Mercantilismo (aula 21)

2.750 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.750
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mercantilismo (aula 21)

  1. 1. Mercantilismo (aula 21) Política econômica adotada pelas monarquias absolutistas européias da Idade Moderna (XVI-XVII-XVIII)
  2. 2. PENSE COMIGO!• Na Idade Moderna, a riqueza era medida pela quantidade de metais preciosos acumulados.• Isto fortalecia o Estado absolutista e circulava mais moedas no país.• Para isso, era preciso?
  3. 3. OURO!!!!!!!!!• Muito bem!!!!• Agora pense:• ONDE ENCONTRAR OURO????????
  4. 4. COLÔNIAS• Mas, e se não encontrar ouro na colônia?• Então é preciso vender algum produto em troca de ouro!• Por isso a importância de ter uma BALANÇA COMERCIAL FAVORÁVEL!!!!! Ou Superávit (vender mais do que comprar) – contrário de Déficit.
  5. 5. PENSE... COMO É FÁCIL• Se você vende mais do que compra, entra mais metais no seu pais• Se você tem um déficit, saiu metais do seu país.• Por isso era importante proteger a economia contra a entrada de produtos estrangeiros (importações)• Mas como?
  6. 6. Protecionismo alfandegário• Os Estados absolutistas aumentavam os impostos para os produtos importados.• Assim podia vencer a concorrência dentro do seu território.• Porém, não foram todos que conseguiram praticar isto de forma eficiente com a Inglaterra.
  7. 7. Características comuns a todos ospaíses europeus.• Necessário para o Estado obter recursos para seu fortalecimento.• Possibilitou o acúmulo de riquezas na Europa.• Concentração de capital nas mãos da burguesia.• Intervenção do Estado na economia.• Busca por Superávit• Metalismo• Proteção alfandegária – incentivar a produção interna.
  8. 8. Portugal e Espanha• Iniciaram a corrida mercantilista precocemente sem que a burguesia desenvolve-se um espírito genuinamente capitalista – empreendedorismo/reprodução de capital.• A burguesia próxima ao Estado (Revolução de Avis) agia como uma nova aristocracia.• Viam o dinheiro como forma de obter bens e benesses.
  9. 9. • Foram responsáveis pela grande entrada de ouro e prata na Europa – Revolução dos Preços.- Espanha – século XVI.- Portugal – século XVII-XVIII.• As práticas mercantilistas destes Estados foram denominada BULIONISMO ou METALISMO.• Possuíam vastos Impérios Coloniais que garantiam o Superávit através do Pacto Colonial.
  10. 10. Porém...• O enfraquecimento da produção colonial dificultou a manutenção do Superávit.• A falta de investimentos em manufaturas prósperas forçou-os a comprar de outros países como Inglaterra.• Assim, ao final da corrida mercantilista tinham Déficit.
  11. 11. Inglaterra• COMERCIALISMO - (Expansão Comercial)• Proteção da economia incentivando a indústria interna (têxtil). – nacionalismo econômico.
  12. 12. • Apoio a atividade corsária e pilhagem de galeões espanhóis.• Assinou vantajosos tratados de comércios como o Tratado de Methuen.• Atos de Navegação (tornou-se a potência mercantil no século XVIII – recursos para a Rev. Industrial ).
  13. 13. França• INDUSTRIALISMO ou COLBERTISMO (Jean- Baptiste Colbert – ministro das finanças de Luis XIV )• Protecionismo alfandegário.• Incentivo a manufatura – bens de maior valor específico – tecidos de luxo, malharia, tapeçaria, porcelana, vidro, jóias, armas, papéis, etc.
  14. 14. Holanda • Três pilares:1. Companhia das Índias Orientais – controle sobre a atividade comercial.2. Banco de Amsterdã – fornecimento de crédito e moedas para investimento.3. Desenvolvimento da frota mercante – maior potência naval do século XVII.
  15. 15. As idéias mercantilistasO pensamento mercantilista podeser sintetizado através das noveregras de Von Hornick:
  16. 16. • 1 - Que cada polegada do chão de um país seja utilizada para a agricultura, a mineração ou as manufaturas.• 2 - Que todas as primeiras matérias que se encontrem num país sejam utilizadas nas manufaturas nacionais, porque os bens acabados têm um valor maior que as matérias-primas
  17. 17. • 3 - Que seja fomentada uma população grande e trabalhadora.• 4 - Que sejam proibidas todas as exportações de ouro e prata e que todo o dinheiro nacional seja mantido em circulação.• 5. Que seja obstaculizado tanto quanto for possível todas as importações de bens estrangeiros
  18. 18. • 7 - Que na medida que for possível, as importações sejam limitadas às primeiras matérias que possam acabar-se no país.• 8 - Que sejam procuradas constantemente as oportunidades para vender o excedente de manufaturas de um país aos estrangeiros, na medida necessária, em troca de ouro e prata.• 9 - Que não seja permitida nenhuma importação se os bens que se importam existissem suficiente e adequadamente no país.
  19. 19. Bom estudo! Prof. Rodrigo Rui
  20. 20. Bom estudo! Prof. Rodrigo Rui

×