SlideShare uma empresa Scribd logo
VOLUME 1, EDIÇÃO 3

BARRA DO GARÇAS - MT, FEVEREIRO DE 2014

OFICINAS PEDAGÓGICAS DA ÁREA DE LINGUAGENS,
CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS 2013

QUIZ

GINCANA CULTURAL

PUFFS COM PET

Nas oficinas pedagógicas os estudantes têm
oportunidade de aprender conteúdos de forma diferente,
dinamizados e desenvolver suas habilidades e
competências.
No ano de 2013 muitas destas oficinas se
destacaram na área de Linguagens:
Quiz e dinâmica cultural – dinâmicas em grupos
sobre conhecimentos das disciplinas desta área.
Artesanato- Confecção de puffs e cestas com
garrafa pet e jornal, bolsas feitas com saco de lixo (recorte
e colagem de revistas), arte de pintar em azulejos e vitrais.
Soletrando- Abordou os conteúdos de ortografia,
morfologia e acentuação gráfica das palavras.
Coral- Por meio da música incentivamos os
estudantes na tentativa de amenizar o índice de
desistência. Estes têm manifestado suas emoções
alcançando outros alunos nas apresentações realizadas
com o coral Estação CEJA em diversos locais da cidade.
Paródias- Despertou um espírito de criatividade
nos estudantes na produção de paródias com temas
transversais e culturais variados.
Outras oficinas realizadas em datas especiais:
homenagem ao dia da mulher, dia das mães, dia dos pais e
estudantes, com participação deles nas apresentações e
também do coral Estação CEJA.
A festa junina e o teatro foram marcados com
grandes apresentações e preparação para esses eventos.
A oficina de produção de vários gêneros textuais
teve como objetivo incentivar o estudante a compreender e
produzir textos descritivo, narrativo, dissertativo e literatura
de cordel.
Na oficina para elaboração dos enfeites
decorativos natalinos, os estudantes fizeram guirlandas
com garrafas pet, cartões, anjos e uma linda árvore de
natal feita com aproximadamente 400 garrafas pet.

CORAL

APRESENTAÇÃO DO CORAL NA UNIVAR

SOLETRANDO

SOLETRANDO

FABRICAÇÃO DE PUFFS

Área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Coordenadora: Julia F. de Queiroz Góes
Docentes: Joselene - José Carlos – Lorena – Marcela - Elizabeth

INTERPRETANDO A PARÓDIA

PINTURA EM AZULEJO
JORNAL FALADO

LITERATURA DE CORDEL

FESTA JUNINA

PINTURA EM VITRAL
DECORAÇÃO NATALINA

AULA NA ACADEMIA
Página 2

TEXTOS PRODUZIDOS PELOS ESTUDANTES PARA “A VOZ DO CEJA”
TEXTO NARRATIVO
UM ACAMPAMENTO DESASTROSO
Um casal de jovens namorados
recém-formados saíram para acampar numa
tarde de domingo nas proximidades do
Cristo, na Serra Azul.
Eles já eram acostumados a
acampar e caminhar por essas trilhas,
bastante conhecidas por todos na região,
por sua beleza exuberante.
Mas num momento de bobeira, por
confiarem demais e já conhecerem bem o
caminho se encantaram com uma cachoeira,
que avistaram bem distante dali. Então
resolveram seguir em frente, saindo das
trilhas de onde eram acostumados a
caminhar.
Depois de uma hora, já cansados
de andar e não chegar a lugar algum,
começaram a se desesperar, pois viram que
estavam perdidos. Passaram a tarde e a
noite na mata fechada.
Os familiares preocupados porque
não chegavam, saíram juntamente com os
bombeiros em busca de seus filhos, e
graças ao fogo que os jovens fizeram para
chamar a atenção foram encontrados,
apesar de exaustos e desidratados.
Assim, felizes voltaram para casa e
tomaram uma enorme lição, ou seja
aprenderam que não se deve confiar e
andar por locais desconhecidos e distantes.

TEXTO DISSERTATIVO

TEXTO DESCRITIVO:
A BICICLETA
A bicicleta é um meio de transporte muito usado, por ser um objeto
simples. É formada por um quadro, um
guidom, um banco e duas rodas com
pneus. A tração da bicicleta é feita com
o auxílio de uma coroa, uma corrente e
uma catraca. A tração funciona da seguinte maneira: a pessoa pedala e a
força das pernas é transferida para a
coroa. A coroa transforma essa força
em um movimento circular que chega
até a roda traseira pela corrente, fazendo com que a bicicleta ande.
Até alguns anos atrás a bicicleta era muito usada. Com a chegada da
motocicleta a bicicleta foi sendo um
pouco tirada do mercado. Mesmo assim, ela ainda é um meio de transporte
muito utilizado porque se destaca entre
os grandes engarrafamentos nas metrópoles. Além de tudo, pedalar faz muito
bem à saúde.

PRESERVAÇÃO DO MEIO
AMBIENTE
É necessário ter todo um
planejamento quando se trata sobre
o meio ambiente. Atualmente, tudo
o que fazemos prejudica o meio
ambiente, desde indústrias, queimadas, lixo e outras causas que fazem
com que ocorra degradação e poluição.
Precisa-se ter mais cuidado quando for manusear o nosso
lixo, quando for jogar algo na rua,
pode causar enchente, queimadas e
outros. Temos que evitar poluir o
nosso meio ambiente, pois é nele
que vivemos, e devemos aprender
a respeitar de todas formas possíveis.
Podemos evitar a extinção
de animais, evitar queimadas desnecessárias e a degradação do nosso solo e a poluição do ar. Por isso
é preciso preservar a natureza, pois
se a prejudicarmos, estaremos prejudicando a nós mesmos e futuras
gerações.
1º Lugar – Lucas Breno Florêncio
Zampieri – 2º D

1º LUGAR -Douglas P. Morais - 2º D

1º Lugar -Marcelo Leite Mendonça – 2º A

RACIOCÍNIO LÓGICO
Você tem dois baldes: um com capacidade para
comportar 5 litros, e outro que comporta 3 litros.
Você não possui outros recipientes; os baldes
não possuem marcações de volume. Você precisa medir exatamente sete litros de água com esses baldes. Como fazer isto?

CAÇA PALAVRAS ESPANHOL

Num cesto há entre 50 e 60 ovos. Se eu conto de 3
em 3, sobram 2, mas se eu conto de 5 em 5, sobram 4. Quantos ovos há no
cesto?

1 – TRIANGULO; 2 – CUADRADO; 3 - RECTÂNGULO;
4 - HEXÁGONO; 5 - CÍRCULO; 6 - ROMBO

Um cachorro está amarrado com uma corda de 3
metros de comprimento, embaixo de uma árvore,
a 10 metros da margem de um rio. Pergunta-se:
se o mesmo tiver sede, conseguirá beber água do
rio?

Esse negócio de frações é complicado; tem gente
que come três oitavos de uma pizza, alguns comem metade e outros, uma inteira. Então, a metade da metade é um quarto de um inteiro.
Responda:
Quanto é a metade de dois mais
dois?
E a metade de dois, mais dois?
Página 3

ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS

TRABALHO COM TELHAS

NOSSOS ARTISTAS

VALSA COM PROFESSOR E ALUNA

As disciplinas que compõem as Ciências
Humanas (História, Geografia, Filosofia e
Sociologia) têm por objetivo tornar o educando
capaz de compreender e reconhecer os
elementos culturais, as transformações dos
espaços geográficos e produção e o papel
histórico das instituições sociais. Proporcionar a
compreensão das transformações técnicas e
tecnológicas e seus impactos, a valorização
dos fundamentos da cidadania e da democracia
bem como as interações com a sociedade e a
natureza.
Sendo assim, buscamos em nosso trabalho
a inspiração nos quatro pilares da educação:
aprender a conhecer, aprender a fazer,
aprender a conviver e aprender a ser.
Entendemos que tanto as aulas como as
oficinas pedagógicas são espaços e tempos de
aprendizagem coletiva, em que os educandos
terão oportunidade de produzir conhecimentos a
partir das interações grupais, em espaços livres,
dinâmicos e abertos. Temos o CEJA como um
local para dizer e ouvir coisas, experiências,
vivências as quais serão compartilhadas por
todos os educandos, que efetivamente, tornarse-ão atores e atrizes sociais das suas histórias
e dos seus conhecimentos.
Aproveitamos para parabenizar os nossos
educandos pela participação em todas as
atividades propostas e agradecemos a
compreensão e confiança em nosso trabalho.

PALESTRA HISTÓRIA DA ARTE

PALESTRA CULTURA INDÍGENA

Equipe de Ciências Humanas
ARTE E CULTURA DA CAPOEIRA

ORGULHO DE NOSSAS RAÍZES

CULINÁRIA INDÍGENA

REGISTRO DE ATIVIDADES NO

PALESTRA SOBRE ARTE MATOGROSSENSE

PORTIFOLIO

COM GENITO SANTOS

TRABALHOS DOS ALUNOS

HOMENAGEM PÓSTUMA
A equipe do CEJA – Centro de Educação de jovens e adultos Professora Marisa Mariano da Silva gostaria de prestar
uma homenagem póstuma a nossas queridas alunas da área
de Linguagens “Iolanda Xavier Oliveira e Suelene Garcia Alves. Muito obrigada a todos que tal como nós, as mantêm
sempre no coração. "Viver nos corações que deixamos atrás
de nós, isso não é morrer." Que Deus em sua infinita bondade
as recompense de todos os sorrisos e boa disposição que
sempre transmitiram...

“É tão estranho/Os bons morrem jovens/ assim parece ser/Quando me lembro de você/ que acabou indo
embora/Cedo demais”
Trecho da música “LOVE IN THE AFTERNOON”, de Legião Urbana.
Página 4

CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
Dentro da proposta do CEJA – Professora Marisa Mariano da
Silva, que é trabalhar de forma interdisciplinar, os educandos
são incentivados e desafiados a explorarem sua criatividade e
seus conhecimentos, partindo da valorização das experiências
vivenciadas por cada um ao longo de suas vidas. Nesse contexto o professor tem papel importantíssimo, de mediador, fazendo a ponte dessas inúmeras informações que cada educando traz consigo e os atuais conhecimentos.
No ano de 2013, a Área de Ciências da Natureza, Matemática
e suas Tecnologias, desenvolveu vários projetos, focando no
tema sustentabilidade, onde os alunos elaboraram e executaram projetos que foram apresentados ao final de cada trimestre.
Na seqüencia estão destacadas as fotos de alguns projetos e
seus idealizadores:
FABRICAÇÃO DE BOLSA FEMININA A PARTIR DE CAIXINHA DE LEITE
OBJETIVOS:
Obter uma visão mais ampla do desenvolvimento sustentável, a partir da produção de utensílios com base em
materiais que seriam descartados;
Fabricar bolsa de mão a partir de caixas de leite que seriam descartadas;
Despertar nos alunos o interesse pela comercialização de
objetos construídos com sucata;
Desenvolver a criatividade e habilidades para trabalhos
manuais;
Despertar a consciência ecológica direcionada para o desenvolvimento sustentável, aumentando a vida útil dos
aterros sanitários.
MOLDURA EM GESSO
OBJETIVOS
Reaproveitar restos de materiais que seriam possíveis
lixos;
Demonstrar o aprendizado obtido nas oficinas pedagógicas sobre o tema sustentabilidade;
Sensibilizar sobre a preservação dos animais da nossa
fauna.

MATRÍCULAS NO CEJA:
Outra escola

CEJA Marisa Mariano

Ensino Fundamental

Ensino Fundamental – II Segmento

6º a 9º ano

(1º e 2º anos)

(5ª a 8ª)

Duração: 2 anos

Duração: 4 anos
Ensino Médio

Ensino Médio

1º a 3º ano

(1º e 2º anos)

Duração: 3 anos

Duração: 2 anos

Matrículas na secretaria do CEJA Marisa
Mariano, de segunda a sexta, das 7h às
22h45.
Fone: 3401-7839/3401-2262

Em caso de ter disponibilidade de frequentar o
CEJA em dois períodos, o estudante pode
concluir uma etapa (Ensino Fundamental – II
Segmento ou Ensino Médio) em apenas 1 ano.
Idade mínima para se matricular:
- Ensino Fundamental – 15 anos completos.
- Ensino Médio – 18 anos completos.
Documentos para matrícula:
- Cópia do RG;
- Cópia do CPF;
- Cópia do Título Eleitoral;
- Histórico Escolar.
Horário de funcionamento:
- Matutino, Vespertino e Noturno

Obs.: Teremos
salas anexas no
CMEF Helena
Esteves, no
período Noturno.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Jornal Notícia da Escola
Jornal Notícia da EscolaJornal Notícia da Escola
Jornal Notícia da Escola
 
Jornal 1ªedição 2015
Jornal 1ªedição 2015Jornal 1ªedição 2015
Jornal 1ªedição 2015
 
Info Mas Ulha Já! 2014/1
Info Mas Ulha Já! 2014/1Info Mas Ulha Já! 2014/1
Info Mas Ulha Já! 2014/1
 
Info Mas Ulha Já! 2015/2
Info Mas Ulha Já! 2015/2Info Mas Ulha Já! 2015/2
Info Mas Ulha Já! 2015/2
 
Jornal escolar 19.º edição
Jornal escolar 19.º ediçãoJornal escolar 19.º edição
Jornal escolar 19.º edição
 
Info Mas Ulha Já! 2013/2
Info Mas Ulha Já! 2013/2Info Mas Ulha Já! 2013/2
Info Mas Ulha Já! 2013/2
 
Jornal junho 2015
Jornal junho 2015Jornal junho 2015
Jornal junho 2015
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
 
Jornal escolar palavras d'encantar 15.º ed.
Jornal escolar   palavras d'encantar 15.º ed.Jornal escolar   palavras d'encantar 15.º ed.
Jornal escolar palavras d'encantar 15.º ed.
 
1ª Edição
1ª Edição1ª Edição
1ª Edição
 
Jornal escolar 22.ª ed.
Jornal escolar 22.ª ed.Jornal escolar 22.ª ed.
Jornal escolar 22.ª ed.
 
Jornal 1ªedição 2017
Jornal 1ªedição 2017Jornal 1ªedição 2017
Jornal 1ªedição 2017
 
DeClara 27 novembro 2019 o jornal
DeClara 27 novembro 2019 o jornalDeClara 27 novembro 2019 o jornal
DeClara 27 novembro 2019 o jornal
 
Aline folder 2 power point
Aline folder 2 power pointAline folder 2 power point
Aline folder 2 power point
 
Jornal dr
Jornal drJornal dr
Jornal dr
 
Jornal lucelia
Jornal luceliaJornal lucelia
Jornal lucelia
 
Cebnews Revisado
Cebnews RevisadoCebnews Revisado
Cebnews Revisado
 
Cebnews Revisado
Cebnews RevisadoCebnews Revisado
Cebnews Revisado
 
Jornal escolar ed. 16
Jornal escolar ed. 16Jornal escolar ed. 16
Jornal escolar ed. 16
 
Jornal mural da eja
Jornal mural da ejaJornal mural da eja
Jornal mural da eja
 

Destaque

20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulistaCteep
 
razones de la ingenieria industrial
razones de la ingenieria industrialrazones de la ingenieria industrial
razones de la ingenieria industrialjucux51
 
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveis
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveisPonte terra apresentaçao eia e usos sustentáveis
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveisCamila Bittar
 
PN Altos de Campana-Panamá
PN Altos de Campana-PanamáPN Altos de Campana-Panamá
PN Altos de Campana-PanamáMichael Castillo
 
Manual de instalacion mysql
Manual de instalacion mysqlManual de instalacion mysql
Manual de instalacion mysqlKarina Quilca
 
Apresentação do ced taquara
Apresentação do ced taquaraApresentação do ced taquara
Apresentação do ced taquaraecparana
 
Apresentacao PDCA
Apresentacao PDCAApresentacao PDCA
Apresentacao PDCAborgim
 
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988Revista CPU MSX - No. 03 - 1988
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988Ivo Maioli
 
Apresentação hsht
Apresentação hshtApresentação hsht
Apresentação hshtConsulges
 
Personal tour guide showtes andreia
Personal tour guide showtes   andreiaPersonal tour guide showtes   andreia
Personal tour guide showtes andreiaAndreiashowtes
 
Baliabide gida
Baliabide gidaBaliabide gida
Baliabide gidanaizaskun
 

Destaque (20)

20 trans paulista
20 trans paulista20 trans paulista
20 trans paulista
 
Equipes em Redes
Equipes em RedesEquipes em Redes
Equipes em Redes
 
A MAIS BELA
A MAIS BELAA MAIS BELA
A MAIS BELA
 
Edifício Saint Teresa
Edifício Saint TeresaEdifício Saint Teresa
Edifício Saint Teresa
 
Fotos 25.08
Fotos 25.08Fotos 25.08
Fotos 25.08
 
Gnu
GnuGnu
Gnu
 
razones de la ingenieria industrial
razones de la ingenieria industrialrazones de la ingenieria industrial
razones de la ingenieria industrial
 
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveis
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveisPonte terra apresentaçao eia e usos sustentáveis
Ponte terra apresentaçao eia e usos sustentáveis
 
Photo shop
Photo shopPhoto shop
Photo shop
 
PN Altos de Campana-Panamá
PN Altos de Campana-PanamáPN Altos de Campana-Panamá
PN Altos de Campana-Panamá
 
Manual de instalacion mysql
Manual de instalacion mysqlManual de instalacion mysql
Manual de instalacion mysql
 
Datasheet
DatasheetDatasheet
Datasheet
 
Apresentação do ced taquara
Apresentação do ced taquaraApresentação do ced taquara
Apresentação do ced taquara
 
Instalacion andrea
Instalacion andreaInstalacion andrea
Instalacion andrea
 
Apresentacao PDCA
Apresentacao PDCAApresentacao PDCA
Apresentacao PDCA
 
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988Revista CPU MSX - No. 03 - 1988
Revista CPU MSX - No. 03 - 1988
 
Apresentação hsht
Apresentação hshtApresentação hsht
Apresentação hsht
 
A Regra é Clara
A Regra é ClaraA Regra é Clara
A Regra é Clara
 
Personal tour guide showtes andreia
Personal tour guide showtes   andreiaPersonal tour guide showtes   andreia
Personal tour guide showtes andreia
 
Baliabide gida
Baliabide gidaBaliabide gida
Baliabide gida
 

Semelhante a A voz do ceja, Fevereiro 2014

Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014semecti
 
Jornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJSJornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJSJornalCERJS
 
O trovador 1ª ediçao 2014 - agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014
O trovador 1ª ediçao 2014 -    agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014O trovador 1ª ediçao 2014 -    agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014
O trovador 1ª ediçao 2014 - agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014AMG Sobrenome
 
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...Lusoinfo II Multimédia
 
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .Vis-UAB
 
O trovador 122013 pdf
O trovador 122013 pdfO trovador 122013 pdf
O trovador 122013 pdfAMG Sobrenome
 
Projeto "Folclore"
Projeto "Folclore"Projeto "Folclore"
Projeto "Folclore"guest406c5bc
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporalCris Akemi
 
Informação Completa 99 - agosto 2014
Informação Completa 99 - agosto 2014Informação Completa 99 - agosto 2014
Informação Completa 99 - agosto 2014Pery Salgado
 
EE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio NascimentoEE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio NascimentoAlexandre Borgonovi
 
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...Vis-UAB
 

Semelhante a A voz do ceja, Fevereiro 2014 (20)

Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014Jornal do juraci marchioni   10 - 11 - 2014
Jornal do juraci marchioni 10 - 11 - 2014
 
Jornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJSJornal Escolar CERJS
Jornal Escolar CERJS
 
O trovador 1ª ediçao 2014 - agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014
O trovador 1ª ediçao 2014 -    agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014O trovador 1ª ediçao 2014 -    agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014
O trovador 1ª ediçao 2014 - agrupamento D.Dinis - ODIVELAS 2014
 
2ºedição 2017
2ºedição 20172ºedição 2017
2ºedição 2017
 
Boletim Informativo
Boletim InformativoBoletim Informativo
Boletim Informativo
 
Cultura Infantil
Cultura InfantilCultura Infantil
Cultura Infantil
 
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...
Participa+: Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha do Concelho da...
 
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .
Reutilizando Resíduos e Reeducando Hábitos .
 
O trovador 122013 pdf
O trovador 122013 pdfO trovador 122013 pdf
O trovador 122013 pdf
 
Projeto Folclore
Projeto FolcloreProjeto Folclore
Projeto Folclore
 
Projeto "Folclore"
Projeto "Folclore"Projeto "Folclore"
Projeto "Folclore"
 
Relatório final
Relatório finalRelatório final
Relatório final
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporal
 
Informação Completa 99 - agosto 2014
Informação Completa 99 - agosto 2014Informação Completa 99 - agosto 2014
Informação Completa 99 - agosto 2014
 
Portfólio AAA 2016
Portfólio AAA 2016Portfólio AAA 2016
Portfólio AAA 2016
 
EE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio NascimentoEE Capitão Horácio Antonio Nascimento
EE Capitão Horácio Antonio Nascimento
 
De clara17
De clara17De clara17
De clara17
 
Jornal 3ª edição 2016
Jornal 3ª edição 2016Jornal 3ª edição 2016
Jornal 3ª edição 2016
 
Jornal tr eixo2
Jornal tr eixo2Jornal tr eixo2
Jornal tr eixo2
 
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...
A VALORIZAÇÃO DA CULTURAL REGIONAL NO ENSINO DA ARTE NA ESCOLA TANCREDO NEVES...
 

Último

hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade geneticMrMartnoficial
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfPastor Robson Colaço
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkLisaneWerlang
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetosLeonardoHenrique931183
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessRodrigoGonzlez461291
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-carloseduardogonalve36
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 

Último (20)

hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade genetic
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 

A voz do ceja, Fevereiro 2014

  • 1. VOLUME 1, EDIÇÃO 3 BARRA DO GARÇAS - MT, FEVEREIRO DE 2014 OFICINAS PEDAGÓGICAS DA ÁREA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS 2013 QUIZ GINCANA CULTURAL PUFFS COM PET Nas oficinas pedagógicas os estudantes têm oportunidade de aprender conteúdos de forma diferente, dinamizados e desenvolver suas habilidades e competências. No ano de 2013 muitas destas oficinas se destacaram na área de Linguagens: Quiz e dinâmica cultural – dinâmicas em grupos sobre conhecimentos das disciplinas desta área. Artesanato- Confecção de puffs e cestas com garrafa pet e jornal, bolsas feitas com saco de lixo (recorte e colagem de revistas), arte de pintar em azulejos e vitrais. Soletrando- Abordou os conteúdos de ortografia, morfologia e acentuação gráfica das palavras. Coral- Por meio da música incentivamos os estudantes na tentativa de amenizar o índice de desistência. Estes têm manifestado suas emoções alcançando outros alunos nas apresentações realizadas com o coral Estação CEJA em diversos locais da cidade. Paródias- Despertou um espírito de criatividade nos estudantes na produção de paródias com temas transversais e culturais variados. Outras oficinas realizadas em datas especiais: homenagem ao dia da mulher, dia das mães, dia dos pais e estudantes, com participação deles nas apresentações e também do coral Estação CEJA. A festa junina e o teatro foram marcados com grandes apresentações e preparação para esses eventos. A oficina de produção de vários gêneros textuais teve como objetivo incentivar o estudante a compreender e produzir textos descritivo, narrativo, dissertativo e literatura de cordel. Na oficina para elaboração dos enfeites decorativos natalinos, os estudantes fizeram guirlandas com garrafas pet, cartões, anjos e uma linda árvore de natal feita com aproximadamente 400 garrafas pet. CORAL APRESENTAÇÃO DO CORAL NA UNIVAR SOLETRANDO SOLETRANDO FABRICAÇÃO DE PUFFS Área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Coordenadora: Julia F. de Queiroz Góes Docentes: Joselene - José Carlos – Lorena – Marcela - Elizabeth INTERPRETANDO A PARÓDIA PINTURA EM AZULEJO JORNAL FALADO LITERATURA DE CORDEL FESTA JUNINA PINTURA EM VITRAL DECORAÇÃO NATALINA AULA NA ACADEMIA
  • 2. Página 2 TEXTOS PRODUZIDOS PELOS ESTUDANTES PARA “A VOZ DO CEJA” TEXTO NARRATIVO UM ACAMPAMENTO DESASTROSO Um casal de jovens namorados recém-formados saíram para acampar numa tarde de domingo nas proximidades do Cristo, na Serra Azul. Eles já eram acostumados a acampar e caminhar por essas trilhas, bastante conhecidas por todos na região, por sua beleza exuberante. Mas num momento de bobeira, por confiarem demais e já conhecerem bem o caminho se encantaram com uma cachoeira, que avistaram bem distante dali. Então resolveram seguir em frente, saindo das trilhas de onde eram acostumados a caminhar. Depois de uma hora, já cansados de andar e não chegar a lugar algum, começaram a se desesperar, pois viram que estavam perdidos. Passaram a tarde e a noite na mata fechada. Os familiares preocupados porque não chegavam, saíram juntamente com os bombeiros em busca de seus filhos, e graças ao fogo que os jovens fizeram para chamar a atenção foram encontrados, apesar de exaustos e desidratados. Assim, felizes voltaram para casa e tomaram uma enorme lição, ou seja aprenderam que não se deve confiar e andar por locais desconhecidos e distantes. TEXTO DISSERTATIVO TEXTO DESCRITIVO: A BICICLETA A bicicleta é um meio de transporte muito usado, por ser um objeto simples. É formada por um quadro, um guidom, um banco e duas rodas com pneus. A tração da bicicleta é feita com o auxílio de uma coroa, uma corrente e uma catraca. A tração funciona da seguinte maneira: a pessoa pedala e a força das pernas é transferida para a coroa. A coroa transforma essa força em um movimento circular que chega até a roda traseira pela corrente, fazendo com que a bicicleta ande. Até alguns anos atrás a bicicleta era muito usada. Com a chegada da motocicleta a bicicleta foi sendo um pouco tirada do mercado. Mesmo assim, ela ainda é um meio de transporte muito utilizado porque se destaca entre os grandes engarrafamentos nas metrópoles. Além de tudo, pedalar faz muito bem à saúde. PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE É necessário ter todo um planejamento quando se trata sobre o meio ambiente. Atualmente, tudo o que fazemos prejudica o meio ambiente, desde indústrias, queimadas, lixo e outras causas que fazem com que ocorra degradação e poluição. Precisa-se ter mais cuidado quando for manusear o nosso lixo, quando for jogar algo na rua, pode causar enchente, queimadas e outros. Temos que evitar poluir o nosso meio ambiente, pois é nele que vivemos, e devemos aprender a respeitar de todas formas possíveis. Podemos evitar a extinção de animais, evitar queimadas desnecessárias e a degradação do nosso solo e a poluição do ar. Por isso é preciso preservar a natureza, pois se a prejudicarmos, estaremos prejudicando a nós mesmos e futuras gerações. 1º Lugar – Lucas Breno Florêncio Zampieri – 2º D 1º LUGAR -Douglas P. Morais - 2º D 1º Lugar -Marcelo Leite Mendonça – 2º A RACIOCÍNIO LÓGICO Você tem dois baldes: um com capacidade para comportar 5 litros, e outro que comporta 3 litros. Você não possui outros recipientes; os baldes não possuem marcações de volume. Você precisa medir exatamente sete litros de água com esses baldes. Como fazer isto? CAÇA PALAVRAS ESPANHOL Num cesto há entre 50 e 60 ovos. Se eu conto de 3 em 3, sobram 2, mas se eu conto de 5 em 5, sobram 4. Quantos ovos há no cesto? 1 – TRIANGULO; 2 – CUADRADO; 3 - RECTÂNGULO; 4 - HEXÁGONO; 5 - CÍRCULO; 6 - ROMBO Um cachorro está amarrado com uma corda de 3 metros de comprimento, embaixo de uma árvore, a 10 metros da margem de um rio. Pergunta-se: se o mesmo tiver sede, conseguirá beber água do rio? Esse negócio de frações é complicado; tem gente que come três oitavos de uma pizza, alguns comem metade e outros, uma inteira. Então, a metade da metade é um quarto de um inteiro. Responda: Quanto é a metade de dois mais dois? E a metade de dois, mais dois?
  • 3. Página 3 ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS TRABALHO COM TELHAS NOSSOS ARTISTAS VALSA COM PROFESSOR E ALUNA As disciplinas que compõem as Ciências Humanas (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) têm por objetivo tornar o educando capaz de compreender e reconhecer os elementos culturais, as transformações dos espaços geográficos e produção e o papel histórico das instituições sociais. Proporcionar a compreensão das transformações técnicas e tecnológicas e seus impactos, a valorização dos fundamentos da cidadania e da democracia bem como as interações com a sociedade e a natureza. Sendo assim, buscamos em nosso trabalho a inspiração nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Entendemos que tanto as aulas como as oficinas pedagógicas são espaços e tempos de aprendizagem coletiva, em que os educandos terão oportunidade de produzir conhecimentos a partir das interações grupais, em espaços livres, dinâmicos e abertos. Temos o CEJA como um local para dizer e ouvir coisas, experiências, vivências as quais serão compartilhadas por todos os educandos, que efetivamente, tornarse-ão atores e atrizes sociais das suas histórias e dos seus conhecimentos. Aproveitamos para parabenizar os nossos educandos pela participação em todas as atividades propostas e agradecemos a compreensão e confiança em nosso trabalho. PALESTRA HISTÓRIA DA ARTE PALESTRA CULTURA INDÍGENA Equipe de Ciências Humanas ARTE E CULTURA DA CAPOEIRA ORGULHO DE NOSSAS RAÍZES CULINÁRIA INDÍGENA REGISTRO DE ATIVIDADES NO PALESTRA SOBRE ARTE MATOGROSSENSE PORTIFOLIO COM GENITO SANTOS TRABALHOS DOS ALUNOS HOMENAGEM PÓSTUMA A equipe do CEJA – Centro de Educação de jovens e adultos Professora Marisa Mariano da Silva gostaria de prestar uma homenagem póstuma a nossas queridas alunas da área de Linguagens “Iolanda Xavier Oliveira e Suelene Garcia Alves. Muito obrigada a todos que tal como nós, as mantêm sempre no coração. "Viver nos corações que deixamos atrás de nós, isso não é morrer." Que Deus em sua infinita bondade as recompense de todos os sorrisos e boa disposição que sempre transmitiram... “É tão estranho/Os bons morrem jovens/ assim parece ser/Quando me lembro de você/ que acabou indo embora/Cedo demais” Trecho da música “LOVE IN THE AFTERNOON”, de Legião Urbana.
  • 4. Página 4 CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Dentro da proposta do CEJA – Professora Marisa Mariano da Silva, que é trabalhar de forma interdisciplinar, os educandos são incentivados e desafiados a explorarem sua criatividade e seus conhecimentos, partindo da valorização das experiências vivenciadas por cada um ao longo de suas vidas. Nesse contexto o professor tem papel importantíssimo, de mediador, fazendo a ponte dessas inúmeras informações que cada educando traz consigo e os atuais conhecimentos. No ano de 2013, a Área de Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias, desenvolveu vários projetos, focando no tema sustentabilidade, onde os alunos elaboraram e executaram projetos que foram apresentados ao final de cada trimestre. Na seqüencia estão destacadas as fotos de alguns projetos e seus idealizadores: FABRICAÇÃO DE BOLSA FEMININA A PARTIR DE CAIXINHA DE LEITE OBJETIVOS: Obter uma visão mais ampla do desenvolvimento sustentável, a partir da produção de utensílios com base em materiais que seriam descartados; Fabricar bolsa de mão a partir de caixas de leite que seriam descartadas; Despertar nos alunos o interesse pela comercialização de objetos construídos com sucata; Desenvolver a criatividade e habilidades para trabalhos manuais; Despertar a consciência ecológica direcionada para o desenvolvimento sustentável, aumentando a vida útil dos aterros sanitários. MOLDURA EM GESSO OBJETIVOS Reaproveitar restos de materiais que seriam possíveis lixos; Demonstrar o aprendizado obtido nas oficinas pedagógicas sobre o tema sustentabilidade; Sensibilizar sobre a preservação dos animais da nossa fauna. MATRÍCULAS NO CEJA: Outra escola CEJA Marisa Mariano Ensino Fundamental Ensino Fundamental – II Segmento 6º a 9º ano (1º e 2º anos) (5ª a 8ª) Duração: 2 anos Duração: 4 anos Ensino Médio Ensino Médio 1º a 3º ano (1º e 2º anos) Duração: 3 anos Duração: 2 anos Matrículas na secretaria do CEJA Marisa Mariano, de segunda a sexta, das 7h às 22h45. Fone: 3401-7839/3401-2262 Em caso de ter disponibilidade de frequentar o CEJA em dois períodos, o estudante pode concluir uma etapa (Ensino Fundamental – II Segmento ou Ensino Médio) em apenas 1 ano. Idade mínima para se matricular: - Ensino Fundamental – 15 anos completos. - Ensino Médio – 18 anos completos. Documentos para matrícula: - Cópia do RG; - Cópia do CPF; - Cópia do Título Eleitoral; - Histórico Escolar. Horário de funcionamento: - Matutino, Vespertino e Noturno Obs.: Teremos salas anexas no CMEF Helena Esteves, no período Noturno.