua execução iniciam com a formação de 04 listas: 1) Faça uma lista com os pontos fortes da organização 2) Faça uma lista dos pontos que precisam ser melhorados 3) Faça uma lista das oportunidades que podem ser aproveitadas no mercado (independente da empresa ter condição de aproveitá-las ou não) 4) Faça uma lista das ameaças existentes no mercado (independente de causarem impacto na empresa ou não) Em seguida cruze as listas focando nas estratégias descritas no quadro: a) Use seus pontos fortes para aproveitar oportunidades b) Use seus pontos fortes para evitar ameaças c) Modifique seus pontos fracos aproveitando oportunidades d) Minimize pontos fracos e evite as ameaças
  • 81.
  • 82.
  • 83.
  • 84. Quais são os pontos fortes da empresa? 1. Treinamento mais individualizado/ Alongamento individualizado 2. Menor proporção professor X aluno 3. Professores com pós-graduação/ especializados/ processo de reciclagem constante 4. Localização 5. Eventos Externos e relacionamentos 6. Equipamentos e Materiais Exclusivos 7. Ortopedista (avaliação postural e ortopédica) via convênio 8. Custo / Benefício 9. Atendimento e pós-venda eficiente 10. Site de Acesso para retirada das planilhas, fotos e vídeos
  • 85. Em que a empresa precisa melhorar atualmente? 1. Estacionamento 2. Compra de mais materiais 3. Promoções devem ser constantes 4. Apresentação de relatórios com resultados mensais 5. Não tem planos de fidelização 6. Marketing fraco 7. Não é oferecido o ganho de uniformes 8. Falta de freqüência nos treinos de alguns alunos 9. Professores mal humorados 10. Ponto comercial para recepção dos alunos
  • 86. Quais as principais ameaças à empresa existentes no mercado? 1. Super lotação dos locais de treinos 2. Falta de estacionamento 3. Alterações climáticas 4. Mudança da gestão da prefeitura 5. Surgimento de novas Assessorias 6. 7. 8. 9. 10.
  • 87. Quais as principais oportunidades que podem ser aproveitadas pela empresa no mercado? 1. Crescimento do segmento de Estúdios 2. Parcerias e Patrocínio esportivo de empresas de material esportivo 3. Produtos são criados para o público específico 4. Visibilidade maior da empresa 5. Vinculação da marca à uma empresa de nível nacional 6. Vendas de Planos de Fidelização mais longos 7. 8. 9. 10.
  • 88.
  • 89. PRAZOS, CUSTOS E RESPONSÁVEIS As atividades propostas serão de responsabilidade do proprietário da empresa. * Realização de comemorações dos Investir em infra-estrutura aniversários dos clientes * Obtenção de patrocinador de com anúncios em revistas e sites material esportivo, sendo 2 camisetas especializados. por aluno
  • 90. Pesquisa sobre a qualidade do uniforme. Questionário bimestral sob a qualidade dos serviços prestados. Levantamento de ganho e perda de alunos Reconquista de alunos
  • 91.  Para que o planejamento estratégico de sucesso seja uma realidade na empresa, será necessário cumprir determinados pressupostos.  Todos deverão estar envolvidos e ser detentores de uma visão global do planejamento estratégico.  Todos deverão estar motivados e entender o seu papel no planejamento estratégico.  Cada um deverá entender o seu papel no planejamento estratégico.  Todos deverão entender os conceitos envolvidos no planejamento estratégico.
  • 92. 1. Elementos de criação- pessoas(s) criativa(s) , capaz(es) de gerar uma idéia que sai do nada, a solução em que ninguém pensou antes, o estalo. 2. Acreditar na idéia- O grupo tem de acreditar que a idéia vai dar certo, que deve ser levada a frente. Tem de chegar o momento que a equipe diga: “Vamos fazer isso, é hoje”. 3. Aprimorar a idéia – É a etapa de duvidar, de achar defeitos, de burilar a idéia, até que se prove na prática que ela pode dar certo. 4. Executar- Alguém tem de fazer. A idéia tem que ser transformada em realidade. 5. Ordenar- É o que permite que tudo funcione. É o que permite que os quatro pontos anteriores interajam. Trata-se do mediador,
  • 93. Uma das ferramentas mais importantes no processo de gestão de marketing é o desenvolvimento de um Plano de Marketing. Inúmeras empresas, de diversos tamanhos e setores, ficam literalmente perdidas por não possuírem um guia que oriente sua atuação no mercado.
  • 94. 1. Missão da Organização 2. Análise de Mercado 3. Histórico de Desempenho 4. Objetivos de Mercado 5. Estratégias de Marketing 6. Composto de Marketing 7. Controle e Acompanhamento 8. Anexos
  • 95. Qual o nosso verdadeiro desafio? “O Desafio não é estabelecer uma parceria, mas sim ter a sabedoria de perpetuá-la.”
  • 96.
  • 98. Análise de Mercado e Retorno de Investimentos
  • 99. Informações do Mercado de Franquias
  • 100.
  • 101.
  • 102.
  • 103.
  • 104.
  • 105.
  • 106.
  • 107.
  • 108. Ver o mundo de outro ângulo Encarar desafios, ganhar autonomia e força para alcançar os próprios sonhos
  • 109. ONDE ENCONTRAR A ÁRVORE DO DINHEIRO?
  • 110. O MAIOR DESAFIO DE QUALQUER NEGÓCIO RETENÇÃO
  • 111. CICLO VIDA CLIENTES 30% dos clientes que se inscrevem em programas de atividades físicas desistem após 3 semanas. • fonte IHRSA (International Health, Racquet and Sportsclub Association)
  • 112. CICLO VIDA CLIENTES $ retenção relacionamento perda tempo conquista
  • 113. CICLO VIDA CLIENTES • 1ª fase (0/3 meses) – os clientes são novos no Estúdio e estão motivados por terem iniciado um programa de treinamento – por serem novos estes clientes se sentem um pouco "fora de lugar" • Estes clientes necessitam grande acompanhamento para sentirem-se confortáveis em seu treinamento.
  • 114. CICLO VIDA CLIENTES  2ª fase (4/6 meses) ◦ os clientes aprenderam as técnicas adequadas dos exercícios ◦ o progresso rápido que eles obtiveram na fase 1 tornou-se agora mais lento ◦ neste momento seus objetivos parecem ser inatingíveis  Estes clientes precisam continuar a ter resultados a curto prazo para sentirem-se motivados demandando ajustes em seus programas para continuarem a progredir.
  • 115. CICLO VIDA CLIENTES 3ª fase (+7 meses) – esses clientes mudaram seu estilo de vida e são mais fáceis de serem retidos – seus interesses necessitam ser estimulados através de novas atividades e desafios Seu progresso contínuo deve ser monitorado e relatado.
  • 116. Uma simples hora é a oportunidade única para que seu Estúdio e você sejam avaliados por seus clientes. Você está preparado para ela? ESSE É SEU MELHOR DIFERENCIAL!
  • 117. POR QUE PREOCUPAR-SE COM A QUALIDADE? Para evitar  clientes descontentes  perda de competitividade  perda de mercado (market share)  eliminação de ativos e pessoal  queda no moral  prejuízo financeiro  desaparecimento
  • 118. SATISFAÇÃO DO CLIENTE básica atende apenas as necessidades básicas esperada satisfaz as expectativas da média possível satisfaz as expectativas e desejos que o cliente não verbalizou produzindo encantamento inesperada encanta de maneira única superando o que se considerava impossível
  • 119. Cada vez que um cliente entra no estúdio, tudo deve acontecer como um SHOW DE UMA HORA, dirigido e produzido especialmente para ele. É HORA DO SHOW !
  • 120.
  • 121.
  • 122.
  • 123.
  • 124.
  • 125.
  • 126.
  • 127.
  • 128.
  • 129.
  • 130.
  • 131.
  • 132.
  • 133.
  • 134.
  • 135.
  • 138. OPORTUNIDADES ÁREA TÉRREA 1,40 Parede de Plug Pra n ch a s d e Mo la s 1,27 3,00 2,00 17,06 9,00 2,01 Esca d a Parede de Escalada Pare d e de Esca la da 3,00 1 2 3 4 5 6 2,80 10,32 13,02 Es cad a E sc ada Gra ma Sin té tica 2 3 3,80 2,70 0,90 1 Piso Pin ta d o Ve stiá rio s Po rta FU N C I O N A L T R E I N A M E N T O
  • 139. CT MOVE / GATORADE
  • 140.
  • 141.
  • 142. Laboratório de fisiologia do exercício