SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
Revista Portuguesa de Ciências do Desporto
                      (2006).
Larissa Braga, Maria Mello, Fúlvia Manchado, Claudio
                      Gobatto
Objetivo
 Comparar os efeitos de programas de treinamento
 físico contínuo e intermitente e do subsequente
 destreinamento, sobre a gordura corporal e o
 metabolismo glicídico muscular de ratos jovens com
 obesidade induzida por glutamato monossódico
 (MSG).
Metodologia
 Foram utilizados ratos Wistar, recém-
 nascidos, que receberam glutamato
 monossódio (MSG), via subcutânea,
 4mg/g peso corporal, a cada dois dias, nos
 primeiros 14 dias de vida.
 Após   o desmame, foram separados em 3
 grupos:MSG-SED           (sedentário), MSG-CONT
 (treino contínuo = natação, 45 min/dia, 5
 dias/semana, com sobrecarga de 5% p.c. durante 10
 semanas) e MSG-INT (treino intermitente =
 natação, 15 seg de atividade/15 seg de repouso, num
 total de 45min, 5 dias/semana, com sobrecarga de
 15% do peso corporal).
 Como controles foram utilizados ratos que receberam
 solução salina (SAL) separados em 3 grupos: SAL-SED,
 SAL-CONT e SAL-INT. Os animais foram avaliados
 após 12 semanas de treinamento e 8 semanas depois de
 sua interrupção
Resultados
 Os ratos MSG mostraram maiores teores de gordura na
 carcaça que os SAL, comprovando a eficácia da droga
 em causar obesidade. Ambos os protocolos de treino
 foram eficazes em reduzir significativamente o ganho
 de peso dos ratos SAL e MSG bem como a produção
 muscular de lactato dos ratos MSG.
Tabela 1. Ganho de peso (g) e ingestão alimentar média (g/100g dia)
durante os períodos
de treinamento e destreinamento e comprimento corporal (cm) ao final
desses períodos.
Tabela 2. Teores de gordura (g/100g de tecido) na carcaça e peso do
tecido adiposo epididimal (mg/100g de peso corporal) dos ratos após
treinamento físico e subsequente destreinamento
Tabela 3. Captação de glicose (mmol/g.h), oxidação da glicose (mmol/g.h),
síntese de glicogênio (mmol/g.h), produção de
lactato (mmol/g.h) e teor de glicogênio (mg/100mg) em músculo isolado após
treinamento e subseqüente destreinamento.
Discussão
 Ambos os protocolos de treino foram eficazes em
 reduzir significativamente o ganho de peso dos ratos
 SAL e MSG bem como a produção muscular de lactato
 dos ratos MSG. Os efeitos dos dois protocolos foram
 transitórios, uma vez que após o destreinamento os
 benefícios observados foram revertidos.
Fim!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasTreinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasRafael Laurindo
 
Treinamento neuromuscular1
Treinamento neuromuscular1Treinamento neuromuscular1
Treinamento neuromuscular1Junior Ribeiro
 
Creatina quinase
Creatina quinaseCreatina quinase
Creatina quinaseTBQ-RLORC
 
Treinamento esportivo i
Treinamento esportivo iTreinamento esportivo i
Treinamento esportivo iMarcus Prof
 
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e DietaMetabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e DietaDiversas instituições
 
Col influencia anaerobica
Col influencia anaerobicaCol influencia anaerobica
Col influencia anaerobicaBiker Minas
 
2011 souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...
2011   souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...2011   souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...
2011 souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...Douglas Seijum Kohatsu
 
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio Novelli
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio NovelliPlasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio Novelli
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio NovelliClaudio Novelli
 
Adaptações metabólicas agudas ao exercício
Adaptações metabólicas agudas ao exercícioAdaptações metabólicas agudas ao exercício
Adaptações metabólicas agudas ao exercíciowashington carlos vieira
 
Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Florr Verasay
 
Fisiologia do exercício aplicada à estética
Fisiologia do exercício aplicada à estéticaFisiologia do exercício aplicada à estética
Fisiologia do exercício aplicada à estéticawashington carlos vieira
 
treinamento neuromuscular
treinamento neuromusculartreinamento neuromuscular
treinamento neuromuscularClaudio Pereira
 
II convenção01 - Treinamento Físico
II convenção01 - Treinamento FísicoII convenção01 - Treinamento Físico
II convenção01 - Treinamento Físicofabricioboscolo
 
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...Diversas instituições
 
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e Emagrecimento
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e EmagrecimentoMetabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e Emagrecimento
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e EmagrecimentoDiversas instituições
 

Mais procurados (19)

Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasTreinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
 
Treinamento neuromuscular1
Treinamento neuromuscular1Treinamento neuromuscular1
Treinamento neuromuscular1
 
Triathlon
TriathlonTriathlon
Triathlon
 
Creatina quinase
Creatina quinaseCreatina quinase
Creatina quinase
 
Crioterapia e lactato
Crioterapia e lactatoCrioterapia e lactato
Crioterapia e lactato
 
Treinamento esportivo i
Treinamento esportivo iTreinamento esportivo i
Treinamento esportivo i
 
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e DietaMetabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
 
Col influencia anaerobica
Col influencia anaerobicaCol influencia anaerobica
Col influencia anaerobica
 
Preparação orgânica metodos continuos
Preparação orgânica   metodos continuosPreparação orgânica   metodos continuos
Preparação orgânica metodos continuos
 
2011 souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...
2011   souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...2011   souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...
2011 souza et al - variáveis fisiológicas e neuromusculares associadas com ...
 
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio Novelli
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio NovelliPlasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio Novelli
Plasticidade muscular - Aula de pós graduação - Professor Claudio Novelli
 
Adaptações metabólicas agudas ao exercício
Adaptações metabólicas agudas ao exercícioAdaptações metabólicas agudas ao exercício
Adaptações metabólicas agudas ao exercício
 
Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008Balbino lizardo, 2008
Balbino lizardo, 2008
 
Fisiologia do exercício aplicada à estética
Fisiologia do exercício aplicada à estéticaFisiologia do exercício aplicada à estética
Fisiologia do exercício aplicada à estética
 
treinamento neuromuscular
treinamento neuromusculartreinamento neuromuscular
treinamento neuromuscular
 
II convenção01 - Treinamento Físico
II convenção01 - Treinamento FísicoII convenção01 - Treinamento Físico
II convenção01 - Treinamento Físico
 
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...
Metabolismo de Proteínas: Exercício Físico, Dieta e Hipertrofia Muscular Esqu...
 
Resumo footecon09
Resumo footecon09Resumo footecon09
Resumo footecon09
 
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e Emagrecimento
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e EmagrecimentoMetabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e Emagrecimento
Metabolismo de Lipídios: Exercício Físico, Dieta e Emagrecimento
 

Semelhante a Efeitos de treinamento físico contínuo e intermitente sobre a gordura corporal e metabolismo glicídico de ratos obesos

nutricao para hipertrofia
nutricao para hipertrofianutricao para hipertrofia
nutricao para hipertrofiaRooben Roseli
 
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdf
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdfcarboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdf
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdfThaissaAlmeida3
 
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptxManuellaManske
 
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃONUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃOmarcostrainer7
 
Ne aula 1. intro + cho
Ne   aula 1. intro + choNe   aula 1. intro + cho
Ne aula 1. intro + choEric Liberato
 
Necessidades nutricionais
Necessidades nutricionaisNecessidades nutricionais
Necessidades nutricionaisYoan Rodriguez
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularArícia Motta Nutrição
 
Creatina esplosão de musculos
Creatina esplosão de musculosCreatina esplosão de musculos
Creatina esplosão de musculoswaldyr
 
Exercícios para emagrecimento
Exercícios para emagrecimentoExercícios para emagrecimento
Exercícios para emagrecimentoRub Urameshi
 
Recursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação físicaRecursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação físicawashington carlos vieira
 
Revista Bifórmula Informa - Med Esportiva - 2015
Revista Bifórmula  Informa - Med Esportiva - 2015Revista Bifórmula  Informa - Med Esportiva - 2015
Revista Bifórmula Informa - Med Esportiva - 2015Sylvia Ferreira
 

Semelhante a Efeitos de treinamento físico contínuo e intermitente sobre a gordura corporal e metabolismo glicídico de ratos obesos (20)

nutricao para hipertrofia
nutricao para hipertrofianutricao para hipertrofia
nutricao para hipertrofia
 
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdf
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdfcarboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdf
carboidrato exercicio 2019 287 agosto.pdf
 
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx
55019260-Alimentos-antes-durante-e-apos-o-exercicio.ppt.pptx
 
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃONUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
NUTRIÇÃO APLICADA A MUSCULAÇÃO
 
Texto+endurance
Texto+enduranceTexto+endurance
Texto+endurance
 
Ne aula 1. intro + cho
Ne   aula 1. intro + choNe   aula 1. intro + cho
Ne aula 1. intro + cho
 
UNI I. Bioenergética - parte 1.pdf
UNI I. Bioenergética - parte 1.pdfUNI I. Bioenergética - parte 1.pdf
UNI I. Bioenergética - parte 1.pdf
 
Composição corporal
Composição corporalComposição corporal
Composição corporal
 
Nutrição para o triatlon
Nutrição para o triatlonNutrição para o triatlon
Nutrição para o triatlon
 
Necessidades nutricionais
Necessidades nutricionaisNecessidades nutricionais
Necessidades nutricionais
 
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscularEstratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
Estratégias nutricionais para o ganho de massa muscular
 
Creatina esplosão de musculos
Creatina esplosão de musculosCreatina esplosão de musculos
Creatina esplosão de musculos
 
Academia
AcademiaAcademia
Academia
 
Sales et al[1]. por - supl arginina - 2005
Sales et al[1].   por - supl arginina - 2005Sales et al[1].   por - supl arginina - 2005
Sales et al[1]. por - supl arginina - 2005
 
Exercícios para emagrecimento
Exercícios para emagrecimentoExercícios para emagrecimento
Exercícios para emagrecimento
 
Atividades fisicas em academias
Atividades fisicas em academiasAtividades fisicas em academias
Atividades fisicas em academias
 
Recursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação físicaRecursos ergogênicos em educação física
Recursos ergogênicos em educação física
 
nutricao
 nutricao  nutricao
nutricao
 
Revista Bifórmula Informa - Med Esportiva - 2015
Revista Bifórmula  Informa - Med Esportiva - 2015Revista Bifórmula  Informa - Med Esportiva - 2015
Revista Bifórmula Informa - Med Esportiva - 2015
 
Energia o treino todo
Energia o treino todoEnergia o treino todo
Energia o treino todo
 

Mais de Keith Sato Urbinati Urbinati (9)

Festival de pole dance regulamento
Festival de pole dance   regulamentoFestival de pole dance   regulamento
Festival de pole dance regulamento
 
Slide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom boscoSlide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom bosco
 
Artigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobioArtigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobio
 
Exercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitenteExercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitente
 
Reunião 1
Reunião 1Reunião 1
Reunião 1
 
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETASCARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
 
Potencia aerobia e capacidade anaerobia em atletas de judo
Potencia aerobia e capacidade anaerobia em atletas de judoPotencia aerobia e capacidade anaerobia em atletas de judo
Potencia aerobia e capacidade anaerobia em atletas de judo
 
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOLANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
 
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdfPos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
 

Efeitos de treinamento físico contínuo e intermitente sobre a gordura corporal e metabolismo glicídico de ratos obesos

  • 1. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto (2006). Larissa Braga, Maria Mello, Fúlvia Manchado, Claudio Gobatto
  • 2. Objetivo  Comparar os efeitos de programas de treinamento físico contínuo e intermitente e do subsequente destreinamento, sobre a gordura corporal e o metabolismo glicídico muscular de ratos jovens com obesidade induzida por glutamato monossódico (MSG).
  • 3. Metodologia  Foram utilizados ratos Wistar, recém- nascidos, que receberam glutamato monossódio (MSG), via subcutânea, 4mg/g peso corporal, a cada dois dias, nos primeiros 14 dias de vida.
  • 4.  Após o desmame, foram separados em 3 grupos:MSG-SED (sedentário), MSG-CONT (treino contínuo = natação, 45 min/dia, 5 dias/semana, com sobrecarga de 5% p.c. durante 10 semanas) e MSG-INT (treino intermitente = natação, 15 seg de atividade/15 seg de repouso, num total de 45min, 5 dias/semana, com sobrecarga de 15% do peso corporal).
  • 5.  Como controles foram utilizados ratos que receberam solução salina (SAL) separados em 3 grupos: SAL-SED, SAL-CONT e SAL-INT. Os animais foram avaliados após 12 semanas de treinamento e 8 semanas depois de sua interrupção
  • 6. Resultados  Os ratos MSG mostraram maiores teores de gordura na carcaça que os SAL, comprovando a eficácia da droga em causar obesidade. Ambos os protocolos de treino foram eficazes em reduzir significativamente o ganho de peso dos ratos SAL e MSG bem como a produção muscular de lactato dos ratos MSG.
  • 7. Tabela 1. Ganho de peso (g) e ingestão alimentar média (g/100g dia) durante os períodos de treinamento e destreinamento e comprimento corporal (cm) ao final desses períodos.
  • 8.
  • 9. Tabela 2. Teores de gordura (g/100g de tecido) na carcaça e peso do tecido adiposo epididimal (mg/100g de peso corporal) dos ratos após treinamento físico e subsequente destreinamento
  • 10. Tabela 3. Captação de glicose (mmol/g.h), oxidação da glicose (mmol/g.h), síntese de glicogênio (mmol/g.h), produção de lactato (mmol/g.h) e teor de glicogênio (mg/100mg) em músculo isolado após treinamento e subseqüente destreinamento.
  • 11. Discussão  Ambos os protocolos de treino foram eficazes em reduzir significativamente o ganho de peso dos ratos SAL e MSG bem como a produção muscular de lactato dos ratos MSG. Os efeitos dos dois protocolos foram transitórios, uma vez que após o destreinamento os benefícios observados foram revertidos.
  • 12. Fim!