SlideShare uma empresa Scribd logo
Quadros de análise:
Sistematização de conclusões
PERSONAGEM-TIPO OU TIPOS SOCIAIS
Personagem que não tem dimensão individual; é uma generalização
das qualidades e/ ou defeitos, dos estereótipos de uma classe social,
de uma profissão, de uma determinada mentalidade. O tipo social
tem um valor simbólico e alarga a crítica a uma colectividade, a um
grupo. Exemplo: O Fidalgo em ABI representa a Nobreza do séc. XVI.
PERSONAGEM ALEGÓRICA
Personagem que serve para representar de forma CONCRETA uma
ideia, um valor. Exemplo: O Diabo em ABI representa o mal, a
condenação dos vícios.
Quadros de Sistematização do ABI_final.pptx
Quadros de Sistematização do ABI_final.pptx
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e sua
simbologia*
O simbolo cénico do Onzeneiro é uma bolsa de dinheiro.
Simboliza a sua ganancia, avarez, e usura.
Percurso cénico* O Onzeneiro fala com o Diabo no porto, depois vai falar
com o Anjo, e volta ao barco do Diabo.
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Argumenta que a bolsa está vazia (e ainda pensa em
voltar a terra buscar dinheiro para comprar entrada ao
paraíso).
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
A sua ganância – “Esse bolsão tomará todo o navio”/ “não
já no teu coração”
Caracterização Avarento, arrogante, alienado, inconsciente, ingenuo,
ignorante, manipulador.
Sentença * Condenado ao inferno!
Recursos expressivos* Interjeições – “Oh”, Ironía – “Oh que má-hora venhais”,
Modo Imperativo – “Vai pera quem te enganou”, Hipérbole
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Não tem, porque nao cometeu pecados com mal
intenção.
Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo➡️Cais
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Não tem! Ele é humilde e não acha que é importante o
suficiente para entrar na barca divinal.
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Não tem! Ele espanta o Diabo, e é convidado para ficar
com o Anjo.
Caracterização Imaturo, gosta de usar calão, humilde, espiríto simples,
rustico.
Sentença Convidado a ir ao Paraíso. Possibilidade de salvação.
Recursos expressivos Eufemismo: “porto de Lucifer”. Comíco de linguagem:
interjeições, calão. Comíco de caráter e situação: o
comportamento e personalidade de Joane é engraçado;
o Diabo fica sem palavras peranre as pragas de Joane.
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Avental –
Formas –
Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo➡️Barca do Diabo
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Morreu confessado e comungado; ouviu muitas missas;
fez donativos à igreja e rezou pela alma dos mortos.
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Confessou-se mas não revelou os seus pecados; roubou
o povo durante trinta anos; falso crente.
Caracterização Rude, Arrogante, Convencido, Inconsciente.
Sentença Condenado ao Inferno
Recursos expressivos Jogos de palavras (denotação/ conotação) –
“cárrega”/”carregado”
Ironia e dupla adjeticação “Santo Sapateiro honrado”
Eufemismo “lago dos danados”
Trocadilho “coser/cozer” ao Inferno – jogo com o som da
palavra e duplo significado
Calão – cómico de linguagem “puta da badana”
Gíria da profissão “cordovão”, “formas”, “badana”
Antítese “honrado” / carregado de pecados +
“comungado”/”escomungado”
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Mulher (florença) – quebra do voto de castidade
broquel, espada, capete- quebra dos votos de pobreza
0s 4 símbolos- representam a quebra do voto de
obediência
0 capelo- representa a sua classe social
Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo (O anjo não recebe, é o
Joane que toma a vez do anjo)➡️Barco do Diabo
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Os outros fazem o mesmo “ E eles fazem outro
tanto”(v.383)
-O seu estatuto social protege-o “E est´habito nom me
val?” (v.390)
-Autocusaçao “um padre tao namorado/ e tanto dado a
virtude” (v. 397-398)
-O contrato com a igreja salva-o “Não ficou isso na
avença”(v.404)
-Rezou muitos salmos (v.412)
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Viveu sem temer o destino, entregando-se aos
prazeres do mundo.
Caracterização Convencido, alienado, inconsciente, alegre, falsa religião,
desculpa-se com os outros; no final da cena; resignado,
conformado com o seu destino.
Sentença Condenado ao Inferno
Recursos expressivos Interjeições: “Deo Gratias!”
Eufemismo: “fogo ardente”
Modo Imperativo e apóstrofe: “Entrai, padre reverendo”
Cómico de caráter e situação: a lição de esgrima que o
Frade dá ao Diabo.
Antitese e dupla adjetivação: “Gentil padre mundanal”
“Devoto padre marido”
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
“seiscentos virgos postiços”, “3 arcas de feitiços”, “3
armários de mentir”, “5 cofres de enleos”, “alguns furtos
alheos/assim em joaias de vestir,/ guarda- roupa
d’encobri,/enfim casa movediça”, “um estrado de cortiça/
com dous coxins d’encobrir”, “moças que vendia”
Percurso cénico Barca do Diabo - Barca do Anjo – Barca do Diabo
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Sofreu castigos em vida por salvar muitas raparigas, pelo
que se considera uma santa. No entanto, estes
argumentos funcionam como autoacusações, tal como a
longa enumeração usada pela própria Alcoviteira para
descrever a sua carga.
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Auto-acusação: prostituição e traficância, mentir, roubar
has context menu
Caracterização Mentiros, manipuladora, desbocada convencia,
cínica, lisonjeira, mentirosa.
Sentença Condenada ao Inferno
Recursos expressivos Enumeracão dos símbolos cenicos da Alcoviteira:
“seiscentos virgos postiços”, “3 arcas de feitiços”, “3
armários de mentir”, “5 cofres de enleos”, “alguns furtos
alheos/assim em joaias de vestir,/ guarda- roupa
d’encobri,/enfim casa movediça”, “um estrado de cortiça/
com dous coxins d’encobrir”, “moças que vendia”
Ironia:
“"Eu sô üa mártela tal!... Açoutes tenho levados e
tormentos suportados que ninguém me foi igual. Se fosse
ò fogo infernal, lá iria todo o mundo!"”
Comíco de caráter: Reinterppretação da sua profissão. Autoacusa-se. Troca personagem ao Diabo e ao Anjo
Comíco de Linguagem: seconder seu atos com linguagem religiosa.
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Bode – o seu apego à sua religião
Dinheiro – o seu apego à sua fortuna
Percurso cénico Barca do Diabo
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
É o parvo quem acusa o Judeu de vários sacrilégios,
como profaner sepulturas e comer carne nos dia de
jejum.
Caracterização Humilde, honesto, chateado, confuso, mal-tratado.
Sentença Condenado ao Inferno (vai num barco separado)
Recursos expressivos
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Processos, Vara do Corregedor :
Livros do Procurador :
Percurso cénico Barca do Diabo, Barca do Anjo, Barca do Diabo.
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
O corregedor invoca a sua condição social e
professional, alega que sempre agiu conforme a justiça e
que não é responsavel por a sua mulher aceitar ofertas
dos judeus. O procurador invoca a esperança em Deus.
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Enriquecimento atráves de julgamentos viciados pela
prática do suborno.
Caracterização Corregedor:
Convencido, corrupto, alienado, mentiroso.
Procurador:
Convencido
Sentença Arrogante, Confiante, Alienado, Inconsciente, Falsa
Religião, Mentiroso.
Recursos expressivos Cómico de linguagem: Uso de Latim macarrónico
Eufemismo: “Ireis ao lago dos cães”
Antitese: “Há de ir um corregedor? Santo descorregedor”
Interjeição: “Oh!”
Apostrofe: “ó Amador de perdiz”
Metáfora: “E vós, tomar a tecer, e urdir outra meada.”
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Percurso cénico
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Caracterização
Sentença
Recursos expressivos
Aspectos a
analisar
Conclusões & elementos textuais
Símbolos cénicos e
sua simbologia
Cruz de Cristo, as Espadas, Escudos.
Percurso cénico Direto á Barca do Anjo
Argumentos de defesa
(da personagem a embarcar)
Nenhum.
Argumentos de
acusação
(das outras personagens)
Nenhum.
Caracterização Dedicados, orgulhosos, corajosos, verdadeiros cristãos,
confiantes, assertivos.
Sentença Salvação ao Paraíso
Recursos expressivos Cómico de Situação e de Caráter – “Entrai Cá! Que
cousa é essa? Eu non posso entender isto!” Modo

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Quadros de Sistematização do ABI_final.pptx

Simbologia das barcas
Simbologia das barcasSimbologia das barcas
Simbologia das barcas
esomalucos
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
Vanda Marques
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
sin3stesia
 
D9 abi 092_c1e2_fidalgo
D9 abi 092_c1e2_fidalgoD9 abi 092_c1e2_fidalgo
D9 abi 092_c1e2_fidalgo
miguelribeiro
 
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
paulaoliveiraoliveir2
 
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdfgrelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
SusanaMarques87
 
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9º
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9ºGrelha de análise do auto da barca do inferno 9º
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9º
Secretaria Regional de Educação da Madeira
 
Resumos de português (3º teste)
Resumos de português (3º teste)Resumos de português (3º teste)
Resumos de português (3º teste)
Ana Beatriz Neiva
 
Gil Vicente
Gil VicenteGil Vicente
Gil Vicente
Cláudia Heloísa
 
Alto barca do inferno auto da moralidade
Alto barca do inferno  auto da moralidadeAlto barca do inferno  auto da moralidade
Alto barca do inferno auto da moralidade
watilde
 
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
DavidMonteiro65
 
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticosAuto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
Ana Paula
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
Fred Spark
 
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
Gabriel Lima
 
ABI - Personagens
ABI - PersonagensABI - Personagens
ABI - Personagens
José Ferreira
 
Para Compreender o Auto da Barca do Inferno
Para Compreender o Auto da Barca do InfernoPara Compreender o Auto da Barca do Inferno
Para Compreender o Auto da Barca do Inferno
Jú Barbosa
 
Auto da compadecida
Auto da compadecidaAuto da compadecida
Auto da compadecida
Josi Motta
 
Auto da barca analise completa
Auto da barca   analise completaAuto da barca   analise completa
Auto da barca analise completa
William Ferraz
 
Auto da barca do inferno enforcado
Auto da barca do inferno enforcadoAuto da barca do inferno enforcado
Auto da barca do inferno enforcado
Suzinai Coelho
 
Auto da-barca-do-inferno
Auto da-barca-do-inferno Auto da-barca-do-inferno
Auto da-barca-do-inferno
Diógenes Zigar
 

Semelhante a Quadros de Sistematização do ABI_final.pptx (20)

Simbologia das barcas
Simbologia das barcasSimbologia das barcas
Simbologia das barcas
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_pptAuto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
Auto da barca_do_inferno_O_Sapateiro_ppt
 
D9 abi 092_c1e2_fidalgo
D9 abi 092_c1e2_fidalgoD9 abi 092_c1e2_fidalgo
D9 abi 092_c1e2_fidalgo
 
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
50669819 auto-da-barca-do-inferno-introducao ppt
 
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdfgrelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
grelhadeanlisedoautodabarcadoinferno9-151114225815-lva1-app6891.pdf
 
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9º
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9ºGrelha de análise do auto da barca do inferno 9º
Grelha de análise do auto da barca do inferno 9º
 
Resumos de português (3º teste)
Resumos de português (3º teste)Resumos de português (3º teste)
Resumos de português (3º teste)
 
Gil Vicente
Gil VicenteGil Vicente
Gil Vicente
 
Alto barca do inferno auto da moralidade
Alto barca do inferno  auto da moralidadeAlto barca do inferno  auto da moralidade
Alto barca do inferno auto da moralidade
 
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
Auto+da+barca+do+inferno power point (4)
 
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticosAuto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
Auto da-barca-do-inferno-quadro-sintese-com- rscurssos estilisticos
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
Auto da-barca-do-inferno-1213660370289329-8
 
ABI - Personagens
ABI - PersonagensABI - Personagens
ABI - Personagens
 
Para Compreender o Auto da Barca do Inferno
Para Compreender o Auto da Barca do InfernoPara Compreender o Auto da Barca do Inferno
Para Compreender o Auto da Barca do Inferno
 
Auto da compadecida
Auto da compadecidaAuto da compadecida
Auto da compadecida
 
Auto da barca analise completa
Auto da barca   analise completaAuto da barca   analise completa
Auto da barca analise completa
 
Auto da barca do inferno enforcado
Auto da barca do inferno enforcadoAuto da barca do inferno enforcado
Auto da barca do inferno enforcado
 
Auto da-barca-do-inferno
Auto da-barca-do-inferno Auto da-barca-do-inferno
Auto da-barca-do-inferno
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 

Quadros de Sistematização do ABI_final.pptx

  • 2. PERSONAGEM-TIPO OU TIPOS SOCIAIS Personagem que não tem dimensão individual; é uma generalização das qualidades e/ ou defeitos, dos estereótipos de uma classe social, de uma profissão, de uma determinada mentalidade. O tipo social tem um valor simbólico e alarga a crítica a uma colectividade, a um grupo. Exemplo: O Fidalgo em ABI representa a Nobreza do séc. XVI. PERSONAGEM ALEGÓRICA Personagem que serve para representar de forma CONCRETA uma ideia, um valor. Exemplo: O Diabo em ABI representa o mal, a condenação dos vícios.
  • 5. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia* O simbolo cénico do Onzeneiro é uma bolsa de dinheiro. Simboliza a sua ganancia, avarez, e usura. Percurso cénico* O Onzeneiro fala com o Diabo no porto, depois vai falar com o Anjo, e volta ao barco do Diabo. Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Argumenta que a bolsa está vazia (e ainda pensa em voltar a terra buscar dinheiro para comprar entrada ao paraíso). Argumentos de acusação (das outras personagens) A sua ganância – “Esse bolsão tomará todo o navio”/ “não já no teu coração” Caracterização Avarento, arrogante, alienado, inconsciente, ingenuo, ignorante, manipulador. Sentença * Condenado ao inferno! Recursos expressivos* Interjeições – “Oh”, Ironía – “Oh que má-hora venhais”, Modo Imperativo – “Vai pera quem te enganou”, Hipérbole
  • 6. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Não tem, porque nao cometeu pecados com mal intenção. Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo➡️Cais Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Não tem! Ele é humilde e não acha que é importante o suficiente para entrar na barca divinal. Argumentos de acusação (das outras personagens) Não tem! Ele espanta o Diabo, e é convidado para ficar com o Anjo. Caracterização Imaturo, gosta de usar calão, humilde, espiríto simples, rustico. Sentença Convidado a ir ao Paraíso. Possibilidade de salvação. Recursos expressivos Eufemismo: “porto de Lucifer”. Comíco de linguagem: interjeições, calão. Comíco de caráter e situação: o comportamento e personalidade de Joane é engraçado; o Diabo fica sem palavras peranre as pragas de Joane.
  • 7. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Avental – Formas – Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo➡️Barca do Diabo Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Morreu confessado e comungado; ouviu muitas missas; fez donativos à igreja e rezou pela alma dos mortos. Argumentos de acusação (das outras personagens) Confessou-se mas não revelou os seus pecados; roubou o povo durante trinta anos; falso crente. Caracterização Rude, Arrogante, Convencido, Inconsciente.
  • 8. Sentença Condenado ao Inferno Recursos expressivos Jogos de palavras (denotação/ conotação) – “cárrega”/”carregado” Ironia e dupla adjeticação “Santo Sapateiro honrado” Eufemismo “lago dos danados” Trocadilho “coser/cozer” ao Inferno – jogo com o som da palavra e duplo significado Calão – cómico de linguagem “puta da badana” Gíria da profissão “cordovão”, “formas”, “badana” Antítese “honrado” / carregado de pecados + “comungado”/”escomungado”
  • 9. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Mulher (florença) – quebra do voto de castidade broquel, espada, capete- quebra dos votos de pobreza 0s 4 símbolos- representam a quebra do voto de obediência 0 capelo- representa a sua classe social Percurso cénico Barca do Diabo ➡️Barca do Anjo (O anjo não recebe, é o Joane que toma a vez do anjo)➡️Barco do Diabo Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Os outros fazem o mesmo “ E eles fazem outro tanto”(v.383) -O seu estatuto social protege-o “E est´habito nom me val?” (v.390) -Autocusaçao “um padre tao namorado/ e tanto dado a virtude” (v. 397-398) -O contrato com a igreja salva-o “Não ficou isso na avença”(v.404) -Rezou muitos salmos (v.412)
  • 10. Argumentos de acusação (das outras personagens) Viveu sem temer o destino, entregando-se aos prazeres do mundo. Caracterização Convencido, alienado, inconsciente, alegre, falsa religião, desculpa-se com os outros; no final da cena; resignado, conformado com o seu destino. Sentença Condenado ao Inferno Recursos expressivos Interjeições: “Deo Gratias!” Eufemismo: “fogo ardente” Modo Imperativo e apóstrofe: “Entrai, padre reverendo” Cómico de caráter e situação: a lição de esgrima que o Frade dá ao Diabo. Antitese e dupla adjetivação: “Gentil padre mundanal” “Devoto padre marido”
  • 11. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia “seiscentos virgos postiços”, “3 arcas de feitiços”, “3 armários de mentir”, “5 cofres de enleos”, “alguns furtos alheos/assim em joaias de vestir,/ guarda- roupa d’encobri,/enfim casa movediça”, “um estrado de cortiça/ com dous coxins d’encobrir”, “moças que vendia” Percurso cénico Barca do Diabo - Barca do Anjo – Barca do Diabo Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Sofreu castigos em vida por salvar muitas raparigas, pelo que se considera uma santa. No entanto, estes argumentos funcionam como autoacusações, tal como a longa enumeração usada pela própria Alcoviteira para descrever a sua carga. Argumentos de acusação (das outras personagens) Auto-acusação: prostituição e traficância, mentir, roubar has context menu
  • 12. Caracterização Mentiros, manipuladora, desbocada convencia, cínica, lisonjeira, mentirosa. Sentença Condenada ao Inferno Recursos expressivos Enumeracão dos símbolos cenicos da Alcoviteira: “seiscentos virgos postiços”, “3 arcas de feitiços”, “3 armários de mentir”, “5 cofres de enleos”, “alguns furtos alheos/assim em joaias de vestir,/ guarda- roupa d’encobri,/enfim casa movediça”, “um estrado de cortiça/ com dous coxins d’encobrir”, “moças que vendia” Ironia: “"Eu sô üa mártela tal!... Açoutes tenho levados e tormentos suportados que ninguém me foi igual. Se fosse ò fogo infernal, lá iria todo o mundo!"” Comíco de caráter: Reinterppretação da sua profissão. Autoacusa-se. Troca personagem ao Diabo e ao Anjo Comíco de Linguagem: seconder seu atos com linguagem religiosa.
  • 13. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Bode – o seu apego à sua religião Dinheiro – o seu apego à sua fortuna Percurso cénico Barca do Diabo Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Argumentos de acusação (das outras personagens) É o parvo quem acusa o Judeu de vários sacrilégios, como profaner sepulturas e comer carne nos dia de jejum. Caracterização Humilde, honesto, chateado, confuso, mal-tratado. Sentença Condenado ao Inferno (vai num barco separado) Recursos expressivos
  • 14. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Processos, Vara do Corregedor : Livros do Procurador : Percurso cénico Barca do Diabo, Barca do Anjo, Barca do Diabo. Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) O corregedor invoca a sua condição social e professional, alega que sempre agiu conforme a justiça e que não é responsavel por a sua mulher aceitar ofertas dos judeus. O procurador invoca a esperança em Deus. Argumentos de acusação (das outras personagens) Enriquecimento atráves de julgamentos viciados pela prática do suborno.
  • 15. Caracterização Corregedor: Convencido, corrupto, alienado, mentiroso. Procurador: Convencido Sentença Arrogante, Confiante, Alienado, Inconsciente, Falsa Religião, Mentiroso. Recursos expressivos Cómico de linguagem: Uso de Latim macarrónico Eufemismo: “Ireis ao lago dos cães” Antitese: “Há de ir um corregedor? Santo descorregedor” Interjeição: “Oh!” Apostrofe: “ó Amador de perdiz” Metáfora: “E vós, tomar a tecer, e urdir outra meada.”
  • 16. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Percurso cénico Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Argumentos de acusação (das outras personagens) Caracterização Sentença Recursos expressivos
  • 17. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuais Símbolos cénicos e sua simbologia Cruz de Cristo, as Espadas, Escudos. Percurso cénico Direto á Barca do Anjo Argumentos de defesa (da personagem a embarcar) Nenhum. Argumentos de acusação (das outras personagens) Nenhum. Caracterização Dedicados, orgulhosos, corajosos, verdadeiros cristãos, confiantes, assertivos. Sentença Salvação ao Paraíso Recursos expressivos Cómico de Situação e de Caráter – “Entrai Cá! Que cousa é essa? Eu non posso entender isto!” Modo