Trabalho realizado por:
Marta Noval
8º D, Nº22
Ciências e Físico – Químicas
Professora: Licínia Jorge
 As auroras polares são um fenómeno óptico composto por
um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares,
decorr...
Nome batizado por Galileu Galilei em 1619, referente à deusa romana do
amanhecer, Aurora, e ao seu filho, Bóreas, que era ...
o Normalmente, as auroras polares são esverdeadas, pois os átomos de
oxigénio das altas camadas atmosféricas emitem luz ve...
Aurora polar Azul
Aurora polar vermelhaAurora polar esverdeada
Aurora polar alaranjada Aurora polar cor-de-rosa
 As auroras polares são estudadas cientificamente desde o século XVII.
 Em 1621, o astrónomo francês Pierre Gassendi des...
Auroras polares
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Auroras polares

498 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Auroras polares

  1. 1. Trabalho realizado por: Marta Noval 8º D, Nº22 Ciências e Físico – Químicas Professora: Licínia Jorge
  2. 2.  As auroras polares são um fenómeno óptico composto por um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares, decorrente do impacto de partículas dos ventos solares e das poeiras espaciais, encontradas na via láctea, canalizadas pelo campo magnético terrestre.  Em latitudes do hemisfério norte é conhecida como aurora boreal . Ocorre normalmente nas épocas de setembro a outubro e de março a abril.  Em latitudes do hemisfério sul é conhecida como aurora austral. NOTA: Este fenómeno não é exclusivo da Terra, também é observável noutros planetas do sistema solar como Júpiter, Saturno, Marte e Vénus. Da mesma maneira, o fenómeno não é exclusivo da natureza, sendo também reproduzível artificialmente através de explosões nucleares ou em laboratório.
  3. 3. Nome batizado por Galileu Galilei em 1619, referente à deusa romana do amanhecer, Aurora, e ao seu filho, Bóreas, que era representante dos ventos nórdicos. Nome batizado por James Cook, numa referência direta ao facto de este fenómeno se ocorrer no Hemisfério Sul.
  4. 4. o Normalmente, as auroras polares são esverdeadas, pois os átomos de oxigénio das altas camadas atmosféricas emitem luz verde, após serem agitados pelos eletrões a alta velocidade dos ventos solares. o Quando a tempestade é mais forte e as camadas mais baixas da atmosfera são atingidas pelos ventos solares, as auroras podem tornar- se vermelhas. o Estes choques produzem radiações em diversos comprimentos de onda, gerando assim as cores características das auroras, em tonalidades fortes e cintilantes. o Auroras polares são causadas pelo facto do Sol emitir em todas as direções uma grande quantidade de partículas electricamente carregadas, que ao atingir as altas camadas da atmosfera da Terra, são capturadas e aceleradas pelo magnetismo terrestre formando correntes eléctricas que colidem com átomos de oxigénio e nitrogénio.
  5. 5. Aurora polar Azul Aurora polar vermelhaAurora polar esverdeada Aurora polar alaranjada Aurora polar cor-de-rosa
  6. 6.  As auroras polares são estudadas cientificamente desde o século XVII.  Em 1621, o astrónomo francês Pierre Gassendi descreveu o fenómeno observado no sul da França.  No mesmo ano, o astrónomo italiano Galileu Galilei começou a investigar o fenómeno com base num estudo sobre o movimento dos astros celestes.  No século XVIII o navegador inglês James Cook presenciou, no Oceano Índico, o mesmo fenómeno de Galileu, dando-lhe o nome de aurora austral.  Na mesma época, o astrónomo britânico Edmond Halley suspeitou que o campo magnético terrestre estivesse relacionado com a formação de auroras boreais.  Em 1741, Olof Hiorter e Anders Celsius foram os primeiros a noticiar evidências do controle magnético nas suas observações de auroras.  Entre muitas outras descobertas..........

×