SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
AUTO DA BARCA DO INFERNO
Cena VI - O Frade
Trabalho realizado por:
Carolina Pimenta,
nº4
Diogo Prata, nº6
João Nuno, nº14
Mariana Sousa, nº 18
COMPREENSÃO DO TEXTO
1. Encontras alguma relação entre a ilustração desta página e o
provérbio “O hábito não faz o monge.”?
Sim, porque neste caso não é por o frade vestir o hábito que adotou os
ideais do clero. Em vez de praticar a pobreza, ser fiel ao seu voto de castidade
e aspirar a servir unicamente a Deus, o Frade optou por viver com uma mulher,
gostava de festas e de danças, ambicionava honras e cargos. Ou seja, a sua
vida não correspondia aos ideais professados por um membro do clero.
2. O Frade apresenta-se como sendo “cortesão”, isto é,
frequentador da corte.
2.1. Prova que os elementos cénicos de que se faz acompanhar
ilustram bem esta afirmação.
A apresentação do Frade como um “cortesão” significa que ele participava
na vida da corte e reforça a ideia, presente nos adereços que transporta, de
que se entregou aos prazeres terrenos, voluntariamente e sem a consciência
pesada.
Os elementos cénicos que acompanham a personagem são o hábito, o
broquel (que é um escudo pequeno), a espada, o casco (capacete para
proteger a cabeça) e uma rapariga (Florença) que simbolizam a vida
pecaminosa que levou: vida desregrada na corte, quebra do voto de castidade
e entrega a outros prazeres mundanos.
2.2 Por que razão a personagem não nega nenhuma das acusações
que lhe são feitas e continua a acreditar que tem lugar garantido
no céu?
O Frade não nega nenhuma das
acusações porque é uma
personagem despreocupada e com
grande autoconfiança por acreditar
que por ser Frade, por ter rezado
tanto e por os seus colegas fazerem
o mesmo, as suas ações são
aceitáveis aos olhos do céu.
3. Exemplifica a presença do cómico de situação e do cómico de
carácter nesta cena.
Tipos de cómico
Situação Carácter Linguagem
As ações das
personagens são
desajustadas em
relação à situação
em que se
encontra .
Maneira de ser da
personagem não se
coaduna com aquilo
que se espera de
si.
A linguagem usada
pela personagem é
desadequada em
relação ao
contexto.
Cómico de situação: “Começou o Frade a dar lição de esgrima…”
O facto de ele se apresentar ao Diabo a cantar e a
dançar .
Cómico de carácter: “Deo gratias! Som cortesão.”
“Por minha la tenho eu, e sempre a tive de meu.”
“Um padre tão namorado e tanto dado à virtude.”
4. Perante a indagação do Frade (w. 470-471), o Anjo permanece em
silêncio.
4.1. Sugere uma explicação para tal atitude.
O Anjo não dialoga com o Frade
nem responde ao seu chamamento
para mostrar total desprezo por um
homem que devia ter uma vida
regrada e cumprir o voto de
castidade caraterístico do clero.
Dessa forma, o Frade tem
consciência da sua vida dissoluta e
aceita a sentença de condenação.
5. Que acusação está presente nas palavras que o Parvo dirige ao
Frade?
A acusação que o Parvo faz ao Frade é a de uma vida de imoralidade e
devassidão que se concretizou no não cumprimento do voto de castidade por
parte do Frade.
6. Lê o excerto do livro da página 121.
6.1 Transcreve, para o teu caderno, uma passagem do texto
vicentino que aponta para a generalização da depravação de
costumes e entre os membros do clero, referida no excerto do
livro da página 121.
A passagem que aponta para a vida desregrada é: “Diabo - E não vos
punham lá grosa, no vosso convento santo?” “Frade – E eles fazem outro
tanto!”
SINTESE
CENA VI
Frade Citações
Características da
personagem
Devasso; inconsciente;
dado aos prazeres do
mundo.
“Eu hei de ser
condenado?/Um padre tão
namorado/e tanto dado à
virtude?”
Símbolos cénicos Moça, broquel, espada,
casco
------------
Movimentação cénica Barca do Diabo Barca
do Anjo Barca do Diabo
------------
Argumentos de defesa O hábito; as orações que
rezou; o facto de os seus
colegas fazerem o mesmo.
“E este hábito não me
vale?”; “se há um Frade de
perder, /com tanto salmo
rezado?” ; “E eles fazem
outro tanto!”
Argumentos de
acusação
Imoralidade e devassidão “Gentil padre mundanal”;
“Devoto padre marido”
(Diabo); “Furtaste o
trinchão, frade?
CENA VI
Frade Citações
Tipos de cómico Cómico de carácter
Cómico de situação
“Deo gratias! Som
cortesão.” ; “Por
minha la tenho eu, /e
sempre a tive de
meu.”
“Começou o Frade
a dar lição de
esgrima.”
Alguns recursos
expressivos
Ironia “Fezeste bem, que é
fermosa!”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Auto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: FradeAuto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: FradeDavid Caçador
 
Sapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do InfernoSapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do InfernoSaraegli
 
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do fradeAuto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do fradeDelfina Vernuccio
 
Auto Da Barca Do Inferno Cena do Frade
Auto Da Barca Do Inferno Cena do FradeAuto Da Barca Do Inferno Cena do Frade
Auto Da Barca Do Inferno Cena do FradeDelfina Vernuccio
 
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Ano
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º AnoO Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Ano
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Anojoaoalmeiida
 
Frade - Júlio
Frade  - JúlioFrade  - Júlio
Frade - JúlioJulio Ma
 
Auto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O fradeAuto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O fradeZé Carlos Barbosa
 
Cena do fidalgo (1) (1)
Cena do fidalgo (1) (1)Cena do fidalgo (1) (1)
Cena do fidalgo (1) (1)inesislinda
 
Auto da barca do inferno - texto expositivo
Auto da barca do inferno - texto expositivoAuto da barca do inferno - texto expositivo
Auto da barca do inferno - texto expositivofranciscaf
 
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroAuto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroRita Galrito
 
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaFJDOliveira
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do infernoVanda Marques
 
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º anoO corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º anoGabriel Lima
 
Análise de auto da barca do inferno
Análise de auto da barca do infernoAnálise de auto da barca do inferno
Análise de auto da barca do infernoma.no.el.ne.ves
 

Mais procurados (20)

Auto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: FradeAuto da barca do inferno: Frade
Auto da barca do inferno: Frade
 
Auto da barca do inferno frade
Auto da barca do inferno fradeAuto da barca do inferno frade
Auto da barca do inferno frade
 
Sapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do InfernoSapateiro Auto Da Barca Do Inferno
Sapateiro Auto Da Barca Do Inferno
 
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do fradeAuto Da Barca Do Inferno cena do frade
Auto Da Barca Do Inferno cena do frade
 
Cena do onzeneiro
Cena do onzeneiroCena do onzeneiro
Cena do onzeneiro
 
Auto Da Barca Do Inferno Cena do Frade
Auto Da Barca Do Inferno Cena do FradeAuto Da Barca Do Inferno Cena do Frade
Auto Da Barca Do Inferno Cena do Frade
 
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Ano
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º AnoO Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Ano
O Enforcado - Auto da Barca do Inferno - 9º Ano
 
Frade - Júlio
Frade  - JúlioFrade  - Júlio
Frade - Júlio
 
Auto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O fradeAuto da barca do inferno- O frade
Auto da barca do inferno- O frade
 
Cena do fidalgo (1) (1)
Cena do fidalgo (1) (1)Cena do fidalgo (1) (1)
Cena do fidalgo (1) (1)
 
A alcoviteira
A alcoviteiraA alcoviteira
A alcoviteira
 
Cena 1
Cena 1Cena 1
Cena 1
 
Auto da barca do inferno - texto expositivo
Auto da barca do inferno - texto expositivoAuto da barca do inferno - texto expositivo
Auto da barca do inferno - texto expositivo
 
O enforcado
O enforcadoO enforcado
O enforcado
 
Onzeneiro
OnzeneiroOnzeneiro
Onzeneiro
 
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroAuto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
 
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º anoO corregedor e o procurador - Português 9º ano
O corregedor e o procurador - Português 9º ano
 
Análise de auto da barca do inferno
Análise de auto da barca do infernoAnálise de auto da barca do inferno
Análise de auto da barca do inferno
 

Semelhante a Auto da barca do inferno

O frade convertido
O frade convertidoO frade convertido
O frade convertidofarruscos
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAnaRita9
 
Auto da barca do Inferno
Auto da barca do InfernoAuto da barca do Inferno
Auto da barca do InfernoMargarida Ramos
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptsin3stesia
 
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenasAuto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenasClaudia Lazarini
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivoJoel Silva
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivoJoel Silva
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivoJoel Silva
 

Semelhante a Auto da barca do inferno (10)

O frade convertido
O frade convertidoO frade convertido
O frade convertido
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
D9 abi 117_c6_frade
D9 abi 117_c6_fradeD9 abi 117_c6_frade
D9 abi 117_c6_frade
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Auto da barca do Inferno
Auto da barca do InfernoAuto da barca do Inferno
Auto da barca do Inferno
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
 
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenasAuto da-barca-do-inferno-analise-cenas
Auto da-barca-do-inferno-analise-cenas
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivo
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivo
 
Estudos o amigo do noivo
Estudos  o amigo do noivoEstudos  o amigo do noivo
Estudos o amigo do noivo
 

Mais de paulaoliveiraoliveir2

Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodle
Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodleCaraterísticas da publicidade doc. 1 moodle
Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodlepaulaoliveiraoliveir2
 
Caracter publicid e poema eu etiqueta
Caracter publicid e poema  eu etiquetaCaracter publicid e poema  eu etiqueta
Caracter publicid e poema eu etiquetapaulaoliveiraoliveir2
 
4 informativa texto_injuntivo_instrucional
4 informativa texto_injuntivo_instrucional4 informativa texto_injuntivo_instrucional
4 informativa texto_injuntivo_instrucionalpaulaoliveiraoliveir2
 
Teste de avaliação. ou aferição a2 .formação claudia
Teste de avaliação.  ou aferição a2 .formação claudiaTeste de avaliação.  ou aferição a2 .formação claudia
Teste de avaliação. ou aferição a2 .formação claudiapaulaoliveiraoliveir2
 
Auto da barca do inferno fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)
Auto da barca do inferno   fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)Auto da barca do inferno   fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)
Auto da barca do inferno fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)paulaoliveiraoliveir2
 
Plano estratégico para a inclusa 2020
Plano estratégico para a inclusa 2020Plano estratégico para a inclusa 2020
Plano estratégico para a inclusa 2020paulaoliveiraoliveir2
 
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de lerOrientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de lerpaulaoliveiraoliveir2
 
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao pptpaulaoliveiraoliveir2
 

Mais de paulaoliveiraoliveir2 (20)

Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodle
Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodleCaraterísticas da publicidade doc. 1 moodle
Caraterísticas da publicidade doc. 1 moodle
 
Caracteristicas-da-publicidade
 Caracteristicas-da-publicidade Caracteristicas-da-publicidade
Caracteristicas-da-publicidade
 
Caracter publicid e poema eu etiqueta
Caracter publicid e poema  eu etiquetaCaracter publicid e poema  eu etiqueta
Caracter publicid e poema eu etiqueta
 
Bula medica sobre o homem
Bula medica sobre o homemBula medica sobre o homem
Bula medica sobre o homem
 
Barbaecabelo ficha-bd soluç
Barbaecabelo ficha-bd soluçBarbaecabelo ficha-bd soluç
Barbaecabelo ficha-bd soluç
 
Apresentaopublicidade
Apresentaopublicidade Apresentaopublicidade
Apresentaopublicidade
 
Anúncio portugal
Anúncio portugalAnúncio portugal
Anúncio portugal
 
4 informativa texto_injuntivo_instrucional
4 informativa texto_injuntivo_instrucional4 informativa texto_injuntivo_instrucional
4 informativa texto_injuntivo_instrucional
 
12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa
 
Teste de avaliação a2
Teste de avaliação a2Teste de avaliação a2
Teste de avaliação a2
 
Teste de avaliação. ou aferição a2 .formação claudia
Teste de avaliação.  ou aferição a2 .formação claudiaTeste de avaliação.  ou aferição a2 .formação claudia
Teste de avaliação. ou aferição a2 .formação claudia
 
Auto da barca do inferno fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)
Auto da barca do inferno   fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)Auto da barca do inferno   fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)
Auto da barca do inferno fidalgo-quest, interp. global31quest (blog9 10-11)
 
Plano estratégico para a inclusa 2020
Plano estratégico para a inclusa 2020Plano estratégico para a inclusa 2020
Plano estratégico para a inclusa 2020
 
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de lerOrientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
 
Ppt recursos expressivos bom
Ppt recursos expressivos bomPpt recursos expressivos bom
Ppt recursos expressivos bom
 
Auto da barca do inferno ppt bom
Auto da barca do inferno ppt bomAuto da barca do inferno ppt bom
Auto da barca do inferno ppt bom
 
Abi personagens tipo bom
Abi personagens tipo bomAbi personagens tipo bom
Abi personagens tipo bom
 
Abi analise em ppt
Abi analise em pptAbi analise em ppt
Abi analise em ppt
 
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
 
Gramatica plnm -10
Gramatica   plnm -10Gramatica   plnm -10
Gramatica plnm -10
 

Último

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptxthaisamaral9365923
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxleandropereira983288
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxkarinedarozabatista
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavrasMary Alvarenga
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 5, CPAD, Os Inimigos do Cristão, 2Tr24, Pr Henrique.pptx
 
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
“Sobrou pra mim” - Conto de Ruth Rocha.pptx
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptxAD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
AD2 DIDÁTICA.KARINEROZA.SHAYANNE.BINC.ROBERTA.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 

Auto da barca do inferno

  • 1. AUTO DA BARCA DO INFERNO Cena VI - O Frade Trabalho realizado por: Carolina Pimenta, nº4 Diogo Prata, nº6 João Nuno, nº14 Mariana Sousa, nº 18
  • 2. COMPREENSÃO DO TEXTO 1. Encontras alguma relação entre a ilustração desta página e o provérbio “O hábito não faz o monge.”? Sim, porque neste caso não é por o frade vestir o hábito que adotou os ideais do clero. Em vez de praticar a pobreza, ser fiel ao seu voto de castidade e aspirar a servir unicamente a Deus, o Frade optou por viver com uma mulher, gostava de festas e de danças, ambicionava honras e cargos. Ou seja, a sua vida não correspondia aos ideais professados por um membro do clero.
  • 3. 2. O Frade apresenta-se como sendo “cortesão”, isto é, frequentador da corte. 2.1. Prova que os elementos cénicos de que se faz acompanhar ilustram bem esta afirmação. A apresentação do Frade como um “cortesão” significa que ele participava na vida da corte e reforça a ideia, presente nos adereços que transporta, de que se entregou aos prazeres terrenos, voluntariamente e sem a consciência pesada. Os elementos cénicos que acompanham a personagem são o hábito, o broquel (que é um escudo pequeno), a espada, o casco (capacete para proteger a cabeça) e uma rapariga (Florença) que simbolizam a vida pecaminosa que levou: vida desregrada na corte, quebra do voto de castidade e entrega a outros prazeres mundanos.
  • 4. 2.2 Por que razão a personagem não nega nenhuma das acusações que lhe são feitas e continua a acreditar que tem lugar garantido no céu? O Frade não nega nenhuma das acusações porque é uma personagem despreocupada e com grande autoconfiança por acreditar que por ser Frade, por ter rezado tanto e por os seus colegas fazerem o mesmo, as suas ações são aceitáveis aos olhos do céu.
  • 5. 3. Exemplifica a presença do cómico de situação e do cómico de carácter nesta cena. Tipos de cómico Situação Carácter Linguagem As ações das personagens são desajustadas em relação à situação em que se encontra . Maneira de ser da personagem não se coaduna com aquilo que se espera de si. A linguagem usada pela personagem é desadequada em relação ao contexto.
  • 6. Cómico de situação: “Começou o Frade a dar lição de esgrima…” O facto de ele se apresentar ao Diabo a cantar e a dançar . Cómico de carácter: “Deo gratias! Som cortesão.” “Por minha la tenho eu, e sempre a tive de meu.” “Um padre tão namorado e tanto dado à virtude.”
  • 7. 4. Perante a indagação do Frade (w. 470-471), o Anjo permanece em silêncio. 4.1. Sugere uma explicação para tal atitude. O Anjo não dialoga com o Frade nem responde ao seu chamamento para mostrar total desprezo por um homem que devia ter uma vida regrada e cumprir o voto de castidade caraterístico do clero. Dessa forma, o Frade tem consciência da sua vida dissoluta e aceita a sentença de condenação.
  • 8. 5. Que acusação está presente nas palavras que o Parvo dirige ao Frade? A acusação que o Parvo faz ao Frade é a de uma vida de imoralidade e devassidão que se concretizou no não cumprimento do voto de castidade por parte do Frade.
  • 9. 6. Lê o excerto do livro da página 121. 6.1 Transcreve, para o teu caderno, uma passagem do texto vicentino que aponta para a generalização da depravação de costumes e entre os membros do clero, referida no excerto do livro da página 121. A passagem que aponta para a vida desregrada é: “Diabo - E não vos punham lá grosa, no vosso convento santo?” “Frade – E eles fazem outro tanto!”
  • 10. SINTESE CENA VI Frade Citações Características da personagem Devasso; inconsciente; dado aos prazeres do mundo. “Eu hei de ser condenado?/Um padre tão namorado/e tanto dado à virtude?” Símbolos cénicos Moça, broquel, espada, casco ------------ Movimentação cénica Barca do Diabo Barca do Anjo Barca do Diabo ------------ Argumentos de defesa O hábito; as orações que rezou; o facto de os seus colegas fazerem o mesmo. “E este hábito não me vale?”; “se há um Frade de perder, /com tanto salmo rezado?” ; “E eles fazem outro tanto!” Argumentos de acusação Imoralidade e devassidão “Gentil padre mundanal”; “Devoto padre marido” (Diabo); “Furtaste o trinchão, frade?
  • 11. CENA VI Frade Citações Tipos de cómico Cómico de carácter Cómico de situação “Deo gratias! Som cortesão.” ; “Por minha la tenho eu, /e sempre a tive de meu.” “Começou o Frade a dar lição de esgrima.” Alguns recursos expressivos Ironia “Fezeste bem, que é fermosa!”