SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
MAS AFINAL, O QUE FAZER
COM TANTO LIXO?
ALTERNATIVAS
Aterros
Sanitários
Recliclagem
Composta
gem
Incineração
ATERROS SANITÁRIOS
“Método que utiliza princípios de engenharia para
confinar resíduos sólidos à menor área possível e
reduzi-los ao menor volume possível, cobrindo-os
com uma camada de terra na conclusão da jornada
de trabalho ou a intervalos menores, se necessário”
ATERROS SANITÁRIOS
INCINERAÇÃO
“É o processo de queima do lixo a altas
temperaturas. O objetivo principal de tal
procedimento é a redução do volume de lixo.”
Com a incineração é possível uma redução do volume
inicial de resíduos até cerca de 90% através da
combustão, as temperaturas que se elevam a mais de
900°C. Por isso tem vindo a ser implementado em
zonas de grande produção de lixo.
COMPOSTAGEM
“Processo natural em que os micro-organismos,
como fungos e bactérias, são responsáveis pela
degradação de matéria orgânica”
A compostagem é o processo biológico de
valorização da matéria orgânica, seja ela de origem
urbana, doméstica, industrial, agrícola ou florestal, e
pode ser considerada como um tipo de reciclagem do
lixo orgânico.
COMPOSTAGEM
O processo de compostagem
(normalmente) se divide nas
fases
Fase
mesofílica
Fase
termofílica
Fase da
maturação
RECICLAGEM
“Reciclar significa transformar objetos
materiais usados em novos produtos para o
consumo. Esta necessidade foi despertada pelos
seres humanos, a partir do momento em que se
verificou os benefícios que este procedimento trás
para o planeta Terra.”
RECICLAGEM
Exemplos de Produtos Recicláveis
 Vidro: potes de alimentos (azeitonas, milho, requeijão, etc.), garrafas, frascos
de medicamentos, cacos de vidro.
 Papel: jornais, revistas, folhetos, caixas de papelão, embalagens de papel.
 Metal: latas de alumínio, latas de aço, pregos, tampas, tubos de pasta, cobre,
alumínio.
 Plástico: potes de plástico, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens e sacolas
de supermercado.
 Embalagens longa vida: de leite, de tomate, de sucos, etc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Co incineraçao powerpoint corrigido
Co incineraçao powerpoint corrigidoCo incineraçao powerpoint corrigido
Co incineraçao powerpoint corrigidosanpersousa89
 
Co incineração corrigido
Co incineração corrigidoCo incineração corrigido
Co incineração corrigidosanpersousa89
 
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZA
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZACN - PROTEÇÃO DA NATUREZA
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZALuís Ferreira
 
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou Espaço
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou EspaçoVermidigestor para Escolas, Restauração ou Espaço
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou EspaçoFuturamb
 
Co incineração
Co incineraçãoCo incineração
Co incineraçãozefreitas
 
Power point co-incineração
Power point co-incineração Power point co-incineração
Power point co-incineração sanpersousa89
 
Co incineração corrigido
Co incineração corrigidoCo incineração corrigido
Co incineração corrigidosanpersousa89
 
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSGERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSjessicacprates
 
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSGERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSjessicacprates
 
Tratamento de resíduos 9ºa
Tratamento de resíduos 9ºaTratamento de resíduos 9ºa
Tratamento de resíduos 9ºaRaúl Freitas
 
Anabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao BAnabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao Binesita45
 
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos Ambientais
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos AmbientaisFlorestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos Ambientais
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos AmbientaisFilipe Vargas
 

Mais procurados (20)

Co incineraçao powerpoint corrigido
Co incineraçao powerpoint corrigidoCo incineraçao powerpoint corrigido
Co incineraçao powerpoint corrigido
 
Co incineração corrigido
Co incineração corrigidoCo incineração corrigido
Co incineração corrigido
 
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZA
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZACN - PROTEÇÃO DA NATUREZA
CN - PROTEÇÃO DA NATUREZA
 
07 rsui larissa
07 rsui larissa07 rsui larissa
07 rsui larissa
 
Aromaterapia cap 1
Aromaterapia cap 1Aromaterapia cap 1
Aromaterapia cap 1
 
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou Espaço
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou EspaçoVermidigestor para Escolas, Restauração ou Espaço
Vermidigestor para Escolas, Restauração ou Espaço
 
Geografiaaa
GeografiaaaGeografiaaa
Geografiaaa
 
A coincineracao
A coincineracao A coincineracao
A coincineracao
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Co Incineração
Co IncineraçãoCo Incineração
Co Incineração
 
Co-Incineração
Co-IncineraçãoCo-Incineração
Co-Incineração
 
Co incineração
Co incineraçãoCo incineração
Co incineração
 
Power point co-incineração
Power point co-incineração Power point co-incineração
Power point co-incineração
 
Co incineração corrigido
Co incineração corrigidoCo incineração corrigido
Co incineração corrigido
 
Co Incineracao
Co IncineracaoCo Incineracao
Co Incineracao
 
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSGERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
 
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOSGERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO BIOGÁS PRODUZIDO POR DEJETOS URBANOS
 
Tratamento de resíduos 9ºa
Tratamento de resíduos 9ºaTratamento de resíduos 9ºa
Tratamento de resíduos 9ºa
 
Anabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao BAnabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao B
 
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos Ambientais
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos AmbientaisFlorestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos Ambientais
Florestas Comerciais - Sequestro de Carbono e Impactos Ambientais
 

Destaque

Destaque (7)

Manual compostagem doméstica e industrial
Manual compostagem doméstica e industrialManual compostagem doméstica e industrial
Manual compostagem doméstica e industrial
 
Compostagem e resíduos
Compostagem e resíduosCompostagem e resíduos
Compostagem e resíduos
 
Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008
 
Adubação orgânica
Adubação orgânicaAdubação orgânica
Adubação orgânica
 
Adubação orgânica para recuperação do solo
Adubação orgânica para recuperação do soloAdubação orgânica para recuperação do solo
Adubação orgânica para recuperação do solo
 
Aula 02 compostagem
Aula 02 compostagemAula 02 compostagem
Aula 02 compostagem
 
Slides compostagem
Slides compostagemSlides compostagem
Slides compostagem
 

Semelhante a Alternativas para o lixo

Trabalho de Grupo sobre a Reciclagem
Trabalho de Grupo sobre a ReciclagemTrabalho de Grupo sobre a Reciclagem
Trabalho de Grupo sobre a Reciclagemceliamagalhaes
 
Projeto resíduos sólidos parte 3
Projeto resíduos sólidos parte 3Projeto resíduos sólidos parte 3
Projeto resíduos sólidos parte 3escola
 
Projeto Usina Energia Renovável
Projeto Usina Energia RenovávelProjeto Usina Energia Renovável
Projeto Usina Energia RenovávelGisa Andrade
 
Gerenciamento_de_residuos.ppt
Gerenciamento_de_residuos.pptGerenciamento_de_residuos.ppt
Gerenciamento_de_residuos.pptSilmarMedeiros2
 
Os residuos e o seu tratamento
Os residuos e o seu tratamentoOs residuos e o seu tratamento
Os residuos e o seu tratamentojoanadesousaesilva
 

Semelhante a Alternativas para o lixo (11)

Trabalho de Grupo sobre a Reciclagem
Trabalho de Grupo sobre a ReciclagemTrabalho de Grupo sobre a Reciclagem
Trabalho de Grupo sobre a Reciclagem
 
1704
17041704
1704
 
Aula 04_Tratamento de RSU.pptx
Aula 04_Tratamento de RSU.pptxAula 04_Tratamento de RSU.pptx
Aula 04_Tratamento de RSU.pptx
 
Projeto resíduos sólidos parte 3
Projeto resíduos sólidos parte 3Projeto resíduos sólidos parte 3
Projeto resíduos sólidos parte 3
 
LIXO: COLETA DE LIXO NAS CIDADES
LIXO: COLETA DE LIXO NAS CIDADESLIXO: COLETA DE LIXO NAS CIDADES
LIXO: COLETA DE LIXO NAS CIDADES
 
Co incineraçâo
Co incineraçâoCo incineraçâo
Co incineraçâo
 
Projeto Usina Energia Renovável
Projeto Usina Energia RenovávelProjeto Usina Energia Renovável
Projeto Usina Energia Renovável
 
Fespsp 2010
Fespsp 2010Fespsp 2010
Fespsp 2010
 
Gerenciamento_de_residuos.ppt
Gerenciamento_de_residuos.pptGerenciamento_de_residuos.ppt
Gerenciamento_de_residuos.ppt
 
Aula 8 incineração
Aula 8 incineraçãoAula 8 incineração
Aula 8 incineração
 
Os residuos e o seu tratamento
Os residuos e o seu tratamentoOs residuos e o seu tratamento
Os residuos e o seu tratamento
 

Último

Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 

Alternativas para o lixo

  • 1. MAS AFINAL, O QUE FAZER COM TANTO LIXO?
  • 3. ATERROS SANITÁRIOS “Método que utiliza princípios de engenharia para confinar resíduos sólidos à menor área possível e reduzi-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou a intervalos menores, se necessário”
  • 5. INCINERAÇÃO “É o processo de queima do lixo a altas temperaturas. O objetivo principal de tal procedimento é a redução do volume de lixo.” Com a incineração é possível uma redução do volume inicial de resíduos até cerca de 90% através da combustão, as temperaturas que se elevam a mais de 900°C. Por isso tem vindo a ser implementado em zonas de grande produção de lixo.
  • 6. COMPOSTAGEM “Processo natural em que os micro-organismos, como fungos e bactérias, são responsáveis pela degradação de matéria orgânica” A compostagem é o processo biológico de valorização da matéria orgânica, seja ela de origem urbana, doméstica, industrial, agrícola ou florestal, e pode ser considerada como um tipo de reciclagem do lixo orgânico.
  • 7. COMPOSTAGEM O processo de compostagem (normalmente) se divide nas fases Fase mesofílica Fase termofílica Fase da maturação
  • 8. RECICLAGEM “Reciclar significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo. Esta necessidade foi despertada pelos seres humanos, a partir do momento em que se verificou os benefícios que este procedimento trás para o planeta Terra.”
  • 9. RECICLAGEM Exemplos de Produtos Recicláveis  Vidro: potes de alimentos (azeitonas, milho, requeijão, etc.), garrafas, frascos de medicamentos, cacos de vidro.  Papel: jornais, revistas, folhetos, caixas de papelão, embalagens de papel.  Metal: latas de alumínio, latas de aço, pregos, tampas, tubos de pasta, cobre, alumínio.  Plástico: potes de plástico, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens e sacolas de supermercado.  Embalagens longa vida: de leite, de tomate, de sucos, etc.