SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Bulimia DIOGO, 6ºA
O que é a Bulimia? Bulimia nervosa é uma disfunção alimentar. Tem incidência maior a partir da adolescência, em cerca de 3 a 7% da população. Cerca de 90% dos casos ocorre em mulheres. Para "compensar" o ganho de peso, o bulímicovomita o que come e faz uso excessivo de laxantes e diuréticos. A bulimia costuma causar sofrimento psíquico e afecta áreas diversas do sujeito. Ele sente-se afectado nas suas relações sociais - uma vez que festas e confraternizações envolvem alimentação. O paciente perde o controlo sobre si mesmo e depois tenta vomitar ou evacuar o que comeu.
O que é a Bulimia? O bulímico geralmente encontra-se com peso normal, levemente aumentado ou diminuído (mas não chegando à magreza da anorexia). Essa aparência de normalidade muitas vezes dificulta que se identifique o problema, o que muitas vezes leva a uma demora em se procurar ajuda. Pacientes bulímicoscostumam envergonhar-se dos seus problemas alimentares.
Causas Assim como na anorexia, a bulimia nervosa é uma síndrome multi-determinada por uma mistura de factores biológicos, psicológicos, familiares e culturais. A ênfase cultural na aparência física pode ter um papel importante. Problemas familiares, baixa auto-estima e conflitos de identidade também são factores envolvidos no desencadeamento desses quadros.
Sinais de bulimia Esconder a comida reservada para episódios de voracidade (incluindo pão, massa, doces, sobremesas, batatas fritas e gelados); Mentir sobre o que comeram;  Comer compulsivamente em segredo;   Deixar a água da torneira ou do duche a correr na casa de banho para disfarçar os episódios de purgação;   Demonstrar uma preocupação profunda em relação ao peso, forma do corpo e aspecto em geral; Queixas frequentes em relação a dores de garganta (causadas pelos repetidos vómitos);  
O que se sente? Ingestão compulsiva e exagerada de alimentos.  Vómitos auto induzidos, uso de laxantes e diuréticos para evitar ganhos de peso.  Alimentação excessiva, sem aumento proporcional do peso corporal.  Depressão.  Obsessão por exercícios físicos.  Comer em segredo ou escondido dos outros.
Complicações Problemas dentários pelo excesso de acidez gástrica e sensibilidade excessiva ao frio e quente; Inchaço e dor nas glândulas salivares (por indução ao vomito); Hérnias de estômago e esófago; Desequilíbrio na excreção;  Arritmia cardíaca, podendo chegar a ataque cardíaco em casos mais severos; Aumento da probabilidade de suicídio;
Como é o bulímico?  Basicamente é um paciente com vergonha do seu problema, com sentimento de inferioridade e auto-estima baixa. O bulímico reconhece o absurdo do seu comportamento, mas por não conseguir controlá-lo sente-se inferiorizado. A bulimia muitas vezes sucede aos episódios de anorexia. O paciente consegue planear os seus episódios, espera para ficar sozinho e guardar alimentos.
Como é o bulímico? Os pacientes bulimicos  fazem frequentes tentativas de dieta. As tentativas de adaptar os afazeres e compromissos rotineiros com os episódios de ingestão e auto-indução de vómito tornam seu estilo de vida bizarro, pois os episódios devem ser feitos às escondidas, mesmo das pessoas íntimas. Uma alternativa para a manutenção de seu problema escondido é a opção pelo isolamento e distanciamento social, que por sua vez gera outros problemas.
Tratamentos  Não existe uma cura única e reconhecida para a bulimia mas há uma variedade de opções de tratamento. Cada doente trabalha com profissionais de saúde mental para conceber uma fusão de tratamentos que se adeqúem a todos os seus comportamentos e preocupações. Os tratamentos comuns para a bulimia incluem:  Aconselhamento/ terapia;  Terapia cognitivo-comportamental (para alterar os hábitos alimentares); Aconselhamento e planeamento nutricional.  Raramente é utilizada medicação como tratamento para a bulimia.
Curiosidades Cientistas espanhóis descobriram uma variante genética que aumenta a predisposição para a anorexia e a bulimia. Os investigadores descobriram que existe uma variante de um gene, que participa na interacção dos neurónios, que se associa à anorexia e bulimia aumentando a predisposição ao seu desenvolvimento. Por isso estes distúrbios alimentares têm também uma componente hereditária.Mas há que ter em conta também outros factores como «o metabolismo, a personalidade o stress, a adaptação ao ambiente e a cultura».

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
RutteFreitas
 
Anorexia- sintomas e tratamento
Anorexia- sintomas e tratamentoAnorexia- sintomas e tratamento
Anorexia- sintomas e tratamento
00199600
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares Distúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
- Daniela Sousa
 
Distúrbios alimentares
Distúrbios alimentaresDistúrbios alimentares
Distúrbios alimentares
Bruna Telles
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
Juliana Costa
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
Pedui
 

Mais procurados (20)

Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
 
Bulimia
BulimiaBulimia
Bulimia
 
Trabalho de nutrição; a bulimia
Trabalho de nutrição; a bulimiaTrabalho de nutrição; a bulimia
Trabalho de nutrição; a bulimia
 
Anorexia- sintomas e tratamento
Anorexia- sintomas e tratamentoAnorexia- sintomas e tratamento
Anorexia- sintomas e tratamento
 
Distúrbios alimentares Novo
Distúrbios alimentares NovoDistúrbios alimentares Novo
Distúrbios alimentares Novo
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares Distúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Obesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e CausasObesidade - Tipos e Causas
Obesidade - Tipos e Causas
 
Distúrbios alimentares
Distúrbios alimentaresDistúrbios alimentares
Distúrbios alimentares
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Victor trabalho de bio
Victor trabalho de bioVictor trabalho de bio
Victor trabalho de bio
 
Obesidade infantil
Obesidade infantilObesidade infantil
Obesidade infantil
 
Colesterol - Professor Robson
Colesterol - Professor RobsonColesterol - Professor Robson
Colesterol - Professor Robson
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014Transtornos alimentares 2014
Transtornos alimentares 2014
 

Semelhante a Bulimia

Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
denise93
 
Trabalho de ciências bulimia x anorexia
Trabalho de ciências bulimia x anorexiaTrabalho de ciências bulimia x anorexia
Trabalho de ciências bulimia x anorexia
Hellen Cristina
 
Bulimia apresentaçao final começo
Bulimia apresentaçao final começoBulimia apresentaçao final começo
Bulimia apresentaçao final começo
adrcab
 
Anorexia e bulimia
Anorexia e bulimiaAnorexia e bulimia
Anorexia e bulimia
Msaude
 
A imagem do corpo
A imagem do corpoA imagem do corpo
A imagem do corpo
lucia_nunes
 
Distúrbios alimentares
Distúrbios alimentaresDistúrbios alimentares
Distúrbios alimentares
Fernanda Gomes
 

Semelhante a Bulimia (20)

HIV/SIDA
HIV/SIDAHIV/SIDA
HIV/SIDA
 
Violência Escolar
Violência EscolarViolência Escolar
Violência Escolar
 
106 bulimia
106 bulimia106 bulimia
106 bulimia
 
106 bulimia
106 bulimia106 bulimia
106 bulimia
 
Trabalho de ciências bulimia x anorexia
Trabalho de ciências bulimia x anorexiaTrabalho de ciências bulimia x anorexia
Trabalho de ciências bulimia x anorexia
 
Bulimia e Anorexia- 1B
Bulimia  e Anorexia- 1BBulimia  e Anorexia- 1B
Bulimia e Anorexia- 1B
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Bulimia
BulimiaBulimia
Bulimia
 
Trabalho desenvolvido por: Mariana Frias e Anna Luísa Mattos
Trabalho desenvolvido por: Mariana Frias e Anna Luísa MattosTrabalho desenvolvido por: Mariana Frias e Anna Luísa Mattos
Trabalho desenvolvido por: Mariana Frias e Anna Luísa Mattos
 
DISTÚRBIOS ALIMENTARES.ppt
DISTÚRBIOS ALIMENTARES.pptDISTÚRBIOS ALIMENTARES.ppt
DISTÚRBIOS ALIMENTARES.ppt
 
Trabalho desenvolvido por: Millene Pereira Abrantes e Bruna Bueno de Almeida...
Trabalho desenvolvido por: Millene Pereira Abrantes e  Bruna Bueno de Almeida...Trabalho desenvolvido por: Millene Pereira Abrantes e  Bruna Bueno de Almeida...
Trabalho desenvolvido por: Millene Pereira Abrantes e Bruna Bueno de Almeida...
 
Bulimia 3
Bulimia 3Bulimia 3
Bulimia 3
 
Bulimia apresentaçao final começo
Bulimia apresentaçao final começoBulimia apresentaçao final começo
Bulimia apresentaçao final começo
 
Bulimia apresentaçao
Bulimia apresentaçao Bulimia apresentaçao
Bulimia apresentaçao
 
Anorexia e bulimia
Anorexia e bulimiaAnorexia e bulimia
Anorexia e bulimia
 
Disturbios alimentares
Disturbios alimentaresDisturbios alimentares
Disturbios alimentares
 
A imagem do corpo
A imagem do corpoA imagem do corpo
A imagem do corpo
 
Distúrbios Alimentares
Distúrbios AlimentaresDistúrbios Alimentares
Distúrbios Alimentares
 
Anorexia e Bulimia
Anorexia e BulimiaAnorexia e Bulimia
Anorexia e Bulimia
 
Distúrbios alimentares
Distúrbios alimentaresDistúrbios alimentares
Distúrbios alimentares
 

Mais de boaera

Mais de boaera (20)

visita BVRM 06 06 22.pptx
visita BVRM 06 06 22.pptxvisita BVRM 06 06 22.pptx
visita BVRM 06 06 22.pptx
 
Fotos Plantação Dia 7 01 20 Terra Chã
Fotos Plantação Dia 7 01 20 Terra ChãFotos Plantação Dia 7 01 20 Terra Chã
Fotos Plantação Dia 7 01 20 Terra Chã
 
Food and Health Inquiry - ERASMUS+/CLAP
Food and Health Inquiry - ERASMUS+/CLAPFood and Health Inquiry - ERASMUS+/CLAP
Food and Health Inquiry - ERASMUS+/CLAP
 
Erasmus+ a19 sowing local crops
Erasmus+ a19 sowing local cropsErasmus+ a19 sowing local crops
Erasmus+ a19 sowing local crops
 
A13 sowing local crops portugal
A13  sowing local crops portugalA13  sowing local crops portugal
A13 sowing local crops portugal
 
Diabetes in motion
Diabetes in motionDiabetes in motion
Diabetes in motion
 
Eating disorders in Rio Maior
Eating disorders in Rio MaiorEating disorders in Rio Maior
Eating disorders in Rio Maior
 
Lanche
LancheLanche
Lanche
 
Album plantio 23 11 18
Album plantio 23 11 18Album plantio 23 11 18
Album plantio 23 11 18
 
Price comparisons in euros
Price comparisons in eurosPrice comparisons in euros
Price comparisons in euros
 
Horta 12 01 18 monda inglês
Horta 12 01 18 monda   inglêsHorta 12 01 18 monda   inglês
Horta 12 01 18 monda inglês
 
Horta 12 01 18 monda
Horta 12 01 18 mondaHorta 12 01 18 monda
Horta 12 01 18 monda
 
Sowing days results portugal
Sowing days results portugalSowing days results portugal
Sowing days results portugal
 
Aula de campo na Horta Pedagógica
Aula de campo na Horta PedagógicaAula de campo na Horta Pedagógica
Aula de campo na Horta Pedagógica
 
Exposição dia mundial do ambiente 2015 16
Exposição dia mundial do ambiente 2015 16Exposição dia mundial do ambiente 2015 16
Exposição dia mundial do ambiente 2015 16
 
Prevenção e combate a incêndios
Prevenção e combate a  incêndiosPrevenção e combate a  incêndios
Prevenção e combate a incêndios
 
Resultados inquérito rota dos 20
Resultados inquérito rota dos 20Resultados inquérito rota dos 20
Resultados inquérito rota dos 20
 
Mobilidade inclusiva, eficiente, sustentável - Rota do 20
Mobilidade inclusiva, eficiente, sustentável - Rota do 20Mobilidade inclusiva, eficiente, sustentável - Rota do 20
Mobilidade inclusiva, eficiente, sustentável - Rota do 20
 
Más práticas para a mobilidade de deficientes motores em Rio Maior
Más práticas para  a mobilidade de deficientes motores em Rio MaiorMás práticas para  a mobilidade de deficientes motores em Rio Maior
Más práticas para a mobilidade de deficientes motores em Rio Maior
 
Várias imagens Horta Pedagógica 2014/15
Várias imagens Horta Pedagógica 2014/15Várias imagens Horta Pedagógica 2014/15
Várias imagens Horta Pedagógica 2014/15
 

Bulimia

  • 2. O que é a Bulimia? Bulimia nervosa é uma disfunção alimentar. Tem incidência maior a partir da adolescência, em cerca de 3 a 7% da população. Cerca de 90% dos casos ocorre em mulheres. Para "compensar" o ganho de peso, o bulímicovomita o que come e faz uso excessivo de laxantes e diuréticos. A bulimia costuma causar sofrimento psíquico e afecta áreas diversas do sujeito. Ele sente-se afectado nas suas relações sociais - uma vez que festas e confraternizações envolvem alimentação. O paciente perde o controlo sobre si mesmo e depois tenta vomitar ou evacuar o que comeu.
  • 3. O que é a Bulimia? O bulímico geralmente encontra-se com peso normal, levemente aumentado ou diminuído (mas não chegando à magreza da anorexia). Essa aparência de normalidade muitas vezes dificulta que se identifique o problema, o que muitas vezes leva a uma demora em se procurar ajuda. Pacientes bulímicoscostumam envergonhar-se dos seus problemas alimentares.
  • 4. Causas Assim como na anorexia, a bulimia nervosa é uma síndrome multi-determinada por uma mistura de factores biológicos, psicológicos, familiares e culturais. A ênfase cultural na aparência física pode ter um papel importante. Problemas familiares, baixa auto-estima e conflitos de identidade também são factores envolvidos no desencadeamento desses quadros.
  • 5. Sinais de bulimia Esconder a comida reservada para episódios de voracidade (incluindo pão, massa, doces, sobremesas, batatas fritas e gelados); Mentir sobre o que comeram; Comer compulsivamente em segredo;   Deixar a água da torneira ou do duche a correr na casa de banho para disfarçar os episódios de purgação;   Demonstrar uma preocupação profunda em relação ao peso, forma do corpo e aspecto em geral; Queixas frequentes em relação a dores de garganta (causadas pelos repetidos vómitos);  
  • 6. O que se sente? Ingestão compulsiva e exagerada de alimentos. Vómitos auto induzidos, uso de laxantes e diuréticos para evitar ganhos de peso. Alimentação excessiva, sem aumento proporcional do peso corporal. Depressão. Obsessão por exercícios físicos. Comer em segredo ou escondido dos outros.
  • 7. Complicações Problemas dentários pelo excesso de acidez gástrica e sensibilidade excessiva ao frio e quente; Inchaço e dor nas glândulas salivares (por indução ao vomito); Hérnias de estômago e esófago; Desequilíbrio na excreção; Arritmia cardíaca, podendo chegar a ataque cardíaco em casos mais severos; Aumento da probabilidade de suicídio;
  • 8. Como é o bulímico? Basicamente é um paciente com vergonha do seu problema, com sentimento de inferioridade e auto-estima baixa. O bulímico reconhece o absurdo do seu comportamento, mas por não conseguir controlá-lo sente-se inferiorizado. A bulimia muitas vezes sucede aos episódios de anorexia. O paciente consegue planear os seus episódios, espera para ficar sozinho e guardar alimentos.
  • 9. Como é o bulímico? Os pacientes bulimicos fazem frequentes tentativas de dieta. As tentativas de adaptar os afazeres e compromissos rotineiros com os episódios de ingestão e auto-indução de vómito tornam seu estilo de vida bizarro, pois os episódios devem ser feitos às escondidas, mesmo das pessoas íntimas. Uma alternativa para a manutenção de seu problema escondido é a opção pelo isolamento e distanciamento social, que por sua vez gera outros problemas.
  • 10. Tratamentos Não existe uma cura única e reconhecida para a bulimia mas há uma variedade de opções de tratamento. Cada doente trabalha com profissionais de saúde mental para conceber uma fusão de tratamentos que se adeqúem a todos os seus comportamentos e preocupações. Os tratamentos comuns para a bulimia incluem: Aconselhamento/ terapia; Terapia cognitivo-comportamental (para alterar os hábitos alimentares); Aconselhamento e planeamento nutricional. Raramente é utilizada medicação como tratamento para a bulimia.
  • 11. Curiosidades Cientistas espanhóis descobriram uma variante genética que aumenta a predisposição para a anorexia e a bulimia. Os investigadores descobriram que existe uma variante de um gene, que participa na interacção dos neurónios, que se associa à anorexia e bulimia aumentando a predisposição ao seu desenvolvimento. Por isso estes distúrbios alimentares têm também uma componente hereditária.Mas há que ter em conta também outros factores como «o metabolismo, a personalidade o stress, a adaptação ao ambiente e a cultura».