SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Imperialismo
   Marco Abreu dos Santos
      marcoabreu@live.com
www.professormarco.wordpress.com
Conceito
Imperialismo foi a disputa entre as
potências capitalistas por colônias ou
áreas de influência na Ásia, África,
América Latina e Oceania para dominação
política, econômica e cultural desses
povos.

É chamado de neocolonialismo para
diferenciar do colonialismo clássico
europeu praticados nos séculos XVI e
XVII.
Fatores que estimularam o
Imperialismo
A)  Busca por mercados produtores de
 matérias-primas (carvão, ferro e
 cobre)      e     consumidores        de
 manufaturados;
B) A descoberta de que as terras
 africanas eram ricas em ouro e
 diamante;
C) Apoio governamental: as grandes
 conquistas eram usadas como propaganda
 dos governos e para despertar o
 “orgulho nacional” entre os cidadãos.
IMPERIALISMO
COLONIALISMO CLÁSSICO
                              NEOCOLONIALISMO
 Contexto: capitalismo     Contexto: 2ª    Revolução
  comercial;                 Industrial e capitalismo
 Dominação a partir das     financeiro;
  conquistas nas Grandes    Dominação a partir de
  Navegações;                conquistas militares e
 Objetivos: obtenção de     superioridade bélica;
  especiarias, produtos     Objetivos: matérias-
  tropicais e metais         primas, mercados, áreas
  preciosos;                 para o excedente de capital
 Liderança do Estado no     e de população;
  processo de conquista     Liderança das empresas
  (Absolutismo)              (Liberalismo econômico)
 Principal área de         Principais áreas de
  ocorrência: Américas       ocorrência: África e Ásia.
Justificativa para o Imperialismo
Ideias  racistas do século XIX;
A missão civilizadora, ou seja, o dever
 dos europeus de levar o progresso e os
 “bons costumes” para os povos
 primitivos da África e da Ásia.
 “As raças superiores têm um direito
 perante as raças inferiores. Há para elas
 um direito porque há um dever para
 elas. As raças superiores têm o dever
 de civilizar as inferiores [...]”.

  Jules Ferry, ministro da França (1832-1893)
Ideias racistas
Darwinismo     social: enfatizava a necessidade
 de levar a inteligência, a sagacidade e a
 superioridade da Europa aos demais povos do
 planeta;
Política de Branqueamento: consistia em
 introduzir europeus entre os habitantes
 mestiços do Brasil para predominar a raça
 branca;
Eugenia: estudar e selecionar os elementos
 que pudessem melhorar ou empobrecer as
 qualidades raciais das futuras gerações, físicas
 ou mentais, eliminando os mais “fracos”.
Eugenia
   Durante a década de 30, uma
   série de exames antropométricos
   foram realizados na Alemanha
   nazista para catalogar
   características físicas da
   população. O célebre eugenista
   Otmar von Verschuer em ação.
Modelos de dominação
Conferência de Berlim
Realizada   na Alemanha em 28 de fevereiro de
 1885;

Objetivo:    evitar a guerra entre os países;

Fixou-se  as fronteiras artificiais dos territórios
 africanos que misturou culturas e povos de
 línguas diferentes e separou povos que tinham
 grande identidade cultural.

Permitiu  a livre navegação e o livro comércio
 nas bacias dos rios Congo e Níger.
Conferência de Berlim




    Conferência de Berlim sobre África
             La question du Congo
              Gravura, E. A. Tilly
     In L'Illustration, Paris 1884, p. 388
Imperialismo na África




Fotografia de Léon Rom (que aparece segurando o rifle) após uma caçada no Congo, no
final do século XIX. Ele foi um soldado belga que se tornou comissário no Congo.

Por que os exploradores belgas matavam elefantes?
Imperialismo na África




Exploração de marfim no Congo belga.
Fonte:
http://www.gutenberg.org/files/14297/14297-h/14297-h.htm
http://www.brazza.culture.fr/fr/missions/societes_concessionnaires_ico1.htm
A África entre os séculos XVI e XIX
Aumento    populacional devido à melhoria
 das técnicas agrícolas e da incorporação de
 plantas americanas, como milho e
 mandioca;
A África entre os séculos XVI e XIX
Imperialismo na África


Em   1880, 10% do território africano
 estava ocupado pelos europeus; em 1990,
 os europeus já tinha se apoderado de 90%
 da África.
Franceses na Argélia
Instalação  de um protetorado em 1830
 e, posteriormente, a tomada do poder no
 país e a submissão da população local;

Em   1908, após reação dos nativos à
 opressão francesa, o Congresso argelino
 suspende a educação para os habitantes
 do país.
Belgas no Congo
Em  1884, o rei Leopoldo II da Bélgica
 apossou-se do Congo e iniciou um
 processo de exploração de mão de obra e
 acúmulo de riquezas provenientes da
 borracha e do marfim.

Em    1908, o missionário batista A. E.
 Scrivener    denunciou   os     horrores
 praticados na colônia.
Belgas no Congo




Amputações, um dos crimes do colonialismo belga no Congo.
Fonte: http://www.lcr-lagauche.be/cm/index.php?option=com_sectionnav&view=article&Itemid=53&id=443

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América EspanholaAulas de História
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanholajoana71
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaIsaquel Silva
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoItalo Colares
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.Privada
 
O processo de descolonização da ásia e da áfrica
O processo de descolonização da ásia e da áfricaO processo de descolonização da ásia e da áfrica
O processo de descolonização da ásia e da áfricaNorma Almeida
 
Revolução russa slide
Revolução russa slideRevolução russa slide
Revolução russa slideIsabel Aguiar
 
Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAPaulo Alexandre
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Friarsaloes
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismoisameucci
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Edenilson Morais
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilFatima Freitas
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joaninodmflores21
 

Mais procurados (20)

Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 
ESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃOESCRAVIDÃO
ESCRAVIDÃO
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
O processo de descolonização da ásia e da áfrica
O processo de descolonização da ásia e da áfricaO processo de descolonização da ásia e da áfrica
O processo de descolonização da ásia e da áfrica
 
Revolução russa slide
Revolução russa slideRevolução russa slide
Revolução russa slide
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUA
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e NeocolonialismoImperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 

Semelhante a Imperialismo

Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialRivea Leal
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialRivea Leal
 
Colonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismoColonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismoborgia
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013Profernanda
 
Aula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defAula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defCarlosNazar1
 
Imperialismo E Colonialismo
Imperialismo E ColonialismoImperialismo E Colonialismo
Imperialismo E Colonialismoluisant
 
Imperialismo e Colonialismo
Imperialismo e ColonialismoImperialismo e Colonialismo
Imperialismo e Colonialismoricardup
 
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdfslide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdfCristiane Pantoja
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo CarlosNazar1
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoCarlosNazar1
 
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)Neocolonialismo e a opressão cultural (2)
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)Andre Lucas
 
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptxTELVANIFRANCODACOSTA
 
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIAL
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIALÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIAL
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIALRenato Carvalho
 
1261612836 colonialismo e_imperialismo
1261612836 colonialismo e_imperialismo1261612836 colonialismo e_imperialismo
1261612836 colonialismo e_imperialismoPelo Siro
 
História - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdfHistória - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdfMariaEdithMaroca
 

Semelhante a Imperialismo (20)

Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Colonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismoColonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismo
 
Aula sobre Imperialismo
Aula sobre ImperialismoAula sobre Imperialismo
Aula sobre Imperialismo
 
Imperialismo 2013
Imperialismo   2013Imperialismo   2013
Imperialismo 2013
 
Aula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defAula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo def
 
Imperialismo E Colonialismo
Imperialismo E ColonialismoImperialismo E Colonialismo
Imperialismo E Colonialismo
 
Imperialismo e Colonialismo
Imperialismo e ColonialismoImperialismo e Colonialismo
Imperialismo e Colonialismo
 
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdfslide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo- Era dos Impérios.
Imperialismo- Era dos Impérios.Imperialismo- Era dos Impérios.
Imperialismo- Era dos Impérios.
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismo
 
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)Neocolonialismo e a opressão cultural (2)
Neocolonialismo e a opressão cultural (2)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
1 Aula 3º ano Imperialismo na África.pptx
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIAL
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIALÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIAL
ÁFRICA: FORMAÇÃO TERRITORIAL
 
1261612836 colonialismo e_imperialismo
1261612836 colonialismo e_imperialismo1261612836 colonialismo e_imperialismo
1261612836 colonialismo e_imperialismo
 
História - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdfHistória - Das cavernas 3.a.pdf
História - Das cavernas 3.a.pdf
 

Mais de Marco Santos

Os refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaOs refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaMarco Santos
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaMarco Santos
 
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiroExtensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiroMarco Santos
 
As cidades e a urbanização
As cidades e a urbanizaçãoAs cidades e a urbanização
As cidades e a urbanizaçãoMarco Santos
 
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...Marco Santos
 
O processo de industrialização
O processo de industrializaçãoO processo de industrialização
O processo de industrializaçãoMarco Santos
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilMarco Santos
 
Representações do espaço geográfico
Representações do espaço geográficoRepresentações do espaço geográfico
Representações do espaço geográficoMarco Santos
 
Geopolítica do Narcotráfico
Geopolítica do NarcotráficoGeopolítica do Narcotráfico
Geopolítica do NarcotráficoMarco Santos
 
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiro
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiroO trabalho e a terra no espaço rural brasileiro
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiroMarco Santos
 
A organização do espaço geográfico na Rússia
A organização do espaço geográfico na RússiaA organização do espaço geográfico na Rússia
A organização do espaço geográfico na RússiaMarco Santos
 
Economia na República Velha
Economia na República VelhaEconomia na República Velha
Economia na República VelhaMarco Santos
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrialMarco Santos
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasilMarco Santos
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasilMarco Santos
 
Regionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundialRegionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundialMarco Santos
 
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na eja
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na ejaDinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na eja
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na ejaMarco Santos
 
A Revanche da Cultura Popular
A Revanche da Cultura PopularA Revanche da Cultura Popular
A Revanche da Cultura PopularMarco Santos
 

Mais de Marco Santos (20)

Terrorismo
TerrorismoTerrorismo
Terrorismo
 
Os refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratóriaOs refugiados e a crise migratória
Os refugiados e a crise migratória
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de Geopolítica
 
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiroExtensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
 
Economia-mundo
Economia-mundoEconomia-mundo
Economia-mundo
 
As cidades e a urbanização
As cidades e a urbanizaçãoAs cidades e a urbanização
As cidades e a urbanização
 
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
Categorias de Análise da Geografia - Espaço Geográfico, Paisagem, Lugar, Terr...
 
O processo de industrialização
O processo de industrializaçãoO processo de industrialização
O processo de industrialização
 
Estrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do BrasilEstrutura Geológica do Brasil
Estrutura Geológica do Brasil
 
Representações do espaço geográfico
Representações do espaço geográficoRepresentações do espaço geográfico
Representações do espaço geográfico
 
Geopolítica do Narcotráfico
Geopolítica do NarcotráficoGeopolítica do Narcotráfico
Geopolítica do Narcotráfico
 
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiro
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiroO trabalho e a terra no espaço rural brasileiro
O trabalho e a terra no espaço rural brasileiro
 
A organização do espaço geográfico na Rússia
A organização do espaço geográfico na RússiaA organização do espaço geográfico na Rússia
A organização do espaço geográfico na Rússia
 
Economia na República Velha
Economia na República VelhaEconomia na República Velha
Economia na República Velha
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasil
 
Regionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundialRegionalização do espaço geográfico mundial
Regionalização do espaço geográfico mundial
 
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na eja
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na ejaDinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na eja
Dinamica de trabalhos_em_grupo_e_pesquisa na eja
 
A Revanche da Cultura Popular
A Revanche da Cultura PopularA Revanche da Cultura Popular
A Revanche da Cultura Popular
 

Último

QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 

Imperialismo

  • 1. Imperialismo Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com
  • 2.
  • 3. Conceito Imperialismo foi a disputa entre as potências capitalistas por colônias ou áreas de influência na Ásia, África, América Latina e Oceania para dominação política, econômica e cultural desses povos. É chamado de neocolonialismo para diferenciar do colonialismo clássico europeu praticados nos séculos XVI e XVII.
  • 4. Fatores que estimularam o Imperialismo A) Busca por mercados produtores de matérias-primas (carvão, ferro e cobre) e consumidores de manufaturados; B) A descoberta de que as terras africanas eram ricas em ouro e diamante; C) Apoio governamental: as grandes conquistas eram usadas como propaganda dos governos e para despertar o “orgulho nacional” entre os cidadãos.
  • 5. IMPERIALISMO COLONIALISMO CLÁSSICO NEOCOLONIALISMO  Contexto: capitalismo  Contexto: 2ª Revolução comercial; Industrial e capitalismo  Dominação a partir das financeiro; conquistas nas Grandes  Dominação a partir de Navegações; conquistas militares e  Objetivos: obtenção de superioridade bélica; especiarias, produtos  Objetivos: matérias- tropicais e metais primas, mercados, áreas preciosos; para o excedente de capital  Liderança do Estado no e de população; processo de conquista  Liderança das empresas (Absolutismo) (Liberalismo econômico)  Principal área de  Principais áreas de ocorrência: Américas ocorrência: África e Ásia.
  • 6. Justificativa para o Imperialismo Ideias racistas do século XIX; A missão civilizadora, ou seja, o dever dos europeus de levar o progresso e os “bons costumes” para os povos primitivos da África e da Ásia. “As raças superiores têm um direito perante as raças inferiores. Há para elas um direito porque há um dever para elas. As raças superiores têm o dever de civilizar as inferiores [...]”. Jules Ferry, ministro da França (1832-1893)
  • 7. Ideias racistas Darwinismo social: enfatizava a necessidade de levar a inteligência, a sagacidade e a superioridade da Europa aos demais povos do planeta; Política de Branqueamento: consistia em introduzir europeus entre os habitantes mestiços do Brasil para predominar a raça branca; Eugenia: estudar e selecionar os elementos que pudessem melhorar ou empobrecer as qualidades raciais das futuras gerações, físicas ou mentais, eliminando os mais “fracos”.
  • 8. Eugenia Durante a década de 30, uma série de exames antropométricos foram realizados na Alemanha nazista para catalogar características físicas da população. O célebre eugenista Otmar von Verschuer em ação.
  • 10. Conferência de Berlim Realizada na Alemanha em 28 de fevereiro de 1885; Objetivo: evitar a guerra entre os países; Fixou-se as fronteiras artificiais dos territórios africanos que misturou culturas e povos de línguas diferentes e separou povos que tinham grande identidade cultural. Permitiu a livre navegação e o livro comércio nas bacias dos rios Congo e Níger.
  • 11. Conferência de Berlim Conferência de Berlim sobre África La question du Congo Gravura, E. A. Tilly In L'Illustration, Paris 1884, p. 388
  • 12.
  • 13. Imperialismo na África Fotografia de Léon Rom (que aparece segurando o rifle) após uma caçada no Congo, no final do século XIX. Ele foi um soldado belga que se tornou comissário no Congo. Por que os exploradores belgas matavam elefantes?
  • 14. Imperialismo na África Exploração de marfim no Congo belga. Fonte: http://www.gutenberg.org/files/14297/14297-h/14297-h.htm http://www.brazza.culture.fr/fr/missions/societes_concessionnaires_ico1.htm
  • 15. A África entre os séculos XVI e XIX Aumento populacional devido à melhoria das técnicas agrícolas e da incorporação de plantas americanas, como milho e mandioca;
  • 16. A África entre os séculos XVI e XIX
  • 17. Imperialismo na África Em 1880, 10% do território africano estava ocupado pelos europeus; em 1990, os europeus já tinha se apoderado de 90% da África.
  • 18. Franceses na Argélia Instalação de um protetorado em 1830 e, posteriormente, a tomada do poder no país e a submissão da população local; Em 1908, após reação dos nativos à opressão francesa, o Congresso argelino suspende a educação para os habitantes do país.
  • 19. Belgas no Congo Em 1884, o rei Leopoldo II da Bélgica apossou-se do Congo e iniciou um processo de exploração de mão de obra e acúmulo de riquezas provenientes da borracha e do marfim. Em 1908, o missionário batista A. E. Scrivener denunciou os horrores praticados na colônia.
  • 20. Belgas no Congo Amputações, um dos crimes do colonialismo belga no Congo. Fonte: http://www.lcr-lagauche.be/cm/index.php?option=com_sectionnav&view=article&Itemid=53&id=443