SlideShare uma empresa Scribd logo
ALONGAME
NTO
Alongamentos são exercícios em que a pessoa permanece por um
determinado tempo numa postura em que o músculo pretendido se
mantém na sua extensão máxima. O alongamento é uma prática é
recomendada para todos, dos sedentários aos atletas, para melhorar
a flexibilidade. Mesmo pessoas sedentárias devem alongar, para assim
diminuir a sobrecarga nas articulações durante movimentos simples
da rotina diária. Mas, mesmo assim, muitas pessoas acabam por não
fazer os alongamentos na frequência e na forma que deveriam, o que
pode acarretar problemas maiores no futuro. Por isso, hoje vamos
falar um pouco sobre a importância de se alongar regularmente e
apresentar vídeos com sequências de movimentos para fazer em
casa.
Lembre: O aquecimento é uma
preparação para os exercícios mais
intensos e longos, ele lubrifica
articulações e aumenta a irrigação
sanguínea.
Quem pode realizar alongamentos? Qualquer
faixa etária ou sexo pode realizar? Estudante,
Dona de casa, Trabalhador e Atleta realização
alongamentos diferenciados?
COMO O ALONGAMENTO AGE
EM NOSSA MUSCULATURA?
O ser humano nasce com a capacidade
física flexibilidade. Com o tempo vamos
perdendo, mas com treinamento você
consegue aperfeiçoar e desenvolve-la,
tudo através do ALONGAMENTO.
O ALONGAMENTO APRESENTA INÚMEROS BENEFÍCIOS COMO:
Melhora da postura;
Aumento da flexibilidade;
Melhora da performance na prática de esportes;
Alívio da dor;
Prevenção de lesões;
No entanto, para que se obtenham bons resultados, é essencial
que estes exercícios sejam praticados corretamente e com
OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DOS
ALONGAMENTOS PARA A SAÚDE SÃO
OS SEGUINTES
1. Melhora a postura
Alongar o corpo regularmente reduz a tensão
muscular, melhorando a postura, evitando o
desconforto que poderia surgir com uma má
postura.
2. Aumentam a flexibilidade
Se os músculos estiverem flexíveis, o desempenho
nas atividades diárias e durante a atividade física é
melhor. Além disso, os alongamentos ajudam a
3. Permitem movimentos amplos
O alongamento melhora a flexibilidade, o que vai
fazer com que, durante a prática de esportes, se
consigam movimentos mais amplos e melhor
equilíbrio
4. Ajudam no relaxamento
O alongamento alivia a tensão muscular, muitas vezes
responsável por dores nas costas, no pescoço e na
cabeça. Além disso, alongar relaxa o corpo e a
mente, ajudando no alívio do estresse.
5. Ativam a circulação sanguínea
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. Qual a diferença de Alongamento e Aquecimento?
2. Cite 4 benefícios do Alongamento.
3. Realize uma prática de alongamento seguindo as imagens
e depois descreva como você se sentiu realizando este
momento.
OS
FUNCION
AIS EM
CASA
“O treinamento funcional é excelente para
quebrar a rotina da academia e dos aparelhos de
musculação. Os exercícios motivam, são desafiadores e
quem segue esse método tem a possibilidade de
alcançar a funcionalidade corporal natural de seu
organismo, além de gerar um corpo mais saudável e
bem condicionado”.
Os exercícios são indicados para qualquer indivíduo, de
qualquer idade, “desde crianças até idosos, de atletas
a sedentários”.
O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL?
Treinamento funcional são exercícios para tornar as
funções corporais mais hábeis, como equilíbrio,
flexibilidade, potência, coordenação motora,
agilidade e força.
QUAL O OBJETIVO DOS EXERCÍCIOS FUNCIONAIS?
O seu objetivo é tornar o corpo capaz de exercer os
movimentos com a melhor competência possível, bem
como fortalecer o core que é a região central do nosso
corpo. Os músculos do core são responsáveis pela
força que mantém a estabilidade da coluna lombar e a
flexibilidade.
PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DOS EXERCÍCIOS
FUNCIONAIS
Os exercícios funcionais ajudam nos seguintes
aspectos:
 Desenvolvimento da consciência e controle
corporal
 Melhoria da postura
 Melhoria do equilíbrio muscular
 Diminuição da incidência de lesões
 Melhora do desempenho atlético
 Estabilidade articular (coluna vertebral)
 Aumento da eficiência dos movimentos
 Melhora da força e coordenação motora
VANTAGENS DOS EXERCÍCIOS
FUNCIONAIS
1- São exercícios naturais
Exercícios funcionais são os movimentos naturais do
ser humano, como correr, puxar, agachar, pular e
empurrar. Em um treino funcional, muitos exercícios
são realizados apenas com o peso do próprio corpo
somado ao equilíbrio.
“O treinamento funcional é uma alternativa não
convencional planejada para melhorar o
desenvolvimento das capacidades físicas conforme o
objetivo de cada indivíduo, seja ele um atleta ou
uma pessoa que esteja apenas em busca de
qualidade de vida”,
2- Trabalham o corpo de forma integrada
 “No treinamento funcional, geralmente, trabalha-se
com vários grupos musculares ao mesmo tempo, e
não de forma isolada como na musculação. Dessa
forma, ganha-se tempo uma vez que é possível
trabalhar a percepção do próprio corpo, por
exemplo, enquanto membros inferiores são exigidos
em um agachamento”.
A prática constante desenvolve a força
muscular, equilíbrio, flexibilidade,
sistema cardiorrespiratório e
coordenação motora, com o objetivo
de melhorar o condicionamento físico
3- Cada dia uma aula diferente!
“É uma atividade dinâmica, pois as sequências de
exercícios dos circuitos são diferentes a cada aula.
As aulas geralmente funcionam na forma de circuito
com exercícios que desenvolvam as capacidades
básicas. O professor estabelece um tempo para cada
movimento ou um número de repetições e todos os
alunos passam por todas as estações”.
Além disso, os equipamentos utilizados fogem aos
tradicionais, ajudando a diversificar os exercícios.
Em um circuito podem ser utilizados materiais
alternativos, como bolas, borrachas, fita suspensa,
halteres, barras, camas elásticas, cones, entre
outros.
4- Podem ser feitos na academia, no parque, em
grupo ou individualmente
 A prática dos exercícios funcionais pode ser feita
em qualquer lugar: em casa, na praia e até em
parques. “Diferente da musculação, na qual
máquinas e baterias de cargas são necessárias, no
exercício funcional com apenas o peso do corpo e
alguns acessórios já é possível fazer um treino bem
completo. Por outro lado, por serem exercícios
livres, a boa orientação torna-se ainda mais
importante para não ocorrerem lesões”.
5- São bons para o corpo e para a mente
As séries utilizadas nos circuitos são intensas e com
tempo limitado. Essa intensidade exige do corpo
condicionamento físico e agilidade. Já a sequência
de diferentes exercícios exige da mente
concentração e coordenação motora. “Quando você
está fazendo um exercício funcional, seja ele qual
for, é necessário utilizar a força do corpo e a
concentração para exercitá-lo como, por exemplo,
o equilíbrio na bola suíça, é preciso recrutar a força
e também a concentração para não cair”.
09 EXERCÍCIOS PARA FAZER
TREINO FUNCIONAL EM CASA
Dizer que não tem tempo para fazer exercícios não é mais
desculpa e, agora que você está por dentro do assunto,
afaste o sofá e coloque em prática os exercícios listados! O
treino funcional caseiro pode ser executado em poucos
minutos, diariamente, e o melhor de tudo: no conforto da
sua casa! Para melhorar os resultados, é importante o
acompanhamento de uma alimentação saudável.
Recursos online como aplicativos de treinos também pode
ajudar, especialmente para que guie seus treinos e passe
todas as coordenadas para a execução dos movimentos. O
app Workout, por exemplo, funciona como um aliado para
quem deseja se exercitar em casa. Yoga, pilates,
alongamentos, HIIT e treino funcional são algumas das
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. O que são exercícios funcionais?
2. Quais os benefícios para quem realiza esta
prática?
3. Você já realizou essas práticas? Por qual
motivo?
15
SLIDES DO LIVRO.pptx
O QUE É CAPACIDADE FÍSICA?
São definidas como todo atributo físico treinável num
organismo humano. Em outras palavras, são todas as
qualidades físicas motoras passíveis de treinamento. Já Aptidão
física é a capacidade de realizar atividades do dia a dia com
tranquilidade e menor esforço. Existem duas abordagens, uma é
a aptidão física relacionada à saúde e a outra é a relacionada
performance desportiva.
As capacidades físicas são importantes para a
vida de todas as pessoas, pois podem ajudar a
melhorar as condições de saúde física em
geral, disposição e bem estar.
Nos esportes elas contribuem para tornar os
praticantes mais aptos (resistentes, velozes, fortes,
flexíveis, ágeis, coordenados, etc.) e muitas vezes
determinam quem vencerá uma competição.
CAPACIDADES
FÍSICAS
1.EQUILIBRIO
2.RESISTÊNCIA
3.FORÇA
4.AGILIDADE
5.VELOCIDADE
6.COORDENAÇÃO
MOTORA
7.FLEXIBILIDADE
RELACIONA
DA
SAÚDE
RELACIONADA
DESEMPENHO
ATLÉTICO
FLEXIBILIDADE
É a capacidade de realizar os movimentos articulares na maior
amplitude possível sem que ocorram danos as articulações. Ela
é específica para cada exercício, um exemplo são os
movimentos das danças.
AGILIDADE
É a capacidade de mudar de direção rapidamente.
Ela é dependente da velocidade e da força. É muito
utilizada nos esportes coletivos e nas brincadeiras de
“pega pega” onde as crianças têm de fugir do
pegador e de queimada onde não pode deixar pegar
a bola.
FORÇA
É a capacidade de vencer uma
determinada resistência através de uma
contração muscular. Através dela é que
EQUILÍBRIO
É a qualidade física conseguida por
uma combinação de ações musculares
com o propósito de assumir e
sustentar o corpo sobre uma base,
contra a lei da gravidade.
COORDENAÇÃO MOTORA
É a capacidade física que
permite realizar uma
sequência de exercícios de
forma coordenada.
RESISTÊNCIA
É a capacidade de suportar e
recuperar-se da fadiga, ou seja,
a capacidade de manter o
esforço físico em um maior
espaço de tempo.
VELOCIDADE
É a capacidade de realizar as
ações vigorosas em um curto
espaço de tempo. Essa
capacidade só é utilizada, em
geral, em atividades
intervaladas, onde sempre há
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. O que é capacidade física e aptidão física?
2. Quais os tipos de capacidades física?
3. Quais capacidades físicas você mais utiliza em sua
vida diária?
4. Complete as frases abaixo com cada capacidade
física:
- A ____________________ capacidade de manter o
esforço físico em um maior espaço de tempo.
(resistência/velocidade)
- É a capacidade de vencer uma determinada
resistência através de uma contração muscular,
estamos se referindo da __________________ .
SLIDES DO LIVRO.pptx
A alimentação rica em nutrientes pode prevenir doenças
como: hipertensão, obesidade, diabetes, gastrite, alergias,
etc. Além disso, ingerir alimentos com grande quantidade
de aditivos químicos, hormônios, agrotóxicos, entre outros,
também pode causar uma série de riscos à saúde.
Quando se fala em alimentação saudável, parece ser
algo muito simples, basta evitar gorduras e açúcares, e
comer saladas. Bom, esse passo é importante, mas não é só
Primeiramente, vamos deixar claro que alimentar-se de
forma saudável proporciona um equilíbrio em nosso corpo e
quando ele está em equilíbrio, menor o risco de sofrer
infecções e inflamações, mantendo o alto nível de defesa e
proteção.
“Quando investimos em alimentos, não precisamos investir
tanto em remédios, portanto, o principal fato é este: a
manutenção da saúde”
VOCÊ SABE QUAL A DIFERENÇA ENTRE
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO
Pois bem, alimentação é o ato de alimentar-se, isto é, o ato de
consumir alimentos, enquanto que, nutrição é o conjunto de
processos pelos quais o organismo utiliza a energia dos alimentos,
além de transformá-los em componentes que farão parte do
próprio organismo para garantir o seu desenvolvimento e sua
manutenção. O alimento é fonte de matéria e energia para o nosso
organismo. Em nossas células ocorrem reações químicas
Cada pessoa e cada esporte possui necessidades
alimentares diferentes, sendo assim, não existe uma
fórmula que funcione igualmente para todos os
atletas. Porém, algumas informações podem servir
como base para todas as pessoas que querem ter
uma alimentação saudável e um melhor desempenho
nos esportes. CLASSIFICAÇÃO DOS
ALIMENTOS
IN NATURAL
São produtos alimentares de origem
vegetal ou animal que são
consumidos em seu estado natural,
eles são distribuídos ou consumidos
sem terem sidos sujeitos a qualquer
transformação ou processamento.
ALIMENTO PROCESSADO
É o alimento que é comercialmente
preparado, muitas vezes através de
processamento, para otimizar a
facilidade de consumo e "torná-los
mais atraentes para o consumidor.
São fabricados a partir da adição de
sal ou açúcar. Ex: pão, legumes em
conserva e frutas em calda.
ALIMENTO ULTRAPROCESSADO
São aqueles que passaram por maior
processamento industrial. No geral,
possuem alta adição de açúcares,
gorduras, substâncias sintetizadas em
laboratório e, principalmente,
conservantes. Ex: refrigerante,
Você tem a preocupação em observar a informação das
embalagens de cada alimento que você consome?
A leitura dos rótulos dos alimentos é uma
importante fonte de informação sobre o que estamos
consumindo. É nele que encontramos os ingredientes,
data de validade e informação nutricional de um
determinado alimento.
METABOLISMO
Metabolismo é o conjunto de processos químicos
responsáveis pela transformação e utilização da matéria
pelos organismos. O metabolismo pode ser dividido em dois
processos:
Anabolismo: processo de construção de substâncias
utilizadas para o crescimento e reparação de perdas do
organismo.
Catabolismo: processo de quebra de substâncias,
liberando a energia necessária às funções do organismo.
Uma parte do alimento é usada para construir o corpo
dos seres vivos; outra parte é usada como fonte de energia
para as atividades do organismo. Alterações no metabolismo
como o aumento do anabolismo e diminuição de
ALIMENTAÇÃO X
ESPORTE
Um dos principais combustíveis para a prática
de atividade física é uma alimentação adequada.
Além de fornecer energia, os nutrientes
fundamentais podem contribuir para um melhor
desempenho e performance.
“Pense um atleta que pratica tênis de mesa e
outro que pratica maratona”
Você acha que eles devem ter a mesma alimentação?
Ou será que ela deve variar de acordo com a
estrutura corporal de cada atleta? Cada esporte
possui um rendimento diferenciado? Homens e
mulheres precisam se alimentar da mesma forma?
Um atleta mal alimentado terá maiores riscos de queda de
performance, desidratação, perda de massa muscular, queda do
sistema imunológico e aumento das lesões.
Alimentação adequada é uma das chaves para o sucesso nas
competições, pois já foi comprovado que a nutrição afeta o
desempenho dos atletas. E não basta comer alimentos saudáveis
apenas na época das competições. Os atletas devem se preocupar
com isso todos os dias, durante todo o período de treinamentos e
NUTRIENTES NOS
ALIMENTOS
Uma
alimentação
balanceada e que
contemple os
nutriente
necessários aos
atletas deve
conter alimentos
de todos os
grupos
alimentares
citados acima.
Esta
recomendação
também vale
para quem não é
Macronutrientes são nutrientes que ajudam a
fornecer energia e o organismo precisa deles
em grande quantidade. Água, carboidratos,
gorduras e proteínas são classificados como
macronutrientes.
Micronutrientes são os minerais e as vitaminas.
O organismo precisa dos micronutrientes em
quantidade menor se comparado aos
macronutrientes. Sua principal função é
FUNÇÃO
Carboidratos: principal fonte de energia. Ex:
massa, torta e arroz.
Proteínas: promovem reparo e construção. Ex:
ovo, leite e carnes.
Lipídios: fonte de energia extra. Ex: doces,
salgados e óleos.
Minerais: equilibra as funções vitais. Ex:
cálcio, ferro e potássio.
Vitaminas: estimula as funções química. Ex:
26
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. Qual a diferença de Alimentação e Nutrição?
2. Quais são as classificações dos alimentos?
3. O metabolismo pode ser dividido em dois
processos, conceitue cada.
4. Qual a importância de uma boa alimentação?
5. Relacione a coluna 1 para cada tipo de
alimento na coluna 2:
( C ) Carboidrato ( ) ovo
( P ) Proteína ( ) feijão
( L ) Lipídios ( ) leite
( ) manteiga
( ) peixe
FORTALECENDO
O SISTEMA
IMUNOLÓGICO
FORTALECENDO O SISTEMA
IMUNOLÓGICO
Estamos o tempo inteiro expostos a todos os tipos
de doenças. Um simples descuido já pode ser
suficiente para o Sistema Imunológico não dar conta
de fechar todas as "portas" de nosso corpo, que são
suscetíveis a alguma infecção ou vírus. Por isso, é
muito importante ter consciência dos hábitos que
podem blindar nossa imunidade contra qualquer
complicação.
Para fortalecer o sistema imunológico, prevenindo
o desenvolvimento de algumas doenças e ajudar o
corpo a reagir àquelas que já se manifestaram, é
importante comer mais alimentos ricos em vitaminas
Além disso, manter um estilo de vida saudável
também é uma das melhores estratégias para manter
o sistema natural de defesa do corpo sempre forte e
eficiente e por isso é recomendado não fumar, comer
alimentos saudáveis, praticar exercícios físicos leves
ou moderados de forma regular, ter o peso adequado,
dormir de 7 a 8 horas por noite, evitar o estresse e
consumir bebidas alcoólicas com moderação. Estes
hábitos devem ser seguidos por todos ao longo da
vida, não somente em momentos em que a pessoa
encontra-se doente ou com facilidade para adoecer.
O QUE É SISTEMA IMUNOLÓGICO
O corpo reage diariamente aos ataques de bactérias,
vírus e outros micróbios, por meio do sistema imunológico. O
sistema imunológico, também chamado de sistema imune, é
o que garante proteção ao nosso corpo, evitando que
substâncias estranhas e patógenos afetem negativamente
nossa saúde. É um sistema complexo que envolve uma série
de células e órgãos que funcionam, em conjunto, como uma
grande barreira de proteção.
Entre as células de defesa estão por exemplo os
linfócitos T-CD4+, principais alvos do HIV, vírus
causador da aids, e do HTLV, vírus causador de outro
tipo de doença sexualmente transmissível.
São esses glóbulos brancos que organizam e
comandam a resposta diante dos agressores.
Produzidos na glândula timo, eles aprendem a
memorizar, reconhecer e destruir os microrganismos
estranhos que entram no corpo humano.
Hidrate-se É importante ingerir líquidos
constantemente, mesmo antes de sentir
sede. A ingestão de água melhora a
resistência física e retira as impurezas
do organismo, prevenindo doenças. Ao
fazer exercícios físicos, reidrate-se
ainda mais, se possível com água de
coco ou isotônicos, mas sem exagerar e
nunca deixar a água de lado.
DICAS IMPORTÂNTES PARA
FORTALECER O SISTEMA
IMUNOLÓGICO
Tenha uma alimentação
saudável Manter uma dieta que
inclui todos os grupos
alimentares é fundamental para
fortalecer a imunidade.
"Proteínas, carboidratos,
DICAS IMPORTÂNTES PARA
FORTALECER O SISTEMA
IMUNOLÓGICO
Passe longe dos vícios
Evitar vícios, como álcool
e tabaco, aumenta - e muito
- a imunidade. "Esses vícios
são extremamente danosos,
não só para o nosso sistema
imunológico, como para
vários outros sistemas de
nosso corpo“.
Tenha uma boa noite de sono Uma
das funções do sono é o
fortalecimento do sistema
imunológico. Desta forma, um
indivíduo que possui um sono
adequado certamente estará mais
protegido, prevenindo doenças
virais. A melatonina produzida
Cuide da sua higiene Estamos expostos
a Vírus e Bactérias 24 horas por dia, em
todos os lugares que frequentamos.
Hábitos - como lavar as mãos antes de
manusear alimentos, de levá-las a boca
e aos olhos e sempre depois de dirigir
ou usar o transporte público - devem ser
levados em conta. Ao chegar em casa,
vale tomar um banho para mandar todas
as impurezas embora.
Faça exercícios A recomendação dos
especialistas é a prática de uma
atividade física rotineira e que dê
prazer, sempre tomando cuidado
com os excessos: "A atividade física
intensa pode causar o efeito
contrário, baixando a imunidade por
fadiga muscular e até mental“. Se o
tempo é curto, inclua o exercício
físico na sua rotina, como utilizar
escada em vez de elevador ou
caminhar depois do almoço.
E aí, pronto para fortalecer
sua saúde?
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. O que é sistema imunológico e qual sua
função no corpo humano?
2. Por que devemos fortalecer nosso
sistema imunológico?
3. Quais as formas de fortalecer o sistema
imunológico?
4. Você tem se preocupado com sua saúde?
Que formas você está buscando para
fortalecer seu Sistema Imunológico?
QUALIDADE
DE
VIDA
Muito se fala hoje na importância da
qualidade de vida. Mas, você já parou para se
perguntar o que ela significa? E essa pergunta
nos leva a outra: você tem qualidade de vida?
O termo qualidade de vida significa o
equilíbrio entre diferentes fatores que
englobam a vida em seu cotidiano, os
principais deles são: saúde física, mental e
relações sociais (família, amigos e trabalho).
Existem alguns hábitos que são importantes
serem adotados no dia a dia, pois, deixar de
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, qualidade de
vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no
contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em
relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.
Envolve o bem estar espiritual, físico, mental, psicológico e
emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos
e, também, saúde, educação, habitação saneamento básico e outras
circunstâncias da vida.
A conquista da qualidade de vida não é um
objetivo inalcançável. Pode até ser bem mais
simples do que parece. Exige, naturalmente,
algumas mudanças, mas com benefícios que nos
QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE MENTAL
Organização Mundial da Saúde (OMS)
entende saúde como “o estado de completo
bem-estar físico e mental”. Cada vez mais, tem
se entendido e estudado a importância da saúde
mental, muitas vezes deixado de lado em
detrimento de outras esferas da vida. A vida
moderna é marcada pela falta de tempo, pela
pressão por resultados, estresse, etc. Assim,
buscar hábitos que te faça bem e
que deem prazer nunca foi tão importante, pois
estes auxiliam no gerenciamento de suas
emoções. Em alguns momentos, o cuidado com a
saúde mental faz a ajuda profissional, um
psicólogo ou psiquiatra, necessária, mas hábitos
simples no dia a dia já ajudam neste propósito. A
atividade física, por exemplo, deixa seus
praticantes mais dispostos para enfrentar os
QUALIDADE DE VIDA E
RELAÇÕES SOCIAIS
As relações sociais são aqui
entendidas em seu aspecto
mais amplo, pois leva em
consideração a esfera pessoal,
familiar e profissional. Como
dissemos no início, a relação
entre os fatores de qualidade
de vida são interligados.
Por exemplo, uma saúde
mental prejudicada
trará prejuízo nas relações
afetivas e profissionais, já que
Da mesma forma, o não-investimento na
saúde física poderá causar prejuízos
emocionais, como ansiedade, baixa
autoestima, falta de disposição, etc.
Por exemplo, participar de grupos de
corrida, aliado a uma alimentação saudável, irá
permitir que você esqueça um pouco os
problemas do trabalho e possibilitará o
aumento do seu ciclo de amizade. Além, é
claro, dos benefícios para a saúde física.
BENEFÍCIOS DE UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL
O corpo humano está propício a uma série
de interferências do meio externo, o que pode
contribuir para causar mal-estar e outros
sintomas negativos para a saúde. Por isso, é
fundamental observar se a rotina ou a
recorrente falta de tempo colaboram para o
agravamento da situação.
Por outro lado, incluir hábitos positivos no
dia a dia proporciona inúmeros benefícios para
se atingir uma vida mais saudável. Por
exemplo, o indivíduo que cuida mais de si
mesmo pode reduzir significativamente os
custos com hospitais e exames, melhorar os
relacionamentos interpessoais, adquirir mais
longevidade e prevenir-se contra doenças.
Sem contar que é possível atingir e manter
um equilíbrio em relação aos aspectos físicos e
HÁBITOS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL
1. Evite o estresse excessivo
A vida agitada e compromissada que
muitas pessoas levam acabando gerando
um estresse excessivo. O problema é que
isso pode agravar a saúde e gerar inúmeras
consequências negativas para o bem-estar
físico e psicológico, como o surgimento de
dores musculares e a famosa insônia.
Nesses momentos, é preciso reservar um
momento para si, respirar fundo e entender
o que pode ser melhorado para que o
estresse não tome conta. Sempre que se
sentir atribulado e pressionado com as
demandas da rotina, busque por atividades
2. Durma Bem
Dormir bem é vital para que o
corpo consiga descansar e ter
energia suficiente para enfrentar
mais um dia. Além disso, uma noite
de sono bem dormida contribui para
a regeneração das células e do
organismo como um todo,
promovendo mais saúde mental e
combatendo diversos tipos de
doenças.
Evite utilizar eletrônicos antes
de dormir e tenha uma rotina
3. Alimente-se com qualidade
Um dos passos mais
fundamentais para ter uma vida
mais saudável é contar com
uma alimentação equilibrada,
fresca e rica em nutrientes. O
ideal, também, é evitar comer
muito e sobrecarregar o seu
sistema digestório, pois isso
influencia diretamente o nível
de energia do corpo.
A recomendação é variar nos
alimentos, mas sempre
priorizando a qualidade
4. Pratique atividades físicas
As práticas físicas são
essenciais para se alcançar um
patamar saudável. O
sedentarismo, por outro lado,
favorece o aparecimento de
doenças cardiovasculares, além
de diabetes, obesidade,
depressão e ansiedade.
Habitue-se a caminhar todos
os dias, mesmo que por poucos
minutos, ou experimente visitar
mais vezes a academia. Os
esportes em grupo também são
5. Separe um tempo para você
Para além da saúde física, é
fundamental cuidar também da saúde
mental. A meditação é uma ferramenta
bastante útil e benéfica para observar o
fluxo de pensamentos e aprender a lidar
com a agitação do meio externo. Você
pode começar aos poucos, com 10 a 15
minutos diários. Atualmente, já existem
até mesmo aplicativos de celulares com
meditações guiadas.
Outra alternativa é fazer coisas
prazerosas e que possibilitem o
6. Seja positivo
Ser otimista diante da vida e das
pessoas torna o indivíduo mais forte
e consciente de seu papel no mundo,
e essa mentalidade colabora
significativamente para se sentir
mais feliz e saudável. Você pode, por
exemplo, reservar um momento do
dia para agradecer pelas coisas que
já tem e procurar, sempre que
possível, ajudar quem precisa.
Manter hábitos para uma vida
saudável é o desejo de muitas
pessoas. Se esse é o seu caso, saiba
que você pode iniciar com pequenas
mudanças na rotina hoje mesmo!
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. O que é ter qualidade de vida?
2. O que significa o termo “ Qualidade de
Vida”?
3. Quais os benefícios para a pessoas que busca
uma boa qualidade de vida? Cite pelo menos 3.
4. Como podemos melhorar a nossa saúde:
Física:
Mental:
Social:
ATIVIDADE FÍSICA
E
SAÚDE MENTAL
Este aula faz uma reflexão teórica sobre a relação
existente entre atividade física e saúde mental. O
objetivo é evidenciar os benefícios da prática de
exercícios na promoção da saúde mental.
Existem evidências de que atividade física atua na
melhoria da autoestima, do autoconceito, da imagem
corporal, das funções cognitivas e de socialização, na
diminuição do estresse e da ansiedade. A adoção de
comportamentos saudáveis é o principal caminho para
otimização da saúde mental.
O homem contemporâneo se utiliza cada vez
menos de suas potencialidades corporais, e o
baixo nível de ATIVIDADE FÍSICA é fator decisivo
no desenvolvimento de doenças degenerativas.
O QUE É ATIVIDADE FÍSICA?
A (AF) é "todo movimento corporal produzido
pelo acionamento dos músculos esqueléticos
resultando em aumento substancial do gasto
energético acima do metabolismo de repouso"
Para a
Organização Mundial
da Saúde (OMS), o
indivíduo deve
realizar alguma
atividade física pelo
menos três vezes por
semana, em seu
tempo livre, com
duração mínima de
30 minutos.
A AÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A FUNÇÃO
COGNITIVA
Em um estudo de referência, 23
mulheres saudáveis, com idades
entre 60 e 70 anos, fizeram uma
hora de caminhada três vezes
por semana, juntamente com
exercícios de alongamento e de
flexibilidade. Após seis meses
registrou-se melhoras nos níveis
de atenção, memória, agilidade
e no padrão de humor em
Endorfina: hormônio
produzido na glândula
hipófise e que gera
sensação de recompensa e
bem-estar no organismo. É
produzido em grande
quantidade nas atividades
prazerosas e está
associada a relaxamento,
alívio e contentamento
generalizados. Ao ser
liberada no corpo, a
AÇÃO DA ATIVIDADE
FÍSICA
Serotonina: A serotonina é um neurotransmissor que atua
no cérebro com função de regular o humor, o sono,
apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal,
sensibilidade a dor, movimentos e funções intelectuais. a
Serotonina é conhecida como o “hormônio do se sentir
bem”
Hormônio do crescimento: O hormônio do crescimento é um
estimulante direto para a lipólise, ou seja, ajuda na queima de
gordura e é responsável pelo crescimento dos tecidos no corpo,
então auxilia as pessoas a atingirem a estatura adulta adequada
para a sua genética.
Adrenalina: Responsável pela liberação
de glicose no sangue e pelo aumento da
taxa metabólica, a adrenalina é liberada
durante a atividade física para que o
corpo esteja apto na resposta que os
exercícios irão provocar. Ela ajuda a nos
manter alerta, aumenta a frequência
cardíaca e acelera a queima de calorias,
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. Qual a definição de Atividade Física?
2. Qual a recomendação da OMS segundo a pratica de
Atividade Física?
3. Encontre no caça palavras os hormônios liberados
através da prática de Atividade Física: (As palavras deste
caça palavras estão escondidas na horizontal, vertical e diagonal,
com palavras ao contrário.)
GINÁSTICA
O desenvolvimento da Educação Física no âmbito
escolar é uma história que pode ser contada por meio dos
momentos políticos, sociais e econômicos da sociedade
brasileira. Sua implantação começou num período
distante, nos tempos em que a imperatriz Maria
Leopoldina viveu no Brasil (1817-1826).
No século 19 foram utilizados dois métodos de
ginástica: num os alunos em sala de aula, entre as
carteiras, faziam exercícios localizados voltados à
melhoria da saúde; o outro, chamado “ginástica alemã”,
foi introduzido em 1852, com a finalidade de dar
condicionamento físico aos alunos do sexo masculino.
O SURGIMENTO DA GINÁSTICA
A ginástica desenvolveu-se efetivamente na Grécia
antiga, a partir do exercícios que os soldados
praticavam, incluindo habilidades e também
acrobacias.
A palavra Ginástica, surgiu do grego Gymnastiké,
que é a arte de fortificar o corpo e também dar-lhe
agilidade. Ela se tornou um esporte olímpico a partir
da Grécia, pois os gregos começaram a utilizar nas
Olimpíadas de Atenas no ano de 1896, mas só para os
homens. E foi no ano de 1928 que a participação das
ENTRE AS COMPETITIVAS
ESTÃO:
O QUE É GINÁTICA?
Ginástica é conjunto de movimentos que uma pessoa faz ao praticar esta
técnica. Visa fortificar ou dar mais elasticidade por meio de exercícios
especializados.
A ginástica é dividida em modalidades, as competitivas onde existe
competição, como nas olimpíadas e também as não competitivas, como as
praticadas em academias. A ginástica muitas vezes é procurada para quem
quer melhorar o corpo, emagrecer ou até mesmo fortalecer os músculos e
também melhorar o aperfeiçoamento mental em forma de relaxar a mente.
Ginástica acrobática:
que tem como
objetivo fazer
acrobacias de forma
que se tenha
habilidade, força,
equilíbrio,
flexibilidade e
também é realizada
em equipe;
Ginástica artística:
também é uma
forma que se deve
ter força, equilíbrio
e habilidade, um
exemplo, é o cavalo
de alças;
Ginástica de
Trampolim: nesta
modalidade são
usados um e dois
trampolins para um
ou dois atletas que
devem executar uma
série de dez
elementos;
Ginástica rítmica: esta
modalidade envolve
movimentos em forma
de dança em variados
tipos e dificuldades e
também com a
utilização de pequenos
equipamentos;
ENTRE AS NÃO-COMPETITIVAS
ESTÃO:
Contorcionismo: que
consiste em exercitar
movimentos de
flexibilidade poucos
comuns e geralmente
é mais usado em
espetáculos de circo;
Ginástica laboral:
geralmente praticada
no ambiente de
trabalho para
funcionários, durante
o horário de
trabalho, para se
evitar lesões de
esforços repetitivos;
Ginástica cerebral:
praticada através de
exercícios e
movimentos
coordenados do corpo
que, executados de
maneira apropriada,
acessam e estimulam
partes específicas do
cérebro;
Hidroginástica:
melhora a
capacidade
aeróbica e
cardiorrespiratória
e como o nome já
diz é uma ginástica
praticada na água
Ginástica localizada
de academia: são os
exercícios feitos em
academias que ajudar
o condicionamento
físico e também
emagrecer e para
alguns também o
fortalecimento
muscular;
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
1. No século 19 qual era a finalidade da
Ginástica Alemã nas escolas?
2. Qual a origem da Ginástica?
3. Qual o conceito de Ginástica?
4. Quais tipos de ginástica, defina por
competitivas e não competitivas.
Competitivas Não Competitivas
Educação
Física e Bullying
Na escola, na família ou mesmo no trabalho. O
bullying pode ocorrer em diversos cenários e em
qualquer idade. Muitas pessoas imaginam que ele
tenha sempre a mesma “cara”, mas a verdade é
que existem diferentes tipos de Bullying
Por isso, é muito importante se informar
sobre como o problema ocorre, assim como
formas de prevenir e tratar os casos – seja
seu filho a vítima ou mesmo o agressor.
CASO REAL
Se por um lado a Educação Física pode despertar nos
alunos sentimentos de cooperativismo, companheirismo e
inclusão...
...por outro, tende a criar situações de competitividade,
agressividade e discriminação em meio às quais práticas de
bullying podem surgir, sobretudo em relação aos alunos
acima do peso ou com pouca habilidade nos esportes.
Mas qual é o papel do Professor de Educação Física a
fim de impedir que isso aconteça? Esse trabalho, por mais
que envolva toda a comunidade escolar, mas é nas aulas de
Educação Física que existe suas particularidades. Em
APRESENTAR 8 TIPOS
DE BULLYING
PRATICADOS NO
AMBIENTE ESCOLAR
Bullying Verbal
São as piadinhas, as fofocas… É o tipo mais comum de bullying. Há
quem alegue que o bullying verbal se trata de piada ou
brincadeira, mas é muito fácil diferenciar um do outro – se a vítima
não acha graça e sofre, estamos falando de bullying.
Bullying Moral ou Sentimental
Tratam-se dos apelidos maldosos. Não se tratam de provocações,
mas dos famosos apelidos que atacam os sentimentos da vítima.
Eu, por exemplo, era chamado de Pescoço de Girafa na
adolescência, kkkkkk. Pense e logo você se lembrará de muitas
pessoas que são chamadas com apelidos que destacam, de forma
pejorativa, alguma característica (como o “quatro olhos”).
Bullying Psicológico
Entre os tipos verbal e moral está o bullying psicológico, cuja
principal característica é fazer com que a pessoa sempre se sinta
Bullying Físico
Esse bullying traz prejuízos físicos à vítima, que pode
apanhar, ser presa, mordida ou sofrer qualquer outro tipo
de ato violento. Para que um bullying físico se torne uma
agressão (com punição prevista em lei, inclusive), não é
preciso muito – fique atento.
Bullying Material
É quando o agressor destrói algum pertence da vítima, ou
então o suja, estraga, joga em algum lugar inacessível…. É
caracterizado pelo prejuízo material.
Bullying Sexual
Assediar, induzir ou abusar. Meninas que se desenvolvem
precocemente estão entre as principais vítimas desse tipo
de bullying. O agressor se aproveita quando a vítima está
indefesa para atacá-la.
Bullying Social
Quando você é isolado de uma conversa, brincadeira ou
atividades de classe por exemplo, isso se caracteriza como
bullying. A ação de ignorar, isolar ou excluir constantemente um
colega do convívio social.
Bullying Virtual
Mais conhecido como cyberbullying, esse tipo de bullying está
se tornando cada vez mais popular por conta dos avanços das
redes sociais. Ele mistura todos os tipos anteriores, mas tem
um diferencial: o agressor se esconde atrás de um perfil
(muitas vezes falso) na internet. E, a partir dele, zomba, cria
fofocas ou até mesmo ameaça a vítima. Um dos grandes
problemas do cyberbullying é que a fofoca, ou maledicência,
ganha proporções enormes, pelo potencial de
compartilhamento das redes sociais. Assim a vítima se sente
exposta diante de dezenas, centenas e até milhares de pessoas.
AGORA COMO PREVENIR O
BULLYING?
O primeiro passo é admitir que a escola é um local passível
de bullying. É necessário também informar professores e
alunos sobre o que é o problema e deixar claro que o
estabelecimento não admitirá a prática.
“A escola não deve ser apenas um local de ensino formal,
mas também de formação cidadã, de direitos e deveres,
amizade, cooperação e solidariedade. Agir contra o
bullying é uma forma barata e eficiente de diminuir a
violência entre estudantes e na sociedade”
1. Você já presenciou alguma cena de
bullying na aula de Educação Física?
Como foi?
2. Você já sofreu algum tipo de
bullying? Ou foi o causador?
3. Quais são os tipos de bullying?
ATIVIDADE DE
FIXAÇÃO
BASQUETE
O basquetebol é um esporte altamente popular nos Estados Unidos. Aqui no
Brasil, nós temos vários atletas de expressão que deixaram suas marcas não
apenas aqui em nosso país, mas que também ficaram mundialmente
conhecidos, como é o caso de Hortência, Paula, Janeth e Oscar Schmidt. Mas,
infelizmente, esse esporte não tem aceitação popular em nosso país.
ORIGEM
Afirma-se que o basquete
foi criado em 1891 por
James Naismith, um pastor
presbiteriano que era
professor de Educação
Física na Associação Cristã
de Moços (ACM) de
Springfield, Massachusetts,
nos Estados Unidos.
Motivo da criação
Conta-se que um grupo de alunos,
impedidos de praticarem esportes ao ar
livre devido ao frio, pediu para que o
professor criasse um jogo coletivo que
pudesse ser praticado em locais fechados.
Como resposta ao pedido, Naismith
dividiu os alunos em dois times,
combinou que os alunos só poderiam
andar com a bola desde que a batessem
no chão e definiu o objetivo: ganhava o
jogo o time que acertasse mais vezes a
bola ao cesto.
No início, todas as vezes que a bola era
acertada no cesto, precisavam pegá-la
com o auxílio de uma escada. Só mais
tarde alguém teve a ideia de cortar o
fundo da cesta, fazendo com que a bola
caísse de volta à quadra.As regras foram
oficializadas, primeiro no próprio clube,
no boletim da ACM em 1892, e mais
tarde em 1932, com a fundação da
Federação Internacional de Basquete
Amador (FIBA).
POSIÇÕES
O Armador é o organizador, o
“cérebro” da equipe. É ele quem
normalmente leva a bola da defesa
para o ataque, observa o tipo de
defesa da equipe adversária e
escolhe a jogada ou movimento
necessário para superá-la, através
de códigos pré estabelecidos pelo
técnico.
Ala-Armador Muitos técnicos
tentam, na defesa, impedir que o
armador principal traga a bola para
o ataque, visando prejudicar a
organização ofensiva do adversário.
Nesse caso, é o ala-amador ou
também chamado de escolta que
assume o papel do armador
principal e organiza a equipe.
O Ala normalmente é o jogador
mais completo do time. Ele tem
que ter a “leitura do jogo”
semelhante a um armador. Sendo
capaz de infiltrar no garrafão.
Além de ter a responsabilidade de
fechar o contra-ataque juntamente
com o escolta.
Essa nomenclatura Líbero o (Ala Pivô)
foi adotada recentemente
estudiosos do basquetebol e
pelos
expressa
fielmente, o que significa a função do
antigo ala-pivô. O potencial de
arremesso, força física e domínio dos
fundamentos do atleta desta posição,
normalmente vai determinar a filosofia
ofensiva da sua equipe.
O Pivô é o jogador que atua mais
próximo à cesta, tanto na defesa,
quanto no ataque. Sua principal
função é brigar pela posição onde
possa receber (ataque) ou impedir
(defesa) o passe. Lutar pelos
rebotes é uma obrigação dos pivôs.
Na grande maioria das vezes é o
atleta mais alto da equipe. Sua área
de atuação é o garrafão.
FUNDAMENTOS
PASSE
•Passe de peito: Trazendo já bola junto ao peito, com o peso do corpo na
perna coordenando movimento dos braços com os pulso, a bola à frente
do corpo, lançá-la com as mãos na direção do movimento.
•Passe quicado: É idêntico ao passe de peito, com a diferença de que a
bola toque no chão antes de chegar às mãos do jogador que vai recebê-la.
v Passe por cima da cabeça - Elevando a bola acima da cabeça com
ambos os braços, lançá-la com um forte movimento dos pulsos, sem
baixar os braços.
•Passe de gancho: A bola é segura pela mão que vai lançá-la bem junto
ao punho, dedos espalhados na bola. Com um passo atrás ou para o lado,
dar um solto com um giro no ar simultâneo ao lançamento da bola através
de um movimento circundante do braço.
•Passe de ombro: A bola é segura com ambas as mãos, com os dedos
apontados para cima. Os cotovelos devem ser flexionados, a bola se
manterá junto ao corpo com o ombro alto e a execução do passe deverá
ser feita pela extensão do braço, cotovelo e punho.
DRIBLE
•Corpo abaixado, cabeça elevada, joelhos flexionadas,
impulsionar a bola com a flexão do pulso.
ARREMESSO
•Bandeja: É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou
driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao
receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo
rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No
entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo.
•Com uma das mãos: Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo
na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas
simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com
a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola
através das pontas dos três dedos médios da mão.
•Jump, com drible e parada :Driblando em direção à cesta, parando numa
posição de equilíbrio, flexionara as pernas, saltar elevando a bola acima e à
frente da cabeça com ambas as mãos, executar o arremesso apenas com uma das
mãos.
•Gancho: O jogador de posse da bola, dribla em direção à cesta mantendo seu
corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo
no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço, caindo de
frente para a cesta.
LANCE-LIVRE
•É igual ao arremesso com uma das mãos, efetuado da
linha do lance-livre, sem marcação e tendo cinco
segundos para a execução. É importante que o jogador
mantenha o peso do corpo na perna da frente,
concentre-se e bloqueie a respiração antes do
arremesso.
REBOTE
•Partindo da posição de guarda, o jogador da defesa
procura através de um trabalho de pernas evitar que o
adversário tome a sua frente para o rebote. É
importante, durante o lançamento da bola, que o
defensor não olhe para a trajetória da bola, e sim o
jogador que esteja marcando. 1º caso: Quando o
adversário correr para o rebote pelo lado da perna de
trás do defensor, basta a este fazer o giro na perna de
trás. 2º caso: Quando o movimento para a cesta for feito
pelo lado da perna da frente, o defensor efetuará dois
movimentos de giro. O primeiro pela perna da frente e o
segundo igual ao 1º caso.
OUTROS FUNDAMENTOS
Empunhadura: ato de segurar a bola com as pontas dos
dedos, e não com a palma das mãos.
Manejo do corpo: estão incluídos aqui os giros, as fintas
e as corridas executadas durante a partida.
Enterrada: jogada em que a bola é colocada com firmeza
dentro do cesto, após um salto.
Toco: ato de bloquear o movimento da bola que está sendo
arremessada para o cesto.
ALGUMAS REGRAS
Oficialmente, as medidas da quadra de basquete têm as
dimensões de, no mínimo, 26m de comprimento por 14m de
largura. As cestas devem ficar fixadas em estruturas a 3,05m de
distância do chão e localizadas nas extremidades da quadra. As
partidas têm a duração de quatro tempos de 10 minutos, com
exceção do campeonato estadunidense (NBA), em que os tempos
duram 12 minutos.
ALGUMAS REGRAS
Tempo de jogo
Em jogos oficiais, são disputados 4 períodos de 10 minutos,
divididos em 2 tempos. Um intervalo de 15 minutosé dado entre
o 2º e o 3º períodos e inverte-se o lado de jogo das equipes.
Toda vez que o jogo é parado ou a bola sai de campo, por
exemplo, o cronômetro é parado.
Caso o jogo termine empatado durante a disputa do tempo
normal, ocorrerá uma prorrogação de 5 minutos. Caso o empate
persista,outra prorrogação de 5 minutos será realizada, e assim
sucessivamente, até que haja um vencedor.
ALGUMAS REGRAS
Pontuação
A pontuação é realizada da seguinte maneira: Quando a bola entra
no cesto (aro), é marcado o ponto.
1 ponto para cada arremesso de lance livre convertido
(arremessos adquiridos em lance de falta sofrida);
2 pontos nos arremessos convertidos de pequena e curta
distância, mais precisamente dentro da delimitação de 6,75
metros;
3 pontos nos arremessos que forem convertidos fora da
delimitação de 6,75 metros.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Em que ano foi criado o Basquete e qual o nome do criador?
2. Por que o professor resolveu criar este esporte?
3. Quais as posições dos jogadores?
4. Cite 5 fundamentos do Basquete?
BRINCADEIRAS
POPULARES
Você sabe o que são
Brincadeiras Populares?
Como surgirão?
Quais você brincava em sua
infância?
Algumas brincadeiras são
tão antigas que até os
antigos reis de Roma devem
ter entrado na roda. Para
relembrar a infância e fazer
um passeio pela história,
vamos aprender o que são
brincadeiras populares e ver
como se originou algumas.
As brincadeiras populares ou folclóricas, também
conhecidas como brincadeiras de rua ou tradicionais,
são jogos que nasceram da cultura popular. ...
Nascidas na cultura popular, elas não possuem regras
fixas, de modo que suas regras podem ser criadas ou
modificadas pelos grupos.
O que são:
Jogos e brincadeiras tradicionais têm
origens diferentes. Vêm tanto dos
povos que deram origem à nossa nação
(o indígena, o branco, o negro), como
de outras terras distantes. Mas
infelizmente, em um mundo cada vez
mais urbanizado, industrializado e
informatizado, a tendência é que
muitas das brincadeiras e jogos
tradicionais percam espaço nas
preferências infantis.
Porém, alguns têm um valor
cultural imenso, pois, o lugar
dessas brincadeiras já está
garantido na cultura tradicional
da infância e dos adultos, como
a peteca, a amarelinha, a
ciranda, a pipa e a cama de gato,
mas além desses temos várias
outros jogos populares que
talvez você já até conheça.
O Brasil é cenário de uma série de brincadeiras tradicionais para
crianças, tanto dentro dos lares como ao ar livre. Como a maioria
dos países do mundo, as brincadeiras mais conhecidas das crianças
são bastante simples e não requerem nenhum tipo de equipamento
ou treinamento especial para a participação, e podem coincidir com
brincadeiras realizadas em outros países como o esconde-esconde,
o pega-pega, a amarelinha, cinco marias, cabra-cega e a peteca,
dentre outras.
Conheça agora a origem de
algumas brincadeiras
populares
Cabra-Cega
Já deve ter um tempo que você não vê
ninguém brincando de cabra-cega por
aí. Mas, caso queira reviver a
tradição, basta conseguir um pedaço
de pano e reunir a turma: a cabra-cega
da rodada deve ser vendada e tentar
encontrar os companheiros de
brincadeira; ao trombar em alguém,
deve adivinhar quem é a pessoa – se
acertar, esta passa a ser a cabra-cega.
Acredita-se que brincadeira, que já
foi popular entre a criançada, tenha
sido originada durante a Dinastia
Zhou, da China, perto do ano 500 a.C.
Joquempô
Pedra,Papel
e Tesoura
O joquempô já acumulava
milênios de tradição. Os
primeiros registros que se têm
da brincadeira estão no livro
chinês Wuzazu, escrito durante
a Dinastia Han, entre os anos
206 a.C e 220 d.C. No século
17 o jogo com os elementos
que conhecemos hoje já era
popular na China e no Japão, e
no século 20 já havia se
espalhado pelo mundo.
Par ou Ímpar
O jogo é uma variação da
Morra, brincadeira criada na
Roma Antiga e popular até o
dia de hoje, principalmente na
Itália. No jogo da antiguidade,
os participantes costumavam
se reunir em roda e mostrar
entre 0 a 5 dedos de uma das
mãos – o desafio era adivinhar
a soma total da roda e ganhava
quem gritasse o número mais
rápido.
Jogo da Velha
Para se divertir no Império
Romano, um dos jogos mais
populares era o bom e velho Jogo
da Velha: marcas das matrizes de
três linhas e três colunas, que
datam do ano 1 a.C., foram
encontradas em diversos lugares
de Roma. Mas acredita-se que o
jogo, cujo objetivo é completar
primeiro uma linha de três
círculos ou xis em sequência,
possa ter origem ainda mais
distante.
Amarelinha
Acredita-se que amarelinha
teria sido inventada pelos
romanos – gravuras
mostram crianças brincando
de amarelinha nos
pavilhões de mármore nas
vias da Roma antiga. Mas
as primeiras referências ao
jogo de que se tem registro
confirmado datam do
século 17.
Outras brincadeiras
populares
Queimada As crianças podem brincar de
Queimada num quintal grande, numa quadra
de esportes, dentro do condomínio e até
mesmo na praia. O ideal é no mínimo 8
crianças a partir dos seis anos de idade. A
queimada estimula a agilidade, velocidade,
mira, atenção e cooperação.
Cabo de Guerra As brincadeiras da nossa
infância estimulam o ritmo, o trabalho em
equipe e outros benefícios. O Cabo de Guerra
estimula a agilidade, o condicionamento
físico, a força, a resistência, cooperação,
resistência e melhora a socialização entre as
crianças.
Esconde-esconde Brincar de esconde-esconde
envolve diversas crianças, sendo que uma
delas, sorteada ou indicada irá procurar as
demais após contar até 20 ou 30. O bom é que
se pode brincar em casa em dia de chuva, na
escola ou em outros lugares.
Passa anel Cada vez mais é comum ver
crianças brincando com tablets e smartphones.
Cabe aos pais e educadores incentivarem as
crianças a brincarem em grupo para promover
a socialização das crianças. Umas dessas
brincadeiras é o Passa anel.
Batata quente Os jogos infantis que fazem
parte da nossa infância são muitos. Brincar de
Batata quente é muito divertido e, além de
barato, crianças a partir dos quatro anos já
podem brincar.
Pula Sela Toda criança gosta de brincar, e
quando consegue reunir amiguinhos da mesma
idade a festa está completa. Uma das
brincadeiras mais tradicionais é a Pula-Sela.
Morto-vivo As brincadeiras da nossa infância
são inesquecíveis. No Brasil, mesmo com o
aparecimento das novas tecnologias e o
crescente aumento dos tablets e smartphones,
as crianças continuam curtindo algumas
brincadeiras que passam de geração em
geração.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Quais brincadeiras você gostava de realizar na sua infância?
2. O que são Brincadeiras Populares?
3. Cite as brincadeiras que você já conhecia.
4. Por que as brincadeiras populares hoje em dia esta se
extinguindo da vida das crianças?
SLIDES DO LIVRO.pptx
As olimpíadas, ou jogos olímpicos, constituem nos dias de hoje um dos eventos mais
populares e prestigiados em todo o mundo. Essa popularidade e esse prestígio devem-se à
grande conexão que as olimpíadas têm com a massa de espectadores que acompanham as
competições tanto presencialmente nos estádios e arenas quanto pela televisão.
Entretanto, a história dos jogos olímpicos é um tanto complexa.Aimagem que deles
temos hoje em dia foi construída a partir do fim do século XIX, mas suas origens
remontam à Grécia antiga.
ORIGEM DAS OLIMPÍADAS
As Olimpíadas originaram-se por volta do
século VIII a.C., no contexto da antiga
Hélade, isto é, o conjunto das cidades-
estado da Grécia Clássica. A realização
dos jogos ocorria na cidade de Olímpia –
por isso o nome “Olimpíadas” –, para
onde os cidadãos das outras cidades
peregrinavam a fim de participarem das
competições. O primeiro atleta a vencer
uma prova em Olímpia teria sido
Corobeu, em 776 a.C. – a prova era de
corrida
Dentro da tradição mitológica, os jogos de olímpia foram
criados pelo herói Hércules, filho do deus Zeus com uma
mortal. Hércules foi obrigado pela deusa hera a realizar doze
trabalhos considerados impossíveis. O quinto desses
trabalhos consistia em limpar os currais do rei Áugias, que
continha milhares de animais e não era limpo há mais de 30
anos. Após conseguir realizar o feito, hércules decidiu
inaugurar um festival esportivo em olímpia, em
Essa explicação mitológica organizava o entendimento que se tinha
sobre o esporte olímpico à época. Sempre que os jogos eram abertos,
havia todo um rito de sacrifício de animais a Zeus e cada competição
tinha em cada medida alguma relação com o culto a essa divindade.
MODALIDADES ESPORTIV
ASANTIGAS
Entre os esportes praticados nas antigas olimpíadas, estavam as corridas, chamadas
de drómos, e suas modalidades. Em algumas delas, o atleta devia correr por cerca de 190
metros vestido com a armadura e as armas de um hoplita (soldado da linha de frente dos
combates). Em termos de corridas, havia também as bigas e quadrigas. As primeiras eram
carros de combate tracionados por dois cavalos; as segundas, por quatro cavalos. Havia ainda
o péntatlhon (semelhante ao pentatlo atual), que reunia cinco esportes: 1) salto,
2) lançamento de disco, 3) lançamento de dardo, 4) corrida e 5) luta.
RESTAURAÇÃO
DOS JOGOS
OLÍMPICOS NA
MODERNIDADE
No mundo antigo, as Olimpíadas caíram no esquecimento durante séculos.
Outros esportes foram se desenvolvendo no interior de cada civilização, mas não
havia algo que tivesse a envergadura da celebração dos jogos de Olímpia. A
restauração das práticas esportivas em um festival como as antigas Olimpíadas só
foi feito na década de 1890 por um aristocrata e pedagogo suíço chamado Pierre
de Frédy, mais conhecido como Barão de Coubertin.
O Barão de Coubertin acreditava que a prática do esporte devia ser estimulada na
sociedade contemporânea, sobretudo entre os jovens.Além disso, era interessante
que houvesse uma organização internacional de jogos esportivos que ajudasse a
promover a “paz entre as nações”, já que aquele contexto (de transição do século
XX para o século XXI) estava carregado de rivalidades entre as potências
imperialistas.
ABERTURA DOS JOGOS OLÍMPICOS NA
ERA MODERNA
Em 6 de abril de 1896, foram inaugurados os
primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna.
A improvisada frase do rei George 1º da
Grécia ("Declaro abertos os primeiros Jogos
Olímpicos em Atenas") tornou-se marca
registrada para todas as cerimônias de
abertura seguintes. Em Atenas, as mulheres
ainda estavam proibidas de competir.
Participaram 285 atletas de 13 países, nas
provas de atletismo, ciclismo, luta, esgrima
(era a única que admitia profissionais na
época), ginástica, halterofilismo, natação e
tênis.
MODALIDADES
CURIOSIDADES
• Cada arco simboliza um continente;
• As mulheres só foram autorizadas a
competir nos Jogos Olímpicos em 1900;
• A Tocha Olímpica é iluminada à moda
antiga em uma cerimônia no templo de
Hera na Grécia: Atrizes, vestindo trajes
de sacerdotisas gregas, usam um espelho
e os raios do sol para acender a tocha;
• Os Jogos de 2016 foram sediados no Rio
de Janeiro;
• Foram criados também os, Jogos
Paraolímpicos e Jogos de Inverno;
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Onde se originou as Olimpíadas e em que ano foram realizadas a
primeira provas?
2. Quais provas consiste o Pentatlo?
3. Quem recriou os Jogos Olímpicos da Era Moderna?
4. Cite 5 modalidades das Olimpíadas?
JOGOS INDÍGENAS
Sempre que pensamos em um tipo de competição desportiva,
pensamos em copa do mundo, jogos olímpicos e até em algum que
o nosso país participa muito pouco, como as olimpíadas de
inverno. Porém, nunca imaginamos os jogos dos povos indígenas.
Organizado pelo Comitê Intertribal
Indígena, com apoio do Ministério
dos Esportes, os Jogos dos Povos
Indígenas têm o seguinte mote: “O
importante não é competir, e sim,
celebrar”.Aproposta é recente, já que
a primeira edição dos jogos ocorreu
em 1996, e tem como objetivo a
integração das diferentes tribos, assim
como o resgate e a celebração dessas
culturas tradicionais.
VAMOS VOLTAR UM POUCO NA
HISTÓRIA
A mais antiga notícia sobre a Educação
Física em terras brasileiras data o ano de
sua descoberta, 1500. Tal fato se deve ao
relato de Pero Vaz de Caminha, que em
uma de suas cartas, que relatam
indígenas dançando, saltando, girando e
se alegrando ao som de uma gaita tocada
por um português, esta foi certamente a
primeira aula de ginástica e recreação
relatada no Brasil.
VAMOS VOLTAR UM POUCO NA
HISTÓRIA
De modo geral, sabe-se que as atividades físicas realizadas pelos indígenas no
período do Brasil colônia, estavam relacionadas a aspectos da cultura
primitiva. Tendo como características elementos de cunho natural (como
brincadeiras, caça, pesca, nado e locomoção), utilitário (como o aprimoramento
das atividades de caça, agrícolas, etc.), guerreiras (proteção de suas terras);
recreativo e religioso (como as danças, agradecimentos aos deuses, festas,
encenações, etc.)
As modalidades disputadas nos Jogos Indígenas
variam um pouco entre os torneios, mas
basicamente são as seguintes:
Arco e Flecha
Os povos indígenas usavam muito esse
instrumento como arma de guerra. Atualmente,
é usado para a caça, pesca e rituais, e tornou-se
também uma prática esportiva, sendo disputada
entre aldeias e até com não indígenas.
PROVA: Cada delegação pode inscrever dois
participantes diferentes, cada um com direito a
três tiros. O alvo se localiza a uma distância de
30 metros e é marcado pelo desenho de um
peixe.
Modalidade praticada para medir a força física,
o cabo de guerra é muito aceito entre as etnias
participantes de todas as edições dos Jogos,
como atrativo emocionante, que arranca
manifestação da torcida indígena e do público
em geral. Permite a demonstração do conjunto
de força física e técnica que cada equipe possui.
PROVA: Cada delegação poderá inscrever, no
máximo, duas equipes (masculina e feminina),
compostas de 10 atletas e dois reservas.
Cabo de
Guerra
A canoa é utilizada como meio de transporte e
para a pesca, sendo essencial na vida dos índios.
Naturalmente, cada povo tem uma maneira para
fabricá-la.
PROVA: Cada delegação deverá inscrever uma
equipe de 02 (dois) atletas. A prova será
realizada em rio ou lago aberto, cujo local
específico, distância e percurso serão definidos
posteriormente no
pela Comissão Técnica e divulgados
Congresso Técnico. Será
permitido aos competidores o reconhecimento
prévio do percurso e das canoas.
Canoage
m
Os índios sempre se interessaram em trabalhar
seu preparo físico. Com isso, tornam-se
verdadeiros competidores, adaptando-se e
aprendendo, com a natureza, a caçar e pescar,
percorrendo grandes distâncias, atravessando
lagos e rios em busca de alimento.
PROVA: A realização dessa modalidade passou
por várias experiências de adaptação para a
definição de seu formato. Chegou-se a
conclusão da prova de 100 m rasos (masculino e
feminino), como ideal para o modelo dos Jogos
dos Povos Indígenas.
Atletismo (100 metros)
A Corrida com Tora é sempre realizada ao
amanhecer e ao entardecer. As corridas vindas
de fora acontecem geralmente no final das
tardes.
PROVA: As toras, feitas de buriti, e com massa
em torno de 100 Kg, devem ser carregadas pela
equipe ao percorrerem uma distância pré-
determinada. Para a competição, cada equipe
deve inscrever dez participantes.
Corrida com
tora
Xikunahity
Esse esporte também é conhecido como futebol
de cabeça. Em lugar do chute, a bola é
empurrada com a cabeça dos participantes. O
jogo é disputado por equipes de dez atletas em
um campo de dimensões próximas ao do
futebol.
Futebol de
Cabeça
Esporte já inserido no contexto
PROVA:
cultural de vários grupos indígenas, sendo
unanimidade nos jogos e praticado por atletas
femininos e masculinos. As regras são regidas
pela Instrução Geral dos Jogos e obedece ao
padrão da Confederação Brasileira de Futebol,
exceto o tempo de jogo, que é de 50 min,
divididos em dois tempos de 25 min cada, com
intervalo de 10 min
Futebol
Várias etnias indígenas conhecem esse
armamento, possuindo técnicas diferentes de
confecção das lanças. O fabrico de cada lança
depende da finalidade a que se destina.
PROVA: O Arremesso de Lança é uma prova
individual realizada apenas pelos homens. Nos
Jogos, a contagem dos pontos é feita de acordo
com a distância alcançada, ou seja, vence aquele
que atingir maior distância.
Arremesso de
Lança
A luta corporal dos povos indígenas do Xingu e
dos índios Bakairis, de Mato Grosso, o Huka
Huka, inicia com os atletas ajoelhados.
PROV
A: O desejo de se realizar uma
competição
grande, mas é muito improvável devido
de lutas corporais nos Jogos é
à
grande diversidade de estilos de luta e técnica.
Algumas etnias lutam em pé, outras ajoelhadas
no chão, como o Huka Huka. Por isso, fazem-se
apenas demonstrações das lutas existentes na
cultura indígena brasileira.
Luta
corporal
A relação de vida dos povos indígenas estará
sempre associada à água. A primeira hora da
vida de um bebê indígena começa com o seu
primeiro mergulho; em um rio ou lago por sua
mãe.
PROVA: Atualmente, a prova de meia
distância e resistência, é realizada em águas
abertas, que está dentro do contexto indígena, e
é praticada por atletas femininos e masculinos.
Natação
Zarabatana é uma arma artesanal, semelhante a
um cano longo, com aproximadamente 2,5 m de
comprimento, feito de madeira, com um orifício
onde se introduz uma pequena seta, de
aproximadamente 15 cm.
PROVA: É uma demonstração individual
realizada pelas etnias Matis e Kokamas. Na
apresentação se posiciona, a 20 ou 30 m do alvo
adaptado, uma melancia pendurada em um
tripé. A prova consiste em atingir o alvo o maior
número de vezes possível.
Zarabatana
Jogado em um campo de tamanho semelhante
ao do futebol. Se desenvolve entre duas equipes
de 10 ou mais atletas de cada lado, onde todos
usam uma espécie de borduna (bastão), cujo
objetivo é rebater uma pequena bola (coco), que
ao ultrapassar a linha de fundo de seu oponente,
marca um ponto. De acordo com informações
dos Kayapós, esse esporte já não estava mais
sendo praticado devido a sua violência, que
causava graves contusões nos competidores.
Rõkrã
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Quando surgiu os Jogos Indígenas?
2. Quais as entidades organizam os Jogos?
3. O que realizavam os Índios no período do Brasil Colonial, que
condiz com práticas corporais?
4. Quais as provas compõe os Jogos Indígenas?
HANDEBOL
ORIGEM DO HANDEBOL
O handebol é um esporte coletivo
que foi criado pelo professor alemão
Karl Schelenz, no ano de 1919.Após
ter as regras publicadas pela
FederaçãoAlemã de Ginástica, o
esporte começou a ser praticado de
forma competitiva em países como,
por exemplo, Áustria, Suíça e
Alemanha.
Desde sua criação, o handebol tal
qual o conhecemos hoje sofreu
algumas modificações. O local de
jogo, por exemplo, era ao ar livre
(em gramados) e os espaços eram
menores.
Agora, o esporte é executado em
quadras fechadas de 40 por 20
metros. Além disso, no início o
handebol era um jogo exclusivo
para mulheres.
Mais tarde e com sua
inclusão nos esportes
olímpicos, ele passou a ser
jogado por ambos os sexos.
Como foi criado por um
alemão, ele começou a ser
jogado em berlim, na
alemanha durante a primeira
guerra mundial. No entanto,
não demorou muito para que
ele se difundisse pela europa
e ainda, para outras partes do
mundo.
Outro fator que o diferencia de sua origem é pelo número de jogadores.
Quando foi criado, ele continha um total de 22 jogadores, ou seja, 11 em cada
equipe. Hoje o número foi reduzido para 14 no total (7 jogadores em cada
equipe). No final dos anos 30 o handebol passou a ser um esporte oficial jogos
olímpicos de berlim. Nesse momento, o jogo ainda era disputado por duas
equipes de 11 jogadores cada.
Com as novas mudanças (jogadores e espaço), ele passou a fazer parte dos
jogos olímpicos a partir de 1972.
JOGABILIDADE
-Dividido em dois tempos de 30 minutos
cada;
-Possui um intervalo de 10 minutos entre
cada etapa;
-Existem dois árbitros e um
cronometrista;
-O jogo envolve dribles, passes e
recepção de bola entre os jogadores;
-O arremesso é uma técnica muito
utilizada para fazer gols;
-Amaneira de segurar a bola no jogo é
chamada de "empunhadura".
POSIÇÕES
Armador Central
Esse jogador é o cérebro e a
locomotiva da equipe, visto que
comanda o processo de
armação e organização das
jogadas. Como o nome sugere,
a sua atuação se dá pelo centro
de campo.
POSIÇÕES
Meias
Esses jogadores são o combustível
para todo o restante da equipe. São
conhecidos também como Armador
Direito (Meia Direita) eArmador
Esquerdo (Meia Esquerda). Eles são
responsáveis por conferir um ritmo
mais equilibrado e defensivo ao
resto do time.
POSIÇÕES
Pontas
Os pontas são encarregados de
participar das ações de ataque,
atuando nas proximidades das
linhas laterais do campo, próximos
ao ponto de escanteio. Eles têm a
função de atrair a defesa adversária,
proporcionando um espaço maior
entre os jogadores defensores no
centro da quadra.
POSIÇÕES
Pivô
O pivô no handebol é o jogador
responsável por aproveitar
oportunidades ofensivas e criar
espaços dentro da linha de defesa
do time adversário. Dessa forma,
pode se infiltrar nesses pontos e ter
condições de fazer arremessos de
uma distância menor e com mais
chances de serem bem-sucedidos.
POSIÇÕES
Goleiro
O goleiro é um jogador essencial
para realizar a defesa. Desse modo,
assim que a defesa é rompida, o
goleiro deve ter um reflexo rápido e
antecipar o provável local em que o
atacante oponente arremessará a
bola, evitando que ela entre pela
baliza.
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
•Empunhadura: é quando um
jogador coloca a bola na palma
da mão e a pressiona com a
ponta dos dedos;
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
•Recepção da bola: quando o
jogador recebe a bola com as
mãos paralelas e em formato
côncavo;
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
•Passe: lance de bola para o
companheiro de equipe.
Existem vários tipos de passe.
Alguns deles são o de ombro,
de pronação, picado;
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
•Arremesso: o jogador lança a
bola em direção ao gol. Pode
ser de apoio, rolamento,
suspensão, com queda;
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
• Drible: ao contrário de
esportes como o futebol, o
drible para o handebol é o ato
de quicar a bola no chão;
PRINCIPAIS FUNDAMENTOS
• Finta: é quando um jogador
engana a
adversário. As
marcação do
técnicas mais
utilizadas são do deslocamento,
troca de ritmo ou de direção.
PRINCIPAIS REGRAS
•Manejo da bola: o jogo é realizado com o uso das mãos, assim os atletas são impedidos de
utilizar outras partes do corpo. A única exceção é a do goleiro, que poderá utilizar os pés na
defesa;
• Substituição: não existem limites para a substituição de jogadores em uma partida. O
técnico poderá usar a estratégia quantas vezes achar necessário e a qualquer tempo;
•Tiro de meta: ocorre quando a bola toca o goleiro ou jogador adversário antes de passar
pela linha de fundo, quando estão na área de defesa;
•Tiro de 7 metros: é uma cobrança semelhante ao lance livre do basquete. Ocorre quando
um jogador, com chances claras de marcar gol, sofre falta de adversário. O juiz marca, então,
o tiro de 7 metros e a falta deve ser cobrada no local onde a falta foi cobrada;
•Lançamento lateral: acontece quando a bola sai da linha lateral. Deve ser cobrado com um
pé sobre a linha lateral da quadra e o outro pé fora.
• Jogadores: O jogo de handebol funciona da seguinte forma: duas equipes com 7
atletas cada.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Quem foi o criador do handebol e qual o ano e local de criação?
2. Quais são as posições dos jogadores?
3. Quais os fundamentos do Handebol?
FUTSAL
O FUTSAL É UM DOS ESPORTES MAIS PRATICADOS
DO BRASIL, NA ESCOLA, NA PRAÇA OU NO CLUBE É
MUITO COMUM VERMOS PESSOAS DE TODASAS
IDADES PRATICANDO O FUTSAL. ENTÃO, É HORADE
CONHECER O HISTÓRICO DO FUTSAL. ?
AORIGEM: ONDE E COMO SURGIU O FUTSAL?
A origem do Futsal tem duas versões
divergentes sobre a origem do Futsal (Futebol
de Salão). Uma das versões é que
o Futsal começou a ser praticado na cidade de
São Paulo/Brasil, na associação cristã de moços
(ACM), na década de 1940, pois já havia uma
dificuldade em encontrar campos de Futebol
livres para a prática do esporte. A solução foi
usar as quadras de Basquetebol e Hóquei para
jogar Futebol.
ONDE FOI CRIADO O FUTSAL?
Aversão mais aceita da origem do Futsal
é que Futebol de Salão teve sua origem
no Uruguai quando começou a ser
praticado na década
de 1930 em Montevidel, também na
Associação Cristã de Moços.
QUEM CRIOU O FUTSAL?
O professor de Educação Física
uruguaio Juan Carlos Ceriani é
considerado o criador do Futsal,
que chamava o novo esporte de
“Indoor-Foot-Ball”
PRINCIPAIS REGRAS DO FUTSAL
• Número de atletas
Cada time pode ter 5 jogadores em quadra, sendo que um deles deve ser
o goleiro, e até 9 no banco de reservas. As trocas são ilimitadas,
entretanto, caso uma das equipes fique com menos de 3 atletas, a partida
deve ser interrompida e a vitória é dada ao adversário.
• As medidas da quadra
As medidas mínimas da quadra para jogos adultos nacionais são de 38
metros de comprimento por 18 metros de largura. Já nas disputas
internacionais, o mínimo é 38 m x 20 m e o máximo 42 m x 25 m.
PRINCIPAIS REGRAS DO FUTSAL
• Tempo de partida
 A partida é dividida em dois tempos de 20 minutos
de duração cada um. Após o final da primeira etapa
há um intervalo de 10 minutos e os times devem
trocar de lado ao retornar à quadra.
• Faltas
 A falta ocorre sempre que um jogador praticar um
ato que seja contra as regras. Quando isso acontecer,
a equipe adversária ganha a possibilidade de cobrá-
la, que pode ser um lance livre direto, um lance livre
indireto ou uma penalidade máxima.
POSIÇÕES DO FUTSAL
Basicamente, existem quatro posições no futsal:
goleiro, alas, fixo e pivô. A tática de jogo é
individual e cada equipe define a sua de acordo com
seus objetivos, com os jogadores disponíveis e com o
adversário.
Goleiro
O goleiro costuma
coordenar a equipe, já que
devido à sua função ele
permanece o jogo inteiro
observando a quadra de
frente.
Alas
Os alas são os atletas que jogam nas
extremidades da quadra. As
principais virtudes deles são a
velocidade e o condicionamento
físico, já que precisam deslocar-se
todo o tempo entre a defesa e o
ataque. Devido às suas funções
defensivas e ofensivas, precisam ser
bons marcadores, passadores,
dribladores e finalizadores.
Fixo
O fixo pode ser comparado ao zagueiro do
futebol de campo. A sua função é totalmente
defensiva e, muitas vezes, ele é chamado de
“último homem”. O fixo tem como
responsabilidade organizar o esquema de defesa
da equipe. Dependendo da tática utilizada, ele
pode fazer papel de ala na saída de bola,
liberando um dos dois para auxiliar o pivô no
ataque.
Pivô
A função ofensiva da equipe é
destinada ao pivô. Esse é o
jogador que se posiciona mais
próximo ao gol adversário. Ao
contrário de todos outros atletas, o
pivô fica de costas para a meta
adversária. O objetivo é enxergar o
seu time atacando de frente,
abrindo opções para que os alas
consigam encontrá-lo.
FUNDAMENTOS
Passe
O passe é um dos fundamentos mais importantes e básicos
do jogo. Para realizá-lo de forma eficiente, o atleta precisa
ter uma boa visão de campo para encontrar os
companheiros, força para que a bola não seja interceptada
e coordenação para que o trajeto seja certeiro.
O passe pode ser classificado de acordo com a trajetória da
bola, a distância ou a execução. Pensando na trajetória, ele
pode ser parabólico, a meia altura ou rasteiro. Com relação
à distância, podemos classificá-lo como um passe curto,
médio ou longo. Por fim, a execução do movimento pode
utilizar diferentes partes do pé, como as partes internas e
externas, o solado, o bico e calcanhar.
FUNDAMENTOS
Drible
Ser um bom driblador é uma capacidade de
destaque no futsal. Como a quadra não permite
uma extensa condução de bola, o drible faz com
que o atleta coloque a sua equipe em vantagem,
deixando um jogador adversário para trás,
possibilitando o chute.
Normalmente, bons dribladores atuam em posições
ofensivas e têm boa velocidade, gingado e visão de
jogo. Alguns dribles mais conhecidos são o
elástico, a caneta e o chapéu.
FUNDAMENTOS
Cabeceio
O cabeceio pode ser um fundamento tanto
ofensivo quanto defensivo, ou seja, se faz
uso dele para afastar a bola da área em uma
situação de defesa, ou para direcioná-la ao
gol em uma jogada de ataque. Jogadores
mais altos costumam treinar e desenvolver
melhor essa habilidade.
FUNDAMENTOS
Chute
Um bom chute é uma virtude no
futsal. Para tanto, é necessário força,
técnica e coordenação. Existem muitas
maneiras de chutar a bola e esse
fundamento é utilizado o tempo todo,
em jogadas ofensivas e defensivas.
FUNDAMENTOS
Recepção
A recepção de bola é um fundamento
utilizado sempre que um jogador recebe a
bola em qualquer momento do jogo. É muito
importante para conseguir manter a posse
com a equipe, aumentando as chances de um
resultado positivo. Ele pode ser realizado em
diferentes partes do corpo, como a coxa ou o
peito.
FUNDAMENTOS
Condução
A condução da bola nada mais é do que se
deslocar em quadra com ela nos pés. É
básico no futsal e todos os atletas devem ter
domínio total desse fundamento. Para se
destacar, conseguir conduzir com os dois pés
é um importante diferencial.
FUNDAMENTOS
Antecipação
A antecipação é um fundamento que nem
todos os jogadores desenvolvem e, por isso,
é classificada com um bom diferencial. Para
conseguir antecipar com frequência, o atleta
deve ter uma excelente capacidade de reação
e uma ótima visão de jogo.
A jogada consiste em roubar a bola,
antecipando a ação do adversário.
CURIOSIDADES SOBREA
ORIGEM DO FUTSAL
A bola foi umas das primeiras adaptações que o Futsal precisou fazer
precisou fazer em relação ao Futebol. A bola usada no campo era grande e
quicava muito, para usar na quadra precisava de uma bola menor e mais
pesada. E assim foi feito e o Futsal passou a ser conhecido como o
“esporte da bola pesada”.
Outra adaptação que foi feita foi em relação ao número de jogadores
de cada equipe no Futsal, já que os 11 jogadores do Futebol de campo não
se encaixavam na quadra. Foram tentadas várias formações, até chegarem
ao número de 5 jogadores por equipe.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Qual a origem do futsal?
2. Quala dimessões da quadra de futsal?
3. Quais as posições e características de cada jogador?
4. Quais os fundamentos do futsal?
FUTEBOL
O futebol é um esporte coletivo que não tem sua
origem bem definida, uma vez que diversos jogos de
bola semelhantes a ele já eram praticados por povos
da antiguidade.
No entanto, se consideramos a semelhança de suas regras na
atualidade, podemos dizer que esse esporte teve origem em fins
do século XIX na Inglaterra quando foram estabelecidas as
primeiras regras do jogo.
Ao longo dos anos, o futebol veio se desenvolvendo e hoje é um
dos esportes mais conhecidos e amados do mundo.
COMO ERAO FUTEBOLNA
ANTIGUIDADE?
Muitos jogos similares com presença de uma
bola eram praticados por povos da antiguidade:
chineses, gregos, romanos, etc. E, por conta
disso, não podemos determinar uma origem
específica para este esporte.
Pesquisas apontam que muitas civilizações
antigas já usavam um tipo de bola (qualquer
objeto arredondado, seja em couro ou em
tecido) para realizar alguns “passes”. Nessa
altura, os jogos de bola eram mais violentos,
uma vez que não possuíam regras definidas.
O futebol na China Antiga
Em alguns lugares da China antiga,
cerca de II a.C., havia um jogo
semelhante, denominado cuju, que
utilizava uma bola feita de penas.
Sua função, inicialmente, era tanto
treinar militarmente os soldados,
como para entreter a população.
Vale ressaltar que no começo esse
esporte era praticado somente por
pessoas de alto nível econômico.
Pintura chinesa do século XIII mostra o imperador Song
Taizu jogando cuju
O futebol no Japão Antigo
Muito relacionado como
provavelmente
chamado
inspirado
Kemari
cuju e
nele, o
surgiu
provavelmente em meados dos anos
600 no Japão. Trata-se de um dos
jogos que mais se aproxima do
futebol, e até hoje é praticado por
alguns japoneses.
O futebol na Grécia Antiga
É sabido que herdamos alguns jogos de bola dos
gregos. Embora fosse diferente do que conhecemos
hoje, havia um jogo similar ao futebol que se
chamava Epísquiro (do grego, Episkiros).
Esse jogo era realizado entre duas equipes, porém a
quantidade de jogadores era maior: cerca de 15 em
cada time. Uma característica marcante e considerada
falta hoje, é que a bola podia ser pega pelas mãos. A
ideia, muito similar do futebol atual, era passar a bola
e lançá-la na linha correspondente.
O futebol na Roma antiga
Historiadores acreditam que o jogo de
futebol na Roma Antiga era muito similar ao
Episkiros e, provavelmente, teve origem
nesse jogo grego. O nome dado à esse jogo
era Harpasto (em latim, Harpastum) e, da
mesma forma, era jogado entre dois times e a
ideia era lançar a bola na quadra do
adversário.
O futebol no século XIX
Foi somente a partir do século XIX que o
futebol, tal qual o conhecemos hoje, foi
efetivado com a criação das primeiras regras
do jogo na Inglaterra.
Ele foi conquistando a elite inglesa e com o
tempo foi se popularizando e atingindo as
camadas mais populares do país. A partir
disso, ele ultrapassou fronteiras, chegando
aos outros continentes.
POSIÇÕES
1.Goleiro
2.Laterais direito e esquerdo
3.Zagueiro
4. Volante
5.Meia
6.Atacante
PRINCIPAIS REGRAS
PRINCIPAIS REGRAS
•Cada partida tem 90 minutos e é dividida em dois tempos de
45 minutos cada.
•O jogo é supervisionado pelo árbitro.
•É proibido o uso das mãos para o manejo da bola.
•Para evitar que os jogadores do time adversário fiquem
apenas na área penal do lado adversário, foi criada a regra do
impedimento.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Quais as principais origem do futebol, cite as em cada época?
2. Quais as posições dos jogadores?
3. Qual o maior evento de futebol realizado a cada 4 anos?
ESPORTES DE
AVENTURA
Você sabe bastante sobre
esporte de aventura?
Se não, está na hora de
aprender quais as origens,
vantagens e tipos dessa
modalidade esportiva.
Curiosos? Vamos nessa!
O QUE É ESPORTE DE
AVENTURA
Primeiramente, você já se
perguntou qual a definição
de esporte de aventura?
Em uma explicação rápida,
os termos desportos e
esportes radicais de ação ou
aventura, é um termo para
caracterizar atividades mais
perigosas.
Aquelas que levam o aventureiro em uma jornada com mais riscos, em
quesitos como velocidade, altura e etc. É importante frisar que esporte
radical/aventura e turismo de aventura são nomes e atividades distintas.
Os esportes de aventura, normalmente, exigem muito do psicológico e físico
do praticante, o que torna essa modalidade muito atraente para os caçadores de
emoções.
COMO SURGIU O ESPORTE DE
AVENTURA?
Amodalidade esporte aventura
surgiu no fim da década de 1980,
quase em 1990.
Na primeira vez que foi usada essa
denominação, sua função era nomear
esportes de adultos, como skydiving,
surfe, montanhismo, paraquedismo,
trekking, alpinismo, ciclismo de
montanha e paintball.
Aos poucos todos os esportes que causavam grandes ondas de
adrenalinas ganharam essa designação, como os citados
anteriormente, aumentando o nível de endorfina, serotonina e
dopamina no corpo dos praticantes por causa do esforço mental e
corporal nas práticas dessas atividades.
QUAIS SÃO OS ESPORTES DEA
VENTURAMAIS
COMUNS?
Só de imaginar que uma atividade esportiva pode provocar tanta
emoção num ser humano, imaginamos que você já ficou
entusiasmado em saber mais!
No salto de paraquedas você passa pelo rápido
treinamento de como se portar para fazer o
salto, depois embarca com seu instrutor no
avião, enquanto ele decola até atingir a altura
certa para o salto, depois você e o instrutor
pulam do avião, conforme foi premeditado em
seu treino. Geralmente, a queda livre dura 1
minuto e então seu instrutor abre o
paraquedas, daí é só ficar tranquilo e
aproveitar a vista lá de cima.
Paraquedismo
Hiking é uma caminhada curta,
sua duração não passa de
algumas horas, assim não se
estende mais do que um dia,
onde para fazê-la não é preciso
acampar no lugar.
Essa modalidade é praticada em
trilhas autoguiadas em meio a
natureza, sendo de aquele
clássico bate-volta no ambiente
natural.
Hiking
Exigindo o máximo de
concentração e força de seu
praticante, é uma atividade tanto
solo quanto em grupo, que
começou a ser executada em
nosso país a partir de 1980.
Suas categorias de escalada ou
montanhismo estão divididas em
bigwall, alpina, indoor, artificial,
esportiva, escalada em bloco,
tradicional, alta montanha e
alpinismo.
ESCALADA
No Rafting é possível descer
grandes corredeiras dentro de
um bote, mas não se desespere!
Esse esporte de aventura é feito
com muito cuidado e somente
por equipes preparadas e com
permissões oficiais de operação.
Pois assim, você garante
grandes doses de adrenalina e
proteção.
Rafting
Em resumo, o Bungee Jumping
é uma atividade onde se salta de
uma grande altura ao vazio, com
a cintura ou tornozelos presos
por uma corda que estica e
impede o praticante de atingir o
chão no salto.
Bungee
Jumping
Um esporte de aventura urbana, no
qual você não precisa estar no meio
da selva para praticar, é sem dúvidas
o Paintball. Usando táticas, agilidade
e esperteza, seus praticantes se
distribuem em atirar bolas de tinta
em seu adversário, sem lesão
corporal, essa dinâmica de combate
tem como objetivo entreter com a
competitividade e habilidade de seus
participantes.
Paintball
QUAIS OS BENEFÍCIOS DO ESPORTE DE
AVENTURA?
1.Abaixa os níveis de estresse e ansiedade;
2.Aumenta o humor e a paciência;
3.Provoca engajamento social;
4.Retira timidez e enrijecimento do praticante;
5.Melhora a saúde física;
6.Diminui o sedentarismo e a má forma;
7.Trabalha sua saúde mental;
8.Retira da zona de conforto;
9.Traz experiências novas e marcantes ao cérebro;
10.Pode trazer novos prazeres a vida do indivíduo.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Qual a definição de Esportes deAventura?
2. Como foi o surgimento dos Esporte deAventura?
3. Cite o nome de algumas modalidades do Esporte deAventura?
4. Qual você gostaria de ter uma experiencia? Por quê?
5. Cite 4 benefícios para quem pratica os Esportes deAventura.
CAPOEIRA
A capoeira é ao mesmo tempo uma luta e uma arte. Mas você sabia que
durante muito tempo a capoeira foi proibida no brasil? Quem vê crianças
pequenas jogando capoeira nas escolas ou rodas de capoeira com a
apresentação de grandes mestres nem pode imaginar que essa conhecida
forma de expressão das raízes negras era mal-vista e considerada perigosa.
Para jogar capoeira precisamos de um ritmo, ditado pelo
atabaque, pelo berimbau e pelo agogô. Essa música é bem
característica. Dois parceiros, de acordo com o toque do
berimbau, executam movimentos de ataque, defesa e esquiva.
Eles simulam uma luta. Para jogar capoeira é preciso habilidade e
força, além de integração e respeito entre os parceiros.
HISTÓRIADACAPOEIRA
A origem
escravidão
da capoeira data da época da
no Brasil. Muitos negros foram
trazidos da África para o Brasil para trabalhar
nos engenhos de cana-de-açúcar, nas fazendas
de café, nas roças ou nas casas dos senhores. A
capoeira era uma forma de luta e de resistência.
Porém, para não despertarem suspeitas, os
escravos adaptaram os movimentos da luta aos
cantos da África, fazendo tudo parecer uma
dança. A capoeira foi ficando do jeitinho que ela
é hoje, gingada.
No início do século 19, no rio de janeiro, bandidos e
malfeitores eram chamados de capoeiras, como
registrou o escritor manuel antônio de almeida, em
"memórias de um sargento de milícias". Em 1888, a
escravidão foi oficialmente abolida no brasil. Muitos
negros libertos não tinham como sobreviver e
acabaram na marginalidade. Em salvador, chegaram a
organizar gangues e provocar rebeliões. Durante
muito tempo a capoeira foi proibida.
Na década de 1930 a capoeira já tinha
adquirido um novo status em nossa
sociedade. O próprio presidente
Getúlio Vargas convidou um grupo de
capoeira para se apresentar
oficialmente no Palácio do Catete. A
capoeira foi liberada. Professores de
capoeira
famosos,
da Bahia
como os mestres
se tornaram
Bimba,
Pastinha e Gato.
FUNDAMENTOS E REGRAS
A capoeira é jogada em roda, formada por todos os
participantes da dinâmica e guiada pelo ritmo do berimbau,
geralmente tocado por mestres. Além disso, a prática se dá sob
acompanhamento de palmas, cantos e outros instrumentos.
Assim, ao centro da roda, dois capoeiristas realizam os
movimentos de combate, que, em vez de violência,
caracterizam-se por movimentações complementares e
harmoniosas que simulam um enfrentamento.
A dinâmica dançante do jogo pode terminar ao comando do capoeirista no berimbau
ou por intervenção de um terceiro capoeirista, que entra na roda e inicia um novo
jogo com um dos praticantes. Nessa dinâmica, no entanto, algumas regras são
estabelecidas para a harmonia da prática. São elas:
• Respeitar o mestre e agir com disciplina;
• Obedecer ao comando do berimbau durante a prática;
• Estar sempre vigilante e manter a calma em toda e qualquer situação;
• Não perder os movimentos do parceiro de vista;
• Zelar pela segurança de todos os colegas participantes;
• Jamais utilizar os conhecimentos adquiridos com a prática para integrar brigas de
rua.
INSTRUMENTOS
• Berimbau
• Caxixi
• Atabaque
• Agogô
• Pandeiro
• Reco-reco
PRINCIPAIS GOLPES
• Aú: popularmente conhecido como “estrela”, esse movimento é usado para se
esquivar do adversário ou enganá-lo para a aplicação de um movimento de
ataque.
• Armada: caracteriza um chute circular elevado, realizado após um giro.
• Desvio de frente: movimento de defesa usado para evitar golpes em que o
capoeirista se abaixa, com as mãos protegendo o rosto.
• Benção: designa um chute/empurrão realizado com o pé inteiro apoiado no
peito do parceiro.
• Martelo: nomeia um chute proferido com intuito de acertar a cabeça do
parceiro.
• Negativa: refere-se a uma descida com apoio da mão no solo, usada para se
desviar de um golpe.
ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
1. Qual a origem da capoeira?
2. Cite 3 das principais regras para se praticar capoeira.
3. Quais os instrumentos utilizados?
4. Qual o nome dos principais golpes?
VÔLEI
Você provavelmente já jogou vôlei, não? Se não jogou,
certamente já viu alguém jogar, seja na escola, na praia ou
mesmo pela TV.
Mas você sabe qual a história do vôlei, como ele teve origem,
por qual motivo foi criado, suas regras e o que fez ele ser um
esporte mundialmente conhecido?
ORIGEM E HISTÓRIA DO VÔLEI
O vôlei é um esporte originado nos Estados
Unidos, lá ele atualmente é conhecido como
volley ou voleibol. O esporte foi criado em
1895, ou seja, 4 anos após a criação do
basquete.
E isso não foi uma coincidência, já que o
esporte foi criado como uma alternativa de
pratica esportiva a ser realizada por pessoas de
idade mais avançada e também dentro de uma
quadra fechada para fugir do frio rigoroso do
inverno da região.
Não por coincidência também, o esporte
foi criado pela Associação Cristã de
Moços de Holyoke, mesma associação
responsável pela criação do basquete.
A diferença é que o basquete foi criado
por James Naismit, na sede localizada
em Springfield, enquanto que o vôlei foi
criado por William G. Morgan na sede
localizada em Holyoke.
Ambas as sedes ficavam localizadas em
Massachusetts.
O primeiro país a praticar o esporte, além dos
Estados Unidos, foi o Canadá, se espalhando
aos poucos para o redor do mundo.
Na América do Sul ele chegou primeiramente
no Peru, mas apenas em 1910. Foi apenas em
1964 que o esporte chegou as Olimpíadas, mais
precisamente nas Olimpíadas de Tóquio.
O nome origem do vôlei era Mintonette e sua
bola foi confeccionada mais leve do que as de
basquete ou de futebol justamente por seu
publico alvo ser as pessoas de mais idades.
REGRAS DO VÔLEI
Atualmente o vôlei é jogado em uma quadra retangular medindo 9
metros de largura por 18 metros de comprimento, sendo dividida ao
meio pela rede.
A rede por sua vez fica a uma altura de 2,43m para os homens e 2,24m
para as mulheres.
REGRAS DO VÔLEI
Outras regras do vôlei são:
• 6 membros em cada equipe;
• 4 sets de 25 pontos;
• Pode chegar até o quinto set em caso de empate nos 4 primeiros, ele possui
15 pontos;
• Precisa de pelo menos 2 pontos de diferença entre as equipes para encerrar
um set;
• Só é permitido 3 toques por vez na bola e nunca dois toques seguidos do
mesmo jogador;
• Não é permitido ‘conduzir’a bola, somente tocar nela;
• O set é definido pelos pontos e não pelo tempo;
• 3 jogadores ficam próximos a rede e 3 ao fundo da quadra;
• Cada equipe possui um técnico, bem como reservas.
POSIÇÕES
•Aposição n.º 1 chama-se defesa direita, e é a
posição de saque.
•Aposição n.º 2 chama-se saída de rede.
•Aposição n.º 3 chama-se meio de rede.
•Aposição n.º 4 chama-se entrada de rede.
•Aposição n.º 5 chama-se defesa esquerda.
•Aposição n.º 6 chama-se defesa central.
FUNÇÃO DE CADA JOGADOR
Levantador
O levantador é o atleta responsável por distribuir a bola para que os
outros companheiros possam atacar a equipe adversária. Sendo assim,
a sua principal função no jogo é a armação do ataque. Essa ação
costuma acontecer sempre no primeiro ou no segundo toque da
equipe.
FUNÇÃO DE CADAJOGADOR
Líbero
A principal característica do líbero é
ter uma boa recepção de bola,
defendendo a ação de ataque do
time oposto. Ele é o único atleta
que pode e sair
jogo e
ilimitadamente
normalmente
entrar
no
costuma ocupar a
posição central do fundo da quadra.
FUNÇÃO DE CADAJOGADOR
Pontas
Os jogadores de ponta são aqueles que ficam
posicionados nas laterais da quadra. As
principais funções deles são defender o ataque
do time adversário e realizar o ataque na entrada
e saída de rede.
Grande parte das vezes, o ponta é designado
para uma das duas funções. Isso acontece
porque normalmente ou ele tem um grande
domínio da recepção e da manchete, ou ele tem
bastante força e velocidade, sendo um
especialista em ataque.
FUNÇÃO DE CADAJOGADOR
Central
Os atletas de meio são os mais altos da
equipe, pois são os encarregados de
realizar o bloqueio do ataque adversário.
Além disso, eles também precisam ser
bem ágeis, pois são os principais
responsáveis pelas bolas rápidas, que são
aquelas lançadas pelo levantador com
velocidade e altura baixa.
FUNÇÃO DE CADAJOGADOR
Oposto
O oposto é o jogador que sempre ocupa a
posição oposta ao levantador. A principal
função dele é o ataque, por isso ele deve
estar posicionado de forma a receber o
passe do levantador. Ele costuma ser o
jogador mais procurado para realizar as
jogadas de saída, ou seja, na linha de três
metros (próximo ao local que separa a
defesa do ataque).
FUNDAMENTOS
Os fundamentos básicos do voleibol são cinco: saque,
ataque, bloqueio, levantamento e recepção.
Esses fundamentos são técnicas que começaram a ser
executados nos jogos e acabaram se tornando uma
prática do vôlei.
FUNDAMENTOS
Saque
O saque é considerado o primeiro ataque,
porque é o fundamento que dá início ao
jogo ou ao rally - que compreende o
momento em que o árbitro apita até a
marcação de um ponto.
Para executar um saque, o sacador segura
a bola com uma mão e com a outra bate
nela para a lançar por cima da rede em
direção à quadra adversária.
FUNDAMENTOS
Ataque
O ataque é o fundamento que
geralmente finaliza um rally. Existem
vários tipos de ataque: ataque de bola
alta nas extremidades, ataque de bola
rápida nas extremidades, ataque de
bola rápida no meio, ataque de fundo
da quadra, ataque de meio.
SLIDES DO LIVRO.pptx
SLIDES DO LIVRO.pptx
SLIDES DO LIVRO.pptx
SLIDES DO LIVRO.pptx
SLIDES DO LIVRO.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a SLIDES DO LIVRO.pptx

Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdfMantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
feliperodrigomelo
 
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial AlunoRevista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
Clínica Crefte
 
Palestra importância da prática da atividade física (ica)
Palestra  importância da prática da atividade física (ica) Palestra  importância da prática da atividade física (ica)
Palestra importância da prática da atividade física (ica)
Felippe Toledo
 
Treinamento funcional fiep cg
Treinamento funcional fiep cgTreinamento funcional fiep cg
Treinamento funcional fiep cg
Brunno Elias
 
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
Daniel Aparecido
 
guia de recomendações para desporto senior
guia de recomendações para desporto seniorguia de recomendações para desporto senior
guia de recomendações para desporto senior
Ana Santos
 
Alongamento muscular
Alongamento  muscularAlongamento  muscular
Alongamento muscular
lcinfo
 
Condicionamento físico
Condicionamento físicoCondicionamento físico
Condicionamento físico
NatanaelMoreiraAmori
 
treinofuncional_bncc.pdf
treinofuncional_bncc.pdftreinofuncional_bncc.pdf
treinofuncional_bncc.pdf
Alan Moraes
 
Alongamento Muscular
Alongamento MuscularAlongamento Muscular
Alongamento Muscular
Matotrevas
 
Componentes da aptidão física
Componentes da aptidão físicaComponentes da aptidão física
Componentes da aptidão física
fabioalira
 
Alongamentos.pptx
Alongamentos.pptxAlongamentos.pptx
Alongamentos.pptx
BertoneSantos1
 
Conteúdo
ConteúdoConteúdo
Conteúdo
Adriano Valent
 
Treinamento suspenso
Treinamento suspensoTreinamento suspenso
Treinamento suspenso
marcelosilveirazero1
 
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento SuspensoHOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
marcelosilveirazero1
 
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
CoachClaumerson
 
Guia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completoGuia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completo
Carlos Fernando
 
Guia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completoGuia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completo
marcelosilveirazero1
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
Jaqueline de Paulo
 
Alongamento II.ppt
Alongamento II.pptAlongamento II.ppt
Alongamento II.ppt
alexjtavares
 

Semelhante a SLIDES DO LIVRO.pptx (20)

Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdfMantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
Mantendo o corpo em Forma fazendo exercício.pdf
 
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial AlunoRevista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
Revista Pilates - Clínica Creftae - Especial Aluno
 
Palestra importância da prática da atividade física (ica)
Palestra  importância da prática da atividade física (ica) Palestra  importância da prática da atividade física (ica)
Palestra importância da prática da atividade física (ica)
 
Treinamento funcional fiep cg
Treinamento funcional fiep cgTreinamento funcional fiep cg
Treinamento funcional fiep cg
 
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
Palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica 110617174131-phpapp01
 
guia de recomendações para desporto senior
guia de recomendações para desporto seniorguia de recomendações para desporto senior
guia de recomendações para desporto senior
 
Alongamento muscular
Alongamento  muscularAlongamento  muscular
Alongamento muscular
 
Condicionamento físico
Condicionamento físicoCondicionamento físico
Condicionamento físico
 
treinofuncional_bncc.pdf
treinofuncional_bncc.pdftreinofuncional_bncc.pdf
treinofuncional_bncc.pdf
 
Alongamento Muscular
Alongamento MuscularAlongamento Muscular
Alongamento Muscular
 
Componentes da aptidão física
Componentes da aptidão físicaComponentes da aptidão física
Componentes da aptidão física
 
Alongamentos.pptx
Alongamentos.pptxAlongamentos.pptx
Alongamentos.pptx
 
Conteúdo
ConteúdoConteúdo
Conteúdo
 
Treinamento suspenso
Treinamento suspensoTreinamento suspenso
Treinamento suspenso
 
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento SuspensoHOMEGYM - Treinamento Suspenso
HOMEGYM - Treinamento Suspenso
 
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
palestraimportnciadaprticadaatividadefsicaica-110617174131-phpapp01-convertid...
 
Guia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completoGuia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completo
 
Guia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completoGuia de treinamento super completo
Guia de treinamento super completo
 
Ginástica laboral
Ginástica laboralGinástica laboral
Ginástica laboral
 
Alongamento II.ppt
Alongamento II.pptAlongamento II.ppt
Alongamento II.ppt
 

Mais de LeilaLima41

SLIDES PV.pptx
SLIDES PV.pptxSLIDES PV.pptx
SLIDES PV.pptx
LeilaLima41
 
Revisando.pptx
Revisando.pptxRevisando.pptx
Revisando.pptx
LeilaLima41
 
Transformações historicas do esporte.pptx
Transformações historicas do esporte.pptxTransformações historicas do esporte.pptx
Transformações historicas do esporte.pptx
LeilaLima41
 
ARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptxARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptx
LeilaLima41
 
ARTE INDÍGENA.pptx
ARTE INDÍGENA.pptxARTE INDÍGENA.pptx
ARTE INDÍGENA.pptx
LeilaLima41
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
LeilaLima41
 
ARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptxARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptx
LeilaLima41
 
Autoavaliação - PV 3.pptx
Autoavaliação - PV 3.pptxAutoavaliação - PV 3.pptx
Autoavaliação - PV 3.pptx
LeilaLima41
 
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptxAnexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
LeilaLima41
 
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.pptARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
LeilaLima41
 
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdfATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
LeilaLima41
 
7º ano Luciana.docx
7º ano Luciana.docx7º ano Luciana.docx
7º ano Luciana.docx
LeilaLima41
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
LeilaLima41
 

Mais de LeilaLima41 (13)

SLIDES PV.pptx
SLIDES PV.pptxSLIDES PV.pptx
SLIDES PV.pptx
 
Revisando.pptx
Revisando.pptxRevisando.pptx
Revisando.pptx
 
Transformações historicas do esporte.pptx
Transformações historicas do esporte.pptxTransformações historicas do esporte.pptx
Transformações historicas do esporte.pptx
 
ARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptxARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptx
 
ARTE INDÍGENA.pptx
ARTE INDÍGENA.pptxARTE INDÍGENA.pptx
ARTE INDÍGENA.pptx
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
 
ARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptxARTE RUPESTRE.pptx
ARTE RUPESTRE.pptx
 
Autoavaliação - PV 3.pptx
Autoavaliação - PV 3.pptxAutoavaliação - PV 3.pptx
Autoavaliação - PV 3.pptx
 
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptxAnexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
Anexo 08 - Cartografia Cursos - Humanas.pptx
 
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.pptARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
ARTES VISUAIS – Elementos Visuais as cores e as linhas.ppt
 
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdfATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
ATIVIDADE-DE-ARTES-6-ANO-18.05.pdf
 
7º ano Luciana.docx
7º ano Luciana.docx7º ano Luciana.docx
7º ano Luciana.docx
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
 

SLIDES DO LIVRO.pptx

  • 2. Alongamentos são exercícios em que a pessoa permanece por um determinado tempo numa postura em que o músculo pretendido se mantém na sua extensão máxima. O alongamento é uma prática é recomendada para todos, dos sedentários aos atletas, para melhorar a flexibilidade. Mesmo pessoas sedentárias devem alongar, para assim diminuir a sobrecarga nas articulações durante movimentos simples da rotina diária. Mas, mesmo assim, muitas pessoas acabam por não fazer os alongamentos na frequência e na forma que deveriam, o que pode acarretar problemas maiores no futuro. Por isso, hoje vamos falar um pouco sobre a importância de se alongar regularmente e apresentar vídeos com sequências de movimentos para fazer em casa.
  • 3. Lembre: O aquecimento é uma preparação para os exercícios mais intensos e longos, ele lubrifica articulações e aumenta a irrigação sanguínea. Quem pode realizar alongamentos? Qualquer faixa etária ou sexo pode realizar? Estudante, Dona de casa, Trabalhador e Atleta realização alongamentos diferenciados?
  • 4. COMO O ALONGAMENTO AGE EM NOSSA MUSCULATURA? O ser humano nasce com a capacidade física flexibilidade. Com o tempo vamos perdendo, mas com treinamento você consegue aperfeiçoar e desenvolve-la, tudo através do ALONGAMENTO.
  • 5. O ALONGAMENTO APRESENTA INÚMEROS BENEFÍCIOS COMO: Melhora da postura; Aumento da flexibilidade; Melhora da performance na prática de esportes; Alívio da dor; Prevenção de lesões; No entanto, para que se obtenham bons resultados, é essencial que estes exercícios sejam praticados corretamente e com
  • 6. OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DOS ALONGAMENTOS PARA A SAÚDE SÃO OS SEGUINTES 1. Melhora a postura Alongar o corpo regularmente reduz a tensão muscular, melhorando a postura, evitando o desconforto que poderia surgir com uma má postura. 2. Aumentam a flexibilidade Se os músculos estiverem flexíveis, o desempenho nas atividades diárias e durante a atividade física é melhor. Além disso, os alongamentos ajudam a
  • 7. 3. Permitem movimentos amplos O alongamento melhora a flexibilidade, o que vai fazer com que, durante a prática de esportes, se consigam movimentos mais amplos e melhor equilíbrio 4. Ajudam no relaxamento O alongamento alivia a tensão muscular, muitas vezes responsável por dores nas costas, no pescoço e na cabeça. Além disso, alongar relaxa o corpo e a mente, ajudando no alívio do estresse. 5. Ativam a circulação sanguínea
  • 8. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a diferença de Alongamento e Aquecimento? 2. Cite 4 benefícios do Alongamento. 3. Realize uma prática de alongamento seguindo as imagens e depois descreva como você se sentiu realizando este momento.
  • 10. “O treinamento funcional é excelente para quebrar a rotina da academia e dos aparelhos de musculação. Os exercícios motivam, são desafiadores e quem segue esse método tem a possibilidade de alcançar a funcionalidade corporal natural de seu organismo, além de gerar um corpo mais saudável e bem condicionado”. Os exercícios são indicados para qualquer indivíduo, de qualquer idade, “desde crianças até idosos, de atletas a sedentários”.
  • 11. O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Treinamento funcional são exercícios para tornar as funções corporais mais hábeis, como equilíbrio, flexibilidade, potência, coordenação motora, agilidade e força. QUAL O OBJETIVO DOS EXERCÍCIOS FUNCIONAIS? O seu objetivo é tornar o corpo capaz de exercer os movimentos com a melhor competência possível, bem como fortalecer o core que é a região central do nosso corpo. Os músculos do core são responsáveis pela força que mantém a estabilidade da coluna lombar e a flexibilidade.
  • 12. PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DOS EXERCÍCIOS FUNCIONAIS Os exercícios funcionais ajudam nos seguintes aspectos:  Desenvolvimento da consciência e controle corporal  Melhoria da postura  Melhoria do equilíbrio muscular  Diminuição da incidência de lesões  Melhora do desempenho atlético  Estabilidade articular (coluna vertebral)  Aumento da eficiência dos movimentos  Melhora da força e coordenação motora
  • 13. VANTAGENS DOS EXERCÍCIOS FUNCIONAIS 1- São exercícios naturais Exercícios funcionais são os movimentos naturais do ser humano, como correr, puxar, agachar, pular e empurrar. Em um treino funcional, muitos exercícios são realizados apenas com o peso do próprio corpo somado ao equilíbrio. “O treinamento funcional é uma alternativa não convencional planejada para melhorar o desenvolvimento das capacidades físicas conforme o objetivo de cada indivíduo, seja ele um atleta ou uma pessoa que esteja apenas em busca de qualidade de vida”,
  • 14. 2- Trabalham o corpo de forma integrada  “No treinamento funcional, geralmente, trabalha-se com vários grupos musculares ao mesmo tempo, e não de forma isolada como na musculação. Dessa forma, ganha-se tempo uma vez que é possível trabalhar a percepção do próprio corpo, por exemplo, enquanto membros inferiores são exigidos em um agachamento”. A prática constante desenvolve a força muscular, equilíbrio, flexibilidade, sistema cardiorrespiratório e coordenação motora, com o objetivo de melhorar o condicionamento físico
  • 15. 3- Cada dia uma aula diferente! “É uma atividade dinâmica, pois as sequências de exercícios dos circuitos são diferentes a cada aula. As aulas geralmente funcionam na forma de circuito com exercícios que desenvolvam as capacidades básicas. O professor estabelece um tempo para cada movimento ou um número de repetições e todos os alunos passam por todas as estações”. Além disso, os equipamentos utilizados fogem aos tradicionais, ajudando a diversificar os exercícios. Em um circuito podem ser utilizados materiais alternativos, como bolas, borrachas, fita suspensa, halteres, barras, camas elásticas, cones, entre outros.
  • 16. 4- Podem ser feitos na academia, no parque, em grupo ou individualmente  A prática dos exercícios funcionais pode ser feita em qualquer lugar: em casa, na praia e até em parques. “Diferente da musculação, na qual máquinas e baterias de cargas são necessárias, no exercício funcional com apenas o peso do corpo e alguns acessórios já é possível fazer um treino bem completo. Por outro lado, por serem exercícios livres, a boa orientação torna-se ainda mais importante para não ocorrerem lesões”.
  • 17. 5- São bons para o corpo e para a mente As séries utilizadas nos circuitos são intensas e com tempo limitado. Essa intensidade exige do corpo condicionamento físico e agilidade. Já a sequência de diferentes exercícios exige da mente concentração e coordenação motora. “Quando você está fazendo um exercício funcional, seja ele qual for, é necessário utilizar a força do corpo e a concentração para exercitá-lo como, por exemplo, o equilíbrio na bola suíça, é preciso recrutar a força e também a concentração para não cair”.
  • 18. 09 EXERCÍCIOS PARA FAZER TREINO FUNCIONAL EM CASA
  • 19. Dizer que não tem tempo para fazer exercícios não é mais desculpa e, agora que você está por dentro do assunto, afaste o sofá e coloque em prática os exercícios listados! O treino funcional caseiro pode ser executado em poucos minutos, diariamente, e o melhor de tudo: no conforto da sua casa! Para melhorar os resultados, é importante o acompanhamento de uma alimentação saudável. Recursos online como aplicativos de treinos também pode ajudar, especialmente para que guie seus treinos e passe todas as coordenadas para a execução dos movimentos. O app Workout, por exemplo, funciona como um aliado para quem deseja se exercitar em casa. Yoga, pilates, alongamentos, HIIT e treino funcional são algumas das
  • 20. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. O que são exercícios funcionais? 2. Quais os benefícios para quem realiza esta prática? 3. Você já realizou essas práticas? Por qual motivo? 15
  • 22. O QUE É CAPACIDADE FÍSICA? São definidas como todo atributo físico treinável num organismo humano. Em outras palavras, são todas as qualidades físicas motoras passíveis de treinamento. Já Aptidão física é a capacidade de realizar atividades do dia a dia com tranquilidade e menor esforço. Existem duas abordagens, uma é a aptidão física relacionada à saúde e a outra é a relacionada performance desportiva. As capacidades físicas são importantes para a vida de todas as pessoas, pois podem ajudar a melhorar as condições de saúde física em geral, disposição e bem estar.
  • 23. Nos esportes elas contribuem para tornar os praticantes mais aptos (resistentes, velozes, fortes, flexíveis, ágeis, coordenados, etc.) e muitas vezes determinam quem vencerá uma competição.
  • 25. FLEXIBILIDADE É a capacidade de realizar os movimentos articulares na maior amplitude possível sem que ocorram danos as articulações. Ela é específica para cada exercício, um exemplo são os movimentos das danças. AGILIDADE É a capacidade de mudar de direção rapidamente. Ela é dependente da velocidade e da força. É muito utilizada nos esportes coletivos e nas brincadeiras de “pega pega” onde as crianças têm de fugir do pegador e de queimada onde não pode deixar pegar a bola. FORÇA É a capacidade de vencer uma determinada resistência através de uma contração muscular. Através dela é que
  • 26. EQUILÍBRIO É a qualidade física conseguida por uma combinação de ações musculares com o propósito de assumir e sustentar o corpo sobre uma base, contra a lei da gravidade. COORDENAÇÃO MOTORA É a capacidade física que permite realizar uma sequência de exercícios de forma coordenada.
  • 27. RESISTÊNCIA É a capacidade de suportar e recuperar-se da fadiga, ou seja, a capacidade de manter o esforço físico em um maior espaço de tempo. VELOCIDADE É a capacidade de realizar as ações vigorosas em um curto espaço de tempo. Essa capacidade só é utilizada, em geral, em atividades intervaladas, onde sempre há
  • 28. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. O que é capacidade física e aptidão física? 2. Quais os tipos de capacidades física? 3. Quais capacidades físicas você mais utiliza em sua vida diária? 4. Complete as frases abaixo com cada capacidade física: - A ____________________ capacidade de manter o esforço físico em um maior espaço de tempo. (resistência/velocidade) - É a capacidade de vencer uma determinada resistência através de uma contração muscular, estamos se referindo da __________________ .
  • 30. A alimentação rica em nutrientes pode prevenir doenças como: hipertensão, obesidade, diabetes, gastrite, alergias, etc. Além disso, ingerir alimentos com grande quantidade de aditivos químicos, hormônios, agrotóxicos, entre outros, também pode causar uma série de riscos à saúde. Quando se fala em alimentação saudável, parece ser algo muito simples, basta evitar gorduras e açúcares, e comer saladas. Bom, esse passo é importante, mas não é só
  • 31. Primeiramente, vamos deixar claro que alimentar-se de forma saudável proporciona um equilíbrio em nosso corpo e quando ele está em equilíbrio, menor o risco de sofrer infecções e inflamações, mantendo o alto nível de defesa e proteção. “Quando investimos em alimentos, não precisamos investir tanto em remédios, portanto, o principal fato é este: a manutenção da saúde” VOCÊ SABE QUAL A DIFERENÇA ENTRE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Pois bem, alimentação é o ato de alimentar-se, isto é, o ato de consumir alimentos, enquanto que, nutrição é o conjunto de processos pelos quais o organismo utiliza a energia dos alimentos, além de transformá-los em componentes que farão parte do próprio organismo para garantir o seu desenvolvimento e sua manutenção. O alimento é fonte de matéria e energia para o nosso organismo. Em nossas células ocorrem reações químicas
  • 32. Cada pessoa e cada esporte possui necessidades alimentares diferentes, sendo assim, não existe uma fórmula que funcione igualmente para todos os atletas. Porém, algumas informações podem servir como base para todas as pessoas que querem ter uma alimentação saudável e um melhor desempenho nos esportes. CLASSIFICAÇÃO DOS ALIMENTOS IN NATURAL São produtos alimentares de origem vegetal ou animal que são consumidos em seu estado natural, eles são distribuídos ou consumidos sem terem sidos sujeitos a qualquer transformação ou processamento.
  • 33. ALIMENTO PROCESSADO É o alimento que é comercialmente preparado, muitas vezes através de processamento, para otimizar a facilidade de consumo e "torná-los mais atraentes para o consumidor. São fabricados a partir da adição de sal ou açúcar. Ex: pão, legumes em conserva e frutas em calda. ALIMENTO ULTRAPROCESSADO São aqueles que passaram por maior processamento industrial. No geral, possuem alta adição de açúcares, gorduras, substâncias sintetizadas em laboratório e, principalmente, conservantes. Ex: refrigerante,
  • 34. Você tem a preocupação em observar a informação das embalagens de cada alimento que você consome? A leitura dos rótulos dos alimentos é uma importante fonte de informação sobre o que estamos consumindo. É nele que encontramos os ingredientes, data de validade e informação nutricional de um determinado alimento.
  • 35. METABOLISMO Metabolismo é o conjunto de processos químicos responsáveis pela transformação e utilização da matéria pelos organismos. O metabolismo pode ser dividido em dois processos: Anabolismo: processo de construção de substâncias utilizadas para o crescimento e reparação de perdas do organismo. Catabolismo: processo de quebra de substâncias, liberando a energia necessária às funções do organismo. Uma parte do alimento é usada para construir o corpo dos seres vivos; outra parte é usada como fonte de energia para as atividades do organismo. Alterações no metabolismo como o aumento do anabolismo e diminuição de
  • 36. ALIMENTAÇÃO X ESPORTE Um dos principais combustíveis para a prática de atividade física é uma alimentação adequada. Além de fornecer energia, os nutrientes fundamentais podem contribuir para um melhor desempenho e performance. “Pense um atleta que pratica tênis de mesa e outro que pratica maratona”
  • 37. Você acha que eles devem ter a mesma alimentação? Ou será que ela deve variar de acordo com a estrutura corporal de cada atleta? Cada esporte possui um rendimento diferenciado? Homens e mulheres precisam se alimentar da mesma forma? Um atleta mal alimentado terá maiores riscos de queda de performance, desidratação, perda de massa muscular, queda do sistema imunológico e aumento das lesões. Alimentação adequada é uma das chaves para o sucesso nas competições, pois já foi comprovado que a nutrição afeta o desempenho dos atletas. E não basta comer alimentos saudáveis apenas na época das competições. Os atletas devem se preocupar com isso todos os dias, durante todo o período de treinamentos e
  • 38. NUTRIENTES NOS ALIMENTOS Uma alimentação balanceada e que contemple os nutriente necessários aos atletas deve conter alimentos de todos os grupos alimentares citados acima. Esta recomendação também vale para quem não é Macronutrientes são nutrientes que ajudam a fornecer energia e o organismo precisa deles em grande quantidade. Água, carboidratos, gorduras e proteínas são classificados como macronutrientes. Micronutrientes são os minerais e as vitaminas. O organismo precisa dos micronutrientes em quantidade menor se comparado aos macronutrientes. Sua principal função é
  • 39. FUNÇÃO Carboidratos: principal fonte de energia. Ex: massa, torta e arroz. Proteínas: promovem reparo e construção. Ex: ovo, leite e carnes. Lipídios: fonte de energia extra. Ex: doces, salgados e óleos. Minerais: equilibra as funções vitais. Ex: cálcio, ferro e potássio. Vitaminas: estimula as funções química. Ex: 26
  • 40. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a diferença de Alimentação e Nutrição? 2. Quais são as classificações dos alimentos? 3. O metabolismo pode ser dividido em dois processos, conceitue cada. 4. Qual a importância de uma boa alimentação? 5. Relacione a coluna 1 para cada tipo de alimento na coluna 2: ( C ) Carboidrato ( ) ovo ( P ) Proteína ( ) feijão ( L ) Lipídios ( ) leite ( ) manteiga ( ) peixe
  • 42. FORTALECENDO O SISTEMA IMUNOLÓGICO Estamos o tempo inteiro expostos a todos os tipos de doenças. Um simples descuido já pode ser suficiente para o Sistema Imunológico não dar conta de fechar todas as "portas" de nosso corpo, que são suscetíveis a alguma infecção ou vírus. Por isso, é muito importante ter consciência dos hábitos que podem blindar nossa imunidade contra qualquer complicação. Para fortalecer o sistema imunológico, prevenindo o desenvolvimento de algumas doenças e ajudar o corpo a reagir àquelas que já se manifestaram, é importante comer mais alimentos ricos em vitaminas
  • 43. Além disso, manter um estilo de vida saudável também é uma das melhores estratégias para manter o sistema natural de defesa do corpo sempre forte e eficiente e por isso é recomendado não fumar, comer alimentos saudáveis, praticar exercícios físicos leves ou moderados de forma regular, ter o peso adequado, dormir de 7 a 8 horas por noite, evitar o estresse e consumir bebidas alcoólicas com moderação. Estes hábitos devem ser seguidos por todos ao longo da vida, não somente em momentos em que a pessoa encontra-se doente ou com facilidade para adoecer.
  • 44. O QUE É SISTEMA IMUNOLÓGICO O corpo reage diariamente aos ataques de bactérias, vírus e outros micróbios, por meio do sistema imunológico. O sistema imunológico, também chamado de sistema imune, é o que garante proteção ao nosso corpo, evitando que substâncias estranhas e patógenos afetem negativamente nossa saúde. É um sistema complexo que envolve uma série de células e órgãos que funcionam, em conjunto, como uma grande barreira de proteção.
  • 45. Entre as células de defesa estão por exemplo os linfócitos T-CD4+, principais alvos do HIV, vírus causador da aids, e do HTLV, vírus causador de outro tipo de doença sexualmente transmissível. São esses glóbulos brancos que organizam e comandam a resposta diante dos agressores. Produzidos na glândula timo, eles aprendem a memorizar, reconhecer e destruir os microrganismos estranhos que entram no corpo humano.
  • 46. Hidrate-se É importante ingerir líquidos constantemente, mesmo antes de sentir sede. A ingestão de água melhora a resistência física e retira as impurezas do organismo, prevenindo doenças. Ao fazer exercícios físicos, reidrate-se ainda mais, se possível com água de coco ou isotônicos, mas sem exagerar e nunca deixar a água de lado. DICAS IMPORTÂNTES PARA FORTALECER O SISTEMA IMUNOLÓGICO Tenha uma alimentação saudável Manter uma dieta que inclui todos os grupos alimentares é fundamental para fortalecer a imunidade. "Proteínas, carboidratos,
  • 47. DICAS IMPORTÂNTES PARA FORTALECER O SISTEMA IMUNOLÓGICO Passe longe dos vícios Evitar vícios, como álcool e tabaco, aumenta - e muito - a imunidade. "Esses vícios são extremamente danosos, não só para o nosso sistema imunológico, como para vários outros sistemas de nosso corpo“.
  • 48. Tenha uma boa noite de sono Uma das funções do sono é o fortalecimento do sistema imunológico. Desta forma, um indivíduo que possui um sono adequado certamente estará mais protegido, prevenindo doenças virais. A melatonina produzida Cuide da sua higiene Estamos expostos a Vírus e Bactérias 24 horas por dia, em todos os lugares que frequentamos. Hábitos - como lavar as mãos antes de manusear alimentos, de levá-las a boca e aos olhos e sempre depois de dirigir ou usar o transporte público - devem ser levados em conta. Ao chegar em casa, vale tomar um banho para mandar todas as impurezas embora.
  • 49. Faça exercícios A recomendação dos especialistas é a prática de uma atividade física rotineira e que dê prazer, sempre tomando cuidado com os excessos: "A atividade física intensa pode causar o efeito contrário, baixando a imunidade por fadiga muscular e até mental“. Se o tempo é curto, inclua o exercício físico na sua rotina, como utilizar escada em vez de elevador ou caminhar depois do almoço. E aí, pronto para fortalecer sua saúde?
  • 50. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. O que é sistema imunológico e qual sua função no corpo humano? 2. Por que devemos fortalecer nosso sistema imunológico? 3. Quais as formas de fortalecer o sistema imunológico? 4. Você tem se preocupado com sua saúde? Que formas você está buscando para fortalecer seu Sistema Imunológico?
  • 52. Muito se fala hoje na importância da qualidade de vida. Mas, você já parou para se perguntar o que ela significa? E essa pergunta nos leva a outra: você tem qualidade de vida? O termo qualidade de vida significa o equilíbrio entre diferentes fatores que englobam a vida em seu cotidiano, os principais deles são: saúde física, mental e relações sociais (família, amigos e trabalho). Existem alguns hábitos que são importantes serem adotados no dia a dia, pois, deixar de
  • 53. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, qualidade de vida é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. Envolve o bem estar espiritual, físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e, também, saúde, educação, habitação saneamento básico e outras circunstâncias da vida. A conquista da qualidade de vida não é um objetivo inalcançável. Pode até ser bem mais simples do que parece. Exige, naturalmente, algumas mudanças, mas com benefícios que nos
  • 54. QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE MENTAL Organização Mundial da Saúde (OMS) entende saúde como “o estado de completo bem-estar físico e mental”. Cada vez mais, tem se entendido e estudado a importância da saúde mental, muitas vezes deixado de lado em detrimento de outras esferas da vida. A vida moderna é marcada pela falta de tempo, pela pressão por resultados, estresse, etc. Assim, buscar hábitos que te faça bem e que deem prazer nunca foi tão importante, pois estes auxiliam no gerenciamento de suas emoções. Em alguns momentos, o cuidado com a saúde mental faz a ajuda profissional, um psicólogo ou psiquiatra, necessária, mas hábitos simples no dia a dia já ajudam neste propósito. A atividade física, por exemplo, deixa seus praticantes mais dispostos para enfrentar os
  • 55. QUALIDADE DE VIDA E RELAÇÕES SOCIAIS As relações sociais são aqui entendidas em seu aspecto mais amplo, pois leva em consideração a esfera pessoal, familiar e profissional. Como dissemos no início, a relação entre os fatores de qualidade de vida são interligados. Por exemplo, uma saúde mental prejudicada trará prejuízo nas relações afetivas e profissionais, já que
  • 56. Da mesma forma, o não-investimento na saúde física poderá causar prejuízos emocionais, como ansiedade, baixa autoestima, falta de disposição, etc. Por exemplo, participar de grupos de corrida, aliado a uma alimentação saudável, irá permitir que você esqueça um pouco os problemas do trabalho e possibilitará o aumento do seu ciclo de amizade. Além, é claro, dos benefícios para a saúde física.
  • 57. BENEFÍCIOS DE UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL O corpo humano está propício a uma série de interferências do meio externo, o que pode contribuir para causar mal-estar e outros sintomas negativos para a saúde. Por isso, é fundamental observar se a rotina ou a recorrente falta de tempo colaboram para o agravamento da situação. Por outro lado, incluir hábitos positivos no dia a dia proporciona inúmeros benefícios para se atingir uma vida mais saudável. Por exemplo, o indivíduo que cuida mais de si mesmo pode reduzir significativamente os custos com hospitais e exames, melhorar os relacionamentos interpessoais, adquirir mais longevidade e prevenir-se contra doenças. Sem contar que é possível atingir e manter um equilíbrio em relação aos aspectos físicos e
  • 58. HÁBITOS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL 1. Evite o estresse excessivo A vida agitada e compromissada que muitas pessoas levam acabando gerando um estresse excessivo. O problema é que isso pode agravar a saúde e gerar inúmeras consequências negativas para o bem-estar físico e psicológico, como o surgimento de dores musculares e a famosa insônia. Nesses momentos, é preciso reservar um momento para si, respirar fundo e entender o que pode ser melhorado para que o estresse não tome conta. Sempre que se sentir atribulado e pressionado com as demandas da rotina, busque por atividades
  • 59. 2. Durma Bem Dormir bem é vital para que o corpo consiga descansar e ter energia suficiente para enfrentar mais um dia. Além disso, uma noite de sono bem dormida contribui para a regeneração das células e do organismo como um todo, promovendo mais saúde mental e combatendo diversos tipos de doenças. Evite utilizar eletrônicos antes de dormir e tenha uma rotina
  • 60. 3. Alimente-se com qualidade Um dos passos mais fundamentais para ter uma vida mais saudável é contar com uma alimentação equilibrada, fresca e rica em nutrientes. O ideal, também, é evitar comer muito e sobrecarregar o seu sistema digestório, pois isso influencia diretamente o nível de energia do corpo. A recomendação é variar nos alimentos, mas sempre priorizando a qualidade
  • 61. 4. Pratique atividades físicas As práticas físicas são essenciais para se alcançar um patamar saudável. O sedentarismo, por outro lado, favorece o aparecimento de doenças cardiovasculares, além de diabetes, obesidade, depressão e ansiedade. Habitue-se a caminhar todos os dias, mesmo que por poucos minutos, ou experimente visitar mais vezes a academia. Os esportes em grupo também são
  • 62. 5. Separe um tempo para você Para além da saúde física, é fundamental cuidar também da saúde mental. A meditação é uma ferramenta bastante útil e benéfica para observar o fluxo de pensamentos e aprender a lidar com a agitação do meio externo. Você pode começar aos poucos, com 10 a 15 minutos diários. Atualmente, já existem até mesmo aplicativos de celulares com meditações guiadas. Outra alternativa é fazer coisas prazerosas e que possibilitem o
  • 63. 6. Seja positivo Ser otimista diante da vida e das pessoas torna o indivíduo mais forte e consciente de seu papel no mundo, e essa mentalidade colabora significativamente para se sentir mais feliz e saudável. Você pode, por exemplo, reservar um momento do dia para agradecer pelas coisas que já tem e procurar, sempre que possível, ajudar quem precisa. Manter hábitos para uma vida saudável é o desejo de muitas pessoas. Se esse é o seu caso, saiba que você pode iniciar com pequenas mudanças na rotina hoje mesmo!
  • 64. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. O que é ter qualidade de vida? 2. O que significa o termo “ Qualidade de Vida”? 3. Quais os benefícios para a pessoas que busca uma boa qualidade de vida? Cite pelo menos 3. 4. Como podemos melhorar a nossa saúde: Física: Mental: Social:
  • 66. Este aula faz uma reflexão teórica sobre a relação existente entre atividade física e saúde mental. O objetivo é evidenciar os benefícios da prática de exercícios na promoção da saúde mental. Existem evidências de que atividade física atua na melhoria da autoestima, do autoconceito, da imagem corporal, das funções cognitivas e de socialização, na diminuição do estresse e da ansiedade. A adoção de comportamentos saudáveis é o principal caminho para otimização da saúde mental. O homem contemporâneo se utiliza cada vez menos de suas potencialidades corporais, e o baixo nível de ATIVIDADE FÍSICA é fator decisivo no desenvolvimento de doenças degenerativas.
  • 67. O QUE É ATIVIDADE FÍSICA? A (AF) é "todo movimento corporal produzido pelo acionamento dos músculos esqueléticos resultando em aumento substancial do gasto energético acima do metabolismo de repouso"
  • 68. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o indivíduo deve realizar alguma atividade física pelo menos três vezes por semana, em seu tempo livre, com duração mínima de 30 minutos.
  • 69. A AÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A FUNÇÃO COGNITIVA Em um estudo de referência, 23 mulheres saudáveis, com idades entre 60 e 70 anos, fizeram uma hora de caminhada três vezes por semana, juntamente com exercícios de alongamento e de flexibilidade. Após seis meses registrou-se melhoras nos níveis de atenção, memória, agilidade e no padrão de humor em
  • 70. Endorfina: hormônio produzido na glândula hipófise e que gera sensação de recompensa e bem-estar no organismo. É produzido em grande quantidade nas atividades prazerosas e está associada a relaxamento, alívio e contentamento generalizados. Ao ser liberada no corpo, a AÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA
  • 71. Serotonina: A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro com função de regular o humor, o sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e funções intelectuais. a Serotonina é conhecida como o “hormônio do se sentir bem” Hormônio do crescimento: O hormônio do crescimento é um estimulante direto para a lipólise, ou seja, ajuda na queima de gordura e é responsável pelo crescimento dos tecidos no corpo, então auxilia as pessoas a atingirem a estatura adulta adequada para a sua genética. Adrenalina: Responsável pela liberação de glicose no sangue e pelo aumento da taxa metabólica, a adrenalina é liberada durante a atividade física para que o corpo esteja apto na resposta que os exercícios irão provocar. Ela ajuda a nos manter alerta, aumenta a frequência cardíaca e acelera a queima de calorias,
  • 72. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a definição de Atividade Física? 2. Qual a recomendação da OMS segundo a pratica de Atividade Física? 3. Encontre no caça palavras os hormônios liberados através da prática de Atividade Física: (As palavras deste caça palavras estão escondidas na horizontal, vertical e diagonal, com palavras ao contrário.)
  • 74. O desenvolvimento da Educação Física no âmbito escolar é uma história que pode ser contada por meio dos momentos políticos, sociais e econômicos da sociedade brasileira. Sua implantação começou num período distante, nos tempos em que a imperatriz Maria Leopoldina viveu no Brasil (1817-1826). No século 19 foram utilizados dois métodos de ginástica: num os alunos em sala de aula, entre as carteiras, faziam exercícios localizados voltados à melhoria da saúde; o outro, chamado “ginástica alemã”, foi introduzido em 1852, com a finalidade de dar condicionamento físico aos alunos do sexo masculino.
  • 75. O SURGIMENTO DA GINÁSTICA A ginástica desenvolveu-se efetivamente na Grécia antiga, a partir do exercícios que os soldados praticavam, incluindo habilidades e também acrobacias. A palavra Ginástica, surgiu do grego Gymnastiké, que é a arte de fortificar o corpo e também dar-lhe agilidade. Ela se tornou um esporte olímpico a partir da Grécia, pois os gregos começaram a utilizar nas Olimpíadas de Atenas no ano de 1896, mas só para os homens. E foi no ano de 1928 que a participação das
  • 76. ENTRE AS COMPETITIVAS ESTÃO: O QUE É GINÁTICA? Ginástica é conjunto de movimentos que uma pessoa faz ao praticar esta técnica. Visa fortificar ou dar mais elasticidade por meio de exercícios especializados. A ginástica é dividida em modalidades, as competitivas onde existe competição, como nas olimpíadas e também as não competitivas, como as praticadas em academias. A ginástica muitas vezes é procurada para quem quer melhorar o corpo, emagrecer ou até mesmo fortalecer os músculos e também melhorar o aperfeiçoamento mental em forma de relaxar a mente. Ginástica acrobática: que tem como objetivo fazer acrobacias de forma que se tenha habilidade, força, equilíbrio, flexibilidade e também é realizada em equipe; Ginástica artística: também é uma forma que se deve ter força, equilíbrio e habilidade, um exemplo, é o cavalo de alças; Ginástica de Trampolim: nesta modalidade são usados um e dois trampolins para um ou dois atletas que devem executar uma série de dez elementos; Ginástica rítmica: esta modalidade envolve movimentos em forma de dança em variados tipos e dificuldades e também com a utilização de pequenos equipamentos;
  • 77. ENTRE AS NÃO-COMPETITIVAS ESTÃO: Contorcionismo: que consiste em exercitar movimentos de flexibilidade poucos comuns e geralmente é mais usado em espetáculos de circo; Ginástica laboral: geralmente praticada no ambiente de trabalho para funcionários, durante o horário de trabalho, para se evitar lesões de esforços repetitivos; Ginástica cerebral: praticada através de exercícios e movimentos coordenados do corpo que, executados de maneira apropriada, acessam e estimulam partes específicas do cérebro; Hidroginástica: melhora a capacidade aeróbica e cardiorrespiratória e como o nome já diz é uma ginástica praticada na água Ginástica localizada de academia: são os exercícios feitos em academias que ajudar o condicionamento físico e também emagrecer e para alguns também o fortalecimento muscular;
  • 78. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. No século 19 qual era a finalidade da Ginástica Alemã nas escolas? 2. Qual a origem da Ginástica? 3. Qual o conceito de Ginástica? 4. Quais tipos de ginástica, defina por competitivas e não competitivas. Competitivas Não Competitivas
  • 80. Na escola, na família ou mesmo no trabalho. O bullying pode ocorrer em diversos cenários e em qualquer idade. Muitas pessoas imaginam que ele tenha sempre a mesma “cara”, mas a verdade é que existem diferentes tipos de Bullying Por isso, é muito importante se informar sobre como o problema ocorre, assim como formas de prevenir e tratar os casos – seja seu filho a vítima ou mesmo o agressor.
  • 81. CASO REAL Se por um lado a Educação Física pode despertar nos alunos sentimentos de cooperativismo, companheirismo e inclusão... ...por outro, tende a criar situações de competitividade, agressividade e discriminação em meio às quais práticas de bullying podem surgir, sobretudo em relação aos alunos acima do peso ou com pouca habilidade nos esportes. Mas qual é o papel do Professor de Educação Física a fim de impedir que isso aconteça? Esse trabalho, por mais que envolva toda a comunidade escolar, mas é nas aulas de Educação Física que existe suas particularidades. Em
  • 82. APRESENTAR 8 TIPOS DE BULLYING PRATICADOS NO AMBIENTE ESCOLAR
  • 83. Bullying Verbal São as piadinhas, as fofocas… É o tipo mais comum de bullying. Há quem alegue que o bullying verbal se trata de piada ou brincadeira, mas é muito fácil diferenciar um do outro – se a vítima não acha graça e sofre, estamos falando de bullying. Bullying Moral ou Sentimental Tratam-se dos apelidos maldosos. Não se tratam de provocações, mas dos famosos apelidos que atacam os sentimentos da vítima. Eu, por exemplo, era chamado de Pescoço de Girafa na adolescência, kkkkkk. Pense e logo você se lembrará de muitas pessoas que são chamadas com apelidos que destacam, de forma pejorativa, alguma característica (como o “quatro olhos”). Bullying Psicológico Entre os tipos verbal e moral está o bullying psicológico, cuja principal característica é fazer com que a pessoa sempre se sinta
  • 84. Bullying Físico Esse bullying traz prejuízos físicos à vítima, que pode apanhar, ser presa, mordida ou sofrer qualquer outro tipo de ato violento. Para que um bullying físico se torne uma agressão (com punição prevista em lei, inclusive), não é preciso muito – fique atento. Bullying Material É quando o agressor destrói algum pertence da vítima, ou então o suja, estraga, joga em algum lugar inacessível…. É caracterizado pelo prejuízo material. Bullying Sexual Assediar, induzir ou abusar. Meninas que se desenvolvem precocemente estão entre as principais vítimas desse tipo de bullying. O agressor se aproveita quando a vítima está indefesa para atacá-la.
  • 85. Bullying Social Quando você é isolado de uma conversa, brincadeira ou atividades de classe por exemplo, isso se caracteriza como bullying. A ação de ignorar, isolar ou excluir constantemente um colega do convívio social. Bullying Virtual Mais conhecido como cyberbullying, esse tipo de bullying está se tornando cada vez mais popular por conta dos avanços das redes sociais. Ele mistura todos os tipos anteriores, mas tem um diferencial: o agressor se esconde atrás de um perfil (muitas vezes falso) na internet. E, a partir dele, zomba, cria fofocas ou até mesmo ameaça a vítima. Um dos grandes problemas do cyberbullying é que a fofoca, ou maledicência, ganha proporções enormes, pelo potencial de compartilhamento das redes sociais. Assim a vítima se sente exposta diante de dezenas, centenas e até milhares de pessoas.
  • 86. AGORA COMO PREVENIR O BULLYING? O primeiro passo é admitir que a escola é um local passível de bullying. É necessário também informar professores e alunos sobre o que é o problema e deixar claro que o estabelecimento não admitirá a prática. “A escola não deve ser apenas um local de ensino formal, mas também de formação cidadã, de direitos e deveres, amizade, cooperação e solidariedade. Agir contra o bullying é uma forma barata e eficiente de diminuir a violência entre estudantes e na sociedade”
  • 87. 1. Você já presenciou alguma cena de bullying na aula de Educação Física? Como foi? 2. Você já sofreu algum tipo de bullying? Ou foi o causador? 3. Quais são os tipos de bullying? ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
  • 89. O basquetebol é um esporte altamente popular nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, nós temos vários atletas de expressão que deixaram suas marcas não apenas aqui em nosso país, mas que também ficaram mundialmente conhecidos, como é o caso de Hortência, Paula, Janeth e Oscar Schmidt. Mas, infelizmente, esse esporte não tem aceitação popular em nosso país.
  • 90. ORIGEM Afirma-se que o basquete foi criado em 1891 por James Naismith, um pastor presbiteriano que era professor de Educação Física na Associação Cristã de Moços (ACM) de Springfield, Massachusetts, nos Estados Unidos.
  • 91. Motivo da criação Conta-se que um grupo de alunos, impedidos de praticarem esportes ao ar livre devido ao frio, pediu para que o professor criasse um jogo coletivo que pudesse ser praticado em locais fechados. Como resposta ao pedido, Naismith dividiu os alunos em dois times, combinou que os alunos só poderiam andar com a bola desde que a batessem no chão e definiu o objetivo: ganhava o jogo o time que acertasse mais vezes a bola ao cesto.
  • 92. No início, todas as vezes que a bola era acertada no cesto, precisavam pegá-la com o auxílio de uma escada. Só mais tarde alguém teve a ideia de cortar o fundo da cesta, fazendo com que a bola caísse de volta à quadra.As regras foram oficializadas, primeiro no próprio clube, no boletim da ACM em 1892, e mais tarde em 1932, com a fundação da Federação Internacional de Basquete Amador (FIBA).
  • 94. O Armador é o organizador, o “cérebro” da equipe. É ele quem normalmente leva a bola da defesa para o ataque, observa o tipo de defesa da equipe adversária e escolhe a jogada ou movimento necessário para superá-la, através de códigos pré estabelecidos pelo técnico.
  • 95. Ala-Armador Muitos técnicos tentam, na defesa, impedir que o armador principal traga a bola para o ataque, visando prejudicar a organização ofensiva do adversário. Nesse caso, é o ala-amador ou também chamado de escolta que assume o papel do armador principal e organiza a equipe.
  • 96. O Ala normalmente é o jogador mais completo do time. Ele tem que ter a “leitura do jogo” semelhante a um armador. Sendo capaz de infiltrar no garrafão. Além de ter a responsabilidade de fechar o contra-ataque juntamente com o escolta.
  • 97. Essa nomenclatura Líbero o (Ala Pivô) foi adotada recentemente estudiosos do basquetebol e pelos expressa fielmente, o que significa a função do antigo ala-pivô. O potencial de arremesso, força física e domínio dos fundamentos do atleta desta posição, normalmente vai determinar a filosofia ofensiva da sua equipe.
  • 98. O Pivô é o jogador que atua mais próximo à cesta, tanto na defesa, quanto no ataque. Sua principal função é brigar pela posição onde possa receber (ataque) ou impedir (defesa) o passe. Lutar pelos rebotes é uma obrigação dos pivôs. Na grande maioria das vezes é o atleta mais alto da equipe. Sua área de atuação é o garrafão.
  • 100. PASSE •Passe de peito: Trazendo já bola junto ao peito, com o peso do corpo na perna coordenando movimento dos braços com os pulso, a bola à frente do corpo, lançá-la com as mãos na direção do movimento. •Passe quicado: É idêntico ao passe de peito, com a diferença de que a bola toque no chão antes de chegar às mãos do jogador que vai recebê-la. v Passe por cima da cabeça - Elevando a bola acima da cabeça com ambos os braços, lançá-la com um forte movimento dos pulsos, sem baixar os braços. •Passe de gancho: A bola é segura pela mão que vai lançá-la bem junto ao punho, dedos espalhados na bola. Com um passo atrás ou para o lado, dar um solto com um giro no ar simultâneo ao lançamento da bola através de um movimento circundante do braço. •Passe de ombro: A bola é segura com ambas as mãos, com os dedos apontados para cima. Os cotovelos devem ser flexionados, a bola se manterá junto ao corpo com o ombro alto e a execução do passe deverá ser feita pela extensão do braço, cotovelo e punho.
  • 101. DRIBLE •Corpo abaixado, cabeça elevada, joelhos flexionadas, impulsionar a bola com a flexão do pulso.
  • 102. ARREMESSO •Bandeja: É um arremesso em movimento que pode ser feito com passe ou driblando. Em ambos, o jogador tem direito a dois tempos rítmicos, ou seja, ao receber a bola ou interromper o drible o jogador define o pé de apoio (1º tempo rítmico), tendo direito ao segundo tempo rítmico com mais um passo. No entanto, a bola deverá ser lançada à cesta antes que o jogador toque o solo. •Com uma das mãos: Partindo da posição fundamental, com o peso do corpo na perna da frente, bola na altura do peito, o jogador flexionará as pernas simultaneamente à elevação da bola acima da cabeça. O arremesso termina com a extensão completa do braço, pulso flexionado e com o último contato da bola através das pontas dos três dedos médios da mão. •Jump, com drible e parada :Driblando em direção à cesta, parando numa posição de equilíbrio, flexionara as pernas, saltar elevando a bola acima e à frente da cabeça com ambas as mãos, executar o arremesso apenas com uma das mãos. •Gancho: O jogador de posse da bola, dribla em direção à cesta mantendo seu corpo entre a bola e o adversário. Para, olha para a cesta, salta girando o corpo no ar com o lançamento da bola em movimento circundante do braço, caindo de frente para a cesta.
  • 103. LANCE-LIVRE •É igual ao arremesso com uma das mãos, efetuado da linha do lance-livre, sem marcação e tendo cinco segundos para a execução. É importante que o jogador mantenha o peso do corpo na perna da frente, concentre-se e bloqueie a respiração antes do arremesso.
  • 104. REBOTE •Partindo da posição de guarda, o jogador da defesa procura através de um trabalho de pernas evitar que o adversário tome a sua frente para o rebote. É importante, durante o lançamento da bola, que o defensor não olhe para a trajetória da bola, e sim o jogador que esteja marcando. 1º caso: Quando o adversário correr para o rebote pelo lado da perna de trás do defensor, basta a este fazer o giro na perna de trás. 2º caso: Quando o movimento para a cesta for feito pelo lado da perna da frente, o defensor efetuará dois movimentos de giro. O primeiro pela perna da frente e o segundo igual ao 1º caso.
  • 105. OUTROS FUNDAMENTOS Empunhadura: ato de segurar a bola com as pontas dos dedos, e não com a palma das mãos. Manejo do corpo: estão incluídos aqui os giros, as fintas e as corridas executadas durante a partida. Enterrada: jogada em que a bola é colocada com firmeza dentro do cesto, após um salto. Toco: ato de bloquear o movimento da bola que está sendo arremessada para o cesto.
  • 106. ALGUMAS REGRAS Oficialmente, as medidas da quadra de basquete têm as dimensões de, no mínimo, 26m de comprimento por 14m de largura. As cestas devem ficar fixadas em estruturas a 3,05m de distância do chão e localizadas nas extremidades da quadra. As partidas têm a duração de quatro tempos de 10 minutos, com exceção do campeonato estadunidense (NBA), em que os tempos duram 12 minutos.
  • 107. ALGUMAS REGRAS Tempo de jogo Em jogos oficiais, são disputados 4 períodos de 10 minutos, divididos em 2 tempos. Um intervalo de 15 minutosé dado entre o 2º e o 3º períodos e inverte-se o lado de jogo das equipes. Toda vez que o jogo é parado ou a bola sai de campo, por exemplo, o cronômetro é parado. Caso o jogo termine empatado durante a disputa do tempo normal, ocorrerá uma prorrogação de 5 minutos. Caso o empate persista,outra prorrogação de 5 minutos será realizada, e assim sucessivamente, até que haja um vencedor.
  • 108. ALGUMAS REGRAS Pontuação A pontuação é realizada da seguinte maneira: Quando a bola entra no cesto (aro), é marcado o ponto. 1 ponto para cada arremesso de lance livre convertido (arremessos adquiridos em lance de falta sofrida); 2 pontos nos arremessos convertidos de pequena e curta distância, mais precisamente dentro da delimitação de 6,75 metros; 3 pontos nos arremessos que forem convertidos fora da delimitação de 6,75 metros.
  • 109. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Em que ano foi criado o Basquete e qual o nome do criador? 2. Por que o professor resolveu criar este esporte? 3. Quais as posições dos jogadores? 4. Cite 5 fundamentos do Basquete?
  • 111. Você sabe o que são Brincadeiras Populares? Como surgirão? Quais você brincava em sua infância?
  • 112. Algumas brincadeiras são tão antigas que até os antigos reis de Roma devem ter entrado na roda. Para relembrar a infância e fazer um passeio pela história, vamos aprender o que são brincadeiras populares e ver como se originou algumas.
  • 113. As brincadeiras populares ou folclóricas, também conhecidas como brincadeiras de rua ou tradicionais, são jogos que nasceram da cultura popular. ... Nascidas na cultura popular, elas não possuem regras fixas, de modo que suas regras podem ser criadas ou modificadas pelos grupos. O que são:
  • 114. Jogos e brincadeiras tradicionais têm origens diferentes. Vêm tanto dos povos que deram origem à nossa nação (o indígena, o branco, o negro), como de outras terras distantes. Mas infelizmente, em um mundo cada vez mais urbanizado, industrializado e informatizado, a tendência é que muitas das brincadeiras e jogos tradicionais percam espaço nas preferências infantis.
  • 115. Porém, alguns têm um valor cultural imenso, pois, o lugar dessas brincadeiras já está garantido na cultura tradicional da infância e dos adultos, como a peteca, a amarelinha, a ciranda, a pipa e a cama de gato, mas além desses temos várias outros jogos populares que talvez você já até conheça.
  • 116. O Brasil é cenário de uma série de brincadeiras tradicionais para crianças, tanto dentro dos lares como ao ar livre. Como a maioria dos países do mundo, as brincadeiras mais conhecidas das crianças são bastante simples e não requerem nenhum tipo de equipamento ou treinamento especial para a participação, e podem coincidir com brincadeiras realizadas em outros países como o esconde-esconde, o pega-pega, a amarelinha, cinco marias, cabra-cega e a peteca, dentre outras.
  • 117. Conheça agora a origem de algumas brincadeiras populares
  • 118. Cabra-Cega Já deve ter um tempo que você não vê ninguém brincando de cabra-cega por aí. Mas, caso queira reviver a tradição, basta conseguir um pedaço de pano e reunir a turma: a cabra-cega da rodada deve ser vendada e tentar encontrar os companheiros de brincadeira; ao trombar em alguém, deve adivinhar quem é a pessoa – se acertar, esta passa a ser a cabra-cega. Acredita-se que brincadeira, que já foi popular entre a criançada, tenha sido originada durante a Dinastia Zhou, da China, perto do ano 500 a.C.
  • 119. Joquempô Pedra,Papel e Tesoura O joquempô já acumulava milênios de tradição. Os primeiros registros que se têm da brincadeira estão no livro chinês Wuzazu, escrito durante a Dinastia Han, entre os anos 206 a.C e 220 d.C. No século 17 o jogo com os elementos que conhecemos hoje já era popular na China e no Japão, e no século 20 já havia se espalhado pelo mundo.
  • 120. Par ou Ímpar O jogo é uma variação da Morra, brincadeira criada na Roma Antiga e popular até o dia de hoje, principalmente na Itália. No jogo da antiguidade, os participantes costumavam se reunir em roda e mostrar entre 0 a 5 dedos de uma das mãos – o desafio era adivinhar a soma total da roda e ganhava quem gritasse o número mais rápido.
  • 121. Jogo da Velha Para se divertir no Império Romano, um dos jogos mais populares era o bom e velho Jogo da Velha: marcas das matrizes de três linhas e três colunas, que datam do ano 1 a.C., foram encontradas em diversos lugares de Roma. Mas acredita-se que o jogo, cujo objetivo é completar primeiro uma linha de três círculos ou xis em sequência, possa ter origem ainda mais distante.
  • 122. Amarelinha Acredita-se que amarelinha teria sido inventada pelos romanos – gravuras mostram crianças brincando de amarelinha nos pavilhões de mármore nas vias da Roma antiga. Mas as primeiras referências ao jogo de que se tem registro confirmado datam do século 17.
  • 123. Outras brincadeiras populares Queimada As crianças podem brincar de Queimada num quintal grande, numa quadra de esportes, dentro do condomínio e até mesmo na praia. O ideal é no mínimo 8 crianças a partir dos seis anos de idade. A queimada estimula a agilidade, velocidade, mira, atenção e cooperação.
  • 124. Cabo de Guerra As brincadeiras da nossa infância estimulam o ritmo, o trabalho em equipe e outros benefícios. O Cabo de Guerra estimula a agilidade, o condicionamento físico, a força, a resistência, cooperação, resistência e melhora a socialização entre as crianças.
  • 125. Esconde-esconde Brincar de esconde-esconde envolve diversas crianças, sendo que uma delas, sorteada ou indicada irá procurar as demais após contar até 20 ou 30. O bom é que se pode brincar em casa em dia de chuva, na escola ou em outros lugares.
  • 126. Passa anel Cada vez mais é comum ver crianças brincando com tablets e smartphones. Cabe aos pais e educadores incentivarem as crianças a brincarem em grupo para promover a socialização das crianças. Umas dessas brincadeiras é o Passa anel.
  • 127. Batata quente Os jogos infantis que fazem parte da nossa infância são muitos. Brincar de Batata quente é muito divertido e, além de barato, crianças a partir dos quatro anos já podem brincar.
  • 128. Pula Sela Toda criança gosta de brincar, e quando consegue reunir amiguinhos da mesma idade a festa está completa. Uma das brincadeiras mais tradicionais é a Pula-Sela.
  • 129. Morto-vivo As brincadeiras da nossa infância são inesquecíveis. No Brasil, mesmo com o aparecimento das novas tecnologias e o crescente aumento dos tablets e smartphones, as crianças continuam curtindo algumas brincadeiras que passam de geração em geração.
  • 130. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Quais brincadeiras você gostava de realizar na sua infância? 2. O que são Brincadeiras Populares? 3. Cite as brincadeiras que você já conhecia. 4. Por que as brincadeiras populares hoje em dia esta se extinguindo da vida das crianças?
  • 132. As olimpíadas, ou jogos olímpicos, constituem nos dias de hoje um dos eventos mais populares e prestigiados em todo o mundo. Essa popularidade e esse prestígio devem-se à grande conexão que as olimpíadas têm com a massa de espectadores que acompanham as competições tanto presencialmente nos estádios e arenas quanto pela televisão. Entretanto, a história dos jogos olímpicos é um tanto complexa.Aimagem que deles temos hoje em dia foi construída a partir do fim do século XIX, mas suas origens remontam à Grécia antiga.
  • 133. ORIGEM DAS OLIMPÍADAS As Olimpíadas originaram-se por volta do século VIII a.C., no contexto da antiga Hélade, isto é, o conjunto das cidades- estado da Grécia Clássica. A realização dos jogos ocorria na cidade de Olímpia – por isso o nome “Olimpíadas” –, para onde os cidadãos das outras cidades peregrinavam a fim de participarem das competições. O primeiro atleta a vencer uma prova em Olímpia teria sido Corobeu, em 776 a.C. – a prova era de corrida
  • 134. Dentro da tradição mitológica, os jogos de olímpia foram criados pelo herói Hércules, filho do deus Zeus com uma mortal. Hércules foi obrigado pela deusa hera a realizar doze trabalhos considerados impossíveis. O quinto desses trabalhos consistia em limpar os currais do rei Áugias, que continha milhares de animais e não era limpo há mais de 30 anos. Após conseguir realizar o feito, hércules decidiu inaugurar um festival esportivo em olímpia, em
  • 135. Essa explicação mitológica organizava o entendimento que se tinha sobre o esporte olímpico à época. Sempre que os jogos eram abertos, havia todo um rito de sacrifício de animais a Zeus e cada competição tinha em cada medida alguma relação com o culto a essa divindade.
  • 136. MODALIDADES ESPORTIV ASANTIGAS Entre os esportes praticados nas antigas olimpíadas, estavam as corridas, chamadas de drómos, e suas modalidades. Em algumas delas, o atleta devia correr por cerca de 190 metros vestido com a armadura e as armas de um hoplita (soldado da linha de frente dos combates). Em termos de corridas, havia também as bigas e quadrigas. As primeiras eram carros de combate tracionados por dois cavalos; as segundas, por quatro cavalos. Havia ainda o péntatlhon (semelhante ao pentatlo atual), que reunia cinco esportes: 1) salto, 2) lançamento de disco, 3) lançamento de dardo, 4) corrida e 5) luta.
  • 137. RESTAURAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS NA MODERNIDADE No mundo antigo, as Olimpíadas caíram no esquecimento durante séculos. Outros esportes foram se desenvolvendo no interior de cada civilização, mas não havia algo que tivesse a envergadura da celebração dos jogos de Olímpia. A restauração das práticas esportivas em um festival como as antigas Olimpíadas só foi feito na década de 1890 por um aristocrata e pedagogo suíço chamado Pierre de Frédy, mais conhecido como Barão de Coubertin.
  • 138. O Barão de Coubertin acreditava que a prática do esporte devia ser estimulada na sociedade contemporânea, sobretudo entre os jovens.Além disso, era interessante que houvesse uma organização internacional de jogos esportivos que ajudasse a promover a “paz entre as nações”, já que aquele contexto (de transição do século XX para o século XXI) estava carregado de rivalidades entre as potências imperialistas.
  • 139. ABERTURA DOS JOGOS OLÍMPICOS NA ERA MODERNA Em 6 de abril de 1896, foram inaugurados os primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna. A improvisada frase do rei George 1º da Grécia ("Declaro abertos os primeiros Jogos Olímpicos em Atenas") tornou-se marca registrada para todas as cerimônias de abertura seguintes. Em Atenas, as mulheres ainda estavam proibidas de competir. Participaram 285 atletas de 13 países, nas provas de atletismo, ciclismo, luta, esgrima (era a única que admitia profissionais na época), ginástica, halterofilismo, natação e tênis.
  • 141. CURIOSIDADES • Cada arco simboliza um continente; • As mulheres só foram autorizadas a competir nos Jogos Olímpicos em 1900; • A Tocha Olímpica é iluminada à moda antiga em uma cerimônia no templo de Hera na Grécia: Atrizes, vestindo trajes de sacerdotisas gregas, usam um espelho e os raios do sol para acender a tocha; • Os Jogos de 2016 foram sediados no Rio de Janeiro; • Foram criados também os, Jogos Paraolímpicos e Jogos de Inverno;
  • 142. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Onde se originou as Olimpíadas e em que ano foram realizadas a primeira provas? 2. Quais provas consiste o Pentatlo? 3. Quem recriou os Jogos Olímpicos da Era Moderna? 4. Cite 5 modalidades das Olimpíadas?
  • 144. Sempre que pensamos em um tipo de competição desportiva, pensamos em copa do mundo, jogos olímpicos e até em algum que o nosso país participa muito pouco, como as olimpíadas de inverno. Porém, nunca imaginamos os jogos dos povos indígenas.
  • 145. Organizado pelo Comitê Intertribal Indígena, com apoio do Ministério dos Esportes, os Jogos dos Povos Indígenas têm o seguinte mote: “O importante não é competir, e sim, celebrar”.Aproposta é recente, já que a primeira edição dos jogos ocorreu em 1996, e tem como objetivo a integração das diferentes tribos, assim como o resgate e a celebração dessas culturas tradicionais.
  • 146. VAMOS VOLTAR UM POUCO NA HISTÓRIA A mais antiga notícia sobre a Educação Física em terras brasileiras data o ano de sua descoberta, 1500. Tal fato se deve ao relato de Pero Vaz de Caminha, que em uma de suas cartas, que relatam indígenas dançando, saltando, girando e se alegrando ao som de uma gaita tocada por um português, esta foi certamente a primeira aula de ginástica e recreação relatada no Brasil.
  • 147. VAMOS VOLTAR UM POUCO NA HISTÓRIA De modo geral, sabe-se que as atividades físicas realizadas pelos indígenas no período do Brasil colônia, estavam relacionadas a aspectos da cultura primitiva. Tendo como características elementos de cunho natural (como brincadeiras, caça, pesca, nado e locomoção), utilitário (como o aprimoramento das atividades de caça, agrícolas, etc.), guerreiras (proteção de suas terras); recreativo e religioso (como as danças, agradecimentos aos deuses, festas, encenações, etc.)
  • 148. As modalidades disputadas nos Jogos Indígenas variam um pouco entre os torneios, mas basicamente são as seguintes: Arco e Flecha Os povos indígenas usavam muito esse instrumento como arma de guerra. Atualmente, é usado para a caça, pesca e rituais, e tornou-se também uma prática esportiva, sendo disputada entre aldeias e até com não indígenas. PROVA: Cada delegação pode inscrever dois participantes diferentes, cada um com direito a três tiros. O alvo se localiza a uma distância de 30 metros e é marcado pelo desenho de um peixe.
  • 149. Modalidade praticada para medir a força física, o cabo de guerra é muito aceito entre as etnias participantes de todas as edições dos Jogos, como atrativo emocionante, que arranca manifestação da torcida indígena e do público em geral. Permite a demonstração do conjunto de força física e técnica que cada equipe possui. PROVA: Cada delegação poderá inscrever, no máximo, duas equipes (masculina e feminina), compostas de 10 atletas e dois reservas. Cabo de Guerra
  • 150. A canoa é utilizada como meio de transporte e para a pesca, sendo essencial na vida dos índios. Naturalmente, cada povo tem uma maneira para fabricá-la. PROVA: Cada delegação deverá inscrever uma equipe de 02 (dois) atletas. A prova será realizada em rio ou lago aberto, cujo local específico, distância e percurso serão definidos posteriormente no pela Comissão Técnica e divulgados Congresso Técnico. Será permitido aos competidores o reconhecimento prévio do percurso e das canoas. Canoage m
  • 151. Os índios sempre se interessaram em trabalhar seu preparo físico. Com isso, tornam-se verdadeiros competidores, adaptando-se e aprendendo, com a natureza, a caçar e pescar, percorrendo grandes distâncias, atravessando lagos e rios em busca de alimento. PROVA: A realização dessa modalidade passou por várias experiências de adaptação para a definição de seu formato. Chegou-se a conclusão da prova de 100 m rasos (masculino e feminino), como ideal para o modelo dos Jogos dos Povos Indígenas. Atletismo (100 metros)
  • 152. A Corrida com Tora é sempre realizada ao amanhecer e ao entardecer. As corridas vindas de fora acontecem geralmente no final das tardes. PROVA: As toras, feitas de buriti, e com massa em torno de 100 Kg, devem ser carregadas pela equipe ao percorrerem uma distância pré- determinada. Para a competição, cada equipe deve inscrever dez participantes. Corrida com tora
  • 153. Xikunahity Esse esporte também é conhecido como futebol de cabeça. Em lugar do chute, a bola é empurrada com a cabeça dos participantes. O jogo é disputado por equipes de dez atletas em um campo de dimensões próximas ao do futebol. Futebol de Cabeça
  • 154. Esporte já inserido no contexto PROVA: cultural de vários grupos indígenas, sendo unanimidade nos jogos e praticado por atletas femininos e masculinos. As regras são regidas pela Instrução Geral dos Jogos e obedece ao padrão da Confederação Brasileira de Futebol, exceto o tempo de jogo, que é de 50 min, divididos em dois tempos de 25 min cada, com intervalo de 10 min Futebol
  • 155. Várias etnias indígenas conhecem esse armamento, possuindo técnicas diferentes de confecção das lanças. O fabrico de cada lança depende da finalidade a que se destina. PROVA: O Arremesso de Lança é uma prova individual realizada apenas pelos homens. Nos Jogos, a contagem dos pontos é feita de acordo com a distância alcançada, ou seja, vence aquele que atingir maior distância. Arremesso de Lança
  • 156. A luta corporal dos povos indígenas do Xingu e dos índios Bakairis, de Mato Grosso, o Huka Huka, inicia com os atletas ajoelhados. PROV A: O desejo de se realizar uma competição grande, mas é muito improvável devido de lutas corporais nos Jogos é à grande diversidade de estilos de luta e técnica. Algumas etnias lutam em pé, outras ajoelhadas no chão, como o Huka Huka. Por isso, fazem-se apenas demonstrações das lutas existentes na cultura indígena brasileira. Luta corporal
  • 157. A relação de vida dos povos indígenas estará sempre associada à água. A primeira hora da vida de um bebê indígena começa com o seu primeiro mergulho; em um rio ou lago por sua mãe. PROVA: Atualmente, a prova de meia distância e resistência, é realizada em águas abertas, que está dentro do contexto indígena, e é praticada por atletas femininos e masculinos. Natação
  • 158. Zarabatana é uma arma artesanal, semelhante a um cano longo, com aproximadamente 2,5 m de comprimento, feito de madeira, com um orifício onde se introduz uma pequena seta, de aproximadamente 15 cm. PROVA: É uma demonstração individual realizada pelas etnias Matis e Kokamas. Na apresentação se posiciona, a 20 ou 30 m do alvo adaptado, uma melancia pendurada em um tripé. A prova consiste em atingir o alvo o maior número de vezes possível. Zarabatana
  • 159. Jogado em um campo de tamanho semelhante ao do futebol. Se desenvolve entre duas equipes de 10 ou mais atletas de cada lado, onde todos usam uma espécie de borduna (bastão), cujo objetivo é rebater uma pequena bola (coco), que ao ultrapassar a linha de fundo de seu oponente, marca um ponto. De acordo com informações dos Kayapós, esse esporte já não estava mais sendo praticado devido a sua violência, que causava graves contusões nos competidores. Rõkrã
  • 160. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Quando surgiu os Jogos Indígenas? 2. Quais as entidades organizam os Jogos? 3. O que realizavam os Índios no período do Brasil Colonial, que condiz com práticas corporais? 4. Quais as provas compõe os Jogos Indígenas?
  • 162. ORIGEM DO HANDEBOL O handebol é um esporte coletivo que foi criado pelo professor alemão Karl Schelenz, no ano de 1919.Após ter as regras publicadas pela FederaçãoAlemã de Ginástica, o esporte começou a ser praticado de forma competitiva em países como, por exemplo, Áustria, Suíça e Alemanha.
  • 163. Desde sua criação, o handebol tal qual o conhecemos hoje sofreu algumas modificações. O local de jogo, por exemplo, era ao ar livre (em gramados) e os espaços eram menores. Agora, o esporte é executado em quadras fechadas de 40 por 20 metros. Além disso, no início o handebol era um jogo exclusivo para mulheres.
  • 164. Mais tarde e com sua inclusão nos esportes olímpicos, ele passou a ser jogado por ambos os sexos. Como foi criado por um alemão, ele começou a ser jogado em berlim, na alemanha durante a primeira guerra mundial. No entanto, não demorou muito para que ele se difundisse pela europa e ainda, para outras partes do mundo.
  • 165. Outro fator que o diferencia de sua origem é pelo número de jogadores. Quando foi criado, ele continha um total de 22 jogadores, ou seja, 11 em cada equipe. Hoje o número foi reduzido para 14 no total (7 jogadores em cada equipe). No final dos anos 30 o handebol passou a ser um esporte oficial jogos olímpicos de berlim. Nesse momento, o jogo ainda era disputado por duas equipes de 11 jogadores cada. Com as novas mudanças (jogadores e espaço), ele passou a fazer parte dos jogos olímpicos a partir de 1972.
  • 166. JOGABILIDADE -Dividido em dois tempos de 30 minutos cada; -Possui um intervalo de 10 minutos entre cada etapa; -Existem dois árbitros e um cronometrista; -O jogo envolve dribles, passes e recepção de bola entre os jogadores; -O arremesso é uma técnica muito utilizada para fazer gols; -Amaneira de segurar a bola no jogo é chamada de "empunhadura".
  • 167. POSIÇÕES Armador Central Esse jogador é o cérebro e a locomotiva da equipe, visto que comanda o processo de armação e organização das jogadas. Como o nome sugere, a sua atuação se dá pelo centro de campo.
  • 168. POSIÇÕES Meias Esses jogadores são o combustível para todo o restante da equipe. São conhecidos também como Armador Direito (Meia Direita) eArmador Esquerdo (Meia Esquerda). Eles são responsáveis por conferir um ritmo mais equilibrado e defensivo ao resto do time.
  • 169. POSIÇÕES Pontas Os pontas são encarregados de participar das ações de ataque, atuando nas proximidades das linhas laterais do campo, próximos ao ponto de escanteio. Eles têm a função de atrair a defesa adversária, proporcionando um espaço maior entre os jogadores defensores no centro da quadra.
  • 170. POSIÇÕES Pivô O pivô no handebol é o jogador responsável por aproveitar oportunidades ofensivas e criar espaços dentro da linha de defesa do time adversário. Dessa forma, pode se infiltrar nesses pontos e ter condições de fazer arremessos de uma distância menor e com mais chances de serem bem-sucedidos.
  • 171. POSIÇÕES Goleiro O goleiro é um jogador essencial para realizar a defesa. Desse modo, assim que a defesa é rompida, o goleiro deve ter um reflexo rápido e antecipar o provável local em que o atacante oponente arremessará a bola, evitando que ela entre pela baliza.
  • 172. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS •Empunhadura: é quando um jogador coloca a bola na palma da mão e a pressiona com a ponta dos dedos;
  • 173. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS •Recepção da bola: quando o jogador recebe a bola com as mãos paralelas e em formato côncavo;
  • 174. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS •Passe: lance de bola para o companheiro de equipe. Existem vários tipos de passe. Alguns deles são o de ombro, de pronação, picado;
  • 175. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS •Arremesso: o jogador lança a bola em direção ao gol. Pode ser de apoio, rolamento, suspensão, com queda;
  • 176. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS • Drible: ao contrário de esportes como o futebol, o drible para o handebol é o ato de quicar a bola no chão;
  • 177. PRINCIPAIS FUNDAMENTOS • Finta: é quando um jogador engana a adversário. As marcação do técnicas mais utilizadas são do deslocamento, troca de ritmo ou de direção.
  • 178. PRINCIPAIS REGRAS •Manejo da bola: o jogo é realizado com o uso das mãos, assim os atletas são impedidos de utilizar outras partes do corpo. A única exceção é a do goleiro, que poderá utilizar os pés na defesa; • Substituição: não existem limites para a substituição de jogadores em uma partida. O técnico poderá usar a estratégia quantas vezes achar necessário e a qualquer tempo; •Tiro de meta: ocorre quando a bola toca o goleiro ou jogador adversário antes de passar pela linha de fundo, quando estão na área de defesa; •Tiro de 7 metros: é uma cobrança semelhante ao lance livre do basquete. Ocorre quando um jogador, com chances claras de marcar gol, sofre falta de adversário. O juiz marca, então, o tiro de 7 metros e a falta deve ser cobrada no local onde a falta foi cobrada; •Lançamento lateral: acontece quando a bola sai da linha lateral. Deve ser cobrado com um pé sobre a linha lateral da quadra e o outro pé fora. • Jogadores: O jogo de handebol funciona da seguinte forma: duas equipes com 7 atletas cada.
  • 179. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Quem foi o criador do handebol e qual o ano e local de criação? 2. Quais são as posições dos jogadores? 3. Quais os fundamentos do Handebol?
  • 180. FUTSAL
  • 181. O FUTSAL É UM DOS ESPORTES MAIS PRATICADOS DO BRASIL, NA ESCOLA, NA PRAÇA OU NO CLUBE É MUITO COMUM VERMOS PESSOAS DE TODASAS IDADES PRATICANDO O FUTSAL. ENTÃO, É HORADE CONHECER O HISTÓRICO DO FUTSAL. ?
  • 182. AORIGEM: ONDE E COMO SURGIU O FUTSAL? A origem do Futsal tem duas versões divergentes sobre a origem do Futsal (Futebol de Salão). Uma das versões é que o Futsal começou a ser praticado na cidade de São Paulo/Brasil, na associação cristã de moços (ACM), na década de 1940, pois já havia uma dificuldade em encontrar campos de Futebol livres para a prática do esporte. A solução foi usar as quadras de Basquetebol e Hóquei para jogar Futebol.
  • 183. ONDE FOI CRIADO O FUTSAL? Aversão mais aceita da origem do Futsal é que Futebol de Salão teve sua origem no Uruguai quando começou a ser praticado na década de 1930 em Montevidel, também na Associação Cristã de Moços.
  • 184. QUEM CRIOU O FUTSAL? O professor de Educação Física uruguaio Juan Carlos Ceriani é considerado o criador do Futsal, que chamava o novo esporte de “Indoor-Foot-Ball”
  • 185. PRINCIPAIS REGRAS DO FUTSAL • Número de atletas Cada time pode ter 5 jogadores em quadra, sendo que um deles deve ser o goleiro, e até 9 no banco de reservas. As trocas são ilimitadas, entretanto, caso uma das equipes fique com menos de 3 atletas, a partida deve ser interrompida e a vitória é dada ao adversário. • As medidas da quadra As medidas mínimas da quadra para jogos adultos nacionais são de 38 metros de comprimento por 18 metros de largura. Já nas disputas internacionais, o mínimo é 38 m x 20 m e o máximo 42 m x 25 m.
  • 186. PRINCIPAIS REGRAS DO FUTSAL • Tempo de partida  A partida é dividida em dois tempos de 20 minutos de duração cada um. Após o final da primeira etapa há um intervalo de 10 minutos e os times devem trocar de lado ao retornar à quadra. • Faltas  A falta ocorre sempre que um jogador praticar um ato que seja contra as regras. Quando isso acontecer, a equipe adversária ganha a possibilidade de cobrá- la, que pode ser um lance livre direto, um lance livre indireto ou uma penalidade máxima.
  • 187. POSIÇÕES DO FUTSAL Basicamente, existem quatro posições no futsal: goleiro, alas, fixo e pivô. A tática de jogo é individual e cada equipe define a sua de acordo com seus objetivos, com os jogadores disponíveis e com o adversário.
  • 188. Goleiro O goleiro costuma coordenar a equipe, já que devido à sua função ele permanece o jogo inteiro observando a quadra de frente.
  • 189. Alas Os alas são os atletas que jogam nas extremidades da quadra. As principais virtudes deles são a velocidade e o condicionamento físico, já que precisam deslocar-se todo o tempo entre a defesa e o ataque. Devido às suas funções defensivas e ofensivas, precisam ser bons marcadores, passadores, dribladores e finalizadores.
  • 190. Fixo O fixo pode ser comparado ao zagueiro do futebol de campo. A sua função é totalmente defensiva e, muitas vezes, ele é chamado de “último homem”. O fixo tem como responsabilidade organizar o esquema de defesa da equipe. Dependendo da tática utilizada, ele pode fazer papel de ala na saída de bola, liberando um dos dois para auxiliar o pivô no ataque.
  • 191. Pivô A função ofensiva da equipe é destinada ao pivô. Esse é o jogador que se posiciona mais próximo ao gol adversário. Ao contrário de todos outros atletas, o pivô fica de costas para a meta adversária. O objetivo é enxergar o seu time atacando de frente, abrindo opções para que os alas consigam encontrá-lo.
  • 192. FUNDAMENTOS Passe O passe é um dos fundamentos mais importantes e básicos do jogo. Para realizá-lo de forma eficiente, o atleta precisa ter uma boa visão de campo para encontrar os companheiros, força para que a bola não seja interceptada e coordenação para que o trajeto seja certeiro. O passe pode ser classificado de acordo com a trajetória da bola, a distância ou a execução. Pensando na trajetória, ele pode ser parabólico, a meia altura ou rasteiro. Com relação à distância, podemos classificá-lo como um passe curto, médio ou longo. Por fim, a execução do movimento pode utilizar diferentes partes do pé, como as partes internas e externas, o solado, o bico e calcanhar.
  • 193. FUNDAMENTOS Drible Ser um bom driblador é uma capacidade de destaque no futsal. Como a quadra não permite uma extensa condução de bola, o drible faz com que o atleta coloque a sua equipe em vantagem, deixando um jogador adversário para trás, possibilitando o chute. Normalmente, bons dribladores atuam em posições ofensivas e têm boa velocidade, gingado e visão de jogo. Alguns dribles mais conhecidos são o elástico, a caneta e o chapéu.
  • 194. FUNDAMENTOS Cabeceio O cabeceio pode ser um fundamento tanto ofensivo quanto defensivo, ou seja, se faz uso dele para afastar a bola da área em uma situação de defesa, ou para direcioná-la ao gol em uma jogada de ataque. Jogadores mais altos costumam treinar e desenvolver melhor essa habilidade.
  • 195. FUNDAMENTOS Chute Um bom chute é uma virtude no futsal. Para tanto, é necessário força, técnica e coordenação. Existem muitas maneiras de chutar a bola e esse fundamento é utilizado o tempo todo, em jogadas ofensivas e defensivas.
  • 196. FUNDAMENTOS Recepção A recepção de bola é um fundamento utilizado sempre que um jogador recebe a bola em qualquer momento do jogo. É muito importante para conseguir manter a posse com a equipe, aumentando as chances de um resultado positivo. Ele pode ser realizado em diferentes partes do corpo, como a coxa ou o peito.
  • 197. FUNDAMENTOS Condução A condução da bola nada mais é do que se deslocar em quadra com ela nos pés. É básico no futsal e todos os atletas devem ter domínio total desse fundamento. Para se destacar, conseguir conduzir com os dois pés é um importante diferencial.
  • 198. FUNDAMENTOS Antecipação A antecipação é um fundamento que nem todos os jogadores desenvolvem e, por isso, é classificada com um bom diferencial. Para conseguir antecipar com frequência, o atleta deve ter uma excelente capacidade de reação e uma ótima visão de jogo. A jogada consiste em roubar a bola, antecipando a ação do adversário.
  • 199. CURIOSIDADES SOBREA ORIGEM DO FUTSAL A bola foi umas das primeiras adaptações que o Futsal precisou fazer precisou fazer em relação ao Futebol. A bola usada no campo era grande e quicava muito, para usar na quadra precisava de uma bola menor e mais pesada. E assim foi feito e o Futsal passou a ser conhecido como o “esporte da bola pesada”. Outra adaptação que foi feita foi em relação ao número de jogadores de cada equipe no Futsal, já que os 11 jogadores do Futebol de campo não se encaixavam na quadra. Foram tentadas várias formações, até chegarem ao número de 5 jogadores por equipe.
  • 200. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a origem do futsal? 2. Quala dimessões da quadra de futsal? 3. Quais as posições e características de cada jogador? 4. Quais os fundamentos do futsal?
  • 202. O futebol é um esporte coletivo que não tem sua origem bem definida, uma vez que diversos jogos de bola semelhantes a ele já eram praticados por povos da antiguidade.
  • 203. No entanto, se consideramos a semelhança de suas regras na atualidade, podemos dizer que esse esporte teve origem em fins do século XIX na Inglaterra quando foram estabelecidas as primeiras regras do jogo. Ao longo dos anos, o futebol veio se desenvolvendo e hoje é um dos esportes mais conhecidos e amados do mundo.
  • 204. COMO ERAO FUTEBOLNA ANTIGUIDADE? Muitos jogos similares com presença de uma bola eram praticados por povos da antiguidade: chineses, gregos, romanos, etc. E, por conta disso, não podemos determinar uma origem específica para este esporte. Pesquisas apontam que muitas civilizações antigas já usavam um tipo de bola (qualquer objeto arredondado, seja em couro ou em tecido) para realizar alguns “passes”. Nessa altura, os jogos de bola eram mais violentos, uma vez que não possuíam regras definidas.
  • 205. O futebol na China Antiga Em alguns lugares da China antiga, cerca de II a.C., havia um jogo semelhante, denominado cuju, que utilizava uma bola feita de penas. Sua função, inicialmente, era tanto treinar militarmente os soldados, como para entreter a população. Vale ressaltar que no começo esse esporte era praticado somente por pessoas de alto nível econômico. Pintura chinesa do século XIII mostra o imperador Song Taizu jogando cuju
  • 206. O futebol no Japão Antigo Muito relacionado como provavelmente chamado inspirado Kemari cuju e nele, o surgiu provavelmente em meados dos anos 600 no Japão. Trata-se de um dos jogos que mais se aproxima do futebol, e até hoje é praticado por alguns japoneses.
  • 207. O futebol na Grécia Antiga É sabido que herdamos alguns jogos de bola dos gregos. Embora fosse diferente do que conhecemos hoje, havia um jogo similar ao futebol que se chamava Epísquiro (do grego, Episkiros). Esse jogo era realizado entre duas equipes, porém a quantidade de jogadores era maior: cerca de 15 em cada time. Uma característica marcante e considerada falta hoje, é que a bola podia ser pega pelas mãos. A ideia, muito similar do futebol atual, era passar a bola e lançá-la na linha correspondente.
  • 208. O futebol na Roma antiga Historiadores acreditam que o jogo de futebol na Roma Antiga era muito similar ao Episkiros e, provavelmente, teve origem nesse jogo grego. O nome dado à esse jogo era Harpasto (em latim, Harpastum) e, da mesma forma, era jogado entre dois times e a ideia era lançar a bola na quadra do adversário.
  • 209. O futebol no século XIX Foi somente a partir do século XIX que o futebol, tal qual o conhecemos hoje, foi efetivado com a criação das primeiras regras do jogo na Inglaterra. Ele foi conquistando a elite inglesa e com o tempo foi se popularizando e atingindo as camadas mais populares do país. A partir disso, ele ultrapassou fronteiras, chegando aos outros continentes.
  • 210. POSIÇÕES 1.Goleiro 2.Laterais direito e esquerdo 3.Zagueiro 4. Volante 5.Meia 6.Atacante
  • 212. PRINCIPAIS REGRAS •Cada partida tem 90 minutos e é dividida em dois tempos de 45 minutos cada. •O jogo é supervisionado pelo árbitro. •É proibido o uso das mãos para o manejo da bola. •Para evitar que os jogadores do time adversário fiquem apenas na área penal do lado adversário, foi criada a regra do impedimento.
  • 213. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Quais as principais origem do futebol, cite as em cada época? 2. Quais as posições dos jogadores? 3. Qual o maior evento de futebol realizado a cada 4 anos?
  • 215. Você sabe bastante sobre esporte de aventura? Se não, está na hora de aprender quais as origens, vantagens e tipos dessa modalidade esportiva. Curiosos? Vamos nessa!
  • 216. O QUE É ESPORTE DE AVENTURA Primeiramente, você já se perguntou qual a definição de esporte de aventura? Em uma explicação rápida, os termos desportos e esportes radicais de ação ou aventura, é um termo para caracterizar atividades mais perigosas.
  • 217. Aquelas que levam o aventureiro em uma jornada com mais riscos, em quesitos como velocidade, altura e etc. É importante frisar que esporte radical/aventura e turismo de aventura são nomes e atividades distintas. Os esportes de aventura, normalmente, exigem muito do psicológico e físico do praticante, o que torna essa modalidade muito atraente para os caçadores de emoções.
  • 218. COMO SURGIU O ESPORTE DE AVENTURA? Amodalidade esporte aventura surgiu no fim da década de 1980, quase em 1990. Na primeira vez que foi usada essa denominação, sua função era nomear esportes de adultos, como skydiving, surfe, montanhismo, paraquedismo, trekking, alpinismo, ciclismo de montanha e paintball.
  • 219. Aos poucos todos os esportes que causavam grandes ondas de adrenalinas ganharam essa designação, como os citados anteriormente, aumentando o nível de endorfina, serotonina e dopamina no corpo dos praticantes por causa do esforço mental e corporal nas práticas dessas atividades.
  • 220. QUAIS SÃO OS ESPORTES DEA VENTURAMAIS COMUNS? Só de imaginar que uma atividade esportiva pode provocar tanta emoção num ser humano, imaginamos que você já ficou entusiasmado em saber mais!
  • 221. No salto de paraquedas você passa pelo rápido treinamento de como se portar para fazer o salto, depois embarca com seu instrutor no avião, enquanto ele decola até atingir a altura certa para o salto, depois você e o instrutor pulam do avião, conforme foi premeditado em seu treino. Geralmente, a queda livre dura 1 minuto e então seu instrutor abre o paraquedas, daí é só ficar tranquilo e aproveitar a vista lá de cima. Paraquedismo
  • 222. Hiking é uma caminhada curta, sua duração não passa de algumas horas, assim não se estende mais do que um dia, onde para fazê-la não é preciso acampar no lugar. Essa modalidade é praticada em trilhas autoguiadas em meio a natureza, sendo de aquele clássico bate-volta no ambiente natural. Hiking
  • 223. Exigindo o máximo de concentração e força de seu praticante, é uma atividade tanto solo quanto em grupo, que começou a ser executada em nosso país a partir de 1980. Suas categorias de escalada ou montanhismo estão divididas em bigwall, alpina, indoor, artificial, esportiva, escalada em bloco, tradicional, alta montanha e alpinismo. ESCALADA
  • 224. No Rafting é possível descer grandes corredeiras dentro de um bote, mas não se desespere! Esse esporte de aventura é feito com muito cuidado e somente por equipes preparadas e com permissões oficiais de operação. Pois assim, você garante grandes doses de adrenalina e proteção. Rafting
  • 225. Em resumo, o Bungee Jumping é uma atividade onde se salta de uma grande altura ao vazio, com a cintura ou tornozelos presos por uma corda que estica e impede o praticante de atingir o chão no salto. Bungee Jumping
  • 226. Um esporte de aventura urbana, no qual você não precisa estar no meio da selva para praticar, é sem dúvidas o Paintball. Usando táticas, agilidade e esperteza, seus praticantes se distribuem em atirar bolas de tinta em seu adversário, sem lesão corporal, essa dinâmica de combate tem como objetivo entreter com a competitividade e habilidade de seus participantes. Paintball
  • 227. QUAIS OS BENEFÍCIOS DO ESPORTE DE AVENTURA? 1.Abaixa os níveis de estresse e ansiedade; 2.Aumenta o humor e a paciência; 3.Provoca engajamento social; 4.Retira timidez e enrijecimento do praticante; 5.Melhora a saúde física; 6.Diminui o sedentarismo e a má forma; 7.Trabalha sua saúde mental; 8.Retira da zona de conforto; 9.Traz experiências novas e marcantes ao cérebro; 10.Pode trazer novos prazeres a vida do indivíduo.
  • 228. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a definição de Esportes deAventura? 2. Como foi o surgimento dos Esporte deAventura? 3. Cite o nome de algumas modalidades do Esporte deAventura? 4. Qual você gostaria de ter uma experiencia? Por quê? 5. Cite 4 benefícios para quem pratica os Esportes deAventura.
  • 230. A capoeira é ao mesmo tempo uma luta e uma arte. Mas você sabia que durante muito tempo a capoeira foi proibida no brasil? Quem vê crianças pequenas jogando capoeira nas escolas ou rodas de capoeira com a apresentação de grandes mestres nem pode imaginar que essa conhecida forma de expressão das raízes negras era mal-vista e considerada perigosa.
  • 231. Para jogar capoeira precisamos de um ritmo, ditado pelo atabaque, pelo berimbau e pelo agogô. Essa música é bem característica. Dois parceiros, de acordo com o toque do berimbau, executam movimentos de ataque, defesa e esquiva. Eles simulam uma luta. Para jogar capoeira é preciso habilidade e força, além de integração e respeito entre os parceiros.
  • 232. HISTÓRIADACAPOEIRA A origem escravidão da capoeira data da época da no Brasil. Muitos negros foram trazidos da África para o Brasil para trabalhar nos engenhos de cana-de-açúcar, nas fazendas de café, nas roças ou nas casas dos senhores. A capoeira era uma forma de luta e de resistência. Porém, para não despertarem suspeitas, os escravos adaptaram os movimentos da luta aos cantos da África, fazendo tudo parecer uma dança. A capoeira foi ficando do jeitinho que ela é hoje, gingada.
  • 233. No início do século 19, no rio de janeiro, bandidos e malfeitores eram chamados de capoeiras, como registrou o escritor manuel antônio de almeida, em "memórias de um sargento de milícias". Em 1888, a escravidão foi oficialmente abolida no brasil. Muitos negros libertos não tinham como sobreviver e acabaram na marginalidade. Em salvador, chegaram a organizar gangues e provocar rebeliões. Durante muito tempo a capoeira foi proibida.
  • 234. Na década de 1930 a capoeira já tinha adquirido um novo status em nossa sociedade. O próprio presidente Getúlio Vargas convidou um grupo de capoeira para se apresentar oficialmente no Palácio do Catete. A capoeira foi liberada. Professores de capoeira famosos, da Bahia como os mestres se tornaram Bimba, Pastinha e Gato.
  • 235. FUNDAMENTOS E REGRAS A capoeira é jogada em roda, formada por todos os participantes da dinâmica e guiada pelo ritmo do berimbau, geralmente tocado por mestres. Além disso, a prática se dá sob acompanhamento de palmas, cantos e outros instrumentos. Assim, ao centro da roda, dois capoeiristas realizam os movimentos de combate, que, em vez de violência, caracterizam-se por movimentações complementares e harmoniosas que simulam um enfrentamento.
  • 236. A dinâmica dançante do jogo pode terminar ao comando do capoeirista no berimbau ou por intervenção de um terceiro capoeirista, que entra na roda e inicia um novo jogo com um dos praticantes. Nessa dinâmica, no entanto, algumas regras são estabelecidas para a harmonia da prática. São elas: • Respeitar o mestre e agir com disciplina; • Obedecer ao comando do berimbau durante a prática; • Estar sempre vigilante e manter a calma em toda e qualquer situação; • Não perder os movimentos do parceiro de vista; • Zelar pela segurança de todos os colegas participantes; • Jamais utilizar os conhecimentos adquiridos com a prática para integrar brigas de rua.
  • 237. INSTRUMENTOS • Berimbau • Caxixi • Atabaque • Agogô • Pandeiro • Reco-reco
  • 238. PRINCIPAIS GOLPES • Aú: popularmente conhecido como “estrela”, esse movimento é usado para se esquivar do adversário ou enganá-lo para a aplicação de um movimento de ataque. • Armada: caracteriza um chute circular elevado, realizado após um giro. • Desvio de frente: movimento de defesa usado para evitar golpes em que o capoeirista se abaixa, com as mãos protegendo o rosto. • Benção: designa um chute/empurrão realizado com o pé inteiro apoiado no peito do parceiro. • Martelo: nomeia um chute proferido com intuito de acertar a cabeça do parceiro. • Negativa: refere-se a uma descida com apoio da mão no solo, usada para se desviar de um golpe.
  • 239. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO 1. Qual a origem da capoeira? 2. Cite 3 das principais regras para se praticar capoeira. 3. Quais os instrumentos utilizados? 4. Qual o nome dos principais golpes?
  • 240. VÔLEI
  • 241. Você provavelmente já jogou vôlei, não? Se não jogou, certamente já viu alguém jogar, seja na escola, na praia ou mesmo pela TV. Mas você sabe qual a história do vôlei, como ele teve origem, por qual motivo foi criado, suas regras e o que fez ele ser um esporte mundialmente conhecido?
  • 242. ORIGEM E HISTÓRIA DO VÔLEI O vôlei é um esporte originado nos Estados Unidos, lá ele atualmente é conhecido como volley ou voleibol. O esporte foi criado em 1895, ou seja, 4 anos após a criação do basquete. E isso não foi uma coincidência, já que o esporte foi criado como uma alternativa de pratica esportiva a ser realizada por pessoas de idade mais avançada e também dentro de uma quadra fechada para fugir do frio rigoroso do inverno da região.
  • 243. Não por coincidência também, o esporte foi criado pela Associação Cristã de Moços de Holyoke, mesma associação responsável pela criação do basquete. A diferença é que o basquete foi criado por James Naismit, na sede localizada em Springfield, enquanto que o vôlei foi criado por William G. Morgan na sede localizada em Holyoke. Ambas as sedes ficavam localizadas em Massachusetts.
  • 244. O primeiro país a praticar o esporte, além dos Estados Unidos, foi o Canadá, se espalhando aos poucos para o redor do mundo. Na América do Sul ele chegou primeiramente no Peru, mas apenas em 1910. Foi apenas em 1964 que o esporte chegou as Olimpíadas, mais precisamente nas Olimpíadas de Tóquio. O nome origem do vôlei era Mintonette e sua bola foi confeccionada mais leve do que as de basquete ou de futebol justamente por seu publico alvo ser as pessoas de mais idades.
  • 245. REGRAS DO VÔLEI Atualmente o vôlei é jogado em uma quadra retangular medindo 9 metros de largura por 18 metros de comprimento, sendo dividida ao meio pela rede. A rede por sua vez fica a uma altura de 2,43m para os homens e 2,24m para as mulheres.
  • 246. REGRAS DO VÔLEI Outras regras do vôlei são: • 6 membros em cada equipe; • 4 sets de 25 pontos; • Pode chegar até o quinto set em caso de empate nos 4 primeiros, ele possui 15 pontos; • Precisa de pelo menos 2 pontos de diferença entre as equipes para encerrar um set; • Só é permitido 3 toques por vez na bola e nunca dois toques seguidos do mesmo jogador; • Não é permitido ‘conduzir’a bola, somente tocar nela; • O set é definido pelos pontos e não pelo tempo; • 3 jogadores ficam próximos a rede e 3 ao fundo da quadra; • Cada equipe possui um técnico, bem como reservas.
  • 247. POSIÇÕES •Aposição n.º 1 chama-se defesa direita, e é a posição de saque. •Aposição n.º 2 chama-se saída de rede. •Aposição n.º 3 chama-se meio de rede. •Aposição n.º 4 chama-se entrada de rede. •Aposição n.º 5 chama-se defesa esquerda. •Aposição n.º 6 chama-se defesa central.
  • 248. FUNÇÃO DE CADA JOGADOR Levantador O levantador é o atleta responsável por distribuir a bola para que os outros companheiros possam atacar a equipe adversária. Sendo assim, a sua principal função no jogo é a armação do ataque. Essa ação costuma acontecer sempre no primeiro ou no segundo toque da equipe.
  • 249. FUNÇÃO DE CADAJOGADOR Líbero A principal característica do líbero é ter uma boa recepção de bola, defendendo a ação de ataque do time oposto. Ele é o único atleta que pode e sair jogo e ilimitadamente normalmente entrar no costuma ocupar a posição central do fundo da quadra.
  • 250. FUNÇÃO DE CADAJOGADOR Pontas Os jogadores de ponta são aqueles que ficam posicionados nas laterais da quadra. As principais funções deles são defender o ataque do time adversário e realizar o ataque na entrada e saída de rede. Grande parte das vezes, o ponta é designado para uma das duas funções. Isso acontece porque normalmente ou ele tem um grande domínio da recepção e da manchete, ou ele tem bastante força e velocidade, sendo um especialista em ataque.
  • 251. FUNÇÃO DE CADAJOGADOR Central Os atletas de meio são os mais altos da equipe, pois são os encarregados de realizar o bloqueio do ataque adversário. Além disso, eles também precisam ser bem ágeis, pois são os principais responsáveis pelas bolas rápidas, que são aquelas lançadas pelo levantador com velocidade e altura baixa.
  • 252. FUNÇÃO DE CADAJOGADOR Oposto O oposto é o jogador que sempre ocupa a posição oposta ao levantador. A principal função dele é o ataque, por isso ele deve estar posicionado de forma a receber o passe do levantador. Ele costuma ser o jogador mais procurado para realizar as jogadas de saída, ou seja, na linha de três metros (próximo ao local que separa a defesa do ataque).
  • 253. FUNDAMENTOS Os fundamentos básicos do voleibol são cinco: saque, ataque, bloqueio, levantamento e recepção. Esses fundamentos são técnicas que começaram a ser executados nos jogos e acabaram se tornando uma prática do vôlei.
  • 254. FUNDAMENTOS Saque O saque é considerado o primeiro ataque, porque é o fundamento que dá início ao jogo ou ao rally - que compreende o momento em que o árbitro apita até a marcação de um ponto. Para executar um saque, o sacador segura a bola com uma mão e com a outra bate nela para a lançar por cima da rede em direção à quadra adversária.
  • 255. FUNDAMENTOS Ataque O ataque é o fundamento que geralmente finaliza um rally. Existem vários tipos de ataque: ataque de bola alta nas extremidades, ataque de bola rápida nas extremidades, ataque de bola rápida no meio, ataque de fundo da quadra, ataque de meio.