SlideShare uma empresa Scribd logo

Metodologia de Ensino de Língua Inglesa

Trabalho de apresentação sobre a resenha do livro Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural. Postagem para a avaliação final do trabalho feito por alunas do curso de graduação de Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

1 de 30
Baixar para ler offline
Universidade Presbiteriana Mackenzie
Curso de Letras
Metodologia de Ensino de Língua Inglesa
Fernanda Basílio
Fernanda Mineto
Leticia Costa
Abril 2015
Resenha do Livro
HANNA, Vera L. Harabagi. Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural. São
Paulo: Editora Mackenzie.2012.
(Coleção Conexão Inicial; v.2)
Introdução
Introdução
O objetivo que segue neste trabalho trata-se de
língua, cultura e comunicação. Dentro dessas
vertentes, há apontamentos e estudos de como
a cultura é indispensável para o ensino de
língua estrangeira, nos levando assim a
reflexões que englobam globalização,
ciberespaço, tecnologia e de como o ensino
lida com esta grande variação que abrange
diferentes mídias e meios de comunicação.
Capítulo 4
Interação e criatividade num
ambiente comunicativo
p. 57-67
A melhor maneira de se
aprender a interagir é por
meio da própria interação
• “a melhor maneira de se aprender a
interagir é por meio da própria interação”
(HANNA, Vera. p.57), ou seja, permitir que
os educandos apontem questionamentos
e posicionamentos em sala de aula;
• Para o aprendizado da língua estrangeira
é importante ouvir, falar, ler e escrever;
A melhor maneira de se aprender a
interagir é por meio da própria interação
• O professor deve cumprir papéis de
condutor, controlador, gerente, facilitador e
aconselhador;
• Para exercitar essas quatro habilidades
pode-se:
Desenvolver trabalhos em dupla, praticar
leituras interativas com a sala, dialogar com
o aluno, utilizar aparelhos multimídia para
desenvolver a escuta (textos autênticos);

Recomendados

como fazer sequência didática
como fazer sequência didáticacomo fazer sequência didática
como fazer sequência didáticaprimeiraopcao
 
Monografia: A prática da Leitura no Ensino de Lingua Inglesa
Monografia: A prática da Leitura no Ensino de Lingua InglesaMonografia: A prática da Leitura no Ensino de Lingua Inglesa
Monografia: A prática da Leitura no Ensino de Lingua Inglesagleudivania
 
Boas práticas de língua inglesa na escola pública
Boas práticas de língua inglesa na escola públicaBoas práticas de língua inglesa na escola pública
Boas práticas de língua inglesa na escola públicaerikavivih
 
Projeto o mundo ortográfico
Projeto o mundo  ortográficoProjeto o mundo  ortográfico
Projeto o mundo ortográficoaguadocedonorte
 
A importância de falar inglês
A importância de falar inglêsA importância de falar inglês
A importância de falar inglêsJuliane Simonaggio
 
1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leitura1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leituramauriliojr
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazeronisse
 
Samba Do Approach
Samba Do ApproachSamba Do Approach
Samba Do Approachguest569bc5
 
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratores
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratoresGêneros , tipologia textual, descritores e distratores
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratoresRenato Rodrigues
 
Apresentação do Projeto Leitura
Apresentação do Projeto LeituraApresentação do Projeto Leitura
Apresentação do Projeto Leituraprof_roseli_barbosa
 
PROJETO POEMA & POESIA
PROJETO POEMA & POESIAPROJETO POEMA & POESIA
PROJETO POEMA & POESIAPaulo David
 
Produção e intervenção de textos sme 2013
Produção e intervenção de textos sme 2013Produção e intervenção de textos sme 2013
Produção e intervenção de textos sme 2013Rosemary Batista
 
Diário de bordo capa
Diário de bordo    capaDiário de bordo    capa
Diário de bordo capaMarilia Paula
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.Mary Alvarenga
 
Projeto Sala de Leitura PPT
Projeto Sala de Leitura PPTProjeto Sala de Leitura PPT
Projeto Sala de Leitura PPTLUCIA JANDER
 
Linguagem formal e informal.pptx
Linguagem formal e informal.pptxLinguagem formal e informal.pptx
Linguagem formal e informal.pptxGuaraciMarques
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoElieneDias
 
Sequência didática poema
Sequência didática   poemaSequência didática   poema
Sequência didática poemaAnalú Lúcia
 
Slides conselho escolar
Slides conselho escolarSlides conselho escolar
Slides conselho escolarcezarjeri
 
meios de comunicação - sinais libras
meios de comunicação - sinais libras meios de comunicação - sinais libras
meios de comunicação - sinais libras GabiLopez28
 

Mais procurados (20)

Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazer
 
Samba Do Approach
Samba Do ApproachSamba Do Approach
Samba Do Approach
 
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratores
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratoresGêneros , tipologia textual, descritores e distratores
Gêneros , tipologia textual, descritores e distratores
 
Apresentação do Projeto Leitura
Apresentação do Projeto LeituraApresentação do Projeto Leitura
Apresentação do Projeto Leitura
 
PROJETO POEMA & POESIA
PROJETO POEMA & POESIAPROJETO POEMA & POESIA
PROJETO POEMA & POESIA
 
Soletrando 2016
Soletrando 2016   Soletrando 2016
Soletrando 2016
 
Ppt artur gomes ortografia
Ppt artur gomes ortografiaPpt artur gomes ortografia
Ppt artur gomes ortografia
 
Produção e intervenção de textos sme 2013
Produção e intervenção de textos sme 2013Produção e intervenção de textos sme 2013
Produção e intervenção de textos sme 2013
 
PCN- Lingua Estrangeira
PCN- Lingua Estrangeira PCN- Lingua Estrangeira
PCN- Lingua Estrangeira
 
PDF:Projeto Interdisciplinar com músicas- Vem cantar comigo! – Pronta para im...
PDF:Projeto Interdisciplinar com músicas- Vem cantar comigo! – Pronta para im...PDF:Projeto Interdisciplinar com músicas- Vem cantar comigo! – Pronta para im...
PDF:Projeto Interdisciplinar com músicas- Vem cantar comigo! – Pronta para im...
 
BNCC - LINGUAGENS
BNCC - LINGUAGENSBNCC - LINGUAGENS
BNCC - LINGUAGENS
 
Diário de bordo capa
Diário de bordo    capaDiário de bordo    capa
Diário de bordo capa
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
 
Oficina consciência fonológica (apostila)
Oficina  consciência fonológica (apostila)Oficina  consciência fonológica (apostila)
Oficina consciência fonológica (apostila)
 
Projeto Sala de Leitura PPT
Projeto Sala de Leitura PPTProjeto Sala de Leitura PPT
Projeto Sala de Leitura PPT
 
Linguagem formal e informal.pptx
Linguagem formal e informal.pptxLinguagem formal e informal.pptx
Linguagem formal e informal.pptx
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - Avaliação
 
Sequência didática poema
Sequência didática   poemaSequência didática   poema
Sequência didática poema
 
Slides conselho escolar
Slides conselho escolarSlides conselho escolar
Slides conselho escolar
 
meios de comunicação - sinais libras
meios de comunicação - sinais libras meios de comunicação - sinais libras
meios de comunicação - sinais libras
 

Destaque

Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoPlano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoFabio Lemes
 
Ensino e aprendizagem de língua inglesa
Ensino e aprendizagem de língua inglesaEnsino e aprendizagem de língua inglesa
Ensino e aprendizagem de língua inglesashaianebandeira
 
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...Lourdes Rocha
 
História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
História do ensino de Línguas Estrangeiras no BrasilHistória do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasilsilvana_pohl
 
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasAulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasMaria Vieira
 
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5Dani Ferreira
 
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICA
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICAO ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICA
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICALara Ferreira
 
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...Joyce Fettermann
 
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...Adriano Aquino NT
 
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustrationNemésio Garcia
 
A leitura em sala de aula de língua inglesa
A leitura em sala de aula de língua inglesaA leitura em sala de aula de língua inglesa
A leitura em sala de aula de língua inglesaUNEB
 
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...liliandsferreira
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionaisParâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionaisCRIS TORRES
 
PCN Ensino Médio
PCN Ensino Médio PCN Ensino Médio
PCN Ensino Médio corescolar
 
Ensinando Inglês através da Música clips
Ensinando Inglês através da Música clipsEnsinando Inglês através da Música clips
Ensinando Inglês através da Música clipsMarina
 

Destaque (20)

Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoPlano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
 
Ensino e aprendizagem de língua inglesa
Ensino e aprendizagem de língua inglesaEnsino e aprendizagem de língua inglesa
Ensino e aprendizagem de língua inglesa
 
AS QUATRO HABILIDADES
AS QUATRO HABILIDADESAS QUATRO HABILIDADES
AS QUATRO HABILIDADES
 
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...
Monongrafia - O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E AS SUAS NOVAS ABORDAGENS METODOLÓG...
 
História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
História do ensino de Línguas Estrangeiras no BrasilHistória do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
História do ensino de Línguas Estrangeiras no Brasil
 
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasAulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
 
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5
RESENHA - LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CAP 1 E 5
 
Pcn
PcnPcn
Pcn
 
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICA
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICAO ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICA
O ENSINO DO INGLÊS ATRAVÉS DA MÚSICA
 
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...
O ensino da Língua Inglesa e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comu...
 
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...
A língua inglesa no ensino médio verificando a aplicação da abordagem comunic...
 
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - BakhtinMarxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
Marxismo e filosofia da linguagem - Bakhtin
 
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration
10 article schutz_historia da lingua inglesa_no ilustration
 
A leitura em sala de aula de língua inglesa
A leitura em sala de aula de língua inglesaA leitura em sala de aula de língua inglesa
A leitura em sala de aula de língua inglesa
 
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...
Inglês, Espanhol e Francês: a importância das línguas estrangeiras no mercado...
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionaisParâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais
 
Marxismo e filosofia da linguagem
Marxismo e filosofia da linguagemMarxismo e filosofia da linguagem
Marxismo e filosofia da linguagem
 
Pcn´s língua portuguesa
Pcn´s língua portuguesaPcn´s língua portuguesa
Pcn´s língua portuguesa
 
PCN Ensino Médio
PCN Ensino Médio PCN Ensino Médio
PCN Ensino Médio
 
Ensinando Inglês através da Música clips
Ensinando Inglês através da Música clipsEnsinando Inglês através da Música clips
Ensinando Inglês através da Música clips
 

Semelhante a Metodologia de Ensino de Língua Inglesa

Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto cultural
Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto culturalLínguas Estrangeiras: o ensino em um contexto cultural
Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto culturalmarinasba
 
Resenha Hévila e Priscila - 4A
Resenha Hévila e Priscila - 4AResenha Hévila e Priscila - 4A
Resenha Hévila e Priscila - 4Apriscilacarvalho23
 
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - Mackenzie
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - MackenzieLinguas estrangeiras - Vera Hanna - Mackenzie
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - MackenzieCamila Ferreira
 
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...Cristiane Trindade
 
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa Miranda
 
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa Miranda
 
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e Gustavo
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e GustavoMetodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e Gustavo
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e GustavoVanessa Miranda
 
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...Gustavo Guimarães Gonçalves
 
Once Upon a Time um inglês. - Graziella, Laísa, Katharine.
Once Upon a Time um inglês. -  Graziella, Laísa, Katharine.Once Upon a Time um inglês. -  Graziella, Laísa, Katharine.
Once Upon a Time um inglês. - Graziella, Laísa, Katharine.Graziella Marino
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiAdriana Takamori
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiAdriana Takamori
 
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Adriana Takamori
 
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5Línguas Estrangeiras cap 4 e 5
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5juescames
 
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97Aparecida Moreira
 
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...Tarcisio Wallen
 
Ana claudia de assis thais pereira dos santos ferreira
Ana claudia de assis   thais pereira dos santos ferreiraAna claudia de assis   thais pereira dos santos ferreira
Ana claudia de assis thais pereira dos santos ferreiraAna Assis
 
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...Joyce Fettermann
 
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...Elaine Teixeira
 

Semelhante a Metodologia de Ensino de Língua Inglesa (20)

Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto cultural
Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto culturalLínguas Estrangeiras: o ensino em um contexto cultural
Línguas Estrangeiras: o ensino em um contexto cultural
 
Resenha Hévila e Priscila - 4A
Resenha Hévila e Priscila - 4AResenha Hévila e Priscila - 4A
Resenha Hévila e Priscila - 4A
 
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - Mackenzie
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - MackenzieLinguas estrangeiras - Vera Hanna - Mackenzie
Linguas estrangeiras - Vera Hanna - Mackenzie
 
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...
Línguas estrangeiras: O ensino em um contexto cultural - Vera Lucia Harabagi ...
 
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
 
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 aVanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
Vanessa miranda-e-gustavo-guimaraes-4 a
 
Vanessa 4 a
Vanessa 4 aVanessa 4 a
Vanessa 4 a
 
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e Gustavo
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e GustavoMetodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e Gustavo
Metodologia do Ensino de Lingua Inglesa Vanessa e Gustavo
 
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...
Resenha do Livro: Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural - HA...
 
Once Upon a Time um inglês. - Graziella, Laísa, Katharine.
Once Upon a Time um inglês. -  Graziella, Laísa, Katharine.Once Upon a Time um inglês. -  Graziella, Laísa, Katharine.
Once Upon a Time um inglês. - Graziella, Laísa, Katharine.
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
 
Camila de Oliveira Barbosa
Camila de Oliveira Barbosa Camila de Oliveira Barbosa
Camila de Oliveira Barbosa
 
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
 
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5Línguas Estrangeiras cap 4 e 5
Línguas Estrangeiras cap 4 e 5
 
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
 
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...
Um curso, uma rede social e sua contribuicao para o ensino de linguas estrang...
 
Ana claudia de assis thais pereira dos santos ferreira
Ana claudia de assis   thais pereira dos santos ferreiraAna claudia de assis   thais pereira dos santos ferreira
Ana claudia de assis thais pereira dos santos ferreira
 
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...
NOVOS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO E APRENDIZAGEM PARA O PROFESSOR DE INGLÊS NA ERA...
 
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...
A multimodalidade como recurso pedagógico para a prática do letramento em lín...
 

Último

Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...apoioacademicoead
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 

Último (20)

Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
Elabore uma apresentação em PowerPoint em que você possa definir como a teolo...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 

Metodologia de Ensino de Língua Inglesa

  • 1. Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso de Letras Metodologia de Ensino de Língua Inglesa Fernanda Basílio Fernanda Mineto Leticia Costa Abril 2015 Resenha do Livro HANNA, Vera L. Harabagi. Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural. São Paulo: Editora Mackenzie.2012. (Coleção Conexão Inicial; v.2)
  • 3. Introdução O objetivo que segue neste trabalho trata-se de língua, cultura e comunicação. Dentro dessas vertentes, há apontamentos e estudos de como a cultura é indispensável para o ensino de língua estrangeira, nos levando assim a reflexões que englobam globalização, ciberespaço, tecnologia e de como o ensino lida com esta grande variação que abrange diferentes mídias e meios de comunicação.
  • 4. Capítulo 4 Interação e criatividade num ambiente comunicativo p. 57-67
  • 5. A melhor maneira de se aprender a interagir é por meio da própria interação • “a melhor maneira de se aprender a interagir é por meio da própria interação” (HANNA, Vera. p.57), ou seja, permitir que os educandos apontem questionamentos e posicionamentos em sala de aula; • Para o aprendizado da língua estrangeira é importante ouvir, falar, ler e escrever;
  • 6. A melhor maneira de se aprender a interagir é por meio da própria interação • O professor deve cumprir papéis de condutor, controlador, gerente, facilitador e aconselhador; • Para exercitar essas quatro habilidades pode-se: Desenvolver trabalhos em dupla, praticar leituras interativas com a sala, dialogar com o aluno, utilizar aparelhos multimídia para desenvolver a escuta (textos autênticos);
  • 7. Texto autêntico, material autêntico, autenticidade • Refere-se ao texto que foi criado para preencher um propósito cultural na língua; • Oferece chance do aluno interpretar uma informação de diversas formas; • Não foram criados para fins pedagógicos; • Competência gramatical e sociolinguística; • Música, teatro, HQs, filmes, piadas...
  • 8. Os textos autênticos e a contextualização sociocultural • O aluno ao utilizar o texto autêntico cria mais facilidade para se interessar sobre o assunto tratado, desenvolve o conhecimento inconscientemente e ainda há o didatismo que o professor deseja; • Com a ajuda da internet atualmente, a utilização desses textos autênticos ficou muito mais facilitada;
  • 9. Os projetos de trabalho • É uma abordagem de ensino em que são apresentados problemas para que os alunos terão que solucionar ou criarão projetos para desenvolver; • A tarefa de aprendizagem fica também encarregada do aluno, criando maior responsabilidade;
  • 10. A abordagem comunicativa: construção social • Acarreta na melhor preparação para aplicar fora da sala de aula todo o conhecimento adquirido durante o projeto; • É centrado na interação, contextualização; • Utiliza-se material autêntico; • Dá autonomia ao aluno para pesquisar da forma que deseja;
  • 11. A era pós- método • Com a utilização de vários meios multimídia, o professor não segue mais um método. O mesmo cria a sua própria forma de ensinar os seus alunos; • Utiliza formas que são mais confortáveis em sala de aula (seja para ele ou para os educandos);
  • 12. A era pós- método • Vale ressaltar que uma aula em uma sala de alunos de classe-média, por exemplo, não será aplicada mesma forma para uma sala com alunos de classe mais baixa. • Cada sala tem suas determinadas características e por esse motivo deve-se aplicar o aprendizado da língua estrangeira de uma forma diferenciada;
  • 13. A era pós- método • É de extrema importância que o professor saiba diferenciar cada característica das salas que leciona; • Conhecer os alunos com quem ensina é primordial para que a comunicação seja realizada; • O professor se adequando a sala, os alunos compreenderão de forma mais rápida a nova língua.
  • 15. Conclusão do capítulo 4 Este capítulo trata de abordagens que podem ser utilizadas no ensino de língua estrangeira. A geração Y, por exemplo, pede uma abordagem mais dinâmica em sala de aula para a aprendizagem. E, em cada geração uma nova especificidade para suprir a necessidade do público.
  • 16. Capítulo 5 Algumas questões comunicacionais para o terceiro milênio p. 71- 78
  • 17. O aprendizado de línguas num mundo globalizado A transnacionalização, os movimentos transfronteiriços de tecnologias, a intensificação de fluxos migratórios e turísticos que favorecem a aquisição de línguas e imaginários multiculturais, são questões comunicacionais para o terceiro milênio.
  • 18. Globish: um dialeto de comunicação “Mudanças constantes e aceleradas na tecnologia da comunicação têm tornado, não a língua inglesa, propriamente dita, mas o globish, segundo o autor (Robert McCrum, em Globish: how the English language became the world’s language), inventado e falado por aqueles que não têm como língua materna, o dialeto mundial do terceiro milênio.” (HANNA, Vera - p.72)
  • 19. Globish: um dialeto de comunicação O surgimento do Globish como uma consequência da globalização o mundo mais interconectado
  • 20. Globish: um dialeto de comunicação As transformações linguísticas positivas que estão ocorrendo no século XXI Comunicação integrada que leva ao conhecimento de vários idiomas
  • 21. Globish: um dialeto de comunicação • Utilizado por não nativos, o Globish corresponde a um meio de comunicação e não a uma língua. • É uma ferramenta para usada na comunicação entre pessoas de diferentes localidades, nos negócios internacionais e um dialeto global do terceiro milênio.
  • 22. Glocalização, glocalismos e local • Debates sobre o processo de resultados e consequências das interconexões globais em processos tecnológicos, econômicos, políticos e culturais. • Glocalismos questionamento sobre a diversidade cultural em favor da difusão de uma cultura global que reflita os gostos, os valores e as características culturais da cultura de massa.
  • 23. Glocalização, glocalismos e local • Glocalização ideia de ajudar a eliminar o medo do aniquilamento das diferenças que a globalização provocaria. • Admite combinações, misturas, adaptações e recomenda o local como um de seus componentes mais ativos.
  • 24. Glocalização, glocalismos e local • Línguas que surgem a partir da língua local sobreposta ao inglês, se enquadram no localismo. Entre elas tendo-se: Chinglish (na China); Japlish (no Japão); Konglish (Coreia do Sul); Singlish (Cingapura) e o Spanglish, a forte inflência da língua espanhola.
  • 25. Tecnologia e Ensino • A tecnologia tornou-se aliada no ensino de língua estrangeira, porém essa abordagem passou por resistência • O ensino por computador tem sido muito eficaz por fazer parte cada vez mais no dia-a-dia das pessoas • Os softwares abordam a maior exposição dos alunos a língua, porém o melhor contato é aquele que se dá em uma interação social autentica, aquela que se dá por meio da cultura.
  • 26. “O Ensino de Línguas Assistido por Computador atravessou três fases distintas" (HANNA,Vera p.79) • Segundo Mark Warschauer: • 1ª) Behaviorista: está aula é somente expositiva. • 2ª) a Comunicativa, a aprendizem passou a ter jogos interativos para estimular as discussões e o senso crítico dos educandos. • 3ª) a Comunicação Mediada por Computador é interpretada pelos professor de língua como "potencial de prática num contexto motivador" (HANNA, Vera - p.80)
  • 27. Métodos diferenciados de ensino • “O ambiente multimídia autêntico e significativo oferece oportunidades para o desenvolvimento de um aprendizado autônomo.” (HANNA, Vera - p.81) • Com as diversas ferramentas da tecnologia ligadas ao ensino o docente passa e aprender e rever conceitos de ensino, material e estratégias. Esta nova busca torna o trabalho e ensino de línguas um trabalho de pesquisa.
  • 29. A comunicação sofre diversas transformações ao longo de gerações, assim também como a língua em suas formas de expressão. Nos apontamentos tratados no capítulo cinco, a globalização é de extrema importância quando se trata de ensino de línguas, conhecimento de idiomas, interações e novos dialetos para a comunicação entre nações. Com isso, percebemos o quão amplo pode ser o ensino de línguas, incluindo esferas culturais e tecnológicas.
  • 30. Bibliografia • HANNA, Vera L. Harabagi. Línguas estrangeiras: o ensino em um contexto cultural. São Paulo: Editora Mackenzie.2012.