O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil

12.598 visualizações

Publicada em

História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil

  • Seja o primeiro a comentar

História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil

  1. 1. História do Ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
  2. 2. 1500 <ul><li>Com a chegada dos colonizadores, a língua portuguesa começou a ser ensinada aos índios informalmente pelos jesuítas. Posteriormente, foi considerada a primeira Língua Estrangeira falada no Brasil. </li></ul>
  3. 3. 1750 <ul><li>Com a expulsão dos jesuítas e a proibição do ensino e do uso do tupi, o português virou língua oficial. Os objetivos eram enfraquecer o poder da Igreja Católica e organizar a escola pra servir aos interesses do Estado. </li></ul>
  4. 4. 1759 <ul><li>O alvará de 28 de julho determinou aulas de Gramática Latina e Grega, que continuaram como disciplinas dominantes na formação dos alunos e eram ministradas nos moldes jesuíticos. </li></ul>
  5. 5. 1808 <ul><li>Durante o período colonial, a língua francesa era ministrada somente nas escolas militares. Com a chegada da família real, esse idioma e o inglês foram introduzidos oficialmente no currículo. </li></ul>
  6. 6. 1889 <ul><li>Depois da Proclamação da República, as línguas inglesa e alemã passaram a ser opcionais nos currículos escolares. Somente no fim do século 19 elas se tornaram obrigatórias em algumas séries. </li></ul>
  7. 7. 1942 <ul><li>Na Reforma Capanema, durante o Governo de Getúlio Vargas (1882-1954), latim, francês e inglês eram matérias presentes no antigo ginasial. Já no colegial, as duas primeiras continuavam, mas o espanhol substituiu o latim. </li></ul>
  8. 8. 1945 <ul><li>Lançamento do Manual de Espanhol, de Idel Becker (1910-1994), que por muito tempo foi a única referência didática do ensino do idioma. Idel, argentino naturalizado brasileiro, tornou-se um dos pioneiros das pesquisas na área. </li></ul>
  9. 9. 1961 <ul><li>A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) retira a obrigatoriedade do ensino de línguas estrangeiras no colegial e deixa a cargo dos estados a opção pela inclusão nos currículos das últimas quatro séries do ginasial. </li></ul>
  10. 10. 1976 <ul><li>Com a Resolução 58/76 do MEC, há um resgate parcial do ensino de línguas estrangeiras modernas nas escolas. É decretada a obrigatoriedade de ensino no colegial, não no ginasial. </li></ul>
  11. 11. 1978 <ul><li>Evento realizado na UFSC foi pioneiro no Brasil, contrapondo-se as idéias estruturalistas do método audiolingual, disseminando a abordagem comunicativa. </li></ul>
  12. 12. 1996 <ul><li>Nova LDB torna obrigatório o ensino de línguas a partir da 5a. série do Ensino Fundamental. No Ensino Médio, seria incluída uma língua estrangeira moderna, escolhida pela comunidade, e uma segunda língua estrangeira opcional. </li></ul>
  13. 13. 1998 <ul><li>Publicação dos PCNs de 5a.a 8a. Séries listou objetivos do ensino de línguas estrangeiras, sugerindo uma abordagem sociointeracionista associada à transversalidade de temas. </li></ul>
  14. 14. 2000 <ul><li>Nos PCNs do Ensino Médio, a língua estrangeira assume a função de veículo de acesso ao conhecimento para levar o aluno a comunicar-se de maneira adequada em diferentes situações. </li></ul>
  15. 15. 2005 <ul><li>A Lei 11.161 instituiu a obrigatoriedade do ensino de espanhol. Conselhos Estaduais de Educação elaboram normas para que a medida seja implantada em 5 anos, de acordo com a peculiaridade de cada região. </li></ul>
  16. 16. 2007 <ul><li>Foram desenvolvidas novas orientações ao Ensino Médio na publicação do PCN+, com sugestões de procedimentos pedagógicos adequados às transformações sociais e culturais do mundo contemporâneo. </li></ul>
  17. 17. FONTES <ul><li>Revista Nova Escola, Agosto 2008. </li></ul><ul><li>www.unb.br/il/let/helb/ História do Ensino de Línguas no Brasil – Programa de pós-graduação em Lingüística Aplicada da UNB </li></ul>

×