SlideShare uma empresa Scribd logo
MÉTODOS
3 CORRENTE
DE CURTO
CIRCUITO
IMAGEM DE CURTO
CIRCUITO +
TRANSFORMADOR
PARA CALCULAR
EFICAZES
Se você é um profissional atento já deve ter reparado que
nos mini-disjuntores e disjuntores existe uma classificação
de uma grandeza elétrica representada por Icn ou Icc,
certo?
O que é o Icn dos disjuntores? Quando eu preciso me
atentar com este valor? Porquê a maioria dos eletricistas
acabam errando ao escolher um disjuntor somente
considerando o valor de corrente nominal?
Neste material você encontrará as respostas para estas
perguntas e principalmente, entenderá de uma vez por
todas a importância destes valores de Icn.
Introdução
IMAGEM DE IMAGEM
DISJUNTOR
EVIDENCIANDO Icn
verifique se sua versão está atualizada neste link
Bom, Icn na verdade é o valor de corrente de curto circuito que
o disjuntor suporta.
Exemplo didático para entendimento:
Um curto circuito é caracterizado quando fechamos um circuito
e a resistência tende a ser zero, isso significa que:
Icc = V / 0
Se a tensão for 220V teremos:
Icc = 220 / 0 = ∞A
CORRENTE DE CURTO
CIRCUITO?
Isso significa que em um
curto circuito a corrente
elétrica tende a ser
infinita, mas na teoria
isso funciona, na prática
teremos um elemento
limitador, o
transformador.
Analisando um sistema
de distribuição,
podemos constatar que
a fonte geradora da
energia elétrica será o
limitador da corrente
gerada no sistema:
verifique se sua versão está atualizada neste link
Sendo assim, o
transformador será o
ponto de referência
para determinarmos a
corrente de curto
circuito, iremos
considerar 3 formas de
realizar o cálculo desta
grandeza elétrica.
Está empolgado para
descobrir como
calcular? Está pronto
para descobrir que
provavelmente você
errou em alguns
momentos que
dimensionou
disjuntores? Então
continue lendo este
ebook que você vai
gostar do que vai ver.
IMAGEM DE
TRANSFOR
MADOR
CORRENTE DE CURTO
CIRCUITO?
verifique se sua versão está atualizada neste link
3 Método Efetivos para
calcular a corrente de
curto circuito
Pensando no seu dia a dia como profissional, iremos
colocar aqui 3 formas de realizar o levantamento destas
informações (Corrente de Curto Circuito), são elas:
1. Utilizando a referência da tabela do Guia
Eletricidade Moderna
2. Fator multiplicativo
3. Cálculo de corrente de curto circuito
verifique se sua versão está atualizada neste link
MÉTODO 1
Quando você não possui acesso às informações do
transformador, nossa primeira sugestão é você seguir a
tabela da eletricidade moderna da NBR5410, veja:
Tabela Eletricidade Moderna
Se temos uma instalação
elétrica que está sendo
alimentada por um
transformador de 50KVA com
tensão no secundário de
220/127V e você não possui
mais detalhes deste
transformador, utilizando a
tabela anterior teremos:
Nesta tabela podemos
observar que, conhecendo a
potência do transformador e
também a tensão elétrica do
secundário podemos
determinar a corrente de curto
circuito.
Segundo a tabela, o valor de corrente de curto circuito será:
Icn = 2,5kA
verifique se sua versão está atualizada neste link
MÉTODO 2
Ainda podemos presumir a corrente de curto circuito
quando tivermos somente a corrente nominal do
transformador, por exemplo:
No transformador do exemplo acima, sua Corrente
Nominal (In) é de 131,2A para tensão de linha de 220V,
então:
Para calcular a corrente presumida de curto circuito
teremos simplesmente que multiplicar este valor por 20,
veja:
Icn = In x 20
Icn = 131,2 x 20
Icn = 2.624 A
Icn = 2,6kA
Fator Multiplicativo
IMAGEM ?????
verifique se sua versão está atualizada neste link
MÉTODO 3
Agora, se você conhece todos os dados do
seu transformador, você pode fazer o
cálculo exatamente correto que será assim:
Icn = In/Z
Onde:
Icn = Corrente de curto circuito
In = Corrente nominal
Z = Impedância
Cálculo de Icn
Agora, se você conhece todos os
dados do seu transformador, você
pode fazer o cálculo exatamente
correto que será assim:
Icn = In/Z
Onde:
Icn = Corrente de curto circuito
In = Corrente nominal
Z = Impedância
verifique se sua versão está atualizada neste link
Mas afinal, onde e quando você irá precisar destas
informações?
Entenda que no momento em que você escolhe um
disjuntor, conhecer o Icn dele é importante para para que a
integridade do disjuntor seja protegida no momento em
que ele for submetido a uma corrente de curto circuito.
Por exemplo, este disjuntor de Icn 3kA não seria o ideal para
nossa aplicação do exemplo, já que o cálculo mostrou para
nós que a corrente Icn será de 4,5kA
CONCLUSÃO
IMAGEM DE DISJUNTOR DE
3KA
Logo, consideramos que para aplicação do nosso exemplo,
teríamos que escolher um disjuntor, por exemplo, de 6kA
como este da imagem a seguir
verifique se sua versão está atualizada neste link
Quando eu falo sobre este tema é inevitável a seguinte
pergunta:
"Ok Everton, entendi, mas onde eu vou conseguir os dados
do transformador"
Em casos de aplicações onde o transformador é acessível
(subestação, cubículo blindado, etc), normalmente as
informações estarão no prontuário da instalação ou senão,
no próprio local onde está instalado o transformador
Onde encontrar os dados
do transformador
verifique se sua versão está atualizada neste link
Se você não tiver acesso ao transformador e precisar destes
dados (por exemplo transformador da concessionária de
energia), você pode conseguir estes dados com a própria
concessionária através dos canais de relacionamento.
Onde encontrar os dados
do transformador
verifique se sua versão está atualizada neste link
Agora que você já sabe realizar uma medição de
aterramento de maneira correta e coerente gostaria que me
respondesse uma pergunta:
RESUMO DA ÓPERA
"Você já aprendeu um conteúdo como este
em algum curso?"
Aqui na Sala da Elétrica nós
vamos além, em nosso curso de
instalações elétrica colocamos
todo o conteúdo que você
precisa para dar um salto em
sua carreira, aulas como esta
(em vídeo claro!) você aprende
na prática como fazer e o que
fazer.
Deixo aqui um convite para
você conhecer nosso curso
Instalações na Prática.
verifique se sua versão está atualizada neste link
verifique se sua versão está atualizada neste link

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas
victorlss
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
André Felipe
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_ii
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iiInstalações elétricas industriais_slides_parte_ii
Instalações elétricas industriais_slides_parte_ii
Jeziel Rodrigues
 
Transformadores
TransformadoresTransformadores
Transformadores
Pablyne RC
 
Manual do-eletricista-residencial
Manual do-eletricista-residencialManual do-eletricista-residencial
Manual do-eletricista-residencial
allan
 
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardoEletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
Carlos Melo
 
Acionamentos Elétricos
Acionamentos ElétricosAcionamentos Elétricos
Acionamentos Elétricos
elliando dias
 
Eletricidade predial simbologiav2
Eletricidade predial simbologiav2Eletricidade predial simbologiav2
Eletricidade predial simbologiav2
Carlos Melo
 
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencialGuia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
Ranieri Abrantes Sarmento
 
Aterramento
AterramentoAterramento
Aterramento
FRANCESCO GALGANO
 
Guia eletricista-residencial completo
Guia eletricista-residencial completoGuia eletricista-residencial completo
Guia eletricista-residencial completo
Venicio Pontes
 
Aterramento elétrico
Aterramento elétricoAterramento elétrico
Aterramento elétrico
Bittec Eletrônica
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
wagner26
 
Levantamento de carga
Levantamento de cargaLevantamento de carga
Levantamento de carga
Carlos Melo
 
6.05 _dimensionamento
6.05  _dimensionamento6.05  _dimensionamento
6.05 _dimensionamento
Wilson Heck
 
Instalações elétricas apostila pirelli - parte 1
Instalações elétricas   apostila pirelli - parte 1Instalações elétricas   apostila pirelli - parte 1
Instalações elétricas apostila pirelli - parte 1
Debora Souza
 
PROTEÇÃO DIGITAL
PROTEÇÃO DIGITALPROTEÇÃO DIGITAL
PROTEÇÃO DIGITAL
Severino Macedo
 
Comissionamento de Subestacoes
Comissionamento de SubestacoesComissionamento de Subestacoes
Comissionamento de Subestacoes
Marcelo Rodrigues Soares
 
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazerApostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
Claudio Arkan
 
Instalações elétricas prática - SENAI
Instalações elétricas   prática - SENAIInstalações elétricas   prática - SENAI
Instalações elétricas prática - SENAI
Leonardo Chaves
 

Mais procurados (20)

Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas Manual de Instalações elétricas
Manual de Instalações elétricas
 
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutosE cap 8- dimensionamento de eletrodutos
E cap 8- dimensionamento de eletrodutos
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_ii
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iiInstalações elétricas industriais_slides_parte_ii
Instalações elétricas industriais_slides_parte_ii
 
Transformadores
TransformadoresTransformadores
Transformadores
 
Manual do-eletricista-residencial
Manual do-eletricista-residencialManual do-eletricista-residencial
Manual do-eletricista-residencial
 
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardoEletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
Eletricista predial previsão de carga-carlos eduardo
 
Acionamentos Elétricos
Acionamentos ElétricosAcionamentos Elétricos
Acionamentos Elétricos
 
Eletricidade predial simbologiav2
Eletricidade predial simbologiav2Eletricidade predial simbologiav2
Eletricidade predial simbologiav2
 
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencialGuia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
Guia orientativo para elaboracao de projeto eletrico residencial
 
Aterramento
AterramentoAterramento
Aterramento
 
Guia eletricista-residencial completo
Guia eletricista-residencial completoGuia eletricista-residencial completo
Guia eletricista-residencial completo
 
Aterramento elétrico
Aterramento elétricoAterramento elétrico
Aterramento elétrico
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
 
Levantamento de carga
Levantamento de cargaLevantamento de carga
Levantamento de carga
 
6.05 _dimensionamento
6.05  _dimensionamento6.05  _dimensionamento
6.05 _dimensionamento
 
Instalações elétricas apostila pirelli - parte 1
Instalações elétricas   apostila pirelli - parte 1Instalações elétricas   apostila pirelli - parte 1
Instalações elétricas apostila pirelli - parte 1
 
PROTEÇÃO DIGITAL
PROTEÇÃO DIGITALPROTEÇÃO DIGITAL
PROTEÇÃO DIGITAL
 
Comissionamento de Subestacoes
Comissionamento de SubestacoesComissionamento de Subestacoes
Comissionamento de Subestacoes
 
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazerApostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
Apostila com 20 comandos elétricos fáceis de fazer
 
Instalações elétricas prática - SENAI
Instalações elétricas   prática - SENAIInstalações elétricas   prática - SENAI
Instalações elétricas prática - SENAI
 

Semelhante a 3 Métodos para calcular a corrente de curto circuito (1) (7)

Aula 01 eletricidade aplicadaos a redes
Aula 01   eletricidade aplicadaos a redes Aula 01   eletricidade aplicadaos a redes
Aula 01 eletricidade aplicadaos a redes
Gabriel Xavier
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Wholer
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Wholer
 
Inversor de frequencia
Inversor de frequenciaInversor de frequencia
Inversor de frequencia
Ademir Santos
 
Multimetros
MultimetrosMultimetros
Multimetros
Jakson Silva
 
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
Luís Rita
 
Projeto da Fonte de Alimentação Regulada
Projeto da Fonte de Alimentação ReguladaProjeto da Fonte de Alimentação Regulada
Projeto da Fonte de Alimentação Regulada
Ciro Marcus
 
Reparando fontes chaveadas parte 1
Reparando fontes chaveadas parte 1Reparando fontes chaveadas parte 1
Reparando fontes chaveadas parte 1
laviruol
 
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptx
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptxExercícios Sinalização Automatismos I.pptx
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptx
OctavioSPereira
 
Curso de manutenção em nobreaks
Curso de manutenção em nobreaksCurso de manutenção em nobreaks
Curso de manutenção em nobreaks
INTEC CURSOS PROFISSIONALIZANTES
 
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADOFONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
Ciro Marcus
 
Multimetros
MultimetrosMultimetros

Semelhante a 3 Métodos para calcular a corrente de curto circuito (1) (7) (12)

Aula 01 eletricidade aplicadaos a redes
Aula 01   eletricidade aplicadaos a redes Aula 01   eletricidade aplicadaos a redes
Aula 01 eletricidade aplicadaos a redes
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
 
Inversor de frequencia
Inversor de frequenciaInversor de frequencia
Inversor de frequencia
 
Multimetros
MultimetrosMultimetros
Multimetros
 
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
Como Produzir Eletricidade? [Sistema Fotovoltaico]
 
Projeto da Fonte de Alimentação Regulada
Projeto da Fonte de Alimentação ReguladaProjeto da Fonte de Alimentação Regulada
Projeto da Fonte de Alimentação Regulada
 
Reparando fontes chaveadas parte 1
Reparando fontes chaveadas parte 1Reparando fontes chaveadas parte 1
Reparando fontes chaveadas parte 1
 
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptx
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptxExercícios Sinalização Automatismos I.pptx
Exercícios Sinalização Automatismos I.pptx
 
Curso de manutenção em nobreaks
Curso de manutenção em nobreaksCurso de manutenção em nobreaks
Curso de manutenção em nobreaks
 
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADOFONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
FONTE DE TENSÃO USANDO REGULADOR EM CIRCUITO INTEGRADO
 
Multimetros
MultimetrosMultimetros
Multimetros
 

Mais de Sala da Elétrica

Culture Code - Sala da Elétrica
Culture Code - Sala da ElétricaCulture Code - Sala da Elétrica
Culture Code - Sala da Elétrica
Sala da Elétrica
 
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
Sala da Elétrica
 
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fioA importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
Sala da Elétrica
 
Conceitos de automação + programação zelio logic
Conceitos de automação + programação zelio logicConceitos de automação + programação zelio logic
Conceitos de automação + programação zelio logic
Sala da Elétrica
 
Tabela grau de protecao
Tabela grau de protecaoTabela grau de protecao
Tabela grau de protecao
Sala da Elétrica
 
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraesComo fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Sala da Elétrica
 
Diagramas complexos exemplo n°4
Diagramas complexos exemplo n°4Diagramas complexos exemplo n°4
Diagramas complexos exemplo n°4
Sala da Elétrica
 
Diagramas complexos exemplo N°2
Diagramas complexos exemplo N°2Diagramas complexos exemplo N°2
Diagramas complexos exemplo N°2
Sala da Elétrica
 
Diagramas complexos exemplo n°1
Diagramas complexos exemplo n°1Diagramas complexos exemplo n°1
Diagramas complexos exemplo n°1
Sala da Elétrica
 
Projetos elétricos residenciais - Completo
Projetos elétricos residenciais  - CompletoProjetos elétricos residenciais  - Completo
Projetos elétricos residenciais - Completo
Sala da Elétrica
 
Projetos elétricos residenciais parte 3
Projetos elétricos residenciais   parte 3Projetos elétricos residenciais   parte 3
Projetos elétricos residenciais parte 3
Sala da Elétrica
 
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevanteQualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Sala da Elétrica
 
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais parte 2
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais   parte 22ª Palestra - Projetos elétricos residenciais   parte 2
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais parte 2
Sala da Elétrica
 
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
Sala da Elétrica
 
A Importância do Aterramento e suas particularidades
A Importância do Aterramento e suas particularidadesA Importância do Aterramento e suas particularidades
A Importância do Aterramento e suas particularidades
Sala da Elétrica
 
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas ElétricosCurso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
Sala da Elétrica
 
Introdução a Sistemas Fotovoltaicos
Introdução a Sistemas FotovoltaicosIntrodução a Sistemas Fotovoltaicos
Introdução a Sistemas Fotovoltaicos
Sala da Elétrica
 

Mais de Sala da Elétrica (17)

Culture Code - Sala da Elétrica
Culture Code - Sala da ElétricaCulture Code - Sala da Elétrica
Culture Code - Sala da Elétrica
 
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
Tudo que você precisa saber sobre Servo Motores + Servoacionamentos
 
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fioA importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
A importancia do clp na automação industrial + botões sem fio
 
Conceitos de automação + programação zelio logic
Conceitos de automação + programação zelio logicConceitos de automação + programação zelio logic
Conceitos de automação + programação zelio logic
 
Tabela grau de protecao
Tabela grau de protecaoTabela grau de protecao
Tabela grau de protecao
 
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraesComo fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
Como fazer um orçamento de instalações elétricas por everton moraes
 
Diagramas complexos exemplo n°4
Diagramas complexos exemplo n°4Diagramas complexos exemplo n°4
Diagramas complexos exemplo n°4
 
Diagramas complexos exemplo N°2
Diagramas complexos exemplo N°2Diagramas complexos exemplo N°2
Diagramas complexos exemplo N°2
 
Diagramas complexos exemplo n°1
Diagramas complexos exemplo n°1Diagramas complexos exemplo n°1
Diagramas complexos exemplo n°1
 
Projetos elétricos residenciais - Completo
Projetos elétricos residenciais  - CompletoProjetos elétricos residenciais  - Completo
Projetos elétricos residenciais - Completo
 
Projetos elétricos residenciais parte 3
Projetos elétricos residenciais   parte 3Projetos elétricos residenciais   parte 3
Projetos elétricos residenciais parte 3
 
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevanteQualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
 
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais parte 2
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais   parte 22ª Palestra - Projetos elétricos residenciais   parte 2
2ª Palestra - Projetos elétricos residenciais parte 2
 
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
Projetos elétricos residenciais - Palestra 1 de 4
 
A Importância do Aterramento e suas particularidades
A Importância do Aterramento e suas particularidadesA Importância do Aterramento e suas particularidades
A Importância do Aterramento e suas particularidades
 
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas ElétricosCurso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
Curso LIDE - Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos
 
Introdução a Sistemas Fotovoltaicos
Introdução a Sistemas FotovoltaicosIntrodução a Sistemas Fotovoltaicos
Introdução a Sistemas Fotovoltaicos
 

Último

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

3 Métodos para calcular a corrente de curto circuito (1) (7)

  • 1. MÉTODOS 3 CORRENTE DE CURTO CIRCUITO IMAGEM DE CURTO CIRCUITO + TRANSFORMADOR PARA CALCULAR EFICAZES
  • 2. Se você é um profissional atento já deve ter reparado que nos mini-disjuntores e disjuntores existe uma classificação de uma grandeza elétrica representada por Icn ou Icc, certo? O que é o Icn dos disjuntores? Quando eu preciso me atentar com este valor? Porquê a maioria dos eletricistas acabam errando ao escolher um disjuntor somente considerando o valor de corrente nominal? Neste material você encontrará as respostas para estas perguntas e principalmente, entenderá de uma vez por todas a importância destes valores de Icn. Introdução IMAGEM DE IMAGEM DISJUNTOR EVIDENCIANDO Icn verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 3. Bom, Icn na verdade é o valor de corrente de curto circuito que o disjuntor suporta. Exemplo didático para entendimento: Um curto circuito é caracterizado quando fechamos um circuito e a resistência tende a ser zero, isso significa que: Icc = V / 0 Se a tensão for 220V teremos: Icc = 220 / 0 = ∞A CORRENTE DE CURTO CIRCUITO? Isso significa que em um curto circuito a corrente elétrica tende a ser infinita, mas na teoria isso funciona, na prática teremos um elemento limitador, o transformador. Analisando um sistema de distribuição, podemos constatar que a fonte geradora da energia elétrica será o limitador da corrente gerada no sistema: verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 4. Sendo assim, o transformador será o ponto de referência para determinarmos a corrente de curto circuito, iremos considerar 3 formas de realizar o cálculo desta grandeza elétrica. Está empolgado para descobrir como calcular? Está pronto para descobrir que provavelmente você errou em alguns momentos que dimensionou disjuntores? Então continue lendo este ebook que você vai gostar do que vai ver. IMAGEM DE TRANSFOR MADOR CORRENTE DE CURTO CIRCUITO? verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 5. 3 Método Efetivos para calcular a corrente de curto circuito Pensando no seu dia a dia como profissional, iremos colocar aqui 3 formas de realizar o levantamento destas informações (Corrente de Curto Circuito), são elas: 1. Utilizando a referência da tabela do Guia Eletricidade Moderna 2. Fator multiplicativo 3. Cálculo de corrente de curto circuito verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 6. MÉTODO 1 Quando você não possui acesso às informações do transformador, nossa primeira sugestão é você seguir a tabela da eletricidade moderna da NBR5410, veja: Tabela Eletricidade Moderna Se temos uma instalação elétrica que está sendo alimentada por um transformador de 50KVA com tensão no secundário de 220/127V e você não possui mais detalhes deste transformador, utilizando a tabela anterior teremos: Nesta tabela podemos observar que, conhecendo a potência do transformador e também a tensão elétrica do secundário podemos determinar a corrente de curto circuito. Segundo a tabela, o valor de corrente de curto circuito será: Icn = 2,5kA verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 7. MÉTODO 2 Ainda podemos presumir a corrente de curto circuito quando tivermos somente a corrente nominal do transformador, por exemplo: No transformador do exemplo acima, sua Corrente Nominal (In) é de 131,2A para tensão de linha de 220V, então: Para calcular a corrente presumida de curto circuito teremos simplesmente que multiplicar este valor por 20, veja: Icn = In x 20 Icn = 131,2 x 20 Icn = 2.624 A Icn = 2,6kA Fator Multiplicativo IMAGEM ????? verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 8. MÉTODO 3 Agora, se você conhece todos os dados do seu transformador, você pode fazer o cálculo exatamente correto que será assim: Icn = In/Z Onde: Icn = Corrente de curto circuito In = Corrente nominal Z = Impedância Cálculo de Icn Agora, se você conhece todos os dados do seu transformador, você pode fazer o cálculo exatamente correto que será assim: Icn = In/Z Onde: Icn = Corrente de curto circuito In = Corrente nominal Z = Impedância verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 9. Mas afinal, onde e quando você irá precisar destas informações? Entenda que no momento em que você escolhe um disjuntor, conhecer o Icn dele é importante para para que a integridade do disjuntor seja protegida no momento em que ele for submetido a uma corrente de curto circuito. Por exemplo, este disjuntor de Icn 3kA não seria o ideal para nossa aplicação do exemplo, já que o cálculo mostrou para nós que a corrente Icn será de 4,5kA CONCLUSÃO IMAGEM DE DISJUNTOR DE 3KA Logo, consideramos que para aplicação do nosso exemplo, teríamos que escolher um disjuntor, por exemplo, de 6kA como este da imagem a seguir verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 10. Quando eu falo sobre este tema é inevitável a seguinte pergunta: "Ok Everton, entendi, mas onde eu vou conseguir os dados do transformador" Em casos de aplicações onde o transformador é acessível (subestação, cubículo blindado, etc), normalmente as informações estarão no prontuário da instalação ou senão, no próprio local onde está instalado o transformador Onde encontrar os dados do transformador verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 11. Se você não tiver acesso ao transformador e precisar destes dados (por exemplo transformador da concessionária de energia), você pode conseguir estes dados com a própria concessionária através dos canais de relacionamento. Onde encontrar os dados do transformador verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 12. Agora que você já sabe realizar uma medição de aterramento de maneira correta e coerente gostaria que me respondesse uma pergunta: RESUMO DA ÓPERA "Você já aprendeu um conteúdo como este em algum curso?" Aqui na Sala da Elétrica nós vamos além, em nosso curso de instalações elétrica colocamos todo o conteúdo que você precisa para dar um salto em sua carreira, aulas como esta (em vídeo claro!) você aprende na prática como fazer e o que fazer. Deixo aqui um convite para você conhecer nosso curso Instalações na Prática. verifique se sua versão está atualizada neste link
  • 13. verifique se sua versão está atualizada neste link