SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Causas da Guerra do Paraguai
 Insatisfação da Inglaterra com o crescimento
econômico do Paraguai;
 Política expansionista de Solano Lopez;
 Visando a província de Mato Grosso, o ditador
paraguaio aproveitou-se da fraca defesa brasileira
naquela região para invadi-la e conquistá-la.
 Seu próximo alvo foi o Rio Grande do Sul, mas,
para atingi-lo, necessitava passar pela Argentina.
Então, invadiu e tomou Corrientes,
província Argentina.
Início do conflito
 A guerra teve início em novembro de 1864, quando
um navio brasileiro foi aprisionado pelos paraguaios
no rio Paraguai.
 Em 1 de maio de 1865, Brasil,Argentina e Uruguai
selam um acordo para enfrentar o Paraguai. Contam
com a ajuda da Inglaterra.
 Em 11 de junho de 1865 ocorreu um dos principais
enfrentamentos da guerra, a Batalha de Riachuelo. A
vitória brasileira neste enfrentamento naval foi
determinante para a derrota do Paraguai.
 Em abril de 1866 ocorreu a invasão do Paraguai.
 Em 1869, sob a liderança de Duque de Caxias, os
militares brasileiros chegam a Assunção.
 A guerra terminou em 1870 com a morte de
Francisco Solano Lopes em Cerro Cora.
O Tratado da Tríplice Aliança
 No dia 1°. de maio de 1865, o Brasil, a Argentina e o
Uruguai assinaram, em Buenos Aires, o Tratado da Tríplice
Aliança, contra o Paraguai.
 As forças militares da Tríplice Aliança eram, no início da
guerra, francamente inferiores às do Paraguai, que contava
com mais de 60 mil homens bem treinados e uma
esquadra de 23 vapores e cinco navios apropriados à
navegação fluvial. Sua artilharia possuía cerca de
400 canhões.
 O Brasil achava-se despreparado para entrar em uma
guerra.Apesar de sua imensidão territorial e densidade
populacional, o Brasil tinha um exército mal-organizado e
muito pequeno. E, na verdade, tal situação era reflexo da
organização escravista da sociedade, que, marginalizando a
população livre não proprietária, dificultava a formação de
um exército com senso de responsabilidade, disciplina e
patriotismo.
Motivos da participação da
Inglaterra
 Antes da guerra, o Paraguai era uma potência
econômica na América do Sul.Além disso, era um
país independente das nações européias. Para a
Inglaterra, este país era um exemplo que não
deveria ser seguido pelos demais países latino-
americanos, que eram totalmente dependentes do
império inglês. Foi por isso, que os ingleses ficaram
ao lado dos países da Tríplice Aliança, emprestando
dinheiro e oferecendo apoio militar. Era
interessante para a Inglaterra enfraquecer e
eliminar um exemplo de sucesso e independência
na América Latina.
O Fim da Guerra
 O Brasil venceu a batalha de Cerro Corá em 1870, após
cinco anos de luta e o pior: 2/3 da população paraguaia
morreram e o território desse país foi dividido à
Argentina e ao Brasil. A Guerra teve um custo alto para
o Brasil, o exército imperial de D. Pedro perdeu
dinheiro, soldados e consequentemente o prestígio com
os militares (cada vez mais adeptos do ideal da
República) e a sociedade.
Consequências
 Nesta guerra morreram cerca de 300 mil pessoas (civis e
militares);
 Cerca de 70% da população paraguaia morreu na guerra;
 A indústria paraguaia foi destruída e a economia ficou
totalmente comprometida;
 A Inglaterra, que apoiou a Tríplice Aliança, aumentou sua
influência na região.
 Embora tenha saído vitorioso, o Brasil também teve
grandes prejuízos financeiros com o conflito. Os elevados
gastos da guerra foram custeados com empréstimos
estrangeiros
 Com a guerra, o exército brasileiro ficou fortalecido no
aspecto bélico, pois ganhou experiência e passou por um
processo de modernização. Houve também um
importante fortalecimento institucional.
Consequências
 Do ponto de vista político, o exército também saiu
fortalecido e passou a ser uma importante força no
cenário político nacional.
 A popularidade de D. Pedro II caiu e a oposição
aumentou com os movimentos abolicionistas e
republicanos ganhando as ruas. Estava preparado o
terreno para o fim da monarquia.Durante a Guerra
do Paraguai, o Brasil viveu uma política de Conciliação
(entre 1853 e 1868), que consistiu numa alternância
entre liberais e conservadores no poder. Porém
vários fatores, dentre eles, a própria Guerra
contribuíram para o término dessa política.
Conclusão
 Em conclusão, essa Guerra ocorreu devido aos
interesses da Inglaterra em impedir o surgimento de
uma nova potência que poderia prejudica-la tornando-
se sua maior concorrente no mercado de importações
de produtos. O Paraguai para alcançar tal status só
necessitava de obter uma saída para o Oceano
Atlântico, utilizando as estradas dos países vizinhos
para escoamento de seus produtos para o mundo.
 O Paraguai chegou a invadir Mato Grosso
desencadeando o conflito. Os países que se sentiram
ameaçados pelo Paraguai se unirão e formaram a
Tríplice Aliança formada por Uruguai,Argentina e
Brasil.A Inglaterra incentivou a Tríplice Aliança na
guerra contra o Paraguai e prometendo empréstimos
aos países participantes da guerra caso eles
derrotaram o inimigo.
Conclusão
 A Tríplice Aliança venceu a guerra e o mais
beneficiado foi a Inglaterra que continuou a ser
a líder mundial em exportações de produtos, o
Brasil começou a fazer empréstimos com os
ingleses e o Paraguai saiu massacrado.
a guerra do paraguai
a guerra do paraguai

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
henrique.jay
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
Janayna Lira
 

Mais procurados (20)

Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Capitanias hereditárias
Capitanias hereditáriasCapitanias hereditárias
Capitanias hereditárias
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Segundo reinado
Segundo reinadoSegundo reinado
Segundo reinado
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
 
Guerra do Paraguai.
Guerra do Paraguai.Guerra do Paraguai.
Guerra do Paraguai.
 

Destaque (6)

A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
 
Guerra do paraguai
Guerra do paraguaiGuerra do paraguai
Guerra do paraguai
 
Segundo Reinado - Crises
Segundo Reinado - CrisesSegundo Reinado - Crises
Segundo Reinado - Crises
 
Questão Christie
Questão ChristieQuestão Christie
Questão Christie
 
Brasil - Segundo Reinado
Brasil - Segundo ReinadoBrasil - Segundo Reinado
Brasil - Segundo Reinado
 
A crise do segundo reinado
A crise do segundo reinadoA crise do segundo reinado
A crise do segundo reinado
 

Semelhante a a guerra do paraguai

Guerra do paraguai prof edson
Guerra do paraguai prof edsonGuerra do paraguai prof edson
Guerra do paraguai prof edson
Edson Godoy
 
Plano de aula autoria de objeto de
Plano de aula   autoria de objeto dePlano de aula   autoria de objeto de
Plano de aula autoria de objeto de
Semone
 
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula Autor...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula   Autor...C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula   Autor...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula Autor...
Semone
 
Guerra Do Paraguai
Guerra Do ParaguaiGuerra Do Paraguai
Guerra Do Paraguai
ecsette
 
Revoltas Regenciais- farrapos.pdf
Revoltas Regenciais- farrapos.pdfRevoltas Regenciais- farrapos.pdf
Revoltas Regenciais- farrapos.pdf
oobetimm
 

Semelhante a a guerra do paraguai (20)

Guerra do paraguai
Guerra do paraguaiGuerra do paraguai
Guerra do paraguai
 
GUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAIGUERRA DO PARAGUAI
GUERRA DO PARAGUAI
 
Lab info guerra do paraguai
Lab info guerra do paraguaiLab info guerra do paraguai
Lab info guerra do paraguai
 
A guerra do paraguai
A guerra do paraguaiA guerra do paraguai
A guerra do paraguai
 
Politica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguaiPolitica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguai
 
Trabalho de historia impresao
Trabalho de historia impresaoTrabalho de historia impresao
Trabalho de historia impresao
 
Consequencias guerra do parguai
Consequencias guerra do parguaiConsequencias guerra do parguai
Consequencias guerra do parguai
 
Todos contra o paraguai
Todos contra o paraguaiTodos contra o paraguai
Todos contra o paraguai
 
Guerra do paraguai prof edson
Guerra do paraguai prof edsonGuerra do paraguai prof edson
Guerra do paraguai prof edson
 
Plano de aula autoria de objeto de
Plano de aula   autoria de objeto dePlano de aula   autoria de objeto de
Plano de aula autoria de objeto de
 
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula Autor...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula   Autor...C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula   Autor...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Plano De Aula Autor...
 
Segundo Reinado: Política Externa Parte 1.pptx
Segundo Reinado: Política Externa Parte 1.pptxSegundo Reinado: Política Externa Parte 1.pptx
Segundo Reinado: Política Externa Parte 1.pptx
 
Conflito com o Paraguai
Conflito com o ParaguaiConflito com o Paraguai
Conflito com o Paraguai
 
Segundo reinado 8ºano
Segundo reinado 8ºanoSegundo reinado 8ºano
Segundo reinado 8ºano
 
Segundo Reinado - Política Externa
Segundo Reinado - Política ExternaSegundo Reinado - Política Externa
Segundo Reinado - Política Externa
 
Guerra do Paraguai
Guerra do ParaguaiGuerra do Paraguai
Guerra do Paraguai
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
Guerra Do Paraguai
Guerra Do ParaguaiGuerra Do Paraguai
Guerra Do Paraguai
 
Osegundoreinado1840 1889-090925112825-phpapp01
Osegundoreinado1840 1889-090925112825-phpapp01Osegundoreinado1840 1889-090925112825-phpapp01
Osegundoreinado1840 1889-090925112825-phpapp01
 
Revoltas Regenciais- farrapos.pdf
Revoltas Regenciais- farrapos.pdfRevoltas Regenciais- farrapos.pdf
Revoltas Regenciais- farrapos.pdf
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 

a guerra do paraguai

  • 1.
  • 2. Causas da Guerra do Paraguai  Insatisfação da Inglaterra com o crescimento econômico do Paraguai;  Política expansionista de Solano Lopez;  Visando a província de Mato Grosso, o ditador paraguaio aproveitou-se da fraca defesa brasileira naquela região para invadi-la e conquistá-la.  Seu próximo alvo foi o Rio Grande do Sul, mas, para atingi-lo, necessitava passar pela Argentina. Então, invadiu e tomou Corrientes, província Argentina.
  • 3. Início do conflito  A guerra teve início em novembro de 1864, quando um navio brasileiro foi aprisionado pelos paraguaios no rio Paraguai.  Em 1 de maio de 1865, Brasil,Argentina e Uruguai selam um acordo para enfrentar o Paraguai. Contam com a ajuda da Inglaterra.  Em 11 de junho de 1865 ocorreu um dos principais enfrentamentos da guerra, a Batalha de Riachuelo. A vitória brasileira neste enfrentamento naval foi determinante para a derrota do Paraguai.  Em abril de 1866 ocorreu a invasão do Paraguai.  Em 1869, sob a liderança de Duque de Caxias, os militares brasileiros chegam a Assunção.  A guerra terminou em 1870 com a morte de Francisco Solano Lopes em Cerro Cora.
  • 4. O Tratado da Tríplice Aliança  No dia 1°. de maio de 1865, o Brasil, a Argentina e o Uruguai assinaram, em Buenos Aires, o Tratado da Tríplice Aliança, contra o Paraguai.  As forças militares da Tríplice Aliança eram, no início da guerra, francamente inferiores às do Paraguai, que contava com mais de 60 mil homens bem treinados e uma esquadra de 23 vapores e cinco navios apropriados à navegação fluvial. Sua artilharia possuía cerca de 400 canhões.  O Brasil achava-se despreparado para entrar em uma guerra.Apesar de sua imensidão territorial e densidade populacional, o Brasil tinha um exército mal-organizado e muito pequeno. E, na verdade, tal situação era reflexo da organização escravista da sociedade, que, marginalizando a população livre não proprietária, dificultava a formação de um exército com senso de responsabilidade, disciplina e patriotismo.
  • 5. Motivos da participação da Inglaterra  Antes da guerra, o Paraguai era uma potência econômica na América do Sul.Além disso, era um país independente das nações européias. Para a Inglaterra, este país era um exemplo que não deveria ser seguido pelos demais países latino- americanos, que eram totalmente dependentes do império inglês. Foi por isso, que os ingleses ficaram ao lado dos países da Tríplice Aliança, emprestando dinheiro e oferecendo apoio militar. Era interessante para a Inglaterra enfraquecer e eliminar um exemplo de sucesso e independência na América Latina.
  • 6. O Fim da Guerra  O Brasil venceu a batalha de Cerro Corá em 1870, após cinco anos de luta e o pior: 2/3 da população paraguaia morreram e o território desse país foi dividido à Argentina e ao Brasil. A Guerra teve um custo alto para o Brasil, o exército imperial de D. Pedro perdeu dinheiro, soldados e consequentemente o prestígio com os militares (cada vez mais adeptos do ideal da República) e a sociedade.
  • 7. Consequências  Nesta guerra morreram cerca de 300 mil pessoas (civis e militares);  Cerca de 70% da população paraguaia morreu na guerra;  A indústria paraguaia foi destruída e a economia ficou totalmente comprometida;  A Inglaterra, que apoiou a Tríplice Aliança, aumentou sua influência na região.  Embora tenha saído vitorioso, o Brasil também teve grandes prejuízos financeiros com o conflito. Os elevados gastos da guerra foram custeados com empréstimos estrangeiros  Com a guerra, o exército brasileiro ficou fortalecido no aspecto bélico, pois ganhou experiência e passou por um processo de modernização. Houve também um importante fortalecimento institucional.
  • 8. Consequências  Do ponto de vista político, o exército também saiu fortalecido e passou a ser uma importante força no cenário político nacional.  A popularidade de D. Pedro II caiu e a oposição aumentou com os movimentos abolicionistas e republicanos ganhando as ruas. Estava preparado o terreno para o fim da monarquia.Durante a Guerra do Paraguai, o Brasil viveu uma política de Conciliação (entre 1853 e 1868), que consistiu numa alternância entre liberais e conservadores no poder. Porém vários fatores, dentre eles, a própria Guerra contribuíram para o término dessa política.
  • 9. Conclusão  Em conclusão, essa Guerra ocorreu devido aos interesses da Inglaterra em impedir o surgimento de uma nova potência que poderia prejudica-la tornando- se sua maior concorrente no mercado de importações de produtos. O Paraguai para alcançar tal status só necessitava de obter uma saída para o Oceano Atlântico, utilizando as estradas dos países vizinhos para escoamento de seus produtos para o mundo.  O Paraguai chegou a invadir Mato Grosso desencadeando o conflito. Os países que se sentiram ameaçados pelo Paraguai se unirão e formaram a Tríplice Aliança formada por Uruguai,Argentina e Brasil.A Inglaterra incentivou a Tríplice Aliança na guerra contra o Paraguai e prometendo empréstimos aos países participantes da guerra caso eles derrotaram o inimigo.
  • 10. Conclusão  A Tríplice Aliança venceu a guerra e o mais beneficiado foi a Inglaterra que continuou a ser a líder mundial em exportações de produtos, o Brasil começou a fazer empréstimos com os ingleses e o Paraguai saiu massacrado.