SlideShare uma empresa Scribd logo
CRITÉRIOS GERAIS
PARA ESCOLHA DO
TIPO DE POLÍMERO
ELASTOMÉRICO
V.J.Garbim Maio 2019
1
INFORMAÇÕES IMPORTANTES
• QUESTIONÁRIO DE DADOS TÉCNICOS-COMERCIAL:
• É sempre de primordial importância obter-se a
maior quantidade de informações possíveis sobre o
artefato, suas condições de trabalho,
características técnicas etc..., antes de iniciar
qualquer estudo para desenvolvimento de nova
peça ou avaliação de artigo existente sob analise.
PONTO DE PARTIDA
• REFERÊNCIAS PARA ESCOLHA:
• Tendo analisado criteriosamente os dados iniciais
recebidos e estando com plena segurança das
características técnicas que o artefato deva
apresentar, partimos para escolha da família de
polímero elastomérico baseando-se no gráfico
Figura 01 à seguir :-
ESCOLHA DO ELASTÔMERO
Figura 01
INTERPRETAÇÃO DO GRÁFICO
• GRÁFICO ASTM D 2000
• TIPO = Resistência ao Calor durante 70 horas;
• CLASSE = Inchamento Volumétrico Máximo Imersão em
Óleo IRM 903 durante 70 horas;
• Identificação da Família de Polímero Elastomérico
• Tabela 1, explanação das informações do Gráfico Fig. 01
TABELA COM INDICAÇÃO DAS BORRACHAS
NORMALMENTE USADAS
Tabela 01
TIPO E
CLASSE
TIPO
TEMPERATURA
CLASSE
INCHAM.
BORRACHAS NORMALMENTE
INDICADAS
A A A ( 70°C ) A ( S/REQ.) NR, IR, SBR, IIR, EPDM, BR
A K A ( 70°C ) K ( 10% ) T ( Polissulfeto )
B A B ( 100°C ) A ( S/REQ.) EPDM, IIR, SBR P/ ALTAS TEMPER.
B C B ( 100°C ) B ( 120%) CR ( Policloropreno )
B E B ( 100°C ) E ( 80%) CR ( Policloropreno )
B F B ( 100°C ) F ( 60% ) NBR ( Borracha Nitrílica )
B G B ( 100°C ) G ( 40%) NBR, AU ( Poliuretano Poliéster )
B K B ( 100°C ) K ( 10%) NBR ( Alto Teor de ACN ), T ( polis. )
C A C ( 125°C ) A ( S/REQ.) EPDM
C E C ( 125°C ) E ( 80%) CSM ( Polietileno Clorsulfonado )
C H C ( 125°C ) H ( 30%) NBR ( Alto Teor de ACN )
ECO ( Epicloridrina )
D A D ( 150°C ) H ( S/REQ.) EPDM ( Cura por Peróxidos )
TABELA COM INDICAÇÃO DAS
BORRACHAS NORMALMENTE USADAS
Tabela 01
“Continuação”
TIPO E
CLASSE
TIPO
TEMPERATURA
CLASSE
INCHAM.
BORRACHAS NORMALMENTE
INDICADAS
D E D ( 150°C ) E ( 80%) CSM, CM ( Cura por Peróxidos )
D F D ( 150°C ) F ( 60% ) ACM ( Borrachas Poliacrílicas )
D H D ( 150°C ) H ( 30%) ACM ( Borrachas Poliacrílicas )
HNBR (Nitrílicas Hidrogenadas )
E E E ( 175°C ) E ( 80%) AEM ( Bor. Etileno-Metil-Acrilato )
E H E ( 175°C ) H ( 30%) ACM ( Alto Teor de Acrilatos )
F C F ( 200°C ) C ( 120% ) MQ ( Bor. Silicone Altas Prop. Mec.)
F E F ( 200°C ) E ( 80%) MQ ( Borracha de Silicone )
F K F ( 200°C ) K ( 10%) FVMQ ( Borracha Fluor Silicone )
G E G ( 225°C ) E ( 80%) MQ ( Borracha de Silicone )
H K H ( 250°C ) K ( 10%) FKM ( Borrachas Fluorcarbônicas )
K K K ( 300°C ) K ( 10%) Perfluorelastômeros
PROPRIEDADES GERAIS OFERECIDAS
• Pré definida então, qual a família de borracha que
mais se enquadra para atender as exigências
básicas indicadas pelas referências “TIPO” e
“CLASSE” torna-se necessário avançar adiante
verificando que propriedades gerais ainda mais o
elastômero escolhido pode oferecer. Daí, a Tabela
02, seguinte poderá ajudar.
PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS
Tabela 02
Famílias de Borrachas Desig.
ASTM
Principais
Propriedades
Aplicação Custo
Borracha Natural NR
Alta Tensão Ruptura;
Alto Alongamento;
Ótima Resist. Abrasão
Pneus, Correias
Transportadoras, coxins,
uso geral
Baixo
Polisopreno IR “ “ “ “ “
Tampa de Medicamentos
Bolas de Golfe,
Uso Geral
Médio
Estireno Butadieno SBR “ “ “ “ “
Pneus, Correias
Transportadoras
artefatos de uso geral
Baixo
Borrachas Butílicas IIR Boas Propr. Mecânicas
Impermeáveis a Gases
Câmaras de Ar, Bladers,
Amortecedores
Médio
Borracha de Etileno
Propileno Dieno EPDM
Boa Resist. ao Ozônio,
Intempéries e Isolamento
Elétrico
Guarnições e Mangueiras
Automotivas, Revest. de
Condutores Elétricos
Baixo
Polibutadieno BR Alta Resist. a Abrasão
Boa Resistência a Baixas
Temperaturas
Combinação do NR, SBR,
NBR, CR, Pneus e
Artefatos de Uso Geral
Baixo
PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS
Tabela 02
“CONTINUAÇÃO”
Famílias de Borrachas Desig.
ASTM
Principais
Propriedades
Aplicação Custo
Polissulfetos T
Alta resistência a
Derivados de Petróleo
Peças p/ contato com
Derivados de Petróleo,
Tintas, Impermeabiliz.
Médio
Policloropreno CR
Regular Resist. Derivados
de Petróleo, Boa Resist. a
Água salobra, Intempéries
Artigos Automotivos,
Correias Diversas,
Artefatos em Geral
Médio
Borracha Nitrílica NBR
Boa Resist. a Derivados
de Petróleo, e a Flúidos
Apolares
Vedações, Mangueiras,
Peças Automotivas e
industriais em geral
Baixo
Poliuretano Poliéster AU
Boa Resist. a Derivados
de Petróleo, Ótima Resist.
à Abrasão
Vedações, Mangueiras,
Rodas, Solados
Resistentes a Abrasão
Médio
Poliuretano Poliéter EU Boa Resist. à Abrasão e a
Hidrólise
Solados e Artigos em
contato com Umidade
Médio
Polietileno
Clorosulfonado CSM
Boa Resist. Intempéries,
Boa Resist. a Derivados
de Petróleo
Mangueiras Automotivas,
Vedações, Tintas,
Impermeabilizantes
Médio
PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS
Tabela 02
“CONTINUAÇÃO”
Famílias de Borrachas Desig.
ASTM
Principais
Propriedades
Aplicação Custo
Polietileno Clorado CM
Boa Resist. à Intempéries
Boa Resist. à Derivados
de Petróleo
Mangueiras Automotívas,
Modificador de Impacto
para PVC Rígido
Baixo
Borracha de
Epicloridrina ECO
Boas Propriedades
Mecânicas, Boa Resist. a
Derivados de Petróleo
Artigos Automotivos,
Mangueiras, Vedações,
Outros Artefatos
Médio
Borrachas
Poliacrílicas
ACM
AEM
Boa Resist. a Derivados
de Petróleo e a Elevadas
Temperaturas
Vedações, Mangueiras,
Peças Automotivas e
industriais em geral
Elevado
Borracha Nitrílica
Hodrogenada HNBR
Boa Resist. a Derivados
de Petróleo e a Elevadas
Temperaturas
Vedações, Mangueiras,
Peças Automotivas e
Industriais em geral
Elevado
Borracha de Silicone MQ
Boa Resist. a Baixas e a
Elevadas Temperaturas,
Ótimo Isolamento Eletrico
Magueiras, Guarnições,
Revestimento de
Condutores Elétricos
Médio
Borracha de Silicone
Fluorado FVMQ
Boa Resist. Elevadas
Temperaturas,Boa Resist.
a Derivados de Petróleo
Mangueiras, Vedações,
Guarnições, Outros
Artefatos
Elevado
PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS
Tabela 02
“CONTINUAÇÃO”
Famílias de Borrachas Desig.
ASTM
Principais
Propriedades
Aplicação Custo
Borracha
FluorCarbônica
FPM
FKM
Boa Resist. à Altas
Temperaturas
Elevada Resist. à
Derivados de Petróleo
Vedações e Mangueiras
Automotívas, Peças
Técnicas diversas
Elevado
Perfluorelastômero ------
Excelente Resist. a
Elavadas Temperaturas e
a Produtos Químicos
Peças Técnicas de
Elevada Performance Muito
Elevado
INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O
ELASTÔMERO CONSIDERANDO AS
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTEFATO
• Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:-
• Borracha de cadeias insturadas vulcaniza por enxofre;
• Quanto maior a instauração, maior será o estado de cura;
• Borrachas de cadeias insaturadas requerem antidegradantes;
• Borrachas de cadeias saturadas somente vulcanizam por
peróxidos;
• Borrachas de cadeias saturadas não necessitam de
antidegradantes;
• Borracha de viscosidade mais elevada assimilam maiores
quantidades de cargas e plastificantes;
FORMAÇÃO ESTRUTURAL DE ALGUNS
ELASTÔMEROS
INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O
ELASTÔMERO CONSIDERANDO AS
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTEFATO
• Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:-
• Borrachas de viscosidade mais elevada possibilita a
produção de artefatos de menor dureza;
• Borracha de viscosidade mais elevada oferecem melhores
propriedades mecânicas aos artefatos;
• Borrachas com menor viscosidade tende a expandir melhor;
INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O
ELASTÔMERO CONSIDERANDO A
PROCESSABILIDADE DO COMPOSTO
• Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:-
• Borrachas de viscosidade mais elevada oferece maior
dificuldade no processamento de mistura;
• Borrachas de viscosidade mais elevada deverão ser
escolhidas quando o artefato será moldado por compressão;
• Borrachas de viscosidade menor oferecem melhor
processamento de mistura;
• Borrachas de menor viscosidade são mais indicadas para
produção de compostos para artefatos moldados por
injeção e transferência.
INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O
ELASTÔMERO CONSIDERANDO A
PROCESSABILIDADE DO COMPOSTO
• Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:-
• Borrachas com a distribuição do peso molecular médio
estreito são mais indicadas para compostos para injeção e
transferência;
• Borrachas com a distribuição do peso molecular médio
largo são mais indicados para compostos para extrusão e
calandragem;
FIGURAS COMPARATIVAS SOBRE
DISTRIBUIÇÃO DO PESO MOLECULAR MÉDIO
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA NATURAL “NR”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Faixa de Dureza ........ de 25 Shore A a 45 Shore D Banda de Rodagem de Pneus;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,93 g/cm3 Coxins e Amortecedores;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 30 Mpa Revestimentos Anti-abrasivos;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Vedações para Alcoois e Glicois;
Alta Resiliência ...................................... > 70 % Peças Sujeitas a Choques e Pancadas;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Correias Transportadoras p/ Mat. Abrasivos
Boas Propr. Altas Temperatura até .............. 80°C Revestimentos de Rolos e Cilindros;
Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 15 % Tambores e Roletes p/ Correias Transp.
Excelente Resist. à Abrasão ................ < 40 mm3 Pisos e Solados Isolantes Elétricos;
Bom Tack e Adesão a Substratos; Outros
Bom Isolamento Elétrico;
Não Resiste a Derivados de Petróleo;
Não Resiste a Solventes Orgânicos;
Pouco Resistente a Solventes Clorados;
Boa Resistência a Alcoois e Glicois;
Boa Resistência a Fadiga Dinâmica
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA ESTIRENO bUTADIENO “SBR”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Polímero Puro ou Estendido em Óleo Peças Técnicas de Baixo Custo
Faixa de Dureza ........ de 20 Shore A a 40 Shore D Banda de Rodagem de Pneus Leves
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,90 g/cm3 Lateral de Pneus;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 25 Mpa Peças de Uso Geral;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 450 % Artefatos c/ Boa Resistência Abrasão ;
Alta Resiliência ...................................... > 55 % Peças Sujeitas a Choques e Pancadas;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Correias Transportadoras
Boas Propr. Altas Temperatura até .............. 80°C Revestimentos de Rolos e Cilindros;
Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 20 % Tambores e Roletes p/ Correias Transp.
Excelente Resist. à Abrasão ................ < 50 mm3 Pisos, Solados e Mantas Industriais ;
Bom Tack e Adesão a Substratos; Rodas e Rodízios p/ Carrinhos e Empeilhadeiras
Regular Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados
Não Resiste a Derivados de Petróleo; Outros
Não Resiste a Solventes Orgânicos;
Pouco Resistente a Solventes Clorados;
Boa Resistência a Alcoois e Glicois;
Boa Resistência a Fadiga Dinâmica
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA BUTADIENO ACRILONITRILA “NBR”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Faixa de Dureza ............. 30 Shore A a 85 Shore A Mangueiras p/ Óleos, Solventes; Combustíveis;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 1,0 g/cm3 Mangueiras para Gases de Petróleo;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 20 Mpa Vedações Diversas, Anéis, Gaxetas, etc... ;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Revestimento Tanques p/ Deriv. De Petróleo ;
Média Resiliência ................................... > 60 % Artigos Condutores de Eletricidade Estática;
Boas Propr. Baixas Temperaturas os Grades
Contendo Menor Teor de Acrilonitrila ....... 40 °C
Revestimento de Rolos e Cilindros para
Máquinas Gráficas e de Filmes Plásticos
Boas Propr. Altas Temperatura até ........... 100°C Peças Diversas para Tecelagens;
Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 20 % Solas para Calçados de Segurança.
Boa Resistência à Abrasão Pisos e Solados Industriais Antietáticas;
Bom Tack e Adesão a Substratos; Colas, Adesivos e Impermeabilizantes
Não é Isolante Elétrico; Perfis Extrusados
Excelente Resist. Derivados de Petróleo, Princ.
os Grades c/ Maior Teor de Acrilonitrila;
Outros
Ótima Resistencia a Solventes Orgânicos;
Boas Propriedades Antiestáticas;
Baixa Permeabilidade a Gases
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA “ EPDM”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Polímero Puro ou Estendido em Óleo Peças Técnicas de Baixo Custo;
Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Artefatos Expostos ao Intemperísmo;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,86 g/cm3 Artigos Contato c/ Alcoois, Ácidos, Deterg.;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 17 Mpa Peças p/ Sujeitas a Altas Temper. Até 125°C;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 300 % Rolos e Cilindros p/ Industrias Texteis ;
Alta Resiliência ...................................... > 35 % Vedações para Vapor d’Água;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 40 °C Revestimentos Isolantes Elétricos;
Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 125°C Guarnições Automotivas;
Regular Deform. Perman. Compressão ....... ~40 % Mangueiras de Radiador e Freios Automotivos;
Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Modificador de Óleo Lubrificante Automotivo;
Boa Resist. Química a Ácidos, Alcoois e Cetonas Modificador de Impacto p/ Polipropileno
Excelente Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados p/ Construção Civil;
Baixa Resistencia Derivados de Petróleo; Outros.
Não Resiste a Solventes Orgânicos;
Pouco Resistente a Solventes Clorados;
Boa Resist. Soluções de Detergentes Aquecidos
Boa Resist. Fluidos Polares Solv. Oxigenados
Alta Impermeabilidade a Água
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA BUTÍLICAS “IIR”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Polímero Puro ou Halogenados ( Cloro / Bromo ) Câmara de Ar para Pneus de Caminhões;
Faixa de Dureza ........ de 40 Shore A a 85 Shore A Revestimento Interno de Pneus s/ Câmara;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,96 g/cm3 Mangueiras para Gás;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 20 Mpa Peças p/ Contato c/ Ácidos, Álcalis , Ésters;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Artigos p/ Contato c/ Ólelos Vegetais, Animais ;
Baixa Resiliência ................................... > 80 % Artigos p/ Contato c/ Solventes Polares e Oxig.;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Amortecedores de Vibrações e Pancadas;
Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 150°C Bladers para Vulcanização de Pneus;
Regular Deform. Perman. Compressão ....... ~30 % Peças p/ Contatocom Vapor d’Água;
Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Correias Transp p/ Materiais Aquecidos;
Boa Resist. Química a Ácidos, Álcalis e Ésteres Outros.
Alta Histerése e Amortecimento de Vibrações;
Baixa Resistencia Derivados de Petróleo;
Ótima Resist. a Óleos Vegetais e Animais;
Pouco Resistente a Solventes Clorados;
Bom Tack e Adesão a Substratos
Boa Resist. Fluidos Polares Solv. Oxigenados
Alta Impermeabilidade a Gases
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA POLICLOROPRENO “ CR”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Artefatos Expostos ao Intemperísmo;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,96 g/cm3 Jaquetas para Fios e Cabos Elétricos;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 25 Mpa Correias Transportadoras e de Transmissão;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 400 % Mangueiras Autom. p/ Sist. de Arrefecimento;
Regular Resiliência ................................ > 50 % Mangueiras p/ Bombeiros;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 35 °C Gaxetas e Guarnições p/ Vedações;
Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 110°C Guarda-pó e Coxins Automotivos;
Baixa Deform. Perman. Compressão .......... < 30 % Almofadas de Apoio p/ Pontes e Viadutos;
Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Revestimento de Rolos para Siderúrgicas;
Regular Resist. a Derivados de Petróleo Colas e Adesivos p/ Calçados e Outras
Ótimo Tack e Adesão a Substratos; Perfis Extrusados p/ Construção Civil;
Excelente Resist. ao Envelhecimento; Lençóis Calandrados;
É auto extinguível à Chama; Outros.
Boa Resist. a Solventes Clorados e Oxig. Diluidos;
Boa Resist. a Água e Água Salobra
Boa Resist. a Ácidos e Álcalis Fracos
Boa Resistência à Abrasão
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA FLUORCARBÔNICAS “ FKM ou FPM”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Polímero Cura por Aminas; Bisfenol ou Peróxidos Peças p/ Contato c/ Prod. Químicos Agrecivos;
Faixa de Dureza ........ de 55 Shore A a 85 Shore A Mangueiras para Combústíveis;
Peso Específico ( Polímero ) ................ ~ 1,8 g/cm3 Diafragmas, Retentores Gaxetas, Ó-rings.;
Boa Tensão de Ruptura ........................ > 12 Mpa Peças p/ Sujeitas a Altas Temper. Até 300°C;
Baixo Alongamento à Ruptura ............... > 200 % Vedações Diversas para Derivados de Petróleo
Regular Resiliência ................................ > 55 % Vedações para Vapor d’Água;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 30 °C Outros Artigos de Aplicações Correlatas
Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 300°C
Baixa Deform. Perman. Compressão .......... ~ 20 %
Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV
Baixa Resist. a Cetonas e Solventes Polares
Baixo Isolamento Elétrico;
Excelente Resistencia Derivados de Petróleo;
Boa Resist. a Produtos Químicos Diversos;
Pouca Resist. a Solventes Clorados;
Boa Resist. Soluções de Detergentes Aquecidos
TABELAS COM INFORMAÇÕES
GERAIS COMPLEMENTARES
BORRACHA SILICONE “ MQ”
CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES
Polímero Vinílico, Fenílico ou Fluorado Vedações p/ condições de Altas Temperaturas;
Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Isolantes Elétricos em Geral;
Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,98 g/cm3 Vedações p/ Transformadores Elétricos;
Alta Tensão de Ruptura ........................ > 9,0 Mpa Peças Sujeitas a Altas Temper. Até 300°C;
Alto Alongamento à Ruptura ................. > 700 % Peças Sujeitas a Baixas Temperaturas – 60°C ;
Alta Resiliência ...................................... > 60 % Artefatos para Aeronaves;
Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 60 °C Vedações de Auto Forno de Siderúrgicas;
Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 300°C Vedações para Reatores Nucleáres;
Baixa Deform. Perman. Compressão ........ < 20 % Artigos Médicos e Farmacêuticos ;
Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Artigos em Contato com Alimentos;
Baixa Resist. a Ácidos, Álcalis e Solventes Revestimentos de Rolos Especiais
Excelente Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados p/ Construção Civil;
Baixa Resistencia a Derivados de Petróleo
( Exceto os Fluorados )
Outros.
Baixa Resistencia a Abrasão;
Bom Tack e Adesão a Substratos;
Indicado p/ Contato com Prod. Alimentícios
Anti aderente p/ Fitas Adesivas
Baixa Impermeabilidade a Água e Vapor d’Água
LITERATURAS TÉCNICAS
• Algumas tabelas vistas acima nos fornece ainda dados
interessantes para bases preliminares na escolha dos
Polímeros Elastoméricos, porém;
• Importantíssimo sempre ter em mãos e consultar,
estudar, interpretar e entender com máximo de esmero
todas as literaturas técnicas sobre os Polímeros e
demais ingredientes de composição.
• Mais Informações Conscientes, menor riscos de erros.
OBRIGADO
FIQUEM COM DEUS
Mais Informações :- www.slideshare.net/borrachas/documents
28
CONCLUSÃO
ESPERAMOS TER PODIDO ATINGIR AS
ESPECTATIVAS DESTES TANTOS AMIGOS
QUE COMO NÓS OUTROS DESPREENDE DE
HORAS A FIO NA BUSCA E TROCAS DE
INFORMAÇÕES SOBRE ESTA ATRAENTE
CIÊNCIA QUE É O MUNDO DE BORRACHA
Muito Sucesso a Todos. Fiquem com DEUS
A:.G:.D:.G:.A:.D:.U:. V.J.GARBIM – Maio 2019

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

tratamento de cargas inorgânicas
tratamento de cargas inorgânicastratamento de cargas inorgânicas
tratamento de cargas inorgânicas
Borrachas
 
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachasTabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
Borrachas
 
11 mistura em banbury
11   mistura em banbury11   mistura em banbury
11 mistura em banbury
Borrachas
 
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricosAditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
Borrachas
 
Neoprene
NeopreneNeoprene
Neoprene
Borrachas
 
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
Borrachas
 
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamac
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamacElastomeros etileno acrilato_metila_vamac
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamac
Borrachas
 
Borrachas de silicone
Borrachas de siliconeBorrachas de silicone
Borrachas de silicone
Borrachas
 
Introdução aos artefatos de borracha
Introdução aos artefatos de borrachaIntrodução aos artefatos de borracha
Introdução aos artefatos de borracha
Borrachas
 
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borrachaTabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
Borrachas
 
Borrachas nitrílicas
Borrachas nitrílicasBorrachas nitrílicas
Borrachas nitrílicas
Borrachas
 
Vulcanizacao teoria metodos
Vulcanizacao teoria metodosVulcanizacao teoria metodos
Vulcanizacao teoria metodos
Borrachas
 
Borrachas de estireno
Borrachas de estirenoBorrachas de estireno
Borrachas de estireno
Borrachas
 
Escolha da borracha
Escolha da borrachaEscolha da borracha
Escolha da borracha
Borrachas
 
07 normas astm d 2000
07   normas astm d 200007   normas astm d 2000
07 normas astm d 2000
Borrachas
 
Adesão aplicada indústria da borracha
Adesão aplicada indústria da borrachaAdesão aplicada indústria da borracha
Adesão aplicada indústria da borracha
Borrachas
 
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachas
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachasGuia de resistência química de alguns tipos de borrachas
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachas
Borrachas
 
Borracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
Borracha de polietileno cloro sulfonado - HypalonBorracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
Borracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
Borrachas
 
Polímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticasPolímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticas
Alessandra Villar
 
Polietileno
PolietilenoPolietileno
Polietileno
Borrachas
 

Mais procurados (20)

tratamento de cargas inorgânicas
tratamento de cargas inorgânicastratamento de cargas inorgânicas
tratamento de cargas inorgânicas
 
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachasTabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
Tabela comparativa entre algumas propriedades de diversos tipos de borrachas
 
11 mistura em banbury
11   mistura em banbury11   mistura em banbury
11 mistura em banbury
 
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricosAditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
Aditivos anti-degradantes para compostos elastoméricos
 
Neoprene
NeopreneNeoprene
Neoprene
 
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
Auxiliares no processamento da borracha - Parte 1
 
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamac
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamacElastomeros etileno acrilato_metila_vamac
Elastomeros etileno acrilato_metila_vamac
 
Borrachas de silicone
Borrachas de siliconeBorrachas de silicone
Borrachas de silicone
 
Introdução aos artefatos de borracha
Introdução aos artefatos de borrachaIntrodução aos artefatos de borracha
Introdução aos artefatos de borracha
 
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borrachaTabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
Tabelas de ingredientes diversos para compostos de borracha
 
Borrachas nitrílicas
Borrachas nitrílicasBorrachas nitrílicas
Borrachas nitrílicas
 
Vulcanizacao teoria metodos
Vulcanizacao teoria metodosVulcanizacao teoria metodos
Vulcanizacao teoria metodos
 
Borrachas de estireno
Borrachas de estirenoBorrachas de estireno
Borrachas de estireno
 
Escolha da borracha
Escolha da borrachaEscolha da borracha
Escolha da borracha
 
07 normas astm d 2000
07   normas astm d 200007   normas astm d 2000
07 normas astm d 2000
 
Adesão aplicada indústria da borracha
Adesão aplicada indústria da borrachaAdesão aplicada indústria da borracha
Adesão aplicada indústria da borracha
 
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachas
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachasGuia de resistência química de alguns tipos de borrachas
Guia de resistência química de alguns tipos de borrachas
 
Borracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
Borracha de polietileno cloro sulfonado - HypalonBorracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
Borracha de polietileno cloro sulfonado - Hypalon
 
Polímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticasPolímeros termoplasticas
Polímeros termoplasticas
 
Polietileno
PolietilenoPolietileno
Polietileno
 

Semelhante a 08 escolha da borracha

Performance
PerformancePerformance
Performance
Borrachas
 
Catalogo linha hidráulica
Catalogo linha hidráulicaCatalogo linha hidráulica
Catalogo linha hidráulica
Vagner Brochetto
 
Arquivo 3[1] (3)
Arquivo 3[1] (3)Arquivo 3[1] (3)
Arquivo 3[1] (3)
Kleber Gomes
 
Catalogo Eluma.pdf
Catalogo Eluma.pdfCatalogo Eluma.pdf
Catalogo Eluma.pdf
Eduardo159906
 
Tubulações
TubulaçõesTubulações
Tubulações
Felipe Marciano
 
Apresentaçao atb1
Apresentaçao atb1Apresentaçao atb1
Apresentaçao atb1
Renaldo Adriano
 
Materiais revestimentos ceramicos
Materiais   revestimentos ceramicosMateriais   revestimentos ceramicos
Materiais revestimentos ceramicos
José Borba
 
Resumo de Aplicações Rijeza
Resumo de Aplicações RijezaResumo de Aplicações Rijeza
Resumo de Aplicações Rijeza
RIJEZA
 
Catalogo telha termoacústica.pdf
Catalogo telha termoacústica.pdfCatalogo telha termoacústica.pdf
Catalogo telha termoacústica.pdf
FlvioMaffiolettideSo
 
Catalogo geral 2014
Catalogo geral 2014Catalogo geral 2014
Catalogo geral 2014
dancorsa
 
Bcca para alvenaria sem função estrutural
Bcca para alvenaria sem função estruturalBcca para alvenaria sem função estrutural
Bcca para alvenaria sem função estrutural
Eduardo Abreu
 
polióxido de metileno
polióxido de metilenopolióxido de metileno
polióxido de metileno
Marília Danezi
 
Fios cordoalhas
Fios cordoalhasFios cordoalhas
Fios cordoalhas
Flaviano José Girotto
 
Conexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdfConexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdf
EuclidesSantana2
 
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
Creativity Please
 
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
Fabiana Tarabal
 
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
Guedes Roderik
 
Manual de serviço xlx250 r informac
Manual de serviço xlx250 r informacManual de serviço xlx250 r informac
Manual de serviço xlx250 r informac
Thiago Huari
 
Manual de serviço xlx250 r (1984) mskb7841p informac
Manual de serviço xlx250 r (1984)   mskb7841p informacManual de serviço xlx250 r (1984)   mskb7841p informac
Manual de serviço xlx250 r (1984) mskb7841p informac
Thiago Huari
 
Catalogo de Aplicações Rolmax
Catalogo de Aplicações RolmaxCatalogo de Aplicações Rolmax
Catalogo de Aplicações Rolmax
Catalogo Fácil Agro Mecânica Tatuí
 

Semelhante a 08 escolha da borracha (20)

Performance
PerformancePerformance
Performance
 
Catalogo linha hidráulica
Catalogo linha hidráulicaCatalogo linha hidráulica
Catalogo linha hidráulica
 
Arquivo 3[1] (3)
Arquivo 3[1] (3)Arquivo 3[1] (3)
Arquivo 3[1] (3)
 
Catalogo Eluma.pdf
Catalogo Eluma.pdfCatalogo Eluma.pdf
Catalogo Eluma.pdf
 
Tubulações
TubulaçõesTubulações
Tubulações
 
Apresentaçao atb1
Apresentaçao atb1Apresentaçao atb1
Apresentaçao atb1
 
Materiais revestimentos ceramicos
Materiais   revestimentos ceramicosMateriais   revestimentos ceramicos
Materiais revestimentos ceramicos
 
Resumo de Aplicações Rijeza
Resumo de Aplicações RijezaResumo de Aplicações Rijeza
Resumo de Aplicações Rijeza
 
Catalogo telha termoacústica.pdf
Catalogo telha termoacústica.pdfCatalogo telha termoacústica.pdf
Catalogo telha termoacústica.pdf
 
Catalogo geral 2014
Catalogo geral 2014Catalogo geral 2014
Catalogo geral 2014
 
Bcca para alvenaria sem função estrutural
Bcca para alvenaria sem função estruturalBcca para alvenaria sem função estrutural
Bcca para alvenaria sem função estrutural
 
polióxido de metileno
polióxido de metilenopolióxido de metileno
polióxido de metileno
 
Fios cordoalhas
Fios cordoalhasFios cordoalhas
Fios cordoalhas
 
Conexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdfConexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdf
 
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
HTR India - Produtos - Resistores Sentido De Corrente - Sentido de Corrente d...
 
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
20090715 64congresso Bh Fabiano Fonseca
 
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
681 catalogo perfis e barras_21_x28cm_web
 
Manual de serviço xlx250 r informac
Manual de serviço xlx250 r informacManual de serviço xlx250 r informac
Manual de serviço xlx250 r informac
 
Manual de serviço xlx250 r (1984) mskb7841p informac
Manual de serviço xlx250 r (1984)   mskb7841p informacManual de serviço xlx250 r (1984)   mskb7841p informac
Manual de serviço xlx250 r (1984) mskb7841p informac
 
Catalogo de Aplicações Rolmax
Catalogo de Aplicações RolmaxCatalogo de Aplicações Rolmax
Catalogo de Aplicações Rolmax
 

Mais de Borrachas

Moldagem de borracha
Moldagem de borrachaMoldagem de borracha
Moldagem de borracha
Borrachas
 
Hidrolise
HidroliseHidrolise
Hidrolise
Borrachas
 
09 iniciador para poliolefinas
09   iniciador para poliolefinas09   iniciador para poliolefinas
09 iniciador para poliolefinas
Borrachas
 
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
Borrachas
 
Modificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
Modificação de Polipropileno com Peróxidos OrgânicosModificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
Modificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
Borrachas
 
XLPE em condutores elétricos
XLPE em condutores elétricosXLPE em condutores elétricos
XLPE em condutores elétricos
Borrachas
 
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICASCOMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
Borrachas
 
Vulcanização
VulcanizaçãoVulcanização
Vulcanização
Borrachas
 
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachasTabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
Borrachas
 
Reciclagem da borracha
Reciclagem da borrachaReciclagem da borracha
Reciclagem da borracha
Borrachas
 
Molas coxins - Dimensionamento Estático
Molas coxins - Dimensionamento EstáticoMolas coxins - Dimensionamento Estático
Molas coxins - Dimensionamento Estático
Borrachas
 
Molas coxins - Dimensionamento dinâmico
Molas coxins - Dimensionamento dinâmicoMolas coxins - Dimensionamento dinâmico
Molas coxins - Dimensionamento dinâmico
Borrachas
 
Molas coxins - Cálculos
Molas coxins - CálculosMolas coxins - Cálculos
Molas coxins - Cálculos
Borrachas
 
Molas coxins
Molas coxinsMolas coxins
Molas coxins
Borrachas
 
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borrachaCustos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
Borrachas
 
Correias transportadoras - Parte 4
Correias transportadoras - Parte 4Correias transportadoras - Parte 4
Correias transportadoras - Parte 4
Borrachas
 
Correias transportadoras - Parte 3
Correias transportadoras - Parte 3Correias transportadoras - Parte 3
Correias transportadoras - Parte 3
Borrachas
 
Correias transportadoras - Parte 2
Correias transportadoras - Parte 2Correias transportadoras - Parte 2
Correias transportadoras - Parte 2
Borrachas
 

Mais de Borrachas (18)

Moldagem de borracha
Moldagem de borrachaMoldagem de borracha
Moldagem de borracha
 
Hidrolise
HidroliseHidrolise
Hidrolise
 
09 iniciador para poliolefinas
09   iniciador para poliolefinas09   iniciador para poliolefinas
09 iniciador para poliolefinas
 
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
Introdução aos Polietilenos Reticulados – “XLPEs”
 
Modificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
Modificação de Polipropileno com Peróxidos OrgânicosModificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
Modificação de Polipropileno com Peróxidos Orgânicos
 
XLPE em condutores elétricos
XLPE em condutores elétricosXLPE em condutores elétricos
XLPE em condutores elétricos
 
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICASCOMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
COMPOSTOS POLIMÉRICOS CONTENDO CARGAS INORGÂNICAS
 
Vulcanização
VulcanizaçãoVulcanização
Vulcanização
 
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachasTabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
Tabela de abreviaturas para compostos de plásticos e borrachas
 
Reciclagem da borracha
Reciclagem da borrachaReciclagem da borracha
Reciclagem da borracha
 
Molas coxins - Dimensionamento Estático
Molas coxins - Dimensionamento EstáticoMolas coxins - Dimensionamento Estático
Molas coxins - Dimensionamento Estático
 
Molas coxins - Dimensionamento dinâmico
Molas coxins - Dimensionamento dinâmicoMolas coxins - Dimensionamento dinâmico
Molas coxins - Dimensionamento dinâmico
 
Molas coxins - Cálculos
Molas coxins - CálculosMolas coxins - Cálculos
Molas coxins - Cálculos
 
Molas coxins
Molas coxinsMolas coxins
Molas coxins
 
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borrachaCustos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
Custos e preço de vendas na indústria de artefatos de borracha
 
Correias transportadoras - Parte 4
Correias transportadoras - Parte 4Correias transportadoras - Parte 4
Correias transportadoras - Parte 4
 
Correias transportadoras - Parte 3
Correias transportadoras - Parte 3Correias transportadoras - Parte 3
Correias transportadoras - Parte 3
 
Correias transportadoras - Parte 2
Correias transportadoras - Parte 2Correias transportadoras - Parte 2
Correias transportadoras - Parte 2
 

Último

AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
Consultoria Acadêmica
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
carlos silva Rotersan
 
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
marcosmpereira
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
Consultoria Acadêmica
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Tronicline Automatismos
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
Vilson Stollmeier
 

Último (7)

AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
 
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
 

08 escolha da borracha

  • 1. CRITÉRIOS GERAIS PARA ESCOLHA DO TIPO DE POLÍMERO ELASTOMÉRICO V.J.Garbim Maio 2019 1
  • 2. INFORMAÇÕES IMPORTANTES • QUESTIONÁRIO DE DADOS TÉCNICOS-COMERCIAL: • É sempre de primordial importância obter-se a maior quantidade de informações possíveis sobre o artefato, suas condições de trabalho, características técnicas etc..., antes de iniciar qualquer estudo para desenvolvimento de nova peça ou avaliação de artigo existente sob analise.
  • 3. PONTO DE PARTIDA • REFERÊNCIAS PARA ESCOLHA: • Tendo analisado criteriosamente os dados iniciais recebidos e estando com plena segurança das características técnicas que o artefato deva apresentar, partimos para escolha da família de polímero elastomérico baseando-se no gráfico Figura 01 à seguir :-
  • 5. INTERPRETAÇÃO DO GRÁFICO • GRÁFICO ASTM D 2000 • TIPO = Resistência ao Calor durante 70 horas; • CLASSE = Inchamento Volumétrico Máximo Imersão em Óleo IRM 903 durante 70 horas; • Identificação da Família de Polímero Elastomérico • Tabela 1, explanação das informações do Gráfico Fig. 01
  • 6. TABELA COM INDICAÇÃO DAS BORRACHAS NORMALMENTE USADAS Tabela 01 TIPO E CLASSE TIPO TEMPERATURA CLASSE INCHAM. BORRACHAS NORMALMENTE INDICADAS A A A ( 70°C ) A ( S/REQ.) NR, IR, SBR, IIR, EPDM, BR A K A ( 70°C ) K ( 10% ) T ( Polissulfeto ) B A B ( 100°C ) A ( S/REQ.) EPDM, IIR, SBR P/ ALTAS TEMPER. B C B ( 100°C ) B ( 120%) CR ( Policloropreno ) B E B ( 100°C ) E ( 80%) CR ( Policloropreno ) B F B ( 100°C ) F ( 60% ) NBR ( Borracha Nitrílica ) B G B ( 100°C ) G ( 40%) NBR, AU ( Poliuretano Poliéster ) B K B ( 100°C ) K ( 10%) NBR ( Alto Teor de ACN ), T ( polis. ) C A C ( 125°C ) A ( S/REQ.) EPDM C E C ( 125°C ) E ( 80%) CSM ( Polietileno Clorsulfonado ) C H C ( 125°C ) H ( 30%) NBR ( Alto Teor de ACN ) ECO ( Epicloridrina ) D A D ( 150°C ) H ( S/REQ.) EPDM ( Cura por Peróxidos )
  • 7. TABELA COM INDICAÇÃO DAS BORRACHAS NORMALMENTE USADAS Tabela 01 “Continuação” TIPO E CLASSE TIPO TEMPERATURA CLASSE INCHAM. BORRACHAS NORMALMENTE INDICADAS D E D ( 150°C ) E ( 80%) CSM, CM ( Cura por Peróxidos ) D F D ( 150°C ) F ( 60% ) ACM ( Borrachas Poliacrílicas ) D H D ( 150°C ) H ( 30%) ACM ( Borrachas Poliacrílicas ) HNBR (Nitrílicas Hidrogenadas ) E E E ( 175°C ) E ( 80%) AEM ( Bor. Etileno-Metil-Acrilato ) E H E ( 175°C ) H ( 30%) ACM ( Alto Teor de Acrilatos ) F C F ( 200°C ) C ( 120% ) MQ ( Bor. Silicone Altas Prop. Mec.) F E F ( 200°C ) E ( 80%) MQ ( Borracha de Silicone ) F K F ( 200°C ) K ( 10%) FVMQ ( Borracha Fluor Silicone ) G E G ( 225°C ) E ( 80%) MQ ( Borracha de Silicone ) H K H ( 250°C ) K ( 10%) FKM ( Borrachas Fluorcarbônicas ) K K K ( 300°C ) K ( 10%) Perfluorelastômeros
  • 8. PROPRIEDADES GERAIS OFERECIDAS • Pré definida então, qual a família de borracha que mais se enquadra para atender as exigências básicas indicadas pelas referências “TIPO” e “CLASSE” torna-se necessário avançar adiante verificando que propriedades gerais ainda mais o elastômero escolhido pode oferecer. Daí, a Tabela 02, seguinte poderá ajudar.
  • 9. PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS, CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS Tabela 02 Famílias de Borrachas Desig. ASTM Principais Propriedades Aplicação Custo Borracha Natural NR Alta Tensão Ruptura; Alto Alongamento; Ótima Resist. Abrasão Pneus, Correias Transportadoras, coxins, uso geral Baixo Polisopreno IR “ “ “ “ “ Tampa de Medicamentos Bolas de Golfe, Uso Geral Médio Estireno Butadieno SBR “ “ “ “ “ Pneus, Correias Transportadoras artefatos de uso geral Baixo Borrachas Butílicas IIR Boas Propr. Mecânicas Impermeáveis a Gases Câmaras de Ar, Bladers, Amortecedores Médio Borracha de Etileno Propileno Dieno EPDM Boa Resist. ao Ozônio, Intempéries e Isolamento Elétrico Guarnições e Mangueiras Automotivas, Revest. de Condutores Elétricos Baixo Polibutadieno BR Alta Resist. a Abrasão Boa Resistência a Baixas Temperaturas Combinação do NR, SBR, NBR, CR, Pneus e Artefatos de Uso Geral Baixo
  • 10. PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS, CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS Tabela 02 “CONTINUAÇÃO” Famílias de Borrachas Desig. ASTM Principais Propriedades Aplicação Custo Polissulfetos T Alta resistência a Derivados de Petróleo Peças p/ contato com Derivados de Petróleo, Tintas, Impermeabiliz. Médio Policloropreno CR Regular Resist. Derivados de Petróleo, Boa Resist. a Água salobra, Intempéries Artigos Automotivos, Correias Diversas, Artefatos em Geral Médio Borracha Nitrílica NBR Boa Resist. a Derivados de Petróleo, e a Flúidos Apolares Vedações, Mangueiras, Peças Automotivas e industriais em geral Baixo Poliuretano Poliéster AU Boa Resist. a Derivados de Petróleo, Ótima Resist. à Abrasão Vedações, Mangueiras, Rodas, Solados Resistentes a Abrasão Médio Poliuretano Poliéter EU Boa Resist. à Abrasão e a Hidrólise Solados e Artigos em contato com Umidade Médio Polietileno Clorosulfonado CSM Boa Resist. Intempéries, Boa Resist. a Derivados de Petróleo Mangueiras Automotivas, Vedações, Tintas, Impermeabilizantes Médio
  • 11. PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS, CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS Tabela 02 “CONTINUAÇÃO” Famílias de Borrachas Desig. ASTM Principais Propriedades Aplicação Custo Polietileno Clorado CM Boa Resist. à Intempéries Boa Resist. à Derivados de Petróleo Mangueiras Automotívas, Modificador de Impacto para PVC Rígido Baixo Borracha de Epicloridrina ECO Boas Propriedades Mecânicas, Boa Resist. a Derivados de Petróleo Artigos Automotivos, Mangueiras, Vedações, Outros Artefatos Médio Borrachas Poliacrílicas ACM AEM Boa Resist. a Derivados de Petróleo e a Elevadas Temperaturas Vedações, Mangueiras, Peças Automotivas e industriais em geral Elevado Borracha Nitrílica Hodrogenada HNBR Boa Resist. a Derivados de Petróleo e a Elevadas Temperaturas Vedações, Mangueiras, Peças Automotivas e Industriais em geral Elevado Borracha de Silicone MQ Boa Resist. a Baixas e a Elevadas Temperaturas, Ótimo Isolamento Eletrico Magueiras, Guarnições, Revestimento de Condutores Elétricos Médio Borracha de Silicone Fluorado FVMQ Boa Resist. Elevadas Temperaturas,Boa Resist. a Derivados de Petróleo Mangueiras, Vedações, Guarnições, Outros Artefatos Elevado
  • 12. PRINCIPAIS FAMÍLIAS DE BORRACHAS, CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES GERAIS Tabela 02 “CONTINUAÇÃO” Famílias de Borrachas Desig. ASTM Principais Propriedades Aplicação Custo Borracha FluorCarbônica FPM FKM Boa Resist. à Altas Temperaturas Elevada Resist. à Derivados de Petróleo Vedações e Mangueiras Automotívas, Peças Técnicas diversas Elevado Perfluorelastômero ------ Excelente Resist. a Elavadas Temperaturas e a Produtos Químicos Peças Técnicas de Elevada Performance Muito Elevado
  • 13. INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O ELASTÔMERO CONSIDERANDO AS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTEFATO • Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:- • Borracha de cadeias insturadas vulcaniza por enxofre; • Quanto maior a instauração, maior será o estado de cura; • Borrachas de cadeias insaturadas requerem antidegradantes; • Borrachas de cadeias saturadas somente vulcanizam por peróxidos; • Borrachas de cadeias saturadas não necessitam de antidegradantes; • Borracha de viscosidade mais elevada assimilam maiores quantidades de cargas e plastificantes;
  • 14. FORMAÇÃO ESTRUTURAL DE ALGUNS ELASTÔMEROS
  • 15. INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O ELASTÔMERO CONSIDERANDO AS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO ARTEFATO • Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:- • Borrachas de viscosidade mais elevada possibilita a produção de artefatos de menor dureza; • Borracha de viscosidade mais elevada oferecem melhores propriedades mecânicas aos artefatos; • Borrachas com menor viscosidade tende a expandir melhor;
  • 16. INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O ELASTÔMERO CONSIDERANDO A PROCESSABILIDADE DO COMPOSTO • Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:- • Borrachas de viscosidade mais elevada oferece maior dificuldade no processamento de mistura; • Borrachas de viscosidade mais elevada deverão ser escolhidas quando o artefato será moldado por compressão; • Borrachas de viscosidade menor oferecem melhor processamento de mistura; • Borrachas de menor viscosidade são mais indicadas para produção de compostos para artefatos moldados por injeção e transferência.
  • 17. INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES SOBRE O ELASTÔMERO CONSIDERANDO A PROCESSABILIDADE DO COMPOSTO • Definida a Família de Elastômero ainda Considerar:- • Borrachas com a distribuição do peso molecular médio estreito são mais indicadas para compostos para injeção e transferência; • Borrachas com a distribuição do peso molecular médio largo são mais indicados para compostos para extrusão e calandragem;
  • 18. FIGURAS COMPARATIVAS SOBRE DISTRIBUIÇÃO DO PESO MOLECULAR MÉDIO
  • 19. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA NATURAL “NR” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Faixa de Dureza ........ de 25 Shore A a 45 Shore D Banda de Rodagem de Pneus; Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,93 g/cm3 Coxins e Amortecedores; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 30 Mpa Revestimentos Anti-abrasivos; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Vedações para Alcoois e Glicois; Alta Resiliência ...................................... > 70 % Peças Sujeitas a Choques e Pancadas; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Correias Transportadoras p/ Mat. Abrasivos Boas Propr. Altas Temperatura até .............. 80°C Revestimentos de Rolos e Cilindros; Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 15 % Tambores e Roletes p/ Correias Transp. Excelente Resist. à Abrasão ................ < 40 mm3 Pisos e Solados Isolantes Elétricos; Bom Tack e Adesão a Substratos; Outros Bom Isolamento Elétrico; Não Resiste a Derivados de Petróleo; Não Resiste a Solventes Orgânicos; Pouco Resistente a Solventes Clorados; Boa Resistência a Alcoois e Glicois; Boa Resistência a Fadiga Dinâmica
  • 20. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA ESTIRENO bUTADIENO “SBR” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Polímero Puro ou Estendido em Óleo Peças Técnicas de Baixo Custo Faixa de Dureza ........ de 20 Shore A a 40 Shore D Banda de Rodagem de Pneus Leves Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,90 g/cm3 Lateral de Pneus; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 25 Mpa Peças de Uso Geral; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 450 % Artefatos c/ Boa Resistência Abrasão ; Alta Resiliência ...................................... > 55 % Peças Sujeitas a Choques e Pancadas; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Correias Transportadoras Boas Propr. Altas Temperatura até .............. 80°C Revestimentos de Rolos e Cilindros; Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 20 % Tambores e Roletes p/ Correias Transp. Excelente Resist. à Abrasão ................ < 50 mm3 Pisos, Solados e Mantas Industriais ; Bom Tack e Adesão a Substratos; Rodas e Rodízios p/ Carrinhos e Empeilhadeiras Regular Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados Não Resiste a Derivados de Petróleo; Outros Não Resiste a Solventes Orgânicos; Pouco Resistente a Solventes Clorados; Boa Resistência a Alcoois e Glicois; Boa Resistência a Fadiga Dinâmica
  • 21. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA BUTADIENO ACRILONITRILA “NBR” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Faixa de Dureza ............. 30 Shore A a 85 Shore A Mangueiras p/ Óleos, Solventes; Combustíveis; Peso Específico ( Polímero ) ................ 1,0 g/cm3 Mangueiras para Gases de Petróleo; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 20 Mpa Vedações Diversas, Anéis, Gaxetas, etc... ; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Revestimento Tanques p/ Deriv. De Petróleo ; Média Resiliência ................................... > 60 % Artigos Condutores de Eletricidade Estática; Boas Propr. Baixas Temperaturas os Grades Contendo Menor Teor de Acrilonitrila ....... 40 °C Revestimento de Rolos e Cilindros para Máquinas Gráficas e de Filmes Plásticos Boas Propr. Altas Temperatura até ........... 100°C Peças Diversas para Tecelagens; Baixa Deform. Perman. Compressão ......... < 20 % Solas para Calçados de Segurança. Boa Resistência à Abrasão Pisos e Solados Industriais Antietáticas; Bom Tack e Adesão a Substratos; Colas, Adesivos e Impermeabilizantes Não é Isolante Elétrico; Perfis Extrusados Excelente Resist. Derivados de Petróleo, Princ. os Grades c/ Maior Teor de Acrilonitrila; Outros Ótima Resistencia a Solventes Orgânicos; Boas Propriedades Antiestáticas; Baixa Permeabilidade a Gases
  • 22. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA “ EPDM” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Polímero Puro ou Estendido em Óleo Peças Técnicas de Baixo Custo; Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Artefatos Expostos ao Intemperísmo; Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,86 g/cm3 Artigos Contato c/ Alcoois, Ácidos, Deterg.; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 17 Mpa Peças p/ Sujeitas a Altas Temper. Até 125°C; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 300 % Rolos e Cilindros p/ Industrias Texteis ; Alta Resiliência ...................................... > 35 % Vedações para Vapor d’Água; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 40 °C Revestimentos Isolantes Elétricos; Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 125°C Guarnições Automotivas; Regular Deform. Perman. Compressão ....... ~40 % Mangueiras de Radiador e Freios Automotivos; Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Modificador de Óleo Lubrificante Automotivo; Boa Resist. Química a Ácidos, Alcoois e Cetonas Modificador de Impacto p/ Polipropileno Excelente Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados p/ Construção Civil; Baixa Resistencia Derivados de Petróleo; Outros. Não Resiste a Solventes Orgânicos; Pouco Resistente a Solventes Clorados; Boa Resist. Soluções de Detergentes Aquecidos Boa Resist. Fluidos Polares Solv. Oxigenados Alta Impermeabilidade a Água
  • 23. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA BUTÍLICAS “IIR” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Polímero Puro ou Halogenados ( Cloro / Bromo ) Câmara de Ar para Pneus de Caminhões; Faixa de Dureza ........ de 40 Shore A a 85 Shore A Revestimento Interno de Pneus s/ Câmara; Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,96 g/cm3 Mangueiras para Gás; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 20 Mpa Peças p/ Contato c/ Ácidos, Álcalis , Ésters; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 500 % Artigos p/ Contato c/ Ólelos Vegetais, Animais ; Baixa Resiliência ................................... > 80 % Artigos p/ Contato c/ Solventes Polares e Oxig.; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 10 °C Amortecedores de Vibrações e Pancadas; Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 150°C Bladers para Vulcanização de Pneus; Regular Deform. Perman. Compressão ....... ~30 % Peças p/ Contatocom Vapor d’Água; Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Correias Transp p/ Materiais Aquecidos; Boa Resist. Química a Ácidos, Álcalis e Ésteres Outros. Alta Histerése e Amortecimento de Vibrações; Baixa Resistencia Derivados de Petróleo; Ótima Resist. a Óleos Vegetais e Animais; Pouco Resistente a Solventes Clorados; Bom Tack e Adesão a Substratos Boa Resist. Fluidos Polares Solv. Oxigenados Alta Impermeabilidade a Gases
  • 24. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA POLICLOROPRENO “ CR” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Artefatos Expostos ao Intemperísmo; Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,96 g/cm3 Jaquetas para Fios e Cabos Elétricos; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 25 Mpa Correias Transportadoras e de Transmissão; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 400 % Mangueiras Autom. p/ Sist. de Arrefecimento; Regular Resiliência ................................ > 50 % Mangueiras p/ Bombeiros; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 35 °C Gaxetas e Guarnições p/ Vedações; Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 110°C Guarda-pó e Coxins Automotivos; Baixa Deform. Perman. Compressão .......... < 30 % Almofadas de Apoio p/ Pontes e Viadutos; Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Revestimento de Rolos para Siderúrgicas; Regular Resist. a Derivados de Petróleo Colas e Adesivos p/ Calçados e Outras Ótimo Tack e Adesão a Substratos; Perfis Extrusados p/ Construção Civil; Excelente Resist. ao Envelhecimento; Lençóis Calandrados; É auto extinguível à Chama; Outros. Boa Resist. a Solventes Clorados e Oxig. Diluidos; Boa Resist. a Água e Água Salobra Boa Resist. a Ácidos e Álcalis Fracos Boa Resistência à Abrasão
  • 25. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA FLUORCARBÔNICAS “ FKM ou FPM” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Polímero Cura por Aminas; Bisfenol ou Peróxidos Peças p/ Contato c/ Prod. Químicos Agrecivos; Faixa de Dureza ........ de 55 Shore A a 85 Shore A Mangueiras para Combústíveis; Peso Específico ( Polímero ) ................ ~ 1,8 g/cm3 Diafragmas, Retentores Gaxetas, Ó-rings.; Boa Tensão de Ruptura ........................ > 12 Mpa Peças p/ Sujeitas a Altas Temper. Até 300°C; Baixo Alongamento à Ruptura ............... > 200 % Vedações Diversas para Derivados de Petróleo Regular Resiliência ................................ > 55 % Vedações para Vapor d’Água; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 30 °C Outros Artigos de Aplicações Correlatas Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 300°C Baixa Deform. Perman. Compressão .......... ~ 20 % Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Baixa Resist. a Cetonas e Solventes Polares Baixo Isolamento Elétrico; Excelente Resistencia Derivados de Petróleo; Boa Resist. a Produtos Químicos Diversos; Pouca Resist. a Solventes Clorados; Boa Resist. Soluções de Detergentes Aquecidos
  • 26. TABELAS COM INFORMAÇÕES GERAIS COMPLEMENTARES BORRACHA SILICONE “ MQ” CARACTERÍSTICAS GERAIS BÁSICAS ALGUMAS APLICAÇÕES Polímero Vinílico, Fenílico ou Fluorado Vedações p/ condições de Altas Temperaturas; Faixa de Dureza ........ de 30 Shore A a 80 Shore A Isolantes Elétricos em Geral; Peso Específico ( Polímero ) ................ 0,98 g/cm3 Vedações p/ Transformadores Elétricos; Alta Tensão de Ruptura ........................ > 9,0 Mpa Peças Sujeitas a Altas Temper. Até 300°C; Alto Alongamento à Ruptura ................. > 700 % Peças Sujeitas a Baixas Temperaturas – 60°C ; Alta Resiliência ...................................... > 60 % Artefatos para Aeronaves; Boas Propr. Baixas Temperaturas até .... - 60 °C Vedações de Auto Forno de Siderúrgicas; Boas Propr. Altas Temperatura até ............ 300°C Vedações para Reatores Nucleáres; Baixa Deform. Perman. Compressão ........ < 20 % Artigos Médicos e Farmacêuticos ; Excelente Resist. a Ozônio e Intempéries e UV Artigos em Contato com Alimentos; Baixa Resist. a Ácidos, Álcalis e Solventes Revestimentos de Rolos Especiais Excelente Isolamento Elétrico; Perfis Extrusados p/ Construção Civil; Baixa Resistencia a Derivados de Petróleo ( Exceto os Fluorados ) Outros. Baixa Resistencia a Abrasão; Bom Tack e Adesão a Substratos; Indicado p/ Contato com Prod. Alimentícios Anti aderente p/ Fitas Adesivas Baixa Impermeabilidade a Água e Vapor d’Água
  • 27. LITERATURAS TÉCNICAS • Algumas tabelas vistas acima nos fornece ainda dados interessantes para bases preliminares na escolha dos Polímeros Elastoméricos, porém; • Importantíssimo sempre ter em mãos e consultar, estudar, interpretar e entender com máximo de esmero todas as literaturas técnicas sobre os Polímeros e demais ingredientes de composição. • Mais Informações Conscientes, menor riscos de erros.
  • 28. OBRIGADO FIQUEM COM DEUS Mais Informações :- www.slideshare.net/borrachas/documents 28
  • 29. CONCLUSÃO ESPERAMOS TER PODIDO ATINGIR AS ESPECTATIVAS DESTES TANTOS AMIGOS QUE COMO NÓS OUTROS DESPREENDE DE HORAS A FIO NA BUSCA E TROCAS DE INFORMAÇÕES SOBRE ESTA ATRAENTE CIÊNCIA QUE É O MUNDO DE BORRACHA Muito Sucesso a Todos. Fiquem com DEUS A:.G:.D:.G:.A:.D:.U:. V.J.GARBIM – Maio 2019