SlideShare uma empresa Scribd logo
CAPÍTULO 1 – PÁG. 10
PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL
(1914 -1918)
3º ANO – HISTÓRIA – PROF.ª. MARÍLIA PIMENTEL
 O século XX começou na prática com a
Primeira Guerra Mundial.
 Esta foi a primeira guerra na história a
envolver, ao mesmo tempo, países dos
cinco continentes, teve como
objetivos a dominação de territórios
nos quatro cantos da terra e foi
também um conflito altamente
equilibrado, porque os principais
envolvidos eram possuidores dos
melhores armamentos disponíveis na
época, tais como, o avião e o
submarino.
 Causas
 O motivo fundamental da Primeira Guerra Mundial foi a
disputa por mercados consumidores entre as nações
imperialistas.
 A necessidade crescente por mercados consumidores,
fornecedores de matérias-primas e áreas para investimentos
levou as grandes potências a dominarem inúmeros povos e
territórios em diversas partes do mundo.
 Assim, em algumas décadas, através da prática do
imperialismo, essas grandes potências acumularam riquezas
e aumentaram muito sua capacidade de produzir
mercadorias.
Imperialismo
Principais potências capitalistas - concorrência exagerada por
territórios e novos mercados, além da adoção de políticas
internas protecionistas.
 Por isso, o início do século XX foi marcado por vários conflitos entre
as nações imperialistas. Entretanto, existiram também outras razões,
tais como:
Rivalidade Franco-Alemã
 Na França, havia um sentimento de antigermanismo muito
presente em toda a sociedade.
 Principalmente devido ao revanchismo, provocado pela
perda da Alsácia-Lorena (região rica em minérios) para a
Alemanha em 1870, durante a Guerra Franco-Prussiana.
 Outro ponto de conflito entre franceses e alemães era sobre
o controle do Marrocos, país ao norte da África
importantíssimo do ponto de vista estratégico.
 Essa disputa foi provocada pelos interesses germânicos em
se apoderar de uma região que ficara designada para a
França na Conferência de Berlim, em 1884.
Rivalidade Anglo-Germânica
 A origem da rivalidade entre Inglaterra e Alemanha era a
competição industrial e comercial.
 A industrialização alemã foi muito rápida. Em apenas trinta
anos, a contar da sua unificação, a Alemanha deixou de ser um
país fundamentalmente agrícola para converter-se numa
potência industrial.
 Paralelamente à indústria de bens de consumo imediato, a
Alemanha desenvolveu também gigantescas indústrias de aço,
armas e navios.
 Tornando-se na virada do século o maior produtor mundial de
aço.
 Fortalecida desta maneira, a Alemanha pressionava por uma
nova partilha do mundo colonial entre as potências.
 A Inglaterra, por sua vez, na condição de dona da maior porção
do mundo colonial, mostrava-se disposta a manter suas
conquistas a qualquer custo.
Rivalidade Austro-Russa
 A Rússia foi um dos últimos países europeus a
ingressar na era industrial, apenas no último
período do século XIX.
 Diante disso, a pretensão imperialista russa foi
muito prejudicada pelo avanço dos demais países
europeus.
 Para resolver esse impasse, o grupo dirigente russo
almejava dominar o decadente império
Turco-Otomano, apossando-se dos estreitos de
Bósforo e Dardanelos, pois isso lhe daria uma saída
para o Mar Mediterrâneo.
 Além disso, após eliminar o Império Turco,
pretendia colocar a Península Balcânica sob seu co
ntrole.
Rivalidade Austro-Russa
 Para justificar esse expansionismo, a Rússia, maior nação
eslava do mundo, criou o pan-eslavismo, um movimento
político de caráter fortemente nacionalista.
 O pan-eslavismo defendia a ideia de que a Rússia tinha o
direito de defender e proteger as pequenas nações
eslavas do mundo.
 No interior do Império Austro-Húngaro havia várias
nações eslavas que desejavam a independência.
 Para consegui-la, esperavam receber ajuda da
mãe-Rússia.
 Por isso, a Rússia e o Império Austro-Húngaro
tornaram-se arquiinimigos.
Nacionalismo da Sérvia
 A Sérvia era uma pequena nação eslava independente,
situada na região dos Bálcãs, que almejava libertar e
unificar os territórios habitados pelos povos eslavos dessa
região.
 Seu propósito era formar a Grande-Sérvia.
 Alguns desses territórios estavam sob o domínio do Império
Austro-Húngaro; outros, como a Bósnia, por exemplo, estavam
sob o domínio turco.
 Opondo-se aos austríacos e os turcos, a Sérvia aproximou-se
cada vez mais da Rússia, que comprometeu-se a apoiá-la e a
protege-la militarmente.
 Em 1908, entretanto, a Áustria ocupou a Bósnia-Herzegovina.
 Considerando-se prejudicada por este ato, a Sérvia passou a
conspirar abertamente contra a Áustria.
 Tudo indicava que o desfecho dessa história de intensas
rivalidades seria muito violento.
A formação das alianças – a paz armada
o Esse clima de disputas e rivalidades deu origem à chamada
paz armada.
o As grandes potências firmaram
entre si vários tratados de aliança,
com o objetivo de se
protegerem contra um inimigo
comum.
o As primeiras alianças foram
arquitetadas pelo chanceler
alemão Bismark.
A formação das alianças – a paz armada
o Ciente de que a qualquer momento a França poderia partir para a
revanche contra seu país, Bismark decidiu isolá-la política e
diplomaticamente.
o Num primeiro momento, a Alemanha aliou-se ao Império
Austro-húngaro, com o qual tinha estreitos laços culturais.
o Posteriormente, cortejou e conseguiu aliar-se à Itália, nação que,
por pretender a Tunísia, não se conformou quando esse país
africano foi anexado pela França.
Tríplice Aliança- formada inicialmente por Alemanha,
Áustria-Hungria (ou Império Austro-Húngaro e Itália;
A formação das alianças – a paz armada
o A França por sua vez, reagiu ao isolamento em que se encontrava
fazendo um acordo militar secreto com a Rússia, país que temia o
avanço alemão para o leste.
o Depois, foi a vez da Inglaterra – assustada com o crescente
poderio alemão, assinar um acordo com a França e outro com a
Rússia.
Tríplice Entente- formada inicialmente por Inglaterra,
França e Rússia.
Entente – do francês entente, “entendimento,
acordo”.
A formação das alianças – a paz armada
o Assim, em 1907, a Europa já se encontrava dividida em dois
blocos político-militares: a Tríplice Aliança, com a Alemanha,
Itália e a Áustria-Hungria e a Tríplice Entente, com a
Inglaterra, França e Rússia.
o Enquanto se organizavam em blocos rivais, as potências euro
peias lançaram-se numa desenfreada corrida armamentista:
adotaram o serviço militar obrigatório, criaram novas armas
e passaram a produzir armamentos e munição em
quantidades cada vez maiores.
o Faltava apenas um incidente para a guerra começar.
o O incidente que deu início à
Primeira Guerra Mundial
ocorreu num domingo, 28 de
junho de 1914, em Sarajevo,
Bósnia.
o Nesse dia, o herdeiro do trono
austríaco, Francisco Ferdinando,
e sua esposa, Sophia, foram
assassinados a tiros por um
estudante pertencente a uma
organização terrorista sérvia
que tinha como objetivo
libertar a região do domínio
austríaco.
A formação das alianças – a paz armada
Arquiduque Francisco
Ferdinando e sua
esposa Sofia, uma hora
antes do atentado em
Sarajevo, em 28 de
junho de 1914.
Gavrilo Princip
o A polícia austríaca afirmou que o crime foi
arquitetado na sérvia.
o Com base nessa afirmação, em 28 de julho de 1914,
a Áustria declarou guerra à Sérvia, dando início à
Primeira Guerra Mundial.
o A partir daí, o que se viu foi uma reação em cadeia:
A Rússia, em apoio à Sérvia, mobilizou seu exército
contra a Áustria: a Alemanha reagiu declarando
guerra à Rússia; a Inglaterra, por sua vez, declarou
guerra à Alemanha.
o Essas declarações todas ocorreram em apenas sete
dias.
A formação das alianças – a paz armada
Após episódios de ataques dos alemães
sobre embarcações brasileiras, o presidente
Wenceslau Brás entrou no conflito ao lado
da Entente.
Sem contar com uma tecnologia bélica
expressiva, o governo do Brasil enviou
alguns pilotos de avião, o oferecimento de
navios militares e apoio médico.
A Primeira Guerra teve implicações
significativas em nossa economia. A retração
econômica sofrida pelas grandes nações
industriais europeias abriu portas para que o
parque industrial se desenvolvesse. (grande
exportação de café onde o maior comprador
era os EUA);
 Brasil na Primeira Guerra Mundial
Principais fases:
Primeira fase (1914-1915) – Guerra de Deslocamento ;
o Intensa movimentação dos dois blocos rivais;
o Setembro de 1914 : rápido ataque das tropas alemãs em território
francês;
o Contraofensiva francesa, detendo o avanço germânico sobre Paris
na chamada Batalha do Marne. Equilíbrio de forças nas frentes de
combate, a partir desse momento.
Principais fases:
Segunda fase (1915-1917):
o A intensa movimentação de tropas da
fase anterior foi substituída por uma
guerra de trincheiras e desgastes, em
que cada lado procurava garantir suas
posições, evitando o avanço do inimigo.
o Foi um período extremamente duro
para as tropas em conflito.
o Sob ataque contínuo do inimigo, os
soldados vigiavam suas posições nas
trincheiras, enfrentando frio, fome,
chuva e barro.
Principais fases:
Terceira fase (1917-1918):
o Caracterizada pela entrada e saída de outros países na guerra.
o A marinha alemã, utilizando submarinos, afundou navios de
países tido como neutros, alegando que transportavam
alimentos e armas para os inimigos.
o Foi o caso, por exemplo, dos navios Lusitânia e Arábia, dos Es
tados Unidos, e do navio Paraná, do Brasil.
o Nessa fase da guerra, dois acontecimentos se destacaram:
6 de abril de 1917 – entrada das forças dos Estados Unidos no
conflito.
Saída dos exércitos da Rússia, devido o início da Revolução de 1917 nesse país e à
assinatura de um tratado de paz com a Alemanha (3 de março de 1918).
Em 1917, o
artista James
Flagg
desenhou O
TIO SAM em
um cartaz com
o dedo em
riste e com a
frase "I Want
You for U.S. A
rmy" ("Eu
Quero Você
para o Exército
dos EUA"),
encomendado
pelas Forças
Armadas
americanas
que recrutava
soldados para
a Guerra
DOCUMENTO A GUERRA NARRADA POR UM SOLDADO
CARTA DE UM SOLDADO ALEMÃO, que participou da Batalha do
Somme (1916) na França, considerada uma das mais sangrentas
da história: calcula-se que tenham morrido nela um milhão de
combatentes.
Estamos tão exaustos que dormimos, mesmo sob
intenso barulho. A melhor coisa que poderia
acontecer seria os ingleses avançarem e nos fazerem
prisioneiros. Ninguém se importa conosco. Não
somos revezados. Os aviões lançam projéteis sobre
nós. Ninguém mais consegue pensar. As rações estão
esgotadas – pão, conservas, biscoitos, tudo terminou!
Não há uma única gota de água. É o próprio inferno.
ROBERTS, J.M. (Org.). História do século XX. In: MARQUES, Adhemar Martins et alii. História
Contemporânea através de textos. São Paulo: Contexto, 1994. p. 120
“A humanidade é louca! Deve ser louca
para fazer o que está fazendo. Que
massacre! Que cenas de horror e
carnificina. Não consigo encontrar
palavras para traduzir minhas
impressões. O inferno não pode ser
tão terrível. Os homens estão loucos!”
Soldado francês, pouco antes de morrer, vítima da guerra.
Consequências da 1ª guerra:
o Terminada a guerra, os governos da
França e da Inglaterra foram
implacáveis, impondo vários
“acordos” de paz aos vencidos.
o O mais humilhante deles foi o
Tratado de Versalhes, imposto à
Alemanha em 28 de junho de 1919.
Charge ironizando a situação ale
mã pós Tratado de Versalhes.
o O Tratado de Versalhes estabeleceu que a Alemanha era obrigada a:
Consequências da 1ª guerra:
 Restituir a Alsácia-Lorena à França;
 Ceder as minas de carvão do Sarre à França por um prazo de 15 anos;
 Ceder suas colônias, submarinos e navios mercantes à França;
 Pagar aos vencedores, a título de indenização, a quantia de 33 bilhões de
dólares;
 Reduzir seu poderio bélico, ficando proibido de possuir força aérea, de fabricar
armas e de ter um exército superior a 100 mil homens.
o Os países vencedores
também trataram de
desmantelar os
impérios adversários
(turco-otomano e
austro-húngaro) daí
resultando no
surgimento de
diversos países, como
a Iugoslávia, a Hungria
, a Tchecoslováquia, a
Turquia, Líbano, Síria,
Jordânia etc.
Consequências da 1ª guerra:
o No entanto, as maiores
consequências da Primeira
Guerra foram o declínio da
Europa (30 milhões de vítimas)
e a ascensão dos Estados
Unidos, como a maior potência
econômica mundial.
o Além disso, o aparecimento de
regimes políticos autoritários,
como o nazismo e o fascismo
também podem ser
relacionados à Primeira Guerra
Mundial.
Consequências da 1ª guerra:
 Mulheres no trabalho industrial
- A economia dos países que tomaram parte na Primeira Guerra
Mundial foi direcionada para aumentar a produção dos artigos
necessários à guerra, como armas, munições, veículos de
transporte e tecidos para a confecção de uniformes militares.
- Como grande número de homens participava dos combates,
considerável parcela de mulheres ingressou no mercado de trabalho,
especialmente na Inglaterra, na França, na Itália e na Alemanha.
- Desse modo, as mulheres passaram a desempenhar funções que lhes
eram incomuns, como motoristas de ônibus e caminhões, operadoras
de máquinas e muitas outras atividades na indústria e no comércio.
- Além disso, terminada a guerra, as mulheres conseguiram ampliar a
luta por seus direitos, conquistando, por exemplo, o direito de voto.
- Em 1918, as mulheres conquistaram esse direito na Inglaterra.
- No ano seguinte, em 1919, foi a vez das estadunidenses.
- No Brasil, o voto feminino foi conquistado na Constituição de 1934.
Liga das Nações
• Atendendo à sugestão do Presidente norte-
americano Woodrom Wilson, as nações
vencedoras fundaram a Liga das Nações, em
28 de abril de 1919.
• Com sede em Genebra, na Suíça, essa
organização internacional tinha como
principal objetivo a preservação da paz do
mundo.
• Na prática, porém, a Liga das Nações se
mostrou tendenciosa e incapaz de arbitrar os
graves conflitos surgidos após a Primeira
Guerra Mundial.
Pág. 13 : Compreendendo (1 a 4);
Pág. 15: Documento: A Guerra narrada por um soldado (1);
Pág. 17: Compreendendo (1 a 3);
Pág. 20: Compreendendo (1 a 5);
PERGUNTAS
E RESPOSTAS
Capítulo 1 – pág. 10

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Alan
 
A primeira guerra mundial slides
A primeira guerra mundial   slidesA primeira guerra mundial   slides
A primeira guerra mundial slides
Juliana_hst
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Fatima Freitas
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
Daniel Alves Bronstrup
 
a guerra do paraguai
a guerra do paraguaia guerra do paraguai
a guerra do paraguai
letosgirl
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Portal do Vestibulando
 
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
7 de Setembro
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
Daniel Alves Bronstrup
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
Janaína Bindá
 
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra MundialImperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
Douglas Barraqui
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Creusa Lima
 
Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUA
Paulo Alexandre
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
dmflores21
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Valéria Shoujofan
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 
Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e Alemã
Patrícia Costa Grigório
 

Mais procurados (20)

Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
A primeira guerra mundial slides
A primeira guerra mundial   slidesA primeira guerra mundial   slides
A primeira guerra mundial slides
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
a guerra do paraguai
a guerra do paraguaia guerra do paraguai
a guerra do paraguai
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
 
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra MundialImperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo, Belle Époque e Primeira Guerra Mundial
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUA
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
Unificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e AlemãUnificação Italiana e Alemã
Unificação Italiana e Alemã
 

Destaque

RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
Lauriane Carvalho
 
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
Eleni Kots
 
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'ANPend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
Adinda Gifary
 
Expo cata hugo i ana
Expo cata hugo i anaExpo cata hugo i ana
Expo cata hugo i ana
Sole Mulero Alzina
 
Faktor Pengotor Hati
Faktor Pengotor HatiFaktor Pengotor Hati
Faktor Pengotor Hati
Ismail Pulo
 
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενοςΤάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
Eleni Kots
 
Question 1 Evaluation
Question 1 EvaluationQuestion 1 Evaluation
Question 1 Evaluation
lauragregory2000
 
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
Eleni Kots
 
Jun 11 Past Paper Economics
Jun 11 Past Paper EconomicsJun 11 Past Paper Economics
Jun 11 Past Paper Economics
mattbentley34
 
Product Management for the Enterprise
Product Management for the EnterpriseProduct Management for the Enterprise
Product Management for the Enterprise
Product School
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Lauro Corrêa
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
harlissoncarvalho
 
Primeira guerra mundial (1)
Primeira guerra mundial (1)Primeira guerra mundial (1)
Primeira guerra mundial (1)
Vinicius Pereira
 
2 revolução russa
2  revolução russa2  revolução russa
2 revolução russa
Marilia Pimentel
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
1ª guerra mundial (1914 1918)
1ª guerra mundial (1914 1918)1ª guerra mundial (1914 1918)
1ª guerra mundial (1914 1918)
Valéria Shoujofan
 
Carlos castaneda libro pases magicos primera version
Carlos castaneda libro pases magicos primera versionCarlos castaneda libro pases magicos primera version
Carlos castaneda libro pases magicos primera version
Pepa Priego
 
Micropython el sílice y la serpiente
Micropython el sílice y la serpienteMicropython el sílice y la serpiente
Micropython el sílice y la serpiente
Jose Lucas Grillo Lorenzo
 
Arquitectura islamica
Arquitectura islamicaArquitectura islamica
Arquitectura islamica
Javier Enrique Sotillo Millan
 
Adam Phillip - Men's Clothing
Adam Phillip - Men's ClothingAdam Phillip - Men's Clothing
Adam Phillip - Men's Clothing
Sanjay Khandal
 

Destaque (20)

RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
RESENHA - SERMÃO DE ACLAMAÇÃO FREI CANECA
 
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
Τάσος Λειβαδίτη, Καντάτα
 
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'ANPend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
Pend. Agama Islam : BERIMAN KEPADA AL-QUR'AN
 
Expo cata hugo i ana
Expo cata hugo i anaExpo cata hugo i ana
Expo cata hugo i ana
 
Faktor Pengotor Hati
Faktor Pengotor HatiFaktor Pengotor Hati
Faktor Pengotor Hati
 
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενοςΤάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
Τάκης Σινόπουλος, Ο καιόμενος
 
Question 1 Evaluation
Question 1 EvaluationQuestion 1 Evaluation
Question 1 Evaluation
 
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
Kαντατα, Τάσου ΛειβαδΊτη (Όλο)
 
Jun 11 Past Paper Economics
Jun 11 Past Paper EconomicsJun 11 Past Paper Economics
Jun 11 Past Paper Economics
 
Product Management for the Enterprise
Product Management for the EnterpriseProduct Management for the Enterprise
Product Management for the Enterprise
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeira guerra mundial (1)
Primeira guerra mundial (1)Primeira guerra mundial (1)
Primeira guerra mundial (1)
 
2 revolução russa
2  revolução russa2  revolução russa
2 revolução russa
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
1ª guerra mundial (1914 1918)
1ª guerra mundial (1914 1918)1ª guerra mundial (1914 1918)
1ª guerra mundial (1914 1918)
 
Carlos castaneda libro pases magicos primera version
Carlos castaneda libro pases magicos primera versionCarlos castaneda libro pases magicos primera version
Carlos castaneda libro pases magicos primera version
 
Micropython el sílice y la serpiente
Micropython el sílice y la serpienteMicropython el sílice y la serpiente
Micropython el sílice y la serpiente
 
Arquitectura islamica
Arquitectura islamicaArquitectura islamica
Arquitectura islamica
 
Adam Phillip - Men's Clothing
Adam Phillip - Men's ClothingAdam Phillip - Men's Clothing
Adam Phillip - Men's Clothing
 

Semelhante a 1 primeira guerra mundial

I guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserieI guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserie
sesi8
 
I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
Bruno-machado Bruno
 
A Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra MundialA Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra Mundial
AlcidesAvelino1
 
I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3
Colégio Polivalente
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Joao Paulo
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Joao Paulo
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
Julio Fernando
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Valdemir França
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Marcelo Ferreira Boia
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
ide2011
 
Primeira guerra mundial.aula
Primeira guerra mundial.aulaPrimeira guerra mundial.aula
Primeira guerra mundial.aula
Isabela Marquetti
 
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docxAPOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
NewageCentroestudos
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundial
historiando
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
winterverno
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
Rhuan Moriart
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
patriciacaralo
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Portal do Vestibulando
 
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundoA Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
KaykyVieira
 

Semelhante a 1 primeira guerra mundial (20)

I guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserieI guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserie
 
I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
 
A Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra MundialA Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra Mundial
 
I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
 
Primeira guerra mundial.aula
Primeira guerra mundial.aulaPrimeira guerra mundial.aula
Primeira guerra mundial.aula
 
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docxAPOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundoA Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
A Primeira Guerra Mundial.pprt história do mundo
 

Mais de Marilia Pimentel

1 colonizações espanhóis e ingleses na américa
1  colonizações espanhóis e ingleses na américa1  colonizações espanhóis e ingleses na américa
1 colonizações espanhóis e ingleses na américa
Marilia Pimentel
 
1 história, cultura, patrimônio e tempo
1   história, cultura, patrimônio e tempo1   história, cultura, patrimônio e tempo
1 história, cultura, patrimônio e tempo
Marilia Pimentel
 
3 revolução industrial
3   revolução industrial3   revolução industrial
3 revolução industrial
Marilia Pimentel
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
Marilia Pimentel
 
1 antigo regime e revolução inglesa
1  antigo regime e revolução inglesa1  antigo regime e revolução inglesa
1 antigo regime e revolução inglesa
Marilia Pimentel
 
3 - As primeiras sociedades
3 -  As primeiras sociedades3 -  As primeiras sociedades
3 - As primeiras sociedades
Marilia Pimentel
 
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
Marilia Pimentel
 
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
Marilia Pimentel
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era Vargas
Marilia Pimentel
 
Segundo Reinado (1840 – 1889)
Segundo Reinado (1840 – 1889)Segundo Reinado (1840 – 1889)
Segundo Reinado (1840 – 1889)
Marilia Pimentel
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
Marilia Pimentel
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Marilia Pimentel
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Marilia Pimentel
 
História do Brasil: Brasil Colônia
História do Brasil: Brasil ColôniaHistória do Brasil: Brasil Colônia
História do Brasil: Brasil Colônia
Marilia Pimentel
 
História do Brasil : Brasil Colônia
História do Brasil : Brasil ColôniaHistória do Brasil : Brasil Colônia
História do Brasil : Brasil Colônia
Marilia Pimentel
 
Séculos finais da idade média
Séculos finais da idade médiaSéculos finais da idade média
Séculos finais da idade média
Marilia Pimentel
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Marilia Pimentel
 
Mundo islâmico: ontem e hoje
Mundo islâmico: ontem e hojeMundo islâmico: ontem e hoje
Mundo islâmico: ontem e hoje
Marilia Pimentel
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
Marilia Pimentel
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
Marilia Pimentel
 

Mais de Marilia Pimentel (20)

1 colonizações espanhóis e ingleses na américa
1  colonizações espanhóis e ingleses na américa1  colonizações espanhóis e ingleses na américa
1 colonizações espanhóis e ingleses na américa
 
1 história, cultura, patrimônio e tempo
1   história, cultura, patrimônio e tempo1   história, cultura, patrimônio e tempo
1 história, cultura, patrimônio e tempo
 
3 revolução industrial
3   revolução industrial3   revolução industrial
3 revolução industrial
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
 
1 antigo regime e revolução inglesa
1  antigo regime e revolução inglesa1  antigo regime e revolução inglesa
1 antigo regime e revolução inglesa
 
3 - As primeiras sociedades
3 -  As primeiras sociedades3 -  As primeiras sociedades
3 - As primeiras sociedades
 
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
 
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era Vargas
 
Segundo Reinado (1840 – 1889)
Segundo Reinado (1840 – 1889)Segundo Reinado (1840 – 1889)
Segundo Reinado (1840 – 1889)
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
História do Brasil: Brasil Colônia
História do Brasil: Brasil ColôniaHistória do Brasil: Brasil Colônia
História do Brasil: Brasil Colônia
 
História do Brasil : Brasil Colônia
História do Brasil : Brasil ColôniaHistória do Brasil : Brasil Colônia
História do Brasil : Brasil Colônia
 
Séculos finais da idade média
Séculos finais da idade médiaSéculos finais da idade média
Séculos finais da idade média
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Mundo islâmico: ontem e hoje
Mundo islâmico: ontem e hojeMundo islâmico: ontem e hoje
Mundo islâmico: ontem e hoje
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 

Último

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

1 primeira guerra mundial

  • 1. CAPÍTULO 1 – PÁG. 10 PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914 -1918) 3º ANO – HISTÓRIA – PROF.ª. MARÍLIA PIMENTEL
  • 2.  O século XX começou na prática com a Primeira Guerra Mundial.  Esta foi a primeira guerra na história a envolver, ao mesmo tempo, países dos cinco continentes, teve como objetivos a dominação de territórios nos quatro cantos da terra e foi também um conflito altamente equilibrado, porque os principais envolvidos eram possuidores dos melhores armamentos disponíveis na época, tais como, o avião e o submarino.
  • 3.  Causas  O motivo fundamental da Primeira Guerra Mundial foi a disputa por mercados consumidores entre as nações imperialistas.  A necessidade crescente por mercados consumidores, fornecedores de matérias-primas e áreas para investimentos levou as grandes potências a dominarem inúmeros povos e territórios em diversas partes do mundo.  Assim, em algumas décadas, através da prática do imperialismo, essas grandes potências acumularam riquezas e aumentaram muito sua capacidade de produzir mercadorias. Imperialismo Principais potências capitalistas - concorrência exagerada por territórios e novos mercados, além da adoção de políticas internas protecionistas.
  • 4.  Por isso, o início do século XX foi marcado por vários conflitos entre as nações imperialistas. Entretanto, existiram também outras razões, tais como: Rivalidade Franco-Alemã  Na França, havia um sentimento de antigermanismo muito presente em toda a sociedade.  Principalmente devido ao revanchismo, provocado pela perda da Alsácia-Lorena (região rica em minérios) para a Alemanha em 1870, durante a Guerra Franco-Prussiana.  Outro ponto de conflito entre franceses e alemães era sobre o controle do Marrocos, país ao norte da África importantíssimo do ponto de vista estratégico.  Essa disputa foi provocada pelos interesses germânicos em se apoderar de uma região que ficara designada para a França na Conferência de Berlim, em 1884.
  • 5. Rivalidade Anglo-Germânica  A origem da rivalidade entre Inglaterra e Alemanha era a competição industrial e comercial.  A industrialização alemã foi muito rápida. Em apenas trinta anos, a contar da sua unificação, a Alemanha deixou de ser um país fundamentalmente agrícola para converter-se numa potência industrial.  Paralelamente à indústria de bens de consumo imediato, a Alemanha desenvolveu também gigantescas indústrias de aço, armas e navios.  Tornando-se na virada do século o maior produtor mundial de aço.  Fortalecida desta maneira, a Alemanha pressionava por uma nova partilha do mundo colonial entre as potências.  A Inglaterra, por sua vez, na condição de dona da maior porção do mundo colonial, mostrava-se disposta a manter suas conquistas a qualquer custo.
  • 6. Rivalidade Austro-Russa  A Rússia foi um dos últimos países europeus a ingressar na era industrial, apenas no último período do século XIX.  Diante disso, a pretensão imperialista russa foi muito prejudicada pelo avanço dos demais países europeus.  Para resolver esse impasse, o grupo dirigente russo almejava dominar o decadente império Turco-Otomano, apossando-se dos estreitos de Bósforo e Dardanelos, pois isso lhe daria uma saída para o Mar Mediterrâneo.  Além disso, após eliminar o Império Turco, pretendia colocar a Península Balcânica sob seu co ntrole.
  • 7. Rivalidade Austro-Russa  Para justificar esse expansionismo, a Rússia, maior nação eslava do mundo, criou o pan-eslavismo, um movimento político de caráter fortemente nacionalista.  O pan-eslavismo defendia a ideia de que a Rússia tinha o direito de defender e proteger as pequenas nações eslavas do mundo.  No interior do Império Austro-Húngaro havia várias nações eslavas que desejavam a independência.  Para consegui-la, esperavam receber ajuda da mãe-Rússia.  Por isso, a Rússia e o Império Austro-Húngaro tornaram-se arquiinimigos.
  • 8. Nacionalismo da Sérvia  A Sérvia era uma pequena nação eslava independente, situada na região dos Bálcãs, que almejava libertar e unificar os territórios habitados pelos povos eslavos dessa região.  Seu propósito era formar a Grande-Sérvia.  Alguns desses territórios estavam sob o domínio do Império Austro-Húngaro; outros, como a Bósnia, por exemplo, estavam sob o domínio turco.  Opondo-se aos austríacos e os turcos, a Sérvia aproximou-se cada vez mais da Rússia, que comprometeu-se a apoiá-la e a protege-la militarmente.  Em 1908, entretanto, a Áustria ocupou a Bósnia-Herzegovina.  Considerando-se prejudicada por este ato, a Sérvia passou a conspirar abertamente contra a Áustria.  Tudo indicava que o desfecho dessa história de intensas rivalidades seria muito violento.
  • 9. A formação das alianças – a paz armada o Esse clima de disputas e rivalidades deu origem à chamada paz armada. o As grandes potências firmaram entre si vários tratados de aliança, com o objetivo de se protegerem contra um inimigo comum. o As primeiras alianças foram arquitetadas pelo chanceler alemão Bismark.
  • 10. A formação das alianças – a paz armada o Ciente de que a qualquer momento a França poderia partir para a revanche contra seu país, Bismark decidiu isolá-la política e diplomaticamente. o Num primeiro momento, a Alemanha aliou-se ao Império Austro-húngaro, com o qual tinha estreitos laços culturais. o Posteriormente, cortejou e conseguiu aliar-se à Itália, nação que, por pretender a Tunísia, não se conformou quando esse país africano foi anexado pela França. Tríplice Aliança- formada inicialmente por Alemanha, Áustria-Hungria (ou Império Austro-Húngaro e Itália;
  • 11. A formação das alianças – a paz armada o A França por sua vez, reagiu ao isolamento em que se encontrava fazendo um acordo militar secreto com a Rússia, país que temia o avanço alemão para o leste. o Depois, foi a vez da Inglaterra – assustada com o crescente poderio alemão, assinar um acordo com a França e outro com a Rússia. Tríplice Entente- formada inicialmente por Inglaterra, França e Rússia. Entente – do francês entente, “entendimento, acordo”.
  • 12. A formação das alianças – a paz armada o Assim, em 1907, a Europa já se encontrava dividida em dois blocos político-militares: a Tríplice Aliança, com a Alemanha, Itália e a Áustria-Hungria e a Tríplice Entente, com a Inglaterra, França e Rússia. o Enquanto se organizavam em blocos rivais, as potências euro peias lançaram-se numa desenfreada corrida armamentista: adotaram o serviço militar obrigatório, criaram novas armas e passaram a produzir armamentos e munição em quantidades cada vez maiores. o Faltava apenas um incidente para a guerra começar.
  • 13.
  • 14. o O incidente que deu início à Primeira Guerra Mundial ocorreu num domingo, 28 de junho de 1914, em Sarajevo, Bósnia. o Nesse dia, o herdeiro do trono austríaco, Francisco Ferdinando, e sua esposa, Sophia, foram assassinados a tiros por um estudante pertencente a uma organização terrorista sérvia que tinha como objetivo libertar a região do domínio austríaco. A formação das alianças – a paz armada
  • 15. Arquiduque Francisco Ferdinando e sua esposa Sofia, uma hora antes do atentado em Sarajevo, em 28 de junho de 1914. Gavrilo Princip
  • 16. o A polícia austríaca afirmou que o crime foi arquitetado na sérvia. o Com base nessa afirmação, em 28 de julho de 1914, a Áustria declarou guerra à Sérvia, dando início à Primeira Guerra Mundial. o A partir daí, o que se viu foi uma reação em cadeia: A Rússia, em apoio à Sérvia, mobilizou seu exército contra a Áustria: a Alemanha reagiu declarando guerra à Rússia; a Inglaterra, por sua vez, declarou guerra à Alemanha. o Essas declarações todas ocorreram em apenas sete dias. A formação das alianças – a paz armada
  • 17. Após episódios de ataques dos alemães sobre embarcações brasileiras, o presidente Wenceslau Brás entrou no conflito ao lado da Entente. Sem contar com uma tecnologia bélica expressiva, o governo do Brasil enviou alguns pilotos de avião, o oferecimento de navios militares e apoio médico. A Primeira Guerra teve implicações significativas em nossa economia. A retração econômica sofrida pelas grandes nações industriais europeias abriu portas para que o parque industrial se desenvolvesse. (grande exportação de café onde o maior comprador era os EUA);  Brasil na Primeira Guerra Mundial
  • 18. Principais fases: Primeira fase (1914-1915) – Guerra de Deslocamento ; o Intensa movimentação dos dois blocos rivais; o Setembro de 1914 : rápido ataque das tropas alemãs em território francês; o Contraofensiva francesa, detendo o avanço germânico sobre Paris na chamada Batalha do Marne. Equilíbrio de forças nas frentes de combate, a partir desse momento.
  • 19. Principais fases: Segunda fase (1915-1917): o A intensa movimentação de tropas da fase anterior foi substituída por uma guerra de trincheiras e desgastes, em que cada lado procurava garantir suas posições, evitando o avanço do inimigo. o Foi um período extremamente duro para as tropas em conflito. o Sob ataque contínuo do inimigo, os soldados vigiavam suas posições nas trincheiras, enfrentando frio, fome, chuva e barro.
  • 20. Principais fases: Terceira fase (1917-1918): o Caracterizada pela entrada e saída de outros países na guerra. o A marinha alemã, utilizando submarinos, afundou navios de países tido como neutros, alegando que transportavam alimentos e armas para os inimigos. o Foi o caso, por exemplo, dos navios Lusitânia e Arábia, dos Es tados Unidos, e do navio Paraná, do Brasil. o Nessa fase da guerra, dois acontecimentos se destacaram: 6 de abril de 1917 – entrada das forças dos Estados Unidos no conflito. Saída dos exércitos da Rússia, devido o início da Revolução de 1917 nesse país e à assinatura de um tratado de paz com a Alemanha (3 de março de 1918).
  • 21. Em 1917, o artista James Flagg desenhou O TIO SAM em um cartaz com o dedo em riste e com a frase "I Want You for U.S. A rmy" ("Eu Quero Você para o Exército dos EUA"), encomendado pelas Forças Armadas americanas que recrutava soldados para a Guerra
  • 22.
  • 23. DOCUMENTO A GUERRA NARRADA POR UM SOLDADO CARTA DE UM SOLDADO ALEMÃO, que participou da Batalha do Somme (1916) na França, considerada uma das mais sangrentas da história: calcula-se que tenham morrido nela um milhão de combatentes. Estamos tão exaustos que dormimos, mesmo sob intenso barulho. A melhor coisa que poderia acontecer seria os ingleses avançarem e nos fazerem prisioneiros. Ninguém se importa conosco. Não somos revezados. Os aviões lançam projéteis sobre nós. Ninguém mais consegue pensar. As rações estão esgotadas – pão, conservas, biscoitos, tudo terminou! Não há uma única gota de água. É o próprio inferno. ROBERTS, J.M. (Org.). História do século XX. In: MARQUES, Adhemar Martins et alii. História Contemporânea através de textos. São Paulo: Contexto, 1994. p. 120
  • 24. “A humanidade é louca! Deve ser louca para fazer o que está fazendo. Que massacre! Que cenas de horror e carnificina. Não consigo encontrar palavras para traduzir minhas impressões. O inferno não pode ser tão terrível. Os homens estão loucos!” Soldado francês, pouco antes de morrer, vítima da guerra.
  • 25. Consequências da 1ª guerra: o Terminada a guerra, os governos da França e da Inglaterra foram implacáveis, impondo vários “acordos” de paz aos vencidos. o O mais humilhante deles foi o Tratado de Versalhes, imposto à Alemanha em 28 de junho de 1919. Charge ironizando a situação ale mã pós Tratado de Versalhes.
  • 26. o O Tratado de Versalhes estabeleceu que a Alemanha era obrigada a: Consequências da 1ª guerra:  Restituir a Alsácia-Lorena à França;  Ceder as minas de carvão do Sarre à França por um prazo de 15 anos;  Ceder suas colônias, submarinos e navios mercantes à França;  Pagar aos vencedores, a título de indenização, a quantia de 33 bilhões de dólares;  Reduzir seu poderio bélico, ficando proibido de possuir força aérea, de fabricar armas e de ter um exército superior a 100 mil homens.
  • 27. o Os países vencedores também trataram de desmantelar os impérios adversários (turco-otomano e austro-húngaro) daí resultando no surgimento de diversos países, como a Iugoslávia, a Hungria , a Tchecoslováquia, a Turquia, Líbano, Síria, Jordânia etc. Consequências da 1ª guerra:
  • 28. o No entanto, as maiores consequências da Primeira Guerra foram o declínio da Europa (30 milhões de vítimas) e a ascensão dos Estados Unidos, como a maior potência econômica mundial. o Além disso, o aparecimento de regimes políticos autoritários, como o nazismo e o fascismo também podem ser relacionados à Primeira Guerra Mundial. Consequências da 1ª guerra:
  • 29.  Mulheres no trabalho industrial - A economia dos países que tomaram parte na Primeira Guerra Mundial foi direcionada para aumentar a produção dos artigos necessários à guerra, como armas, munições, veículos de transporte e tecidos para a confecção de uniformes militares. - Como grande número de homens participava dos combates, considerável parcela de mulheres ingressou no mercado de trabalho, especialmente na Inglaterra, na França, na Itália e na Alemanha. - Desse modo, as mulheres passaram a desempenhar funções que lhes eram incomuns, como motoristas de ônibus e caminhões, operadoras de máquinas e muitas outras atividades na indústria e no comércio. - Além disso, terminada a guerra, as mulheres conseguiram ampliar a luta por seus direitos, conquistando, por exemplo, o direito de voto. - Em 1918, as mulheres conquistaram esse direito na Inglaterra. - No ano seguinte, em 1919, foi a vez das estadunidenses. - No Brasil, o voto feminino foi conquistado na Constituição de 1934.
  • 30. Liga das Nações • Atendendo à sugestão do Presidente norte- americano Woodrom Wilson, as nações vencedoras fundaram a Liga das Nações, em 28 de abril de 1919. • Com sede em Genebra, na Suíça, essa organização internacional tinha como principal objetivo a preservação da paz do mundo. • Na prática, porém, a Liga das Nações se mostrou tendenciosa e incapaz de arbitrar os graves conflitos surgidos após a Primeira Guerra Mundial.
  • 31. Pág. 13 : Compreendendo (1 a 4); Pág. 15: Documento: A Guerra narrada por um soldado (1); Pág. 17: Compreendendo (1 a 3); Pág. 20: Compreendendo (1 a 5); PERGUNTAS E RESPOSTAS Capítulo 1 – pág. 10