ABSOLUTISMO
MERCANTILISMO
ANTIGO REGIME
O antigo regime foi um governo que vigorou por
toda a Europa, constituindo uma estrutura
própria, com as pri...
ABSOLUTISMO
O que é absolutismo?
Absolutismo é um regime político em que o
poder está concentrado nas mãos do rei. Em que
...
Hierarquia Absolutista
Rei
Clero
Nobreza
Burgueses e comerciantes
Artesãos
Camponeses
Absolutismo em Portugal
Primeiro país a organizar o Estado Moderno.
Centralização política precoce em virtude da Guerra de...
D. João I – Mestre da ordem de
ABSOLUTISMO NA FRANÇA
Com o fim da Revolução Francesa e com a
Dinastia dos Bourbon houve a evolução do
absolutismo na Fran...
REI LUÍS XIV – REI SOL
ABSOLUTISMO NA INGLATERRA
O Absolutismo na Inglaterra teve inicio após a
Guerra das Duas Rosas (luta travada pelas família...
Henrique VIII – Dinastia Tudor
Rainha Elizabeth I – Dinastia
ABSOLUTISMO NA ESPANHA
Já na Espanha o absolutismo ocorreu após a
Guerra de Secessão, e com a grande
abundancia de tesouro...
Fernando e Isabel - Espanha
ESTADO ABSOLUTISTA
No Estado Absolutista o mercantilismo era a
principal base do absolutismo em que tinha por
característi...
Governo Absoluto – Absolutismo
• Criação de um Exército Nacional : Instrumento principal
do processo de centralização polí...
Reforma religiosa
A religião passou a ser um forte elemento para
os poderosos, que queriam controlar a Igreja,
para que o ...
Filosofia Escolástica – “Razão predomina sobre a
fé”
Nesta época de grandes reformas religiosas,
houve também a filosofia ...
MERCANTILISMO
Mercantilismo foi uma política econômica
Conjunto de ideias e práticas usadas nos tempos
modernos, com o obj...
Metalismo, Bulionismo ou Bulhonismo
É o acumulo de metais, Ouro e Prata, chamade
Bulhonismo porque a moeda local era Bulhã...
Balança Comercial Favorável
Diminuição das importações e aumento das
exportações protegendo o capital e os interesses da
n...
Protecionismo Alfandegário
Os reis criavam impostos e taxas para evitar ao
máximo a entrada de produtos vindos do exterior...
Pacto Colonial ou Sistema
Colonial
Pacto: As colônias europeias deveriam fazer
comércio apenas com suas metrópoles, e não
...
Colbertismo ou Mercantilismo Industrial
Procurando manter a balança favorável mediante
a diferença entre preços de compra ...
Colonização da América
“ O ouro é o tesouro e aquele que o possui tem
tudo de que necessita no mundo; com ele, tem
também ...
Tráfico
Despotismo Esclarecido
No final do XVIII
alguns monarcas
absolutos
realizaram reformas
em seus Estados
influenciados pelo
...
Despotismo Esclarecido
O Despotismo Esclarecido surgiu na última fase
do absolutismo, buscando a aceleração do
processo de...
Catarina II: estrangeira da Prússia assumiu a
Rússia e construiu escolas, hospitais, reformou e
modernizou cidades, racion...
Marquês de Pombal: conde português que iniciou
reformas administrativas econômicas e sociais
desenvolveu o comércio coloni...
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Absolutismo e Mercantilismo

362 visualizações

Publicada em

Editado do Slide Share.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
362
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Absolutismo e Mercantilismo

  1. 1. ABSOLUTISMO MERCANTILISMO
  2. 2. ANTIGO REGIME O antigo regime foi um governo que vigorou por toda a Europa, constituindo uma estrutura própria, com as principais características abaixo: • Absolutismo : Rei como autoridade maior. • Mercantilismo: Acúmulo de riquezas para as mãos do rei. • Apoio dos principais teóricos e pensadores: Nicolau Maquiavel (Itália); Thomas Hobbes (Inglaterra); Jacques Bossuet (França).
  3. 3. ABSOLUTISMO O que é absolutismo? Absolutismo é um regime político em que o poder está concentrado nas mãos do rei. Em que o mesmo tinha completa autoridade para fazer o que quiser, principalmente ao fazer e impor leis. Qual sua origem? Teve sua origem com o inicio das monarquias nacionais, ou seja, com o fim da baixa idade média surgiu a aliança rei - burguesia em que o rei tinha completa autoridade e apoio dos burgueses e nobreza.
  4. 4. Hierarquia Absolutista Rei Clero Nobreza Burgueses e comerciantes Artesãos Camponeses
  5. 5. Absolutismo em Portugal Primeiro país a organizar o Estado Moderno. Centralização política precoce em virtude da Guerra de Reconquista travada entre cristãos e muçulmanos. A centralização do Estado Português ocorreu em 1385, com a Revolução de Avis, onde o Mestre da Ordem de Avis (D. João), com o apoio da burguesia mercantil consolidou o centralismo político. • Revolução de Avis – Consolidação da aliança rei-burguesia o que possibilitou uma centralização política e possibilitou que Portugal expandisse seus limites territoriais através das conquistas ultramarinas.
  6. 6. D. João I – Mestre da ordem de
  7. 7. ABSOLUTISMO NA FRANÇA Com o fim da Revolução Francesa e com a Dinastia dos Bourbon houve a evolução do absolutismo na França.Dinastia dos Bourbon foi de 1586 a 1789, em que Luís XIV (Rei Sol devido a uma vestimenta que usou em uma baile da corte, roupa dourada, parecendo um astro) que governou de 1638 a 1715 foi o maior monarca absolutista da França. Principal Pensador Teórico: Os pensadores teóricos da época tinha por objetivo teorizar o poder real. E na França o principal teórico foi Jacques Bousset, pregando que os reis eram ministros de Deus, por meio da
  8. 8. REI LUÍS XIV – REI SOL
  9. 9. ABSOLUTISMO NA INGLATERRA O Absolutismo na Inglaterra teve inicio após a Guerra das Duas Rosas (luta travada pelas famílias Lancaster e York que queriam assumir o reinado da Inglaterra) o que por fim Henrique Tudor saiu vitorioso. O absolutismo na Inglaterra também teve outro rei, ou rainha, a Rainha Elizabeth I que reinou de 1558 a 1603, a qual fez cumprir e impôs algumas leis que Henrique VIII não pode cumprir. • APOGEU :Henrique VIII – Dinastia Tudor (Família Tudor no poder). – The Tudors. • DECADENCIA :Rainha Elizabeth I – Dinastia Stuart (Família Stuart).
  10. 10. Henrique VIII – Dinastia Tudor
  11. 11. Rainha Elizabeth I – Dinastia
  12. 12. ABSOLUTISMO NA ESPANHA Já na Espanha o absolutismo ocorreu após a Guerra de Secessão, e com a grande abundancia de tesouros foi um dos grandes facilitadores, que através deste poder conseguiam força política e militar da aristocracia fundiária. Assim os metais do Novo Mundo estava concentrado na mãos dos espanhóis, que com a fase do mercantilismo tiveram grande evolução, impulsionados principalmente pelo absolutismo. Ou seja, a união dos reinos de Aragão e Castela se consolidando 1492 e expulsão definitiva dos mouros da península. • Fernando e Isabel – governaram a Espanha no século XVI.
  13. 13. Fernando e Isabel - Espanha
  14. 14. ESTADO ABSOLUTISTA No Estado Absolutista o mercantilismo era a principal base do absolutismo em que tinha por característica acumulo de metais preciosos. E a burguesia, os nobres e o clero, dava todo apoio ao rei, que com a submissão dos camponeses e artesãos acumulava metais preciosos, ou seja, riquezas. Alguns fatores: • Os camponeses e artesãos, financiavam impostos para custear as festas e os luxos da corte. • Padronização monetária de pesos e medidas (mercantilismo). • Exportar mais e importar menos era o lema, para que o acumulo de metais não fosse em vão.
  15. 15. Governo Absoluto – Absolutismo • Criação de um Exército Nacional : Instrumento principal do processo de centralização política. Formado por mercenários, com a intenção de enfraquecer a nobreza e não armar os camponeses. • Controle legislativo: Todas as decisões do reino estavam controladas diretamente pelo rei, que possuía o direito de criar as leis. • Controle sobre a justiça: Criação da Tribunal Real, sendo superior aos tribunais locais (controlados pelo senhor feudal). • Controle sobre as Finanças: intervenção na economia, mediante o monopólio da cunhagem de moedas, da padronização monetária, a cobraça de impostos, da criação de Companhias de Comercio e a imposição dos monopólios. • Burocracia Estatal: corpo de funcionários que auxilia na administração das obras publicas, fortalecimento o
  16. 16. Reforma religiosa A religião passou a ser um forte elemento para os poderosos, que queriam controlar a Igreja, para que o rei fosse a autoridade absoluta (absolutismo). Assim os reis também podiam controlar os súditos da igreja. E o clero pregava que “ o poder real tem origem divina”. Para que as pessoas não entrassem em conflito. Mas ainda havia muita perseguição religiosa, das pessoas que não eram súditas da igreja, na verdade era uma perseguição política para que a nova política tivesse todo o vigor.
  17. 17. Filosofia Escolástica – “Razão predomina sobre a fé” Nesta época de grandes reformas religiosas, houve também a filosofia escolástica que por sua vez pregava a razão sobre a fé, mas já na era moderna ou absoluta, muda-se esta concepção e os leigos passam a ter direito a cultura religiosa. O que dava aos leigos a visão critica e consciente da sociedade estamental, e do absolutismo, abrindo condições para o movimento iluminista. • Movimento iluminista – Os iluministas defendiam o pensamento racional, em que agora tudo passaria a ser justificado, não justificado pela fé como na idade média, o qual eles
  18. 18. MERCANTILISMO Mercantilismo foi uma política econômica Conjunto de ideias e práticas usadas nos tempos modernos, com o objetivo de fortalecer o Estado Nacional. O lucro se acumula na política mercantilista através da taxação da atividade comercial. Agricultura e a indústria ficam em segundo plano Qual o objetivo desta política? Promover a força do Estado, e incrementar a riqueza da burguesia que por sua vez pagava tributos ao Rei.
  19. 19. Metalismo, Bulionismo ou Bulhonismo É o acumulo de metais, Ouro e Prata, chamade Bulhonismo porque a moeda local era Bulhão. A Espanha explorou de ouro das sociedades indígenas da América como, incas e astecas.
  20. 20. Balança Comercial Favorável Diminuição das importações e aumento das exportações protegendo o capital e os interesses da nação.
  21. 21. Protecionismo Alfandegário Os reis criavam impostos e taxas para evitar ao máximo a entrada de produtos vindos do exterior. - Aumento da carga tributária sobre a importação de gêneros agrícolas e manufaturados; - Criação de diversas regras e normas para a entrada de produtos estrangeiros; - Utilização de subsídios para baratear os produtos nacionais.
  22. 22. Pacto Colonial ou Sistema Colonial Pacto: As colônias europeias deveriam fazer comércio apenas com suas metrópoles, e não teriam manufaturas/fabricas na colônia. Dentro deste contexto histórico ocorreu o ciclo econômico do açúcar no Brasil Colonial.
  23. 23. Colbertismo ou Mercantilismo Industrial Procurando manter a balança favorável mediante a diferença entre preços de compra e venda, a França com o Colbertismo (por causa do ministro Colbert), as manufaturas de artigos de luxo produziam os principais rendimentos do Estado e da burguesia mercantil.
  24. 24. Colonização da América “ O ouro é o tesouro e aquele que o possui tem tudo de que necessita no mundo; com ele, tem também o meio de resgatar as almas do Purgatório e de chamar ao Paraíso” ( Cristóvão Colombo, Jamaica, 1503). Conquista da América para os mercantilistas, em que o metalismo era a poder de uma nação e a América Latina por possuir boa parte destes metais foi alvo direto dos absolutistas. O tráfico negreiro contribui ainda mais para o processo de acumulação dos capitais e portanto, para a formação da sociedade industrial.
  25. 25. Tráfico
  26. 26. Despotismo Esclarecido No final do XVIII alguns monarcas absolutos realizaram reformas em seus Estados influenciados pelo Iluminismo. Modernização das estruturas administrativas, educação e atividades científicas foram as grandes modificações. Marques de Pombal – Portugal, estimulou as exportações e produção manufatureira, além de reforçar o monopólio comercial sobre o Brasil Frederico II – Prússia, fim da tortura, educação e produção agrícola e industrial Catarina II – Rússia, escolas, hospitais e tomou terras da Igreja José II – Áustria, confiscou terras da Igreja, aperfeiçoou o
  27. 27. Despotismo Esclarecido O Despotismo Esclarecido surgiu na última fase do absolutismo, buscando a aceleração do processo de modernização de alguns países e assim aumentar seu poder e prestígio a fim de enfraquecer a oposição ao seu governo. Argumentam que governam em nome da felicidade dos povos. Os principais déspotas esclarecidos foram: Frederico II: foi o principal déspota esclarecido prussiano onde reformou o sistema penal, aboliu as torturas praticadas por seu pai, fundou escolas promovendo a educação, incentivou a produção cultural comercial e manufatureira, decretou a
  28. 28. Catarina II: estrangeira da Prússia assumiu a Rússia e construiu escolas, hospitais, reformou e modernizou cidades, racionalizou a administração pública e limitou a ação da igreja. José II: imperador da Germânia aboliu a servidão e a tortura, secularizou seus bens, fundou escolas, hospitais e asilos, concedeu liberdade de culto a toda crença religiosa, criou impostos para o clero e a nobreza, limitou feriados e peregrinações, tornou a língua alemã como obrigatória.
  29. 29. Marquês de Pombal: conde português que iniciou reformas administrativas econômicas e sociais desenvolveu o comércio colonial, isentou impostos para exportações, fundou o banco real, expulsou os jesuítas de Portugal, modernizou o exército. Quais os motivos do fracasso? Muitas reformas promovidas pelos déspotas esclarecidos tiveram vida curta. Por conta da reação aristocrática que não foi favorável aos déspostas, pois ainda acreditavam na agricultura e também o recuo diante dos acontecimentos da Revolução Francesa que começava a eclodir, provocando medo também à aristocracia e a burguesia que estava muito enfraquecida.

×