SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 50
Biologia 
Tema: 
Sistema Nervoso 
Prof. Katia Queiroz 
katialsq@gmail.com 
WWW.BIOMAISKATIAQUEIROZ.BLOG 
SPOT.COM 
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo
Evolução do sistema nervoso 
periférico(SNP) nos Cnidarios 
No reino animal, podemos 
encontrar um sistema 
nervoso pela primeira vez 
nos celenterados (ou 
cnidários) na forma de um 
sistema nervoso difuso 
(rede nervosa), com células 
nervosas sem 
diferenciações ou 
especializações.
Evolução do SNP nos Platelmintos 
Nos platelmintos, encontramos pela primeira vez células 
nervosas agrupadas, formando um gânglio nervoso 
anterior (os primeiros a apresentarem cefalização) de 
onde partem de 2 a 8 cordões nervosos 
longitudinalmente para o resto do corpo (sistema nervoso 
ganglionar ventral).
Evolução do SNP nos Anelídeos 
Os anelídeos apresentam gânglios cerebróides na 
região anterior do corpo (2 pares supraesofágicos e 
2 pares subesofágicos) e um ou dois cordões 
nervosos ventrais, com gânglios para cada segmento 
do corpo (gânglios ventrais).
Evolução do SNP nos Moluscos 
Nos moluscos encontramos gânglios cerebrais desenvolvidos, 
comunicados com gânglios viscerais (controle das vísceras) e 
gânglios pedais ou pediais (controle dos movimentos).
Tecido nervoso 
 Tipos celulares: 
- Neurônios – condução de impulsos nervosos 
- Células da Neuróglia/Glia – manutenção dos neurônios
Neurônio 
 Neurônio é a unidade morfológica e fisiológica do 
sistema nervoso. É uma célula composta de um corpo 
celular, onde está o núcleo, e de finos prolongamentos 
celulares, que podem ser dendritos ou axônios. 
 dendritos são prolongamentos geralmente muito 
ramificados e que atuam como receptores de estímulos. 
 axônios atuam como condutores dos impulsos nervosos e 
só possuem ramificações na extremidade.
Morfologia do neurônio 
O axônio é envolvido por um tipo celular denominado célula 
de Schwann. 
 Células de Schwann: determinam a formação da bainha 
de mielina (invólucro lipídico), que atua como isolante 
elétrico e facilita a transmissão do impulso nervoso. 
 Nódulo de Ranvier: região de descontinuidade da 
bainha de mielina, localizada entre uma célula de 
Schwann e outra, que acarreta a existência de uma 
constrição (estrangulamento). 
 Neurilema: A parte celular da bainha de mielina, onde 
estão o citoplasma e o núcleo da célula de Schwann.
Tipos de Neurônios 
 Neurônios aferentes (sensitivo): normalmente situados no epitélio 
da superfície do animal, apresentando a característica de 
irritabilidade, detectando as modificações do meio ambiente, tanto 
interno como externo, ou seja, são sensíveis aos estímulos externos 
ou internos. 
 Neurônios eferentes ou motores: são especializados na condução do 
impulso nervoso ao órgão efetuador, que pode ser um músculo ou 
uma glândula, no caso dos mamíferos. 
 Neurônio de associação: faz sinapse com o axônio do neurônio 
aferente de um determinado segmento do animal, passando pela 
corda ventral do animal e fazendo sinapse com o neurônio motor do 
segmento vizinho, permitindo que um estímulo recebido em um 
segmento provoque resposta em outro. A concentração dos neurônios 
de associação aumentou consideravelmente o número de sinapses, 
permitindo a formação dos gânglios cerebróides nos invertebrados e 
do encéfalo nos vertebrados.
Tipos de Neurônios
Condução do impulso nervoso 
Sentido: dendrito  corpo celular  
axônio 
Estado de repouso: neurônio polarizado 
Alta [ ] de Na+ e baixa [ ] de k+ no meio extracelular 
Baixa [ ] de Na+ e alta [ ] de k+ dentro do axônio 
Na+ 
K+
Neurotransmissores 
estão presentes em 
vesículas na 
terminação do axônio. 
Chegada do impulso na 
terminação resulta na 
liberação dos 
neurotransmissores na 
fenda sináptica 
Os neurotransmissores 
atingem o outro neurônio 
desencadeando impulso 
nervoso 
SINAPSE
Células da Glia 
Também chamadas de neuróglia 
Menores que os neurônios 
Mais numerosas 
Várias funções: • Sustentação do tecido 
• Produção de mielina 
• Remoção de excretas 
• Fornecimento de substâncias 
nutritivas aos neurônios 
• Fagocitose de restos celulares 
• Isolamento dos neurônios
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
1) Introdução 
O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. 
Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem 
como as condições reinantes dentro do próprio corpo e elaborar respostas que 
adaptem a essas condições. 
2) Organização do sistema nervoso humano 
Sistema Nervoso Central 
(SNC) 
Encéfalo 
Cérebro 
Cerebelo 
Tronco Encefálico 
Mesencéfalo 
Ponte 
Bulbo 
Medula
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
a) Encéfalo 
 Possui cerca de 1,4 kg nos adultos 
 Está localizado na caixa craniana 
 Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico 
Encéfalo 
cérebro 
cerebelo 
Tronco encefálico
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
a) Encéfalo 
I) Cérebro 
 Constitui cerca de 90% da massa encefálica 
 Sua superfície é bastante pregueada (aumento da superfície) 
 Dividido em dois hemisférios (esquerdo e direito) 
 Dividido em duas partes: 
o Córtex (externo) – substância cinzenta (corpos neuronais) 
o Região interna – substância branca (dendritos e axônios)
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
a) Encéfalo 
I) Cérebro 
 Funções: 
o Sensações 
o Atos conscientes e voluntários (movimentos) 
o Pensamento 
o Memória 
o Inteligência 
o Aprendizagem 
o Sentidos 
o Equilíbrio
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
I) Cérebro 
Tálamo e Hipotálamo 
Tálamo 
Hipotálamo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
II) Cerebelo 
 Responsável pelo equilíbrio do corpo 
 Tônus e vigor muscular 
 Orientação espacial 
 Coordenação dos movimentos 
Cerebelo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
III) Tronco encefálico 
3 divisões: 
 Mesencéfalo 
 Ponte 
 Bulbo 
Mesencéfalo 
Ponte 
Bulbo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
III) Tronco encefálico 
 Mesencéfalo 
o Recepção e coordenação da contração muscular 
o Postura corporal 
Mesencéfalo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
III) Tronco encefálico 
 Ponte 
o Manutenção da postura corporal, equilíbrio do corpo e tônus 
muscular. 
Ponte
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
III) Tronco encefálico 
 Bulbo 
o Controle dos batimentos cardíacos 
o Controle dos movimentos respiratórios 
o Controle da deglutição (engolir) 
Bulbo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
b) Medula Espinhal (raque) 
 Cordão cilíndrico que parte da base do encéfalo e percorre toda a 
coluna vertebral. 
 Aloja-se dentro das perfurações das vértebras. 
 Da medula espinhal partem 31 pares de nervos raquidianos
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
b) Medula Espinhal (raque) 
 Funções da medula 
o Recebe as informações de diversas partes do corpo e as enviam para o 
encéfalo e vice-versa. 
o Responsável pelos atos reflexos (reflexo medular).
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
b) Medula Espinhal (raque) 
 Reflexo Medular 
A medula espinhal é capaz de elaborar respostas 
rápidas em situações de emergência, sem a 
interferência do encéfalo.
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Sistema nervoso central (SNC) 
c) Meninges 
 São três delicadas membranas que revestem e protegem o sistema nervoso 
central (SNC). 
o Dura-máter 
o Aracnóide 
o Pia-máter 
Medula 
espinhal Encéfalo
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
 Constituído por: 
a) Nervos 
b) Gânglios nervosos 
c) Terminações nervosas (receptores para dor, tato, frio, pressão, calor, 
paladar, etc.). 
Nervos 
São fios finos formados por vários axônios de 
neurônios envolvidos por tecido conjuntivo. 
Transmitem mensagens de várias partes do corpo 
para o sistema nervoso central ou destes para as 
regiões corporais.
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
Classificação dos nervos 
I) Quanto ao tipo de neurônio 
 Sensitivos ou aferentes (contém apenas neurônios sensitivos) 
 Motores ou eferentes (contém apenas neurônios motores) 
 Mistos (contém neurônios sensitivos e motores) 
II) Quanto à posição anatômica 
 Cranianos (ligados ao encéfalo) – 12 pares 
 Raquidianos ou espinhais (ligados à medula) – 31 pares
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
Gânglios nervosos 
o Aglomerado de corpos celulares de neurônios encontrados fora do 
sistema nervo central. 
Corpos celulares
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
Terminações Nervosas Captam estímulos do meio interno ou externo e os 
levam para o sistema nervoso central.
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
Divisão do sistema nervoso periférico 
Sistema Nervoso Voluntário 
(somático) 
Ações conscientes: andar, falar, 
pensar, movimentar um braço, etc. 
Sistema Nervoso Autônomo 
(visceral) 
Ações inconscientes: controle da 
digestão, batimentos cardíacos, 
movimento das vísceras, etc. 
Simpático 
Parassimpátic 
o
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
a) Sistema Nervoso Voluntário (Somático) 
Formado por nervos motores que conduzem impulsos do sistema nervoso 
central (SNC) à musculatura estriada esquelética. 
Determina ações conscientes: Andar, falar, abraçar, correr, etc. 
SNC 
Corpos celulares 
dentro do SNC 
Axônios controlando a 
musculatura 
esquelética
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
b) Sistema Nervoso Autônomo (vegetativo ou visceral) 
Constituído por nervos motores que conduzem impulsos do sistema nervoso 
central à musculatura lisa de órgãos viscerais, músculos cardíacos e 
glândulas. 
Realiza o controle da digestão, sistema cardiovascular, excretor e 
endócrino. 
Os nervos do SNP autônomo possuem dois tipos de neurônios: 
I. Pré-ganglionares (corpo celular dentro do SNC) 
II. Pós-ganglionares (Corpo celular dentro do gânglio) 
SNC 
gânglio órgão 
Neurônio 
Pós-ganglionar 
Neurônio 
Pré-ganglionar
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
b) Sistema Nervoso Autônomo 
É dividido em duas partes: 
I. Simpático 
II. Parassimpático 
 Sistema Nervoso Simpático: Prepara o organismo para o estresse (instinto de fuga 
ou luta) 
 Sistema Nervos Parassimpático: Estimula atividades relaxantes (repouso) 
Ações antagônicas no organismo!
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Sistema nervoso periférico (SNP) 
Diferenças entre os sistemas nervosos simpático e parassimpático: 
Sistema Nervoso Autônomo 
Simpático Parassimpático 
Fibra pré-ganglionar curta longa 
Fibra pós-ganglionar longa curta 
Origem dos nervos Região torácica e lombar 
da medula (somente 
nervos raquidianos) 
Região cervical (nervos 
cranianos) e região sacral da 
medula (nervos raquidianos) 
Mediador químico Fibras pré-ganglionares: 
Acetilcolina 
Fibras pós-ganglionares: 
Adrenalina 
Fibras pré-ganglionares: 
Acetilcolina 
Fibras pós-ganglionares: 
Acetilcolina
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
EExxeerrccíícciiooss
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
1) (VUNESP) Quando uma pessoa encosta a mão em um ferro quente, ela reage 
imediatamente por meio de um reflexo. Neste reflexo o neurônio efetuador 
(motor) leva o impulso nervoso para: 
a) a medula espinhal. 
b) o encéfalo. 
Resposta: C 
c) os músculos flexores do braço 
d) as terminações sensoriais de calor na ponta dos dedos. 
e) as terminações sensoriais de dor na ponta dos dedos. 
2) Se o cerebelo de um rato for destruído, ele perderá a capacidade de: 
a) digerir alimentos. 
b) respirar. 
Resposta: C 
c) andar. 
d) eliminar excretas 
e) produzir anticorpos.
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
3) Assinale a alternativa que apresenta de forma correta, a condução do 
impulso nervoso nos neurônios sensorial e motor. 
a) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular e deste para o 
axônio no neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor. 
b) O estímulo nervoso se propaga do axônio para o corpo celular e deste para o 
dendrito no neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor. 
c) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular e deste para o 
axônio no neurônio sensorial e no neurônio motor. 
d) O estímulo nervoso se propaga do axônio para o corpo celular e deste para o 
dendrito, tanto no neurônio sensorial como no motor. 
e) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular ou do corpo 
celular para o dendrito no neurônio sensorial e do corpo celular para o axônio no 
neurônio motor. 
Resposta: C
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
4) Dos sistemas abaixo relacionados, qual está subordinado ao sistema nervoso 
vegetativo ou autônomo? 
a) sistema muscular estriado. 
b) sistema ósseo. 
c) todo o sistema de revestimento. 
d) sistema ósteo-articular 
e) sistema glandular. 
5) Considere os seguintes elementos do sistema nervoso: 
I- encéfalo III- nervos cranianos 
II- medula IV- nervos raquidianos 
O sistema nervoso central é constituído por: 
a) II e III 
b) III e IV 
c) I e II 
d) I e III 
e) II e IV 
Resposta: e 
Resposta: c
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
6) Um arco reflexo simples exige, pelo menos: 
a) um neurônio motor, um gânglio e a medula. 
b) um neurônio sensorial, um gânglio e a medula. 
c) um neurônio sensorial, dois gânglios e a medula. 
d) um neurônio motor, um sensorial e um gânglio. 
e) dois neurônios ( um sensorial e um motor) e a medula. 
7) Cérebro, cerebelo e bulbo são órgãos do: 
a) sistema nervoso periférico. 
b) sistema nervoso parassimpático. 
c) sistema nervoso autônomo. 
d) sistema nervoso central 
e) As respostas c e d estão corretas 
Resposta: e 
Resposta: d
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
8) É comum nos animais a presença de receptores específicos ou órgãos dos 
sentidos capazes de obter informações ambientais ou corpóreas. Após a 
captação destas informações, impulsos são gerados e transportados para 
serem processados e interpretados. 
Por onde são transportados e onde ocorre a interpretação desses estímulos, 
respectivamente? 
a) SNC e SNA 
b) SNA e SNP 
Resposta: d 
c) SNP e SNA 
d) SNP e SNC 
e) Nenhuma das respostas anteriores
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
Resposta: a 
9)
10) 
Resposta: c
SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 
(PUC-SP) O esquema abaixo representa, de maneira simplificada, as 
inter-relações do sistema nervoso. 
Resposta: c 
Encéfalo 
1 Gânglios 
2 
3 
4 
Resposta 
(músculos 
voluntários) 
Resposta 
(músculos 
involuntários) 
Assinale a alternativa correta: 
a)1 representa uma fibra sensorial do sistema nervoso voluntário 
b)2 representa uma fibra motora do sistema nervoso simpático 
c)3 e 4 representam fibras do sistema nervoso autônomo 
d)1 e 4 representam fibras motoras do sistema nervoso autônomo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Neuronio
NeuronioNeuronio
Neuronio
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANOSistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANO
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e NeurofisiologiaIntrodução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
Introdução a Neuroanatomia e Neurofisiologia
 
Sistema nervoso central
Sistema nervoso centralSistema nervoso central
Sistema nervoso central
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Neuroanatomia 20
Neuroanatomia 20Neuroanatomia 20
Neuroanatomia 20
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
apostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervosoapostila-anatomia-sistema-nervoso
apostila-anatomia-sistema-nervoso
 
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
 
Aula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervosoAula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervoso
 
Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial Neuroanatomia Inicial
Neuroanatomia Inicial
 
Aula - SNA - Introdução ao Sistema Nervoso Autônomo
Aula - SNA - Introdução ao Sistema Nervoso AutônomoAula - SNA - Introdução ao Sistema Nervoso Autônomo
Aula - SNA - Introdução ao Sistema Nervoso Autônomo
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 

Destaque

Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervoso
Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervosoIntrodução à morfofisiologia comparada do sistema nervoso
Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervosoCaio Maximino
 
Cérebro, Comportamento e Evolução
Cérebro, Comportamento e EvoluçãoCérebro, Comportamento e Evolução
Cérebro, Comportamento e EvoluçãoCaio Maximino
 
Animais invertebrados- Poríferos
Animais invertebrados- PoríferosAnimais invertebrados- Poríferos
Animais invertebrados- PoríferosAndrea Barreto
 
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)rejanecardsouza
 
Caracteristicas dos animais 3º ano
Caracteristicas dos animais  3º anoCaracteristicas dos animais  3º ano
Caracteristicas dos animais 3º anoescolabeatriz
 

Destaque (10)

Origens e organização geral do sistema nervoso
Origens e organização geral do sistema nervosoOrigens e organização geral do sistema nervoso
Origens e organização geral do sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervoso
Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervosoIntrodução à morfofisiologia comparada do sistema nervoso
Introdução à morfofisiologia comparada do sistema nervoso
 
Cérebro, Comportamento e Evolução
Cérebro, Comportamento e EvoluçãoCérebro, Comportamento e Evolução
Cérebro, Comportamento e Evolução
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
 
Animais invertebrados- Poríferos
Animais invertebrados- PoríferosAnimais invertebrados- Poríferos
Animais invertebrados- Poríferos
 
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Vertebrados
VertebradosVertebrados
Vertebrados
 
Caracteristicas dos animais 3º ano
Caracteristicas dos animais  3º anoCaracteristicas dos animais  3º ano
Caracteristicas dos animais 3º ano
 

Semelhante a Sistemanervoso 120618081852-phpapp01

Semelhante a Sistemanervoso 120618081852-phpapp01 (20)

Aula Sistema Nervoso 8º Ano
Aula Sistema Nervoso 8º AnoAula Sistema Nervoso 8º Ano
Aula Sistema Nervoso 8º Ano
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Aula Sistema Nervoso
Aula Sistema NervosoAula Sistema Nervoso
Aula Sistema Nervoso
 
Aula sistema-nervoso
Aula sistema-nervosoAula sistema-nervoso
Aula sistema-nervoso
 
Aula 20 sistema nervoso
Aula 20   sistema nervosoAula 20   sistema nervoso
Aula 20 sistema nervoso
 
Sistema Nervoso.ppt
Sistema Nervoso.pptSistema Nervoso.ppt
Sistema Nervoso.ppt
 
Aula sistema nervoso boa aula-2
Aula sistema nervoso boa aula-2Aula sistema nervoso boa aula-2
Aula sistema nervoso boa aula-2
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - AulaSistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - Aula
 
Sistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - AulaSistema Nervoso - Aula
Sistema Nervoso - Aula
 
sistema-nervoso-1.pptx
sistema-nervoso-1.pptxsistema-nervoso-1.pptx
sistema-nervoso-1.pptx
 
Aula sistema nervoso
Aula sistema nervosoAula sistema nervoso
Aula sistema nervoso
 
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
 
Introdução ao sistema nervoso.ppt
Introdução ao sistema nervoso.pptIntrodução ao sistema nervoso.ppt
Introdução ao sistema nervoso.ppt
 
Aula sm (sn)
Aula sm (sn)Aula sm (sn)
Aula sm (sn)
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Impulso Nervoso
Impulso NervosoImpulso Nervoso
Impulso Nervoso
 

Mais de MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS

Mais de MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS (20)

Acidosnucleicos
AcidosnucleicosAcidosnucleicos
Acidosnucleicos
 
Verminoses
VerminosesVerminoses
Verminoses
 
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
 
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
 
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
 
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
 
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
 
Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
 
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
 
Preparação para obb
Preparação para obbPreparação para obb
Preparação para obb
 
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
 
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
 
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
 
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
 
Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01
 
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
 
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 

Sistemanervoso 120618081852-phpapp01

  • 1. Biologia Tema: Sistema Nervoso Prof. Katia Queiroz katialsq@gmail.com WWW.BIOMAISKATIAQUEIROZ.BLOG SPOT.COM SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo
  • 2. Evolução do sistema nervoso periférico(SNP) nos Cnidarios No reino animal, podemos encontrar um sistema nervoso pela primeira vez nos celenterados (ou cnidários) na forma de um sistema nervoso difuso (rede nervosa), com células nervosas sem diferenciações ou especializações.
  • 3. Evolução do SNP nos Platelmintos Nos platelmintos, encontramos pela primeira vez células nervosas agrupadas, formando um gânglio nervoso anterior (os primeiros a apresentarem cefalização) de onde partem de 2 a 8 cordões nervosos longitudinalmente para o resto do corpo (sistema nervoso ganglionar ventral).
  • 4. Evolução do SNP nos Anelídeos Os anelídeos apresentam gânglios cerebróides na região anterior do corpo (2 pares supraesofágicos e 2 pares subesofágicos) e um ou dois cordões nervosos ventrais, com gânglios para cada segmento do corpo (gânglios ventrais).
  • 5. Evolução do SNP nos Moluscos Nos moluscos encontramos gânglios cerebrais desenvolvidos, comunicados com gânglios viscerais (controle das vísceras) e gânglios pedais ou pediais (controle dos movimentos).
  • 6. Tecido nervoso  Tipos celulares: - Neurônios – condução de impulsos nervosos - Células da Neuróglia/Glia – manutenção dos neurônios
  • 7. Neurônio  Neurônio é a unidade morfológica e fisiológica do sistema nervoso. É uma célula composta de um corpo celular, onde está o núcleo, e de finos prolongamentos celulares, que podem ser dendritos ou axônios.  dendritos são prolongamentos geralmente muito ramificados e que atuam como receptores de estímulos.  axônios atuam como condutores dos impulsos nervosos e só possuem ramificações na extremidade.
  • 8. Morfologia do neurônio O axônio é envolvido por um tipo celular denominado célula de Schwann.  Células de Schwann: determinam a formação da bainha de mielina (invólucro lipídico), que atua como isolante elétrico e facilita a transmissão do impulso nervoso.  Nódulo de Ranvier: região de descontinuidade da bainha de mielina, localizada entre uma célula de Schwann e outra, que acarreta a existência de uma constrição (estrangulamento).  Neurilema: A parte celular da bainha de mielina, onde estão o citoplasma e o núcleo da célula de Schwann.
  • 9.
  • 10. Tipos de Neurônios  Neurônios aferentes (sensitivo): normalmente situados no epitélio da superfície do animal, apresentando a característica de irritabilidade, detectando as modificações do meio ambiente, tanto interno como externo, ou seja, são sensíveis aos estímulos externos ou internos.  Neurônios eferentes ou motores: são especializados na condução do impulso nervoso ao órgão efetuador, que pode ser um músculo ou uma glândula, no caso dos mamíferos.  Neurônio de associação: faz sinapse com o axônio do neurônio aferente de um determinado segmento do animal, passando pela corda ventral do animal e fazendo sinapse com o neurônio motor do segmento vizinho, permitindo que um estímulo recebido em um segmento provoque resposta em outro. A concentração dos neurônios de associação aumentou consideravelmente o número de sinapses, permitindo a formação dos gânglios cerebróides nos invertebrados e do encéfalo nos vertebrados.
  • 12. Condução do impulso nervoso Sentido: dendrito  corpo celular  axônio Estado de repouso: neurônio polarizado Alta [ ] de Na+ e baixa [ ] de k+ no meio extracelular Baixa [ ] de Na+ e alta [ ] de k+ dentro do axônio Na+ K+
  • 13. Neurotransmissores estão presentes em vesículas na terminação do axônio. Chegada do impulso na terminação resulta na liberação dos neurotransmissores na fenda sináptica Os neurotransmissores atingem o outro neurônio desencadeando impulso nervoso SINAPSE
  • 14. Células da Glia Também chamadas de neuróglia Menores que os neurônios Mais numerosas Várias funções: • Sustentação do tecido • Produção de mielina • Remoção de excretas • Fornecimento de substâncias nutritivas aos neurônios • Fagocitose de restos celulares • Isolamento dos neurônios
  • 15.
  • 16.
  • 17. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do próprio corpo e elaborar respostas que adaptem a essas condições. 2) Organização do sistema nervoso humano Sistema Nervoso Central (SNC) Encéfalo Cérebro Cerebelo Tronco Encefálico Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula
  • 18. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) a) Encéfalo  Possui cerca de 1,4 kg nos adultos  Está localizado na caixa craniana  Dividido em 3 partes: cérebro, cerebelo e tronco encefálico Encéfalo cérebro cerebelo Tronco encefálico
  • 19. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) a) Encéfalo I) Cérebro  Constitui cerca de 90% da massa encefálica  Sua superfície é bastante pregueada (aumento da superfície)  Dividido em dois hemisférios (esquerdo e direito)  Dividido em duas partes: o Córtex (externo) – substância cinzenta (corpos neuronais) o Região interna – substância branca (dendritos e axônios)
  • 20. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) a) Encéfalo I) Cérebro  Funções: o Sensações o Atos conscientes e voluntários (movimentos) o Pensamento o Memória o Inteligência o Aprendizagem o Sentidos o Equilíbrio
  • 22. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) I) Cérebro Tálamo e Hipotálamo Tálamo Hipotálamo
  • 23. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) II) Cerebelo  Responsável pelo equilíbrio do corpo  Tônus e vigor muscular  Orientação espacial  Coordenação dos movimentos Cerebelo
  • 24. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) III) Tronco encefálico 3 divisões:  Mesencéfalo  Ponte  Bulbo Mesencéfalo Ponte Bulbo
  • 25. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) III) Tronco encefálico  Mesencéfalo o Recepção e coordenação da contração muscular o Postura corporal Mesencéfalo
  • 26. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) III) Tronco encefálico  Ponte o Manutenção da postura corporal, equilíbrio do corpo e tônus muscular. Ponte
  • 27. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) III) Tronco encefálico  Bulbo o Controle dos batimentos cardíacos o Controle dos movimentos respiratórios o Controle da deglutição (engolir) Bulbo
  • 28. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) b) Medula Espinhal (raque)  Cordão cilíndrico que parte da base do encéfalo e percorre toda a coluna vertebral.  Aloja-se dentro das perfurações das vértebras.  Da medula espinhal partem 31 pares de nervos raquidianos
  • 29. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) b) Medula Espinhal (raque)  Funções da medula o Recebe as informações de diversas partes do corpo e as enviam para o encéfalo e vice-versa. o Responsável pelos atos reflexos (reflexo medular).
  • 30. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) b) Medula Espinhal (raque)  Reflexo Medular A medula espinhal é capaz de elaborar respostas rápidas em situações de emergência, sem a interferência do encéfalo.
  • 31. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Sistema nervoso central (SNC) c) Meninges  São três delicadas membranas que revestem e protegem o sistema nervoso central (SNC). o Dura-máter o Aracnóide o Pia-máter Medula espinhal Encéfalo
  • 32. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP)  Constituído por: a) Nervos b) Gânglios nervosos c) Terminações nervosas (receptores para dor, tato, frio, pressão, calor, paladar, etc.). Nervos São fios finos formados por vários axônios de neurônios envolvidos por tecido conjuntivo. Transmitem mensagens de várias partes do corpo para o sistema nervoso central ou destes para as regiões corporais.
  • 33. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) Classificação dos nervos I) Quanto ao tipo de neurônio  Sensitivos ou aferentes (contém apenas neurônios sensitivos)  Motores ou eferentes (contém apenas neurônios motores)  Mistos (contém neurônios sensitivos e motores) II) Quanto à posição anatômica  Cranianos (ligados ao encéfalo) – 12 pares  Raquidianos ou espinhais (ligados à medula) – 31 pares
  • 34. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) Gânglios nervosos o Aglomerado de corpos celulares de neurônios encontrados fora do sistema nervo central. Corpos celulares
  • 35. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) Terminações Nervosas Captam estímulos do meio interno ou externo e os levam para o sistema nervoso central.
  • 36. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) Divisão do sistema nervoso periférico Sistema Nervoso Voluntário (somático) Ações conscientes: andar, falar, pensar, movimentar um braço, etc. Sistema Nervoso Autônomo (visceral) Ações inconscientes: controle da digestão, batimentos cardíacos, movimento das vísceras, etc. Simpático Parassimpátic o
  • 37. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) a) Sistema Nervoso Voluntário (Somático) Formado por nervos motores que conduzem impulsos do sistema nervoso central (SNC) à musculatura estriada esquelética. Determina ações conscientes: Andar, falar, abraçar, correr, etc. SNC Corpos celulares dentro do SNC Axônios controlando a musculatura esquelética
  • 38. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) b) Sistema Nervoso Autônomo (vegetativo ou visceral) Constituído por nervos motores que conduzem impulsos do sistema nervoso central à musculatura lisa de órgãos viscerais, músculos cardíacos e glândulas. Realiza o controle da digestão, sistema cardiovascular, excretor e endócrino. Os nervos do SNP autônomo possuem dois tipos de neurônios: I. Pré-ganglionares (corpo celular dentro do SNC) II. Pós-ganglionares (Corpo celular dentro do gânglio) SNC gânglio órgão Neurônio Pós-ganglionar Neurônio Pré-ganglionar
  • 39. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) b) Sistema Nervoso Autônomo É dividido em duas partes: I. Simpático II. Parassimpático  Sistema Nervoso Simpático: Prepara o organismo para o estresse (instinto de fuga ou luta)  Sistema Nervos Parassimpático: Estimula atividades relaxantes (repouso) Ações antagônicas no organismo!
  • 40.
  • 41. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Sistema nervoso periférico (SNP) Diferenças entre os sistemas nervosos simpático e parassimpático: Sistema Nervoso Autônomo Simpático Parassimpático Fibra pré-ganglionar curta longa Fibra pós-ganglionar longa curta Origem dos nervos Região torácica e lombar da medula (somente nervos raquidianos) Região cervical (nervos cranianos) e região sacral da medula (nervos raquidianos) Mediador químico Fibras pré-ganglionares: Acetilcolina Fibras pós-ganglionares: Adrenalina Fibras pré-ganglionares: Acetilcolina Fibras pós-ganglionares: Acetilcolina
  • 43. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 1) (VUNESP) Quando uma pessoa encosta a mão em um ferro quente, ela reage imediatamente por meio de um reflexo. Neste reflexo o neurônio efetuador (motor) leva o impulso nervoso para: a) a medula espinhal. b) o encéfalo. Resposta: C c) os músculos flexores do braço d) as terminações sensoriais de calor na ponta dos dedos. e) as terminações sensoriais de dor na ponta dos dedos. 2) Se o cerebelo de um rato for destruído, ele perderá a capacidade de: a) digerir alimentos. b) respirar. Resposta: C c) andar. d) eliminar excretas e) produzir anticorpos.
  • 44. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 3) Assinale a alternativa que apresenta de forma correta, a condução do impulso nervoso nos neurônios sensorial e motor. a) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular e deste para o axônio no neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor. b) O estímulo nervoso se propaga do axônio para o corpo celular e deste para o dendrito no neurônio sensorial, e o inverso no neurônio motor. c) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular e deste para o axônio no neurônio sensorial e no neurônio motor. d) O estímulo nervoso se propaga do axônio para o corpo celular e deste para o dendrito, tanto no neurônio sensorial como no motor. e) O estímulo nervoso se propaga do dendrito para o corpo celular ou do corpo celular para o dendrito no neurônio sensorial e do corpo celular para o axônio no neurônio motor. Resposta: C
  • 45. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 4) Dos sistemas abaixo relacionados, qual está subordinado ao sistema nervoso vegetativo ou autônomo? a) sistema muscular estriado. b) sistema ósseo. c) todo o sistema de revestimento. d) sistema ósteo-articular e) sistema glandular. 5) Considere os seguintes elementos do sistema nervoso: I- encéfalo III- nervos cranianos II- medula IV- nervos raquidianos O sistema nervoso central é constituído por: a) II e III b) III e IV c) I e II d) I e III e) II e IV Resposta: e Resposta: c
  • 46. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 6) Um arco reflexo simples exige, pelo menos: a) um neurônio motor, um gânglio e a medula. b) um neurônio sensorial, um gânglio e a medula. c) um neurônio sensorial, dois gânglios e a medula. d) um neurônio motor, um sensorial e um gânglio. e) dois neurônios ( um sensorial e um motor) e a medula. 7) Cérebro, cerebelo e bulbo são órgãos do: a) sistema nervoso periférico. b) sistema nervoso parassimpático. c) sistema nervoso autônomo. d) sistema nervoso central e) As respostas c e d estão corretas Resposta: e Resposta: d
  • 47. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo 8) É comum nos animais a presença de receptores específicos ou órgãos dos sentidos capazes de obter informações ambientais ou corpóreas. Após a captação destas informações, impulsos são gerados e transportados para serem processados e interpretados. Por onde são transportados e onde ocorre a interpretação desses estímulos, respectivamente? a) SNC e SNA b) SNA e SNP Resposta: d c) SNP e SNA d) SNP e SNC e) Nenhuma das respostas anteriores
  • 50. SSiisstteemmaa NNeerrvvoossoo (PUC-SP) O esquema abaixo representa, de maneira simplificada, as inter-relações do sistema nervoso. Resposta: c Encéfalo 1 Gânglios 2 3 4 Resposta (músculos voluntários) Resposta (músculos involuntários) Assinale a alternativa correta: a)1 representa uma fibra sensorial do sistema nervoso voluntário b)2 representa uma fibra motora do sistema nervoso simpático c)3 e 4 representam fibras do sistema nervoso autônomo d)1 e 4 representam fibras motoras do sistema nervoso autônomo