SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho de
Literatura
“Mesmo eu, o que sonha tanto, tenho intervalos em que o sonho me foge.”
   Bernardo Soares foi ajudante de guarda-livros na
    cidade de Lisboa.

   Escrevia fragmentos de sua prosa poética nos
    intervalos de uma e outra tarefa burocrática.

   Vivia sozinho, na Baixa, num quarto alugado perto
    do escritório onde trabalhava e dos escritórios onde
    trabalhava Fernando Pessoa.

   Conheceram-se numa pequena casa de pasto
    habitualmente freqüentada por ambos. Foi aí que
    Bernardo Soares deu a Fernando Pessoa o seu
    “Livro do Desassossego”.
Fernando Pessoa e Bernardo Soares –
        pontos semelhantes
   Pode-se entrever uma embaralhada relação de
    identidade entre Fernando Pessoa “escritor real” e
    Bernardo Soares.

   Temperamento

   Bernardo Soares não é Fernando Pessoa por adição
    de elementos, mas por subtração. Como o próprio
    "autor real" esclarece na célebre gênese, Soares é
    Pessoa menos a afetividade e o raciocínio.
   Bernardo Soares não é um heterônimo pleno por
    parecer excessivamente com o próprio autor em
    muitos aspectos é o que se pode ler em alguns de
    seus dados “biográficos”:

    - Soares, na sua função de guarda-livros, teria
    passado boa parte da vida nos quarteirões da Baixa
    Lisboa (assim como Pessoa), escrevendo
    fragmentos de sua prosa poética nos intervalos de
    uma e outra tarefa burocrática, vivendo solitário em
    quartos modestos e alugados.

    -Fernando Pessoa, por sua vez, exercia a função de
    redator e tradutor de cartas comerciais e transitava,
    portanto, numa atmosfera similar a esta
    representada e descrita por Bernardo Soares.
   Por outro lado, na prosa de Bernardo Soares o que se
    pode verificar é uma profunda inadaptação do sujeito à
    realidade da vida, condição a que Pessoa também
    parece sujeito, por tudo que ele mesmo revela em
    muitas de suas cartas e páginas íntimas.

   Em relação a si mesmo, Pessoa realça as diferenças
    entre ele e Soares "no modo de ver e de compreender,
    mas não no estilo de expor".




       Bernardo Soares                 Fernando Pessoa
Semi-heterônimo
   Fernando Pessoa considera, em cartas e anotações
    pessoais, Bernardo Soares um tipo particular dentre os
    seus heterônimos, ou seja, um semi-heterônimo, porque
    como o próprio criador explica "não sendo a
    personalidade a minha, é, não diferente da minha, mas
    uma simples mutilação dela. Sou eu menos o raciocínio
    e afetividade”.

   A classificação de Bernardo Soares como semi-
    heterônimo é uma atualização àquela que Pessoa fizera
    poucos anos antes, quando situava Soares não como
    heterônimo, mas como "uma personalidade literária".
   Embora, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo
    Reis sejam os mais conhecidos, valorizados e admira-
    dos pela crítica literária, o humilde Bernardo Soares
    traz oculto nas profundezas do seu íntimo uma riqueza
    sobrenatural que, embora imperceptível a muitos, reluz
    como um embriões de estrelas reluzentes.

   Na prosa fragmentária desenvolve a dramaticidade das
    reflexões humanas que vêm à tona na insistência de
    uma escrita que se reconhece inviável, inútil e imperfeita,
    à beira do tédio, do trágico e da indiferença estética. Por
    essa razão, diversos fragmentos do livro são investi-
    gações íntimas das sensações provocadas pelo
    anonimato, pela cotidianidade da vida comum e todo o
    "universo" da baixa de Lisboa.
Livro do Desassossego
   Escrito por Bernardo Soares é um livro que trata de uma
    “autobiografia sem fatos, escrito em forma de
    fragmentos”.

   Na prosa fragmentária desenvolve a dramaticidade das
    reflexões humanas que vêm à tona na insistência de
    uma escrita que se reconhece inviável, inútil e
    imperfeita, à beira do tédio, do trágico e da indiferença
    estética. Por essa razão, diversos fragmentos do livro
    são investigações íntimas das sensações provocadas
    pelo anonimato, pela cotidianidade da vida comum e
    todo o "universo" da baixa de Lisboa.
   É considerado uma das obras fundadoras da ficção
    portuguesa no século XX, ao encenar na linguagem
    várias categorias que vão desde o enigma da condição
    humana até o absurdo da própria literatura.

   Dentro da ficção de seu próprio livro, Bernardo é um
    simples ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa.

   Esse livro tem valor suficiente para que fosse
    recomendado para estudo em todas as instituições de
    ensino do mundo, pois, se trata de uma arte necessária
    na formação e continuidade de equilíbrio do espírito
    humano, a arte de pensar.
   Desde 1914 que Pessoa ia escrevendo fragmentos de
    cunho confessional, diarístico e memorialista aos quais, já
    a partir dessa data, deu o título de Livro do Desassossego
    - obra que o ocupou até ao fim. Podemos então olhar o
    Livro do Desassossego como um dos pilares da prosa
    moderna portuguesa.
Lisboa na visão de Soares
   Os itinerários de Bernardo Soares, construídos a partir dos de
    Pessoa, são, para o semi-heterônimo, como meditações. Muito
    mais do que uma cidade sonhada ou idealizada, a cidade que
    surge no texto de Soares é uma cidade construída por dentro.

   Em Bernardo Soares prevalece, em Lisboa, a "paisagem estado
    de alma", a que se constrói no terreno fluido da intimidade e que
    vai do sonho à sensação.

   A Lisboa de Bernardo Soares pode ser considerada uma cidade
    íntima. Na maior parte das vezes, revela-se uma "cidade
    oprimida", feita de névoa e céu carregado, povoada de pessoas
    vulgares e barulhentas, que carregam mercadorias, trabalham em
    escritórios sombrios e vivem em casas de cômodos.

   É desta forma que Bernardo Soares vê, lê e escreve a sua Lisboa:
    uma "paisagem estado de alma".
Bibliografia
   http://multipessoa.net/labirinto/bernardo-soares/4

   http://www.letras.puc-rio.br/catedra/revista/6Sem_25.html

   www.pessoa.art.br/?p=25

   http://pensador.uol.com.br/autor/bernardo_soares/

   http://www.infopedia.pt/$bernardo-soares

   http://sites.google.com/site/solpoesiador/biografia-e-poemas/
    bernardo-soares

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Valor aspetual
Valor aspetualValor aspetual
Valor aspetual
Cristina Martins
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
ameliapadrao
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
guest0f0d8
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
Rui Matos
 
Autopsicografia e Isto
Autopsicografia e IstoAutopsicografia e Isto
Autopsicografia e Isto
Paula Oliveira Cruz
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
nando_reis
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
António Aragão
 
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposCaracterísticas Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Dina Baptista
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Anabela Fernandes
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo
1103sancho
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Vanda Sousa
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Raffaella Ergün
 
Recursos Estilísticos
Recursos EstilísticosRecursos Estilísticos
Recursos Estilísticos
Rosalina Simão Nunes
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Ana Arminda Moreira
 
Fernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa PreceFernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa Prece
Samuel Neves
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
Raffaella Ergün
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
Dina Baptista
 
Modalidade do verbo
Modalidade do verboModalidade do verbo
Modalidade do verbo
Ana Martins
 
Álvaro de Campos
Álvaro de CamposÁlvaro de Campos
Álvaro de Campos
Ana Isabel
 

Mais procurados (20)

Valor aspetual
Valor aspetualValor aspetual
Valor aspetual
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 
Autopsicografia e Isto
Autopsicografia e IstoAutopsicografia e Isto
Autopsicografia e Isto
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
 
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposCaracterísticas Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de Campos
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
 
Recursos Estilísticos
Recursos EstilísticosRecursos Estilísticos
Recursos Estilísticos
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Fernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa PreceFernando Pessoa Prece
Fernando Pessoa Prece
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Modalidade do verbo
Modalidade do verboModalidade do verbo
Modalidade do verbo
 
Álvaro de Campos
Álvaro de CamposÁlvaro de Campos
Álvaro de Campos
 

Destaque

Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
fromgaliza
 
Livro do desassossego power point
Livro do desassossego power pointLivro do desassossego power point
Livro do desassossego power point
Fátima Teixeira Kika
 
Fernando Pessoa e seus heterónimos
Fernando Pessoa e seus heterónimosFernando Pessoa e seus heterónimos
Fernando Pessoa e seus heterónimos
guest40b640
 
áLvaro de campos
áLvaro de camposáLvaro de campos
áLvaro de campos
Ualas Magalhães
 
314
314314
Processos morfológicos de formação de palavras
Processos  morfológicos   de formação de palavrasProcessos  morfológicos   de formação de palavras
Processos morfológicos de formação de palavras
Alzira Mendes
 
Dadaísmo
DadaísmoDadaísmo
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
complementoindirecto
 
Dia da Língua Materna
Dia da Língua MaternaDia da Língua Materna
A mulher na obra de josé saramago
A mulher na obra de josé saramagoA mulher na obra de josé saramago
A mulher na obra de josé saramago
Burghard Baltrusch
 
Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'
12_A
 
Os Maias - Análise
Os Maias - AnáliseOs Maias - Análise
Os Maias - Análise
nelsonalves70
 
Estoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismoEstoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismo
Helena Serrão
 
Apresentação programa 10º
Apresentação programa 10ºApresentação programa 10º
Apresentação programa 10º
Carla Luís
 
Características da Ginástica Acrobática
Características da Ginástica AcrobáticaCaracterísticas da Ginástica Acrobática
Características da Ginástica Acrobática
waldeck
 

Destaque (15)

Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Livro do desassossego power point
Livro do desassossego power pointLivro do desassossego power point
Livro do desassossego power point
 
Fernando Pessoa e seus heterónimos
Fernando Pessoa e seus heterónimosFernando Pessoa e seus heterónimos
Fernando Pessoa e seus heterónimos
 
áLvaro de campos
áLvaro de camposáLvaro de campos
áLvaro de campos
 
314
314314
314
 
Processos morfológicos de formação de palavras
Processos  morfológicos   de formação de palavrasProcessos  morfológicos   de formação de palavras
Processos morfológicos de formação de palavras
 
Dadaísmo
DadaísmoDadaísmo
Dadaísmo
 
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
 
Dia da Língua Materna
Dia da Língua MaternaDia da Língua Materna
Dia da Língua Materna
 
A mulher na obra de josé saramago
A mulher na obra de josé saramagoA mulher na obra de josé saramago
A mulher na obra de josé saramago
 
Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'
 
Os Maias - Análise
Os Maias - AnáliseOs Maias - Análise
Os Maias - Análise
 
Estoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismoEstoicismo e epicurismo
Estoicismo e epicurismo
 
Apresentação programa 10º
Apresentação programa 10ºApresentação programa 10º
Apresentação programa 10º
 
Características da Ginástica Acrobática
Características da Ginástica AcrobáticaCaracterísticas da Ginástica Acrobática
Características da Ginástica Acrobática
 

Semelhante a Bernardo soares

Livro do Desassossego
Livro do DesassossegoLivro do Desassossego
Livro do Desassossego
ssuser3df7e9
 
Prefácio Fernando Pessoa
Prefácio Fernando PessoaPrefácio Fernando Pessoa
Prefácio Fernando Pessoa
Jamildo Melo
 
Uma ausência sentida
Uma ausência sentidaUma ausência sentida
Uma ausência sentida
Eliziane Silva
 
A morte do autor de roland barthes
A morte do autor de roland barthesA morte do autor de roland barthes
A morte do autor de roland barthes
marisimoesl
 
Literaturas sobre realismo (6)
Literaturas sobre realismo (6)Literaturas sobre realismo (6)
Literaturas sobre realismo (6)
Equipemundi2014
 
Fernando Pessoa Heterônimos.pptx
Fernando Pessoa Heterônimos.pptxFernando Pessoa Heterônimos.pptx
Fernando Pessoa Heterônimos.pptx
IvanRoldo
 
Fernando pessoa-e-os-heteronimos
Fernando pessoa-e-os-heteronimosFernando pessoa-e-os-heteronimos
Fernando pessoa-e-os-heteronimos
Aurora Oliveira
 
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p6812 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
cnlx
 
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
Madga Silva
 
Pessoa
PessoaPessoa
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
sandraguerin6
 
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
HlderManueldeAlmeida
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
guest5761d7
 
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
guest5761d7
 
Trabalho sobre Fernado Pessoa
Trabalho sobre Fernado PessoaTrabalho sobre Fernado Pessoa
Trabalho sobre Fernado Pessoa
OscarSimao
 
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
guest5761d7
 
Ensaio sobre as vírgulas
Ensaio sobre as vírgulasEnsaio sobre as vírgulas
Ensaio sobre as vírgulas
P.P.F. Simões
 
heteronimos
heteronimosheteronimos
heteronimos
guest1a60537
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Carolina Loçasso Pereira
 
SobreCultura_CH335_entrevista
SobreCultura_CH335_entrevistaSobreCultura_CH335_entrevista
SobreCultura_CH335_entrevista
Alicia Ivanissevich
 

Semelhante a Bernardo soares (20)

Livro do Desassossego
Livro do DesassossegoLivro do Desassossego
Livro do Desassossego
 
Prefácio Fernando Pessoa
Prefácio Fernando PessoaPrefácio Fernando Pessoa
Prefácio Fernando Pessoa
 
Uma ausência sentida
Uma ausência sentidaUma ausência sentida
Uma ausência sentida
 
A morte do autor de roland barthes
A morte do autor de roland barthesA morte do autor de roland barthes
A morte do autor de roland barthes
 
Literaturas sobre realismo (6)
Literaturas sobre realismo (6)Literaturas sobre realismo (6)
Literaturas sobre realismo (6)
 
Fernando Pessoa Heterônimos.pptx
Fernando Pessoa Heterônimos.pptxFernando Pessoa Heterônimos.pptx
Fernando Pessoa Heterônimos.pptx
 
Fernando pessoa-e-os-heteronimos
Fernando pessoa-e-os-heteronimosFernando pessoa-e-os-heteronimos
Fernando pessoa-e-os-heteronimos
 
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p6812 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
12 por _bernardo_soares_retoma_conteudos_p68
 
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
«Em Nome da Luz ou Uma Poética do Silêncio».pdf
 
Pessoa
PessoaPessoa
Pessoa
 
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
Cesario e-pessoa-a-caracter-deambulatorio-das-respetivas-obras-poeticas-e-cen...
 
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
Contextualização histórica e literária - Poesia dos heterónimos e Bernardo So...
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
 
Trabalho sobre Fernado Pessoa
Trabalho sobre Fernado PessoaTrabalho sobre Fernado Pessoa
Trabalho sobre Fernado Pessoa
 
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
Trabalho De Grupo "Fernando Pessoa"
 
Ensaio sobre as vírgulas
Ensaio sobre as vírgulasEnsaio sobre as vírgulas
Ensaio sobre as vírgulas
 
heteronimos
heteronimosheteronimos
heteronimos
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
SobreCultura_CH335_entrevista
SobreCultura_CH335_entrevistaSobreCultura_CH335_entrevista
SobreCultura_CH335_entrevista
 

Bernardo soares

  • 2. “Mesmo eu, o que sonha tanto, tenho intervalos em que o sonho me foge.”
  • 3. Bernardo Soares foi ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa.  Escrevia fragmentos de sua prosa poética nos intervalos de uma e outra tarefa burocrática.  Vivia sozinho, na Baixa, num quarto alugado perto do escritório onde trabalhava e dos escritórios onde trabalhava Fernando Pessoa.  Conheceram-se numa pequena casa de pasto habitualmente freqüentada por ambos. Foi aí que Bernardo Soares deu a Fernando Pessoa o seu “Livro do Desassossego”.
  • 4. Fernando Pessoa e Bernardo Soares – pontos semelhantes  Pode-se entrever uma embaralhada relação de identidade entre Fernando Pessoa “escritor real” e Bernardo Soares.  Temperamento  Bernardo Soares não é Fernando Pessoa por adição de elementos, mas por subtração. Como o próprio "autor real" esclarece na célebre gênese, Soares é Pessoa menos a afetividade e o raciocínio.
  • 5. Bernardo Soares não é um heterônimo pleno por parecer excessivamente com o próprio autor em muitos aspectos é o que se pode ler em alguns de seus dados “biográficos”: - Soares, na sua função de guarda-livros, teria passado boa parte da vida nos quarteirões da Baixa Lisboa (assim como Pessoa), escrevendo fragmentos de sua prosa poética nos intervalos de uma e outra tarefa burocrática, vivendo solitário em quartos modestos e alugados. -Fernando Pessoa, por sua vez, exercia a função de redator e tradutor de cartas comerciais e transitava, portanto, numa atmosfera similar a esta representada e descrita por Bernardo Soares.
  • 6. Por outro lado, na prosa de Bernardo Soares o que se pode verificar é uma profunda inadaptação do sujeito à realidade da vida, condição a que Pessoa também parece sujeito, por tudo que ele mesmo revela em muitas de suas cartas e páginas íntimas.  Em relação a si mesmo, Pessoa realça as diferenças entre ele e Soares "no modo de ver e de compreender, mas não no estilo de expor". Bernardo Soares Fernando Pessoa
  • 7. Semi-heterônimo  Fernando Pessoa considera, em cartas e anotações pessoais, Bernardo Soares um tipo particular dentre os seus heterônimos, ou seja, um semi-heterônimo, porque como o próprio criador explica "não sendo a personalidade a minha, é, não diferente da minha, mas uma simples mutilação dela. Sou eu menos o raciocínio e afetividade”.  A classificação de Bernardo Soares como semi- heterônimo é uma atualização àquela que Pessoa fizera poucos anos antes, quando situava Soares não como heterônimo, mas como "uma personalidade literária".
  • 8. Embora, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis sejam os mais conhecidos, valorizados e admira- dos pela crítica literária, o humilde Bernardo Soares traz oculto nas profundezas do seu íntimo uma riqueza sobrenatural que, embora imperceptível a muitos, reluz como um embriões de estrelas reluzentes.  Na prosa fragmentária desenvolve a dramaticidade das reflexões humanas que vêm à tona na insistência de uma escrita que se reconhece inviável, inútil e imperfeita, à beira do tédio, do trágico e da indiferença estética. Por essa razão, diversos fragmentos do livro são investi- gações íntimas das sensações provocadas pelo anonimato, pela cotidianidade da vida comum e todo o "universo" da baixa de Lisboa.
  • 9. Livro do Desassossego  Escrito por Bernardo Soares é um livro que trata de uma “autobiografia sem fatos, escrito em forma de fragmentos”.  Na prosa fragmentária desenvolve a dramaticidade das reflexões humanas que vêm à tona na insistência de uma escrita que se reconhece inviável, inútil e imperfeita, à beira do tédio, do trágico e da indiferença estética. Por essa razão, diversos fragmentos do livro são investigações íntimas das sensações provocadas pelo anonimato, pela cotidianidade da vida comum e todo o "universo" da baixa de Lisboa.
  • 10. É considerado uma das obras fundadoras da ficção portuguesa no século XX, ao encenar na linguagem várias categorias que vão desde o enigma da condição humana até o absurdo da própria literatura.  Dentro da ficção de seu próprio livro, Bernardo é um simples ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa.  Esse livro tem valor suficiente para que fosse recomendado para estudo em todas as instituições de ensino do mundo, pois, se trata de uma arte necessária na formação e continuidade de equilíbrio do espírito humano, a arte de pensar.
  • 11. Desde 1914 que Pessoa ia escrevendo fragmentos de cunho confessional, diarístico e memorialista aos quais, já a partir dessa data, deu o título de Livro do Desassossego - obra que o ocupou até ao fim. Podemos então olhar o Livro do Desassossego como um dos pilares da prosa moderna portuguesa.
  • 12. Lisboa na visão de Soares  Os itinerários de Bernardo Soares, construídos a partir dos de Pessoa, são, para o semi-heterônimo, como meditações. Muito mais do que uma cidade sonhada ou idealizada, a cidade que surge no texto de Soares é uma cidade construída por dentro.  Em Bernardo Soares prevalece, em Lisboa, a "paisagem estado de alma", a que se constrói no terreno fluido da intimidade e que vai do sonho à sensação.  A Lisboa de Bernardo Soares pode ser considerada uma cidade íntima. Na maior parte das vezes, revela-se uma "cidade oprimida", feita de névoa e céu carregado, povoada de pessoas vulgares e barulhentas, que carregam mercadorias, trabalham em escritórios sombrios e vivem em casas de cômodos.  É desta forma que Bernardo Soares vê, lê e escreve a sua Lisboa: uma "paisagem estado de alma".
  • 13. Bibliografia  http://multipessoa.net/labirinto/bernardo-soares/4  http://www.letras.puc-rio.br/catedra/revista/6Sem_25.html  www.pessoa.art.br/?p=25  http://pensador.uol.com.br/autor/bernardo_soares/  http://www.infopedia.pt/$bernardo-soares  http://sites.google.com/site/solpoesiador/biografia-e-poemas/ bernardo-soares