SlideShare uma empresa Scribd logo
AGENTES FORMADORES E
MODELADORES DO RELEVO
TERRESTRE
Elderson
Bolsista PIBID
elder.son@hotmail.com
 São forças que criam e alteram o relevo
modificando suas características, e podem agir no
interior da Terra ( agentes internos) ou na superfície
terrestre (agentes externos ).
DINÂMICA INTERNA DA TERRA
(MOVIMENTOS ENDÓGENOS)
 São forças internas que cria e modifica o relevo.
QUAIS ?
FONTE:HTTPS://WWW.GOOGLE.COM.BR/SEARCH?Q=MOVIMENTOS+ENDÓGENOS&SOURCE=LN
MS&TBM=ISCH&SA=X&EI=PMP0URUJG4R7KQE9KYC4AG&VED=0CACQ_AUOAQ&BIW
TECTONISMO
(DIASTROFISMO)
 São os movimentos que deslocam as rochas que
constituem a crosta terrestre;
 Esses movimentos podem ser Verticais
(epirogênicos) ou horizontais (orogênicos).
EPIROGÊNICOS
 São movimentos que provocam abaixamento ou
soerguimento da crosta terrestre;
 Ocorrem lentamente e em áreas geologicamente
estáveis;
 Movimentos epirogênicos pode ser causados pela
transgressão e regressão marinha.
MOVIMENTOS EPIROGÊNICOS
OROGÊNICOS
 São movimentos responsáveis pela formação de
montanhas;
 São recentes em tempos geológicos se comparado a
idade da Terra;
 Transformam radicalmente a área atingida, tanto a
estrutura como a forma de relevo;
 Existem dois principais tipos de orogenia: os
dobramentos e os falhamentos.
DOBRAMENTOS
 São submetidas a uma força no interior da Terra, as
rochas sofrem deformação e consequentemente
impactando no relevo;
 Se essas rochas forem maleáveis, formam-se as
dobras “ondulações”.
FALHAMENTOS
 Quando as rochas são submetidas a grandes forças;
 Elas acabam “quebrando” criando as falhas;
 Os tipos de falhas são: falha de cavalgamento, falha
normal, falha inversa, falha de deslizamento.
VULCANISMO
 São atividades vulcânicas em que o magma alcança
a superfície terrestre;
 Localizados principalmente entre os limites de
placas, e nessas áreas são bem ativos.
 Imagem de vulcão
KAKRATOA
VULCÕES E PLACAS TECTONICAS
 A grande maioria dos vulcões estão localizados nos
limites de placas tectônicas;
 Porém, também possui vulcões no interior de uma
placa tectônica chamados vulcões intraplacas;
 As atividades vulcânicas no interior dos continentes
são raras, exceto na África, que possui uma serie de
vulcões ativos. Explicado pelo fraturamento causado
pela placa africana.
ILHAS VULCÂNICAS
HOTSPOT
CIRCULO DE FOGO
 São vulcões no limite das placas tectônicas também
chamado de circulo de fogo;
 Circulo de fogo do pacífico que se estende da
cordilheira dos Andes até as Filipinas, oeste da
América do Norte e o Japão.
CIRCULO DE FOGO DO PACIFICO
 Circulo de fogo do Atlântico: compreende toda a
América Central continental, ilhas do Caribe,
Açores, Cabo Verde, Mediterrâneo, e a região do
Cáucaso, no sudeste da Europa.
 Existem vulcões tanto em placas divergentes como
nas convergentes, quase 80% das manifestações
vulcânicas ocorrem no fundo do mar.
TERREMOTO
 Uma das manifestações mais temíveis e destruidoras
, são causados pela ruptura das rochas, provocada
por acomodações geológicas, ou pela movimentação
das placas tectônicas.(ver imagem no livro p.111).
SISMOGRAFO
TERREMOTO HAITI 2012
DINAMICA EXTERNA DA TERRA
(AGENTES EXOGENOS)
 O trabalho desses agentes é “degastar”, destruir e
reconstruir as formas de relevo na superfície
terrestre.
 Os dois agentes externos são o intemperismo e a
erosão.
INTEMPERISMO
 Processos que causam a decomposição ou a
desintegração dos minerais que compõem a rochas.
 Pode se dar por três maneiras : Físico, Químico,
Biológico.
 Físico : congelamento da água;
 Químico: a água quando entra em contato com os
minerais alteram sua composição desagregando
partículas;
 Biológico: os seres vivos.
EROSÃO
 Compreende em três etapas: desgaste, transporte e
deposição de materiais.
 Os principais tipos de erosões são: água da chuva,
enxurradas, do gelo, dos rios, mares e oceanos.
 As erosões podem ser: pluvial, fluvial, marinha,
glacial, eólica.
EROSÃO PLUVIAL
Resultado das águas da enxurrada e pode ser:
 Superficial: leva partículas do solo, principalmente
se não houver uma cobertura vegetal.
 Laminar: maior que a superficial e carrega maior
quantidade de sedimentos.
 Sulcos: quando abre pequenos buracos no solo.
 Ravinamento: abre grandes crateras, são as
chamadas voçorocas.
DESLIZAMENTOS
 Ocorrem principalmente em áreas inclinadas.
 Representam áreas de risco, principalmente em
épocas de forte chuva.
DESLIZAMENTO RIO JANEIRO 2010
EROSÃO FLUVIAL
 A água dos rios “escavam” os leitos do rios,
implica também no transporte e acumulação de
sedimentos. Formando os vales ( ver p.113).
EROSÃO MARINHA
 Podem ser destrutiva ou construtiva.
 O exemplo de erosão marinha construtiva são
as praias do litoral.
 A erosão marinha destrutiva é o desgaste
provocado pela água marinha na
costa, também chamado de falésias.
ABRASÃO MARINHA
EROSÃO GLACIAL
 O gelo modela o relevo através das geleiras
 Possui dois tipos de geleiras
 Continentais: localizadas em regiões de altas
latitudes, como a Antártida a Groelândia.
Nessas geleiras formam os icebergs
 Geleiras Alpinas: localizadas nas grandes
cadeias montanhosas, quando desgelam
carregam fragmentos de rocha, fraturando as
rochas por onde passam.
EROSÃO EÓLICA
 Causado pelo vento atua principalmente nos
desertos e nas praias. Trabalha em duas
formas:
 Destruição: quando retira e transporta
partículas finas da rochas, também ocorre
quando o vento lança essas partículas de rocha
contra outras rochas. Esculpindo o relevo.
 Acumulação: quando ele deposita os materiais
que carrega, como as dunas que mudam de
lugar conforme o vento.
DUNAS
FIM
REFERÊNCIAS
 ALMEIDA, Lúcia Marina. Fronteira da
Globalizacão. São Paulo: Ática, 2010.
 http://www.youtube.com/watch?v=lUuP4ADPLb
c&hd=1
 http://www.youtube.com/watch?v=XovXSGTfa
mM
 Google imagens.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
Prof. Francesco Torres
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Relevo
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Relevo www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Relevo
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Relevo
Aulas De Geografia Apoio
 
Agentes internos e externos
Agentes internos e externosAgentes internos e externos
Agentes internos e externos
Marcos Do Curso De Gestão
 
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOAGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
Omar Fürst
 
Agentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevoAgentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevo
Fernando M. Knapik
 
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças naProcessos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto
 
Relevo
RelevoRelevo
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
IFES Campus Itapina
 
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORESDINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
Josimar Nunes
 
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo TerrestreFormação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Mauricio Martins
 
Relevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
Relevo terrestre - Colégio Monteiro LobatoRelevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
Relevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
Isabel Cabral
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Geografia relevo-final
Geografia relevo-finalGeografia relevo-final
Geografia relevo-final
danielcpacheco2
 
AGENTES EXTERNOS DO RELEVO
AGENTES EXTERNOS DO RELEVOAGENTES EXTERNOS DO RELEVO
AGENTES EXTERNOS DO RELEVO
Omar Fürst
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
profacacio
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Os Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - GeografiaOs Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - Geografia
Antonio Pinto Pereira
 
Paisagens terrestres e as formas de relevo
Paisagens  terrestres e as formas de relevoPaisagens  terrestres e as formas de relevo
Paisagens terrestres e as formas de relevo
Wanderson Benigno
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
João José Ferreira Tojal
 
Aula geologia 3
Aula geologia 3Aula geologia 3
Aula geologia 3
Gabriel Lecoque Francisco
 

Mais procurados (20)

Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Relevo
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Relevo www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Relevo
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Relevo
 
Agentes internos e externos
Agentes internos e externosAgentes internos e externos
Agentes internos e externos
 
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOAGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
 
Agentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevoAgentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevo
 
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças naProcessos internos e externos responsáveis por mudanças na
Processos internos e externos responsáveis por mudanças na
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO  PELOS  ALUNOS DO I...
Slides de-tectonismo-vulcc3b5es-e-abalos-sc3admicos FEITO PELOS ALUNOS DO I...
 
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORESDINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
 
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo TerrestreFormação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
 
Relevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
Relevo terrestre - Colégio Monteiro LobatoRelevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
Relevo terrestre - Colégio Monteiro Lobato
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
 
Geografia relevo-final
Geografia relevo-finalGeografia relevo-final
Geografia relevo-final
 
AGENTES EXTERNOS DO RELEVO
AGENTES EXTERNOS DO RELEVOAGENTES EXTERNOS DO RELEVO
AGENTES EXTERNOS DO RELEVO
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
 
Os Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - GeografiaOs Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - Geografia
 
Paisagens terrestres e as formas de relevo
Paisagens  terrestres e as formas de relevoPaisagens  terrestres e as formas de relevo
Paisagens terrestres e as formas de relevo
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
 
Aula geologia 3
Aula geologia 3Aula geologia 3
Aula geologia 3
 

Semelhante a Aula capitulo 10

LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
DANUBIA ZANOTELLI
 
Geografia relevo-final-170912061944
Geografia relevo-final-170912061944Geografia relevo-final-170912061944
Geografia relevo-final-170912061944
Georgea Melo
 
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptxmodeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
isacsouza12
 
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptxmodeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
isacsouza12
 
Litosfera as formas de relevo e seus agentes transformadores
Litosfera  as formas de relevo e seus agentes transformadoresLitosfera  as formas de relevo e seus agentes transformadores
Litosfera as formas de relevo e seus agentes transformadores
DANUBIA ZANOTELLI
 
Cap9,10,11
Cap9,10,11Cap9,10,11
Cap9,10,11
Christie Freitas
 
formação do relevo terrestre
 formação do relevo terrestre  formação do relevo terrestre
formação do relevo terrestre
AnaClaudiaHonorio
 
agentes do relevo.pdf
agentes do relevo.pdfagentes do relevo.pdf
agentes do relevo.pdf
Kleberdias17
 
Formação da terra
Formação da terraFormação da terra
Formação da terra
Edivaldo S de Abreu
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
ceama
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
Prof. Francesco Torres
 
Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna
LUIS ABREU
 
6ano unidade5
6ano unidade56ano unidade5
6ano unidade5
Christie Freitas
 
Formação dos continentes
Formação dos continentesFormação dos continentes
Formação dos continentes
Naira Delazari
 
Agentes modeladores do relevo
Agentes modeladores do relevoAgentes modeladores do relevo
Agentes modeladores do relevo
Maurílio Pereira
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
rsaloes
 
Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna
LUIS ABREU
 
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRERevisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
Carlos Eduardo Oliveira
 
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano remoto
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano  remotoRELEVO - Aula de geografia do 2 ano  remoto
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano remoto
sw4kfysgx7
 
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
SabrinaFelix10
 

Semelhante a Aula capitulo 10 (20)

LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
 
Geografia relevo-final-170912061944
Geografia relevo-final-170912061944Geografia relevo-final-170912061944
Geografia relevo-final-170912061944
 
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptxmodeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
 
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptxmodeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
modeladores do relevo 6 ano 27.06.2023.pptx
 
Litosfera as formas de relevo e seus agentes transformadores
Litosfera  as formas de relevo e seus agentes transformadoresLitosfera  as formas de relevo e seus agentes transformadores
Litosfera as formas de relevo e seus agentes transformadores
 
Cap9,10,11
Cap9,10,11Cap9,10,11
Cap9,10,11
 
formação do relevo terrestre
 formação do relevo terrestre  formação do relevo terrestre
formação do relevo terrestre
 
agentes do relevo.pdf
agentes do relevo.pdfagentes do relevo.pdf
agentes do relevo.pdf
 
Formação da terra
Formação da terraFormação da terra
Formação da terra
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna
 
6ano unidade5
6ano unidade56ano unidade5
6ano unidade5
 
Formação dos continentes
Formação dos continentesFormação dos continentes
Formação dos continentes
 
Agentes modeladores do relevo
Agentes modeladores do relevoAgentes modeladores do relevo
Agentes modeladores do relevo
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 
Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna Apresentação estrutura interna
Apresentação estrutura interna
 
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRERevisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
Revisão Geologia Geral 2012 - SARTRE
 
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano remoto
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano  remotoRELEVO - Aula de geografia do 2 ano  remoto
RELEVO - Aula de geografia do 2 ano remoto
 
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
6º ano_Aula 07 B_ relevo suas formas e os diferentes tipos.ppt
 

Mais de pibid geografia

Plano 1 ano a
Plano 1 ano aPlano 1 ano a
Plano 1 ano a
pibid geografia
 
Plano de aula 1º ano A
Plano de aula 1º ano APlano de aula 1º ano A
Plano de aula 1º ano A
pibid geografia
 
Fichamento pcn+ensino medio
Fichamento pcn+ensino medioFichamento pcn+ensino medio
Fichamento pcn+ensino medio
pibid geografia
 
Banner lugar
Banner lugarBanner lugar
Banner lugar
pibid geografia
 
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
pibid geografia
 
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
pibid geografia
 
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
pibid geografia
 
O desafio para ser um professor
O desafio para ser um professorO desafio para ser um professor
O desafio para ser um professor
pibid geografia
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
pibid geografia
 
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
pibid geografia
 

Mais de pibid geografia (10)

Plano 1 ano a
Plano 1 ano aPlano 1 ano a
Plano 1 ano a
 
Plano de aula 1º ano A
Plano de aula 1º ano APlano de aula 1º ano A
Plano de aula 1º ano A
 
Fichamento pcn+ensino medio
Fichamento pcn+ensino medioFichamento pcn+ensino medio
Fichamento pcn+ensino medio
 
Banner lugar
Banner lugarBanner lugar
Banner lugar
 
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
 
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID (PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOC...
 
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO “LUGAR” COM OS ALUNOS DO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDI...
 
O desafio para ser um professor
O desafio para ser um professorO desafio para ser um professor
O desafio para ser um professor
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
 
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
0 s grandes biomas terrestres regiões temperadas e frias
 

Último

A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 

Aula capitulo 10

  • 1. AGENTES FORMADORES E MODELADORES DO RELEVO TERRESTRE Elderson Bolsista PIBID elder.son@hotmail.com
  • 2.  São forças que criam e alteram o relevo modificando suas características, e podem agir no interior da Terra ( agentes internos) ou na superfície terrestre (agentes externos ).
  • 3. DINÂMICA INTERNA DA TERRA (MOVIMENTOS ENDÓGENOS)  São forças internas que cria e modifica o relevo. QUAIS ?
  • 5. TECTONISMO (DIASTROFISMO)  São os movimentos que deslocam as rochas que constituem a crosta terrestre;  Esses movimentos podem ser Verticais (epirogênicos) ou horizontais (orogênicos).
  • 6. EPIROGÊNICOS  São movimentos que provocam abaixamento ou soerguimento da crosta terrestre;  Ocorrem lentamente e em áreas geologicamente estáveis;  Movimentos epirogênicos pode ser causados pela transgressão e regressão marinha.
  • 8. OROGÊNICOS  São movimentos responsáveis pela formação de montanhas;  São recentes em tempos geológicos se comparado a idade da Terra;  Transformam radicalmente a área atingida, tanto a estrutura como a forma de relevo;  Existem dois principais tipos de orogenia: os dobramentos e os falhamentos.
  • 9. DOBRAMENTOS  São submetidas a uma força no interior da Terra, as rochas sofrem deformação e consequentemente impactando no relevo;  Se essas rochas forem maleáveis, formam-se as dobras “ondulações”.
  • 10.
  • 11. FALHAMENTOS  Quando as rochas são submetidas a grandes forças;  Elas acabam “quebrando” criando as falhas;  Os tipos de falhas são: falha de cavalgamento, falha normal, falha inversa, falha de deslizamento.
  • 12.
  • 13. VULCANISMO  São atividades vulcânicas em que o magma alcança a superfície terrestre;  Localizados principalmente entre os limites de placas, e nessas áreas são bem ativos.
  • 14.  Imagem de vulcão
  • 16. VULCÕES E PLACAS TECTONICAS  A grande maioria dos vulcões estão localizados nos limites de placas tectônicas;  Porém, também possui vulcões no interior de uma placa tectônica chamados vulcões intraplacas;  As atividades vulcânicas no interior dos continentes são raras, exceto na África, que possui uma serie de vulcões ativos. Explicado pelo fraturamento causado pela placa africana.
  • 19. CIRCULO DE FOGO  São vulcões no limite das placas tectônicas também chamado de circulo de fogo;  Circulo de fogo do pacífico que se estende da cordilheira dos Andes até as Filipinas, oeste da América do Norte e o Japão.
  • 20. CIRCULO DE FOGO DO PACIFICO
  • 21.  Circulo de fogo do Atlântico: compreende toda a América Central continental, ilhas do Caribe, Açores, Cabo Verde, Mediterrâneo, e a região do Cáucaso, no sudeste da Europa.
  • 22.
  • 23.  Existem vulcões tanto em placas divergentes como nas convergentes, quase 80% das manifestações vulcânicas ocorrem no fundo do mar.
  • 24. TERREMOTO  Uma das manifestações mais temíveis e destruidoras , são causados pela ruptura das rochas, provocada por acomodações geológicas, ou pela movimentação das placas tectônicas.(ver imagem no livro p.111).
  • 27. DINAMICA EXTERNA DA TERRA (AGENTES EXOGENOS)  O trabalho desses agentes é “degastar”, destruir e reconstruir as formas de relevo na superfície terrestre.  Os dois agentes externos são o intemperismo e a erosão.
  • 28. INTEMPERISMO  Processos que causam a decomposição ou a desintegração dos minerais que compõem a rochas.  Pode se dar por três maneiras : Físico, Químico, Biológico.  Físico : congelamento da água;  Químico: a água quando entra em contato com os minerais alteram sua composição desagregando partículas;  Biológico: os seres vivos.
  • 29. EROSÃO  Compreende em três etapas: desgaste, transporte e deposição de materiais.  Os principais tipos de erosões são: água da chuva, enxurradas, do gelo, dos rios, mares e oceanos.  As erosões podem ser: pluvial, fluvial, marinha, glacial, eólica.
  • 30. EROSÃO PLUVIAL Resultado das águas da enxurrada e pode ser:  Superficial: leva partículas do solo, principalmente se não houver uma cobertura vegetal.  Laminar: maior que a superficial e carrega maior quantidade de sedimentos.  Sulcos: quando abre pequenos buracos no solo.  Ravinamento: abre grandes crateras, são as chamadas voçorocas.
  • 31. DESLIZAMENTOS  Ocorrem principalmente em áreas inclinadas.  Representam áreas de risco, principalmente em épocas de forte chuva.
  • 33. EROSÃO FLUVIAL  A água dos rios “escavam” os leitos do rios, implica também no transporte e acumulação de sedimentos. Formando os vales ( ver p.113).
  • 34. EROSÃO MARINHA  Podem ser destrutiva ou construtiva.  O exemplo de erosão marinha construtiva são as praias do litoral.  A erosão marinha destrutiva é o desgaste provocado pela água marinha na costa, também chamado de falésias.
  • 36. EROSÃO GLACIAL  O gelo modela o relevo através das geleiras  Possui dois tipos de geleiras  Continentais: localizadas em regiões de altas latitudes, como a Antártida a Groelândia. Nessas geleiras formam os icebergs  Geleiras Alpinas: localizadas nas grandes cadeias montanhosas, quando desgelam carregam fragmentos de rocha, fraturando as rochas por onde passam.
  • 37. EROSÃO EÓLICA  Causado pelo vento atua principalmente nos desertos e nas praias. Trabalha em duas formas:  Destruição: quando retira e transporta partículas finas da rochas, também ocorre quando o vento lança essas partículas de rocha contra outras rochas. Esculpindo o relevo.  Acumulação: quando ele deposita os materiais que carrega, como as dunas que mudam de lugar conforme o vento.
  • 38. DUNAS
  • 39. FIM
  • 40. REFERÊNCIAS  ALMEIDA, Lúcia Marina. Fronteira da Globalizacão. São Paulo: Ática, 2010.  http://www.youtube.com/watch?v=lUuP4ADPLb c&hd=1  http://www.youtube.com/watch?v=XovXSGTfa mM  Google imagens.