SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
VARIAÇÃO DIURNA E ANUAL DA
RADIAÇÃO SOLAR
1) VARIAÇÃO DIURNA DA RADIAÇÃO SOLAR

    Consequência de:          Provoca:
 •   Movimento de           •   Sucessão dos dias e
     rotação                    das noites
 •   Inclinação dos raios   •   Variação do ângulo de
     solares                    incidência
                            •   Variação da massa
                                atmosférica
                                atravessada pelos
                                raios solares
NASCER DO SOL:

 Ângulo de incidência nulo
 Radiação solar praticamente inexistente
SOL COMEÇA A ELEVAR-SE NO HORIZONTE:

 Aumenta o ângulo de incidência
 Diminui a massa atmosférica percorrida

 Aumenta a radiação solar
MEIO-DIA SOLAR:

 Altura em que os raios solares incidem com
  menor obliquidade e a massa atmosférica
  percorrida é a menor possível
 Intensidade da radiação solar é a mais elevada
  possível
APÓS O MEIO-DIA SOLAR:

   Sol inicia movimento descendente, o que se
    traduz em:
•   Maior inclinação dos raios solares
•   Aumento da massa atmosférica percorrida
•   Aumento das perdas de energia
•   Diminuição da radiação solar
OCASO:

 Ângulo de incidência volta a ser nulo
 Redução da radiação solar
CONSEQUÊNCIAS NA TEMPERATURA
 Temperatura mínima atinge-se imediatamente
  antes do sol nascer porque a Terra atingiu o
  limite máximo de horas sem receber radiação
  solar
 O meio-dia solar deveria ser a altura do dia em
  que a temperatura deveria atingir o valor
  máximo, mas tal não acontece porque:
• Terra continua a absorver calor até atingir a
  “saturação”, altura em que deixa de absorver a
  radiação recebida e começa a irradiar o
  excedente
• A radiação solar e a radiação terrestre
  aumentam a temperatura da camada de ar em
  contacto com a superfície algumas horas após
  o meio-dia solar
 Durante a noite a temperatura diminui
  progressivamente devido à inexistência de
  radiação solar e à perda de calor por radiação
  terrestre
2) VARIAÇÃO ANUAL DA RADIAÇÃO SOLAR

   Consequência de:           Provoca:
•   Movimento de            •   Variação da duração dos
    translação                  dias e das noites (exceto
•   Inclinação do eixo da       no Equador)
    Terra em relação ao     •   Variação da inclinação
    plano da sua órbita         dos raios solares de
                                lugar para lugar
SOLSTÍCIO DE JUNHO
   Raios solares incidem com menor obliquidade (na
    perpendicular do Trópico de Câncer):
•   Maior quantidade de energia recebida
•   Menor superfície de receção de energia
•   Menor espessura de massa atmosférica
    percorrida
•   Maior duração do dia natural
•   Período de insolação mais longo
                           
         maior quantidade de energia recebida
SOLSTÍCIO DE DEZEMBRO
   Maior inclinação dos raios solares (que incidem
    na perpendicular do Trópico de Capricórnio):
•   Menor duração do dia natural
•   Maior massa atmosférica percorrida
•   Maior superfície de receção de energia
•   Menor período de insolação
                          
       menor quantidade de energia recebida
EQUINÓCIOS (SETEMBRO E MARÇO)

 Sol incide na vertical do Equador
 Duração do dia igual à da noite = 12 horas

 Obliquidade dos raios solares e massa
  atmosférica percorrida igual para qualquer
  lugar situado à mesma latitude (norte ou sul)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação SolarGeografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Raffaella Ergün
 
Ppt0000001.ppt 1
Ppt0000001.ppt 1Ppt0000001.ppt 1
Ppt0000001.ppt 1
davisiiinho
 
Auroras polares
Auroras polaresAuroras polares
Auroras polares
martanoval
 
Nebulosas
NebulosasNebulosas
Nebulosas
Thpoon
 

Mais procurados (20)

Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação SolarGeografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
 
2 factores que_fazem_variar_a_radiacao_solar
2 factores que_fazem_variar_a_radiacao_solar2 factores que_fazem_variar_a_radiacao_solar
2 factores que_fazem_variar_a_radiacao_solar
 
Radiação solar beatriz e margarida
Radiação solar   beatriz e margaridaRadiação solar   beatriz e margarida
Radiação solar beatriz e margarida
 
A radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia AA radiação solar - Geografia A
A radiação solar - Geografia A
 
Introdução à Radiação Solar
Introdução à Radiação SolarIntrodução à Radiação Solar
Introdução à Radiação Solar
 
Radiação solar.2014
Radiação solar.2014Radiação solar.2014
Radiação solar.2014
 
Aurora boreal
Aurora borealAurora boreal
Aurora boreal
 
Variabilidade da radiação solar geral
Variabilidade da radiação solar geralVariabilidade da radiação solar geral
Variabilidade da radiação solar geral
 
Auroras
AurorasAuroras
Auroras
 
Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
 
Sol
SolSol
Sol
 
Aurora Boreal
Aurora Boreal Aurora Boreal
Aurora Boreal
 
Aurora Boreal
Aurora Boreal Aurora Boreal
Aurora Boreal
 
Balanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na TerraBalanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na Terra
 
Ppt0000001.ppt 1
Ppt0000001.ppt 1Ppt0000001.ppt 1
Ppt0000001.ppt 1
 
Aurora boreal
Aurora borealAurora boreal
Aurora boreal
 
3 balanco energia terra
3   balanco energia terra3   balanco energia terra
3 balanco energia terra
 
Auroras polares
Auroras polaresAuroras polares
Auroras polares
 
Aula 3 monitoria balanço de radiação
Aula 3 monitoria   balanço de radiaçãoAula 3 monitoria   balanço de radiação
Aula 3 monitoria balanço de radiação
 
Nebulosas
NebulosasNebulosas
Nebulosas
 

Destaque (20)

The casualties-visual-punk jpg
The casualties-visual-punk jpgThe casualties-visual-punk jpg
The casualties-visual-punk jpg
 
tujacks menu (2)
tujacks menu (2)tujacks menu (2)
tujacks menu (2)
 
Gr. 3 Standards for Mathematical Practice
Gr. 3 Standards for Mathematical PracticeGr. 3 Standards for Mathematical Practice
Gr. 3 Standards for Mathematical Practice
 
Ejercicio 4 corel draw x5
Ejercicio 4 corel draw x5Ejercicio 4 corel draw x5
Ejercicio 4 corel draw x5
 
Def
DefDef
Def
 
En la actualidad la sociedad está inmersa a una variedad de tecnologías
En la actualidad la sociedad está inmersa a una variedad de tecnologíasEn la actualidad la sociedad está inmersa a una variedad de tecnologías
En la actualidad la sociedad está inmersa a una variedad de tecnologías
 
Altamira.edu
Altamira.eduAltamira.edu
Altamira.edu
 
Test power point
Test power pointTest power point
Test power point
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
 
Orlando Cabeza Peñaranda - Emprendimiento Social, Alternativa de la Economia.
Orlando Cabeza Peñaranda - Emprendimiento Social, Alternativa de la Economia.Orlando Cabeza Peñaranda - Emprendimiento Social, Alternativa de la Economia.
Orlando Cabeza Peñaranda - Emprendimiento Social, Alternativa de la Economia.
 
Evaluación equipo 5
Evaluación equipo 5Evaluación equipo 5
Evaluación equipo 5
 
Información PRP
Información PRPInformación PRP
Información PRP
 
Conocer a los alumnos k
Conocer a los alumnos kConocer a los alumnos k
Conocer a los alumnos k
 
C:\fakepath\a localizacao-relativa
C:\fakepath\a localizacao-relativaC:\fakepath\a localizacao-relativa
C:\fakepath\a localizacao-relativa
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
 
Velocity e flier
Velocity e flierVelocity e flier
Velocity e flier
 
Ud2. l'escola accions pictos
Ud2. l'escola accions pictosUd2. l'escola accions pictos
Ud2. l'escola accions pictos
 
There there-vegas
There there-vegasThere there-vegas
There there-vegas
 
Movimento punk jpg
Movimento punk jpgMovimento punk jpg
Movimento punk jpg
 

Semelhante a 4 variaçãodiurnaeanualdaradiaçãosolar

O clima -geografia 7º ano
O clima -geografia 7º anoO clima -geografia 7º ano
O clima -geografia 7º ano
Ana Rita Matos
 
Sistema solar; atmosfera; radiação solar
Sistema solar; atmosfera; radiação solarSistema solar; atmosfera; radiação solar
Sistema solar; atmosfera; radiação solar
elsaki72
 
Conjunto slides 3
Conjunto slides 3Conjunto slides 3
Conjunto slides 3
gatuxa24
 

Semelhante a 4 variaçãodiurnaeanualdaradiaçãosolar (20)

ae_geo_pt_ppt18.pptx
ae_geo_pt_ppt18.pptxae_geo_pt_ppt18.pptx
ae_geo_pt_ppt18.pptx
 
variação_da_temperatura.pptx
variação_da_temperatura.pptxvariação_da_temperatura.pptx
variação_da_temperatura.pptx
 
O clima -geografia 7º ano
O clima -geografia 7º anoO clima -geografia 7º ano
O clima -geografia 7º ano
 
Variabilidade da radiação solar em Portugal
Variabilidade da radiação solar em PortugalVariabilidade da radiação solar em Portugal
Variabilidade da radiação solar em Portugal
 
A atmosfera e sua dinamica o tempo nap
A atmosfera e sua dinamica o tempo napA atmosfera e sua dinamica o tempo nap
A atmosfera e sua dinamica o tempo nap
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
A biosfera
 
Geografia atmosfera
Geografia atmosferaGeografia atmosfera
Geografia atmosfera
 
Radiacao_Solar.ppt
Radiacao_Solar.pptRadiacao_Solar.ppt
Radiacao_Solar.ppt
 
A temperatura e a sua variação
A temperatura e a sua variaçãoA temperatura e a sua variação
A temperatura e a sua variação
 
O clima
O climaO clima
O clima
 
Sistema solar; atmosfera; radiação solar
Sistema solar; atmosfera; radiação solarSistema solar; atmosfera; radiação solar
Sistema solar; atmosfera; radiação solar
 
Area de integração - 3.2 Filhos do sol
Area de integração - 3.2 Filhos do sol Area de integração - 3.2 Filhos do sol
Area de integração - 3.2 Filhos do sol
 
Atmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solarAtmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solar
 
Conjunto slides 3
Conjunto slides 3Conjunto slides 3
Conjunto slides 3
 
O clima
O climaO clima
O clima
 
GEOGRAFIA 7 - O clima - Estado de tempo e clima
GEOGRAFIA 7 - O clima - Estado de tempo e climaGEOGRAFIA 7 - O clima - Estado de tempo e clima
GEOGRAFIA 7 - O clima - Estado de tempo e clima
 
Variabilidade da radiação solar em Portugal.pptx
Variabilidade da radiação solar em Portugal.pptxVariabilidade da radiação solar em Portugal.pptx
Variabilidade da radiação solar em Portugal.pptx
 
Variabilidade da radiação solar i
Variabilidade da radiação solar iVariabilidade da radiação solar i
Variabilidade da radiação solar i
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
 
Climatologia aula 4
Climatologia   aula 4Climatologia   aula 4
Climatologia aula 4
 

Mais de Escola E.B.2,3 de Jovim Gondomar

Mais de Escola E.B.2,3 de Jovim Gondomar (20)

Politica-Agricola-Comum-11-º.pdf
Politica-Agricola-Comum-11-º.pdfPolitica-Agricola-Comum-11-º.pdf
Politica-Agricola-Comum-11-º.pdf
 
-Problemas-estruturais-da-agricultura-portuguesa-11-º.pdf
-Problemas-estruturais-da-agricultura-portuguesa-11-º.pdf-Problemas-estruturais-da-agricultura-portuguesa-11-º.pdf
-Problemas-estruturais-da-agricultura-portuguesa-11-º.pdf
 
-A-circulacao-geral-da-atmosfera-10-º.pdf
-A-circulacao-geral-da-atmosfera-10-º.pdf-A-circulacao-geral-da-atmosfera-10-º.pdf
-A-circulacao-geral-da-atmosfera-10-º.pdf
 
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
 
um-mundo-policentrico-antecedentes-geopoliticos-e-geoestrategicos-papel-da-on...
um-mundo-policentrico-antecedentes-geopoliticos-e-geoestrategicos-papel-da-on...um-mundo-policentrico-antecedentes-geopoliticos-e-geoestrategicos-papel-da-on...
um-mundo-policentrico-antecedentes-geopoliticos-e-geoestrategicos-papel-da-on...
 
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptxPopulação_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
 
Indicadores de Desenvolvimento.pdf
Indicadores de Desenvolvimento.pdfIndicadores de Desenvolvimento.pdf
Indicadores de Desenvolvimento.pdf
 
5_obstaculos_desenvolvimento.ppt
5_obstaculos_desenvolvimento.ppt5_obstaculos_desenvolvimento.ppt
5_obstaculos_desenvolvimento.ppt
 
A degrad. Term Troca_Com. Justo_Globalização.pdf
A degrad. Term Troca_Com. Justo_Globalização.pdfA degrad. Term Troca_Com. Justo_Globalização.pdf
A degrad. Term Troca_Com. Justo_Globalização.pdf
 
6-ficha-de-trabalho-geografia-9-ano.pdf
6-ficha-de-trabalho-geografia-9-ano.pdf6-ficha-de-trabalho-geografia-9-ano.pdf
6-ficha-de-trabalho-geografia-9-ano.pdf
 
Agricultura_Tradicional_Moderna.pptx
Agricultura_Tradicional_Moderna.pptxAgricultura_Tradicional_Moderna.pptx
Agricultura_Tradicional_Moderna.pptx
 
2_Est Ag_Alent_Alg.pdf
2_Est Ag_Alent_Alg.pdf2_Est Ag_Alent_Alg.pdf
2_Est Ag_Alent_Alg.pdf
 
Politico paises-imprimir
Politico paises-imprimirPolitico paises-imprimir
Politico paises-imprimir
 
Metas curriculares geog_eb
Metas curriculares geog_ebMetas curriculares geog_eb
Metas curriculares geog_eb
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
Apresentacao1 pes fatima-cafe_
Apresentacao1 pes fatima-cafe_Apresentacao1 pes fatima-cafe_
Apresentacao1 pes fatima-cafe_
 
Externato das escravas do sagrado coração de jesus
Externato das escravas do sagrado coração de jesusExternato das escravas do sagrado coração de jesus
Externato das escravas do sagrado coração de jesus
 
2 aradiaçãosolareaatmosfera
2 aradiaçãosolareaatmosfera2 aradiaçãosolareaatmosfera
2 aradiaçãosolareaatmosfera
 
2.o teste 7.o_a_n.o_2
2.o teste 7.o_a_n.o_22.o teste 7.o_a_n.o_2
2.o teste 7.o_a_n.o_2
 
2 aradiaçãosolareaatmosfera
2 aradiaçãosolareaatmosfera2 aradiaçãosolareaatmosfera
2 aradiaçãosolareaatmosfera
 

4 variaçãodiurnaeanualdaradiaçãosolar

  • 1. VARIAÇÃO DIURNA E ANUAL DA RADIAÇÃO SOLAR
  • 2. 1) VARIAÇÃO DIURNA DA RADIAÇÃO SOLAR  Consequência de:  Provoca: • Movimento de • Sucessão dos dias e rotação das noites • Inclinação dos raios • Variação do ângulo de solares incidência • Variação da massa atmosférica atravessada pelos raios solares
  • 3.
  • 4. NASCER DO SOL:  Ângulo de incidência nulo  Radiação solar praticamente inexistente
  • 5. SOL COMEÇA A ELEVAR-SE NO HORIZONTE:  Aumenta o ângulo de incidência  Diminui a massa atmosférica percorrida  Aumenta a radiação solar
  • 6. MEIO-DIA SOLAR:  Altura em que os raios solares incidem com menor obliquidade e a massa atmosférica percorrida é a menor possível  Intensidade da radiação solar é a mais elevada possível
  • 7. APÓS O MEIO-DIA SOLAR:  Sol inicia movimento descendente, o que se traduz em: • Maior inclinação dos raios solares • Aumento da massa atmosférica percorrida • Aumento das perdas de energia • Diminuição da radiação solar
  • 8. OCASO:  Ângulo de incidência volta a ser nulo  Redução da radiação solar
  • 10.  Temperatura mínima atinge-se imediatamente antes do sol nascer porque a Terra atingiu o limite máximo de horas sem receber radiação solar  O meio-dia solar deveria ser a altura do dia em que a temperatura deveria atingir o valor máximo, mas tal não acontece porque: • Terra continua a absorver calor até atingir a “saturação”, altura em que deixa de absorver a radiação recebida e começa a irradiar o excedente
  • 11. • A radiação solar e a radiação terrestre aumentam a temperatura da camada de ar em contacto com a superfície algumas horas após o meio-dia solar  Durante a noite a temperatura diminui progressivamente devido à inexistência de radiação solar e à perda de calor por radiação terrestre
  • 12. 2) VARIAÇÃO ANUAL DA RADIAÇÃO SOLAR  Consequência de:  Provoca: • Movimento de • Variação da duração dos translação dias e das noites (exceto • Inclinação do eixo da no Equador) Terra em relação ao • Variação da inclinação plano da sua órbita dos raios solares de lugar para lugar
  • 13.
  • 14. SOLSTÍCIO DE JUNHO  Raios solares incidem com menor obliquidade (na perpendicular do Trópico de Câncer): • Maior quantidade de energia recebida • Menor superfície de receção de energia • Menor espessura de massa atmosférica percorrida • Maior duração do dia natural • Período de insolação mais longo  maior quantidade de energia recebida
  • 15. SOLSTÍCIO DE DEZEMBRO  Maior inclinação dos raios solares (que incidem na perpendicular do Trópico de Capricórnio): • Menor duração do dia natural • Maior massa atmosférica percorrida • Maior superfície de receção de energia • Menor período de insolação  menor quantidade de energia recebida
  • 16. EQUINÓCIOS (SETEMBRO E MARÇO)  Sol incide na vertical do Equador  Duração do dia igual à da noite = 12 horas  Obliquidade dos raios solares e massa atmosférica percorrida igual para qualquer lugar situado à mesma latitude (norte ou sul)