SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Análise de variáveis antropométricas e de composição
           corporal em atletas de alto rendimento no karate

Danilo Gomes de Arruda¹, Lucas Vinícius Machado da Silva¹, Rogério Emerick², Rodolfo Laurenti²,
Keith Sato Urbinati¹, ².
Grupo de Pesquisa em Comportamento Motor. PUCPR¹; Laboratório de Bioquímica e Fisiologia do Exercício.
Faculdade Dom Bosco². Curitiba – PR – Brasil.
E-mail: daniloarruda13@hotmail.com, lucas.prepara@hotmail.com




Introdução:                                            Resultados:

O karate é um esporte de combate que                                   média    desvpad   mínimo máximo
envolve categorias de peso. O controle de              Estatura(m)     1,69     0,08      1,6      1,85
variáveis antropométricas e de composição
                                                       MC (Kg)         64,99    10,38     51,9     81,3
corporal pode auxiliar na obtenção de
melhores índices de desempenho esportivo.              MM (kg)         59,47    8,19      47,7     72,6

                                                       MG (kg)         5,52     3,5       1,8      12,1
Objetivo:
                                                       %G              8,12     4,4       3,6      16,3
Analisar as variáveis antropométricas e de
                                                       IMC (Kg/m²)     22,69    2,45      18,8     26,3
composição corporal em atletas de karate.
                                                       RCQ (cm)        0,81     0,03      0,76     0,88

Métodos:
Foram avaliados 14 atletas do sexo                     Conclusão:
masculino, faixas marrom e preta, nível                Os Atletas do presente estudo apresentaram
internacional de karate, com idade média de            menor quantidade de gordura corporal e
16,7±2,45 anos. Foram mensuradas as                    maior quantidade de massa magra, quando
variáveis antropométricas: Massa corporal              comparados aos atletas poloneses e italianos
(MC), estatura, dobras cutâneas (tricipital,           (STERKOWICZ, 2010; ROSSI et. al., 2007),
subescapular e panturrilha) e circunferências          aspecto vantajoso para as características de
(cintura e quadril). Para o cálculo do                 força explosiva e potência exigida pelo karate.
percentual de gordura foi utilizada equação
de Guedes (1994), para adolescentes. Foram             Referências:
calculados: Massa magra (MM), massa gorda              GUEDES, D. P. Composição corporal - princípios,
(MG), índice de massa corporal (IMC) e                 técnicas e aplicações. 2. ed. Londrina: APEF, 1994.
                                                       ROSSI, L, TIRAPEGUI, J. Anthropometric assessment of
relação cintura quadril (RCQ).                         Karate athletes. Revista Brasileira de Ciência e
                                                       Movimento, 15(3): 39-46, 2007.
                                                       STERKOWICZ, K.P. Body composition and somatotype
                                                       of the top of polish male karate contestants. Journal
                                                       Biology of Sport , 27(3): 195-201 , 2010.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pliometria e o aumento da força muscular explosiva
Pliometria e o aumento da força muscular explosivaPliometria e o aumento da força muscular explosiva
Pliometria e o aumento da força muscular explosivaFernando Farias
 
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidadeFutsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidadeJose Augusto Leal
 
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasTreinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasRafael Laurindo
 
Pliometria a ousadia no treinamento desportivo
Pliometria a ousadia no treinamento desportivoPliometria a ousadia no treinamento desportivo
Pliometria a ousadia no treinamento desportivoFernando Farias
 
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTO
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTOMONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTO
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTOFernando Farias
 
Capacidades fisicas: Agilidade
Capacidades fisicas: AgilidadeCapacidades fisicas: Agilidade
Capacidades fisicas: Agilidadeguest1c615a
 
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de trein...
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de  trein...Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de  trein...
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de trein...Fernando Farias
 
Alongamento e prev lesoes
Alongamento e prev lesoesAlongamento e prev lesoes
Alongamento e prev lesoesjuuliacarolina
 
Alongamento muscular suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoes
Alongamento muscular   suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoesAlongamento muscular   suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoes
Alongamento muscular suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoesAlexandra Nurhan
 
Treinamento funcional para quem e para quê
Treinamento funcional  para quem e para quêTreinamento funcional  para quem e para quê
Treinamento funcional para quem e para quêGabriel J Santos
 
Métodos de avaliação física
Métodos de avaliação físicaMétodos de avaliação física
Métodos de avaliação físicaJoao P. Dubas
 
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos Gilmar Roberto Batista
 
Pliometria para corredores
Pliometria para corredoresPliometria para corredores
Pliometria para corredoresFernando Farias
 
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...Marilia Coutinho
 
Caracterização da demanda física de pequenos jogos no futebol
Caracterização da demanda física de pequenos  jogos no futebolCaracterização da demanda física de pequenos  jogos no futebol
Caracterização da demanda física de pequenos jogos no futebolFernando Farias
 
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.Júnior Pereira
 

Mais procurados (20)

Atividades fisicas em academias
Atividades fisicas em academiasAtividades fisicas em academias
Atividades fisicas em academias
 
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOLANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
ANÁLISE DA FORÇA EM ATLETAS JUVENIS DE PUNHOBOL
 
Pliometria e o aumento da força muscular explosiva
Pliometria e o aumento da força muscular explosivaPliometria e o aumento da força muscular explosiva
Pliometria e o aumento da força muscular explosiva
 
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidadeFutsal e as ciências do esporte   uma análise dos estudos sobre a modalidade
Futsal e as ciências do esporte uma análise dos estudos sobre a modalidade
 
CrossFit
CrossFitCrossFit
CrossFit
 
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicasTreinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
Treinamento e aperfeiçoamento das capacidades físicas
 
Pliometria a ousadia no treinamento desportivo
Pliometria a ousadia no treinamento desportivoPliometria a ousadia no treinamento desportivo
Pliometria a ousadia no treinamento desportivo
 
Pliometria no futebol
Pliometria no futebolPliometria no futebol
Pliometria no futebol
 
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTO
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTOMONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTO
MONITORAMENTO DA CARGA DE TREINAMENTO
 
Capacidades fisicas: Agilidade
Capacidades fisicas: AgilidadeCapacidades fisicas: Agilidade
Capacidades fisicas: Agilidade
 
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de trein...
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de  trein...Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de  trein...
Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de trein...
 
Alongamento e prev lesoes
Alongamento e prev lesoesAlongamento e prev lesoes
Alongamento e prev lesoes
 
Alongamento muscular suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoes
Alongamento muscular   suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoesAlongamento muscular   suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoes
Alongamento muscular suas implicacoes na performance e na prevencao de lesoes
 
Treinamento funcional para quem e para quê
Treinamento funcional  para quem e para quêTreinamento funcional  para quem e para quê
Treinamento funcional para quem e para quê
 
Métodos de avaliação física
Métodos de avaliação físicaMétodos de avaliação física
Métodos de avaliação física
 
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos
Treinamento aeróbico em pacientes neurológicos
 
Pliometria para corredores
Pliometria para corredoresPliometria para corredores
Pliometria para corredores
 
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
Treinamento Funcional - Programa de workshops sobre treinamento resistido da ...
 
Caracterização da demanda física de pequenos jogos no futebol
Caracterização da demanda física de pequenos  jogos no futebolCaracterização da demanda física de pequenos  jogos no futebol
Caracterização da demanda física de pequenos jogos no futebol
 
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.
TREINAMENTO PLIOMETRICO EM BAILARINOS CLÁSSICOS MÉTODO VAGANOVA.
 

Destaque (8)

Reunião 1
Reunião 1Reunião 1
Reunião 1
 
Festival de pole dance regulamento
Festival de pole dance   regulamentoFestival de pole dance   regulamento
Festival de pole dance regulamento
 
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETASCARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM ATLETAS
 
Clase 2 representatividad de una muestra(8)
Clase 2 representatividad de una muestra(8)Clase 2 representatividad de una muestra(8)
Clase 2 representatividad de una muestra(8)
 
Artigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobioArtigo limiar anaerobio
Artigo limiar anaerobio
 
Exercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitenteExercício contínuo e intermitente
Exercício contínuo e intermitente
 
Continuo x intervalado
Continuo x intervaladoContinuo x intervalado
Continuo x intervalado
 
Slide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom boscoSlide Padrao dom bosco
Slide Padrao dom bosco
 

Análise de variáveis antropométricas em atletas de karate

  • 1. Análise de variáveis antropométricas e de composição corporal em atletas de alto rendimento no karate Danilo Gomes de Arruda¹, Lucas Vinícius Machado da Silva¹, Rogério Emerick², Rodolfo Laurenti², Keith Sato Urbinati¹, ². Grupo de Pesquisa em Comportamento Motor. PUCPR¹; Laboratório de Bioquímica e Fisiologia do Exercício. Faculdade Dom Bosco². Curitiba – PR – Brasil. E-mail: daniloarruda13@hotmail.com, lucas.prepara@hotmail.com Introdução: Resultados: O karate é um esporte de combate que média desvpad mínimo máximo envolve categorias de peso. O controle de Estatura(m) 1,69 0,08 1,6 1,85 variáveis antropométricas e de composição MC (Kg) 64,99 10,38 51,9 81,3 corporal pode auxiliar na obtenção de melhores índices de desempenho esportivo. MM (kg) 59,47 8,19 47,7 72,6 MG (kg) 5,52 3,5 1,8 12,1 Objetivo: %G 8,12 4,4 3,6 16,3 Analisar as variáveis antropométricas e de IMC (Kg/m²) 22,69 2,45 18,8 26,3 composição corporal em atletas de karate. RCQ (cm) 0,81 0,03 0,76 0,88 Métodos: Foram avaliados 14 atletas do sexo Conclusão: masculino, faixas marrom e preta, nível Os Atletas do presente estudo apresentaram internacional de karate, com idade média de menor quantidade de gordura corporal e 16,7±2,45 anos. Foram mensuradas as maior quantidade de massa magra, quando variáveis antropométricas: Massa corporal comparados aos atletas poloneses e italianos (MC), estatura, dobras cutâneas (tricipital, (STERKOWICZ, 2010; ROSSI et. al., 2007), subescapular e panturrilha) e circunferências aspecto vantajoso para as características de (cintura e quadril). Para o cálculo do força explosiva e potência exigida pelo karate. percentual de gordura foi utilizada equação de Guedes (1994), para adolescentes. Foram Referências: calculados: Massa magra (MM), massa gorda GUEDES, D. P. Composição corporal - princípios, (MG), índice de massa corporal (IMC) e técnicas e aplicações. 2. ed. Londrina: APEF, 1994. ROSSI, L, TIRAPEGUI, J. Anthropometric assessment of relação cintura quadril (RCQ). Karate athletes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 15(3): 39-46, 2007. STERKOWICZ, K.P. Body composition and somatotype of the top of polish male karate contestants. Journal Biology of Sport , 27(3): 195-201 , 2010.