SlideShare uma empresa Scribd logo
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 6
OUTROS MATERIAIS DE APOIO
© Areal Editores 1
Gu
Guião de exploração do PowerPoint de leitura integral da obra Os Piratas - Teatro
Edição consultada: Manuel António Pina, Os Piratas – Teatro, Porto Editora, Porto, 2015.
ISBN: 978-972-0-72677-3.
Este recurso apresenta questões sobre a obra Os Piratas – Teatro, de Manuel António
Pina, que permitem verificar a leitura autónoma, consolidar a aprendizagem e sintetizar
conhecimentos.
A apresentação PPT está estruturada em três momentos: pré-leitura (slides 1 a 5),
leitura (slides 6 a 8) e pós-leitura (slides 9 e 10).
Descritores de desempenho
18.1 Ler textos da literatura para crianças e jovens, da tradição popular, e adaptações de
clássicos.
18.4 Reconhecer, na organização estrutural do texto dramático, ato, cena e fala.
18.5 Expor o sentido global de um texto dramático.
18.6 Fazer inferências.
18.8 Manifestar‐se em relação a aspetos da linguagem que conferem a um texto qualidade
literária (por exemplo, vocabulário, conotações, estrutura).
18.10 Comparar versões de um texto e referir diferenças.
18.11 Responder, de forma completa, a questões sobre os textos.
19.1 Identificar os contextos a que o texto se reporta, designadamente os diferentes
contextos históricos e a representação de mundos imaginários.
20.6 Expressar, oralmente ou por escrito, ideias, sentimentos e pontos de vista provocados
pela leitura do texto literário.
Propostas de exploração
Slide 1 – Identificação da obra e do autor.
Slide 2 – Organização do trabalho a realizar e fornecimento de informação aos alunos.
Descrição física das personagens representadas na capa do livro; antecipação de
conteúdos; relação do título com a ilustração da capa.
Slide 3 – Identificação do autor e descoberta dos pontos mais importantes da sua vida,
a partir da leitura da sua biografia.
Slide 4 – Análise dos elementos paratextuais incluídos na capa do livro. Descoberta da
origem e do significado da bandeira pirata.
Slide 5 – Identificação dos dois níveis e que se divide o cenário e completamento de um
esquema. Ilustração do cenário, a partir das informações registadas no esquema.
Slide 6 – Identificação das cenas do passado e das cenas do presente; associação de
cada uma ao local e tempo em que decorre.
Slide 7 – Identificação das personagens e sua classificação quanto ao relevo.
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 6
OUTROS MATERIAIS DE APOIO
© Areal Editores 2
Slide 8 – Resposta a questões sobre a intriga.
Sugestão: contar os acontecimentos, distinguindo claramente o presente e o passado;
relacionar os gestos e atitudes das personagens, no presente, com os acontecimentos
por elas vividos no passado.
Slide 9 – Apresentação de vocabulário relacionado com o texto dramático e com o teatro;
diferenças entre texto dramático e teatro.
Slide 10 – Dramatização do texto.
Nota: esta sugestão requer preparação e orientação durante as aulas, mas os ensaios
poderão decorrer fora da sala de aula. A representação da peça de teatro poderá decorrer
em final de período, integrando ou não um evento da escola.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poesia na sala de aula
Poesia na sala de aulaPoesia na sala de aula
Poesia na sala de aula
Shirley Lauria
 
Visão panorâmica metas curriculares sentidos 12
Visão panorâmica metas curriculares   sentidos 12 Visão panorâmica metas curriculares   sentidos 12
Visão panorâmica metas curriculares sentidos 12
ziquinha
 
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTASLINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
Pré-Enem Seduc
 
Aula curso inclusao digital
Aula curso inclusao digitalAula curso inclusao digital
Aula curso inclusao digital
Marilene dos Santos
 
Olimpiada de lingua_portuguesa
Olimpiada de lingua_portuguesaOlimpiada de lingua_portuguesa
Olimpiada de lingua_portuguesa
angelacolinas
 
Projeto Poesia
Projeto Poesia Projeto Poesia
Projeto Poesia
Alessandro da Silva
 
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO Ana Lopes 8ºA Nº4
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO  Ana Lopes 8ºA Nº4Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO  Ana Lopes 8ºA Nº4
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO Ana Lopes 8ºA Nº4
Clara Veiga
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Dina Baptista
 
10460 teoria literaria
10460 teoria literaria10460 teoria literaria
10460 teoria literaria
Leandro Vieira
 
Atividades casa
Atividades casaAtividades casa
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Pibid-Letras Córdula
 
Oficina de poesia
Oficina de poesiaOficina de poesia
Oficina de poesia
Marcelo Eduardo
 
Atividade final patricia ignacio
Atividade final patricia ignacioAtividade final patricia ignacio
Atividade final patricia ignacio
Patricia Ignacio
 
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
Alisson Silva
 
Ficha Português 6º ano
Ficha Português 6º anoFicha Português 6º ano
Ficha Português 6º ano
Luis Barreto
 
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leah
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leahEstilistica fônica presente nas composições de sandy leah
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leah
Fernando Gonçalves Vieira
 
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
eloine123
 
Prosa e verso
Prosa e versoProsa e verso
Prosa e verso
ma.no.el.ne.ves
 
E trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aulaE trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aula
Marcos Antonio Leopoldino
 

Mais procurados (19)

Poesia na sala de aula
Poesia na sala de aulaPoesia na sala de aula
Poesia na sala de aula
 
Visão panorâmica metas curriculares sentidos 12
Visão panorâmica metas curriculares   sentidos 12 Visão panorâmica metas curriculares   sentidos 12
Visão panorâmica metas curriculares sentidos 12
 
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTASLINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
LINGUAGENS - PROF. TATIANA DANTAS
 
Aula curso inclusao digital
Aula curso inclusao digitalAula curso inclusao digital
Aula curso inclusao digital
 
Olimpiada de lingua_portuguesa
Olimpiada de lingua_portuguesaOlimpiada de lingua_portuguesa
Olimpiada de lingua_portuguesa
 
Projeto Poesia
Projeto Poesia Projeto Poesia
Projeto Poesia
 
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO Ana Lopes 8ºA Nº4
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO  Ana Lopes 8ºA Nº4Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO  Ana Lopes 8ºA Nº4
Modos LiteráRios E Textos LiteráRios Ou NãO Ana Lopes 8ºA Nº4
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
 
10460 teoria literaria
10460 teoria literaria10460 teoria literaria
10460 teoria literaria
 
Atividades casa
Atividades casaAtividades casa
Atividades casa
 
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
Sequência Didática: Luz, CLIC e Ação: a reciprocidade cultural entre a Litera...
 
Oficina de poesia
Oficina de poesiaOficina de poesia
Oficina de poesia
 
Atividade final patricia ignacio
Atividade final patricia ignacioAtividade final patricia ignacio
Atividade final patricia ignacio
 
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
2ª lista de_exercicios_-_1º_ano_-_prof._kleber
 
Ficha Português 6º ano
Ficha Português 6º anoFicha Português 6º ano
Ficha Português 6º ano
 
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leah
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leahEstilistica fônica presente nas composições de sandy leah
Estilistica fônica presente nas composições de sandy leah
 
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
UMA PITADA DE LITERATURA: ANÁLISE DOS NARRADORES DE DOM CASMURRO E BOM LADRÃO.
 
Prosa e verso
Prosa e versoProsa e verso
Prosa e verso
 
E trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aulaE trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aula
 

Semelhante a Aeplv617 piratas teatro_guiao

Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
HELIO ALVES
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
HELIO ALVES
 
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausaApresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Mercia Cordeiro Avelino
 
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausaApresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Mercia Cordeiro Avelino
 
Planificacao anual-12c2ba-ano-portugues
Planificacao anual-12c2ba-ano-portuguesPlanificacao anual-12c2ba-ano-portugues
Planificacao anual-12c2ba-ano-portugues
Pedro Tiago
 
Pausa revisada (1)
Pausa revisada (1)Pausa revisada (1)
Pausa revisada (1)
Isabel Beraldo
 
Plano de aula historia em quadrinhos
Plano de aula historia em quadrinhosPlano de aula historia em quadrinhos
Plano de aula historia em quadrinhos
Wilson Charles
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Carol Rocha
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
Editora Moderna
 
Tipos de textos moderna
Tipos de textos   modernaTipos de textos   moderna
Tipos de textos moderna
micheleluzzatto
 
Fatimalucy gracielly ativ2_6
Fatimalucy gracielly ativ2_6Fatimalucy gracielly ativ2_6
Fatimalucy gracielly ativ2_6
gracycunham
 
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridadeTipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
ssusere05987
 
GÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAISGÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAIS
Aprender com prazer
 
Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1
nicholasfavaro
 
Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1
nicholasfavaro
 
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-pptAs h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
Diva Lea Batista da Silva
 
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
Joilton Lemos
 
O cinema em sala de aula
O cinema em sala de aulaO cinema em sala de aula
O cinema em sala de aula
Edenilson Morais
 
O cinema em_sala_de_aula_ii
O cinema em_sala_de_aula_iiO cinema em_sala_de_aula_ii
O cinema em_sala_de_aula_ii
Claudio Santos
 
Ação de formação do livro ao palco
Ação de formação do livro ao palcoAção de formação do livro ao palco
Ação de formação do livro ao palco
anaritamor
 

Semelhante a Aeplv617 piratas teatro_guiao (20)

Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
 
Aula 08 português.text.marked
Aula 08   português.text.markedAula 08   português.text.marked
Aula 08 português.text.marked
 
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausaApresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
 
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausaApresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
Apresentação em ppt situaçãoaprendizagem pausa
 
Planificacao anual-12c2ba-ano-portugues
Planificacao anual-12c2ba-ano-portuguesPlanificacao anual-12c2ba-ano-portugues
Planificacao anual-12c2ba-ano-portugues
 
Pausa revisada (1)
Pausa revisada (1)Pausa revisada (1)
Pausa revisada (1)
 
Plano de aula historia em quadrinhos
Plano de aula historia em quadrinhosPlano de aula historia em quadrinhos
Plano de aula historia em quadrinhos
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Tipos de textos moderna
Tipos de textos   modernaTipos de textos   moderna
Tipos de textos moderna
 
Fatimalucy gracielly ativ2_6
Fatimalucy gracielly ativ2_6Fatimalucy gracielly ativ2_6
Fatimalucy gracielly ativ2_6
 
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridadeTipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
Tipos de texto.ppt 5º e 6º ano de escolaridade
 
GÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAISGÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAIS
 
Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1
 
Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1Portugues 5ª série vol 1
Portugues 5ª série vol 1
 
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-pptAs h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
As h qs como pretexto, pré texto e texto-dlbsilva-salamanca-es-2012-ppt
 
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
“Paraísos e Infernos na Poética do Enredo Escrito de Joãosinho Trinta”.
 
O cinema em sala de aula
O cinema em sala de aulaO cinema em sala de aula
O cinema em sala de aula
 
O cinema em_sala_de_aula_ii
O cinema em_sala_de_aula_iiO cinema em_sala_de_aula_ii
O cinema em_sala_de_aula_ii
 
Ação de formação do livro ao palco
Ação de formação do livro ao palcoAção de formação do livro ao palco
Ação de formação do livro ao palco
 

Mais de sonia afonso

lab7_teste_gramatica_8.docx
lab7_teste_gramatica_8.docxlab7_teste_gramatica_8.docx
lab7_teste_gramatica_8.docx
sonia afonso
 
lab7_teste_gramatica_5.docx
lab7_teste_gramatica_5.docxlab7_teste_gramatica_5.docx
lab7_teste_gramatica_5.docx
sonia afonso
 
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docxRestauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
sonia afonso
 
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docxO Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
sonia afonso
 
PenguinPinENG.en.pt (1).pdf
PenguinPinENG.en.pt (1).pdfPenguinPinENG.en.pt (1).pdf
PenguinPinENG.en.pt (1).pdf
sonia afonso
 
Finn_the_fish.pdf
Finn_the_fish.pdfFinn_the_fish.pdf
Finn_the_fish.pdf
sonia afonso
 
15 - DIVERSOS.pdf
15 - DIVERSOS.pdf15 - DIVERSOS.pdf
15 - DIVERSOS.pdf
sonia afonso
 
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docxCondições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
sonia afonso
 
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdfALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
sonia afonso
 
classes_palavras
classes_palavrasclasses_palavras
classes_palavras
sonia afonso
 
caderno-atividades-matematica-7oano.pdf
caderno-atividades-matematica-7oano.pdfcaderno-atividades-matematica-7oano.pdf
caderno-atividades-matematica-7oano.pdf
sonia afonso
 
Grandes ideias-resumo-6-ing
Grandes ideias-resumo-6-ingGrandes ideias-resumo-6-ing
Grandes ideias-resumo-6-ing
sonia afonso
 
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacaoEscolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
sonia afonso
 

Mais de sonia afonso (13)

lab7_teste_gramatica_8.docx
lab7_teste_gramatica_8.docxlab7_teste_gramatica_8.docx
lab7_teste_gramatica_8.docx
 
lab7_teste_gramatica_5.docx
lab7_teste_gramatica_5.docxlab7_teste_gramatica_5.docx
lab7_teste_gramatica_5.docx
 
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docxRestauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
Restauração da Independência quem foi aclamado rei.docx
 
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docxO Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
O Império Português no século XVI e Lisboa Quinhentista.docx
 
PenguinPinENG.en.pt (1).pdf
PenguinPinENG.en.pt (1).pdfPenguinPinENG.en.pt (1).pdf
PenguinPinENG.en.pt (1).pdf
 
Finn_the_fish.pdf
Finn_the_fish.pdfFinn_the_fish.pdf
Finn_the_fish.pdf
 
15 - DIVERSOS.pdf
15 - DIVERSOS.pdf15 - DIVERSOS.pdf
15 - DIVERSOS.pdf
 
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docxCondições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
 
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdfALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
ALFA-4º ANO-FICHAS DE CONSOLIDAÇÃO-2.pdf
 
classes_palavras
classes_palavrasclasses_palavras
classes_palavras
 
caderno-atividades-matematica-7oano.pdf
caderno-atividades-matematica-7oano.pdfcaderno-atividades-matematica-7oano.pdf
caderno-atividades-matematica-7oano.pdf
 
Grandes ideias-resumo-6-ing
Grandes ideias-resumo-6-ingGrandes ideias-resumo-6-ing
Grandes ideias-resumo-6-ing
 
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacaoEscolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
Escolas publicas condicoes_de_saneamento_e_conservacao
 

Último

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 

Último (20)

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 

Aeplv617 piratas teatro_guiao

  • 1. DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 6 OUTROS MATERIAIS DE APOIO © Areal Editores 1 Gu Guião de exploração do PowerPoint de leitura integral da obra Os Piratas - Teatro Edição consultada: Manuel António Pina, Os Piratas – Teatro, Porto Editora, Porto, 2015. ISBN: 978-972-0-72677-3. Este recurso apresenta questões sobre a obra Os Piratas – Teatro, de Manuel António Pina, que permitem verificar a leitura autónoma, consolidar a aprendizagem e sintetizar conhecimentos. A apresentação PPT está estruturada em três momentos: pré-leitura (slides 1 a 5), leitura (slides 6 a 8) e pós-leitura (slides 9 e 10). Descritores de desempenho 18.1 Ler textos da literatura para crianças e jovens, da tradição popular, e adaptações de clássicos. 18.4 Reconhecer, na organização estrutural do texto dramático, ato, cena e fala. 18.5 Expor o sentido global de um texto dramático. 18.6 Fazer inferências. 18.8 Manifestar‐se em relação a aspetos da linguagem que conferem a um texto qualidade literária (por exemplo, vocabulário, conotações, estrutura). 18.10 Comparar versões de um texto e referir diferenças. 18.11 Responder, de forma completa, a questões sobre os textos. 19.1 Identificar os contextos a que o texto se reporta, designadamente os diferentes contextos históricos e a representação de mundos imaginários. 20.6 Expressar, oralmente ou por escrito, ideias, sentimentos e pontos de vista provocados pela leitura do texto literário. Propostas de exploração Slide 1 – Identificação da obra e do autor. Slide 2 – Organização do trabalho a realizar e fornecimento de informação aos alunos. Descrição física das personagens representadas na capa do livro; antecipação de conteúdos; relação do título com a ilustração da capa. Slide 3 – Identificação do autor e descoberta dos pontos mais importantes da sua vida, a partir da leitura da sua biografia. Slide 4 – Análise dos elementos paratextuais incluídos na capa do livro. Descoberta da origem e do significado da bandeira pirata. Slide 5 – Identificação dos dois níveis e que se divide o cenário e completamento de um esquema. Ilustração do cenário, a partir das informações registadas no esquema. Slide 6 – Identificação das cenas do passado e das cenas do presente; associação de cada uma ao local e tempo em que decorre. Slide 7 – Identificação das personagens e sua classificação quanto ao relevo.
  • 2. DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 6 OUTROS MATERIAIS DE APOIO © Areal Editores 2 Slide 8 – Resposta a questões sobre a intriga. Sugestão: contar os acontecimentos, distinguindo claramente o presente e o passado; relacionar os gestos e atitudes das personagens, no presente, com os acontecimentos por elas vividos no passado. Slide 9 – Apresentação de vocabulário relacionado com o texto dramático e com o teatro; diferenças entre texto dramático e teatro. Slide 10 – Dramatização do texto. Nota: esta sugestão requer preparação e orientação durante as aulas, mas os ensaios poderão decorrer fora da sala de aula. A representação da peça de teatro poderá decorrer em final de período, integrando ou não um evento da escola.