Antigo Regime

9.937 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
125
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antigo Regime

  1. 1. IDADE MODERNA O Antigo Regime (Ancien Régime). Chamamos de Antigo Regime a organização social, política e as práticaseconômicas características dos Estados Nacionais europeus que surgiram naEuropa na Idade Moderna. Características gerais: 1. Na política: absolutismo. Diferentemente da Idade Média, na Idade Moderna os reis possuíam todosos poderes políticos (legislativo, judiciário e executivo). Este poder absoluto dosreis foi justificado por vários pensadores políticos como Maquiavel, Hobbes eBousset. A unificação dos feudos e a centralização do poder foram de interesse danobreza e da burguesia. A nobreza estava enfraquecida no final da Idade Média e estava interessadaem conter as revoltas camponesas e garantir a posse de suas terras. A burguesia queria a unificação para unificar os impostos, pesos, medidas,moedas e facilitar o comércio. O rei investia no comércio para receber maisimpostos e fortalecer o Estado. 2. Na economia: mercantilismo: Todas as decisões sobre as práticas e estratégias econômicas passavampelo rei, ou seja, o Estado intervinha na economia, decidia quanto seriaproduzido, firmava os acordos econômicos, etc. • Na Idade Moderna, a riqueza era medida pela quantidade de metais preciosos acumulados. • Isto fortalecia o Estado absolutista e circulava mais moedas no país. • Para isso, era preciso ouro. Também por isso as Grandes Navegações, já que ouro poderia ser encontrado em novos territórios (colônias), que se não fornecessem ouro, poderiam fornecer algum produto que não houvesse na Europa que seria trocado por ouro.COLÉGIO PORTINARIAv. Maria Tereza Silveira de Barros Camargo, 698 – Jd. AquáriosTel. 19 3443.2053 | www.colegioportinari.com.br
  2. 2. Princípios básicos: A. Busca por Superávit (Balança comercial favorável). B. Metalismo: procura por metais precisos para cunhagem de moedas. C. Colonialismo - Pacto Colonial: a colônia só poderia comercializar com sua respectiva metrópole (monopólio de produtos tropicais). D. Protecionismo alfandegário. E. Estado intervencionista. Os países que mais enriqueceram primeiramente, foram Portugal e Espanha,já que eram donos de vastos impérios coloniais. Foram as potências europeiasnos séculos XV, XVI e início do XVII. - Espanha ficou com terras em quase toda a América encontrando muitoouro. - Portugal com terras na América, Ásia e África, se tornou grande traficantede escravos, comercializava as especiarias orientais e obtinha grandes lucros coma produção de açúcar no Brasil. No século XVII, duas potências emergiram: Inglaterra e Holanda. Estes doisEstados não aceitaram o Tratado de Tordesilhas e praticavam pirataria e corsosobre os navios espanhóis e portugueses. Investiram em frota naval assumindo ocontrole do comércio marítimo. Além disso, invadiram territórios na Américafundando colônias: como as Treze Colônias da América do Norte fundadas pelaInglaterra que dariam origem aos Estados Unidos. Portugal e Espanha não conseguiram investir de forma eficiente todariqueza obtida em suas colônias. Já a Inglaterra fez melhor “a lição de casa”. Suafrota naval se fortaleceu ao derrotar a armada espanhola de Felipe II durante oreinado de Elizabeth I e assinou os melhores acordos econômicos como o Tratadode Methuen com Portugal. A crise do absolutismo espanhol é conseqüência de sua políticamercantilista deficitária, esgotamento do ouro na América Espanhola, e umasequência grande de gastos com guerras e derrotas militares (“InvencívelArmada”, Guerra dos Trinta Anos, etc). A Inglaterra foi o primeiro país a derrubar o Antigo Regime, ou seja, aburguesia subiu ao poder, derrubou a nobreza e assumiu os rumos políticos e
  3. 3. econômicos do país aliado ao crescimento econômico levou a Inglaterra aopioneirismo na Revolução Industrial. 3. Na sociedade: A sociedade da Idade Moderna era dividida, de acordo com o nascimento em três “estados” ou “ordens”: o 1º Estado – clero. Recebiam honrarias, títulos, privilégios, o 2º Estado – nobreza isenção de impostos e benefícios. o 3º Estado – 97% da população – burguesia comercial, “burguesia industrial”, banqueiros, trabalhadores urbanos e camponeses. Assim, a sociedade medieval baseada no privilégio do nascimento e não na riqueza manteve-se na Idade Moderna, apesar de suas diferenças no plano econômico e político. O fim do Antigo Regime: Como já dito, foi a burguesia da Inglaterra a primeira a derrubar o AntigoRegime e a nobreza. Porém, a revolução burguesa que mais influenciou a quedado Estado Absolutista foi a Revolução Francesa. Na Inglaterra, existia o Parlamento desde a Baixa Idade Média. PorémHenrique VIII, instituiu o absolutismo da família Tudor na Inglaterra com aReforma Anglicana. Após a morte de sua filha, Elizabeth I, que não deixouherdeiros ao trono, a família Stuart assumiu o trono da Inglaterra. Os Stuart eram uma família escocesa católica que foram derrubados aotentar restaurar o catolicismo na Inglaterra e dissolver o Parlamento. Nestemomento a burguesia assumiu a política na Inglaterra, através da RevoluçãoPuritana e da Revolução Gloriosa, ocorridas nos séculos XVII. No século XVIII, a França passou por uma forte crise econômica devido: 1. Conseqüência da expulsão dos huguenotes por Luís XIV.COLÉGIO PORTINARIAv. Maria Tereza Silveira de Barros Camargo, 698 – Jd. AquáriosTel. 19 3443.2053 | www.colegioportinari.com.br
  4. 4. 2. Luis XV entrou na Guerra dos Sete Anos contra a Inglaterra e perdeu algumas colônias.3. No governo de Luis XVI, os gastos na ajuda da independência dos EUA, os gastos com o luxo da corte, e as más colheitas devido à secas e geadas levaram a um crise que levou a população faminta e a burguesia a iniciarem a Revolução Francesa.

×