SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
JUVENIS DE ALTO RENDIMENTO DA MODALIDADE PUNHOBOL
Introdução: O punhobol é um esporte coletivo de resistência anaeróbia, caracterizado por
movimentos explosivos e de velocidade. Parâmetros da composição corporal se justificam para
o desenvolvimento de avaliações conforme a especificidade do esporte. Estudos de aspectos
relacionados à dimensão, proporção, composição e maturação humanas evidenciaram
estreitas relações entre formas e proporções com o movimento humano. A descrição e
conhecimento das variáveis antropométricas e de composição corporal conforme a
especificidade da modalidade esportiva pode ser considerada importante variável para melhora
do desempenho esportivo.
Objetivo: Assim, o objetivo do estudo foi analisar as características de composição corporal em
atletas de punhobol.
Materiais e métodos: Participaram do estudo 16 atletas com 16,54 ± 1,29 anos de idade, do
sexo feminino, participantes de uma seletiva nacional de punhobol no inicio do ano de 2010.
Mensurou-se as seguintes medidas antropométricas: circunferências (cm) de braços relaxados,
direito (BD) e esquerdo (BE) e braços contraídos direito (BCD) e esquerdo (BCE); antebraços
direito (AD) e esquerdo (AE), coxa medial direita (CMD) e esquerda (CME), coxa proximal
direita (CPD) e esquerda (CPE) e coxa distal direita (CDD) e esquerda (CDE), tórax (T), tórax
inspirado (TI) e tórax expirado (TE), cintura (C), abdominal (AB) e quadril (Q). Mensurou-se as
dobras cutâneas (mm): tricipital (TR), subescapular (SE), peitoral (PT), axilar media (AX),
suprailíaca (SI) e coxa medial (CX). Para o calculo do % G utilizou-se a equação de Slaughter
et al (1998) específica para a faixa etária e sexo estudados. Realizou-se analise estatistica
descritiva por media e desvio padrão.
Resultados
Conclusão: Conclui-se que houve simetria de membros superiores. Assimetria na medida de
coxa media, com maiores valores no membro direito. Elevado %G para atletas desta
modalidade. Esses dados parecem indicar que intervenções estratégicas são necessárias para
promover a diminuição de adiposidade entre as adolescentes atletas do presente estudo.
Renata Garret, Patrick Cardoso de Oliveira, Marcelo R. Ribas, Julio C. Bassan, Keith S. Urbinati
REFERÂNCIAS
HEYWARD, VH, STOLARCZYK, LM. Avaliação física e prescrição de exercício: técnicas avançadas. Porto Alegre: Artmed, 2004. 312 p. ISBN 85-363-0412-x
SLAUGHTER, M. H. et al. Skinfold equations for estimation of body fatness in children and youth. Human Biology. Gols, 1988, p.709-723
Laboratório de Bioquímica e Fisiologia do Exercício Físico. Faculdade Dom Bosco, Paraná, Brasil.
Departamento de Educação Física. UTFPR, Brasil.
Contato: keith_sato@hotmail.com; www,domfisiologia.blogspot.com
Variáveis Media, dp
%G 24,73 ± 6,72
Dobras Cutâneas
TR 17,05 ± 5,20
SE 13,18 ± 5,52
PT 10,02 ± 2,91
AX 11,93 ± 6,52
SI 10,04 ± 6,38
CX 27,26 ± 5,15
Circunferências Media, dp
Direito Esquerdo
Braco contraído 27,74 ± 2,28 27,24 ± 2,26
Braco relaxado 26,16 ± 2,46 25,76 ± 2,29
antebraços 24,25 ± 1,59 23,53 ± 1,60
Coxa medial 51,19 ± 4,55 47,61 ± 4,31
Coxa proximal 57,68 ± 5,31 57,40 ± 5,43
Coxa distal 45,47 ± 3,38 45,23 ± 4,56
Tórax 87,21 ± 5,36
C. Cintura 69,19 ± 6,89
C. abdominal 77,01 ± 7,60
Quadril 96,84 ± 7,41

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Florr Verasay
 
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...Fernando Farias
 
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovens
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovensEspondilólise e es pondilolistese em ginastas jovens
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovensadrianomedico
 
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesões
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesõesJoelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesões
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesõesmarcelosilveirazero1
 
Rbcm 2000 flexibilidade c_gil
Rbcm 2000 flexibilidade c_gilRbcm 2000 flexibilidade c_gil
Rbcm 2000 flexibilidade c_gilAlexandra Nurhan
 
Espondilolise e espondilolistese
Espondilolise e espondilolisteseEspondilolise e espondilolistese
Espondilolise e espondilolisteseadrianomedico
 
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosA importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosNatalia Aquino
 
Análise do conhecimento de profissionais de Educação Física referente à pres...
Análise do conhecimento de profissionais de  Educação Física referente à pres...Análise do conhecimento de profissionais de  Educação Física referente à pres...
Análise do conhecimento de profissionais de Educação Física referente à pres...Fernando Farias
 
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetiva
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetivaRbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetiva
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetivaAlexandra Nurhan
 
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...Adilson Reis Filho
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento
Metanálise dos efeitos agudos do alongamentoMetanálise dos efeitos agudos do alongamento
Metanálise dos efeitos agudos do alongamentoFernando Farias
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Fernando Farias
 
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...Dra. Welker Fisioterapeuta
 
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...gemusc
 
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...lya Botler
 
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...Fernando Farias
 
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação neuromuscular proprioceti...
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação  neuromuscular proprioceti...Efeito agudo do alongamento estático e facilitação  neuromuscular proprioceti...
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação neuromuscular proprioceti...Fernando Farias
 
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidadeFutsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidadeJose Augusto Leal
 

Mais procurados (20)

Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008
 
0103 0582-rpp-32-03-0223
0103 0582-rpp-32-03-02230103 0582-rpp-32-03-0223
0103 0582-rpp-32-03-0223
 
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...
Comparação da ativação mioelétrica do glúteo máximo e bíceps femoral entre os...
 
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovens
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovensEspondilólise e es pondilolistese em ginastas jovens
Espondilólise e es pondilolistese em ginastas jovens
 
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesões
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesõesJoelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesões
Joelho - Diferenças biomecânicas entre os gêneros x lesões
 
Rbcm 2000 flexibilidade c_gil
Rbcm 2000 flexibilidade c_gilRbcm 2000 flexibilidade c_gil
Rbcm 2000 flexibilidade c_gil
 
Espondilolise e espondilolistese
Espondilolise e espondilolisteseEspondilolise e espondilolistese
Espondilolise e espondilolistese
 
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosA importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
 
Artigo bioterra v16_n1_09
Artigo bioterra v16_n1_09Artigo bioterra v16_n1_09
Artigo bioterra v16_n1_09
 
Análise do conhecimento de profissionais de Educação Física referente à pres...
Análise do conhecimento de profissionais de  Educação Física referente à pres...Análise do conhecimento de profissionais de  Educação Física referente à pres...
Análise do conhecimento de profissionais de Educação Física referente à pres...
 
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetiva
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetivaRbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetiva
Rbcm 2000 flexibilidade e percepçao subjetiva
 
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...
Brazilian journal of biomotricity análise do estado nutricional e força de pr...
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento
Metanálise dos efeitos agudos do alongamentoMetanálise dos efeitos agudos do alongamento
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
 
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...
Comparativo da atividade elétrica do músculo multífido durante o Pilates, sér...
 
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...
Comparação entre dois sistemas de treino de força no desenvolvimento da força...
 
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...
Comparacao das posicoes do osso hioide e das dimensoes das vias aereas da far...
 
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...
Diferença entre intensidade do exercício prescrita por meio do teste TCAR no ...
 
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação neuromuscular proprioceti...
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação  neuromuscular proprioceti...Efeito agudo do alongamento estático e facilitação  neuromuscular proprioceti...
Efeito agudo do alongamento estático e facilitação neuromuscular proprioceti...
 
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidadeFutsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
 

Destaque (8)

Reunião 1
Reunião 1Reunião 1
Reunião 1
 
Festival de pole dance regulamento
Festival de pole dance   regulamentoFestival de pole dance   regulamento
Festival de pole dance regulamento
 
Clase 2 representatividad de una muestra(8)
Clase 2 representatividad de una muestra(8)Clase 2 representatividad de una muestra(8)
Clase 2 representatividad de una muestra(8)
 
Artigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobioArtigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobio
 
Slide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom boscoSlide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom bosco
 
Exercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitenteExercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitente
 
Continuo x intervalado
Continuo x intervaladoContinuo x intervalado
Continuo x intervalado
 
MEDIDAS E AVALIAÇÃO ANTROPOMETRIA
MEDIDAS E AVALIAÇÃO ANTROPOMETRIAMEDIDAS E AVALIAÇÃO ANTROPOMETRIA
MEDIDAS E AVALIAÇÃO ANTROPOMETRIA
 

Semelhante a Composição corporal em atletas de punhobol

Treino com elástico x Força
Treino com elástico x ForçaTreino com elástico x Força
Treino com elástico x ForçaFernando Farias
 
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio MuscularEfeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio MuscularDra. Welker Fisioterapeuta
 
05 artigo original esportiva
05 artigo original esportiva05 artigo original esportiva
05 artigo original esportivadrpl82
 
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...RamonJacopetti1
 
Adesão e Aderência a Musculação.pdf
Adesão e Aderência a Musculação.pdfAdesão e Aderência a Musculação.pdf
Adesão e Aderência a Musculação.pdfFrancisco de Sousa
 
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...Denis Alves
 
Aptidão física em escolares de aracaju
Aptidão física em escolares de aracajuAptidão física em escolares de aracaju
Aptidão física em escolares de aracajuSILVANARAUJO
 
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...walace esron
 
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...Falcão Brasil
 
Artigo atividade física e envelhecimento
Artigo atividade física e envelhecimentoArtigo atividade física e envelhecimento
Artigo atividade física e envelhecimentoEvitom de Sousa
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curta...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento  na realização de corridas curta...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento  na realização de corridas curta...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curta...Fernando Farias
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Fernando Farias
 
Recomendações de Atividade Física no Climatério
Recomendações de Atividade Física no ClimatérioRecomendações de Atividade Física no Climatério
Recomendações de Atividade Física no ClimatérioMaita Araujo
 
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizado
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizadoRelatório tcc lourdes_valdete_normalizado
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizadoLourdes Piedade
 

Semelhante a Composição corporal em atletas de punhobol (20)

Efeito 6 meses jogos adaptados idosos
Efeito 6 meses jogos adaptados idososEfeito 6 meses jogos adaptados idosos
Efeito 6 meses jogos adaptados idosos
 
V15n1a05
V15n1a05V15n1a05
V15n1a05
 
Treino com elástico x Força
Treino com elástico x ForçaTreino com elástico x Força
Treino com elástico x Força
 
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOLANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
 
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio MuscularEfeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
Efeitos do RPG na Correção Postural e Reequilíbrio Muscular
 
05 artigo original esportiva
05 artigo original esportiva05 artigo original esportiva
05 artigo original esportiva
 
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...
Apresentação CONEX - UEPG Natividade - Perfil físico e funcional de idosas da...
 
Adesão e Aderência a Musculação.pdf
Adesão e Aderência a Musculação.pdfAdesão e Aderência a Musculação.pdf
Adesão e Aderência a Musculação.pdf
 
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...
Cargas elevadas de treinamento alteram funções cognitivas em jogadores de fut...
 
Aptidão física em escolares de aracaju
Aptidão física em escolares de aracajuAptidão física em escolares de aracaju
Aptidão física em escolares de aracaju
 
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...
Disertação de MArta 2012 associação entre atividade física e aptidão física c...
 
Santos et al[1]. por - supl varios - 2002
Santos et al[1].   por - supl varios - 2002Santos et al[1].   por - supl varios - 2002
Santos et al[1]. por - supl varios - 2002
 
12
1212
12
 
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...
Comparação do estado nutricional e do nível de condicionamento físico de ofic...
 
Artigo atividade física e envelhecimento
Artigo atividade física e envelhecimentoArtigo atividade física e envelhecimento
Artigo atividade física e envelhecimento
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curta...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento  na realização de corridas curta...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento  na realização de corridas curta...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curta...
 
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
Metanálise dos efeitos agudos do alongamento na realização de corridas curtas...
 
Recomendações de Atividade Física no Climatério
Recomendações de Atividade Física no ClimatérioRecomendações de Atividade Física no Climatério
Recomendações de Atividade Física no Climatério
 
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizado
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizadoRelatório tcc lourdes_valdete_normalizado
Relatório tcc lourdes_valdete_normalizado
 
aptidao morfologica
aptidao morfologicaaptidao morfologica
aptidao morfologica
 

Último

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 

Composição corporal em atletas de punhobol

  • 1. CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS JUVENIS DE ALTO RENDIMENTO DA MODALIDADE PUNHOBOL Introdução: O punhobol é um esporte coletivo de resistência anaeróbia, caracterizado por movimentos explosivos e de velocidade. Parâmetros da composição corporal se justificam para o desenvolvimento de avaliações conforme a especificidade do esporte. Estudos de aspectos relacionados à dimensão, proporção, composição e maturação humanas evidenciaram estreitas relações entre formas e proporções com o movimento humano. A descrição e conhecimento das variáveis antropométricas e de composição corporal conforme a especificidade da modalidade esportiva pode ser considerada importante variável para melhora do desempenho esportivo. Objetivo: Assim, o objetivo do estudo foi analisar as características de composição corporal em atletas de punhobol. Materiais e métodos: Participaram do estudo 16 atletas com 16,54 ± 1,29 anos de idade, do sexo feminino, participantes de uma seletiva nacional de punhobol no inicio do ano de 2010. Mensurou-se as seguintes medidas antropométricas: circunferências (cm) de braços relaxados, direito (BD) e esquerdo (BE) e braços contraídos direito (BCD) e esquerdo (BCE); antebraços direito (AD) e esquerdo (AE), coxa medial direita (CMD) e esquerda (CME), coxa proximal direita (CPD) e esquerda (CPE) e coxa distal direita (CDD) e esquerda (CDE), tórax (T), tórax inspirado (TI) e tórax expirado (TE), cintura (C), abdominal (AB) e quadril (Q). Mensurou-se as dobras cutâneas (mm): tricipital (TR), subescapular (SE), peitoral (PT), axilar media (AX), suprailíaca (SI) e coxa medial (CX). Para o calculo do % G utilizou-se a equação de Slaughter et al (1998) específica para a faixa etária e sexo estudados. Realizou-se analise estatistica descritiva por media e desvio padrão. Resultados Conclusão: Conclui-se que houve simetria de membros superiores. Assimetria na medida de coxa media, com maiores valores no membro direito. Elevado %G para atletas desta modalidade. Esses dados parecem indicar que intervenções estratégicas são necessárias para promover a diminuição de adiposidade entre as adolescentes atletas do presente estudo. Renata Garret, Patrick Cardoso de Oliveira, Marcelo R. Ribas, Julio C. Bassan, Keith S. Urbinati REFERÂNCIAS HEYWARD, VH, STOLARCZYK, LM. Avaliação física e prescrição de exercício: técnicas avançadas. Porto Alegre: Artmed, 2004. 312 p. ISBN 85-363-0412-x SLAUGHTER, M. H. et al. Skinfold equations for estimation of body fatness in children and youth. Human Biology. Gols, 1988, p.709-723 Laboratório de Bioquímica e Fisiologia do Exercício Físico. Faculdade Dom Bosco, Paraná, Brasil. Departamento de Educação Física. UTFPR, Brasil. Contato: keith_sato@hotmail.com; www,domfisiologia.blogspot.com Variáveis Media, dp %G 24,73 ± 6,72 Dobras Cutâneas TR 17,05 ± 5,20 SE 13,18 ± 5,52 PT 10,02 ± 2,91 AX 11,93 ± 6,52 SI 10,04 ± 6,38 CX 27,26 ± 5,15 Circunferências Media, dp Direito Esquerdo Braco contraído 27,74 ± 2,28 27,24 ± 2,26 Braco relaxado 26,16 ± 2,46 25,76 ± 2,29 antebraços 24,25 ± 1,59 23,53 ± 1,60 Coxa medial 51,19 ± 4,55 47,61 ± 4,31 Coxa proximal 57,68 ± 5,31 57,40 ± 5,43 Coxa distal 45,47 ± 3,38 45,23 ± 4,56 Tórax 87,21 ± 5,36 C. Cintura 69,19 ± 6,89 C. abdominal 77,01 ± 7,60 Quadril 96,84 ± 7,41