SlideShare uma empresa Scribd logo
Compostagem e Resíduos
O que são resíduos?Os resíduos sólidos constituem o que nós normalmente chamamos lixo.
Esses resíduos são materiais sólidos considerados inúteis, gerados pela actividade humana e considerados perigosos, havendo por isso necessidade de os descartar ou eliminar.Tipos de Resíduos:Resíduos Orgânicos;
Outros Resíduos;
Lixo Tóxico (resíduos nucleares e hospitalares);
Resíduos Domésticos;
Resíduos Sólidos Urbanos;
Resíduos Industriais;
Resíduos de Construção e Demolição.Resíduos Orgânicos Os Resíduos Orgânicos tem origem animal ou vegetal, e incluem o lixo doméstico, os restos alimentares, folhas, sementes, restos de carne, ossos, …Outros ResíduosOs outros resíduos podem ser resíduos de plásticos, de metais e ligas metálicas, de vidro, de materiais de construção, …Lixo TóxicoO lixo tóxico inclui o lixo nuclear e hospitalar.
Este tipo de resíduos necessita de um tratamento especial, de modo a evitar que prejudique o ambiente e a saúde das pessoas.
O lixo nuclear deve ser isolado, enquanto que o lixo hospitalar deve ser queimado.Resíduos DomésticosOs resíduos domésticos são resíduos resultantes de actividades residenciais, embalagens plásticas, latas, vidros, papéis, etc.Resíduos Sólidos UrbanosOs resíduos sólidos urbanos são resíduos domésticos, resíduos produzidos em instalações públicas ou comerciais.Resíduos IndustriaisOs resíduos industriais são produzidos pela indústria e podem ser altamente prejudiciais para a saúde humana e para o ambiente.Resíduos de Construção e DemoliçãoOs resíduos de construção e demolição (RCD), são resíduos originados pelas obras civis tais como: reconstrução, ampliação, alteração, …Compostagem:O que é?A Compostagem é um processo biológico que recorre à decomposição de matéria orgânica presente nos resíduos sólidos e pode ser praticado em casa (compostagem doméstica).
Deste processo resulta um composto que possui características capazes de melhorar a capacidade e riqueza do solo em nutrientes e água. Fases da Compostagem (Doméstica):Em 1º lugar, é necessário escolher o local onde vai ser colocado o compostor.
 Em 2º lugar, o compostor deve ser devidamente preparado para o início e sucesso do processo de compostagem.
Em 3º lugar, deve ser feita regularmente uma manutenção ao compostor, verificando e registando a variação de algumas variáveis.ManutençãoVariáveis a controlar:Para que o processo de compostagem seja concluído com sucesso é necessária a manutenção do compostor de modo a controlar as seguintes variáveis:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os diferentes tipos de resíduos
Os diferentes tipos de resíduosOs diferentes tipos de resíduos
Os diferentes tipos de resíduos
Raúl Freitas
 
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
Enoque Guedes
 
Vamos reciclar
Vamos reciclarVamos reciclar
Vamos reciclar
juvallejo
 
ResíDuos Industriais.
ResíDuos Industriais.ResíDuos Industriais.
ResíDuos Industriais.
Simone
 
Apresentação sobre Lixos
Apresentação sobre LixosApresentação sobre Lixos
Apresentação sobre Lixos
Gustavo Bretas
 
Disposição e tratamentos de residuos sólidos
Disposição e tratamentos de residuos sólidos Disposição e tratamentos de residuos sólidos
Disposição e tratamentos de residuos sólidos
Luiz Carlos
 
Trabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power PointTrabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power Point
João Torres
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
-
 
reciclagem
reciclagemreciclagem
reciclagem
ressurreicao
 
Tratamento De ResíDuos SóLidos
Tratamento De ResíDuos SóLidosTratamento De ResíDuos SóLidos
Tratamento De ResíDuos SóLidos
Nuno Correia
 
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
Raimund M Souza
 
Ap
ApAp
Tratamento de resíduos
Tratamento de resíduosTratamento de resíduos
Tratamento de resíduos
antoniosantos
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
Tecnomil
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
Maria Teixiera
 
Poluição de...
Poluição de...Poluição de...
Poluição de...
PanquecasSIAA
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
Acilesio Baptista
 
Fitorremediadoras lorena
Fitorremediadoras   lorenaFitorremediadoras   lorena
Fitorremediadoras lorena
MESTRADOAMBIENTAL
 

Mais procurados (18)

Os diferentes tipos de resíduos
Os diferentes tipos de resíduosOs diferentes tipos de resíduos
Os diferentes tipos de resíduos
 
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
Biologia 12º ano - Unidade 5 (auxiliar do poster)
 
Vamos reciclar
Vamos reciclarVamos reciclar
Vamos reciclar
 
ResíDuos Industriais.
ResíDuos Industriais.ResíDuos Industriais.
ResíDuos Industriais.
 
Apresentação sobre Lixos
Apresentação sobre LixosApresentação sobre Lixos
Apresentação sobre Lixos
 
Disposição e tratamentos de residuos sólidos
Disposição e tratamentos de residuos sólidos Disposição e tratamentos de residuos sólidos
Disposição e tratamentos de residuos sólidos
 
Trabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power PointTrabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power Point
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
reciclagem
reciclagemreciclagem
reciclagem
 
Tratamento De ResíDuos SóLidos
Tratamento De ResíDuos SóLidosTratamento De ResíDuos SóLidos
Tratamento De ResíDuos SóLidos
 
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
LIXO URBANO E POLUIÇÃO: AMBIENTAL, SONORA E VISUAL
 
Ap
ApAp
Ap
 
Tratamento de resíduos
Tratamento de resíduosTratamento de resíduos
Tratamento de resíduos
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
 
Poluição de...
Poluição de...Poluição de...
Poluição de...
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
 
Fitorremediadoras lorena
Fitorremediadoras   lorenaFitorremediadoras   lorena
Fitorremediadoras lorena
 

Destaque

Aula de compostagem
Aula de  compostagemAula de  compostagem
Aula de compostagem
Wagner Oliveira Prestes
 
Slides compostagem
Slides compostagemSlides compostagem
Slides compostagem
paulo roberto
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
jpseixas
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
João Siqueira da Mata
 
Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008
Ádila Faria
 
Aula 02 compostagem
Aula 02 compostagemAula 02 compostagem
Aula 02 compostagem
Luiz Murilo Rocha Câmara
 
Alternativas para o lixo
Alternativas para o lixoAlternativas para o lixo
Alternativas para o lixo
Nicollas Villar
 
1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica
Pelo Siro
 
Ok compostagem davi e hiago 4ºd
Ok compostagem davi e hiago 4ºdOk compostagem davi e hiago 4ºd
Ok compostagem davi e hiago 4ºd
4danisioprofessoraflavia
 
O Caminho do Lixo
O Caminho do LixoO Caminho do Lixo
O Caminho do Lixo
buzuka
 
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanosPolíticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
REDERESÍDUO
 
Fispq cloro líquido - hipoclorito de sodio
Fispq   cloro líquido - hipoclorito de sodioFispq   cloro líquido - hipoclorito de sodio
Fispq cloro líquido - hipoclorito de sodio
Cris Agua Industria
 
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidosLegislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
nucleosul2svma
 
Gestão dos resíduos sólidos
Gestão dos resíduos sólidosGestão dos resíduos sólidos
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandraTratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
João Siqueira da Mata
 
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
escola
 
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelliFontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
João Siqueira da Mata
 
Qualidade aa água
Qualidade aa águaQualidade aa água
Qualidade aa água
José A. Moreno
 
Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11
Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11
Aula 11 qualidade de água
Aula 11   qualidade de águaAula 11   qualidade de água
Aula 11 qualidade de água
Suely Machado
 

Destaque (20)

Aula de compostagem
Aula de  compostagemAula de  compostagem
Aula de compostagem
 
Slides compostagem
Slides compostagemSlides compostagem
Slides compostagem
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
Compostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixoCompostagem domestica de_lixo
Compostagem domestica de_lixo
 
Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008Compostagem 17 11 2008
Compostagem 17 11 2008
 
Aula 02 compostagem
Aula 02 compostagemAula 02 compostagem
Aula 02 compostagem
 
Alternativas para o lixo
Alternativas para o lixoAlternativas para o lixo
Alternativas para o lixo
 
1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica1259449132 compostagem domestica
1259449132 compostagem domestica
 
Ok compostagem davi e hiago 4ºd
Ok compostagem davi e hiago 4ºdOk compostagem davi e hiago 4ºd
Ok compostagem davi e hiago 4ºd
 
O Caminho do Lixo
O Caminho do LixoO Caminho do Lixo
O Caminho do Lixo
 
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanosPolíticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
Políticas Públicas e Acordos Setorias para o manejo de resíduos sólidos urbanos
 
Fispq cloro líquido - hipoclorito de sodio
Fispq   cloro líquido - hipoclorito de sodioFispq   cloro líquido - hipoclorito de sodio
Fispq cloro líquido - hipoclorito de sodio
 
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidosLegislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
Legislação ambiental e a questão dos resíduos sólidos
 
Gestão dos resíduos sólidos
Gestão dos resíduos sólidosGestão dos resíduos sólidos
Gestão dos resíduos sólidos
 
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandraTratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
Tratamento da água_de_abastecimento_-_sandra
 
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
Apresentação projetos 3 e 4 aula 1
 
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelliFontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
Fontes dispersas com_ênfase_nos_resíduos_-_lilian_martelli
 
Qualidade aa água
Qualidade aa águaQualidade aa água
Qualidade aa água
 
Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11
Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11
Portaria MS Nº 2914 de 12/12/11
 
Aula 11 qualidade de água
Aula 11   qualidade de águaAula 11   qualidade de água
Aula 11 qualidade de água
 

Semelhante a Compostagem e resíduos

Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
Maria Teixiera
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo
LixoLixo
Lixo5
Lixo5Lixo5
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.pptPROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
DjalmadePaivaNeto1
 
Resíduos.pdf
Resíduos.pdfResíduos.pdf
Resíduos.pdf
RutePinho6
 
Gestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da águaGestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da água
Leonardo Alves
 
Apostila residuos sólidos 2 semestre atualizada
Apostila residuos sólidos   2 semestre atualizadaApostila residuos sólidos   2 semestre atualizada
Apostila residuos sólidos 2 semestre atualizada
Santos Raimundo
 
Residuos
ResiduosResiduos
Residuos
Miguel Fonseca
 
Saiba mais sobre o seu LIXO.
Saiba mais sobre o seu LIXO.Saiba mais sobre o seu LIXO.
Saiba mais sobre o seu LIXO.
Italo Malta
 
Autor
AutorAutor
Residuos e Compostagem
Residuos e Compostagem Residuos e Compostagem
Residuos e Compostagem
Andreia Delgado
 
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOSCLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
Mayke Jhonatha
 
Gestão residuos na constr civil e pnrs apostilha1
Gestão residuos na constr civil e pnrs   apostilha1Gestão residuos na constr civil e pnrs   apostilha1
Gestão residuos na constr civil e pnrs apostilha1
cmoitinho
 
Lixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
Lixo Comum e Descarte do Lixo HospitalarLixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
Lixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
tammygerbasi
 
Anabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao BAnabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao B
inesita45
 
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanosTcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Marco Gomes
 
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as EmpresasPolítica Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão
 
Lixo
LixoLixo

Semelhante a Compostagem e resíduos (20)

Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.pptPROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
 
Resíduos.pdf
Resíduos.pdfResíduos.pdf
Resíduos.pdf
 
Gestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da águaGestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da água
 
Apostila residuos sólidos 2 semestre atualizada
Apostila residuos sólidos   2 semestre atualizadaApostila residuos sólidos   2 semestre atualizada
Apostila residuos sólidos 2 semestre atualizada
 
Residuos
ResiduosResiduos
Residuos
 
Saiba mais sobre o seu LIXO.
Saiba mais sobre o seu LIXO.Saiba mais sobre o seu LIXO.
Saiba mais sobre o seu LIXO.
 
Autor
AutorAutor
Autor
 
Residuos e Compostagem
Residuos e Compostagem Residuos e Compostagem
Residuos e Compostagem
 
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOSCLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS
 
Gestão residuos na constr civil e pnrs apostilha1
Gestão residuos na constr civil e pnrs   apostilha1Gestão residuos na constr civil e pnrs   apostilha1
Gestão residuos na constr civil e pnrs apostilha1
 
Lixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
Lixo Comum e Descarte do Lixo HospitalarLixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
Lixo Comum e Descarte do Lixo Hospitalar
 
Anabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao BAnabela, Dima, Joao B
Anabela, Dima, Joao B
 
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanosTcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
 
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as EmpresasPolítica Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
Política Nacional de Resíduos Sólidos: Desafios e Oportunidades para as Empresas
 
Lixo
LixoLixo
Lixo
 

Último

Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 

Último (20)

Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 

Compostagem e resíduos

  • 2. O que são resíduos?Os resíduos sólidos constituem o que nós normalmente chamamos lixo.
  • 3. Esses resíduos são materiais sólidos considerados inúteis, gerados pela actividade humana e considerados perigosos, havendo por isso necessidade de os descartar ou eliminar.Tipos de Resíduos:Resíduos Orgânicos;
  • 5. Lixo Tóxico (resíduos nucleares e hospitalares);
  • 9. Resíduos de Construção e Demolição.Resíduos Orgânicos Os Resíduos Orgânicos tem origem animal ou vegetal, e incluem o lixo doméstico, os restos alimentares, folhas, sementes, restos de carne, ossos, …Outros ResíduosOs outros resíduos podem ser resíduos de plásticos, de metais e ligas metálicas, de vidro, de materiais de construção, …Lixo TóxicoO lixo tóxico inclui o lixo nuclear e hospitalar.
  • 10. Este tipo de resíduos necessita de um tratamento especial, de modo a evitar que prejudique o ambiente e a saúde das pessoas.
  • 11. O lixo nuclear deve ser isolado, enquanto que o lixo hospitalar deve ser queimado.Resíduos DomésticosOs resíduos domésticos são resíduos resultantes de actividades residenciais, embalagens plásticas, latas, vidros, papéis, etc.Resíduos Sólidos UrbanosOs resíduos sólidos urbanos são resíduos domésticos, resíduos produzidos em instalações públicas ou comerciais.Resíduos IndustriaisOs resíduos industriais são produzidos pela indústria e podem ser altamente prejudiciais para a saúde humana e para o ambiente.Resíduos de Construção e DemoliçãoOs resíduos de construção e demolição (RCD), são resíduos originados pelas obras civis tais como: reconstrução, ampliação, alteração, …Compostagem:O que é?A Compostagem é um processo biológico que recorre à decomposição de matéria orgânica presente nos resíduos sólidos e pode ser praticado em casa (compostagem doméstica).
  • 12. Deste processo resulta um composto que possui características capazes de melhorar a capacidade e riqueza do solo em nutrientes e água. Fases da Compostagem (Doméstica):Em 1º lugar, é necessário escolher o local onde vai ser colocado o compostor.
  • 13. Em 2º lugar, o compostor deve ser devidamente preparado para o início e sucesso do processo de compostagem.
  • 14. Em 3º lugar, deve ser feita regularmente uma manutenção ao compostor, verificando e registando a variação de algumas variáveis.ManutençãoVariáveis a controlar:Para que o processo de compostagem seja concluído com sucesso é necessária a manutenção do compostor de modo a controlar as seguintes variáveis:
  • 18. pH. FimTrabalho realizado por:
  • 20. Inês Barreto Reis, nº5, 8ºA;
  • 21. Inês Jácome Lima Barbosa, nº6, 8ºA;
  • 22. Marisa Sofia Lima Correia, nº10, 8ºA.