Figuras de linguagem 2012

4.633 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • 17-


    Venham conferir o AS NOVIDADES DO SERVIDOR de MU online JOGANDO.NET :

    >>PROMOÇÃO DE JDIAMONDS E JCASHS, que ganha cupom para concorrer aos prêmios....
    >> PROMOÇÃO GANHE IPAD (NOVO) 3 kits JD v2, 2.000.000 golds e + 1000 jcahs no sorteio do dia 31/10 OUTUBRO
    >>NOVOS KITS : DEVASTATOR , e o SUPREMO DIAMOND V2 ;
    >> MEGA MARATONA DE DIA DAS CRIANÇAS, em breve você irá conhecer os melhores eventos.
    >> Novos Rings e Pendat Mysthical os melhores do servidor ;
    >> Novas Asas e Shields JDiamonds;
    >> Novidades em todos os servidores atualizados p/ o Ep 3 Season 6
    >>>>>> CURTI ANIMES ? conheça o MAIS NOVO SITE Cloud : http://www.animescloud.com/ com mais de 20.000 videos online.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
201
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Figuras de linguagem 2012

  1. 1. CEDB/2012
  2. 2. TIPOS DE LINGUAGEM• DENOTATIVA: sentido real (dicionário) Ex.: Minha geladeira quebrou.• CONOTATIVA: sentido figurado Ex.: Minha namorada é uma geladeira.
  3. 3. • As figuras de linguagem são recursos  que tornam mais expressivas as  mensagens. • O ato de desviar-se da norma padrão no  intuito de alcançar uma maior  expressividade, refere-se às figuras de linguagem. • Quando o desvio se dá pelo não  conhecimento da norma culta, temos os  chamados vícios de linguagem.
  4. 4. Figuras de Figuras de Figuras de Palavras Pensamentos Construção (som) AntíteseComparação Paradoxo PolissíndetoMetáfora Ironia AssíndetoSinestesia Eufemismo PleonasmoMetonímia Hipérbole AssonânciaOnomatopeia Gradação Aliteração Prosopopeia Elipse
  5. 5. É o emprego de um termo com significado de outro em vista de umarelação de semelhança entre ambos. É uma comparaçãosubentendida. “Eu sou o medo do fraco A força da imaginação O blefe do jogador...” (Raul Seixas) " Sua boca é um cadeado E meu corpo é uma fogueira" (Chico Buarque de Holanda) ‘‘O amor é uma companhia. Já não sei andar pelos caminhos, Porque já não posso andar só... (Fernando Pessoa)
  6. 6. É a aproximação de dois termos entre os quais existe alguma relaçãode semelhança, como na metáfora. A comparação, porém, é feita pormeio de um conectivo e busca realçar determinada qualidade doprimeiro termo.A chuva caía como lágrimas de um céu entristecido."E há poeta que são artistas E trabalham nos seus versos como carpinteiro nas tábuas!..." (Alberto Caeiro)Como um grande borrão de fogo sujo O sol posto demora-se nas nuvens que ficam." (Alberto Caeiro)
  7. 7. Também chamada personificação ou animismo, é umaespécie de metáfora que consiste em atribuir característicashumanas a outros seres. "Ah! cidade maliciosa de olhos de ressaca que das índias guardou a vontade de andar nua". (Ferreira Gullar) Com a passagem da nuvem, a lua se tranquiliza.
  8. 8. • Personificação da mesa.
  9. 9. É uma espécie de metáfora que consiste na união de impressõessensoriais diferentes.• O cheiro doce e verde do capim trazia recordações da fazenda, para onde nunca mais retornou. (cheiro = sensação olfativa; doce = sensação gustativa; verde = sensação visual)• Um doce abraço indicava que o pai desculpara. (doce = sensação gustativa; abraço = tátil)• Dia de luz , festa de sol Um barquinho a deslizar no macio azul do mar... (O barquinho - Tom Jobim) (azul = sensação visual; macio = sensação tátil)
  10. 10. É a substituição do sentido de uma palavra ou expressão por outrosentido, havendo entre eles uma reação lógica.O autor pela obra.• Ouvi Mozart com emoção. (a música de Mozart)• Leio Graciliano Ramos porque ele fala da realidade brasileira. (obra de Graciliano Ramos)O continente (o que contém) pelo conteúdo (o que está contido).• Ele comemorou tomando um copo de caipirinha. (Continente: um copo; Conteúdo: caipirinha contida no copo)
  11. 11. A parte pelo todo.• " o bonde passa cheio de pernas." (Drummond) (pernas = pessoas)• São muitas as famílias que procuram um teto para morar. (teto = casa)O singular pelo plural.• " Todo homem tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.“ (Art.3º-Declaração Universal dos Direitos Humanos) (homem = Humanidade)• A mulher foi chamada para ir às ruas na luta contra a violência. (mulher = todas as mulheres)
  12. 12. Figura que consiste no emprego de termos com sentidosopostos.• " Tristeza não tem fim. felicidade sim ...." (Vinícius de Moraes)• " Eu preparo uma canção que faça acordar os homens e adormecer as crianças". (Drummond)• "Há de surgir uma estrela no céu cada vez que você sorrir, há de apagar uma estrela no céu cada vez que você chorar" (Gilberto Gil)
  13. 13. É a afirmação de uma contradição, que ocorrequando duas ideias opostas se fundem numaimagem única, inconciliável. Diferentemente daantítese, em que as ideias opostas são colocadaslado a lado, no paradoxo os termos se referem auma mesma ideia.“Escuto o silêncio ensurdecedor...” (JonanthanCorreia)“O amor é fogo que arde sem se ver...” (Camões)
  14. 14. Figura que consiste no abrandamento de umaexpressão de sentido desagradável.• Aqueles homens públicos apropriam-se do dinheiro. (apropriar-se = roubar)• Cássia Eller partiu dessa para melhor. (partiu dessa para melhor = morrer)
  15. 15. EUFEMISMOABRANDAMENTO
  16. 16. Figura que através do exagero procura tornar mais expressiva uma ideia. • Na época de festa junina, sempre morro de medo de fogos de artifício. • Ela gastou rios de dinheiro. • "Será que eu tenho sempre que te lembrar todo dia, toda hora. Eu te imploro, Por favor. " (Alice, Kid Abelha)
  17. 17. Consiste na inversão de sentido: afirma-se o contrário do que sepensa, visando à sátira ou à ridicularização. • Cada vez que você interrompe seu colega, sem pedir licença, percebo como é bem- educado. Na charge, na verdade, o pobre fica sem comer, porque não pode comprar. Logo, nem paga imposto.
  18. 18. Consiste na imitação do som ou da voz natural dos seres.• "Sem o coaxar dos sapos ou o cricri dos grilos como que é que poderíamos dormir tranquilos a nossa eternidade?" (Mário Quitanda)• "No Tic Tic Tac do meu coração, renascerá..." (Timbalada) BUMMM
  19. 19. Plunct, plact, zumm,Não vai a lugar nenhum...
  20. 20. É a repetição de sons vocálicos na mesma frase.• - "Sou um mulato nato no sentido lato mulato democrático do litoral" (Caetano Veloso - Araçá Azul) • Anule aliterações altamente abusivas • — manual de redação humorístico (assonância em A) Ka/Ko – Na publicidade aliteração e assonância
  21. 21. Consiste na repetição de fonemas consonantais no início ou no interior das palavras.• O rato roeu a roupa do rei de Roma.• “Pedro Pedreiro penseiro esperando o trem/ Manhã parece, carece de esperar também/ Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém”. Chico Buarque Aqui também há assonância em E
  22. 22. Ocorre quando há omissão de um termo, que ficasubentendido pelo contexto e que é facilmente identificado.• À direita da estrada, sol, à esquerda, chuva. (omissão da forma verbal estava: estava o sol, estava chuva)• " Na rua deserta, nenhum sinal de bonde." (Clarice Lispector) (omissão de não havia)
  23. 23. É a repetição de um termo, ou reforço de seu significado • Choramos um choro sentido, mas nos refizemos logo. • A ele resta-lhe a boa oportunidade de provar sua inocência. • "Olhei até ficar cansado De ver os meus olhos no espelho" Flores ( Titãs )
  24. 24. Ocorre quando há a supressão (retirada) do conectivo (conjunção)• O cantor interpretava a canção, o público vaiava. Ele insistia, o público continuava. Ele parou, quebrou o violão, saiu do palco.• O velho zunia, as folhas caíam.
  25. 25. Ocorre quando há repetição do conectivo (conjunção).• E falei, e gritei, e tentei, e gesticulei e pedi ajuda, mas ninguém parou para socorrer o gato acidentado.• E a noite é negra e estrelas não brilham e pessoas mascaram a voz e a dor e expõem o rosto ao risco e à solidão.
  26. 26. • Consiste numa sequência de palavras, sinônimas ou não, que intensificam uma mesma ideia. Pode ser da menos intensa para a mais intensa e vice-versa.
  27. 27. • O trigo... nasceu, cresceu, espigou, amadureceu, colheu-se. (Padre Vieira)• Ele chorou, berrou, esperneou.Eu sou o medo do fracoA força da imaginaçãoO blefe do jogadorEu sou, eu fui, eu vou = gradação
  28. 28. • É o jogo entre palavras parecidas na fala e/ou na pronúncia, mas diferentes no sentido em que apresentam. Conhecer as manhas e as manhãs O sabor das massas e das maçãs É preciso amor pra poder pulsar É preciso paz para poder sorrir ...
  29. 29. Bibliografia• ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Gramática Metódica da Língua Portuguesa. 44ª edição. Editora Saraiva. São Paulo. 2001• CUNHA, Celso & CINTRA, Luís F. Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 3ª edição. Editora Nova Fronteira. Rio de Janeiro. 2001

×