SlideShare uma empresa Scribd logo
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
86Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
Aula Nº 9 – Depreciação –
Conceitos e Métodos
Objetivos da aula:
Esta aula tem por objetivo apresentar conceitos de Ativo Imobilizado,
Depreciação, Amortização e Exaustão e os métodos de depreciação para
calcular a depreciação. Veremos os métodos linear ou quotas constantes,
soma dos dígitos e o método do saldo decrescente.
Ao final desta aula, você deverá estar apto a entender o efeito da
depreciação no Balanço Patrimonial (reduzindo o Ativo Imobilizado) e na
Demonstração do Resultado.
1. Introdução
Ativo Imobilizado - é representado pelos direitos que tenham por objeto os
Bens destinados ao uso nas atividades da empresa (não à venda – apesar de
poderem vir a ser vendidos) ou à manutenção de suas atividades, inclusive
os de propriedade industrial ou comercial. Exemplo: Máquinas, Imóveis,
Equipamentos, Móveis e Utensílios, Veículos, Computadores, Instalações
etc. São bens que podem servir a vários ciclos operacionais da empresa.
Um terreno, no qual se pretenda construir uma nova instalação, também é
um ativo imobilizado por ser adquirido com a intenção de ser utilizado no
processo operacional da empresa.
OAtivoImobilizadopodesertangívelouintangível,sendotangíveisaqueles
elementos que possuem um corpo físico, como máquinas, equipamentos,
veículos etc. Os elementos intangíveis do Ativo Imobilizado são aqueles que
não possuem um corpo físico, mas envolvem direitos de propriedade, como
marcas, patentes, direitos autorais.
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
87Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
A depreciação dos bens do ativo imobilizado representa o desgaste ou a
perda da capacidade de utilização (vida útil) dos elementos tangíveis ali
classificáveis, resultantes do desgaste pelo uso, da ação da natureza ou de
obsolescência normal (provocada pela evolução tecnológica).
2. Tempo, Vida útil e Taxa
Os elementos tangíveis do Ativo Imobilizado têm suas vidas úteis estimadas,
limitadas no tempo, produzindo, ao final, um valor residual, ou seja, um
valor de venda após o seu uso.
O tempo de vida útil de um bem será determinado de acordo com o prazo
durante o qual é possível a sua utilização nas operações da empresa (e a
produção de seus rendimentos).
Portanto, o valor depreciável será o valor de aquisição do bem e todos os
gastos necessários para colocá-lo em funcionamento, se for o caso, menos
o seu valor residual (valor a ser recuperado no final de sua vida útil).
Os prazos usualmente admitidos e as respectivas taxas de depreciação
são:
Tipos de bens Vida útil estimada Taxa anual
Computadores e Periféricos 5 anos 20% a.a.
Equipamentos,ferramentas,máquinas,
móveis e utensílios, instalações etc.
10 anos 10% a.a.
Veículos 5 anos 20% a.a.
Edifícios e Construções 25 anos 4% a.a.
As taxas poderão ser superiores se a empresa comprovar, por laudo
pericial, a diminuição da vida útil do bem.
3. Métodos de Depreciação
Existem três métodos principais de depreciação:
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
88Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
3.1.Método Linear
(ou Quotas Constantes)
É o método que contabiliza, como despesa ou custo, uma parcela constante
do valor do bem em cada período.
Exemplo: A empresa comprou, no início de janeiro, um veículo com vida
útil estimada de 5 anos pelo valor de $ 30.000,00, sem valor residual
estimado.
Qual será o valor da depreciação?
No final do primeiro ano, deverá reconhecer a despesa de depreciação de
$ 30.000,00 : 5 = $ 6.000,00 por ano.
Para calcularmos o valor da depreciação mensal, para efeito de apuração de
resultados mensais, basta dividir o valor da depreciação anual por 12:
R$ 6.000,00 : 12 = R$ 500,00 por mês.
Se considerarmos um valor residual de R$ 3.000,00 o valor anual da
depreciação será:
($ 30.000,00 - $ 3.000,00) : 5 = $ 5.400,00 por ano.
Para calcularmos o valor da depreciação mensal, para efeito de apuração de
resultados mensais, basta dividir o valor da depreciação anual por 12:
R$ 5.400,00 : 12 = R$ 450,00 por mês.
A contabilização do valor da depreciação mensal será efetuada da seguinte
forma: débito de despesa de depreciação e crédito da conta Depreciação
Acumulada, portanto o lançamento será:
Débito – Despesa de Depreciação $ 450,00
Crédito – Depreciação Acumulada $ 450,00
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
89Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
No final do primeiro ano, o Ativo Imobilizado da empresa deverá ser
apresentado no Balanço Patrimonial da seguinte forma:
Veículos				 $ 30.000,00
(-) Depreciação Acumulada		 ($ 6.000,00) $ 24.000,00
Desta forma, o leitor do balanço saberá a idade aproximada do Ativo
Imobilizado da empresa.
3.2.Soma dos Dígitos
Este método consiste em somar os algarismos desde a unidade até o
algarismo que representa o número de anos da vida útil do bem. No
exemplo do item anterior, sem considerar o valor residual, teríamos:
1 + 2 + 3 + 4 + 5 = 15
Quota do 1o. Ano = 5/15 x $ 30.000 = $ 10.000
Quota do 2o. Ano = 4/15 x $ 30.000 = $ 8.000
Quota do 3o. Ano = 3/15 x $ 30.000 = $ 6.000
Quota do 4o. Ano = 2/15 x $ 30.000 = $ 4.000
Quota do 5o. Ano = 1/15 x $ 30.000 = $ 2.000
			 soma = $ 30.000
Neste método, o valor mensal da depreciação:
no primeiro ano, seria de R$ 10.000,00 : 12 = R$ 833,33.
no segundo ano, seria de R$ 8.000,00 : 12 = R$ 666,67.
no terceiro ano, seria de R$ 6.000,00 : 12 = R$ 500,00.
no quarto ano, seria de R$ 4.000,00 : 12 = R$ 333,33.
no quinto ano, seria de R$ 2.000,00 : 12 = R$ 166,67.
3.3.Saldo Decrescente
Também denominado método de Matheson ou Exponencial, ou ainda
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
90Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
método da porcentagem fixa sobre o valor contábil.
Porcentagem anual = 1 – n valor residual
		 Custo do bem
Onde n é o número estimado de anos da vida útil do bem.
Usando o exemplo anterior e supondo um valor residual de R$ 1.500,
teríamos:
% anual = 1 – 5 1.500
30.000
% anual = 1 – 0,54928
% anual = 0,45072 ou 45,072%
Quota do 1o. Ano = 45,072% x 30.000 = $ 13.521,60
Quota do 2o. Ano = 45,072% x 16.478,40 = $ 7.427.15
Quota do 3o. Ano = 45,072% x 9.051,25 = $ 4.079,58
Quota do 4o. Ano = 45,072% x 4.971,67 = $ 2.240,83
Quota do 5o. Ano = 45,072% x 2.730,84 = $ 1.230,84
			 Total	 = $ 28.500,00
Neste caso, a depreciação mensal seria de:
No primeiro ano = 	 R$ 13.521,60 : 12 	 = R$ 1.126,80
No segundo ano = 	 R$ 7.427,15 : 12	 = R$ 618,93
No terceiro ano = 	 R$ 4.079,58 : 12 	 = R$ 339,97
No quarto ano = 	 R$ 2.240,83 : 12	 = R$ 186,74
No quinto ano = 	 R$ 1.230,84 : 12 	 = R$ 102,57
O incoveniente deste método é a necessidade de um valor residual para
proceder o cálculo da depreciação.
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
91Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
3. Conclusão
Vimos, nas aulas anteriores, que os recursos consumidos no processo de
produção de uma empresa industrial ou na operação de uma empresa
comercialoudeserviçossãoconsideradoscustosoudespesas.Adepreciação
é uma estimativa de consumo dos recursos aplicados no ativo imobilizado
da empresa, a diferença é que determinados materiais são consumidos
integralmente e os bens do Ativo Imobilizado são consumidos lentamente
e não é possível mensurar quanto foi consumido em determinado período,
só é possível fazer uma estimativa tendo em vista a vida útil daquele bem.
Quando retiramos algum item do estoque de materiais para consumo na
operação da empresa, fazemos o seguinte lançamento:
Débito – Despesa de Materiais
Crédito – Estoque de Materiais
Quando utilizamos algum item do Ativo Imobilizado na operação da
empresa,tambémdebitamosumacontadedespesa(depreciação),masnão
podemos creditar a própria conta do Ativo Imobilizado porque não se trata
de um estoque, trata-se de um item que continua “inteiro” (não retiramos
uma parte daquele bem), portanto o seu valor de aquisição deve ser
conservado na Contabilidade. Criamos, então, uma conta auxiliar chamada
“Depreciação Acumulada” daquele item que está sendo depreciado. Assim,
o lançamento contábil fica:
Débito: Despesa de Depreciação (nome do item depreciado)
Crédito: Depreciação Acumulada (nome do item depreciado)
Essa conta auxiliar (Depreciação Acumulada) terá sempre saldo credor
e dedutiva da conta do Ativo Imobilizado. Portanto, cada item do Ativo
Imobilizado deverá ter sua conta auxiliar de depreciação e, por meio desse
processo, o leitor do Balanço Patrimonial poderá identificar, em cada item
do ativo imobilizado, qual a sua porcentagem de depreciação, ou seja,
poderá fazer uma estimativa de quanto tempo o Ativo Imobilizado já foi
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
92Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
usado pela empresa e quanto resta de sua vida útil.
Quando se tratar de recursos naturais, o processo de contabilização dos
recursos utilizados na operação da empresa chama-se exaustão, por
exemplo, uma estimativa de quanto foi exaurido de recursos de uma reserva
petrolífera em determinado período.
Alguns itens do Ativo Permanente não são depreciáveis, pois não perdem
valor com o tempo ou uso, como os investimentos em terrenos, seja para
uso em suas operações ou simplesmente para investimento, obras de arte
que a empresa possui, entre outros.
Os demais itens do Ativo Permanente, Investimentos e Diferido (bens
intangíveis)que,dealgumaforma,perdemvaloraolongodotempo,podem
passar por um processo idêntico chamado Amortização. Alguns exemplos
de bens intangíveis, passíveis de amortização: Marcas, Patentes, Pesquisa e
Desenvolvimento, Gastos Pré-Operacionais etc.
Síntese
Nesta aula, você estudou a depreciação do Ativo Imobilizado e três métodos
de cálculo: Linear ou quotas constantes, Soma dos dígitos dos anos e o
método do Saldo Decrescente.
Demonstramos, também, a depreciação no Balanço Patrimonial e na
Demonstração de Resultados.
O que acontece quando os clientes não pagam?
Como a Contabilidade deve agir nesse caso?
Na próxima aula, vamos estudar a Provisão para Devedores Duvidosos.
Contabilidade
Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos
93Faculdade On-Line UVB
Anotações do Aluno
Referências Bibliográficas
IUDÍCIBUS, Sérgio de et. al. Contabilidade Introdutória. 7. ed. São Paulo:
Atlas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Especialização vertical e horizontal
Especialização vertical e horizontalEspecialização vertical e horizontal
Especialização vertical e horizontal
Andrea Sousa
 
As Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
As Rotinas Administrativas de Um Departamento PessoalAs Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
As Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
Leandro Trelesse Vieira
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
Celso Frederico Lago
 
Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1
adrianorosas27
 
Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
Faculdade Cidade Verde
 
Contabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabaritoContabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabarito
custos contabil
 
Rescisão contratual de trabalho
Rescisão contratual de trabalhoRescisão contratual de trabalho
Rescisão contratual de trabalho
romeromelosilva
 
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Brígida Oliveira
 
Questionário de visita têcnica a unidunas
Questionário de visita têcnica a unidunasQuestionário de visita têcnica a unidunas
Questionário de visita têcnica a unidunas
Otaviano Viana
 
17 cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
17   cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)17   cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
17 cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
Moore Stephens Brasil
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
Cristiano Rodrigues Barcellos
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
custos contabil
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
milton junior
 
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
Nelson Namm
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonial
capitulocontabil
 
Gestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
Gestão da Manutenção - Ferramentas da GestãoGestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
Gestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
Anderson Pontes
 
Aula crm
Aula crmAula crm
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1   introdução a contabilidade gerencialCapítulo 1   introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
LIVIA SANTOS DE MIRANDA
 

Mais procurados (20)

Especialização vertical e horizontal
Especialização vertical e horizontalEspecialização vertical e horizontal
Especialização vertical e horizontal
 
As Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
As Rotinas Administrativas de Um Departamento PessoalAs Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
As Rotinas Administrativas de Um Departamento Pessoal
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1Aula 03 estrutura-organizacional1
Aula 03 estrutura-organizacional1
 
Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
 
Contabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabaritoContabilidade de custos exercicios gabarito
Contabilidade de custos exercicios gabarito
 
Rescisão contratual de trabalho
Rescisão contratual de trabalhoRescisão contratual de trabalho
Rescisão contratual de trabalho
 
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
 
Questionário de visita têcnica a unidunas
Questionário de visita têcnica a unidunasQuestionário de visita têcnica a unidunas
Questionário de visita têcnica a unidunas
 
17 cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
17   cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)17   cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
17 cpc 09 - demonstração do valor adicionado (dva)
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
 
Custos metodos de custeio
Custos metodos de custeioCustos metodos de custeio
Custos metodos de custeio
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
 
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
388886088-227459905-0580-Calculo-Financeiro-e-Actuarial-2-pdf.pdf
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonial
 
Gestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
Gestão da Manutenção - Ferramentas da GestãoGestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
Gestão da Manutenção - Ferramentas da Gestão
 
Aula crm
Aula crmAula crm
Aula crm
 
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1   introdução a contabilidade gerencialCapítulo 1   introdução a contabilidade gerencial
Capítulo 1 introdução a contabilidade gerencial
 

Semelhante a Aula09 depreciação

Atps contabilidade intermediaria
Atps contabilidade intermediariaAtps contabilidade intermediaria
Atps contabilidade intermediaria
SIMONE GOUVEA
 
Encerramento do exercicio
Encerramento do exercicioEncerramento do exercicio
Encerramento do exercicio
simuladocontabil
 
Depreciaçao resumido
Depreciaçao resumidoDepreciaçao resumido
Depreciaçao resumido
Sociedade Beneficente São Camilo
 
Custos
CustosCustos
Exercícios Mamtemática financeira
Exercícios Mamtemática financeiraExercícios Mamtemática financeira
Exercícios Mamtemática financeira
Wanderson Mariano
 
Prova 2012 02_tecnico_resolução .:. www.tc58n.wordpress.com
Prova 2012 02_tecnico_resolução  .:. www.tc58n.wordpress.comProva 2012 02_tecnico_resolução  .:. www.tc58n.wordpress.com
Prova 2012 02_tecnico_resolução .:. www.tc58n.wordpress.com
Claudio Parra
 
Contabilidade topicos avançados 0
Contabilidade topicos avançados 0Contabilidade topicos avançados 0
Contabilidade topicos avançados 0
J M
 
Contabilidade i exercicio 12 gastos
Contabilidade i   exercicio 12 gastosContabilidade i   exercicio 12 gastos
Contabilidade i exercicio 12 gastos
apostilacontabil
 

Semelhante a Aula09 depreciação (8)

Atps contabilidade intermediaria
Atps contabilidade intermediariaAtps contabilidade intermediaria
Atps contabilidade intermediaria
 
Encerramento do exercicio
Encerramento do exercicioEncerramento do exercicio
Encerramento do exercicio
 
Depreciaçao resumido
Depreciaçao resumidoDepreciaçao resumido
Depreciaçao resumido
 
Custos
CustosCustos
Custos
 
Exercícios Mamtemática financeira
Exercícios Mamtemática financeiraExercícios Mamtemática financeira
Exercícios Mamtemática financeira
 
Prova 2012 02_tecnico_resolução .:. www.tc58n.wordpress.com
Prova 2012 02_tecnico_resolução  .:. www.tc58n.wordpress.comProva 2012 02_tecnico_resolução  .:. www.tc58n.wordpress.com
Prova 2012 02_tecnico_resolução .:. www.tc58n.wordpress.com
 
Contabilidade topicos avançados 0
Contabilidade topicos avançados 0Contabilidade topicos avançados 0
Contabilidade topicos avançados 0
 
Contabilidade i exercicio 12 gastos
Contabilidade i   exercicio 12 gastosContabilidade i   exercicio 12 gastos
Contabilidade i exercicio 12 gastos
 

Aula09 depreciação

  • 1. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 86Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno Aula Nº 9 – Depreciação – Conceitos e Métodos Objetivos da aula: Esta aula tem por objetivo apresentar conceitos de Ativo Imobilizado, Depreciação, Amortização e Exaustão e os métodos de depreciação para calcular a depreciação. Veremos os métodos linear ou quotas constantes, soma dos dígitos e o método do saldo decrescente. Ao final desta aula, você deverá estar apto a entender o efeito da depreciação no Balanço Patrimonial (reduzindo o Ativo Imobilizado) e na Demonstração do Resultado. 1. Introdução Ativo Imobilizado - é representado pelos direitos que tenham por objeto os Bens destinados ao uso nas atividades da empresa (não à venda – apesar de poderem vir a ser vendidos) ou à manutenção de suas atividades, inclusive os de propriedade industrial ou comercial. Exemplo: Máquinas, Imóveis, Equipamentos, Móveis e Utensílios, Veículos, Computadores, Instalações etc. São bens que podem servir a vários ciclos operacionais da empresa. Um terreno, no qual se pretenda construir uma nova instalação, também é um ativo imobilizado por ser adquirido com a intenção de ser utilizado no processo operacional da empresa. OAtivoImobilizadopodesertangívelouintangível,sendotangíveisaqueles elementos que possuem um corpo físico, como máquinas, equipamentos, veículos etc. Os elementos intangíveis do Ativo Imobilizado são aqueles que não possuem um corpo físico, mas envolvem direitos de propriedade, como marcas, patentes, direitos autorais.
  • 2. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 87Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno A depreciação dos bens do ativo imobilizado representa o desgaste ou a perda da capacidade de utilização (vida útil) dos elementos tangíveis ali classificáveis, resultantes do desgaste pelo uso, da ação da natureza ou de obsolescência normal (provocada pela evolução tecnológica). 2. Tempo, Vida útil e Taxa Os elementos tangíveis do Ativo Imobilizado têm suas vidas úteis estimadas, limitadas no tempo, produzindo, ao final, um valor residual, ou seja, um valor de venda após o seu uso. O tempo de vida útil de um bem será determinado de acordo com o prazo durante o qual é possível a sua utilização nas operações da empresa (e a produção de seus rendimentos). Portanto, o valor depreciável será o valor de aquisição do bem e todos os gastos necessários para colocá-lo em funcionamento, se for o caso, menos o seu valor residual (valor a ser recuperado no final de sua vida útil). Os prazos usualmente admitidos e as respectivas taxas de depreciação são: Tipos de bens Vida útil estimada Taxa anual Computadores e Periféricos 5 anos 20% a.a. Equipamentos,ferramentas,máquinas, móveis e utensílios, instalações etc. 10 anos 10% a.a. Veículos 5 anos 20% a.a. Edifícios e Construções 25 anos 4% a.a. As taxas poderão ser superiores se a empresa comprovar, por laudo pericial, a diminuição da vida útil do bem. 3. Métodos de Depreciação Existem três métodos principais de depreciação:
  • 3. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 88Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno 3.1.Método Linear (ou Quotas Constantes) É o método que contabiliza, como despesa ou custo, uma parcela constante do valor do bem em cada período. Exemplo: A empresa comprou, no início de janeiro, um veículo com vida útil estimada de 5 anos pelo valor de $ 30.000,00, sem valor residual estimado. Qual será o valor da depreciação? No final do primeiro ano, deverá reconhecer a despesa de depreciação de $ 30.000,00 : 5 = $ 6.000,00 por ano. Para calcularmos o valor da depreciação mensal, para efeito de apuração de resultados mensais, basta dividir o valor da depreciação anual por 12: R$ 6.000,00 : 12 = R$ 500,00 por mês. Se considerarmos um valor residual de R$ 3.000,00 o valor anual da depreciação será: ($ 30.000,00 - $ 3.000,00) : 5 = $ 5.400,00 por ano. Para calcularmos o valor da depreciação mensal, para efeito de apuração de resultados mensais, basta dividir o valor da depreciação anual por 12: R$ 5.400,00 : 12 = R$ 450,00 por mês. A contabilização do valor da depreciação mensal será efetuada da seguinte forma: débito de despesa de depreciação e crédito da conta Depreciação Acumulada, portanto o lançamento será: Débito – Despesa de Depreciação $ 450,00 Crédito – Depreciação Acumulada $ 450,00
  • 4. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 89Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno No final do primeiro ano, o Ativo Imobilizado da empresa deverá ser apresentado no Balanço Patrimonial da seguinte forma: Veículos $ 30.000,00 (-) Depreciação Acumulada ($ 6.000,00) $ 24.000,00 Desta forma, o leitor do balanço saberá a idade aproximada do Ativo Imobilizado da empresa. 3.2.Soma dos Dígitos Este método consiste em somar os algarismos desde a unidade até o algarismo que representa o número de anos da vida útil do bem. No exemplo do item anterior, sem considerar o valor residual, teríamos: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 = 15 Quota do 1o. Ano = 5/15 x $ 30.000 = $ 10.000 Quota do 2o. Ano = 4/15 x $ 30.000 = $ 8.000 Quota do 3o. Ano = 3/15 x $ 30.000 = $ 6.000 Quota do 4o. Ano = 2/15 x $ 30.000 = $ 4.000 Quota do 5o. Ano = 1/15 x $ 30.000 = $ 2.000 soma = $ 30.000 Neste método, o valor mensal da depreciação: no primeiro ano, seria de R$ 10.000,00 : 12 = R$ 833,33. no segundo ano, seria de R$ 8.000,00 : 12 = R$ 666,67. no terceiro ano, seria de R$ 6.000,00 : 12 = R$ 500,00. no quarto ano, seria de R$ 4.000,00 : 12 = R$ 333,33. no quinto ano, seria de R$ 2.000,00 : 12 = R$ 166,67. 3.3.Saldo Decrescente Também denominado método de Matheson ou Exponencial, ou ainda
  • 5. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 90Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno método da porcentagem fixa sobre o valor contábil. Porcentagem anual = 1 – n valor residual Custo do bem Onde n é o número estimado de anos da vida útil do bem. Usando o exemplo anterior e supondo um valor residual de R$ 1.500, teríamos: % anual = 1 – 5 1.500 30.000 % anual = 1 – 0,54928 % anual = 0,45072 ou 45,072% Quota do 1o. Ano = 45,072% x 30.000 = $ 13.521,60 Quota do 2o. Ano = 45,072% x 16.478,40 = $ 7.427.15 Quota do 3o. Ano = 45,072% x 9.051,25 = $ 4.079,58 Quota do 4o. Ano = 45,072% x 4.971,67 = $ 2.240,83 Quota do 5o. Ano = 45,072% x 2.730,84 = $ 1.230,84 Total = $ 28.500,00 Neste caso, a depreciação mensal seria de: No primeiro ano = R$ 13.521,60 : 12 = R$ 1.126,80 No segundo ano = R$ 7.427,15 : 12 = R$ 618,93 No terceiro ano = R$ 4.079,58 : 12 = R$ 339,97 No quarto ano = R$ 2.240,83 : 12 = R$ 186,74 No quinto ano = R$ 1.230,84 : 12 = R$ 102,57 O incoveniente deste método é a necessidade de um valor residual para proceder o cálculo da depreciação.
  • 6. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 91Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno 3. Conclusão Vimos, nas aulas anteriores, que os recursos consumidos no processo de produção de uma empresa industrial ou na operação de uma empresa comercialoudeserviçossãoconsideradoscustosoudespesas.Adepreciação é uma estimativa de consumo dos recursos aplicados no ativo imobilizado da empresa, a diferença é que determinados materiais são consumidos integralmente e os bens do Ativo Imobilizado são consumidos lentamente e não é possível mensurar quanto foi consumido em determinado período, só é possível fazer uma estimativa tendo em vista a vida útil daquele bem. Quando retiramos algum item do estoque de materiais para consumo na operação da empresa, fazemos o seguinte lançamento: Débito – Despesa de Materiais Crédito – Estoque de Materiais Quando utilizamos algum item do Ativo Imobilizado na operação da empresa,tambémdebitamosumacontadedespesa(depreciação),masnão podemos creditar a própria conta do Ativo Imobilizado porque não se trata de um estoque, trata-se de um item que continua “inteiro” (não retiramos uma parte daquele bem), portanto o seu valor de aquisição deve ser conservado na Contabilidade. Criamos, então, uma conta auxiliar chamada “Depreciação Acumulada” daquele item que está sendo depreciado. Assim, o lançamento contábil fica: Débito: Despesa de Depreciação (nome do item depreciado) Crédito: Depreciação Acumulada (nome do item depreciado) Essa conta auxiliar (Depreciação Acumulada) terá sempre saldo credor e dedutiva da conta do Ativo Imobilizado. Portanto, cada item do Ativo Imobilizado deverá ter sua conta auxiliar de depreciação e, por meio desse processo, o leitor do Balanço Patrimonial poderá identificar, em cada item do ativo imobilizado, qual a sua porcentagem de depreciação, ou seja, poderá fazer uma estimativa de quanto tempo o Ativo Imobilizado já foi
  • 7. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 92Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno usado pela empresa e quanto resta de sua vida útil. Quando se tratar de recursos naturais, o processo de contabilização dos recursos utilizados na operação da empresa chama-se exaustão, por exemplo, uma estimativa de quanto foi exaurido de recursos de uma reserva petrolífera em determinado período. Alguns itens do Ativo Permanente não são depreciáveis, pois não perdem valor com o tempo ou uso, como os investimentos em terrenos, seja para uso em suas operações ou simplesmente para investimento, obras de arte que a empresa possui, entre outros. Os demais itens do Ativo Permanente, Investimentos e Diferido (bens intangíveis)que,dealgumaforma,perdemvaloraolongodotempo,podem passar por um processo idêntico chamado Amortização. Alguns exemplos de bens intangíveis, passíveis de amortização: Marcas, Patentes, Pesquisa e Desenvolvimento, Gastos Pré-Operacionais etc. Síntese Nesta aula, você estudou a depreciação do Ativo Imobilizado e três métodos de cálculo: Linear ou quotas constantes, Soma dos dígitos dos anos e o método do Saldo Decrescente. Demonstramos, também, a depreciação no Balanço Patrimonial e na Demonstração de Resultados. O que acontece quando os clientes não pagam? Como a Contabilidade deve agir nesse caso? Na próxima aula, vamos estudar a Provisão para Devedores Duvidosos.
  • 8. Contabilidade Aula09-Depreciação–ConceitoseMétodos 93Faculdade On-Line UVB Anotações do Aluno Referências Bibliográficas IUDÍCIBUS, Sérgio de et. al. Contabilidade Introdutória. 7. ed. São Paulo: Atlas.