SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Colonialismo,
Racismo e
Descolonização
Colonialismo
Fruto da Revolução Industrial europeia e que
teve como consequência a ocupação militar e
política de quase toda a África e grande parte
da Ásia;
Corresponde a um período de perda da
hegemonia britânica no comércio internacional;
O desenvolvimento industrial e tecnológico
francês e alemão levaram ao que se chama
“Partilha da África”.
Foi facilitada ainda pela decadência dos Estados
asiáticos e africanos, como a desagregação dos
principados indianos, das províncias turcas e
também dos impérios e reinos africanos;
Grande oferta de recursos naturais, mão de
obra disponível e possibilidades de lucros sem
precedentes;
Imposição de salários baixíssimos, inferiores ao
nível necessário de subsistência;
Formas de Colonização:
 A concorrência acirrada das potências
na disputa colonial impôs, de modo
geral, o uso da força para o domínio do
território;
 Caberia ao Estado colonizador prover
as colônias de infraestrutura econômica
e política.
Colônia de Povoamento
Uma minoria europeia assume o total controle político
e constitui a camada dominante, beneficia-se de força de
trabalho a preço irrisório, bem como da manutenção de
preços elevados, garantindo lucros. Além disso,
constituem uma camada de “pequenos brancos” que
adquirem privilégios, tendo o racismo como suporte
político;
Os colonos, reivindicam maior participação política,
embora restrita aos brancos (Ex.: África do Sul e
Zimbábue).
Colônia de Exploração
A presença do colonizador se manifesta por meio de forte
presença militar e de uma estrutura dominante aparente, de cúpula,
associada ou não à uma elite local;
Na “administração indireta”, a classe dominante africana perde sua
autonomia política e econômica, pois se mantém no poder através
de acordos com as elites colonizadoras, porém apenas cumprindo
os deveres burocráticos como a cobrança de impostos;
Na “administração direta”, as forças coloniais exercem sua
autoridade diretamente sobre a população;
O processo de descolonização nasce, portanto, do
descontentamento e das pressões políticas exercidas, sob a forma
de guerras de independência (Argélia, Angola, Moçambique) ou
através da transição para minorias brancas.
As estruturas econômicas
A economia é controlada pela metrópole que a põe ao abrigo
da concorrência com outras potências capitalistas;
Houve uma desestruturação dos modos de produção existentes,
obrigando o camponês a sair de sua economia tradicional e
vender a força de trabalho, para que obtenha a quantia para o
pagamento dos impostos a que foi submetido à força;
O trabalho forçado também fez parte deste domínio europeu,
tanto na produção economia exportadora, como nas obras de
infraestrutura;
Uma economia essencialmente destruidora de recursos naturais
e humanos.
Ideologias do Colonialismo:
 Imposição da cultura eurocêntrica baseada na
justificativa científica das Ciências Sociais através do
evolucionismo e do funcionalismo;
 Evolucionismo: sobrevivência mantida na
competitividade pela vida, em que o mais forte e
melhor adaptado sobrevive (Darwinismo Social);
 Funcionalismo: justificativa teórica para legitimar a
dizimação e o domínio sobre as populações e
estruturas autóctones para o processo de
colonização a partir da compreensão destas
sociedades.
Racismo
“Não há colonialismo sem racismo!”
 Recursos ideológicos usados pelos colonizadores para legitimar o
domínio sobre os povos colonizados;
 O racismo, como teoria elaborada, é fruto da ciência europeia a serviço
da dominação sobre outros povos e territórios e que não existia, em
termos étnicos, antes do século XVI quando se procurou justificar a
utilização dos africanos na escravidão sob o mito da inferioridade racial;
 Procura-se descobrir e pôr em evidência diferenças reais ou imaginárias
em proveito do colonizador e depreciando o colonizado;
 O propósito disto foi (é, ainda hoje) pretender transformar diferenças
culturais em diferenças genéticas imutáveis;
 Há ainda o “colonizado-amigo” ou o racismo “velado”, na sociedade
atual.
É possível acabar com o racismo?
É preciso mais do que negar as diferenças, mas sim
assumi-las e verificar que o preconceito e as diferenças
culturais são históricas, portanto, construídas e passíveis
de serem modificadas;
As lutas pelo fim do racismo vem sendo desempenhada
pelas próprias vítimas, ou minorias em qualquer parte
do mundo.
A Descolonização
Deu-se com o aprofundamento da autonomia das colônias, através
de lutas pela libertação nacional ou pela concessão dos
colonizadores sob manobras estratégicas;
Formação de uma intelligentsia asiática e africana que passou a
organizar os processos de reivindicações e lutas contra o poder
colonial;
Infelizmente, em alguns casos, esta camada de idealizadores da
autonomia africana, acabou se tornando a nova elite que atende os
interesses europeus;
A ideologia de “autogoverno” garantiu que os brancos, mesmo “ex-
colonos” se mantivessem no comando político do país.
As ideologias na luta anticolonial
Associações que surgiram na luta contra o domínio
colonial e que ganharam repercussão continental
(Asiatismo e Pan-africanismo), por conta da atuação na
unificação e solidariedade racial e cultural (Negritude),
ou como suporte político mundial intercontinental
(afro-asiatismo).
Asiatismo
 O domínio europeu sobre a Ásia também gerou
divergências sociais;
 A vitória japonesa sobre a Rússia em 1905, mostrou a
possibilidade de derrota europeia frente as lutas
anticoloniais.
Pan-africanismo
 Não nasceu na África, mas surgiu de um sentimento de solidariedade e
consciência de uma origem comum entre os negros das Antilhas e dos
Estados Unidos contra a segregação racial de que eram vítimas;
 Chegou a formar dois processo diferenciados: 1) condicionava a
possibilidade de igualdade racial à melhoria da situação dos negros, o 2)
defendia a ideia de um “sionismo negro” com o retorno dos negros ao
continente africano;
 Nasceram ainda os Congressos Pan-Africanos (cinco ao todo) que
defendiam a maior mobilização da população junto aos movimentos de
libertação, pelo fim do racismo e de todo povo dirigir o seu próprio
destino sema a interferência da dominação imperialista;
Negritude
A negritude definiu a expressão cultural do Pan-africanismo na busca
por uma identidade e meios de contestação à dominação estrangeira;
Define-se bem nas palavras de Léopold S. Senhghor:
“[...] a negritude é um fato: uma cultura. É o conjunto dos valores –
econômicos e políticos, intelectuais e morais, artísticos e sociais –
não somente dos povos da África Negra, mas também das minorias
negras da América [...]. É, em suma, [...] assumir os valores da
civilização do mundo negro [...]”
Afro-asiatismo
Objetivava a luta conjunta contra o colonialismo e o
racismo, defendendo ainda o neutralismo em relação à
política bipolar da Guerra Fria;
Manifestava-se por dentro das assembleias da ONU e
organizou a importante Conferência de Bandung (1955)
pela paz e promoção social da igualdade dos direitos
contribuindo substancialmente para o processo de
Descolonização Afro-Asiática.
“Ninguém é do tamanho que
se vê. Mas, do tamanho do
sonho que se tem.”
Carlos Drummond de Andrade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Conflitos armados no mundo I
Conflitos armados no mundo IConflitos armados no mundo I
Conflitos armados no mundo I
 
Geopolítica dos conflitos AFRICA
Geopolítica dos conflitos AFRICAGeopolítica dos conflitos AFRICA
Geopolítica dos conflitos AFRICA
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
Quilombos orig.
Quilombos  orig.Quilombos  orig.
Quilombos orig.
 
Estrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no BrasilEstrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no Brasil
 
Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
01 geopolítica
01 geopolítica01 geopolítica
01 geopolítica
 
BRICS
BRICSBRICS
BRICS
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
 
Direitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadaniaDireitos humanos e cidadania
Direitos humanos e cidadania
 
ÁFRICA
ÁFRICAÁFRICA
ÁFRICA
 
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos RefugiadosProcessos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
 
Conflitos no oriente médio
Conflitos no oriente médioConflitos no oriente médio
Conflitos no oriente médio
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
 
Índios brasileiros
Índios brasileirosÍndios brasileiros
Índios brasileiros
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
Migrações, nacionalismo e xenofobia
Migrações, nacionalismo e xenofobiaMigrações, nacionalismo e xenofobia
Migrações, nacionalismo e xenofobia
 

Destaque

Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereira
Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereiraColonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereira
Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereiraveiga de almeida
 
Guerra ao Terror
Guerra ao TerrorGuerra ao Terror
Guerra ao Terroreiprofessor
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem Mundialeiprofessor
 
A Invenção do Oriente Médio
A Invenção do Oriente MédioA Invenção do Oriente Médio
A Invenção do Oriente Médioeiprofessor
 
Invasões Estrangeiras e Expansão Territorial
Invasões Estrangeiras e Expansão TerritorialInvasões Estrangeiras e Expansão Territorial
Invasões Estrangeiras e Expansão Territorialeiprofessor
 
Governos Populistas
Governos PopulistasGovernos Populistas
Governos Populistaseiprofessor
 
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste AsiáticoAs Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiáticoeiprofessor
 
II Reinado - Decadência (parte final)
II Reinado - Decadência (parte final)II Reinado - Decadência (parte final)
II Reinado - Decadência (parte final)eiprofessor
 
Sociedades na História da Humanidade
Sociedades na História da HumanidadeSociedades na História da Humanidade
Sociedades na História da HumanidadeJosé Augusto Fiorin
 
Primavera Árabe
Primavera ÁrabePrimavera Árabe
Primavera Árabeeiprofessor
 
Oriente proximo evolucao_historica e geopolitica
Oriente proximo evolucao_historica e geopoliticaOriente proximo evolucao_historica e geopolitica
Oriente proximo evolucao_historica e geopoliticaGisele Finatti Baraglio
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesaeiprofessor
 
Revolucão Francesa
Revolucão FrancesaRevolucão Francesa
Revolucão Francesaeiprofessor
 
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no BrasilDa Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasileiprofessor
 
História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)eiprofessor
 
II Reinado - Política Externa (parte 3)
II Reinado - Política Externa (parte 3)II Reinado - Política Externa (parte 3)
II Reinado - Política Externa (parte 3)eiprofessor
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociaiseiprofessor
 

Destaque (20)

Oficina sobre Racismo e Cotas Raciais
Oficina sobre Racismo e Cotas RaciaisOficina sobre Racismo e Cotas Raciais
Oficina sobre Racismo e Cotas Raciais
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereira
Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereiraColonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereira
Colonialismo, racismo, descolonização josé maria nunes pereira
 
Guerra ao Terror
Guerra ao TerrorGuerra ao Terror
Guerra ao Terror
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem Mundial
 
A Invenção do Oriente Médio
A Invenção do Oriente MédioA Invenção do Oriente Médio
A Invenção do Oriente Médio
 
Invasões Estrangeiras e Expansão Territorial
Invasões Estrangeiras e Expansão TerritorialInvasões Estrangeiras e Expansão Territorial
Invasões Estrangeiras e Expansão Territorial
 
Governos Populistas
Governos PopulistasGovernos Populistas
Governos Populistas
 
Nicaraguan revolution
Nicaraguan revolutionNicaraguan revolution
Nicaraguan revolution
 
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste AsiáticoAs Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
 
II Reinado - Decadência (parte final)
II Reinado - Decadência (parte final)II Reinado - Decadência (parte final)
II Reinado - Decadência (parte final)
 
Sociedades na História da Humanidade
Sociedades na História da HumanidadeSociedades na História da Humanidade
Sociedades na História da Humanidade
 
Primavera Árabe
Primavera ÁrabePrimavera Árabe
Primavera Árabe
 
Oriente proximo evolucao_historica e geopolitica
Oriente proximo evolucao_historica e geopoliticaOriente proximo evolucao_historica e geopolitica
Oriente proximo evolucao_historica e geopolitica
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Revolucão Francesa
Revolucão FrancesaRevolucão Francesa
Revolucão Francesa
 
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no BrasilDa Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
 
História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)
 
II Reinado - Política Externa (parte 3)
II Reinado - Política Externa (parte 3)II Reinado - Política Externa (parte 3)
II Reinado - Política Externa (parte 3)
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
 

Semelhante a Colonialismo, Racismo e Descolonização: Uma História de Dominação e Luta

A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...Edenilson Morais
 
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latinaColonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latinaPedro Neves
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaMario Filho
 
Anarquismo, racismo e luta de classes
Anarquismo, racismo e luta de classesAnarquismo, racismo e luta de classes
Anarquismo, racismo e luta de classesmoratonoise
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013Profernanda
 
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania   uma trajetória de lutasAbolição e cidadania   uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania uma trajetória de lutasKleyton Skankara
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialRivea Leal
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialRivea Leal
 
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptxTELVANIFRANCODACOSTA
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
ImperialismoAlexia 14
 
Africa Contemporanea
Africa ContemporaneaAfrica Contemporanea
Africa Contemporaneaculturaafro
 
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)GRAZIA TANTA
 
O imperialismo definições
O imperialismo   definiçõesO imperialismo   definições
O imperialismo definiçõeshistoriando
 
Fernandes, florestan [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latina
Fernandes, florestan   [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latinaFernandes, florestan   [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latina
Fernandes, florestan [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latinaDaylson Lima
 
independencia da america latina slide de aula
independencia da america latina slide de aulaindependencia da america latina slide de aula
independencia da america latina slide de aulaMatheusMendona57
 
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismo
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismoColonialismo, neocolonialismo, imperialismo
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismoalinemaiahistoria
 

Semelhante a Colonialismo, Racismo e Descolonização: Uma História de Dominação e Luta (20)

A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...
 
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latinaColonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
 
Anarquismo, racismo e luta de classes
Anarquismo, racismo e luta de classesAnarquismo, racismo e luta de classes
Anarquismo, racismo e luta de classes
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013
 
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania   uma trajetória de lutasAbolição e cidadania   uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
 
Brasilidade e áfrica
Brasilidade e áfricaBrasilidade e áfrica
Brasilidade e áfrica
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Aula sobre Imperialismo
Aula sobre ImperialismoAula sobre Imperialismo
Aula sobre Imperialismo
 
Educação
EducaçãoEducação
Educação
 
Africa Contemporanea
Africa ContemporaneaAfrica Contemporanea
Africa Contemporanea
 
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)
Um internacionalismo do século xxi, contra o capitalismo e o nacionalismo (1)
 
O imperialismo definições
O imperialismo   definiçõesO imperialismo   definições
O imperialismo definições
 
Fernandes, florestan [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latina
Fernandes, florestan   [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latinaFernandes, florestan   [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latina
Fernandes, florestan [artigo] padroes-de-dominacao-externa-na-america-latina
 
independencia da america latina slide de aula
independencia da america latina slide de aulaindependencia da america latina slide de aula
independencia da america latina slide de aula
 
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismo
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismoColonialismo, neocolonialismo, imperialismo
Colonialismo, neocolonialismo, imperialismo
 

Mais de eiprofessor

Período Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I ReinadoPeríodo Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I Reinadoeiprofessor
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundialeiprofessor
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russaeiprofessor
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundialeiprofessor
 
República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)eiprofessor
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrialeiprofessor
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônicaeiprofessor
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanholaeiprofessor
 
Revolucão Industrial
Revolucão IndustrialRevolucão Industrial
Revolucão Industrialeiprofessor
 
EUA no século XIX
EUA no século XIXEUA no século XIX
EUA no século XIXeiprofessor
 
República Velha (Oligárquica)
República Velha (Oligárquica)República Velha (Oligárquica)
República Velha (Oligárquica)eiprofessor
 
República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)eiprofessor
 
Independência das 13 Colônias Inglesas na América
Independência das 13 Colônias Inglesas na AméricaIndependência das 13 Colônias Inglesas na América
Independência das 13 Colônias Inglesas na Américaeiprofessor
 
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)eiprofessor
 
República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)eiprofessor
 
Revolucao Inglesa e Iluminismo
Revolucao Inglesa e IluminismoRevolucao Inglesa e Iluminismo
Revolucao Inglesa e Iluminismoeiprofessor
 

Mais de eiprofessor (20)

Período Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I ReinadoPeríodo Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I Reinado
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Revolucão Industrial
Revolucão IndustrialRevolucão Industrial
Revolucão Industrial
 
EUA no século XIX
EUA no século XIXEUA no século XIX
EUA no século XIX
 
República Velha (Oligárquica)
República Velha (Oligárquica)República Velha (Oligárquica)
República Velha (Oligárquica)
 
República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)
 
Independência das 13 Colônias Inglesas na América
Independência das 13 Colônias Inglesas na AméricaIndependência das 13 Colônias Inglesas na América
Independência das 13 Colônias Inglesas na América
 
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
Sistema Colonial Mercantilista (Exploração e Povoamento)
 
República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)República Velha (Espadas)
República Velha (Espadas)
 
Revolucao Inglesa e Iluminismo
Revolucao Inglesa e IluminismoRevolucao Inglesa e Iluminismo
Revolucao Inglesa e Iluminismo
 

Colonialismo, Racismo e Descolonização: Uma História de Dominação e Luta

  • 2. Colonialismo Fruto da Revolução Industrial europeia e que teve como consequência a ocupação militar e política de quase toda a África e grande parte da Ásia; Corresponde a um período de perda da hegemonia britânica no comércio internacional; O desenvolvimento industrial e tecnológico francês e alemão levaram ao que se chama “Partilha da África”.
  • 3. Foi facilitada ainda pela decadência dos Estados asiáticos e africanos, como a desagregação dos principados indianos, das províncias turcas e também dos impérios e reinos africanos; Grande oferta de recursos naturais, mão de obra disponível e possibilidades de lucros sem precedentes; Imposição de salários baixíssimos, inferiores ao nível necessário de subsistência;
  • 4. Formas de Colonização:  A concorrência acirrada das potências na disputa colonial impôs, de modo geral, o uso da força para o domínio do território;  Caberia ao Estado colonizador prover as colônias de infraestrutura econômica e política.
  • 5. Colônia de Povoamento Uma minoria europeia assume o total controle político e constitui a camada dominante, beneficia-se de força de trabalho a preço irrisório, bem como da manutenção de preços elevados, garantindo lucros. Além disso, constituem uma camada de “pequenos brancos” que adquirem privilégios, tendo o racismo como suporte político; Os colonos, reivindicam maior participação política, embora restrita aos brancos (Ex.: África do Sul e Zimbábue).
  • 6. Colônia de Exploração A presença do colonizador se manifesta por meio de forte presença militar e de uma estrutura dominante aparente, de cúpula, associada ou não à uma elite local; Na “administração indireta”, a classe dominante africana perde sua autonomia política e econômica, pois se mantém no poder através de acordos com as elites colonizadoras, porém apenas cumprindo os deveres burocráticos como a cobrança de impostos; Na “administração direta”, as forças coloniais exercem sua autoridade diretamente sobre a população; O processo de descolonização nasce, portanto, do descontentamento e das pressões políticas exercidas, sob a forma de guerras de independência (Argélia, Angola, Moçambique) ou através da transição para minorias brancas.
  • 7. As estruturas econômicas A economia é controlada pela metrópole que a põe ao abrigo da concorrência com outras potências capitalistas; Houve uma desestruturação dos modos de produção existentes, obrigando o camponês a sair de sua economia tradicional e vender a força de trabalho, para que obtenha a quantia para o pagamento dos impostos a que foi submetido à força; O trabalho forçado também fez parte deste domínio europeu, tanto na produção economia exportadora, como nas obras de infraestrutura; Uma economia essencialmente destruidora de recursos naturais e humanos.
  • 8. Ideologias do Colonialismo:  Imposição da cultura eurocêntrica baseada na justificativa científica das Ciências Sociais através do evolucionismo e do funcionalismo;  Evolucionismo: sobrevivência mantida na competitividade pela vida, em que o mais forte e melhor adaptado sobrevive (Darwinismo Social);  Funcionalismo: justificativa teórica para legitimar a dizimação e o domínio sobre as populações e estruturas autóctones para o processo de colonização a partir da compreensão destas sociedades.
  • 9. Racismo “Não há colonialismo sem racismo!”  Recursos ideológicos usados pelos colonizadores para legitimar o domínio sobre os povos colonizados;  O racismo, como teoria elaborada, é fruto da ciência europeia a serviço da dominação sobre outros povos e territórios e que não existia, em termos étnicos, antes do século XVI quando se procurou justificar a utilização dos africanos na escravidão sob o mito da inferioridade racial;  Procura-se descobrir e pôr em evidência diferenças reais ou imaginárias em proveito do colonizador e depreciando o colonizado;  O propósito disto foi (é, ainda hoje) pretender transformar diferenças culturais em diferenças genéticas imutáveis;  Há ainda o “colonizado-amigo” ou o racismo “velado”, na sociedade atual.
  • 10. É possível acabar com o racismo? É preciso mais do que negar as diferenças, mas sim assumi-las e verificar que o preconceito e as diferenças culturais são históricas, portanto, construídas e passíveis de serem modificadas; As lutas pelo fim do racismo vem sendo desempenhada pelas próprias vítimas, ou minorias em qualquer parte do mundo.
  • 11. A Descolonização Deu-se com o aprofundamento da autonomia das colônias, através de lutas pela libertação nacional ou pela concessão dos colonizadores sob manobras estratégicas; Formação de uma intelligentsia asiática e africana que passou a organizar os processos de reivindicações e lutas contra o poder colonial; Infelizmente, em alguns casos, esta camada de idealizadores da autonomia africana, acabou se tornando a nova elite que atende os interesses europeus; A ideologia de “autogoverno” garantiu que os brancos, mesmo “ex- colonos” se mantivessem no comando político do país.
  • 12. As ideologias na luta anticolonial Associações que surgiram na luta contra o domínio colonial e que ganharam repercussão continental (Asiatismo e Pan-africanismo), por conta da atuação na unificação e solidariedade racial e cultural (Negritude), ou como suporte político mundial intercontinental (afro-asiatismo).
  • 13. Asiatismo  O domínio europeu sobre a Ásia também gerou divergências sociais;  A vitória japonesa sobre a Rússia em 1905, mostrou a possibilidade de derrota europeia frente as lutas anticoloniais.
  • 14. Pan-africanismo  Não nasceu na África, mas surgiu de um sentimento de solidariedade e consciência de uma origem comum entre os negros das Antilhas e dos Estados Unidos contra a segregação racial de que eram vítimas;  Chegou a formar dois processo diferenciados: 1) condicionava a possibilidade de igualdade racial à melhoria da situação dos negros, o 2) defendia a ideia de um “sionismo negro” com o retorno dos negros ao continente africano;  Nasceram ainda os Congressos Pan-Africanos (cinco ao todo) que defendiam a maior mobilização da população junto aos movimentos de libertação, pelo fim do racismo e de todo povo dirigir o seu próprio destino sema a interferência da dominação imperialista;
  • 15. Negritude A negritude definiu a expressão cultural do Pan-africanismo na busca por uma identidade e meios de contestação à dominação estrangeira; Define-se bem nas palavras de Léopold S. Senhghor: “[...] a negritude é um fato: uma cultura. É o conjunto dos valores – econômicos e políticos, intelectuais e morais, artísticos e sociais – não somente dos povos da África Negra, mas também das minorias negras da América [...]. É, em suma, [...] assumir os valores da civilização do mundo negro [...]”
  • 16. Afro-asiatismo Objetivava a luta conjunta contra o colonialismo e o racismo, defendendo ainda o neutralismo em relação à política bipolar da Guerra Fria; Manifestava-se por dentro das assembleias da ONU e organizou a importante Conferência de Bandung (1955) pela paz e promoção social da igualdade dos direitos contribuindo substancialmente para o processo de Descolonização Afro-Asiática.
  • 17. “Ninguém é do tamanho que se vê. Mas, do tamanho do sonho que se tem.” Carlos Drummond de Andrade