SlideShare uma empresa Scribd logo
David Ernesto - 2007 (Rua da Praça - Óleo sobre tela, 20X30)
ATIVIDADES
DE
MATEMÁTICA EMATEMÁTICA EMATEMÁTICA EMATEMÁTICA E
PORTUGUÊSPORTUGUÊSPORTUGUÊSPORTUGUÊS
Planaltina
2009
E
J
A
Governo do Distrito Federal
Secretaria de Estado de Educação
Subsecretaria de Educação Básica
Diretor da Diretoria Regional de Ensino de Planaltina
Adimário Rocha Barreto
Assistente Pedagógica
Soraya Almeida Liberino
Chefe do Núcleo de Monitoramento Pedagógico
Adriana Loiola Sabatovicz Paiva
Coordenadores Intermediários da Educação de Jovens e Adultos
Clarice Pereira Cavalcanti
David Ernesto Cavalcante
Maria Solange Rezende
APRESENTAÇÃO
É com satisfação que apresentamos esta coletânea dos exercícios de matemática e português, que
foi criada movida pelo desejo de promover um aprendizado significativo aos alunos da Educação de
Jovens e Adultos. Fruto dos encontros realizados no 1º semestre do ano de 2009 entre professores
que atuam no 1º Segmento da Educação de Jovens e Adultos e a equipe de coordenadores da
Educação de Jovens e Adultos do Núcleo de Coordenação Pedagógica da Diretoria Regional de
Ensino de Planaltina.
As atividades convidam os alunos a assumirem o papel de sujeitos de aprendizagem, dinamizando e
dando mais vida ao trabalho em sala de aula.
Português
No processo de aprendizagem da língua portuguesa espera – se que as pessoas ampliem o domínio
ativo do discurso nas diversas situações comunicativas, de modo que se permita sua inserção no
mundo da escrita, ampliando suas possibilidades de participação social no exercício da cidadania.
Matemática
Faz parte da vida de todas as pessoas vivenciar experiências que envolvem situações da vida
simples como contar, comparar e operar sobre quantidades, nos cálculos relativos a despesas,
salários e consumo, na organização de atividades da economia, como a agricultura, a indústria e a
pesca.
A matemática é uma ferramenta importante para a compreensão das diversas áreas do
conhecimento, como ciências da natureza, as ciências sociais, a música, a dança e outras artes.
Desempenha de forma equilibrada seu papel na formação de capacidades intelectuais, na
estruturação do pensamento, na agilização do raciocínio dedutivo, nas situações da vida cotidiana.
Professores do 1º Segmento da Educação de Jovens e Adultos:
CED Vale
Eliane Barbosa Santana
Elizângela Divina dos Santos
Marcilene dos S. Magalhães
Flávia Pereira de Araújo
José Carlos L. Farias
Edilza Fernandes da S. Oliveira
CEF Arapoanga
Paula Carolina V. Gontijo
CENSFAT
Silvana Alves de Souza
Elige Maria de Moura
Sunamí Graças de Farias Correia
Walmer de Miranda
Cristina Aquino do Nascimento
Darcylene Ferreira Lima
Eliege Maria de Moura
CEF Cod Est. III
Cecíia Queiroz de Souza
Caroline Van Galberto de Brito
Olíbia Bernardes Azevedo
Izabel Cristina de Souza Lopes
Berenice Darc Jacinto
José Roberto Amaro de Araújo
Lívia Vieira Lopes
Maria Rosa de Souza Ribeiro
CEF 03
Denize da Paixão Correia
Marilza Regina Mendes
Jacqueline Mundim Rios Azevedo
José Alves Bezerra
Adrian Fernandes de Carvalho
Rita Cirlene M. Godói
Vanessa Ribeiro Soares
CEF 04
Ilcione Coelho de Sousa
Márcia Lobo de Faria Carvalho
Nilva T. da Natividade
Flávia Rodrigues de Oliveira
Santina da Costa Carvalho
Marlene Alves S. Santana
Atividades de Matemática
Os números no meu dia-a-dia
a) Pense e escreva
Minha idade:_____________________________
Data de nascimento:_______/_________/______
Número de irmão:_________________________
Número de irmã:__________________________
Total de pessoas na casa onde você mora:_______
Uso roupa número:_________________________
Uso calçado número:________________________
Número da casa onde moro:___________________
Número do meu telefone residencial:____________
Número do meu telefone celular:_______________
b) Problemas
1. André tem 9 lápis em um estojo e 5 em outro estojo. Quantos lápis André tem ao
todo?
2. Numa partida de futebol marquei 7 gols no primeiro tempo e 3 no segundo
tempo.Quantos gols marquei durante o jogo?
3. Ana chegou ao cinema às 7horas. Saiu duas horas mais tarde. A que horas ela saiu?
4. Eu tinha 5 notas de cinco reais e ganhei mais 5 notas de 10 reais. Com quantos
reais fiquei?
5. Carlos foi a feira e lá encontrou os seguintes modelos de carros e motocicletas.Os
preços estão em reais.
a) R$ 30.000,00 b) R$ 43.000.00
c) R$2.600,00 d) R$25.679,00
e) R$55.000,00
. Quanto vale juntos, os dois modelos mais caros?
. Quanto vale juntos, os dois modelos mais baratos?
. Quanto vale juntos, os modelos A, C e D?
As propriedades da adição são usadas no cálculo mental. Veja como
calcula a soma de 60 + 32 + 40:
60 + 32 + 40 = (60 + 40) + 32 = 100 + 32 = 132
Agora é você! Calcule mentalmente as somas, aplicando as propriedades da adição:
a) 70 + 41 + 30 b) 40 + 35 + 60
6. Na empresa em que Joana trabalha fez a contagem da correspondência que recebeu
por semana:
Correspondência
Mensagens eletrônicas 918
Fax 63
Cartas 135
Calcule, de dois modos diferentes, o total da correspondência recebida pela empresa
na semana.
7.Vera, Iara e Sônia anotaram em uma tabela os pontos que fizeram em quatro
partidas de jogo de cartas.
Nome 1 partida 2 partida 3 partida 4 partida
Vera 1650 2910 1026 3190
Iara 890 1965 2300 1560
Sônia 1340 2310 680 769
. Quem ganhou a 1 partida?
. Quem obteve maior pontuação durante as quatro partidas? Quantos pontos ela fez?
. Quantos pontos a segunda colocada fez a mais que a terceira, na quarta partida?
. Quantos pontos a primeira colocada fez a mais a segunda, na terceira partida?
8. Quanto falta para chegar a uma dezena de milhar de cartas, se Lúcia já contou
7 236?
9. Quantas notas de 100 reais são necessárias para obter 1000 reais? E 10 000?
10. Observe o número 87 654.
a) Qual o algarismo da unidades simples?
b) Qual o algarismo da centenas?
c) E das dezenas de milhar?
d) E das unidades de milhar?
e) A que classe pertence o algarismo 8?
11. Escreva com algarismos :
a) oito dezenas e nove unidades
b) cinco centenas e três dezenas
c) quatro dezenas de milhar, duas centenas e uma unidade
d) quinhentos e doze mil, quatrocentos e treze unidades
12. É dado o número:
UM C D U
6 3 0 5
a) Se você trocar de lugar os algarismos 3 e 5, o número aumenta ou diminui? De
quanto?
b) Com qual algarismo o 0 ( zero ) deve trocar de lugar, para que o novo número seja
o menor possível?
c) Para aumentar o número em 10 unidades, que algarismo devo trocar? Por qual
algarismo?
13) A tabela mostra o diâmetro dos planetas do Sistema Solar.
Foto montagem do sistema solar
a) Qual o planeta que tem maior diâmetro?
b) Qual o planeta que tem o diâmetro mais próximo do diâmetro da Terra?
c) Quais são os planetas que têm diâmetro menor que 40 milhares de quilômetros?
14. Usando algarismos, escreva os números que aparecem por extenso em cada
sentença:
a) A Região Centro – Oeste tem uma área de um milhão seiscentos e seis mil
trezentos e setenta e um mil e quinhentos e cinco quilômetros quadrados e uma
população de treze milhões duzentos e sessenta e nove mil e quinhentos e
dezessete habitantes dados informados pelo IBGE do ano dois mil e seis.
Planeta Diâmetro em Km
Mercúrio 4 880
Vênus 12 100
Terra 12 756
Marte 6 794
Júpiter 143 200
Saturno 120 000
Urano 51 800
Netuno 49 500
Plutão 2 600
b) O Oceano Atlântico ocupa uma área de oitenta e seis milhões, quinhentos e
cinqüenta e sete mil e oitocentos quilômetros quadrado
15. Vamos analisar as seguintes situações:
a) Numa construção, havia 15 670 tijolos. A mestre de obras orientou os pedreiros a
usarem 2 280 tijolos. Quantos eles ainda podem usar?
16. Marco ganha por mês R$450,00, e Nadia, R$415,00. Quanto Marco ganha a mais
que Nadia?
17. Que número devo acrescentar a 6 789 para obter 14 789?
18. Num estádio, cabem 26 000 espectadores. Durante um jogo, estavam presentes 18
420 pessoas. Quantos lugares ficaram vazios?
19. Num supermercado havia 8 centenas de latas de azeitonas. Foram vendidas 540
latas. Quantas latas de azeitonas ainda há no supermercado.
20. Numa subtração o minuendo é 21 500 e o subtraendo é o dobro de 7 000. Qual é a
diferença.
21. Pela manhã, Paulo colocou na vitrine da padaria 372 docinhos para vender. No
final do dia, ele viu que restavam 121 docinhos. Como Paulo pode descobrir quantos
docinhos foram vendidos nesse dia?
22. Dona Marta e seus filhos vivem com o salário mensal de R$ 650,00 reais. Ela tem
o costume de anotar os seus gastos mensais em um caderno.
Supermercado 60 reais
Feira 30 reais
Aluguel 150 reais
Padaria 53 reais
Transporte 150 reais
Em determinado mês, houve um imprevisto e ela teve que de gastar 300 reais a mais
além das despesas mensais
a) Nesse mês, o salário de dona Marta foi suficiente?
b) Em sua opinião, o que dona Marta pode ter feito para cobrir esse gasto?
23. Leia o texto que descreve o pensamento de Carla. Depois, responda à questão.
- Em outubro deste ano, eu vou completar 30 anos. Nessa data meu irmão, David, terá
33 anos.
- No ano que vem, eu vou completar 31 anos.
- No outro ano, vou completar 32 anos.
- E, no outro, vou completar 33 anos. E irei alcançar a idade do meu irmão.
Você acha que Carla tem razão? Por quê?
24. Observe o quadro que relaciona quantidades e preços de melões.
Quantidade de melões(em unidades) 2 3 4 5
Preço 6 9 12 15
a) Qual o preço do 6 melões?
b) Observando a linha dos preços, temos 6, 9, 12, 15. Esses números formam uma
sequência. Seguindo o raciocínio qual será os 5 próximos algarismos?
c) Qual o preço de uma dúzia de melões?
d) E de meia dúzia?
e) Qual o preço de uma centena de melões?
25. Leia a receita.
0Brigadeiro
1 lata de leite condensado.
2 colheres de sopa de margarina.
2 colheres de sopa de chocolate em pó.
Rendimento: 40 brigadeiros.
Dona Lúcia recebeu uma encomenda de 440 brigadeiros. Que quantidade de cada
ingrediente ela precisará para fazer essa encomenda?
26. Transforme as adições em multiplicações.
a) 5+5+5+5 b)11+11+11+11+11
c) 4+4 d) 7+7+7+7+7+7+7
27. Uma semana tem 7 dias. Quantos dias há em 5 semanas?
28. Uma sorveteria vende sorvetes de tacinha, de copinhos, de casquinha e de
barquinha nos seguintes sabores chocolate, abacaxi, morango, creme, coco e limão.
Quantos tipos de sorvete Margarete pode escolher nesta sorveteria?
29. Calcule o produto.
a) 5 x 10 b) 5 x 100
c) 5 x 1000 d) 27 x 10
e) 455 x 10 f) 10 x 1000
g) 21 x 100 h) 902 x 100
30. Quantos pregos há em 15 pacotes de 10 pregos cada?
31. Rogério tem seis notas de 100 reais e quatro notas de 10 reais. Quanto ele possui
no total?
32. Num restaurante há 30 mesas e em cada uma cabem 4 pessoas. Qual o número
máximo de pessoas que podem jantar sentadas nesse restaurante?
33. Quanto você gastaria, aproximadamente, se comprasse:
a) 20 camisas b) 22 calças
RR RR R$ 47,00 R R$ 53,00
34. Um carteiro entrega, por dia, 1350 cartas. No mês de setembro ele trabalhou 25
dias. Qual o número aproximado de cartas que ele entregou nesse mês?
35. Calcule o valor das expressões numéricas.
a) 3 x 5 + 10 – 4 b) 5 x 4 + 8 x 9
c) 5 x 2 + 10 +30 d) 8 + 5 x 9 – 3 x 4
e) 8 x 3 – 8 x 2 f) 250 – 5 x 12 +7 x 9
g) 500 + [ 100 + 20 x 5 – (200 – 80 – 70)] h) 30 – [ 40 + 6 x 3 – 4 x (100 – 90)]
36. Numa calculadora, Renato fez as seguintes operações:
. Multiplicou 30 por 4
. Adicionou 120 ao produto obtido
. Subtraiu 96 do resultado
a) Que expressão numérica representam essa operações?
b) Qual o número encontrado?
37. São 2 dúzias de ovos brancos e 3 dúzias de ovos vermelhos. Troque idéia com um
colega e descubra um jeito de calcular o total de ovos de dois modos diferentes.
38. Na escola, o número de funcionários homens é o dobro do de mulheres.
a) Quantos homens trabalham na escola se o número de mulheres é 120?
b) Qual o total de funcionários na escola?
39. Um caminhão carrega 1560 tijolos em cada viagem. Quantos tijolos carregará em
3 viagens?
40. Na biblioteca da escola, há 6 estantes com 879 livros cada uma. Quantos livros há
na biblioteca?
41. Num depósito havia 9 000 azulejos. Venderam 8 caixas com 120 azulejos cada
uma e 42 com 16 azulejos cada uma.
a) Quantos azulejos foram vendidos?
b) Quantos azulejos ainda ficaram no depósito?
42. Jurandir vende redes na feira. Ele paga R$ 54,00 por cada rede e revende por
R$ 108,00. Ele vende, em média, 14 redes por dia. Quanto Jurandir lucra
diariamente?
43. Carmem fez 48 bandejas com 26 doces cada uma. Já vendeu 1 080 doces.
Quantos doces ainda falta vender?
44. Uma costureira comprou 15 caixas com uma dúzia e meia de botões cada uma.
a) Quantos botões ela comprou?
b) Quanto gastou, se pagou 9 reais por caixa?
O Parque Recreativo Sucupira foi
criado em23/12/1996, pela Lei Distrital
nº 1318. Possui 250 000 m² e situa-se
no perímetro urbano se Planaltina - DF
45. Minha classe tem 45 alunos. Num sábado, fomos todos visitar o Parque Ecológico
Sucupira. Cada aluno teria que levar R$ 15,00 para o transporte e o lanche, o
transporte custou R$ 5,00.
a) Quanto sobrou para comprar o lanche?
b) Quantos reais os 45 alunos levaram para o passeio?
46. No sítio de Everaldo existem mudas de alface que devem ser distribuídas
igualmente em canteiros de mesmo tamanho.
a) Qual a quantidade de mudas que Everaldo deve plantar em cada canteiro se quiser
distribuir essa mudas em 4 canteiros?
b) Everaldo resolveu doar as mudas para Márcia e Adriana. Quantas mudas cada uma
receberá?
c) Márcia deu as mudas para Lucas e Joana, ficando com apenas duas mudas.
Quantas mudas Lucas e Joana receberam?
47. Um gatinho está com 30 dias. Quantas semanas de vida ele tem?
48. Você ganhou 30 botões de rosas para formar 5 buquês. Quantos botões haverá em
cada buquê?
49. Hoje eu trouxe 42 goiabas para distribuir entre 6 colegas da minha sala de aula.
Quantas goiabas cada um receberá?
50. Bianca, Alexandre e Ivo irão dividir 9 maçãs. Veja três maneiras de distribuir as
maçãs:
1ª Bianca receberá 2 maçãs, Alexandre 4 maçãs e Ivo receberá 3 maçãs.
2ª Bianca receberá 5 maçãs, Alexandre não receberá maçãs e Ivo receberá 4 maçãs.
3ª Bianca receberá 4 maçãs, Alexandre receberá 4 maçãs e Ivo receberá 1 maçã.
51. Luís vai entrar no elevador que a capacidade máxima é de 8 pessoas. Ele é o
penúltimo da fila. Observe a cena e responda à questão.
Se, em todas as viagens, o elevador subir com a capacidade máxima de pessoas,
quantas viagens Luís terá de esperar até chegar sua vez de subir?
52. Responda:
a) Quantas vezes o número 8 cabe no 40?
b) Quantas vezes o número 8 cabe em 80?
c) Quantas vezes o número 8 cabe em 160?
d) Quantas vezes o número 8 cabe em 1600?
53. Marcos tem 24 livros e quer doá-los para alguns colegas de sala. Ele
quer doar uma coleção de 3 livros para cada colega. Quantos colegas re-
ceberão os livros doados por Marcos
54. Para dar um presente de final de ano para a professora, 9 amigos se juntaram.
Todos deram a mesma quantia e, ao todo conseguiram 81 reais. Com quanto cada um
dos amigos contribuiu para o presente da professora?
55. Calcule:
a) A metade de 24 b) A terça parte de 24
c) A metade de 36 d) A terça parte de 36
f) A metade de 48 g) A terça parte de 48
56. O golfinho se alimenta de diversas espécies de peixe. Certo dia, a mamãe
golfinho comeu aproximadamente 64 Kg de peixe, enquanto seu filhote comeu
aproximadamente 8 Kg.
Quantos filhotes poderiam ser alimentados com os 64 Kg de peixe que a mamãe
golfinho comeu?
57. A fábrica de chocolates Chocobom utiliza embalagens de vários tamanhos para
comercializar seus produtos. A fábrica produz por dia 658 bombons de coco. Quantas
embalagens para sete bombons são necessárias para distribuir essa produção?
58. O Brasil é um país de jovens?
O número de crianças e adolescentes deve diminuir nos
próximos anos. Você sabia?
Existem várias razões para essa mudança. Uma dela é
que muitos anos atrás a maior parte da população vivia no
campo, trabalhando na terra, o que exigia muita gente para
trabalhar. Por isso os casais tinham muitos filhos.
Atualmente, a maior parte da população vive nas cidades. Com as dificuldades
para arranjar emprego, o aumento dos gastos familiares e as mulheres trabalhando
cada vez mais, as pessoas resolveram ter menos filhos.
Por causa disso, as famílias estão ficando menores.
a) Quantas pessoas há na sua família?
b) Que razão o texto dá para a diminuição do tamanho das famílias?
c) Onde a maior parte da vive atualmente?
d) Você tem uma família maior ou menor que a imagem?
59. As plantas param de crescer?
Você sabia que algumas árvores podem ter mais de 100 metros de altura?
Essas árvores não são brasileiras e vivem por mais de mil anos. Seu tronco
chega a ser tão grosso que uma pessoa não consegue abraçá-lo. Essa é o caso da
Sequóia.
As árvores geralmente continuam crescendo até morrerem. Crescem para cima,
para os lados, para dentro da terra, crescem em todas as direções.
O que acontece quando se corta a extremidade superior de uma árvore?
Algumas árvores, como a jabuticabeira e a mangueira, crescerão mais no sentido
lateral, ficando mais baixas, porém mais largas.
Já outras, como os coqueiros e as palmeiras, morrerão se tiverem a sua
extremidade superior cortada.
a) Uma sequoia de 100 metros de altura vive 3 000
anos. Se a árvore crescesse o mesmo comprimento
a cada ano, quantos anos ela demoraria para crescer
um metro?
b) O desenho da árvore ao lado representa uma sequóia de 100 metros de altura e o
homem sem camisa tem 2 metros de altura. Quantas vezes a altura das pessoas cabe
na altura da árvore?
60. Calcule o máximo divisor comum dos seguintes números ( m.d.c ).
a)12 e 40 b) 9 e 36
c) 20 e 45 d) 10 e 60
e) 9, 18 e 45 f) 8, 16 e 32
61. Dois fios, um vermelho e outro preto, de 20 e 35 metros de comprimento,
respectivamente, precisam ser cortados em pedaços iguais e do maior tamanho
possível. Qual o comprimento de cada pedaço? Quantos pedaços de cada fio serão
obtidos?
63. Calcule o mínimo múltiplo comum dos seguintes números (m.m.c ).
a. 4 e 6 b. 24 e 20
c. 6 e 18 d. 12, 18 e 24
e. 10, 50 e 60
64. Na rua de Carlos a coleta de lixo é feita de dois em dois dias, e a entrega de
cartas, de três em três dias. No primeiro dia de setembro houve coincidência na coleta
de lixo e na entrega das cartas.
a) Em que dias de setembro essa coincidência voltará a
ocorrer?
b) De quantos em quantos dias há coincidência?
c) Ache o mínimo múltiplo comum de 2 e 3.
65. Preparando-se para uma competição, Marcos nada dia sim, dia não e anda de
bicicleta de 5 em 5 dias. No dia 14 de setembro esse atleta nadou e pedalou.
a) Em que dias do mês de setembro essa coincidência voltará a ocorrer?
b) De quantos em quantos dias há coincidência?
c) Ache o mínimo múltiplo comum de 2 e 5.
66. O mês comercial tem 30 dias.
O ano comercial tem 360 dias.
Muitas vezes usamos esses números para fazer cálculos. Então vamos pensar?
a) Quantas horas tem o mês comercial? E o ano comercial?
b) Quantas semanas inteiras o mês comercial tem?
67. Márcia viajou para a casa de seus avós. Saiu no dia 25 de setembro, às 15 horas, e
chegou ao seu destino no 26 de setembro, às 18 horas. Quantas horas durou a viagem
de Márcia?
68. Nadia disse que deveria estudar para uma prova 2 horas por dia durante 2
semanas. Quantas horas Nadia estudará para essa prova? Escreva essa quantidade de
horas em dias completos e horas?
69. Determine o valor das expressões:
a) 50 – 3 x 8 + 18 : 9
b) 90 + 27 : 9 – 5 x 6
c) [ 4 + 35 : 7 + 2 x ( 15 – 9 x 5 )]
d) [ 300 – 35 x 3 + 64 : 8 ] : 2
70. Odair comprou 4 sacos de batatas com 35 quilogramas cada um e 3 sacos de
cebolas com 20 quilogramas cada um. Quantos quilogramas tem as suas compras?
71. Ana fez 26 pontos num torneio de basquete. Beatriz fez o quádruplo de pontos de
Ana. Quantos pontos fez Beatriz?
72. Num tonel há 1 240 litros de água e, em outro, 2 300 litros. Quantos garrafões de
5 litros podemos encher com o conteúdo dos dois tonéis?
73. Escreva com algarismos as frações que aparecem nas sentenças.
a) Paulo comeu dois oitavos da pizza.
b) Na garrafa, ainda há três décimos de guaraná.
c) Eu comprei cinco doze avos das laranjas.
d) A água cobre dois terços da superfície do planeta Terra.
e) João correu quarenta e cinco centésimo da pista de corrida.
74. Qual fração corresponde a:
a) 4 dias de uma semana:
b) 3 meses de um ano:
c) 4 quilos de um pacote com 5 quilos de feijão?
d) 5 maçãs de meia dúzia?
e) 2 litros de uma lata com 10 litros de tinta?
75. Se a prova tem 100 questões, qual a fração correspondente a um acerto de:
a) 75 questões?
b) 10 questões?
c) 45 questões?
d) 14 questões?
76. Paula recortou um cartão retangular em duas partes, de forma que as duas partes
pudessem ser sobrepostas sem faltar ou sobrar nenhum pedaço. Desenhe um cartão
retangular e mostre como Paula pode ter feito o recorte.
77. Desenhe um retângulo e pinte 3 dele.
5
1
2
78. Observe a pizza. Ela vai ser dividida, igualmente, em 8 pedaços
Adriana comeu 1 dos pedaços da pizza. Então, Adriana comeu 1 pizza.
8
a) A irmã da Adriana comeu 3 pedaços da pizza. Em relação à pizza toda, que fração
representa esses pedaços de pizza?
b) A prima da Adriana comeu 2 pedaços da pizza. Em relação
à pizza toda, que fração representa esses pedaços de pizza?
c) Represente em forma de fração o que sobrou da pizza?
79. O grupo de teatro da escola fará uma apresentação de dança em que todos os
atores utilizarão roupas com as cores preto e branco.
No final da apresentação, os integrantes do grupo apresentarão uma bandeira que
representará seu grupo de dança.
A fração que representa a parte branca 2 . Lê – se: dois quintos.
5
a) Escreva a fração que representa a parte em preto do desenho da bandeira. Indique
como se lê essa fração.
80. Cleiton fez uma pesquisa com seus colegas de sala. Dos 45 alunos da classe,
Disseram que trabalham em Planaltina. Quantos colegas de Cleiton trabalham na
Cidade?
81. O tanque de gasolina do carro de Lucas estava cheio. Ele utilizou um quinto do
combustível para ir à casa de um amigo e quatro quintos para ir ao trabalho durante
uma semana. Sobrou combustível no tanque? Justifique.
82. A professora pedirá a seus alunos que façam cartazes para a feira de ciências.
Para isso, ela distribuirá 11 cartolinas entre os alunos. Cada aluno receberá,
aproximadamente, quantas cartolinas? Agora, ajude a professora e descubra
exatamente quantas cartolinas cada aluno receberá?
83. Numa receita de cocada são utilizadas a 3 xícaras de açúcar. Em duas dessas
receitas são utilizadas quantas xícaras de açúcar? Ela se enganou e colocou 10
xícaras. Ela colocou açúcar a mais ou a menos? Quanto?
2
3
84. Leia e responda:
O que você prefere?
Artur fez uma pesquisa com 100 alunos do quinto ano. Eles deviam dizer se
preferiam praticar esporte, viajar ou ir ao cinema.
Artur anotou todas as opiniões e fez um cartaz com um esquema que ele inventou
para expressar os resultados da pesquisa.
Veja o cartaz que ele fez:
PREFERÊNCIA DOS ALUNOS
-----------------------------------------------------------
Legenda:
- - Viajar - Praticar Esporte -------- Ir ao cinema
Reúna-se com um colega e responda:
a) Vocês entenderam o esquema que Artur fez para registrar os resultados da
pesquisa?
b) Converse sobre isso para chegarem a uma conclusão.
c) Quantos alunos responderam que preferem praticar esporte?
d) E viajar?
e) E ir ao cinema?
85. Você conhece o símbolo % ? Ele aparece em situações que envolvem
porcentagem. Agora leia e resolva:
a) Veja a promoção de uma loja.
DESCONTO DE 20%
R$ 300,00
a) O que significa a expressão desconto de 20 %?
b) Qual será o preço do som com um desconto de 20 %?
c) Ana comprou o som é deu duas notas de R$ 100,00 e uma de R$ 50,00. Sobrou ou
faltou dinheiro?
86. A Matemática na História!!!
Desde os primórdios, as sociedades humanas praticavam o comércio, trocando
mercadorias ( escambo ) de acordo com as suas necessidades.
Com o passar do tempo, foram criadas moedas para facilitar as trocas, geralmente
feitas de cobre, ouro ou prata, e depois as notas ou papel – moeda.
Até 1694, o Brasil não possuía dinheiro próprio.
De 1525 até 1578 circulou, em São Vicente e no Brasil, o Vicentino, moeda que
valia 1000 reais era cunhada em Portugal, no reinado de D. João III.
A cunhagem de moedas no Brasil começou em Salvador, onde foi fundada a Casa
da Moeda do Brasil.
Veja o uso do dinheiro em algumas prioridades em 1703 e depois responda:
Preços das cousas comestíveis:
Por um boi, cem oitavas.
Por uma mão de sessenta espigas de milho, trinta oitavas.
Por seis bolos de farinha de milho, três oitavas.
Por um paio, três ou quatro oitavas.
Por uma galinha, três ou quatro oitavas.
Por seis libras de carne de vaca, uma oitava.
Por um queijo flamengo, dezasseis oitavas.
Por uma cara de açúcar de uma arroba, 32 oitavas.
Preços das cousas que pertencem ao vestuário, e armas:
Por uma casaca de pano fino, vinte oitavas.
Por uns calções de pano fino, nove oitavas.
Por um chapéu fino de castor, doze oitavas.
Por uma carapuça de pano forrada de seda, cinco oitavas.
Por uma espingarda bem feita e prateada, cento e vinte oitavas.
Por uma pistola ordinária, dez oitavas.
Por um canivete, duas oitavas.
Preços dos escravos e das cavalgaduras:
Por um negro bem feito, valente e ladino, trezentas oitavas.
Por um molecão, duzentas e cinquenta oitavas.
Por um moleque, cento e vinte oitavas.
Por um crioulo bom oficial, quinhentas oitavas.
Por um mulato de partes, ou oficial, quinhentas oitavas.
Por um bom trombeteiro, quinhentas oitavas.
Por uma mulata de partes, seiscentas e mais oitavas.
Por uma negra ladina cozinheira, trezentas e cinqüenta oitavas.
Por um cavalo sendeiro, cem oitavas.
Por um cavalo andador, duas libras de ouro.
(NUNES, Sebastião. História do Brasil. São Paulo:
Editora Altana, 2000. p. 138)
a) Se você vendesse três espingardas bem feitas e prateadas, com o dinheiro da venda
daria para comprar um negro bem feito, valente e ladino?
b) Ainda sobraria dinheiro? SIM ou NÃO se você respondeu sim quanto sobraria?
c) Vendendo um cavalo sendeiro, com o dinheiro arrecadado, daria para comprar
quantas mãos de sessenta espigas de milho?
d) O preço do boi era comparado ao preço de um moleque? Quanto valia o boi? E
quanto valia um moleque?
e) Quanto você gastaria se comprasse seis bolos de farinha de milho, um de paio, seis
libras de carne de vaca, uma galinha, um queijo flamengo e uma cara de açúcar de
uma arroba?
f) Quanto anos já se passaram desde o ano em que o Brasil não possuía dinheiro
próprio até hoje?
87. SALÁRIO FOI MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO,
MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO.
Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu por decreto-lei o
salário mínimo no País. Ele deveria suprir as necessidades básicas de alimentação,
habitação, vestuário, higiene e transporte do trabalhador. A notícia foi recebida com
euforia. Mas de um milhão de trabalhadores iriam se beneficiar com a medida. O
decreto estabelecia 14 valores diferentes, cabendo à capital do País o maior valor:
240 mil-réis. Segundo atualização monetária realizada por especialistas, o salário
mínimo valia cerca de R$ 660 em 1940. Veja, em valores atuais, como foi caindo:
Para comprar a cesta básica em 1940, o trabalhador gastava em média cerca de 40%
do salário mínimo. Com o novo valor de R$ 200, o trabalhador gastará 73,5% do
mínimo para comprar a cesta básica.
a) Como era o nome do dinheiro em 1940?
b) Quanto era o salário mínimo em 1940? Segundo os especialistas, qual seria o valor
desse salário mínimo em reais?
c) Comparando 1940 e 2009 em relação a cesta básica, de quanto foi a perda do poder
de compra do salário mínimode hoje, porcentagem?
e) O que varia com o tempo: o dinheiro ou o poder aquisitivo?
f) Por que você acha que isso ocorre?
g) Em que década verificou-se o maior salário mínimo?
h) Qual a relação entre o salário mínimo e cesta básica hoje?
Um fator responsável pela perda do poder aquisitivo é a inflação.
A inflação é o aumento geral dos preços dos alimentos, remédios, combustíveis,
bens duráveis, serviços e etc.
No Brasil, a inflação é medida por meio de pesquisas sobre as variações de preços,
por intermédio de fundações, institutos e órgãos governamentais, entre eles o IBGE
(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e a Fundação Getúlio Vargas.
i) Quanto você acha que seria o ideal para uma família de 4 pessoas fazer face às
despesas mensais com:
Aluguel :___________________ Luz:_________________
Alimentação:________________ Água:__________________
Transporte: _________________ Impostos:_______________
Gás:_______________________ Roupas:________________
Total:______________________
Discuta com seus colegas de classe esses valores.
Década Em R$
1940 220,00
1952 1.190,00
1960 9.440,00
1970 187,00
1980 5.788,00
1990 8.836,82
2000 151,00
2003 240,00
2009 465,00
• De quanto deveria ser o salário para que a família pudesse poupar R$ 30,00 por
mês?
• Se a inflação foi de 5,19% num certo mês e Ana ganha R$ 465,00 de salário por
mês, qual foi a perda do seu poder aquisitivo?
• O Sr. João ganha R$ 500,00 por mês. Por dia, considerando ida e vinda
88. Pedro comprou um sofá dando 200 reais de entrada O restante, parcelou em 4
vezes. Se o que Pedro já pagou corresponde a 40% do preço do sofá, qual o preço
total?
89. Uma loja anuncia a seguinte promoção:
Porém, a loja reserva um percentual de descontos de 7% caso o pagamento seja feito
à vista. Quanto o comprador pagará à vista?
90. Números do lixo no Brasil
A quantidade de lixo produzida semanalmente por um ser humano é de
aproximadamente 5 Kg. Se somarmos toda a produção mundial, os números são
assustadores.
Só no Brasil produz 240 toneladas de lixo por dia. O aumento excessivo da
quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e ao perfil de consumo de
uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados existirem, mais
lixo é produzido, como embalagens, garrafas, etc.
Em torno de 88% do lixo de todo o Brasil é reciclado! Isso acontece porque
reciclar é 15 vezes mais caro do que simplesmente jogar o lixo em aterros. A título de
comparação, o percentual de lixo urbano reciclado na Europa e nos EUA é de 40%.
a) Agora, releia estes trechos do texto:
“Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado!”
“A título de comparação, o percentual de lixo urbano reciclado na Europa e nos EUA
é de 40%.”
Na sua opinião, qual foi a intenção quando foi colocado o ponto de exclamação no
final da primeira frase?
b) De acordo com o texto, os 40% citados na segunda frase representam muito ou
pouco lixo reciclado, se compararmos ao Brasil? E mais ou menos do que 50%.
91. Releia mais dois trechos:
“ Só o Brasil produz 240 mil toneladas de lixo por dia.”
“A quantidade de lixo produzida semanalmente por um ser humano é de
aproximadamente 5 Kg.
a) Considerando as informações do texto, quantas mil toneladas de lixo seriam
produzidas em uma semana, no Brasil?
c) Como você viu, o Brasil produz 240 mil toneladas de lixo por dia. Quanto será
isso em quilos?
92. “Em torno de 88% do lixo doméstico brasileiro vai para o aterro sanitário.”
a) Você sabe o que é aterro sanitário?
b) Explique o significado da afirmação de trecho acima.
93. O que pode ser reciclado?
Nem tudo pode ser reciclado. Alguns produtos que consumimos não servem para a
reciclagem. Observe:
Podem ser reciclados
Vidro: garrafas, frascos de condimentos; potes de produtos alimentícios; frascos
de perfumes; remédios e de produtos de limpeza; lâmpadas fluorescentes; cacos de
qualquer uma das embalagens citadas.
Plástico: potes; embalagens de detergente, xampu, etc.; tampas plásticas de todos
os tipos; embalagem de arroz; feijão, açúcar, etc.,embalagens de refrigerantes ( PET);
canos e tubos plásticos ( PVC ).
Metal: latas de refrigerante, óleo, massa de tomate, conservas, etc.; tampas de
refrigerante, cerveja, etc.; arames, pregos, marmitex, alumínio, cobre e outros.
Papel: jornais, revistas, papéis em geral, caixas de papelão, embalagens de leite e
suco( longa-vida).
Não podem ser reciclados
Ampolas de remédios, espelhos, vidros de automóveis, tubo de imagem de TV,
cristais, lâmpadas comuns, fôrmas e travessas de vidro. Celofane, material
plastificado ( como embalagem de bolachas ), embalagem a vácuo, fraldas
descartáveis, absorventes, espuma, latas enferrujadas, clipes, grampos, esponja de
aço, canos de metal, pilhas, papel higiênico, papel carbono, fita crepe, etiquetas
adesivas, fotografias, filtros de cigarro, cabo de panelas.
O tempo médio de decomposição dos produtos varia, conforme a tabela a seguir.
MATERIAL TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO
Garrafas plásticas Cerca de 500 anos
Sacos e sacolas Mais de 100 anos
Isopor Indeterminado
Jornais De 1 a 2 meses
Papel e papelão De 3 a 6 meses
Cascas de frutas Cerca de 3 meses
Tecidos de fibras naturais 6 meses a 1 ano
Madeiras envernizadas Cerca de 12 anos
Palito de fósforo 2 anos
Chiclete 5 anos
Vidro Indeterminado
Borracha Indeterminado
Aço Mais de 100 anos
Alumínio De 200 a 500 anos
Cerâmica Indeterminado
Observe, durante uma semana, o lixo que sua família produz. Depois, responda a
estas questões:
a) Qual o lixo produzido em casa você classifica como orgânico?
b) Quais são os materiais que você pode reciclar nesse lixo doméstico?
c) Se 50 Kg de papel usado forem reciclados e transformados em papel novo, será
evitado o corte de uma árvore. Quantas árvores serão preservadas se forem reciclados
200 Kg de papel?
d) Para o aniversário de 10 anos de Lucas, Dona Joana comprou refrigerantes em
garrafas PET, descartando no lixo as embalagens vazias. Quando essas garrafas
estiverem decompostas, qual será a idade do seu neto Lucas?
e) Coloque em ordem decrescente de tempo de degradação os seguintes materiais:
Chiclete, vidro, jornal, janela de aço, embalagem PET de refrigerante, embalagem de
isopor para ovos e sacolas plásticas.
f) Veja a foto de uma peça de cerâmica anterior à descoberta do Brasil, feita pelos
índios que habitavam a ilha de Marajó, no Pará. Na tabela você viu que a cerâmica
tem um tempo de degradação indeterminado. Converse com seus colegas e citem uma
vantagem disso.
94. Quantos segmentos de reta há em cada figura?
a) b)
__________________ ____________________
c) d)
____________________ ____________________
95. Desenhe retas passando pelo ponto P.
Quantas retas você pode traçar passando por esse ponto?
P
•
____________________________________________________________________
96. Observe a imagem abaixo e responda:
a) Escreva o nome dos lugares onde você consegue observar retas paralelas, retas
concorrentes e retas perpendiculares.
b) Em que lugares da imagem de Brasília você consegue observar ângulos? Escreva
dois desses lugares.
97. Observe os polígonos:
a)
b)
c)
d)
Registre os que podem ser chamados de:
• quadrilátero:_________________________________________________________
• paralelogramo:_______________________________________________________
• retângulo:___________________________________________________________
• losango:____________________________________________________________
• quadrado:___________________________________________________________
• paralelogramo que não é retângulo nem losango:____________________________
98. Leia e responda:
Cercando o pomar
O pomar do sítio do senhor Arlindo, precisa ser cercado. O pomar tem a forma de
um retângulo de 60 m de comprimento e 20 m de largura. O fundo do pomar dá para
o rio e não precisa ser cercado.
O senhor Arlindo foi à loja da cidade às 8 horas da manhã para comprar o arame e
outros materiais. Cada rolo de 100 m custou 115 reais. De volta ao sítio, ele verificou
que seu percurso de ida e volta foi de 26 Km.
O senhor Arlindo comprou o suficiente para que a cerca tivesse 4 voltas de fios de
arame.
a) Quantos metros de arame o senhor Arlindo vai utilizar?
b) Qual o preço da quantidade de arame utilizada?
c) Quais dados necessários para responder à primeira pergunta?
d) Quais dados necessários para responder à segunda pergunta?
e) Que dado deverá ser acrescentado no enunciado do problema, para que haja
melhor entendimento da questão?
f) Qual é a área do terreno do senhor Arlindo?
99. O piso de uma sala tem forma retangular. Um lado mede 3 metros e o outro mede
6 metros. Quantos metros quadrados de carpete são necessários para cobrir esse piso?
100. Um quarto tem piso quadrado de 4 m de largura. A área desse piso é 20 metros
quadrados.
a) Descubra o comprimento desse piso.
b) Quantos metros quadrados de cerâmica ele precisará?
c) Se o metro quadrado custa 50,00 reais, quantos reais ele vai gastar?
PORTUGUÊS
1 – Com s letras do alfabeto que você tem monte o seu nome.
2 – Use um pedaço de cartolina, conforme o modelo, copie o seu nome.
2 – Você confeccionou um crachá com o seu nome. Agora no seu caderno escreva o seu
nome em diferentes sentidos.
3 – Leia os nomes e escreva no seu caderno a quantidade de letras que cada nome tem.
4 – Leia o teto “O nome da Gente”, identifique quantas vezes a palavra nome aparece no
teto?
NOME DA GENTE
Por que é que me chamo isso
e não me chama aquilo?
Por que é que o jacaré
não se chama crocodilo?
Eu não gosto
do meu nome,
não fui eu
quem escolheu.
Eu não sei
por que se metem
com um nome
que e só meu!
O nenê
que vai nascer
vai chamar
como o padrinho,
vai chamar
como o vovô,
mas ninguém
vai perguntar
o que pensa
o coitadinho.
MARIA MARCOS JOSÉ
ANTÔNIO VERA SOLANGDAVID CLARICE EDSON
CLÁUDIO LUZIA IZABEL
JOÃO
Foi meu pai quem decidiu
Que o nome fosse aquele.
Isso só seria justo
se eu escolhesse
o nome dele.
Quando eu tiver um filho,
não vou par nome nenhum. Quando ele for bem grande,
ele que procure por um!
BANDEIRA, Pedro. Cavalgando o arco-iris.
16. ed. São Paulo: Moderna, 1991. p.12
5 – Quantas vezes a palavra NOME aparece no texto? Copie em seu caderno a palavra
NOME e depois copie só as duas primeiras letras, que palavra formou? Acrescente o
acento agudo na segunda letra.
6 – Releia as estrofes do texto e, no caderno complete com as rimas:
Por que é que me chama isso
e não me chama _________________________________________________?
Por que é que o jacaré
não se chama _________________________________________________?
O nenê
que vai nascer
vai ____________________________________________
como o ____________________________________
vai _______________________
como o vovó,
mas ninguém
vai ___________________________________________
que pensa
o_________________________________________
7 – Você sabe o significado do seu nome?
Procure descobrir quem o escolheu e 0 motivo da escolha para contar aos seus colegas.
8 – No caderno escreva a história do seu nome, com o auxilio do professor.
9 - Pesquisem o significado dos nomes dos alunos da sala.
10 – Leia o nome:
M A R Í L I A
Procure no alfabeto as letras que compõem esse nome.
11 – Em um retângulo de cartolina escreva seu nome. Compare com o nome acima, se
houver letras que se repetem nos dois nomes, pinte-as da mesma cor:
- Quantas letras tem o seu nome?
- Quantas letras aparecem no nome "Marília"?
12 – Observe o quadro abaixo, veja que todos os nomes começam com M. Pesquise outras
palavras que começam com M. Registre tudo em seu caderno.
Nome de uma fruta
Nome de flor
Nome de animal
Nome de peça de vestuário
Nome de mulher
Nome de parte do corpo
13 – Copie o quadro no caderno. Encontre outras palavras dentro do nome:
14 - Leia o nome:
a) No caderno, substitua o ultimo A par O:
b) Copie a nome que surgiu:
c) Retire a 2.a
letra do nome abaixo e substitua por U:
d) Copie o quadro abaixo no caderno e complete com as letras D, M, P, T, V. Quais
palavras formam?
,
M A R Í L I A
MARI
LIA
L I A
I A
I A
I A
I A
I A
I A
15 -
a) Qual e a profissão de Paulo?
b) O que Paulo pinta perfeitamente?
c) O nome e os sobrenomes deste pintor português começam todos com a letra P. Com o
auxílio de seu professor, escreva no caderno um nome e sobrenome que comecem com a
letra S.
16 - Procure no texto, outras palavras que comecem com PIN e POR.
17 - Na ultima linha do texto aparecem as palavras: portas, paredes e pias. Elas
estão no plural. Agora em seu caderno, escreva essas palavras no singular.
PINTOR PORTUGUES
PAULO PEREIRA PINTO PEIXOTO,
POBRE PINTOR·PORTUGUES,
PINTA PERFEITAMENTE
PORTAS, PAREDES PIAS E PORTOES
Nomes
Qual a origem dos sobrenomes?
(João Antonio da Rocha, Porto União, SC, e Anna Letícia Amaral da Silveira, Curitiba,
PR).
Os sobrenomes surgiram para diferenciar nomes repetidos - fato comum desde as mais
primitivas culturas. Os primeiros que se tem notícia são os patronímicos, nomes que
fazem referência ao pai: Simão filho de Jonas. Como esse método era limitado, os
sobrenomes passaram a identificar também o local de nascimento: Héron de Alexandria.
Os sobrenomes tornaram-se hereditários a medida que a posse da terra era transmitida
de geração em geração. O costume se ampliou com a inclusão de características físicas e
geográficas ou nomes de profissões. Da Rocha significa que o patriarca dessa família
provavelmente vivia numa região rochosa. Da Silveira vem do latim silvester, da floresta,
que também originou o popular Silva. O registro sistemático dos nomes de família
começou no século XVI, por decreto da Igreja Católica, no Concilio de Trento (1563).
SUPERINTERESSANTE. São Paulo: Abril.
18 - Identifique no texto os sobrenomes que você conhece, escreva no caderno.
NOME E NOME
1
VOCÊ POR ACASO CONHECEU
UM CONTADOR CHAMADO ROMEU? TODA VEZ QUE ERRAVA
AS CONTAS, GRITAVA:
ERRO MEUI ERRO MEUI ERRO MEU!
2
INESPERADAMENTE, A MINHA TIA INES
SOL TOU NA RUA 0 MEU CAOZINHO PEQUINES. MAS FOI-LHE PERDOADO
ESSE GRAVE PECADO.
O PADRE SÓ DISSE: "NUNCA MAIS PEQUE, INES!"
3
EM QUE ESTACÃO DO ANO NASCEU VERA, A MINHA PRIMA? ESSA ATE RIMA.
NÃO TEMENGANO.
NASCEU NA PRIMAVERA
A MINHA PRIMA VERA.
PAES, Jose Paulo. E Isso Ali.
Bela Horizonte: Salamandra, sl data.
19 - Identifique na poesia as palavras que rimam.
20 - Copie no caderno os nomes que aparecem no texto.
21 - Leia o nome, substitua a 3.a
letra por L. Copie e faça um desenho da palavra
formada.
22 - Escreva o nome dos desenhos abaixo, troque as sílabas e veja no que se
transformam.
23- Se tirarmos as duas ultimas letras da palavra ARATICUM e substituirmos por A,
escrevemos o que?
24- Agora coloque o sinal gráfico til (~) na letra A. Escreva o que formou.
25 - Retire as letras riscadas das palavras abaixo e escreva no caderno as novas
palavras.
ROMEU – ERRAVA – PRIMAVERA – SOLTOU – MINHA
25 - A ultima estrofe da poesia menciona uma estação do ano. Qual? Pesquise o inicio e
o termino da mesma. Faça uma ilustração no seu caderno que representa essa estação.
TRES TIAS
TUCA
TERESA
TONINHA
TRES TIAS
TODO TEMPO TRICOTANDO
TANTO TEMPO
TAL TAREFA
TRICOTANTO
TUCA
TERESA
TONINHA
TRES TIAS T AGARELAS
TUDO TENTAM
TUDO TEMEM
TANTO TANGO
T AIS TRAGEDIAS
TAIS TREJEITOS
TUDO TREME
TUCA
TERESA
TONINHA
TRES TIAS
TAO TIRANAS
TODAVIA
TRES TIAS
TAO TERNAS
BERALDO, Aida. In: Trabalhando com Poesia. São Paulo: Ática, 1990, v. 1, p.28.
26 - Qual a tarefa das três tias?
27- O que significa a palavra TAGARELA?
28 - Na ultima estrofe aparecem mais duas características das tias. Quais são?
29 - Observe os nomes que aparecem no texto: TUCA TERESA TONINHA.
30 - Escreva outros nomes começando a primeira silaba das palavras acima:
TU – TE – TO.
31 - Forme outras palavras a partir da palavra TRICOTANDO, copie o modelo no seu
caderno:
T R I C 0 T A N D 0
32 - Que outras palavras você formaria se trocasse:
- O T de TIA pelo M?
- O T de TUCA pelo C?
- O T de TANTO pelo C?
- O T de TÃO pelo M?
- O T de TUDO pelo M?
- O T de TÃO pelo C?
33 – Escolha o nome um (a) colega e faça um acróstico.
34 – Traga o rótulo de produto de limpeza, no caderno escreva:
O nome do produto;
Para que serve;
O modo de usar;
Quantidade;
Onde foi fabricado;
Qual a validade;
Quais são os cuidados que devemos ter ao usar um produto.
35 – Leia o texto.
TEMPO
O TEMPO PERGUNTOU PRO TEMPO QUANTO TEMPO O TEMPO TEM.
O TEMPO RESPONDEU PRO TEMPO QUE O TEMPO TEM TANTO TEMPO QUANTO TEMPO
O TEMPO TEM.
- procure no dicionário o significado da palavra tempo.
- faça uma ilustração que represente a palavra tempo.
- veja a imagem, que tempo ele representa?
36 – Pesquise em jornais sobre a previsão do tempo. Como essa informação e passada
para o leitor. Depois assista a um telejornal e veja como as informações sobre a previsão
do tempo são apresentadas na televisão. Compare as duas formas, jornal e TV, quais as
semelhanças e diferenças existentes?
37 – Leia a palavra TEMPO, observe que antes das letras P e B usamos o M. Em seu
caderno escreva palavras em que o M antecede o as letras P e B.Procure em jornais e.
revistas.
38 – Com o passar dos tempos as cidades e voluiram, e com crescimento da população
foi preciso criar sinais e normas de trânsito para orientar o uso das vias abertas à
circulação pública. Pesquise alguns tipos de placas de trânsito cole em seu caderno e
escreva o seu significado.
39 – O semáforo é utilizado para abrir e fechar o trânsito atrvés das cores VERMELHO,
AMARELO e VERDE. O que significa cada uma dessas cores?
40 – Forme outras palavras usando as três primeiras letras das palavras VEMELHO,
VERDE e AMARELO: VEM, VER, AMA.
41 – Identifique a consoante e a vogal que estão presentes nas palavras VERMELHO,
AMARELO e VERDE. Junte as duas e coloque o acento agudo na vogal, que palavra
formou?
42 – Leia o texto.
O CHÃO E O PAO
Ochão
O grão
O grão no chão
O pão
O pão e a mão
A mão no pão
O pão na mão
O pão no chão?
Não.
MEIRELES, Cecília. Ou Isto ou Aquilo 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991. p. 102.
Por que o pão é um símbolo universal de fartura?
Qual o intinerário que o pão faz até chegar a nossa mesa?
Qual é a utilidade das mãos no preparo da massa do pão?
43 – Construa duas frases com a palavra MASSA, (com os sentidos: pão – povo).
44 – Você conhece o BEIJU? Do que ele é feito?
45 – De onde essa massa é retirada?
46 - Você conhece o CUSCUS? De que massa ele é feito?
47 – De onde é retirada a massa para fazer o CUSCUS?
48 - Que outras palavras encontramos em farinha?
49 - Que outros tipos de farinha você conhece?
49 – Que outras palavras encontramos em farinha?
F A R I N H A
50 - Comente o significado das expressões abaixo:
PÃO-DURO PÃO INTEGRAL
PÃO QUE O DIABO AMASSOU PÃO PRETO
PÃO, PÃO, QUEIJO, QUEIJO VIVER A PÃO E ÁGUA
TRATADO A PÃO-DE-LÓ PÃO DE AÇÚCAR
RENTE COMO PÃO QUENTE PÃO DORMIDO
O PÃO NOSSO DE CADA DIA
51 – Veja as receitas:
BEIJU
Ingredientes:
3 xícaras de goma (polvilho doce)
Água suficiente.
Modo de preparo:
Coloque o polvilho doce em uma tigela e regue lentamente com água fria suficiente para
umedecer o polvilho (a mistura não deve ficar mole ou líquida).
Com as mãos, misture o polvilho até obter uma espécie de farinha bem granulada e
soltinha.
Leve uma frigideira de 22 cm de diâmetro ao fogo, deixe aquecer, segure uma peneirinha
sobre a frigideira e, com a outra mão, passe um pouco da "farinha" na peneirinha,
deixando-a cair sobre a frigideira aquecida.
Espealhe com uma escumadeira, formando uma camada uniforme no fundo da frigideira;
com o calor do fogo, a "farinha" vai se unir e se transformar em uma liga, ficando
semelhante a uma panqueca maleável.
Vire a panqueca com a escumadeira, deixe cozinhar o outro lado, tire do fogo, unte com
manteiga e enrole.
Prepare os beijus restantes da mesma maneira. Coloque os rolinhos lado a lado em um
prato de servir e leve à mesa. Rendimento: 10 beijus.
PÃO
2 copos e 1/2 de água morno
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sal
1 ovo
1 copo de óleo
1 kg de farinha de trigo
50 g de fermento de padaria
Modo de preparo:
Misturar o fermento de padaria na água morna
Levar ao liquidificador: o açúcar, o óleo, o sal, o açúcar, o ovo e a água com o fermento
Bater por alguns minutos
Colocar em uma bacia grande esta mistura e acrescentar o trigo aos poucos, misturando
com as mãos (a quantidade de trigo suficiente se dá quando a massa não grudar em suas
mãos)
Deixar crescer por 1 hora
Dividir a massa em partes e enrolar os pães
Deixar crescer novamente por 40 minutos
Levar para assar por mais ou menos 30 minutos
52 – Qual a diferença entre as receitas de PÃO e de BEIJU?
53 – Na sua opinião qual a mais fácil de fazer?
54 – Qual a receita gasta mais ingrdientes?
55 – Qual a receita fica mais barato?
56 -Leia o texto.
CIO DA TERRA
Debulhar o trigo
Recolher cada bago do trigo
Forjar do trigo o milagre do 'pão
e se fartar de pão ...
Decepar a cana
Recolher a garapa da cana
Roubar da cana a doçura do mel
Se lambuzar de mel ....
Afagar a terra
Conhecer os desejos da terra
Cio da terra propício à estação
E fecundar o chão.
Autores: Chico Buarque e Milton Nascimento
Intérpretes: Milton Nascimento, Pena Branca e Xavantinho.
Ariola, 1989.
57 - 3. Geralmênte, o título de qualquer obra pretende ser um resumo da mesma. Por que
o poema recebe o título "Cio da Terra"?
58 – Do que se trata a primeira, segunda e terceira estrofe do poema?
59 - Com o alfabeto móvel escreva a palavra CANA e copie no caderno.
60 - Troque o A pelo O, escreva no caderno.
61 - Com o alfabeto móvel forme as palavras CANA e CANO. Escreva no caderno, agora
elimine a primeira letra de cada palavra, veja que palavra surgiu, copie no caderno.
62 - Escreva a palavra CANA, depois substitua a terceira letra por: P, T, L, Ç, M, D, J, I,
R, S, V. Escreva as novas palavras no caderno.
63 – Leia o texto.
O TRABALHO
Trabalho é sobrevivência
é também felicidade
quando esta experiência
se transforma
num bom salário
para todo operário.
O trabalho diário
da dona de casa
do agricultor
do professor
do gari
da doméstica
também do doutor
de todo trabalhador
tem que ser recompensado
e muito bem remunerado.
Poesia realizada pelos alunos alfaf1etizados
da Escola Municipal Sady $ousa, de Curitiba, 1991
64 - Você trabalha? Qual sua profissão?
65 – Quais são as profissões citadas no poema?
66 – Quais são as palavras que rimam ?
67 - O texto O TRABALHO foi elaborado por alunos da Educação de Jovens e Adultos.
Elabore você também um texto sobre o trabalho.
68 - Quais são os documentos solicitados aos que procuram emprego?
69 – Como devemos nos comportar no ambiente de trabalho?
70 - Todo trabálhador deve ser igualmente merecedor de respeito. Porquê?
71 – Leia o texto
Tucano
Ave da família dos Ranfastídeos, formada por cerca de 37
espécies. Seu tamanho varia entre 30 e 60 cm. Tem pés com dois dedos para frente e
dois para trás. Seu bico, muito grande, mais comprido que a cabeça e mais alto que largo,
não é tão pesado quanto parece, pois tem alguns sacos de ar que o tornam mais leve.
Os tucanos andam em grupos e geralmente habitam as copas das árvores. São
sedentários e se alimentam especialmente de frutas, mas comem também insetos e até
pequenos animais, como répteis, ratos e pássaros. Aninham-se dentro do tronco das
árvores e põem três ovos brancos.
O tipo mais conhecido é o tucanaçu (Ramp~aste toco), das Guianas e do Brasil,
com o bico amarelo-alaranjado e garganta branca.
,
Texto adaptado da Enciclopédia Barsa. São Paulo. 1972. V 13. P 354.
Ranfastídeos. [do grego rhámphos, bico] S.m. zool. Aves piciformes caracterizadas por terem o
bico muito forte, curvado e grosso.
Sedenjário. [do latim sedentariu] adj. 1. Que está comumente sentado; se exercita pouco. 2. Que
tem habitação fixa.
Ranfastídeos. [do grego rhámphos, bico] S.m. zool. Aves piciformes caracterizadas por terem o
bico muito forte, curvado e grosso.
Sedenjário. [do latim sedentariu] adj. 1. Que está comumente sentado; se exercita pouco. 2. Que
tem habitação fixa.
a)- Copie as línguas das quais se originam as palavras ranfastídeos e sedentário.
b)- No dicionário a abreviatura adj. indica que a palavra é um adjetivoo Ou seja, esta
palavra está caracterizando (dando qualidades a) algo, alguém.
Leia alguns adjetivos do texto e escreva no caderno a que os mesmos se referem:
sedentários - grande – comprido - alto - leve - brancos - amarelo-alaranjado -
branca
72 - Comente a diferença de significado dos termos em destaque:
...mais comprido que a cabeça."
Ele havia cumprido sua obrigação.
... mais alto que largo, ...
Os alunos organizaram um auto de Natal.
73 - Escreva em seu caderno frases usando as palavras destacadas acima.
74 - Com ajuda do seu professor reescreva em seu caderno as frases do 2.°parágrafo
começando assim:
O tucano... - É sedentário... - Aninha-se
75 - Que outras palavras podemos formar apartir da palavra TUCANO, Fa em seu
caderno.
T U C A N O
76 - O texto é o resultado da composição de vários elementos: letras, sílabas, palavras,
frases, parágrafos, etc.
Os parágrafos são representados por uma mudança de linha e entrada.
- O texto Tucano apresenta quantos parágrafos? Numere-os no texto:
77- Coloque no quadrinho o número do parágrafo de acordo 'com o assunto colocado no
retângulo.
78 - Escolha um dos parágrafos e um ilustração em seu caderno.
79 - Leia a frase retirada do texto:
"Tem pés com dois dedos para frente e dois para trás."
- A que se refere a expressão "e dois para trás"? Complete a frase.
80 – Faça uma pesquisa sobre uma ave e reponda às seguintes questõe:
81 - Agora, elabore um texto utilizando os dados do quadro, organizando-os em
parágrafos de acordo com os assuntos:
nome
espécie
características físicas
alimentação
reprodução
habitat
curiosidades
Hábitos, habitat, alimentação
Tipo de tucano mais conhecido.
Características físicas do tucano.
Bibliografia:
DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Orientações Curriculares
do Ensino Fundamental – Séries e Anos Iniciais. Brasília: SEDF/SUBEB, 2008
MUNIZ, Cristiano A. A criança das séries iniciais faz matemática? In: PAVANELLO. R.M. (org.)
Matemática nas séries iniciais do Ensino Fundamental: A pesquisa e a sala de aula. Biblioteca do
Educador Matemático. Coleção SBEM, vol. 2. São Paulo, 2004 a, pp. 37-47.
SOARES, M. B. Letramento: Um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Autêntica, 1998.
________. Aprender a escrever. In: ZACCUR, E. (org.). A magia da linguagem. Rio de Janeiro:
DP&A, 1999

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Numeracia
NumeraciaNumeracia
Numeracia
Eliane Maciel
 
4ª Formação MT.pptx
4ª Formação MT.pptx4ª Formação MT.pptx
4ª Formação MT.pptx
LoyanneLeonardo1
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
ElaineOliveira199465
 
Estudo dirigido ii avaliação 3 ano
Estudo dirigido ii avaliação 3 anoEstudo dirigido ii avaliação 3 ano
Estudo dirigido ii avaliação 3 ano
Estude Mais
 
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptxBALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BIBIANAFERREIRA6
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Leonardo Kaplan
 
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~DisortografiaDislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
Cassia Dias
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
Ananda Lima
 
QUESTÕES DE CONCURSOS - Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a...
QUESTÕES DE CONCURSOS -  Diretrizes  Curriculares  Nacionais  Gerais  para  a...QUESTÕES DE CONCURSOS -  Diretrizes  Curriculares  Nacionais  Gerais  para  a...
QUESTÕES DE CONCURSOS - Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a...
Suellen Melo
 
Metodologias de alfabetização
Metodologias de alfabetizaçãoMetodologias de alfabetização
Metodologias de alfabetização
Alice Lima
 
Questões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e NominalQuestões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e Nominal
Evaí Oliveira
 
Equivalência de estímulos
Equivalência de estímulosEquivalência de estímulos
Equivalência de estímulos
Nilson Dias Castelano
 
Reforço de Ciências (Respostas)
Reforço de Ciências (Respostas)Reforço de Ciências (Respostas)
Reforço de Ciências (Respostas)
joana71
 
Solo saude - 6º ano - 1º bimestre
Solo saude - 6º ano - 1º bimestreSolo saude - 6º ano - 1º bimestre
Solo saude - 6º ano - 1º bimestre
Carolina Suisso
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
maricel loch
 
5. consciencia fonologica
5. consciencia fonologica5. consciencia fonologica
5. consciencia fonologica
Pactoufba
 
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação InstitucionalMonitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
O Blog do Pedagogo
 
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
atividade maquina simples para hoje  2.pdfatividade maquina simples para hoje  2.pdf
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
FernandaCruzDeAraujo
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docxEXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
LilianeALMEIDADASILV1
 

Mais procurados (20)

Numeracia
NumeraciaNumeracia
Numeracia
 
4ª Formação MT.pptx
4ª Formação MT.pptx4ª Formação MT.pptx
4ª Formação MT.pptx
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
 
Estudo dirigido ii avaliação 3 ano
Estudo dirigido ii avaliação 3 anoEstudo dirigido ii avaliação 3 ano
Estudo dirigido ii avaliação 3 ano
 
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptxBALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME
 
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~DisortografiaDislexia~Disgrafia~Disortografia
Dislexia~Disgrafia~Disortografia
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
 
QUESTÕES DE CONCURSOS - Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a...
QUESTÕES DE CONCURSOS -  Diretrizes  Curriculares  Nacionais  Gerais  para  a...QUESTÕES DE CONCURSOS -  Diretrizes  Curriculares  Nacionais  Gerais  para  a...
QUESTÕES DE CONCURSOS - Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a...
 
Metodologias de alfabetização
Metodologias de alfabetizaçãoMetodologias de alfabetização
Metodologias de alfabetização
 
Questões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e NominalQuestões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e Nominal
 
Equivalência de estímulos
Equivalência de estímulosEquivalência de estímulos
Equivalência de estímulos
 
Reforço de Ciências (Respostas)
Reforço de Ciências (Respostas)Reforço de Ciências (Respostas)
Reforço de Ciências (Respostas)
 
Solo saude - 6º ano - 1º bimestre
Solo saude - 6º ano - 1º bimestreSolo saude - 6º ano - 1º bimestre
Solo saude - 6º ano - 1º bimestre
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
 
5. consciencia fonologica
5. consciencia fonologica5. consciencia fonologica
5. consciencia fonologica
 
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação InstitucionalMonitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
Monitoramento de Processos Educacionais e Avaliação Institucional
 
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
atividade maquina simples para hoje  2.pdfatividade maquina simples para hoje  2.pdf
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docxEXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
EXERCÍCIOS SOBRE OS ANIMAIS VERTEBRADOS.docx
 

Destaque

A chácara do chico bolacha
A chácara do chico bolachaA chácara do chico bolacha
A chácara do chico bolacha
Raquel Becker
 
Iii aula parágrafo
Iii aula parágrafoIii aula parágrafo
Iii aula parágrafo
Agassis Rodrigues
 
Atividades
AtividadesAtividades
Atividades
Marlene Cunhada
 
Atividades práticas word
Atividades práticas wordAtividades práticas word
Atividades práticas word
Rogerio Bijos de Oliveira
 
Piadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafaçãoPiadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafação
Roseli Aparecida Tavares
 
Perguntas para o ensino fundamental maior
Perguntas para o ensino fundamental maiorPerguntas para o ensino fundamental maior
Perguntas para o ensino fundamental maior
Fábio Brito
 
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
Graça Sousa
 
Mamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovoMamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovo
Leticia Miura
 
Leitura e escrita de números
Leitura e escrita de númerosLeitura e escrita de números
Leitura e escrita de números
tuchav
 
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
Solange Goulart
 
25 Charadas Para Crianças e Adultos
25 Charadas Para Crianças e Adultos25 Charadas Para Crianças e Adultos
25 Charadas Para Crianças e Adultos
Blogueiro Errante
 
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas InfantisTrabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
Rafaela Siqueira
 
A matemática do lixo
A matemática do lixoA matemática do lixo
A matemática do lixo
Lakalondres
 
Atividades números
Atividades   númerosAtividades   números
Atividades números
aldreatrindade
 
Leitura numeros
Leitura  numerosLeitura  numeros
Leitura numeros
Carla Gomes
 
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemáticaSugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
Paulo Alves de Araujo
 

Destaque (16)

A chácara do chico bolacha
A chácara do chico bolachaA chácara do chico bolacha
A chácara do chico bolacha
 
Iii aula parágrafo
Iii aula parágrafoIii aula parágrafo
Iii aula parágrafo
 
Atividades
AtividadesAtividades
Atividades
 
Atividades práticas word
Atividades práticas wordAtividades práticas word
Atividades práticas word
 
Piadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafaçãoPiadas atividades de paragrafação
Piadas atividades de paragrafação
 
Perguntas para o ensino fundamental maior
Perguntas para o ensino fundamental maiorPerguntas para o ensino fundamental maior
Perguntas para o ensino fundamental maior
 
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
Para PNAIC - Atividades Sequenciadas-2
 
Mamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovoMamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovo
 
Leitura e escrita de números
Leitura e escrita de númerosLeitura e escrita de números
Leitura e escrita de números
 
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
A MATEMÁTICA NOS CONTOS CLÁSSICOS-Professora alfabetizadora Karla Cecília Fer...
 
25 Charadas Para Crianças e Adultos
25 Charadas Para Crianças e Adultos25 Charadas Para Crianças e Adultos
25 Charadas Para Crianças e Adultos
 
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas InfantisTrabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
Trabalhando a lógica Matemática através dos Contos de Fadas Infantis
 
A matemática do lixo
A matemática do lixoA matemática do lixo
A matemática do lixo
 
Atividades números
Atividades   númerosAtividades   números
Atividades números
 
Leitura numeros
Leitura  numerosLeitura  numeros
Leitura numeros
 
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemáticaSugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
 

Semelhante a Atividades de matemática e portugues 2009

Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Mary Alvarenga
 
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Mary Alvarenga
 
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
MatheusMesquitaMelo
 
3° ano avaliacao
3° ano avaliacao3° ano avaliacao
3° ano avaliacao
Angela Maria
 
I gincalculando da escola desembargador
I gincalculando da escola desembargadorI gincalculando da escola desembargador
I gincalculando da escola desembargador
edmildo
 
Adicao subtracao (1)
Adicao subtracao (1)Adicao subtracao (1)
Adicao subtracao (1)
Ana Pereira
 
Módulo 2 - 9 ano.pdf
Módulo 2 - 9 ano.pdfMódulo 2 - 9 ano.pdf
Módulo 2 - 9 ano.pdf
MarisaCezarPereira
 
Oficina de Matemática
Oficina de MatemáticaOficina de Matemática
Oficina de Matemática
assessoriapedagogica
 
Módulo 1 matemática 8 ano
Módulo 1   matemática 8 anoMódulo 1   matemática 8 ano
Módulo 1 matemática 8 ano
Patrícia Costa Grigório
 
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extrasMultiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
biapaula3
 
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
Paulo André Bezerra de Melo
 
ENEM - Números Naturais
ENEM - Números NaturaisENEM - Números Naturais
ENEM - Números Naturais
Profleonardoalbuqueque
 
4o ano revisão 6 terceira prova do 3o ano
4o ano revisão 6   terceira prova do 3o ano4o ano revisão 6   terceira prova do 3o ano
4o ano revisão 6 terceira prova do 3o ano
Otávio Sales
 
Pf1n2 2013
Pf1n2 2013Pf1n2 2013
Pf1n2 2013
edmildo
 
Obmep2
Obmep2Obmep2
Matemática - 3º ano.docx desafios matematica
Matemática - 3º ano.docx desafios matematicaMatemática - 3º ano.docx desafios matematica
Matemática - 3º ano.docx desafios matematica
AninhaMaitaOlivet
 
Cadernao 01 enem_pdf
Cadernao 01 enem_pdfCadernao 01 enem_pdf
Cadernao 01 enem_pdf
qcavalcante
 
Ncp 001 2008 Provas
Ncp 001 2008 ProvasNcp 001 2008 Provas
Ncp 001 2008 Provas
rimafe
 
Bonjorno problemas de matemática - 5ª a 8ª
Bonjorno   problemas de matemática -  5ª a 8ªBonjorno   problemas de matemática -  5ª a 8ª
Bonjorno problemas de matemática - 5ª a 8ª
111965
 
Bonjorno problemas de matemática - 896 exercícios
Bonjorno   problemas de matemática - 896 exercíciosBonjorno   problemas de matemática - 896 exercícios
Bonjorno problemas de matemática - 896 exercícios
afrodite2007
 

Semelhante a Atividades de matemática e portugues 2009 (20)

Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
 
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º anoRevisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
Revisão Prova Brasil - Matemática 5º ano
 
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
 
3° ano avaliacao
3° ano avaliacao3° ano avaliacao
3° ano avaliacao
 
I gincalculando da escola desembargador
I gincalculando da escola desembargadorI gincalculando da escola desembargador
I gincalculando da escola desembargador
 
Adicao subtracao (1)
Adicao subtracao (1)Adicao subtracao (1)
Adicao subtracao (1)
 
Módulo 2 - 9 ano.pdf
Módulo 2 - 9 ano.pdfMódulo 2 - 9 ano.pdf
Módulo 2 - 9 ano.pdf
 
Oficina de Matemática
Oficina de MatemáticaOficina de Matemática
Oficina de Matemática
 
Módulo 1 matemática 8 ano
Módulo 1   matemática 8 anoMódulo 1   matemática 8 ano
Módulo 1 matemática 8 ano
 
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extrasMultiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
Multiplo ef1 ano4_mat_b0_c0_atividades extras
 
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito6º ano   mat cem - 6.4 - gabarito
6º ano mat cem - 6.4 - gabarito
 
ENEM - Números Naturais
ENEM - Números NaturaisENEM - Números Naturais
ENEM - Números Naturais
 
4o ano revisão 6 terceira prova do 3o ano
4o ano revisão 6   terceira prova do 3o ano4o ano revisão 6   terceira prova do 3o ano
4o ano revisão 6 terceira prova do 3o ano
 
Pf1n2 2013
Pf1n2 2013Pf1n2 2013
Pf1n2 2013
 
Obmep2
Obmep2Obmep2
Obmep2
 
Matemática - 3º ano.docx desafios matematica
Matemática - 3º ano.docx desafios matematicaMatemática - 3º ano.docx desafios matematica
Matemática - 3º ano.docx desafios matematica
 
Cadernao 01 enem_pdf
Cadernao 01 enem_pdfCadernao 01 enem_pdf
Cadernao 01 enem_pdf
 
Ncp 001 2008 Provas
Ncp 001 2008 ProvasNcp 001 2008 Provas
Ncp 001 2008 Provas
 
Bonjorno problemas de matemática - 5ª a 8ª
Bonjorno   problemas de matemática -  5ª a 8ªBonjorno   problemas de matemática -  5ª a 8ª
Bonjorno problemas de matemática - 5ª a 8ª
 
Bonjorno problemas de matemática - 896 exercícios
Bonjorno   problemas de matemática - 896 exercíciosBonjorno   problemas de matemática - 896 exercícios
Bonjorno problemas de matemática - 896 exercícios
 

Último

Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
responder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdfresponder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdf
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsxGuerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Guerra e Paz Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
responder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdfresponder de alfabetização e questoe.pdf
responder de alfabetização e questoe.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

Atividades de matemática e portugues 2009

  • 1. David Ernesto - 2007 (Rua da Praça - Óleo sobre tela, 20X30) ATIVIDADES DE MATEMÁTICA EMATEMÁTICA EMATEMÁTICA EMATEMÁTICA E PORTUGUÊSPORTUGUÊSPORTUGUÊSPORTUGUÊS Planaltina 2009 E J A
  • 2. Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Educação Básica Diretor da Diretoria Regional de Ensino de Planaltina Adimário Rocha Barreto Assistente Pedagógica Soraya Almeida Liberino Chefe do Núcleo de Monitoramento Pedagógico Adriana Loiola Sabatovicz Paiva Coordenadores Intermediários da Educação de Jovens e Adultos Clarice Pereira Cavalcanti David Ernesto Cavalcante Maria Solange Rezende
  • 3. APRESENTAÇÃO É com satisfação que apresentamos esta coletânea dos exercícios de matemática e português, que foi criada movida pelo desejo de promover um aprendizado significativo aos alunos da Educação de Jovens e Adultos. Fruto dos encontros realizados no 1º semestre do ano de 2009 entre professores que atuam no 1º Segmento da Educação de Jovens e Adultos e a equipe de coordenadores da Educação de Jovens e Adultos do Núcleo de Coordenação Pedagógica da Diretoria Regional de Ensino de Planaltina. As atividades convidam os alunos a assumirem o papel de sujeitos de aprendizagem, dinamizando e dando mais vida ao trabalho em sala de aula. Português No processo de aprendizagem da língua portuguesa espera – se que as pessoas ampliem o domínio ativo do discurso nas diversas situações comunicativas, de modo que se permita sua inserção no mundo da escrita, ampliando suas possibilidades de participação social no exercício da cidadania. Matemática Faz parte da vida de todas as pessoas vivenciar experiências que envolvem situações da vida simples como contar, comparar e operar sobre quantidades, nos cálculos relativos a despesas, salários e consumo, na organização de atividades da economia, como a agricultura, a indústria e a pesca. A matemática é uma ferramenta importante para a compreensão das diversas áreas do conhecimento, como ciências da natureza, as ciências sociais, a música, a dança e outras artes. Desempenha de forma equilibrada seu papel na formação de capacidades intelectuais, na estruturação do pensamento, na agilização do raciocínio dedutivo, nas situações da vida cotidiana.
  • 4. Professores do 1º Segmento da Educação de Jovens e Adultos: CED Vale Eliane Barbosa Santana Elizângela Divina dos Santos Marcilene dos S. Magalhães Flávia Pereira de Araújo José Carlos L. Farias Edilza Fernandes da S. Oliveira CEF Arapoanga Paula Carolina V. Gontijo CENSFAT Silvana Alves de Souza Elige Maria de Moura Sunamí Graças de Farias Correia Walmer de Miranda Cristina Aquino do Nascimento Darcylene Ferreira Lima Eliege Maria de Moura CEF Cod Est. III Cecíia Queiroz de Souza Caroline Van Galberto de Brito Olíbia Bernardes Azevedo Izabel Cristina de Souza Lopes Berenice Darc Jacinto José Roberto Amaro de Araújo Lívia Vieira Lopes Maria Rosa de Souza Ribeiro CEF 03 Denize da Paixão Correia Marilza Regina Mendes Jacqueline Mundim Rios Azevedo José Alves Bezerra Adrian Fernandes de Carvalho Rita Cirlene M. Godói Vanessa Ribeiro Soares CEF 04 Ilcione Coelho de Sousa Márcia Lobo de Faria Carvalho Nilva T. da Natividade Flávia Rodrigues de Oliveira Santina da Costa Carvalho Marlene Alves S. Santana
  • 5. Atividades de Matemática Os números no meu dia-a-dia a) Pense e escreva Minha idade:_____________________________ Data de nascimento:_______/_________/______ Número de irmão:_________________________ Número de irmã:__________________________ Total de pessoas na casa onde você mora:_______ Uso roupa número:_________________________ Uso calçado número:________________________ Número da casa onde moro:___________________ Número do meu telefone residencial:____________ Número do meu telefone celular:_______________ b) Problemas 1. André tem 9 lápis em um estojo e 5 em outro estojo. Quantos lápis André tem ao todo? 2. Numa partida de futebol marquei 7 gols no primeiro tempo e 3 no segundo tempo.Quantos gols marquei durante o jogo? 3. Ana chegou ao cinema às 7horas. Saiu duas horas mais tarde. A que horas ela saiu? 4. Eu tinha 5 notas de cinco reais e ganhei mais 5 notas de 10 reais. Com quantos reais fiquei?
  • 6. 5. Carlos foi a feira e lá encontrou os seguintes modelos de carros e motocicletas.Os preços estão em reais. a) R$ 30.000,00 b) R$ 43.000.00 c) R$2.600,00 d) R$25.679,00 e) R$55.000,00 . Quanto vale juntos, os dois modelos mais caros? . Quanto vale juntos, os dois modelos mais baratos? . Quanto vale juntos, os modelos A, C e D? As propriedades da adição são usadas no cálculo mental. Veja como calcula a soma de 60 + 32 + 40: 60 + 32 + 40 = (60 + 40) + 32 = 100 + 32 = 132 Agora é você! Calcule mentalmente as somas, aplicando as propriedades da adição: a) 70 + 41 + 30 b) 40 + 35 + 60
  • 7. 6. Na empresa em que Joana trabalha fez a contagem da correspondência que recebeu por semana: Correspondência Mensagens eletrônicas 918 Fax 63 Cartas 135 Calcule, de dois modos diferentes, o total da correspondência recebida pela empresa na semana. 7.Vera, Iara e Sônia anotaram em uma tabela os pontos que fizeram em quatro partidas de jogo de cartas. Nome 1 partida 2 partida 3 partida 4 partida Vera 1650 2910 1026 3190 Iara 890 1965 2300 1560 Sônia 1340 2310 680 769 . Quem ganhou a 1 partida? . Quem obteve maior pontuação durante as quatro partidas? Quantos pontos ela fez? . Quantos pontos a segunda colocada fez a mais que a terceira, na quarta partida? . Quantos pontos a primeira colocada fez a mais a segunda, na terceira partida? 8. Quanto falta para chegar a uma dezena de milhar de cartas, se Lúcia já contou 7 236? 9. Quantas notas de 100 reais são necessárias para obter 1000 reais? E 10 000? 10. Observe o número 87 654. a) Qual o algarismo da unidades simples? b) Qual o algarismo da centenas? c) E das dezenas de milhar? d) E das unidades de milhar? e) A que classe pertence o algarismo 8? 11. Escreva com algarismos : a) oito dezenas e nove unidades b) cinco centenas e três dezenas c) quatro dezenas de milhar, duas centenas e uma unidade d) quinhentos e doze mil, quatrocentos e treze unidades
  • 8. 12. É dado o número: UM C D U 6 3 0 5 a) Se você trocar de lugar os algarismos 3 e 5, o número aumenta ou diminui? De quanto? b) Com qual algarismo o 0 ( zero ) deve trocar de lugar, para que o novo número seja o menor possível? c) Para aumentar o número em 10 unidades, que algarismo devo trocar? Por qual algarismo? 13) A tabela mostra o diâmetro dos planetas do Sistema Solar. Foto montagem do sistema solar a) Qual o planeta que tem maior diâmetro? b) Qual o planeta que tem o diâmetro mais próximo do diâmetro da Terra? c) Quais são os planetas que têm diâmetro menor que 40 milhares de quilômetros? 14. Usando algarismos, escreva os números que aparecem por extenso em cada sentença: a) A Região Centro – Oeste tem uma área de um milhão seiscentos e seis mil trezentos e setenta e um mil e quinhentos e cinco quilômetros quadrados e uma população de treze milhões duzentos e sessenta e nove mil e quinhentos e dezessete habitantes dados informados pelo IBGE do ano dois mil e seis. Planeta Diâmetro em Km Mercúrio 4 880 Vênus 12 100 Terra 12 756 Marte 6 794 Júpiter 143 200 Saturno 120 000 Urano 51 800 Netuno 49 500 Plutão 2 600
  • 9. b) O Oceano Atlântico ocupa uma área de oitenta e seis milhões, quinhentos e cinqüenta e sete mil e oitocentos quilômetros quadrado 15. Vamos analisar as seguintes situações: a) Numa construção, havia 15 670 tijolos. A mestre de obras orientou os pedreiros a usarem 2 280 tijolos. Quantos eles ainda podem usar? 16. Marco ganha por mês R$450,00, e Nadia, R$415,00. Quanto Marco ganha a mais que Nadia? 17. Que número devo acrescentar a 6 789 para obter 14 789? 18. Num estádio, cabem 26 000 espectadores. Durante um jogo, estavam presentes 18 420 pessoas. Quantos lugares ficaram vazios? 19. Num supermercado havia 8 centenas de latas de azeitonas. Foram vendidas 540 latas. Quantas latas de azeitonas ainda há no supermercado.
  • 10. 20. Numa subtração o minuendo é 21 500 e o subtraendo é o dobro de 7 000. Qual é a diferença. 21. Pela manhã, Paulo colocou na vitrine da padaria 372 docinhos para vender. No final do dia, ele viu que restavam 121 docinhos. Como Paulo pode descobrir quantos docinhos foram vendidos nesse dia? 22. Dona Marta e seus filhos vivem com o salário mensal de R$ 650,00 reais. Ela tem o costume de anotar os seus gastos mensais em um caderno. Supermercado 60 reais Feira 30 reais Aluguel 150 reais Padaria 53 reais Transporte 150 reais Em determinado mês, houve um imprevisto e ela teve que de gastar 300 reais a mais além das despesas mensais a) Nesse mês, o salário de dona Marta foi suficiente? b) Em sua opinião, o que dona Marta pode ter feito para cobrir esse gasto? 23. Leia o texto que descreve o pensamento de Carla. Depois, responda à questão. - Em outubro deste ano, eu vou completar 30 anos. Nessa data meu irmão, David, terá 33 anos. - No ano que vem, eu vou completar 31 anos. - No outro ano, vou completar 32 anos. - E, no outro, vou completar 33 anos. E irei alcançar a idade do meu irmão. Você acha que Carla tem razão? Por quê? 24. Observe o quadro que relaciona quantidades e preços de melões. Quantidade de melões(em unidades) 2 3 4 5 Preço 6 9 12 15
  • 11. a) Qual o preço do 6 melões? b) Observando a linha dos preços, temos 6, 9, 12, 15. Esses números formam uma sequência. Seguindo o raciocínio qual será os 5 próximos algarismos? c) Qual o preço de uma dúzia de melões? d) E de meia dúzia? e) Qual o preço de uma centena de melões? 25. Leia a receita. 0Brigadeiro 1 lata de leite condensado. 2 colheres de sopa de margarina. 2 colheres de sopa de chocolate em pó. Rendimento: 40 brigadeiros. Dona Lúcia recebeu uma encomenda de 440 brigadeiros. Que quantidade de cada ingrediente ela precisará para fazer essa encomenda? 26. Transforme as adições em multiplicações. a) 5+5+5+5 b)11+11+11+11+11 c) 4+4 d) 7+7+7+7+7+7+7 27. Uma semana tem 7 dias. Quantos dias há em 5 semanas? 28. Uma sorveteria vende sorvetes de tacinha, de copinhos, de casquinha e de barquinha nos seguintes sabores chocolate, abacaxi, morango, creme, coco e limão. Quantos tipos de sorvete Margarete pode escolher nesta sorveteria?
  • 12. 29. Calcule o produto. a) 5 x 10 b) 5 x 100 c) 5 x 1000 d) 27 x 10 e) 455 x 10 f) 10 x 1000 g) 21 x 100 h) 902 x 100 30. Quantos pregos há em 15 pacotes de 10 pregos cada? 31. Rogério tem seis notas de 100 reais e quatro notas de 10 reais. Quanto ele possui no total? 32. Num restaurante há 30 mesas e em cada uma cabem 4 pessoas. Qual o número máximo de pessoas que podem jantar sentadas nesse restaurante? 33. Quanto você gastaria, aproximadamente, se comprasse: a) 20 camisas b) 22 calças RR RR R$ 47,00 R R$ 53,00 34. Um carteiro entrega, por dia, 1350 cartas. No mês de setembro ele trabalhou 25 dias. Qual o número aproximado de cartas que ele entregou nesse mês? 35. Calcule o valor das expressões numéricas. a) 3 x 5 + 10 – 4 b) 5 x 4 + 8 x 9 c) 5 x 2 + 10 +30 d) 8 + 5 x 9 – 3 x 4 e) 8 x 3 – 8 x 2 f) 250 – 5 x 12 +7 x 9 g) 500 + [ 100 + 20 x 5 – (200 – 80 – 70)] h) 30 – [ 40 + 6 x 3 – 4 x (100 – 90)] 36. Numa calculadora, Renato fez as seguintes operações: . Multiplicou 30 por 4 . Adicionou 120 ao produto obtido . Subtraiu 96 do resultado a) Que expressão numérica representam essa operações? b) Qual o número encontrado?
  • 13. 37. São 2 dúzias de ovos brancos e 3 dúzias de ovos vermelhos. Troque idéia com um colega e descubra um jeito de calcular o total de ovos de dois modos diferentes. 38. Na escola, o número de funcionários homens é o dobro do de mulheres. a) Quantos homens trabalham na escola se o número de mulheres é 120? b) Qual o total de funcionários na escola? 39. Um caminhão carrega 1560 tijolos em cada viagem. Quantos tijolos carregará em 3 viagens? 40. Na biblioteca da escola, há 6 estantes com 879 livros cada uma. Quantos livros há na biblioteca? 41. Num depósito havia 9 000 azulejos. Venderam 8 caixas com 120 azulejos cada uma e 42 com 16 azulejos cada uma. a) Quantos azulejos foram vendidos? b) Quantos azulejos ainda ficaram no depósito? 42. Jurandir vende redes na feira. Ele paga R$ 54,00 por cada rede e revende por R$ 108,00. Ele vende, em média, 14 redes por dia. Quanto Jurandir lucra diariamente? 43. Carmem fez 48 bandejas com 26 doces cada uma. Já vendeu 1 080 doces. Quantos doces ainda falta vender? 44. Uma costureira comprou 15 caixas com uma dúzia e meia de botões cada uma. a) Quantos botões ela comprou? b) Quanto gastou, se pagou 9 reais por caixa?
  • 14. O Parque Recreativo Sucupira foi criado em23/12/1996, pela Lei Distrital nº 1318. Possui 250 000 m² e situa-se no perímetro urbano se Planaltina - DF 45. Minha classe tem 45 alunos. Num sábado, fomos todos visitar o Parque Ecológico Sucupira. Cada aluno teria que levar R$ 15,00 para o transporte e o lanche, o transporte custou R$ 5,00. a) Quanto sobrou para comprar o lanche? b) Quantos reais os 45 alunos levaram para o passeio? 46. No sítio de Everaldo existem mudas de alface que devem ser distribuídas igualmente em canteiros de mesmo tamanho. a) Qual a quantidade de mudas que Everaldo deve plantar em cada canteiro se quiser distribuir essa mudas em 4 canteiros? b) Everaldo resolveu doar as mudas para Márcia e Adriana. Quantas mudas cada uma receberá?
  • 15. c) Márcia deu as mudas para Lucas e Joana, ficando com apenas duas mudas. Quantas mudas Lucas e Joana receberam? 47. Um gatinho está com 30 dias. Quantas semanas de vida ele tem? 48. Você ganhou 30 botões de rosas para formar 5 buquês. Quantos botões haverá em cada buquê? 49. Hoje eu trouxe 42 goiabas para distribuir entre 6 colegas da minha sala de aula. Quantas goiabas cada um receberá? 50. Bianca, Alexandre e Ivo irão dividir 9 maçãs. Veja três maneiras de distribuir as maçãs: 1ª Bianca receberá 2 maçãs, Alexandre 4 maçãs e Ivo receberá 3 maçãs. 2ª Bianca receberá 5 maçãs, Alexandre não receberá maçãs e Ivo receberá 4 maçãs. 3ª Bianca receberá 4 maçãs, Alexandre receberá 4 maçãs e Ivo receberá 1 maçã. 51. Luís vai entrar no elevador que a capacidade máxima é de 8 pessoas. Ele é o penúltimo da fila. Observe a cena e responda à questão. Se, em todas as viagens, o elevador subir com a capacidade máxima de pessoas, quantas viagens Luís terá de esperar até chegar sua vez de subir? 52. Responda: a) Quantas vezes o número 8 cabe no 40? b) Quantas vezes o número 8 cabe em 80? c) Quantas vezes o número 8 cabe em 160? d) Quantas vezes o número 8 cabe em 1600?
  • 16. 53. Marcos tem 24 livros e quer doá-los para alguns colegas de sala. Ele quer doar uma coleção de 3 livros para cada colega. Quantos colegas re- ceberão os livros doados por Marcos 54. Para dar um presente de final de ano para a professora, 9 amigos se juntaram. Todos deram a mesma quantia e, ao todo conseguiram 81 reais. Com quanto cada um dos amigos contribuiu para o presente da professora? 55. Calcule: a) A metade de 24 b) A terça parte de 24 c) A metade de 36 d) A terça parte de 36 f) A metade de 48 g) A terça parte de 48 56. O golfinho se alimenta de diversas espécies de peixe. Certo dia, a mamãe golfinho comeu aproximadamente 64 Kg de peixe, enquanto seu filhote comeu aproximadamente 8 Kg. Quantos filhotes poderiam ser alimentados com os 64 Kg de peixe que a mamãe golfinho comeu? 57. A fábrica de chocolates Chocobom utiliza embalagens de vários tamanhos para comercializar seus produtos. A fábrica produz por dia 658 bombons de coco. Quantas embalagens para sete bombons são necessárias para distribuir essa produção? 58. O Brasil é um país de jovens? O número de crianças e adolescentes deve diminuir nos próximos anos. Você sabia? Existem várias razões para essa mudança. Uma dela é que muitos anos atrás a maior parte da população vivia no campo, trabalhando na terra, o que exigia muita gente para trabalhar. Por isso os casais tinham muitos filhos. Atualmente, a maior parte da população vive nas cidades. Com as dificuldades para arranjar emprego, o aumento dos gastos familiares e as mulheres trabalhando cada vez mais, as pessoas resolveram ter menos filhos. Por causa disso, as famílias estão ficando menores. a) Quantas pessoas há na sua família? b) Que razão o texto dá para a diminuição do tamanho das famílias? c) Onde a maior parte da vive atualmente?
  • 17. d) Você tem uma família maior ou menor que a imagem? 59. As plantas param de crescer? Você sabia que algumas árvores podem ter mais de 100 metros de altura? Essas árvores não são brasileiras e vivem por mais de mil anos. Seu tronco chega a ser tão grosso que uma pessoa não consegue abraçá-lo. Essa é o caso da Sequóia. As árvores geralmente continuam crescendo até morrerem. Crescem para cima, para os lados, para dentro da terra, crescem em todas as direções. O que acontece quando se corta a extremidade superior de uma árvore? Algumas árvores, como a jabuticabeira e a mangueira, crescerão mais no sentido lateral, ficando mais baixas, porém mais largas. Já outras, como os coqueiros e as palmeiras, morrerão se tiverem a sua extremidade superior cortada. a) Uma sequoia de 100 metros de altura vive 3 000 anos. Se a árvore crescesse o mesmo comprimento a cada ano, quantos anos ela demoraria para crescer um metro? b) O desenho da árvore ao lado representa uma sequóia de 100 metros de altura e o homem sem camisa tem 2 metros de altura. Quantas vezes a altura das pessoas cabe na altura da árvore? 60. Calcule o máximo divisor comum dos seguintes números ( m.d.c ). a)12 e 40 b) 9 e 36 c) 20 e 45 d) 10 e 60 e) 9, 18 e 45 f) 8, 16 e 32 61. Dois fios, um vermelho e outro preto, de 20 e 35 metros de comprimento, respectivamente, precisam ser cortados em pedaços iguais e do maior tamanho possível. Qual o comprimento de cada pedaço? Quantos pedaços de cada fio serão obtidos?
  • 18. 63. Calcule o mínimo múltiplo comum dos seguintes números (m.m.c ). a. 4 e 6 b. 24 e 20 c. 6 e 18 d. 12, 18 e 24 e. 10, 50 e 60 64. Na rua de Carlos a coleta de lixo é feita de dois em dois dias, e a entrega de cartas, de três em três dias. No primeiro dia de setembro houve coincidência na coleta de lixo e na entrega das cartas. a) Em que dias de setembro essa coincidência voltará a ocorrer? b) De quantos em quantos dias há coincidência? c) Ache o mínimo múltiplo comum de 2 e 3. 65. Preparando-se para uma competição, Marcos nada dia sim, dia não e anda de bicicleta de 5 em 5 dias. No dia 14 de setembro esse atleta nadou e pedalou. a) Em que dias do mês de setembro essa coincidência voltará a ocorrer? b) De quantos em quantos dias há coincidência? c) Ache o mínimo múltiplo comum de 2 e 5. 66. O mês comercial tem 30 dias. O ano comercial tem 360 dias. Muitas vezes usamos esses números para fazer cálculos. Então vamos pensar? a) Quantas horas tem o mês comercial? E o ano comercial? b) Quantas semanas inteiras o mês comercial tem? 67. Márcia viajou para a casa de seus avós. Saiu no dia 25 de setembro, às 15 horas, e chegou ao seu destino no 26 de setembro, às 18 horas. Quantas horas durou a viagem de Márcia? 68. Nadia disse que deveria estudar para uma prova 2 horas por dia durante 2 semanas. Quantas horas Nadia estudará para essa prova? Escreva essa quantidade de horas em dias completos e horas? 69. Determine o valor das expressões: a) 50 – 3 x 8 + 18 : 9 b) 90 + 27 : 9 – 5 x 6 c) [ 4 + 35 : 7 + 2 x ( 15 – 9 x 5 )] d) [ 300 – 35 x 3 + 64 : 8 ] : 2 70. Odair comprou 4 sacos de batatas com 35 quilogramas cada um e 3 sacos de cebolas com 20 quilogramas cada um. Quantos quilogramas tem as suas compras?
  • 19. 71. Ana fez 26 pontos num torneio de basquete. Beatriz fez o quádruplo de pontos de Ana. Quantos pontos fez Beatriz? 72. Num tonel há 1 240 litros de água e, em outro, 2 300 litros. Quantos garrafões de 5 litros podemos encher com o conteúdo dos dois tonéis? 73. Escreva com algarismos as frações que aparecem nas sentenças. a) Paulo comeu dois oitavos da pizza. b) Na garrafa, ainda há três décimos de guaraná. c) Eu comprei cinco doze avos das laranjas. d) A água cobre dois terços da superfície do planeta Terra. e) João correu quarenta e cinco centésimo da pista de corrida. 74. Qual fração corresponde a: a) 4 dias de uma semana: b) 3 meses de um ano: c) 4 quilos de um pacote com 5 quilos de feijão? d) 5 maçãs de meia dúzia? e) 2 litros de uma lata com 10 litros de tinta? 75. Se a prova tem 100 questões, qual a fração correspondente a um acerto de: a) 75 questões? b) 10 questões? c) 45 questões? d) 14 questões? 76. Paula recortou um cartão retangular em duas partes, de forma que as duas partes pudessem ser sobrepostas sem faltar ou sobrar nenhum pedaço. Desenhe um cartão retangular e mostre como Paula pode ter feito o recorte. 77. Desenhe um retângulo e pinte 3 dele. 5
  • 20. 1 2 78. Observe a pizza. Ela vai ser dividida, igualmente, em 8 pedaços Adriana comeu 1 dos pedaços da pizza. Então, Adriana comeu 1 pizza. 8 a) A irmã da Adriana comeu 3 pedaços da pizza. Em relação à pizza toda, que fração representa esses pedaços de pizza? b) A prima da Adriana comeu 2 pedaços da pizza. Em relação à pizza toda, que fração representa esses pedaços de pizza? c) Represente em forma de fração o que sobrou da pizza? 79. O grupo de teatro da escola fará uma apresentação de dança em que todos os atores utilizarão roupas com as cores preto e branco. No final da apresentação, os integrantes do grupo apresentarão uma bandeira que representará seu grupo de dança. A fração que representa a parte branca 2 . Lê – se: dois quintos. 5 a) Escreva a fração que representa a parte em preto do desenho da bandeira. Indique como se lê essa fração. 80. Cleiton fez uma pesquisa com seus colegas de sala. Dos 45 alunos da classe, Disseram que trabalham em Planaltina. Quantos colegas de Cleiton trabalham na Cidade? 81. O tanque de gasolina do carro de Lucas estava cheio. Ele utilizou um quinto do combustível para ir à casa de um amigo e quatro quintos para ir ao trabalho durante uma semana. Sobrou combustível no tanque? Justifique. 82. A professora pedirá a seus alunos que façam cartazes para a feira de ciências. Para isso, ela distribuirá 11 cartolinas entre os alunos. Cada aluno receberá, aproximadamente, quantas cartolinas? Agora, ajude a professora e descubra exatamente quantas cartolinas cada aluno receberá? 83. Numa receita de cocada são utilizadas a 3 xícaras de açúcar. Em duas dessas receitas são utilizadas quantas xícaras de açúcar? Ela se enganou e colocou 10 xícaras. Ela colocou açúcar a mais ou a menos? Quanto? 2 3
  • 21. 84. Leia e responda: O que você prefere? Artur fez uma pesquisa com 100 alunos do quinto ano. Eles deviam dizer se preferiam praticar esporte, viajar ou ir ao cinema. Artur anotou todas as opiniões e fez um cartaz com um esquema que ele inventou para expressar os resultados da pesquisa. Veja o cartaz que ele fez: PREFERÊNCIA DOS ALUNOS ----------------------------------------------------------- Legenda: - - Viajar - Praticar Esporte -------- Ir ao cinema Reúna-se com um colega e responda: a) Vocês entenderam o esquema que Artur fez para registrar os resultados da pesquisa? b) Converse sobre isso para chegarem a uma conclusão. c) Quantos alunos responderam que preferem praticar esporte? d) E viajar? e) E ir ao cinema? 85. Você conhece o símbolo % ? Ele aparece em situações que envolvem porcentagem. Agora leia e resolva: a) Veja a promoção de uma loja. DESCONTO DE 20% R$ 300,00
  • 22. a) O que significa a expressão desconto de 20 %? b) Qual será o preço do som com um desconto de 20 %? c) Ana comprou o som é deu duas notas de R$ 100,00 e uma de R$ 50,00. Sobrou ou faltou dinheiro? 86. A Matemática na História!!! Desde os primórdios, as sociedades humanas praticavam o comércio, trocando mercadorias ( escambo ) de acordo com as suas necessidades. Com o passar do tempo, foram criadas moedas para facilitar as trocas, geralmente feitas de cobre, ouro ou prata, e depois as notas ou papel – moeda. Até 1694, o Brasil não possuía dinheiro próprio. De 1525 até 1578 circulou, em São Vicente e no Brasil, o Vicentino, moeda que valia 1000 reais era cunhada em Portugal, no reinado de D. João III. A cunhagem de moedas no Brasil começou em Salvador, onde foi fundada a Casa da Moeda do Brasil. Veja o uso do dinheiro em algumas prioridades em 1703 e depois responda: Preços das cousas comestíveis: Por um boi, cem oitavas. Por uma mão de sessenta espigas de milho, trinta oitavas. Por seis bolos de farinha de milho, três oitavas. Por um paio, três ou quatro oitavas. Por uma galinha, três ou quatro oitavas. Por seis libras de carne de vaca, uma oitava. Por um queijo flamengo, dezasseis oitavas. Por uma cara de açúcar de uma arroba, 32 oitavas. Preços das cousas que pertencem ao vestuário, e armas: Por uma casaca de pano fino, vinte oitavas. Por uns calções de pano fino, nove oitavas. Por um chapéu fino de castor, doze oitavas. Por uma carapuça de pano forrada de seda, cinco oitavas. Por uma espingarda bem feita e prateada, cento e vinte oitavas. Por uma pistola ordinária, dez oitavas. Por um canivete, duas oitavas.
  • 23. Preços dos escravos e das cavalgaduras: Por um negro bem feito, valente e ladino, trezentas oitavas. Por um molecão, duzentas e cinquenta oitavas. Por um moleque, cento e vinte oitavas. Por um crioulo bom oficial, quinhentas oitavas. Por um mulato de partes, ou oficial, quinhentas oitavas. Por um bom trombeteiro, quinhentas oitavas. Por uma mulata de partes, seiscentas e mais oitavas. Por uma negra ladina cozinheira, trezentas e cinqüenta oitavas. Por um cavalo sendeiro, cem oitavas. Por um cavalo andador, duas libras de ouro. (NUNES, Sebastião. História do Brasil. São Paulo: Editora Altana, 2000. p. 138) a) Se você vendesse três espingardas bem feitas e prateadas, com o dinheiro da venda daria para comprar um negro bem feito, valente e ladino? b) Ainda sobraria dinheiro? SIM ou NÃO se você respondeu sim quanto sobraria? c) Vendendo um cavalo sendeiro, com o dinheiro arrecadado, daria para comprar quantas mãos de sessenta espigas de milho? d) O preço do boi era comparado ao preço de um moleque? Quanto valia o boi? E quanto valia um moleque? e) Quanto você gastaria se comprasse seis bolos de farinha de milho, um de paio, seis libras de carne de vaca, uma galinha, um queijo flamengo e uma cara de açúcar de uma arroba? f) Quanto anos já se passaram desde o ano em que o Brasil não possuía dinheiro próprio até hoje? 87. SALÁRIO FOI MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO, MINGUANDO. Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu por decreto-lei o salário mínimo no País. Ele deveria suprir as necessidades básicas de alimentação, habitação, vestuário, higiene e transporte do trabalhador. A notícia foi recebida com euforia. Mas de um milhão de trabalhadores iriam se beneficiar com a medida. O decreto estabelecia 14 valores diferentes, cabendo à capital do País o maior valor:
  • 24. 240 mil-réis. Segundo atualização monetária realizada por especialistas, o salário mínimo valia cerca de R$ 660 em 1940. Veja, em valores atuais, como foi caindo: Para comprar a cesta básica em 1940, o trabalhador gastava em média cerca de 40% do salário mínimo. Com o novo valor de R$ 200, o trabalhador gastará 73,5% do mínimo para comprar a cesta básica. a) Como era o nome do dinheiro em 1940? b) Quanto era o salário mínimo em 1940? Segundo os especialistas, qual seria o valor desse salário mínimo em reais? c) Comparando 1940 e 2009 em relação a cesta básica, de quanto foi a perda do poder de compra do salário mínimode hoje, porcentagem? e) O que varia com o tempo: o dinheiro ou o poder aquisitivo? f) Por que você acha que isso ocorre? g) Em que década verificou-se o maior salário mínimo? h) Qual a relação entre o salário mínimo e cesta básica hoje? Um fator responsável pela perda do poder aquisitivo é a inflação. A inflação é o aumento geral dos preços dos alimentos, remédios, combustíveis, bens duráveis, serviços e etc. No Brasil, a inflação é medida por meio de pesquisas sobre as variações de preços, por intermédio de fundações, institutos e órgãos governamentais, entre eles o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e a Fundação Getúlio Vargas. i) Quanto você acha que seria o ideal para uma família de 4 pessoas fazer face às despesas mensais com: Aluguel :___________________ Luz:_________________ Alimentação:________________ Água:__________________ Transporte: _________________ Impostos:_______________ Gás:_______________________ Roupas:________________ Total:______________________ Discuta com seus colegas de classe esses valores. Década Em R$ 1940 220,00 1952 1.190,00 1960 9.440,00 1970 187,00 1980 5.788,00 1990 8.836,82 2000 151,00 2003 240,00 2009 465,00
  • 25. • De quanto deveria ser o salário para que a família pudesse poupar R$ 30,00 por mês? • Se a inflação foi de 5,19% num certo mês e Ana ganha R$ 465,00 de salário por mês, qual foi a perda do seu poder aquisitivo? • O Sr. João ganha R$ 500,00 por mês. Por dia, considerando ida e vinda 88. Pedro comprou um sofá dando 200 reais de entrada O restante, parcelou em 4 vezes. Se o que Pedro já pagou corresponde a 40% do preço do sofá, qual o preço total? 89. Uma loja anuncia a seguinte promoção: Porém, a loja reserva um percentual de descontos de 7% caso o pagamento seja feito à vista. Quanto o comprador pagará à vista? 90. Números do lixo no Brasil A quantidade de lixo produzida semanalmente por um ser humano é de aproximadamente 5 Kg. Se somarmos toda a produção mundial, os números são assustadores. Só no Brasil produz 240 toneladas de lixo por dia. O aumento excessivo da quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e ao perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados existirem, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas, etc. Em torno de 88% do lixo de todo o Brasil é reciclado! Isso acontece porque reciclar é 15 vezes mais caro do que simplesmente jogar o lixo em aterros. A título de comparação, o percentual de lixo urbano reciclado na Europa e nos EUA é de 40%. a) Agora, releia estes trechos do texto: “Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado!” “A título de comparação, o percentual de lixo urbano reciclado na Europa e nos EUA é de 40%.” Na sua opinião, qual foi a intenção quando foi colocado o ponto de exclamação no final da primeira frase?
  • 26. b) De acordo com o texto, os 40% citados na segunda frase representam muito ou pouco lixo reciclado, se compararmos ao Brasil? E mais ou menos do que 50%. 91. Releia mais dois trechos: “ Só o Brasil produz 240 mil toneladas de lixo por dia.” “A quantidade de lixo produzida semanalmente por um ser humano é de aproximadamente 5 Kg. a) Considerando as informações do texto, quantas mil toneladas de lixo seriam produzidas em uma semana, no Brasil? c) Como você viu, o Brasil produz 240 mil toneladas de lixo por dia. Quanto será isso em quilos? 92. “Em torno de 88% do lixo doméstico brasileiro vai para o aterro sanitário.” a) Você sabe o que é aterro sanitário? b) Explique o significado da afirmação de trecho acima. 93. O que pode ser reciclado? Nem tudo pode ser reciclado. Alguns produtos que consumimos não servem para a reciclagem. Observe: Podem ser reciclados Vidro: garrafas, frascos de condimentos; potes de produtos alimentícios; frascos de perfumes; remédios e de produtos de limpeza; lâmpadas fluorescentes; cacos de qualquer uma das embalagens citadas. Plástico: potes; embalagens de detergente, xampu, etc.; tampas plásticas de todos os tipos; embalagem de arroz; feijão, açúcar, etc.,embalagens de refrigerantes ( PET); canos e tubos plásticos ( PVC ). Metal: latas de refrigerante, óleo, massa de tomate, conservas, etc.; tampas de refrigerante, cerveja, etc.; arames, pregos, marmitex, alumínio, cobre e outros. Papel: jornais, revistas, papéis em geral, caixas de papelão, embalagens de leite e suco( longa-vida). Não podem ser reciclados Ampolas de remédios, espelhos, vidros de automóveis, tubo de imagem de TV, cristais, lâmpadas comuns, fôrmas e travessas de vidro. Celofane, material plastificado ( como embalagem de bolachas ), embalagem a vácuo, fraldas descartáveis, absorventes, espuma, latas enferrujadas, clipes, grampos, esponja de aço, canos de metal, pilhas, papel higiênico, papel carbono, fita crepe, etiquetas adesivas, fotografias, filtros de cigarro, cabo de panelas.
  • 27. O tempo médio de decomposição dos produtos varia, conforme a tabela a seguir. MATERIAL TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO Garrafas plásticas Cerca de 500 anos Sacos e sacolas Mais de 100 anos Isopor Indeterminado Jornais De 1 a 2 meses Papel e papelão De 3 a 6 meses Cascas de frutas Cerca de 3 meses Tecidos de fibras naturais 6 meses a 1 ano Madeiras envernizadas Cerca de 12 anos Palito de fósforo 2 anos Chiclete 5 anos Vidro Indeterminado Borracha Indeterminado Aço Mais de 100 anos Alumínio De 200 a 500 anos Cerâmica Indeterminado Observe, durante uma semana, o lixo que sua família produz. Depois, responda a estas questões: a) Qual o lixo produzido em casa você classifica como orgânico? b) Quais são os materiais que você pode reciclar nesse lixo doméstico? c) Se 50 Kg de papel usado forem reciclados e transformados em papel novo, será evitado o corte de uma árvore. Quantas árvores serão preservadas se forem reciclados 200 Kg de papel? d) Para o aniversário de 10 anos de Lucas, Dona Joana comprou refrigerantes em garrafas PET, descartando no lixo as embalagens vazias. Quando essas garrafas estiverem decompostas, qual será a idade do seu neto Lucas? e) Coloque em ordem decrescente de tempo de degradação os seguintes materiais: Chiclete, vidro, jornal, janela de aço, embalagem PET de refrigerante, embalagem de isopor para ovos e sacolas plásticas.
  • 28. f) Veja a foto de uma peça de cerâmica anterior à descoberta do Brasil, feita pelos índios que habitavam a ilha de Marajó, no Pará. Na tabela você viu que a cerâmica tem um tempo de degradação indeterminado. Converse com seus colegas e citem uma vantagem disso. 94. Quantos segmentos de reta há em cada figura? a) b) __________________ ____________________ c) d) ____________________ ____________________ 95. Desenhe retas passando pelo ponto P. Quantas retas você pode traçar passando por esse ponto? P • ____________________________________________________________________
  • 29. 96. Observe a imagem abaixo e responda: a) Escreva o nome dos lugares onde você consegue observar retas paralelas, retas concorrentes e retas perpendiculares. b) Em que lugares da imagem de Brasília você consegue observar ângulos? Escreva dois desses lugares. 97. Observe os polígonos: a) b) c)
  • 30. d) Registre os que podem ser chamados de: • quadrilátero:_________________________________________________________ • paralelogramo:_______________________________________________________ • retângulo:___________________________________________________________ • losango:____________________________________________________________ • quadrado:___________________________________________________________ • paralelogramo que não é retângulo nem losango:____________________________ 98. Leia e responda: Cercando o pomar O pomar do sítio do senhor Arlindo, precisa ser cercado. O pomar tem a forma de um retângulo de 60 m de comprimento e 20 m de largura. O fundo do pomar dá para o rio e não precisa ser cercado. O senhor Arlindo foi à loja da cidade às 8 horas da manhã para comprar o arame e outros materiais. Cada rolo de 100 m custou 115 reais. De volta ao sítio, ele verificou que seu percurso de ida e volta foi de 26 Km. O senhor Arlindo comprou o suficiente para que a cerca tivesse 4 voltas de fios de arame. a) Quantos metros de arame o senhor Arlindo vai utilizar? b) Qual o preço da quantidade de arame utilizada? c) Quais dados necessários para responder à primeira pergunta? d) Quais dados necessários para responder à segunda pergunta? e) Que dado deverá ser acrescentado no enunciado do problema, para que haja melhor entendimento da questão? f) Qual é a área do terreno do senhor Arlindo?
  • 31. 99. O piso de uma sala tem forma retangular. Um lado mede 3 metros e o outro mede 6 metros. Quantos metros quadrados de carpete são necessários para cobrir esse piso? 100. Um quarto tem piso quadrado de 4 m de largura. A área desse piso é 20 metros quadrados. a) Descubra o comprimento desse piso. b) Quantos metros quadrados de cerâmica ele precisará? c) Se o metro quadrado custa 50,00 reais, quantos reais ele vai gastar?
  • 32. PORTUGUÊS 1 – Com s letras do alfabeto que você tem monte o seu nome. 2 – Use um pedaço de cartolina, conforme o modelo, copie o seu nome. 2 – Você confeccionou um crachá com o seu nome. Agora no seu caderno escreva o seu nome em diferentes sentidos. 3 – Leia os nomes e escreva no seu caderno a quantidade de letras que cada nome tem. 4 – Leia o teto “O nome da Gente”, identifique quantas vezes a palavra nome aparece no teto? NOME DA GENTE Por que é que me chamo isso e não me chama aquilo? Por que é que o jacaré não se chama crocodilo? Eu não gosto do meu nome, não fui eu quem escolheu. Eu não sei por que se metem com um nome que e só meu! O nenê que vai nascer vai chamar como o padrinho, vai chamar como o vovô, mas ninguém vai perguntar o que pensa o coitadinho. MARIA MARCOS JOSÉ ANTÔNIO VERA SOLANGDAVID CLARICE EDSON CLÁUDIO LUZIA IZABEL JOÃO
  • 33. Foi meu pai quem decidiu Que o nome fosse aquele. Isso só seria justo se eu escolhesse o nome dele. Quando eu tiver um filho, não vou par nome nenhum. Quando ele for bem grande, ele que procure por um! BANDEIRA, Pedro. Cavalgando o arco-iris. 16. ed. São Paulo: Moderna, 1991. p.12 5 – Quantas vezes a palavra NOME aparece no texto? Copie em seu caderno a palavra NOME e depois copie só as duas primeiras letras, que palavra formou? Acrescente o acento agudo na segunda letra. 6 – Releia as estrofes do texto e, no caderno complete com as rimas: Por que é que me chama isso e não me chama _________________________________________________? Por que é que o jacaré não se chama _________________________________________________? O nenê que vai nascer vai ____________________________________________ como o ____________________________________ vai _______________________ como o vovó, mas ninguém vai ___________________________________________ que pensa o_________________________________________ 7 – Você sabe o significado do seu nome? Procure descobrir quem o escolheu e 0 motivo da escolha para contar aos seus colegas.
  • 34. 8 – No caderno escreva a história do seu nome, com o auxilio do professor. 9 - Pesquisem o significado dos nomes dos alunos da sala. 10 – Leia o nome: M A R Í L I A Procure no alfabeto as letras que compõem esse nome. 11 – Em um retângulo de cartolina escreva seu nome. Compare com o nome acima, se houver letras que se repetem nos dois nomes, pinte-as da mesma cor: - Quantas letras tem o seu nome? - Quantas letras aparecem no nome "Marília"? 12 – Observe o quadro abaixo, veja que todos os nomes começam com M. Pesquise outras palavras que começam com M. Registre tudo em seu caderno. Nome de uma fruta Nome de flor Nome de animal Nome de peça de vestuário Nome de mulher Nome de parte do corpo
  • 35. 13 – Copie o quadro no caderno. Encontre outras palavras dentro do nome: 14 - Leia o nome: a) No caderno, substitua o ultimo A par O: b) Copie a nome que surgiu: c) Retire a 2.a letra do nome abaixo e substitua por U: d) Copie o quadro abaixo no caderno e complete com as letras D, M, P, T, V. Quais palavras formam? , M A R Í L I A MARI LIA
  • 36. L I A I A I A I A I A I A I A 15 - a) Qual e a profissão de Paulo? b) O que Paulo pinta perfeitamente? c) O nome e os sobrenomes deste pintor português começam todos com a letra P. Com o auxílio de seu professor, escreva no caderno um nome e sobrenome que comecem com a letra S. 16 - Procure no texto, outras palavras que comecem com PIN e POR. 17 - Na ultima linha do texto aparecem as palavras: portas, paredes e pias. Elas estão no plural. Agora em seu caderno, escreva essas palavras no singular. PINTOR PORTUGUES PAULO PEREIRA PINTO PEIXOTO, POBRE PINTOR·PORTUGUES, PINTA PERFEITAMENTE PORTAS, PAREDES PIAS E PORTOES
  • 37. Nomes Qual a origem dos sobrenomes? (João Antonio da Rocha, Porto União, SC, e Anna Letícia Amaral da Silveira, Curitiba, PR). Os sobrenomes surgiram para diferenciar nomes repetidos - fato comum desde as mais primitivas culturas. Os primeiros que se tem notícia são os patronímicos, nomes que fazem referência ao pai: Simão filho de Jonas. Como esse método era limitado, os sobrenomes passaram a identificar também o local de nascimento: Héron de Alexandria. Os sobrenomes tornaram-se hereditários a medida que a posse da terra era transmitida de geração em geração. O costume se ampliou com a inclusão de características físicas e geográficas ou nomes de profissões. Da Rocha significa que o patriarca dessa família provavelmente vivia numa região rochosa. Da Silveira vem do latim silvester, da floresta, que também originou o popular Silva. O registro sistemático dos nomes de família começou no século XVI, por decreto da Igreja Católica, no Concilio de Trento (1563). SUPERINTERESSANTE. São Paulo: Abril. 18 - Identifique no texto os sobrenomes que você conhece, escreva no caderno. NOME E NOME 1 VOCÊ POR ACASO CONHECEU UM CONTADOR CHAMADO ROMEU? TODA VEZ QUE ERRAVA AS CONTAS, GRITAVA: ERRO MEUI ERRO MEUI ERRO MEU! 2 INESPERADAMENTE, A MINHA TIA INES SOL TOU NA RUA 0 MEU CAOZINHO PEQUINES. MAS FOI-LHE PERDOADO ESSE GRAVE PECADO. O PADRE SÓ DISSE: "NUNCA MAIS PEQUE, INES!" 3 EM QUE ESTACÃO DO ANO NASCEU VERA, A MINHA PRIMA? ESSA ATE RIMA. NÃO TEMENGANO. NASCEU NA PRIMAVERA A MINHA PRIMA VERA. PAES, Jose Paulo. E Isso Ali. Bela Horizonte: Salamandra, sl data. 19 - Identifique na poesia as palavras que rimam. 20 - Copie no caderno os nomes que aparecem no texto.
  • 38. 21 - Leia o nome, substitua a 3.a letra por L. Copie e faça um desenho da palavra formada. 22 - Escreva o nome dos desenhos abaixo, troque as sílabas e veja no que se transformam. 23- Se tirarmos as duas ultimas letras da palavra ARATICUM e substituirmos por A, escrevemos o que? 24- Agora coloque o sinal gráfico til (~) na letra A. Escreva o que formou. 25 - Retire as letras riscadas das palavras abaixo e escreva no caderno as novas palavras. ROMEU – ERRAVA – PRIMAVERA – SOLTOU – MINHA 25 - A ultima estrofe da poesia menciona uma estação do ano. Qual? Pesquise o inicio e o termino da mesma. Faça uma ilustração no seu caderno que representa essa estação. TRES TIAS TUCA TERESA TONINHA TRES TIAS TODO TEMPO TRICOTANDO TANTO TEMPO TAL TAREFA TRICOTANTO
  • 39. TUCA TERESA TONINHA TRES TIAS T AGARELAS TUDO TENTAM TUDO TEMEM TANTO TANGO T AIS TRAGEDIAS TAIS TREJEITOS TUDO TREME TUCA TERESA TONINHA TRES TIAS TAO TIRANAS TODAVIA TRES TIAS TAO TERNAS BERALDO, Aida. In: Trabalhando com Poesia. São Paulo: Ática, 1990, v. 1, p.28. 26 - Qual a tarefa das três tias? 27- O que significa a palavra TAGARELA? 28 - Na ultima estrofe aparecem mais duas características das tias. Quais são? 29 - Observe os nomes que aparecem no texto: TUCA TERESA TONINHA. 30 - Escreva outros nomes começando a primeira silaba das palavras acima: TU – TE – TO.
  • 40. 31 - Forme outras palavras a partir da palavra TRICOTANDO, copie o modelo no seu caderno: T R I C 0 T A N D 0 32 - Que outras palavras você formaria se trocasse: - O T de TIA pelo M? - O T de TUCA pelo C? - O T de TANTO pelo C? - O T de TÃO pelo M? - O T de TUDO pelo M? - O T de TÃO pelo C? 33 – Escolha o nome um (a) colega e faça um acróstico. 34 – Traga o rótulo de produto de limpeza, no caderno escreva: O nome do produto; Para que serve; O modo de usar; Quantidade; Onde foi fabricado; Qual a validade; Quais são os cuidados que devemos ter ao usar um produto.
  • 41. 35 – Leia o texto. TEMPO O TEMPO PERGUNTOU PRO TEMPO QUANTO TEMPO O TEMPO TEM. O TEMPO RESPONDEU PRO TEMPO QUE O TEMPO TEM TANTO TEMPO QUANTO TEMPO O TEMPO TEM. - procure no dicionário o significado da palavra tempo. - faça uma ilustração que represente a palavra tempo. - veja a imagem, que tempo ele representa? 36 – Pesquise em jornais sobre a previsão do tempo. Como essa informação e passada para o leitor. Depois assista a um telejornal e veja como as informações sobre a previsão do tempo são apresentadas na televisão. Compare as duas formas, jornal e TV, quais as semelhanças e diferenças existentes? 37 – Leia a palavra TEMPO, observe que antes das letras P e B usamos o M. Em seu caderno escreva palavras em que o M antecede o as letras P e B.Procure em jornais e. revistas. 38 – Com o passar dos tempos as cidades e voluiram, e com crescimento da população foi preciso criar sinais e normas de trânsito para orientar o uso das vias abertas à circulação pública. Pesquise alguns tipos de placas de trânsito cole em seu caderno e escreva o seu significado. 39 – O semáforo é utilizado para abrir e fechar o trânsito atrvés das cores VERMELHO, AMARELO e VERDE. O que significa cada uma dessas cores? 40 – Forme outras palavras usando as três primeiras letras das palavras VEMELHO, VERDE e AMARELO: VEM, VER, AMA. 41 – Identifique a consoante e a vogal que estão presentes nas palavras VERMELHO, AMARELO e VERDE. Junte as duas e coloque o acento agudo na vogal, que palavra formou?
  • 42. 42 – Leia o texto. O CHÃO E O PAO Ochão O grão O grão no chão O pão O pão e a mão A mão no pão O pão na mão O pão no chão? Não. MEIRELES, Cecília. Ou Isto ou Aquilo 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991. p. 102. Por que o pão é um símbolo universal de fartura? Qual o intinerário que o pão faz até chegar a nossa mesa? Qual é a utilidade das mãos no preparo da massa do pão? 43 – Construa duas frases com a palavra MASSA, (com os sentidos: pão – povo). 44 – Você conhece o BEIJU? Do que ele é feito? 45 – De onde essa massa é retirada? 46 - Você conhece o CUSCUS? De que massa ele é feito? 47 – De onde é retirada a massa para fazer o CUSCUS? 48 - Que outras palavras encontramos em farinha? 49 - Que outros tipos de farinha você conhece? 49 – Que outras palavras encontramos em farinha? F A R I N H A
  • 43. 50 - Comente o significado das expressões abaixo: PÃO-DURO PÃO INTEGRAL PÃO QUE O DIABO AMASSOU PÃO PRETO PÃO, PÃO, QUEIJO, QUEIJO VIVER A PÃO E ÁGUA TRATADO A PÃO-DE-LÓ PÃO DE AÇÚCAR RENTE COMO PÃO QUENTE PÃO DORMIDO O PÃO NOSSO DE CADA DIA 51 – Veja as receitas: BEIJU Ingredientes: 3 xícaras de goma (polvilho doce) Água suficiente. Modo de preparo: Coloque o polvilho doce em uma tigela e regue lentamente com água fria suficiente para umedecer o polvilho (a mistura não deve ficar mole ou líquida). Com as mãos, misture o polvilho até obter uma espécie de farinha bem granulada e soltinha. Leve uma frigideira de 22 cm de diâmetro ao fogo, deixe aquecer, segure uma peneirinha sobre a frigideira e, com a outra mão, passe um pouco da "farinha" na peneirinha, deixando-a cair sobre a frigideira aquecida. Espealhe com uma escumadeira, formando uma camada uniforme no fundo da frigideira; com o calor do fogo, a "farinha" vai se unir e se transformar em uma liga, ficando semelhante a uma panqueca maleável. Vire a panqueca com a escumadeira, deixe cozinhar o outro lado, tire do fogo, unte com manteiga e enrole. Prepare os beijus restantes da mesma maneira. Coloque os rolinhos lado a lado em um prato de servir e leve à mesa. Rendimento: 10 beijus.
  • 44. PÃO 2 copos e 1/2 de água morno 2 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sal 1 ovo 1 copo de óleo 1 kg de farinha de trigo 50 g de fermento de padaria Modo de preparo: Misturar o fermento de padaria na água morna Levar ao liquidificador: o açúcar, o óleo, o sal, o açúcar, o ovo e a água com o fermento Bater por alguns minutos Colocar em uma bacia grande esta mistura e acrescentar o trigo aos poucos, misturando com as mãos (a quantidade de trigo suficiente se dá quando a massa não grudar em suas mãos) Deixar crescer por 1 hora Dividir a massa em partes e enrolar os pães Deixar crescer novamente por 40 minutos Levar para assar por mais ou menos 30 minutos 52 – Qual a diferença entre as receitas de PÃO e de BEIJU? 53 – Na sua opinião qual a mais fácil de fazer? 54 – Qual a receita gasta mais ingrdientes? 55 – Qual a receita fica mais barato? 56 -Leia o texto. CIO DA TERRA Debulhar o trigo Recolher cada bago do trigo Forjar do trigo o milagre do 'pão e se fartar de pão ... Decepar a cana Recolher a garapa da cana Roubar da cana a doçura do mel Se lambuzar de mel .... Afagar a terra Conhecer os desejos da terra Cio da terra propício à estação E fecundar o chão. Autores: Chico Buarque e Milton Nascimento Intérpretes: Milton Nascimento, Pena Branca e Xavantinho. Ariola, 1989.
  • 45. 57 - 3. Geralmênte, o título de qualquer obra pretende ser um resumo da mesma. Por que o poema recebe o título "Cio da Terra"? 58 – Do que se trata a primeira, segunda e terceira estrofe do poema? 59 - Com o alfabeto móvel escreva a palavra CANA e copie no caderno. 60 - Troque o A pelo O, escreva no caderno. 61 - Com o alfabeto móvel forme as palavras CANA e CANO. Escreva no caderno, agora elimine a primeira letra de cada palavra, veja que palavra surgiu, copie no caderno. 62 - Escreva a palavra CANA, depois substitua a terceira letra por: P, T, L, Ç, M, D, J, I, R, S, V. Escreva as novas palavras no caderno. 63 – Leia o texto. O TRABALHO Trabalho é sobrevivência é também felicidade quando esta experiência se transforma num bom salário para todo operário. O trabalho diário da dona de casa do agricultor do professor do gari da doméstica também do doutor de todo trabalhador tem que ser recompensado e muito bem remunerado. Poesia realizada pelos alunos alfaf1etizados da Escola Municipal Sady $ousa, de Curitiba, 1991
  • 46. 64 - Você trabalha? Qual sua profissão? 65 – Quais são as profissões citadas no poema? 66 – Quais são as palavras que rimam ? 67 - O texto O TRABALHO foi elaborado por alunos da Educação de Jovens e Adultos. Elabore você também um texto sobre o trabalho. 68 - Quais são os documentos solicitados aos que procuram emprego? 69 – Como devemos nos comportar no ambiente de trabalho? 70 - Todo trabálhador deve ser igualmente merecedor de respeito. Porquê? 71 – Leia o texto Tucano Ave da família dos Ranfastídeos, formada por cerca de 37 espécies. Seu tamanho varia entre 30 e 60 cm. Tem pés com dois dedos para frente e dois para trás. Seu bico, muito grande, mais comprido que a cabeça e mais alto que largo, não é tão pesado quanto parece, pois tem alguns sacos de ar que o tornam mais leve. Os tucanos andam em grupos e geralmente habitam as copas das árvores. São sedentários e se alimentam especialmente de frutas, mas comem também insetos e até pequenos animais, como répteis, ratos e pássaros. Aninham-se dentro do tronco das árvores e põem três ovos brancos. O tipo mais conhecido é o tucanaçu (Ramp~aste toco), das Guianas e do Brasil, com o bico amarelo-alaranjado e garganta branca. , Texto adaptado da Enciclopédia Barsa. São Paulo. 1972. V 13. P 354. Ranfastídeos. [do grego rhámphos, bico] S.m. zool. Aves piciformes caracterizadas por terem o bico muito forte, curvado e grosso. Sedenjário. [do latim sedentariu] adj. 1. Que está comumente sentado; se exercita pouco. 2. Que tem habitação fixa. Ranfastídeos. [do grego rhámphos, bico] S.m. zool. Aves piciformes caracterizadas por terem o bico muito forte, curvado e grosso. Sedenjário. [do latim sedentariu] adj. 1. Que está comumente sentado; se exercita pouco. 2. Que tem habitação fixa.
  • 47. a)- Copie as línguas das quais se originam as palavras ranfastídeos e sedentário. b)- No dicionário a abreviatura adj. indica que a palavra é um adjetivoo Ou seja, esta palavra está caracterizando (dando qualidades a) algo, alguém. Leia alguns adjetivos do texto e escreva no caderno a que os mesmos se referem: sedentários - grande – comprido - alto - leve - brancos - amarelo-alaranjado - branca 72 - Comente a diferença de significado dos termos em destaque: ...mais comprido que a cabeça." Ele havia cumprido sua obrigação. ... mais alto que largo, ... Os alunos organizaram um auto de Natal. 73 - Escreva em seu caderno frases usando as palavras destacadas acima. 74 - Com ajuda do seu professor reescreva em seu caderno as frases do 2.°parágrafo começando assim: O tucano... - É sedentário... - Aninha-se 75 - Que outras palavras podemos formar apartir da palavra TUCANO, Fa em seu caderno. T U C A N O 76 - O texto é o resultado da composição de vários elementos: letras, sílabas, palavras, frases, parágrafos, etc. Os parágrafos são representados por uma mudança de linha e entrada. - O texto Tucano apresenta quantos parágrafos? Numere-os no texto: 77- Coloque no quadrinho o número do parágrafo de acordo 'com o assunto colocado no retângulo.
  • 48. 78 - Escolha um dos parágrafos e um ilustração em seu caderno. 79 - Leia a frase retirada do texto: "Tem pés com dois dedos para frente e dois para trás." - A que se refere a expressão "e dois para trás"? Complete a frase. 80 – Faça uma pesquisa sobre uma ave e reponda às seguintes questõe: 81 - Agora, elabore um texto utilizando os dados do quadro, organizando-os em parágrafos de acordo com os assuntos: nome espécie características físicas alimentação reprodução habitat curiosidades Hábitos, habitat, alimentação Tipo de tucano mais conhecido. Características físicas do tucano.
  • 49. Bibliografia: DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Orientações Curriculares do Ensino Fundamental – Séries e Anos Iniciais. Brasília: SEDF/SUBEB, 2008 MUNIZ, Cristiano A. A criança das séries iniciais faz matemática? In: PAVANELLO. R.M. (org.) Matemática nas séries iniciais do Ensino Fundamental: A pesquisa e a sala de aula. Biblioteca do Educador Matemático. Coleção SBEM, vol. 2. São Paulo, 2004 a, pp. 37-47. SOARES, M. B. Letramento: Um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Autêntica, 1998. ________. Aprender a escrever. In: ZACCUR, E. (org.). A magia da linguagem. Rio de Janeiro: DP&A, 1999